O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Jornal Acontece Agora - Edição 395

191 visualizações

Publicada em

O jornal Acontece Agora, com quase 21 anos na região, é um fornecedor de notícias de primeira mão, política, esportes, destaques locais, tudo o que acontece na região.

Publicada em: Design
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Jornal Acontece Agora - Edição 395

  1. 1. São Miguel ganhará um complexo educacional público A G O R A Defesa da verdade e do desenvolvimento de São Miguel e região -  2031-2364 e 2513-0928 - raleste@gmail.com ANO XX - No 395 DISTRIBUIÇÃO GRATUITATIRAGEM: 30 MIL 01 à 15 de Dezembro de 2015 PÁGINA 3 PÁGINA 7 PÁGINA 5 PÁGINA 10 ACONTECE Encontro do PSDB na Leste mostram a fragilidade da “Terceira Via” Trecho do córrego Itaqueruna causa preocupações Governo investe 34 milhões no Parque Tiête Núcleo Jd. Helena PÁGINA 4 PÁGINA 6 Zika infectou ao menos 500 mil neste ano Casos de microcefalia crescem 41%, para o ministério da Saúde, situação é “gravíssima” O DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) iniciou dia 11 de dezembro o processo de licitação para implantação da primeira etapa do Núcleo de Lazer, Cultura e Esporte do Jardim Helena do Parque Várzeas do Tietê.  Votorantim Metais promove Ação de Natal para 160 crianças em São Miguel Paulista
  2. 2. 2 JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015 A G O R A ACONTECE Atualidades Circulação: São Miguel, ITAQUERA, vILA Jacuí, jardim helena, vila curuça E GUARULHOS Diretor: Divaldo Rosa Adm. e Financeiro: Ademyr Rodrigues Depto. Comercial: João Vitor, Ariane Andrade e Eduardo Rocha Jornalista FL: Silmara G. Nunes Revisão: Suseli Corumba Fotos: Eduardo Rocha Diagramador: Sergio Avante Depto. Jurídico: Agilson M. Oliveira Distribuição: Mart Press Distribuidora Impressão: Gráfica Pana As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam, necessariamente, a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comercias não mantém vínculo empregatício com a empresa. A J O R L E S T E O jornal Acontece Agora é Filiado à Associação dos Jornais da Zona Leste Av. dos Guachos, 166 - Vila Curuça Cep: 08030-360 Itaim Paulista – SP E-mail: raleste@gmail.com site: www.grupoacontece.com.br REDAÇÃO E PUBLICIDADE 2031-2364 | 2513-0928Patente: PROC. 830024034 Classe 16 RPI RM 2087 Tiragem: 30.000 exemplares cnpj: 03.115.443/0001-16 Em defesa da verdade e do desenvolvimento de São Miguel Paulista e Região Banca Braguinha Rua Santa Rosa de Lima, 874 Banca Cultural Av. Marechal Tito, 1300 - São Miguel Banca da Estação Rua Conceição de Almeida, 248 Vila Mara Banca do Mercadão Av. Marechal Tito, 567 São Miguel Banca do Tom Rua São G. do Rio das Pedras, 800 Banca Naguno Pça. Francisco Pereira, 80 - V. Curuçá Banca Nova Geração Av. Marechal Tito, 686 São Miguel Banca Oliveira Av. Oliveira Freire, 604 Padaria Nova Unida Av. Pires do Rio, 2681 - São Miguel Revistaria Cavoa Rua Cavoá, 425 - Vila Curuçá Sebo Papel & Caneta Rua Pedro Soares de Andrade, 221 - Vila Rosaria Subprefeitura de São Miguel R. Dona Ana Flora Pinheiro de Souza, 76 - Vila Jacuí Entre as pessoas que participam de brincadeiras de amigo secreto na época de Natal, 30,6% afirmam que irão entrar no jogo, seja entre colegas de trabalho, amigos ou familiares, com a justificativa de economizar dinheiro, segundo pes- quisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).O amigo secreto, ou amigo oculto, como também é conhecido, é uma ótima oportunidade para driblar os efeitos da crise econômi- ca e economizar sem abrir mão do ato de presentear, já que é comum estabelecer um limite para o valor a ser gasto. Além disso, a confraternização coletiva resolve a obrigação de ter de presentear várias pessoas já que cada um se encarrega de apenas um participante e, no fim, nin- guém fica sem presente. O modelo tradi- cional e mais conhecido de amigo secreto funciona com um sorteio entre um gru- po de pessoas e cada um deve comprar um presente para a pessoa que tirou, cuja identidade só é revelada no dia da troca de presentes. Mas existem opções dife- rentes que podem ser uma boa pedida para quem quer