SlideShare uma empresa Scribd logo

Ppt copasa

O documento apresenta o projeto executivo de fechamento das barragens de rejeito I e II da mina Engenho D'Água em Rio Acima. O projeto visa integrar a área à paisagem local, promovendo a preservação dos ecossistemas locais por meio da descontaminação, drenagem, revegetação e monitoramento da área das barragens.

1 de 9
Baixar para ler offline
BARRAGENS DE REJEITO I E II
DA MINA ENGENHO D’ÁGUA
EM RIO ACIMA
PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO
VISTA GERAL
PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO
Deverá atender aos seguintes aspectos:
1. Tornar a área afetada pela implantação e operação da barragem de
rejeitos capaz de oferecer condições de segurança e saúde
pública a longo prazo;
2. Livrar o meio ambiente dos agentes de deterioração química e
física;
3. Restabelecer as condições de drenagem natural em todos os
locais possíveis;
4. Recompor a vegetação em todos os locais possíveis;
5. Comprovar o sucesso do fechamento;
6. Permitir um uso benéfico e sustentável da área.
OBJETIVO GERAL:
Integração da área à paisagem local, visando promover a
preservação dos ecossistemas locais.
PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO
Estruturas de drenagem:
• Canal de Cintura
PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO
• Retaludamento periférico
da Barragem II
PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO
Fechamento Barragem I:
• Escavação mecânica do rejeito até 1,50 m de profundidade do
nível atual e subsequente lançamento na área da Barragem II
• Colocada geomembrana de 2 mm de espessura sobre o rejeito
remanescente na Barragem I
• Sobre esta geomembrana será aplicada uma camada de 1 m
de solo compactado oriundo de escavação dos taludes
periféricos, canal de cintura e do próprio barramento da
Barragem II
• Acima deste solo compactado, será executado 0,5 m de top
soil
• Sobre a camada de top soil será implantada uma drenagem
superficial de canais coletores (um principal e 13
secundários), executados em colchão reno
PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO
Fechamento Barragem II:
• Descontaminação e retirada da água acumulada no seu reservatório à cargo da COPASA MG
• Escavação do dique frontal à Barragem II, desde a cota 789 m a 784 m
• Implantação de uma nova geomembrana PEAD 2 mm, colocada acima da geomembrana já
existente
• Lançamento do rejeito escavado do reservatório da Barragem I, em cima da nova geomembrana
aplicada
• Aplicação 1 m de solo compactado sobre esse rejeito e mais 0,5 m de top soil sobre a qual será
vegetada
• Drenagem superficial de canais coletores (um principal e 9 secundários), executados em
colchão reno
PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO
Atividade 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36
Campanha adicional de ensaios de análise da água (coleta e
análise) - Cava e Lago da Barragem II
Instalação da instrumentação geotécnica.
Implantação do canal de cintura TR=500anos
Implantação de vertedouro na Barragem I
Tratamento de ~100.000m³ de água da Barragem II por ETA
portátil
Lançamento e soldagem da geomembrana ao fundo da
Barragem II
Escavação mecânica do rejeito (~57500m³) da Barragem I e
lançamento e espalhamento na Barragem II
Escavação mecânica de parte do barramento da Barragem II,
taludes periféricos, lançamento e compactação do solo,
seguido do top soil nas Barragens I e II
Implantação de drenagem superficial
Coveamento e hidrosemeadura nos taludes das barragens e
hidrosemeadura nas áreas planas acima do top soil
Monitoramento geotécnico/ambiental*
Mês
*Omonitoramento geotécnico deverá ser realizado com maior intensidade durante o decorrer das obras, sendo que o monitoramento após as obras poderão serão pontuais, em conjunto com as inspeções periódicas mensais à serem
realizadas no período pós descaracterização
CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DAS ATIVIDADES PREVISTAS NO PROJETO
* O monitoramento geotécnico deverá ser realizado com maior intensidade durante o decorrer das obras, sendo que o monitoramento após as obras poderá ser
pontual, em conjunto com as inspeções periódicas a serem realizadas no período pós descaracterização
PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO
OBRIGADO
Nelson Cunha Guimarães
Superintendência de Meio Ambiente
nelson.guimarães@copasa.com.br
Tel: 3250-2091

