Artigo de divulgação científica 8 ano (1)

21.031 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
21.031
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
99
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
228
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Artigo de divulgação científica 8 ano (1)

  1. 1. TEMA: “A copa do mundo épara todos?” Tipo:Artigo deDivulgaçãoCientífica Gênero:Expositivo
  2. 2. O que é?Divulgação científica é o mesmo que"popularização da ciência" sendo este termomais utilizado dentro da tradição de paísesanglo-saxônicos a partir da década de 1950para caracterizar atividades que buscam fazeruma difusão do conhecimento científico parapúblicos não especializados.
  3. 3.  INSTRUÇÕES: O artigo de divulgação científica traz, numalinguagem acessível ao grande público, reflexões arespeito de determinado tema investigado por umacomunidade científica. Geralmente, as opiniões deestudiosos e os resultados das investigações secomplementam ou se opõem.
  4. 4.  Esse gênero se constitui a partir deuma seleção de informações ecomentários relevantes para seter uma visão geral acerca dotema. No texto, predominamsequências expositivo-argumentativas.
  5. 5.  Imagine que você seja um jornalista de umarevista de divulgação científica e escreva umartigo a respeito das concepções de memóriasocial, política, biológica etc. No projetoargumentativo, considere asrelações entre essas diferentesperspectivas, o papel que essestipos de memória exercem naformação do homem e naconstituição da identidade de umpovo.
  6. 6. A Coletânea Texto 01 Até que ponto a construção de estádios para a copa 2014trará benefícios para a população? A menos de dois anos da realização da Copa do Mundo de 2014, osinal amarelo está ligado em todo o país em relação ao andamento dasobras de infraestrutura para o mundial. Em Curitiba, das 13 obrasprevistas para o torneio, orçadas em mais de R$ 860 milhões, apenassete saíram do papel. No plano esportivo, de acordo com o portal daTransparência da Copa,do Governo Federal, as obras da Arena da Baixada atingiram apenas11% de execução. As intervenções no estádio atleticano começaramem outubro do ano passado. Já a maioria das obras de mobilidade urbana nem sequer saiu dopapel. Segundo o último relatório divulgado pelo Ministério dosEsportes, apenas quatro das nove intervenções previstas começaram.Em nenhuma delas, porém, é possível medir o percentual de execuçãodos projetos, tendo em vista que os trabalhos começaram todos noprimeiro semestre deste ano. (gazetadopovo.com)
  7. 7.  A publicação da concorrência da prefeitura é umamanobra jurídica. É que a prefeitura de São Paulo,quando resolveu conceder o incentivo fiscal de R$ 420milhões à empreiteira Odebrecht e ao Corinthians, donosdo estádio em construção, esbarrou em um problemalegal: não é permitido criar um incentivo direcionadoexclusivamente a um ente particular. Se o objetivo daconcessão de crédito tributário de R$ 420 milhões erapromover o desenvolvimento econômico e social dazona leste, é preciso que a prefeitura permita quequalquer empresa se candidate a construir um estádio efazer jus ao incentivo fiscal.”
  8. 8.  Texto 03 Não queremos pedir esmolas, queremosemprego e moradia com o dinheiro gasto na copa. O Movimento da População de Rua, não querenterrar mais semelhantes neste inverno e estáorganizado para ir até a Secretaria de AssistênciaSocial buscar uma resposta sobre quando seráreaberto o albergue. “Não queremos mais passar frio, fome,humilhação. Não querem continuar pedindoesmolas para pagar banheiro, tomar banhos e oucomer. Queremos lugar para descansar depois deum dia de trabalho. Queremos ajudar a encontrar asolução para erradicar a pobreza em SantaCatarina”, afirma Celso Luís Pereira, líder doMovimento.