economizar. Veja abaixo 7 estilos de amigo secreto para gastar me- nos nos presentes de Natal: Valor simbólico: para participar da brincadeira, o grupo estipula o pre- ço máximo que os presentes podem ter, com um valor simbólico de até R$ 10, por exemplo. Os integrantes precisam usar a criatividade para presentear sem estourar o custo combinado. Pratos e guloseimas: uma das opções para amigo secreto é tro- car chocolates ou outros quitutes. Vale inclusive tortas, biscoitos e bolos feito pela própria pessoa. Amigo de banca de jornal, farmácia, supermercado: Antes de sortear, o grupo combina em qual tipo de estabelecimento o presente deve- rá ser comprado. Se o acertado for banca de jornal, por exemplo, todos deverão comprar os presentes apenas nesse tipo de comércio. Presente combinado: a ideia é que o grupo combine qual vai ser o pre- sente que todos vão receber: agendas, livros, CDs ou DVDs, garrafas, canecas, chinelos, bijuterias e gravatas, ou qual- quer outro item que as pessoas quise- rem. O importante é que todos ganhem  Ao lado de Guto Melo o ator Adria- no Monteiro que participou do elenco de apoio de Verdades Secretas e já está no elenco de apoio da próxima trama da Rede Globo Eta Mundo Bom está movi- mentando nossa região ao lado de Ales- sandra Gaspar que já conquistou mul- tidões na década de 90 quando lançou se 1º CD e está retomando sua carreira com a Dupla  Victor e Alessandra. O casal participou da 14ª edição do Premio Jovem Brasileiro, juntamen- te com a comemoração dos 15 anos de Artistas da região participam de grande premiação Agência Zapping comandados por Guto Melo e  Monica Iozzi em 18 de novem- bro de 2015 no anhembi. No evento foram premiados Aga- tha Moreira, Camila Queiroz e Rainer Cadete de Verdades Secretas, Larissa Manuela de Cúmplices de um resgate, Caio Castro de Paraisópolis, Programa Pânico na TV, Banda Malta, Rádio 98,5 programa Chupim, Thaeme e Thiago Ivo Mozart, Ivete Sangalo, Marcos e Be- lutti, Luan Santana e Anitta entre outras celebridades. Saiba economizar no presente do amigo secreto 30% dos que participam da brincadeira querem economizar, diz pesquisa. Entre as opções estão presentes feitos à mão e preços combinados. o mesmo utensílio, ainda que de mode- los diferentes. Dueto em karaokê: essa opção é para grupos de amigos ou familiares que gostam de cantar. A troca pode aconte- cer em casa ou em um karaokê, e a ideia é que cada um escolha uma música para cantar com seu amigo secreto. Faça você mesmo: após sortear o amigo secreto, cada pessoa deve fazer o pre- sente que irá oferecer – podendo ser algum item artesanal, como enfeites ou utensílios decorados, até algum prato especial para quem gosta de cozinhar. Para quem não ti- ver tantos talentos manuais, vale recorrer a itens simples em lojas de artesanato. Para quem não tem conhecimento todo consumidor online pode requerer a troca imediata ou a devolução do valor pago quando o produto vier errado ou com defeito. Fazer compras pela internet e rece- ber algo com defeito – ou até diferente do que foi pedido - não é nada agradá- vel, mas pode acontecer. O importante é estar ciente de como proceder caso haja algum problema com a encomenda.  Quem compra na rede está tão pro- tegido quanto o consumidor comum. O Código de Defesa do Consumidor (Arti- go 35) garante o direito de requerer a tro- ca imediata ou devolução do valor pago. “O consumidor não pode ter despe- sas adicionais com a devolução. O forne- cedor deve retirar o produto na casa dele ou então devolver o dinheiro da posta- gem. Não pode causar problemas para o consumidor”, explica Fátima Lemos, as- sessora técnica do Procon-SP. Comprou errado ou por impulso? Veja o que fazer Quem compra na rede está tão pro- tegido quanto o consumidor comum. O Código de Defesa do Consumidor (Arti- go 35) garante o direito de requerer a tro- ca imediata ou devolução do valor pago. “O consumidor não pode ter despe- sas adicionais com a devolução. O forne- cedor deve retirar o produto na casa dele ou então devolver o dinheiro da posta- gem. Não pode causar problemas para o consumidor”, explica Fátima Lemos, as- sessora técnica do Procon-SP.