Recomendados

Aplicação de geologia na elaboração de barragens
Aplicação de geologia na elaboração de barragensAplicação de geologia na elaboração de barragens
Aplicação de geologia na elaboração de barragensDouglas Gozzo
 
Barragem de enrocamento com núcleo asfáltico
Barragem de enrocamento com núcleo asfálticoBarragem de enrocamento com núcleo asfáltico
Barragem de enrocamento com núcleo asfálticoRC Desenhos
 
recursos hídricos, geografia
recursos hídricos, geografiarecursos hídricos, geografia
recursos hídricos, geografiaNilton Goulart
 
Hote7 unid05 barragens-terra
Hote7 unid05 barragens-terraHote7 unid05 barragens-terra
Hote7 unid05 barragens-terraDiego Santos
 
Nota técnica | CONTENSÃO DE EROSÃO COSTEIRA
Nota técnica | CONTENSÃO DE EROSÃO COSTEIRANota técnica | CONTENSÃO DE EROSÃO COSTEIRA
Nota técnica | CONTENSÃO DE EROSÃO COSTEIRAMarco Lyra
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1º resumo túneis e obras subterrâneas
1º  resumo túneis e obras subterrâneas1º  resumo túneis e obras subterrâneas
1º resumo túneis e obras subterrâneasLuciano José Rezende
 
Construção do Dissipador de Energia do Tipo Barra Mar Bagwall com extensão de...
Construção do Dissipador de Energia do Tipo Barra Mar Bagwall com extensão de...Construção do Dissipador de Energia do Tipo Barra Mar Bagwall com extensão de...
Construção do Dissipador de Energia do Tipo Barra Mar Bagwall com extensão de...Marco Lyra
 
Uso de estrutura rígida do tipo bagwall para controle da erosão costeira na p...
Uso de estrutura rígida do tipo bagwall para controle da erosão costeira na p...Uso de estrutura rígida do tipo bagwall para controle da erosão costeira na p...
Uso de estrutura rígida do tipo bagwall para controle da erosão costeira na p...Marco Lyra
 
PROTEÇÃO COSTEIRA COM O USO DO DISSIPADOR DE ENERGIA BAGWALL NA PRAIA DE PAU ...
PROTEÇÃO COSTEIRA COM O USO DO DISSIPADOR DE ENERGIA BAGWALL NA PRAIA DE PAU ...PROTEÇÃO COSTEIRA COM O USO DO DISSIPADOR DE ENERGIA BAGWALL NA PRAIA DE PAU ...
PROTEÇÃO COSTEIRA COM O USO DO DISSIPADOR DE ENERGIA BAGWALL NA PRAIA DE PAU ...Marco Lyra
 
Pinheiro - O intrigante caso de movimentação do terreno
Pinheiro - O intrigante caso de movimentação do terrenoPinheiro - O intrigante caso de movimentação do terreno
Pinheiro - O intrigante caso de movimentação do terrenoedvaldorf
 
Erosão costeira e opções para a proteção do litoral: intervenções e ilusões n...
Erosão costeira e opções para a proteção do litoral: intervenções e ilusões n...Erosão costeira e opções para a proteção do litoral: intervenções e ilusões n...
Erosão costeira e opções para a proteção do litoral: intervenções e ilusões n...Marco Lyra
 
Barragens sandroni - 2006 - 7 erosão
Barragens   sandroni - 2006 - 7 erosãoBarragens   sandroni - 2006 - 7 erosão
Barragens sandroni - 2006 - 7 erosãoAlex Duarte
 
Relatorio ao Subcomite Poderoso Vermelho
Relatorio ao Subcomite Poderoso VermelhoRelatorio ao Subcomite Poderoso Vermelho
Relatorio ao Subcomite Poderoso VermelhoCBH Rio das Velhas
 
www.dec.estt.ipt.pt_encontro_palestras_Artigo.5 - Ponte Vasco da Gama - Manut...
www.dec.estt.ipt.pt_encontro_palestras_Artigo.5 - Ponte Vasco da Gama - Manut...www.dec.estt.ipt.pt_encontro_palestras_Artigo.5 - Ponte Vasco da Gama - Manut...
www.dec.estt.ipt.pt_encontro_palestras_Artigo.5 - Ponte Vasco da Gama - Manut...Maria Teresa Mendes
 