  9. 9. O Gênero Pelo nome você já deve ter uma noção de quese trata de algo com base em estudos maisaprofundados, frutos de pesquisas,experimentos, enfim, de uma dedicaçãoexclusiva por parte de quem se dedica aoramo da ciência e resolve, sem nenhumadúvida, contribuir para o avanço dela de umaforma geral, contribuindo,consequentemente, para o bem dapopulação, concebida como um todo.
  10. 10.  Assim, em termos de características linguísticas,não é de duvidar que essa modalidade de textotrabalha fazendo uso do padrão formal dalinguagem, haja vista que o intuito é repassarconhecimentos. Por essa razão, provavelmentenão encontraremos traços de pessoalidade, talcomo o uso de primeira pessoa (eu) no discursoempregado nesse tipo de texto. Outro aspectoque também se evidencia no gênero em questãoé a presença de termos técnicos, típicos dalinguagem científica, obviamente.
  11. 11. Assim, como se trata de umtexto de exposição de ideias,normalmente ele se constituide uma introdução, umdesenvolvimento e umaconclusão. Dessa forma, nadamelhor que nos certificarmoscom um exemplo, o que acha?
  12. 12. A estrutura de Matriz Verbetes de enciclopédias são textosexpositivos, que têm por objetivo explicar umassunto ao leitor. Para expor e explicar um assunto ou leitor ,certos textos textos expositivos fazem umacomparação entre dois ou mais elementos emrelação a alguns itens. Este tipo de comparaçãopossuem estrutura de matriz.
  13. 13. Comparando A copa e seus custosO custo para a organização da Copa de 2014já atinge R$ 26,5 bilhões. A cifra é R$ 2,7bilhões maior que o previsto no primeirobalanço orçamentário da União, de janeiro de2011, e vai aumentar.http://www1.folha.uol.com.br/esporte/1226532-gastos-com-a-copa-2014-estouram-previsao-e-atingem-r-265-bilhoes.shtml
  14. 14. A educação e seus custos Se durante o governo Lula professores detodo o país tiveram que sair as ruas pelaaplicação da Lei do Piso, durante o governoDilma a luta pela educação de qualidade tevecontinuidade com a campanha de 10% do PIBpara a educação pública já! organizada pelaCSP CONLUTAS e outras organizações.
  15. 15.  a campanha afirmava que o problema da educação éessencialmente um problema de financiamento,defendendo um Plano Nacional de Educação cominvestimento de 10% do PIB para a educação pública deimediato, enquanto atualmente o governo investeapenas 4% segundo a UNESCO. A proposta do governoera os mesmo 7% previsto do PNE de FHC a seremaplicados em 2020. O que nunca aconteceu, o congressodiante da pressão dos movimentos sociais, aprovou os10% do PIB para educação, mas apenas para 2023.Talproposição gerou criticas e reclamações de Dilma e seusministros, sob a alegação de que não há dinheiro. http://cspconlutaspelabasenaeducacao.blogspot.com.br/2013/05/brasil-de-dilma-dinheiro-para-banqueiro.html
  16. 16.  http://www.folhadosertao.com.br/portal/noticia.php?id_noticia=12430
  17. 17. Sites para pesquisa decomparação de dados http://www.portal2014.org.br/blog/trata-brasil/?cat=3 http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/o-brasil-investe-em-educacao-um-percentual-do-pib-de-primeiro-mundo-e-colhe-um-resultado-de-terceiro-e-dinheiro-que-falta-nao-e-competencia-mesmo-mas-nao-se-diga-isso-na-era-petista/
  18. 18. Dados sobre investimentos http://revistaescola.abril.com.br/politicas-publicas/planejamento-e-financiamento/preciso-investir-mais-para-melhorar-educacao-investimento-ranking-desenvolvimento-pib-brasil-539215.shtml http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/06/29/copa-no-brasil-podera-ser-mais-cara-do-que-todas-as-outras-juntas.htm http://www.youtube.com/watch?v=_WXOtHU9sM4 copa http://www.youtube.com/watch?v=j98O-2w7CL8 educação http://www.youtube.com/watch?v=v3OUbN81GvM gastospor aluno.

×