  3. 3. 3JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015 Destaque Local Moradores e comerciantes do bairro de São Miguel, próxi- mo à Avenida Nordestina com á Avenida Deputado José Aris- todemo Pinotti, antiga Avenida Ançarinhas, estão tendo que conviver lado a lado com mos- quitos, baratas e ratos que inva- dem as calçadas e casas. O mo- tivo é um córrego a céu a aberto que tem deixado moradores preocupados e indignados com a falta de urbanização do local. Em entrevista ao Jornal Acontece Agora o comerciante Mizael Maranhão diz que a situ- ação é intolerável, segundo ele, já foram feitas várias reclama- ções junto ao órgão da subpre- feitura local, porém nenhuma providência foi tomada. “Como pode eles (funcio- nários da prefeitura) colocarem faixas de prevenção ao mosqui- to da dengue e manter o córre- go aberto? Isto é um absurdo. Precisa ser canalizado o quanto antes este trecho do córrego. Já aconteceram acidentes en- volvendo carros que caíram no córrego. Isto é um descaso total para com nós cidadãos, sinto- -me totalmente intolerável com a situação”, esbraveja o corretor de seguro. Outro que também esbrave- jou sua indignação foi o aposen- tado Euclides João Neto, mora- dordaregiãohámaisde20anos. “Inacreditável a ignorância das pessoas que conduzem as medi- das mais importantes da saúde Trecho do córrego Itaqueruna causa preocupações e urbanização pública do nosso estado e principalmente do nos- so bairro. Acredito que ao invés de se gastar, com a divulgação de faixas espalhadas pelas ruas se tratando da prevenção, eles os responsáveis, tem o dever de investir todo esse dinheiro no óbvio, que é um maciço inves- timento no saneamento básico do território brasileiro. O país está sujo. Literalmente sujo. Física e politicamente falando. Ninguém faz nada pelo cidadão que paga o imposto a verdade é esta, nosso dinheiro vai para outro tipo de investimento, si é que alguém me entende”. Nota de esclarecimento da subprefeitura Em nota a subprefeitura de São Miguel esclareceu que a solicitação de continuação da canalização do córrego Itaque- runa onde estão situadas, junto às margens do referido curso d’água, as ruas Mangue Verme- lhas e Ançarinhas, sendo que, existe a previsão de continuação do viário Deputado Doutor José Aristodemo Pinotti no trecho entre a Avenida Nordestina e Avenida Pires do Rio/Estrada do Imperador. A obra citada é de competência da SIURB, po- rém sem previsão de execução em curto prazo. No que diz respeito à lim- peza, informaram que rotinei- ramente esta SP-MP executa a limpeza manual do córrego Itaqueruna, em questão, sendo que, a ultima limpeza efetuada no referido curso d’água se deu no período entre o dia 09/12/15 a14/12/15. Complementando as infor- mações acima, foi contratado a Implantação de Ponto de En- trega Voluntária – Ecoponto, na Rua Cândida de Carvalho x Rua Ilha Ratier, equipamento público destinado ao recebi- mento voluntário de resíduos da construção cível e objetos volumosos.
  4. 4. 4 JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015 Comunidade O DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) iniciou dia 11 de dezembro o processo de licitação para im- plantação da primeira etapa do Núcleo de Lazer, Cultura e Es- porte do Jardim Helena do Par- que Várzeas do Tietê.  Localizado em uma área com 244 mil metros quadrados na rua Pedro de Sousa Portugal com Av. Kumaki Aoki – Dis- trito Jardim Helena, próximo à Praça Craveiro do Campo e a 2 quilômetros da Estação Jardim Helena/Vila Mara, da Linha 12 - Safira da CPTM, no município de São Paulo.  “Esse será o terceiro núcleo do Parque Várzeas do Tietê”, destaca Ricardo Borsari, Su- perintendente do DAEE. “Em junho de 2010 inauguramos o núcleo da Vila Jacui, e estamos concluindo a licitação para a Governo investe 34 milhões no Parque Tiête Núcleo Jd. Helena implantação do núcleo da Vila Itaim Biacica. O projeto foi pensado com o objetivo de pre- servar o máximo possível a área permeável no núcleo de lazer. Apenas 6,5% da área será im- permeabilizada”.  O novo núcleo contará com 3 campos de futebol, 4 quadras poliesportivas, pista de skate com 1,2 mil metros quadrados, playground, 6 churrasqueiras, lanchonetes, salas para ativida- des da terceira idade, biblioteca, espaços para música popular, música clássica, dança/capoei- ra, artes visuais, loja, livraria, auditório, cinema, seminários, museu e exposições, telecentro, palco de shows, playground, 6 churrasqueiras, lanchonete, posto da guarda civil munici- pal, vestiários, trilhas, estacio- namentos, além de instalações administrativas e de manuten- ção. O projeto prevê também o plantio de 665 árvores de espé- cies nativas da Mata Atlântica e 115 mil metros quadrados de grama.  O Governo do Estado de- verá investir R$ 34,5 milhões na implantação do núcleo. A expectativa é iniciar as obras no primeiro semestre de 2016 e concluí-las em 24 meses.  O MAIOR PARQUE LINEAR DO MUNDO  Este será o segundo núcleo esportivo e cultural do Parque Várzeas do Tietê, que visa re- cuperar e preservar 75 quilôme- tros de várzeas do rio no trecho acima da barragem da Penha, ligando o Parque Ecológico do Tietê, localizado na zona les- te da cidade de São Paulo, ao Parque Nascentes do Tietê, em Salesópolis. O PVT contribuirá para minimizar os efeitos da ocupação desordenada e dos consequentes problemas am- bientais, urbanísticos e sociais, além do controle de enchentes nas zonas urbanas.  Criado em 2010, o PVT será o maior parque linear do mundo, com 107 quilômetros quadrados de área. O projeto prevê a construção de 33 cen- tros de lazer, esportes, cultura, recreação e educação ambiental ao longo do parque, que be- neficiarão diretamente mais 3 milhões de moradores da zona leste da capital e dos municí- pios de Guarulhos, Itaquaque- cetuba, Poá, Suzano, Mogi das Cruzes, Biritiba Mirim e Sale- sópolis, dotados de equipamen- tos como campos de futebol, quadras poliesportivas, pista de bicicross, campo para vôlei, pista de skate, áreas para re- creação, quiosques, núcleo para educação ambiental, centros de atividades para terceira idade, salão para artes plásticas, entre outros.  O parque será implanta- do em três etapas por meio de uma parceria do Governo do Estado, através do DAEE, com as prefeituras dos muni- cípios beneficiados. A primei- ra etapa será implantada em 25 quilômetros de extensão do rio Tietê, da barragem da Penha até a divisa com o mu- nicípio de Itaquaquecetuba; a segunda etapa, com 11,3 qui- lômetros, abrange a várzea do rio em Itaquaquecetuba, Poá e Suzano; e a terceira, com 38,7 quilômetros, que vai de Suzano até a nascen- te do Tietê, em Salesópolis e inclui os municípios de Mogi das Cruzes e Biritiba Mirim. 