Obras portuárias de abrigo
Obras portuárias de abrigoObras portuárias de abrigo
Obras portuárias de abrigoPedroJr123
 
Escavação do túnel de desvio da barragem de Odeleite
Escavação do túnel de desvio da barragem de OdeleiteEscavação do túnel de desvio da barragem de Odeleite
Escavação do túnel de desvio da barragem de OdeleiteJosé Pinto
 
Barragens sandroni - 2006 - 5 percolação interfaces
Barragens   sandroni - 2006 - 5 percolação interfacesBarragens   sandroni - 2006 - 5 percolação interfaces
Barragens sandroni - 2006 - 5 percolação interfacesAlex Duarte
 
Trabalhos em solos aula 02
Trabalhos em solos aula 02  Trabalhos em solos aula 02
Trabalhos em solos aula 02 Sérgio Peixoto
 
Parecer Paula Ifc Final
Parecer Paula Ifc FinalParecer Paula Ifc Final
Parecer Paula Ifc FinalEcotv Strallos
 
Ota-As 10 pragas
Ota-As 10 pragasOta-As 10 pragas
Ota-As 10 pragasL L P
 
Galerias de drenagem de águas pluviais com tubos de concreto
Galerias de drenagem de águas pluviais com tubos de concretoGalerias de drenagem de águas pluviais com tubos de concreto
Galerias de drenagem de águas pluviais com tubos de concretoJupira Silva
 

Mais procurados (20)

1º resumo túneis e obras subterrâneas
1º  resumo túneis e obras subterrâneas1º  resumo túneis e obras subterrâneas
1º resumo túneis e obras subterrâneas
 
Construção do Dissipador de Energia do Tipo Barra Mar Bagwall com extensão de...
Construção do Dissipador de Energia do Tipo Barra Mar Bagwall com extensão de...Construção do Dissipador de Energia do Tipo Barra Mar Bagwall com extensão de...
Construção do Dissipador de Energia do Tipo Barra Mar Bagwall com extensão de...
 
Uso de estrutura rígida do tipo bagwall para controle da erosão costeira na p...
Uso de estrutura rígida do tipo bagwall para controle da erosão costeira na p...Uso de estrutura rígida do tipo bagwall para controle da erosão costeira na p...
Uso de estrutura rígida do tipo bagwall para controle da erosão costeira na p...
 
PROTEÇÃO COSTEIRA COM O USO DO DISSIPADOR DE ENERGIA BAGWALL NA PRAIA DE PAU ...
PROTEÇÃO COSTEIRA COM O USO DO DISSIPADOR DE ENERGIA BAGWALL NA PRAIA DE PAU ...PROTEÇÃO COSTEIRA COM O USO DO DISSIPADOR DE ENERGIA BAGWALL NA PRAIA DE PAU ...
PROTEÇÃO COSTEIRA COM O USO DO DISSIPADOR DE ENERGIA BAGWALL NA PRAIA DE PAU ...
 
Pinheiro - O intrigante caso de movimentação do terreno
Pinheiro - O intrigante caso de movimentação do terrenoPinheiro - O intrigante caso de movimentação do terreno
Pinheiro - O intrigante caso de movimentação do terreno
 
Erosão costeira e opções para a proteção do litoral: intervenções e ilusões n...
Erosão costeira e opções para a proteção do litoral: intervenções e ilusões n...Erosão costeira e opções para a proteção do litoral: intervenções e ilusões n...
Erosão costeira e opções para a proteção do litoral: intervenções e ilusões n...
 
