Tudo sobre a Saúde da Mama

14.816 visualizações

Publicada em

Apresentação organizada por Luciana Holtz - Psico-oncologista Presidente do Portal Oncologia

Publicada em: Saúde e medicina
1 comentário
8 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
14.816
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
439
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
239
Comentários
1
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tudo sobre a Saúde da Mama

  1. 1. Informação de qualidade à serviço do paciente com câncer
  2. 2. Oncoguia <ul><li>Portal informativo e interativo voltado para a qualidade de vida do paciente com câncer, seus familiares e demais envolvidos: </li></ul><ul><li>www.oncoguia.com.br </li></ul>
  3. 3. Oncoguia: objetivos <ul><li>Informação </li></ul><ul><li>Desmistificação </li></ul><ul><li>Esclarecimento </li></ul><ul><li>Acolhimento </li></ul><ul><li>Interatividade </li></ul>
  4. 4. Tudo sobre a Saúde da Mama Luciana Holtz Psico-oncologista Presidente Portal Oncoguia
  5. 5. Sobre as Mamas <ul><li>As mamas podem ser consideradas o símbolo máximo da feminilidade e requerem cuidados especiais que começam na adolescência, quando as mamas começam a se desenvolver e duram por toda a vida. </li></ul>
  6. 6. O câncer de mama no mundo
  7. 7. Alguns números... <ul><li>Nos próximos 25 anos, 25 milhões de mulheres serão diagnosticadas com câncer de mama no mundo </li></ul><ul><li>Das quais, 10 milhões poderão morrer sem tratamento ou cura. </li></ul><ul><li>No Brasil, para este ano foram estimados 50 mil novos casos. </li></ul>
  8. 8. Conhecendo a minha mama <ul><li>A mama está constituída em sua maior parte por tecido gorduroso e por tecido conectivo. </li></ul><ul><li>Possui de 15 – 20 lobos e cada lobo está constituído por lóbulos os quais terminam em pequenos bulbos que produzem o leite. </li></ul><ul><li>Os lobos, lóbulos e bulbos estão ligados por uma rede de tubos finos ou dutos que conduzem o leite até a aréola . Os dutos formam dutos maiores que terminam no mamilo . </li></ul><ul><li>Os espaços ao redor dos lóbulos e dutos está preenchido por tecido adiposo que é o que determina o tamanho das mamas. </li></ul>
  9. 9. Conhecendo a minha mama
  10. 10. Qual é o meu papel? <ul><li>Toda mulher deve visitar o ginecologista pelo menos uma vez por ano para fazer o exame ginecológico e é quando o médico também fará o exame clínico das mamas . </li></ul><ul><li>Mulheres acima de 40 anos devem também fazer a Mamografia que é, atualmente, o melhor método para o diagnóstico do câncer de mama. </li></ul>
  11. 11. O que é exame clínico das mamas? <ul><li>Durante a consulta ginecológica o médico examina com as mãos a mama da paciente procurando encontrar sinais e sintomas de doenças. </li></ul><ul><li>Segundo recomendações do Instituto Nacional do Câncer no Brasil este exame deve ser feito anualmente por um médico ou profissional de saúde treinado. </li></ul><ul><li>Quando realizado por um médico ou enfermeira treinados, pode detectar um tumor de até 1 (um) centímetro, se superficial. </li></ul><ul><li>O exame clínico das mamas não é substituído pelo auto-exame das mamas. </li></ul>
  12. 12. O que é a mamografia? <ul><li>É o método mais recomendado para o diagnóstico precoce do câncer de mama. </li></ul><ul><li>É realizada em um aparelho de raio X apropriado, chamado mamógrafo. Nele, a mama é comprimida de forma a fornecer melhores imagens, e, portanto, melhor capacidade de diagnóstico. </li></ul><ul><li>O desconforto provocado é discreto e suportável. </li></ul><ul><li>É um exame que deve ser realizado por toda mulher a partir dos 40 anos de idade. </li></ul>