  5. 5. 5JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015 No dia 7 foram iniciadas as obras do CEU (Centro Educa- cional Unificado) São Miguel, localizado na Rua José Ferreira Crespo. O equipamento surgi- rá da unificação da EMEF Al- mirante Pedro de Frontin e da EMEI Helena de Paula Marin. Na manhã desta quarta-fei- ra (9), o prefeito de São Paulo, a vice-prefeita e os secretários e secretárias vieram a São Mi- guel para visitar a construção do CEU, que tem previsão para término em até 12 meses. Para receber as autoridades, houve apresentações de dança, prática de tai chi chuan e fanfarra das crianças da “Família Frontin”, estudantes da EMEF Almirante Pedro de Frontin. O Diretor Regional de Edu- cação de São Miguel, Prof. Ma- noel Romão, fez a fala de aber- tura agradecendo e salientando que, com a construção do CEU, São Miguel e os bairros adja- centes ganham muito em rela- ção à educação, cultura, lazer e esporte. Em seguida, o subpre- feito do bairro agradeceu a pre- sença de todos, parabenizou ao prefeito pela iniciativa e ressal- tou a construção dastrês UBSs, da UPA Tito Lopes e do Hospi- tal Dia – além da canalização do Córrego Una. Em sua declaração, a educa- dora Emília Cipriano, represen- tante do secretário de Educação, enfatizou a importância do tra- balho em equipe, do individual e do coletivo, bem como a da participação de todas as Secre- tarias articuladas entre si para possibilitar este avanço na edu- cação. O prefeito de São Paulo ini- ciou sua fala explicando como se dará a integração da EMEF e da EMEI para a formação do CEU, e qual será seu diferen- cial. “Vai ter uma biblioteca do tamanho da de um CEU; pis- cinas cobertas e descobertas, aquecidas e não-aquecidas; uma Cemei [Centro Municipal de Educação Infantil], que é uma creche e uma pré-escola juntas; um cinema com teatro; um es- túdio de gravação; salas de ofi- cina cultural; e vai ter o CRAS [Centro de Referência de Assis- tência Social]”, afirmou. Ainda na ocasião, o prefeito afirmou que todos os CEUS terão o sis- tema integrado  UAB (Univer- sidade Aberta do Brasil), que oferece cursos de nível superior às camadas da população com dificuldade de acesso à forma- ção universitária. O prefeito salientou, ainda, as benfeitorias na iluminação pública de São Miguel e a am- Comunidade São Miguel ganhará um complexo educacional público pliação da coleta seletiva que estão sendo realizadas constan- temente pela Secretaria Munici- pal de Serviços. Posteriormente, agradeceu a todos os represen- tantes das Secretarias e ao sub- prefeito de São Miguel, que se integram a fim de dispor um bairro mais agradável e com serviços públicos de melhor qualidade. As obras gerarão cerca de 250 empregos diretos e 1.000 indiretos, de acordo com a construtora, e o investimento total será de quase R$ 36,5 mi- lhões. Atualmente há 45 CEUs na cidade de São Paulo e serão construídos mais 15, totalizan- do 60. Desses 15, seis são loca- lizados na Zona Leste.