Barragens sandroni - 2006 - 7 erosão
Barragens   sandroni - 2006 - 7 erosãoBarragens   sandroni - 2006 - 7 erosão
Barragens sandroni - 2006 - 7 erosão
 
Relatorio ao Subcomite Poderoso Vermelho
Relatorio ao Subcomite Poderoso VermelhoRelatorio ao Subcomite Poderoso Vermelho
Relatorio ao Subcomite Poderoso Vermelho
 
Aula 7
Aula 7Aula 7
Aula 7
 
www.dec.estt.ipt.pt_encontro_palestras_Artigo.5 - Ponte Vasco da Gama - Manut...
www.dec.estt.ipt.pt_encontro_palestras_Artigo.5 - Ponte Vasco da Gama - Manut...www.dec.estt.ipt.pt_encontro_palestras_Artigo.5 - Ponte Vasco da Gama - Manut...
www.dec.estt.ipt.pt_encontro_palestras_Artigo.5 - Ponte Vasco da Gama - Manut...
 
Obras portuárias de abrigo
Obras portuárias de abrigoObras portuárias de abrigo
Obras portuárias de abrigo
 
Escavação do túnel de desvio da barragem de Odeleite
Escavação do túnel de desvio da barragem de OdeleiteEscavação do túnel de desvio da barragem de Odeleite
Escavação do túnel de desvio da barragem de Odeleite
 
Barragens sandroni - 2006 - 5 percolação interfaces
Barragens   sandroni - 2006 - 5 percolação interfacesBarragens   sandroni - 2006 - 5 percolação interfaces
Barragens sandroni - 2006 - 5 percolação interfaces
 
Trabalhos em solos aula 02
Trabalhos em solos aula 02  Trabalhos em solos aula 02
Trabalhos em solos aula 02
 
Ponte do Monteiro
Ponte do MonteiroPonte do Monteiro
Ponte do Monteiro
 
Solos 6b
Solos 6bSolos 6b
Solos 6b
 
Parecer Paula Ifc Final
Parecer Paula Ifc FinalParecer Paula Ifc Final
Parecer Paula Ifc Final
 
Ota-As 10 pragas
Ota-As 10 pragasOta-As 10 pragas
Ota-As 10 pragas
 
Galerias de drenagem de águas pluviais com tubos de concreto
Galerias de drenagem de águas pluviais com tubos de concretoGalerias de drenagem de águas pluviais com tubos de concreto
Galerias de drenagem de águas pluviais com tubos de concreto
 
Aula 9
Aula 9Aula 9
Aula 9
 

Semelhante a Ppt copasa

PR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.doc
PR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.docPR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.doc
PR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.docCarlosJunior481127
 
Escavação do canal de navegação a jusante da barragem de carrapatelo
Escavação do canal de navegação a jusante da barragem de carrapateloEscavação do canal de navegação a jusante da barragem de carrapatelo
Escavação do canal de navegação a jusante da barragem de carrapateloJosé Pinto
 
Aula de Abertura de Vala
Aula de Abertura de ValaAula de Abertura de Vala
Aula de Abertura de ValaMarco Taveira
 
Sistemas de rebaixamento de lençol freatico
Sistemas de rebaixamento de lençol freaticoSistemas de rebaixamento de lençol freatico
Sistemas de rebaixamento de lençol freaticoJaeferson Batista
 
Hidrelétrica de Itaipu e descubra os detalhes dessa.ppsx
Hidrelétrica de Itaipu e descubra os detalhes dessa.ppsxHidrelétrica de Itaipu e descubra os detalhes dessa.ppsx
Hidrelétrica de Itaipu e descubra os detalhes dessa.ppsxAgnaldovideos
 
Aula de Abertura de Pista
Aula de Abertura de PistaAula de Abertura de Pista
Aula de Abertura de PistaMarco Taveira
 
Apresentação macro drenagem canal do congo
Apresentação macro drenagem canal do congoApresentação macro drenagem canal do congo
Apresentação macro drenagem canal do congoHenriqueCasamata
 
Tuneis caderno de encargos
Tuneis caderno de encargosTuneis caderno de encargos
Tuneis caderno de encargosDuarte Fernandes
 
Manual para implantação de aterros sanitários em valas de pequenas dimensões ...
Manual para implantação de aterros sanitários em valas de pequenas dimensões ...Manual para implantação de aterros sanitários em valas de pequenas dimensões ...
Manual para implantação de aterros sanitários em valas de pequenas dimensões ...Thales Vinícius de Melo Rissi
 
157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)
157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)
157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)Andrea Silva
 