  13. 13. Para que serve a ultrassonografia? <ul><li>O ultrasom ajuda na diferenciação entre uma massa sólida e uma massa cística (que contém líquido) quando uma massa palpável não é vista na mamografia. </li></ul><ul><li>É também muito útil em mulheres novas com tecido mamário denso. </li></ul><ul><li>Não deve ser utilizada como método de rastreamento. </li></ul><ul><li>Não substitui a mamografia. </li></ul>
  14. 14. Cuidando das minhas mamas... <ul><li>O auto-exame das mamas é realizado pela própria mulher, leva apenas alguns minutos e só precisa ser feito uma vez por mês. </li></ul><ul><li>O auto-exame das mamas ajuda no conhecimento do próprio corpo da mulher. </li></ul><ul><li>O auto-exame das mamas NÃO substitui o exame clínico que é realizado pelo médico ou por um profissional de saúde treinado como uma enfermeira. (INCA) </li></ul>
  15. 15. Quando devo fazer o auto-exame? <ul><li>Se você tem seus períodos menstruais presentes pode fazer o auto-exame uma semana após acabar o fluxo. </li></ul><ul><li>Se você não menstrua mais, marque um dia do mês, por exemplo, dia primeiro, e faça o exame sempre neste dia. </li></ul>
  16. 16. Qual a finalidade do auto-exame? <ul><li>A finalidade do exame não é &quot;encontrar&quot; alguma coisa, mas que a mulher se acostume a examinar sua mama. </li></ul><ul><li>Quanto mais você fizer, mais conhecerá sua mama. Isto permitirá que possa encontrar eventualmente uma &quot;mudança ou alteração&quot; e assim comunicar o seu médico. </li></ul>
  17. 17. O que procurar no auto-exame? <ul><li>Diferenças na forma e na cor da(s) mama(s). </li></ul><ul><li>Nódulos. </li></ul><ul><li>Saliências ou afundamento ou mudanças na textura da pele. </li></ul><ul><li>Secreções no mamilo. </li></ul><ul><li>Comparar a simetria entre as mamas. </li></ul>
  18. 18. Como fazer o auto-exame? <ul><li>De pé em frente ao espelho, observe se há alguma alteração no contorno das mamas (primeiro com os braços abaixados e depois com eles levantados). </li></ul><ul><li>Deitada na cama, coloque uma almofada debaixo de um dos ombros e apalpe o seio com a mão oposta, para detectar nódulos. Depois apalpe o outro seio da mesma forma. </li></ul>
  19. 19. Tenho um nódulo na minha mama, é câncer? <ul><li>Todos os nódulos em mulheres adultas devem ser investigados pelo médico. </li></ul><ul><li>A maioria dos nódulos não apresenta perigo (menos de um quarto de todos os nódulos mamários são câncer). </li></ul><ul><li>O diagnóstico precoce de câncer de mama aumenta as chances de cura da doença. </li></ul>
  20. 20. Quando devo avisar a meu médico? <ul><li>Deve ser comunicada a seu médico: </li></ul><ul><li>Qualquer mudança na forma ou coloração das mamas. </li></ul><ul><li>Aparecimento de nódulos ou caroços. </li></ul><ul><li>Aparecimento de secreção que sai dos mamilos. </li></ul>
  21. 21. Não entre em Pânico! <ul><li>Lembre-se: o que você vê ou sente em sua mama não significa que você tenha câncer, mas é um sinal importante para você procurar o seu médico. </li></ul>
  22. 22. Como sei que o nódulo que achei é ou não câncer? <ul><li>Cerca de 80% dos nódulos são benignos. </li></ul><ul><li>É possível que a formação nodular seja fisiológica, dependente de flutuações hormonais, ou que consista em uma alteração que necessite de uma investigação diagnóstica. </li></ul><ul><li>Entre as causas mais comuns de nódulos mamários benignos estão: a alteração fibrocística, o cisto e o fibroadenoma. </li></ul>