  6. 6. 6 JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015 Variedades Casos de microcefalia crescem 41%, para o ministério da Saúde, situação é “gravíssima” Apontado como responsá- vel pelo aumento de casos de microcefalia no País, o zika ví- rus infectou ao menos meio mi- lhão de brasileiros neste ano, de acordo com a estimativa mais otimista do Ministério da Saú- de. Na previsão mais pessimista, foi contaminado 1,4 milhão de pessoas, segundo o Protocolo de Vigilância e Resposta à Micro- cefalia e ao Zika. O Brasil já soma 1.761 casos suspeitos de má-formação, com 19 mortes de bebês notificadas. Para o ministro da Saúde, Mar- celo Castro, a situação é “gravís- sima”. O governo federal publica, pela primeira vez, uma projeção sobre o grau de disseminação do zika pelo País. Embora ainda não existam testes em quantida- de e qualidade suficientes para diagnosticá-lo e, como em 80% dos casos o paciente infectado não apresenta sintomas, o mi- nistério fez uma projeção com base em casos descartados de Zika infectou ao menos 500 mil neste anoMigowski afirma que é bastante provável que a projeção do mi- nistério esteja correta. “Quando verificamos que o número de casos de dengue no último ve- rão estava muito alto no País, eu já levantava a hipótese de que alguns deles poderiam estar sendo confundidos com zika”, disse ele.  “Infelizmente, temos no País todos os ingredientes para a epidemia de zika: boa parte dos municípios tem altos ín- dices de infestação pelo Aedes aegypti e, por se tratar de uma doença nova, quase 100% da população está suscetível a ela”, completou. Segundo o especialista, com o alto número de casos estima- dos, é provável que o País con- dengue — as duas doenças têm sintomas semelhantes — e em referências da literatura médi- ca internacional. O ministério chegou ao número mínimo de 497.593 casos e máximo de 1.482.701. Por se tratar de uma doen- ça nova em território nacional, não havia teste de sorologia específico para o zika no iní- cio da epidemia e, portanto, também não era possível, sem métodos diagnósticos, exigir das prefeituras a notificação obrigatória de todos os casos, como acontece com a dengue. A estimativa foi feita conside- rando apenas os 19 Estados com circulação autóctone (interna) do vírus confirmada por labo- ratório. Considerando a pro- jeção mais conservadora, São Paulo é o Estado com o maior número de casos estimados: 236 mil. Em seguida, apare- cem Minas (54 mil), Paraná (42 mil), Ceará (38 mil) e Pernam- buco (34 mil). O documento no qual constam as projeções tam- bém estabelece diretrizes aos profissionais de saúde e áreas técnicas para lidar com casos suspeitos e pacientes confirma- dos de microcefalia. Professor de Infectologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Edimilson tinue assistindo a um aumento de notificações de microcefalia.  Má-formação: o bole- tim epidemiológico divulgado pelo ministério mostrou que os registros de má-formação au- mentaram 41% em apenas uma semana e estão espalhados por 411 municípios de 13 Estados e do Distrito Federal. Pernambu- co segue liderando com o maior número de casos: 804. Pelo novo protocolo, as vi- gilâncias de Estados e municí- pios deverão detectar casos não apenas em recém-nascidos, mas também monitorar gestantes com possível infecção por zika e fetos com alterações no sis- tema nervoso, além de abortos espontâneos e nascidos mortos suspeitos de contrair o vírus.
  7. 7. 7JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015 Comunidade São Paulo, 09 de de- zembro de 2015 - A Voto- rantim Metais realizaou na última quarta-feira, dia 9, a formatura de alunos do Programa de capacitação profissional Futuro em Nossas Mãos, realizado pela Unidade de metalur- gia de níquel da empresa, em São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo. O evento marcou a conclusão da segunda tur- ma de 14 alunos inscri- tos no curso de formação profissional em processos químicos industriais. O Futuro em Nossas Mãos é realizado em par- ceria com o SENAI e tem como objetivo qualificar adultos para recolocação no mercado de trabalho. Em 2015, o programa con- cluiu a formação de um total de 31 alunos, sendo que seis deles já foram ab- sorvidos pelo mercado de trabalho. Quatro deles es- tão empregados na Voto- rantim Metais. “Esses são casos de pes- soas que estavam há algum tempo fora do mercado de trabalho e que consegui- ram conquistar novos es- paços, por meio de capaci- tação profissional”, afirma Votorantim Metais inova na capacitação de adultos para o mercado de trabalho São Paulo, 11 de dezem- bro de 2015 – A Unidade da Votorantim Metais, no bairro de São Miguel Paulista, zona leste da capital, levou a ma- gia do Natal para crianças em situação de vulnerabilidade social na região. Em ação de voluntariado, os empregados da empresa uniram espíritos de solidariedade e cidadania para presentear 160 crianças. A ação beneficiou crian- ças, com idade entre zero e quatro anos, do Centro de Educação Infantil Espaço Feliz II, que atende alunos Votorantim Metais promove Ação de Natal para 160 crianças em São Miguel Paulista do berçário e da educação infantil. Os gestores da Uni- dade também se envolve- ram no projeto. A alegria da criançada foi garantida pela presença do Papal Noel, papel protagonizado pelo próprio gerente de Desen- volvimento Humano e Or- ganizacional da Unidade, Thiago