PR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.doc
PR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.docPR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.doc
PR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.docCarlosJunior481127
 
Parecer técnico sobre estabilização de talude
Parecer técnico sobre estabilização de taludeParecer técnico sobre estabilização de talude
Parecer técnico sobre estabilização de taludeMarcelo Forest
 
PedroDuarte_AguasPenacova.pdf
PedroDuarte_AguasPenacova.pdfPedroDuarte_AguasPenacova.pdf
PedroDuarte_AguasPenacova.pdfAfonsoCuamba1
 
aterro industrial
aterro industrialaterro industrial
aterro industrialPaulo Silva
 
Operações de perfuração de poços de petróleo
Operações de perfuração de poços de petróleoOperações de perfuração de poços de petróleo
Operações de perfuração de poços de petróleoCláudia Melchíades
 
Concreto para dutos terrestres
Concreto para dutos terrestresConcreto para dutos terrestres
Concreto para dutos terrestresMarco Taveira
 

Semelhante a Ppt copasa (20)

PR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.doc
PR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.docPR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.doc
PR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.doc
 
02
0202
02
 
Obras subterraneas
Obras subterraneasObras subterraneas
Obras subterraneas
 
Escavação do canal de navegação a jusante da barragem de carrapatelo
Escavação do canal de navegação a jusante da barragem de carrapateloEscavação do canal de navegação a jusante da barragem de carrapatelo
Escavação do canal de navegação a jusante da barragem de carrapatelo
 
Aula de Abertura de Vala
Aula de Abertura de ValaAula de Abertura de Vala
Aula de Abertura de Vala
 
Sistemas de rebaixamento de lençol freatico
Sistemas de rebaixamento de lençol freaticoSistemas de rebaixamento de lençol freatico
Sistemas de rebaixamento de lençol freatico
 
Hidrelétrica de Itaipu e descubra os detalhes dessa.ppsx
Hidrelétrica de Itaipu e descubra os detalhes dessa.ppsxHidrelétrica de Itaipu e descubra os detalhes dessa.ppsx
Hidrelétrica de Itaipu e descubra os detalhes dessa.ppsx
 
Aula de Abertura de Pista
Aula de Abertura de PistaAula de Abertura de Pista
Aula de Abertura de Pista
 
Apresentação macro drenagem canal do congo
Apresentação macro drenagem canal do congoApresentação macro drenagem canal do congo
Apresentação macro drenagem canal do congo
 
Tuneis caderno de encargos
Tuneis caderno de encargosTuneis caderno de encargos
Tuneis caderno de encargos
 
Manual para implantação de aterros sanitários em valas de pequenas dimensões ...
Manual para implantação de aterros sanitários em valas de pequenas dimensões ...Manual para implantação de aterros sanitários em valas de pequenas dimensões ...
Manual para implantação de aterros sanitários em valas de pequenas dimensões ...
 
Sumidouros
SumidourosSumidouros
Sumidouros
 
157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)
157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)
157654221 sumidouros-e-valas-de-infiltracao (1)
 
PR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.doc
PR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.docPR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.doc
PR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.doc
 
Parecer técnico sobre estabilização de talude
Parecer técnico sobre estabilização de taludeParecer técnico sobre estabilização de talude
Parecer técnico sobre estabilização de talude
 
PedroDuarte_AguasPenacova.pdf
PedroDuarte_AguasPenacova.pdfPedroDuarte_AguasPenacova.pdf
PedroDuarte_AguasPenacova.pdf
 
aterro industrial
aterro industrialaterro industrial
aterro industrial
 
Reconstrução da praia
Reconstrução da praiaReconstrução da praia
Reconstrução da praia
 
Operações de perfuração de poços de petróleo
Operações de perfuração de poços de petróleoOperações de perfuração de poços de petróleo
Operações de perfuração de poços de petróleo
 
Concreto para dutos terrestres
Concreto para dutos terrestresConcreto para dutos terrestres
Concreto para dutos terrestres
 

Mais de CBH Rio das Velhas

10 propostas texto final - descanalização rios urbanos de BH
10 propostas texto final - descanalização rios urbanos de BH10 propostas texto final - descanalização rios urbanos de BH
10 propostas texto final - descanalização rios urbanos de BHCBH Rio das Velhas
 