  23. 23. Como se faz o diagnóstico do nódulo mamário? <ul><li>Os recursos não-invasivos disponíveis para investigar um nódulo mamário são a mamografia, a ultra-sonografia e a ressonância magnética. </li></ul><ul><li>Para procedimentos invasivos pode-se recorrer à biópsia percutânea – punção por agulha fina (PAAF), biópsia core e mamotomia – ou biopsia cirúrgica. </li></ul><ul><li>A tripla investigação, com exame físico, diagnóstico por imagem e biópsia percutânea, confere uma acurácia diagnóstica para o nódulo mamário de cerca de 99%. </li></ul><ul><li>O fato de se fazer uma biópsia não significa câncer de mama! </li></ul>
  24. 24. O que é câncer de mama? <ul><li>O câncer de mama é uma doença que ocorre devido à perda da capacidade das células de limitar e controlar o seu próprio crescimento, multiplicando-se rapidamente e sem controle. </li></ul>
  25. 25. Quais os sinais e sintomas? <ul><li>Nódulo na mama. </li></ul><ul><li>Aumento recente do tamanho de uma das mamas. </li></ul><ul><li>Alteração no aspecto ou na forma da mama. </li></ul><ul><li>Evidência de secreção através do mamilo, sensibilidade mamilar ou retração do mamilo. </li></ul><ul><li>Espessamento ou enrugamento da pele da mama (aspecto de casca de laranja). </li></ul><ul><li>Aparecimento de nódulos nas axilas. </li></ul><ul><li>Aumento de volume de um dos braços. </li></ul>
  26. 26. Quais os fatores de risco? <ul><li>Ser mulher e envelhecer </li></ul><ul><li>Histórico familiar (casos de câncer na família, mãe, irmãs, tias). </li></ul><ul><li>Mutação genética. </li></ul><ul><li>Menarca (primeira menstruação) antes dos 12 anos. </li></ul><ul><li>Uso de anticoncepcionais orais. </li></ul><ul><li>Primeira gestação após os 35 anos. </li></ul><ul><li>Terapia de reposição hormonal por mais de 5 anos. </li></ul><ul><li>Menopausa após os 55 anos. </li></ul><ul><li>Excesso de peso. </li></ul><ul><li>Sedentarismo. </li></ul><ul><li>Consumo de tabaco e álcool. </li></ul>
  27. 27. O que pode impedir tudo isso? <ul><li>Medo, inseguranças, preconceitos </li></ul><ul><li>“ quem procura acha”, “câncer mata mesmo” </li></ul><ul><li>Baixa auto estima </li></ul><ul><li>“ não tenho que me preocupar mais com isso...” </li></ul><ul><li>Desinformação: “mamografia dói” </li></ul><ul><li>Falta de tempo: “não tenho tempo...” </li></ul><ul><li>Não priorizar a própria saúde </li></ul><ul><li>Não ter acesso a médicos e tratamentos </li></ul>
  28. 28. Outras formas de prevenir o câncer de mama? <ul><li>Corrigir a dieta alimentar: incluir variedade de frutas e vegetais; aumentar a ingestão de fibras e diminuir a ingestão de gorduras. </li></ul><ul><li>Manter o peso adequado . </li></ul><ul><li>Só tomar hormônios com indicação e acompanhamento médico. </li></ul><ul><li>Evitar o consumo de tabaco. </li></ul><ul><li>Praticar exercício físico regularmente. </li></ul><ul><li>Cuide dos seus sentimentos </li></ul>
  29. 29. Prevenindo o câncer de mama Detecção Precoce
  30. 30. Para não esquecer! <ul><li>Mantenha-se informada! </li></ul><ul><li>O câncer tem cura quando diagnosticado cedo. </li></ul><ul><li>Quanto menor, melhor. </li></ul><ul><li>Converse com o seu médico. </li></ul><ul><li>Cuide de você! </li></ul>
  31. 31. Quem deve estar em 1º lugar? <ul><li>VOCÊ!! </li></ul>
  32. 32. Informação de qualidade à serviço do paciente com câncer www.oncoguia.com.br

×