Pereira. “Transformar é o que move a Votorantim Metais em seus negócios e uma ação voluntária como essa não deixa de representar o espíri- to transformador do Natal”, Projeto da Unidade de São Miguel Paulista, em São Paulo, em parceria com o SENAI forma nova turma o gerente geral da Unida- de de São Miguel Paulista da Companhia, Fernando Gurgel. O projeto também con- ta com parceria da con- sultoria Prattein e da Se- cretaria de Trabalho do município de São Paulo para a seleção de candida- tos interessados no pro- Gerente geral da Unidade de São Miguel Paulista, Fernando Gurgel grama, o que é feito por meio do CAT – Centro de Apoio ao Trabalhador. declara Pereira. Segundo a diretora da instituição, Simone Garcia, a ação foi importante para levar um pouco da magia do Natal para contato próximo com as crianças atendidas na creche. “Pela condição de vulnerabilidade social, muitas das nossas crianças conhecem o Natal apenas pela televisão, tendo pouco contato com a simbologia do Papel Noel em suas casas”, afirma Simone. “Elas ficaram muito felizes com a ação”, completa. Unidade de metalurgia de níquel fez uma Ação Voluntária em Instituição do bairro da zona leste paulista
  8. 8. 9JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015JORNAL BOM DIA ACONTECE - 01 à 15 DE NOVEMBRO DE 20158 Ano NovoFitness De fotos a excesso de peso sem necessidade, micos não fal- tam durante a malhação. Quem gosta de malhar e faz treinos diários em busca de um corpo perfeito ou de uma saúde melhor, sabe muito bem que existem algumas coisas típicas de pessoas que vão até as aca- demias para fazer tudo, menos treinar. Há, aliás, diversas gafes típicas que podemos ver em to- das as academias. Para mostrar aquelas coisas que você NÃO deve fazer durante um treina- mento em público, listamos exemplos clássicos dos erros que não se deve cometer dentro de uma academia. Ficar se exibindo para o es- pelho: quem nunca? Parece um vírus que afeta as pessoas que, assim que fazem o primeiro exercício, vão até o espelho con- ferir o resultado. Tentar levantar mais peso do que aguenta para impressio- nar quem passa: a época da es- cola já passou, e para alguns isso faz muito tempo. Ou seja, não precisa mais se preocupar com as menininhas que escolhem os namorados baseadas na quanti- dade de gols que eles fazem na pelada do recreio. Fazer graça para impressio- nar, mas acabar se ferrando: há fotos que falam mais do que qualquer frase, mas é sempre bom enfatizar que isso é um erro GIGANTE. Usar calçados inapropria- dos:  de meia social com tênis a salto alto. Sem comentários. Pare de fazer isso! Secar uma mulher enquan- to ela treina:  por mais que ela (ou ele) seja um espetáculo, Erros que todos cometem na academia tente se concentrar apenas nos seus exercícios. Se realmente se interessar, convide-a para sair depois. Usar abadá ou camisa de fu- tebol. Academia não é micareta e nem campo! Se você gosta de axé, problema seu. Se você é um craque, guarde isso para o fute- bol de final de semana. Assistir a vídeos impróprios durante os exercícios:  se você está correndo, pedalando ou mesmo realizando outros tipos de exercícios, jamais abra os seus grupos de Whatsapp com vídeos e fotos inapropriadas. Fazer barulho enquan- to levanta peso:  você não é o Jean-Claude Van Damme que- brando tijolo com a mão. Não precisa gritar.  Puxar papo com todo mun- do enquanto faz esteira:  não seja chato e nem inconveniente. Não importa o que você esteja fazendo na esteira, não tente atrapalhar quem quer treinar. Nunca! É fim de ano e tenho certe- za que já passaram milhares de promessas na sua cabeça para o ano que vem. É quase um instinto do ser humano esperar que o próximo ano seja melhor do que este que passou. Só que o mais importante ainda é prometer que nós vamos ser melhores para este ano que co- meça agora - pena que às vezes a gente promete umas coisas meio inviáveis, né? Por causa dessas mesmas coisas que es- tão sempre sendo prometidas em todo Ano-Novo, reunimos 10 promessas que todo mun- do faz no fim de ano - e nunca cumpre! Não é só você que fica se enganando não. 1. “Ano que vem vou emagrecer” - Disse você com meia tonelada de peru descen- do pela goela. 2. “Ano que vem eu paro de fumar!” - Só é fumante de verdade se repete isso todo ano! 3. “Ano que vem eu me matriculo na academia e vou todos os dias!” - Isso quer dizer: “Ano que vem vou Promessas que todo mundo faz no fim de ano, e não cumpre gastar uma nota com acade- mia para não ir quase nenhu- ma vez”. 4. “Ano que vem paro de fazer papel de troxa” - Difícil, né amiga! 5. “Ano que vem eu não vou me estressar pelas coi- sas pequenas...” - Fevereiro e seu momento “good vibes” já foi para o ralo. 6. “Ano que vem come- ço aquela pós/curso que to prometendo há tempos...” - Adivinha: Ano que vem vai ter que prometer de novo! 7. “Ano que vem vou economizar meu dinheiro, parar de gastar com bestei- ra” - Aham... Conta outra. 8. “Ano que vem vou pa- rar de levar meus estudos nas coxas!” - Chega 2016 e lá está você de recuperação/DP de novo... 9. “Ano que vem vou fi- nalmente dar um jeito na minha vida” - Essa serve para aquele carro que você quer comprar, aquele apê para o qual você quer se mudar, aquele emprego dos sonhos que você quer ter... 10. “Ano que vem vou virar sério (a), chega de pe- gar só por pegar!” - E no dia seguinte, lá está você na pista novamente!