Apresentacao politica de gestao do risco de inundacoes em belo horizonte - ba...
Apresentacao politica de gestao do risco de inundacoes em belo horizonte - ba...Apresentacao politica de gestao do risco de inundacoes em belo horizonte - ba...
Apresentacao politica de gestao do risco de inundacoes em belo horizonte - ba...CBH Rio das Velhas
 
Trilha agroecologica estudantes
Trilha agroecologica estudantesTrilha agroecologica estudantes
Trilha agroecologica estudantesCBH Rio das Velhas
 
Modelo carta de indicacao - Santo Antonio Maquine
Modelo carta de indicacao - Santo Antonio MaquineModelo carta de indicacao - Santo Antonio Maquine
Modelo carta de indicacao - Santo Antonio MaquineCBH Rio das Velhas
 
Reuniao final fechos 30_04_2019
Reuniao final fechos 30_04_2019Reuniao final fechos 30_04_2019
Reuniao final fechos 30_04_2019CBH Rio das Velhas
 
Parecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecap
Parecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecapParecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecap
Parecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecapCBH Rio das Velhas
 
Evento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em Itabirito
Evento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em ItabiritoEvento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em Itabirito
Evento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em ItabiritoCBH Rio das Velhas
 
Subcomitê Ribeirões Caete Sabara
Subcomitê Ribeirões Caete SabaraSubcomitê Ribeirões Caete Sabara
Subcomitê Ribeirões Caete SabaraCBH Rio das Velhas
 
Projeto urbanistico pac arrudas
Projeto urbanistico pac arrudasProjeto urbanistico pac arrudas
Projeto urbanistico pac arrudasCBH Rio das Velhas
 

Mais de CBH Rio das Velhas (20)

10 propostas texto final - descanalização rios urbanos de BH
10 propostas texto final - descanalização rios urbanos de BH10 propostas texto final - descanalização rios urbanos de BH
10 propostas texto final - descanalização rios urbanos de BH
 
Apresentacao politica de gestao do risco de inundacoes em belo horizonte - ba...
Apresentacao politica de gestao do risco de inundacoes em belo horizonte - ba...Apresentacao politica de gestao do risco de inundacoes em belo horizonte - ba...
Apresentacao politica de gestao do risco de inundacoes em belo horizonte - ba...
 
Portaria igam n045.2019
Portaria igam n045.2019Portaria igam n045.2019
Portaria igam n045.2019
 
Qualidade agua - FIEMG
Qualidade agua - FIEMGQualidade agua - FIEMG
Qualidade agua - FIEMG
 
Senai
SenaiSenai
Senai
 
Saae
SaaeSaae
Saae
 
Pro mananciais
Pro mananciaisPro mananciais
Pro mananciais
 
Copasa
CopasaCopasa
Copasa
 
Projeto jequitiba
Projeto jequitibaProjeto jequitiba
Projeto jequitiba
 
Trilha agroecologica estudantes
Trilha agroecologica estudantesTrilha agroecologica estudantes
Trilha agroecologica estudantes
 
Apresentacao SEMAD
Apresentacao SEMADApresentacao SEMAD
Apresentacao SEMAD
 
ProfÀgua
ProfÀguaProfÀgua
ProfÀgua
 
Modelo carta de indicacao - Santo Antonio Maquine
Modelo carta de indicacao - Santo Antonio MaquineModelo carta de indicacao - Santo Antonio Maquine
Modelo carta de indicacao - Santo Antonio Maquine
 
Reuniao final fechos 30_04_2019
Reuniao final fechos 30_04_2019Reuniao final fechos 30_04_2019
Reuniao final fechos 30_04_2019
 
Ppt peixe vivo
Ppt peixe vivoPpt peixe vivo
Ppt peixe vivo
 
Ppt feam
Ppt feamPpt feam
Ppt feam
 
Parecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecap
Parecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecapParecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecap
Parecer tecnico Agencia peixe Vivo 002 2019 sudecap
 
Evento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em Itabirito
Evento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em ItabiritoEvento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em Itabirito
Evento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em Itabirito
 
