FACULDADE **********                        CURSO DE FISIOTERPIA                  DISCIPLINA DE FISIOLOGIA HUMANA I       ...
INTRODUÇÃOA Fibrose cística (FC), tambémconhecida como mucoviscidose, éuma doença genética autossômicarecessiva, crônica, ...
ALTERAÇÃO CROMOSSÔMICA                                       Figura 2 – Cromossomo humano 7LUCA , G. R.; MENEZES, M. E.; O...
DOENÇA GENÉTICA HEREDITÁRIA                                 Figura 3 – Heterozigotos (Aa) e possível progênie do casal het...
EPIDEMIOLOGIA DA FIBROSE CÍSTICA•Mais comum na raça branca•Rara na raça negra•EUA – 1:8000 nascidos vivos•Europa – 1:2000 ...
EPIDEMIOLOGIA NO BRASIL•A realidade e que não dispomos de dadosepidemiológicos precisos sobre FC no brasil.•A incidência, ...
EPIDEMIOLOGIA NO CEARÁ• No HIAS funciona o Centro de Fibrose  Cística do Estado do Ceará, onde 64  crianças recebem tratam...
FISIOPATOLOGIA DA FIBROSE CÍSTICA • Distúrbio do transporte de íons através da membrana. • Redução da excreção de cloreto,...
FISIOPATOLOGIA DA FIBROSE              CÍSTICA•   Aumento da viscosidade das secreções    glândulas mucosas.              ...
A CASCATA DE PATOGÊNESE DA FC
DIAGNÓSTICO DA FIBROSE CÍSTICATeste do suor:         Figura 5:Aparelho de Iontoforese                                    ...
Triagem neonatal: A Triagem Neonatal para Fibrose Cística, embora   ainda existam opiniões contrárias, está tornando-   s...
Objetivos principais do tratamento da FC  Eliminação das secreções;   Controlar as infecções pulmonares;  Garantir uma ...
TRATAMENTO DA FIBROSE CÍSTICASuplementação de enzimas pancreáticas para auxiliar a digestão;Reposição das vitaminas lipo...
FATORES PSICOSSOCIAIS NA FIBROSE CÍSTICA A FC impõe enorme ônus aos pacientes. O seguro de saúde, opções profissionais, o ...
FISIOTERAPIA NA FIBROSE CÍSTICAA Fisioterapia possui inúmeras técnicas com oobjetivo de promover a brônquica e prevenir ai...
TÉCNICAS FISIOTERAPÊUTICAS Drenagem Postural. Técnica de Expiração Forçada (TEF) Per-cussão e Vibração  Figura 8 : Dren...
OBRIGADO !!!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

FIBROSE CÍSTICA

16.397 visualizações

Publicada em

Simpósio do 1 período da cadeira de Fisiologia I.

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
16.397
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
303
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