  9. 9. 10 JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015 Participação foi menor que nas outras manifestações deste ano. Dilma chamou ministros para avaliar as manifestações. Manifestantes foram para as ruas em todo o país no do- mingo (13)  pedir o impeach- ment da presidente Dilma, mas com participação menor que nas outras manifestações deste ano. A presidente  Dilma Rous- Manifestantes vão às ruas pedir o impeachment de Dilma tantes não reduz a indignação. “O desejo de mudança não é ar- refecido pelo número de pesso- as. Foi um movimento menor, mas afirmativo e importante”, afirmou o senador Álvaro Dias (PSDB-PR). O presidente da Câma- ra,  Eduardo Cunha, não quis comentar as manifestações. Só disse que manifestação é um direito, faz parte da democra- cia. O governo voltou a dizer que as manifestações fazem parte do processo democráti- co. O Instituto Lula não quis se pronunciar sobre a presença de bonecos do ex-presidente Lula nas manifestações. Neste momento, o pedido de abertura do processo de im- peachment da presidente Dil- ma está suspenso na Câmara dos Deputados, por determi- nação do ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin. O plenário do Supremo vai de- cidir sobre como vão ser as re- gras da tramitação. Só depois, o Congresso vai poder retomar o andamento do processo. Política seff  chamou os principais mi- nistros ao Palácio da Alvorada para avaliar as manifestações. Foi o quinto protesto deste ano pedindo o impeachment da presidente, o primeiro depois que o processo foi aceito pelo presidente da Câmara, Eduar- do Cunha, do PMDB. Os ma- nifestantes também pediram o fim do governo do PT e da corrupção e o afastamento de Eduardo Cunha. Em São Paulo, os manifes- tantes levaram para a Avenida Paulista bonecos gigantes: um do ex-presidente Lula com roupa de presidiário, um da presidente Dilma com uma faixa escrito “impeachment”. O do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, tinha um ex- trato de banco na Suíça. No Rio de Janeiro, os ma- nifestantes carregaram uma grande faixa pelo impeachment na orla de Copacabana. Em frente ao Congresso, em Brasília, manifestantes quei- maram um caixão do PT. Em Belo Horizonte, houve passea- ta e uma árvore de Natal com pedidos contra corrupção. Nas ruas de Belém, um cordão de isolamento separou o público de duas manifestações. De um lado, os manifestantes pediam o impeachment de Dilma. Do outro, movimentos ligados às centrais sindicais defendiam a permanência da presidente. Os protestos se repetiram em 87 cidades de todo o país, e o número de participantes foi menor do que o registrado nas outras manifestações deste ano. No domingo foram para as ruas 407 mil pessoas, segundo os or- ganizadores – 83 mil, segundo a Polícia Militar. Em agosto, eram 2 milhões de manifes- tantes, segundo os organizado- res – 879 mil, de acordo com a PM – em 205 cidades. No Con- gresso, a oposição disse que o número menor de manifes- Divaldo Rosa O PSDB encontra-se em intensa mobilização dos seus quadros visando chegar a um denominador comum: um nome capaz de unir o partido, satisfazer o Governador Geral- do Alckmin e que seja capaz de enfrentar os candidatos já colocados pelos demais parti- dos, entre eles, Marta Suplicy (PMDB), Celso Russomanno (PRB) e Haddad (PT). Andrea Matarazzo e João Dória saíram na frente, o pri- meiro parece contar mais com a simpatia do grupo do ex-go- vernador Serra e parte dos vere- adores tucanos. Já o empresário João Dória vem construindo a sua pré-candidatura com sóli- dos apoios do meio empresarial e discreto apoio do governador. Além dos candidatos An- drea e Doria, estão procurando se viabilizar os deputados fede- rais Bruno Covas, Trípoli e do Senador Suplente José Aníbal , que são considerados a “Ter- ceira Via” do processo suces- sório do PSDB na Capital. Os seus simpatizantes e assessores deram início a uma série de encontros na capital para ten- tarem viabilizar um dos nomes e garantir o espaço político do grupo em um eventual gover- no tucano na prefeitura de São Paulo. Encontros na Zona Leste: João Doria ja esteve na região par- ticipando de encon- tros com cerca de 50 lideranças no Jardim São Martinho, 70 li- deranças no Jardim Helena e 50 lideranças e empresários na sede do Grupo Acontece onde participou do Programa Roda Viva. Andrea Matarazzo fez vários encontros com lideranças e empre- sários, destacando-se os encontros do Itaim Paulista , Ermelino Matarazzo e São Mi- guel Paulista (com cerca de 170 lideran- ças), todos organi- zados pelo Vereador Adolfo Quintas e seus assessores. Já o grupo de mi- litantes que apóiam Bruno, Trípoli e Zé Aníbal iniciaram uma grande mobilização para fazer dois encon- tros