Subcomitê Ribeirões Caete Sabara
Subcomitê Ribeirões Caete SabaraSubcomitê Ribeirões Caete Sabara
Subcomitê Ribeirões Caete Sabara
 
Projeto urbanistico pac arrudas
Projeto urbanistico pac arrudasProjeto urbanistico pac arrudas
Projeto urbanistico pac arrudas
 

Último

Reciclagem na Prática_ Como Pequenas Mudanças Podem Fazer uma Grande Diferenç...
Reciclagem na Prática_ Como Pequenas Mudanças Podem Fazer uma Grande Diferenç...Reciclagem na Prática_ Como Pequenas Mudanças Podem Fazer uma Grande Diferenç...
Reciclagem na Prática_ Como Pequenas Mudanças Podem Fazer uma Grande Diferenç...elielsontz089
 
Dimensionamento de piquetes Comunicado-Tecnico-65.pdf
Dimensionamento de piquetes Comunicado-Tecnico-65.pdfDimensionamento de piquetes Comunicado-Tecnico-65.pdf
Dimensionamento de piquetes Comunicado-Tecnico-65.pdfAmiltonMaia
 
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...DL assessoria 29
 
E-commerce ou comércio eletrônico, é um processo de compra e venda de produto...
E-commerce ou comércio eletrônico, é um processo de compra e venda de produto...E-commerce ou comércio eletrônico, é um processo de compra e venda de produto...
E-commerce ou comércio eletrônico, é um processo de compra e venda de produto...DL assessoria 29
 
Orientação nutricional pode ajudar portadoras da síndrome de Turner A partir ...
Orientação nutricional pode ajudar portadoras da síndrome de Turner A partir ...Orientação nutricional pode ajudar portadoras da síndrome de Turner A partir ...
Orientação nutricional pode ajudar portadoras da síndrome de Turner A partir ...DL assessoria 29
 
Cenários de desmatamento para o Brasil Plataforma REDD BRASIL
Cenários de desmatamento para o Brasil Plataforma REDD BRASILCenários de desmatamento para o Brasil Plataforma REDD BRASIL
Cenários de desmatamento para o Brasil Plataforma REDD BRASILCIFOR-ICRAF
 
Teoria Burocrática e sua Aplicação nas Empresas Modernas
Teoria Burocrática e sua Aplicação nas Empresas ModernasTeoria Burocrática e sua Aplicação nas Empresas Modernas
Teoria Burocrática e sua Aplicação nas Empresas ModernasPrimeAssessoriaAcadm3
 

Último (7)

Reciclagem na Prática_ Como Pequenas Mudanças Podem Fazer uma Grande Diferenç...
Reciclagem na Prática_ Como Pequenas Mudanças Podem Fazer uma Grande Diferenç...Reciclagem na Prática_ Como Pequenas Mudanças Podem Fazer uma Grande Diferenç...
Reciclagem na Prática_ Como Pequenas Mudanças Podem Fazer uma Grande Diferenç...
 
Dimensionamento de piquetes Comunicado-Tecnico-65.pdf
Dimensionamento de piquetes Comunicado-Tecnico-65.pdfDimensionamento de piquetes Comunicado-Tecnico-65.pdf
Dimensionamento de piquetes Comunicado-Tecnico-65.pdf
 
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
 
E-commerce ou comércio eletrônico, é um processo de compra e venda de produto...
E-commerce ou comércio eletrônico, é um processo de compra e venda de produto...E-commerce ou comércio eletrônico, é um processo de compra e venda de produto...
E-commerce ou comércio eletrônico, é um processo de compra e venda de produto...
 
Orientação nutricional pode ajudar portadoras da síndrome de Turner A partir ...
Orientação nutricional pode ajudar portadoras da síndrome de Turner A partir ...Orientação nutricional pode ajudar portadoras da síndrome de Turner A partir ...
Orientação nutricional pode ajudar portadoras da síndrome de Turner A partir ...
 