FIBROSE CÍSTICA

  1. 1. FACULDADE ********** CURSO DE FISIOTERPIA DISCIPLINA DE FISIOLOGIA HUMANA I Simpósio do 1o Periodo – 2012.1 TEMA: FIBROSE CÍSTICAD.Alfa************************************* Profas.*********
  2. 2. INTRODUÇÃOA Fibrose cística (FC), tambémconhecida como mucoviscidose, éuma doença genética autossômicarecessiva, crônica, com manifestações sistêmicas, comprometendo ossistemas respiratório, digestivo ereprodutor. Figura1:Radiografia do tórax http://www.brasilescola.com/upl oad/e/pulmao.jpg ANTUNES, E. T. Epidemiologia. In: LUDWIG NETO, N. (Coord.). Fibrose Cística: enfoque multidisciplinar. Florianópolis:Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, 2008. p. 24.
  3. 3. ALTERAÇÃO CROMOSSÔMICA Figura 2 – Cromossomo humano 7LUCA , G. R.; MENEZES, M. E.; OCAMPOS, M. Genética e diagnóstico molecular. In: LUDWIG NETO, N. (Coord.). Fibrose Cística: enfoque multidisciplinar. Florianópolis:Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, 2008. p. 79.
  4. 4. DOENÇA GENÉTICA HEREDITÁRIA Figura 3 – Heterozigotos (Aa) e possível progênie do casal heterozigoto:Aa, AA e aa.LUCA , G. R.; MENEZES, M. E.; OCAMPOS, M. Genética e diagnóstico molecular. In: LUDWIG NETO, N. (Coord.). Fibrose Cística: enfoque multidisciplinar. Florianópolis:Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, 2008. p. 78.
  5. 5. EPIDEMIOLOGIA DA FIBROSE CÍSTICA•Mais comum na raça branca•Rara na raça negra•EUA – 1:8000 nascidos vivos•Europa – 1:2000 nascidos vivos ANO INCIDÊNCIA •1969 •8.000 •1991 •18.926 •2004 •22.714 Tabela I - Incidência da FC nos Estados Unidos ANTUNES, E. T. Epidemiologia. In: LUDWIG NETO, N. (Coord.). Fibrose Cística: enfoque multidisciplinar. Florianópolis:Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, 2008. p. 23.
  6. 6. EPIDEMIOLOGIA NO BRASIL•A realidade e que não dispomos de dadosepidemiológicos precisos sobre FC no brasil.•A incidência, segundo o Ministério da saúde, éde um caso para cada 2.500 nascidos vivos. Tabela II - Incidência da FC no Sul e Sudeste do Brasil ANTUNES, E. T. Epidemiologia. In: LUDWIG NETO, N. (Coord.). Fibrose Cística: enfoque multidisciplinar. Florianópolis:Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, 2008. p. 24-27.
  7. 7. EPIDEMIOLOGIA NO CEARÁ• No HIAS funciona o Centro de Fibrose Cística do Estado do Ceará, onde 64 crianças recebem tratamento. Figura 4: Hospital Infantil Albert Sabin (Hias) http://www.dert.ce.gov.br/Net/Albumobras/Fotos/SDC10206.JPG http://www.hias.ce.gov.br/noticias/14-lista-de-noticias/64-dia-nacional-da-fibrose-cistica
  8. 8. FISIOPATOLOGIA DA FIBROSE CÍSTICA • Distúrbio do transporte de íons através da membrana. • Redução da excreção de cloreto, resultando maior fluxo de Na+ para preservar o equilíbrio eletroquímico. THE BASIC DEFECTIN CYSTIC FIBROSIS. , 2011. Disponível em: <http://The Basic Defect in Cystic Fibrosis Part 2; Thick Sticky Mucus>. Acesso em: 02 mar. 2012.
  9. 9. FISIOPATOLOGIA DA FIBROSE CÍSTICA• Aumento da viscosidade das secreções glândulas mucosas. THE BASIC DEFECTIN CYSTIC FIBROSIS; Thick sticky mucus. ,2011. Disponível em: <http://The Basic Defect in Cystic Fibrosis Part 2; Thick Sticky Mucus>. Acesso em: 02 mar. 2012.
  10. 10. A CASCATA DE PATOGÊNESE DA FC
  11. 11. DIAGNÓSTICO DA FIBROSE CÍSTICATeste do suor: Figura 5:Aparelho de Iontoforese Figura 5a: Aparelho de Análise Figura 5b:Estimulação Figura 5c: Coleta Macroduct THIESEM, A. L.; ALBERTON, L. C.;Teste do suor. In: LUDWIG NETO, N. (Coord.). Fibrose Cística: enfoque multidisciplinar. Florianópolis:Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, 2008. p.62
  12. 12. Triagem neonatal: A Triagem Neonatal para Fibrose Cística, embora ainda existam opiniões contrárias, está tornando- se uma importante ferramenta para diagnóstico da doença nos países e regiões implantadas. Figura6A: Assepsia Figura 6 B:Punção Figura 6 C: Cartão de coletaFigura 6:Local ideal para coleta ROSA, F. M. Et all Triagem neonatal In: LUDWIG NETO, N. (Coord.). Fibrose Cística: enfoque multidisciplinar. Florianópolis:Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, 2008. p.91-99
  13. 13. Objetivos principais do tratamento da FC Eliminação das secreções;  Controlar as infecções pulmonares; Garantir uma nutrição adequada; Evitar a obstrução intestinal.
  14. 14. TRATAMENTO DA FIBROSE CÍSTICASuplementação de enzimas pancreáticas para auxiliar a digestão;Reposição das vitaminas lipossolúveis A, D, E, K;Fisioterapia respiratória para facilitar a higiene dos pulmões e evitar infecções; http://drauziovarella.com.br/doencas-e-sintomas/fibrose-cistica/
  15. 15. FATORES PSICOSSOCIAIS NA FIBROSE CÍSTICA A FC impõe enorme ônus aos pacientes. O seguro de saúde, opções profissionais, o planejamento familiar e a expectativa de vida tornam-se questões cruciais. Figura7: Paciente de FC em fila de espera para transplante (http://www.onoticiasdatrofa.pt/nt/index.php?option=com_ content&task=view&id=4944&Itemid=200001)BOUCHER, R. C. Fibrose cística. In: KASPER, D. L.. Medicina interna. Rio de Janeiro: Mc Graw Hill, 2006. p. 1618-1621 .
  16. 16. FISIOTERAPIA NA FIBROSE CÍSTICAA Fisioterapia possui inúmeras técnicas com oobjetivo de promover a brônquica e prevenir ainflamação das paredes dos brônquios, diminuindo aobstrução ao fluxo aéreo e melhorando a distribuiçãoda ventilação. ALMEIDA, A. C. S.; MOURA, L. S.; ZAGER, M. Fisioterapia. In: LUDWIG NETO, N. (Coord.). Fibrose Cística: enfoque multidisciplinar. Florianópolis:Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, 2008. p. 493-504.
  17. 17. TÉCNICAS FISIOTERAPÊUTICAS Drenagem Postural. Técnica de Expiração Forçada (TEF) Per-cussão e Vibração Figura 8 : Drenagem postural. Figura 9: Técnica de Expiração Figura 10 : Percussão toráxica http://coursejournal_medicina Forçada (TEF) http://www.fibrosecistica.com/fi .blogs.sapo.pt/42129.html http://www.fisiorespiratoria.com.br/PED brose-cistica 2007.asp -tratamento.html ALMEIDA, A. C. S.; MOURA, L. S.; ZAGER, M. Fisioterapia. In: LUDWIG NETO, N. (Coord.). Fibrose Cística: enfoque multidisciplinar. Florianópolis:Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, 2008. p. 493-504.
  18. 18. OBRIGADO !!!

×