Cenários de desmatamento para o Brasil Plataforma REDD BRASIL
Cenários de desmatamento para o Brasil Plataforma REDD BRASILCenários de desmatamento para o Brasil Plataforma REDD BRASIL
Cenários de desmatamento para o Brasil Plataforma REDD BRASIL
 
Teoria Burocrática e sua Aplicação nas Empresas Modernas
Teoria Burocrática e sua Aplicação nas Empresas ModernasTeoria Burocrática e sua Aplicação nas Empresas Modernas
Teoria Burocrática e sua Aplicação nas Empresas Modernas
 

Ppt copasa

  • 1. BARRAGENS DE REJEITO I E II DA MINA ENGENHO D’ÁGUA EM RIO ACIMA
  • 2. PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO VISTA GERAL
  • 3. PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO Deverá atender aos seguintes aspectos: 1. Tornar a área afetada pela implantação e operação da barragem de rejeitos capaz de oferecer condições de segurança e saúde pública a longo prazo; 2. Livrar o meio ambiente dos agentes de deterioração química e física; 3. Restabelecer as condições de drenagem natural em todos os locais possíveis; 4. Recompor a vegetação em todos os locais possíveis; 5. Comprovar o sucesso do fechamento; 6. Permitir um uso benéfico e sustentável da área. OBJETIVO GERAL: Integração da área à paisagem local, visando promover a preservação dos ecossistemas locais.
  • 4. PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO Estruturas de drenagem: • Canal de Cintura
  • 5. PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO • Retaludamento periférico da Barragem II
  • 6. PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO Fechamento Barragem I: • Escavação mecânica do rejeito até 1,50 m de profundidade do nível atual e subsequente lançamento na área da Barragem II • Colocada geomembrana de 2 mm de espessura sobre o rejeito remanescente na Barragem I • Sobre esta geomembrana será aplicada uma camada de 1 m de solo compactado oriundo de escavação dos taludes periféricos, canal de cintura e do próprio barramento da Barragem II • Acima deste solo compactado, será executado 0,5 m de top soil • Sobre a camada de top soil será implantada uma drenagem superficial de canais coletores (um principal e 13 secundários), executados em colchão reno
  • 7. PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO Fechamento Barragem II: • Descontaminação e retirada da água acumulada no seu reservatório à cargo da COPASA MG • Escavação do dique frontal à Barragem II, desde a cota 789 m a 784 m • Implantação de uma nova geomembrana PEAD 2 mm, colocada acima da geomembrana já existente • Lançamento do rejeito escavado do reservatório da Barragem I, em cima da nova geomembrana aplicada • Aplicação 1 m de solo compactado sobre esse rejeito e mais 0,5 m de top soil sobre a qual será vegetada • Drenagem superficial de canais coletores (um principal e 9 secundários), executados em colchão reno
  • 8. PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO Atividade 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 Campanha adicional de ensaios de análise da água (coleta e análise) - Cava e Lago da Barragem II Instalação da instrumentação geotécnica. Implantação do canal de cintura TR=500anos Implantação de vertedouro na Barragem I Tratamento de ~100.000m³ de água da Barragem II por ETA portátil Lançamento e soldagem da geomembrana ao fundo da Barragem II Escavação mecânica do rejeito (~57500m³) da Barragem I e lançamento e espalhamento na Barragem II Escavação mecânica de parte do barramento da Barragem II, taludes periféricos, lançamento e compactação do solo, seguido do top soil nas Barragens I e II Implantação de drenagem superficial Coveamento e hidrosemeadura nos taludes das barragens e hidrosemeadura nas áreas planas acima do top soil Monitoramento geotécnico/ambiental* Mês *Omonitoramento geotécnico deverá ser realizado com maior intensidade durante o decorrer das obras, sendo que o monitoramento após as obras poderão serão pontuais, em conjunto com as inspeções periódicas mensais à serem realizadas no período pós descaracterização CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DAS ATIVIDADES PREVISTAS NO PROJETO * O monitoramento geotécnico deverá ser realizado com maior intensidade durante o decorrer das obras, sendo que o monitoramento após as obras poderá ser pontual, em conjunto com as inspeções periódicas a serem realizadas no período pós descaracterização
  • 9. PROJETO EXECUTIVO DE FECHAMENTO OBRIGADO Nelson Cunha Guimarães Superintendência de Meio Ambiente nelson.guimarães@copasa.com.br Tel: 3250-2091