na região. O pri- meiro encontro mar- cado para o dia 11/12 no Colégio Paschoal Dantas em São Miguel Paulista, deveria reunir a força dos mili- tantes da Leste II e Leste III que juntos possuem 14 diretórios zonais, mais de 100 delegados e mais de 800 membros, além dos 14 presidentes e membros do Diretório Municipal. Apesar desta “força” o que se viu foi desencontro de in- formação que obrigou a trans- ferência do local do evento do Colégio Paschoal Dantas para a Sociedade Amigos da Vila Progresso, onde compareceram cerca de 35 militantes do parti- do, 4 presidentes de diretórios zonais e dois membros do Dire- tório Municipal. Ou seja, muito pouco para as pretensões de um grupo que pleiteia disputar as prévias do partido. No dia 14 aconteceu uma nova reunião da “Terceira Via”, desta vez na Penha onde se repetiu o baixo interesse dos militantes e dirigentes dos di- retórios zonais, pois menos de 50 pessoas compareceram para prestigiarem dois deputados federais e um senador suplente que já foi presidente nacional do partido. Esses dois eventos foram maciçamente divulgados nas redes sociais, whats e face- book, incluindo página no Face: “Somos Todos PSDB - Prévias 2016 - Leste”, onde diariamente eram postadas informações so- bre a mobilização para os en- contros com os três caciques do partido. A menos de 3 meses da Convenção que vai escolher o próximo candidato à prefeitu- ra de São Paulo, pelo andar da carruagem, verificamos que enquanto Andrea Matarazzo luta bravamente para manter as posições conquistadas, João Doria vem crescendo de forma acentuada, mas ainda é incóg- nita sobre a sua real capacida- de de unir o partido e Bruno Covas, Trípoli e Zé Aníbal de- monstram estar muito longe de alcançar os seus objetivos. Que vença o melhor e que o melhor para o PSDB seja também o melhor para a necessária alter- nância no poder da cidade. Encontro do PSDB na Leste mostram a fragilidade da “Terceira Via” O primeiro encontro foi no Colégio Paschoal Dantas em São Miguel Paulista Dia 14 aconteceu uma nova reunião da “Terceira Via”, desta vez na Penha
  10. 10. 11JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015 O ano passa voando e quando você menos vê o Na- tal já está batendo à sua porta. Se você está naquele grupo de pessoas que gosta de fazer uma viagem nessa época do ano, seja para ficar próximo a sua família ou até mesmo para es- tar sozinho, saiba que ainda há tempo de encontrar algo baca- na que esteja de acordo com suas necessidades. Basta pres- tar atenção a alguns detalhes para que tudo saia de acordo com o que você planeja. O primeiro ponto a ser ana- lisado é quanto tempo você terá de folga. Existem empresas que trabalham com esquema de es- cala no fim de ano: um grupo de funcionários fica de plantão no Natal e se reveza com ou- tra equipe que trabalhará no Ano Novo. Se esse for seu caso, saiba que quanto mais dias de folga conseguir, mais fácil fica para encontrar passagens com preços atrativos e também para fugir da lotação tão comum nos aeroportos e rodoviárias nessa época do ano.  Outra questão muito importante é providen- ciar a documentação necessá- ria, caso pretenda viajar com Pé na estrada! Hora de organizar a viagem de Natal menores de idade. Dessa for- ma, você evita problemas cau- sados por um detalhe fácil de resolver. Não deixa que a falta de comunicação cause transtor- nos a seu Natal. Se você deseja passar a data na casa de algum familiar, mesmo que sejam seus pais, é legal avisar que vai e quantas pessoas levará com você. Dessa forma descartará o risco de sofrer com a falta de acomodações. Além disso, é de bom tom colaborar com a ceia quando vai passar o Na- tal na casa de algum parente. Afinal, é bem diferente prepa- Cotidiano rar um jantar para duas e para oito pessoas, não é mesmo? Ofereça-se para colaborar e só recue caso sinta que o an- fitrião se sentirá ofendido ou desconfortável se você insistir em querer rachar as despesas. E por último, se for se hos- pedar em algum hotel, faça uma pesquisa de preço e dê preferência aos locais que te- nham a ceia inclusa no pacote de estadia. Dessa forma, você foge da cozinha e ainda evita quebrar a cabeça procurando algum lugar para cear. Agora é só arrumar as malas e aprovei- tar seu Natal! Boa viagem! VIVER EM SEGURANÇA Emanuel de Aquino Lopes Especialistas em Segu- rança Pública vislumbram que as políticas públicas correlatas devem ser in- tensificadas até 2023. Por conta de um retrocesso so- cial fomentado pela crise econômica vigente no país, o quadro será agravado com altos índices de de- semprego, evasão escolar e desigualdade entre vários segmentos. Portanto, reduzir a vul- nerabilidade social, reo- rientar a política antidrogas e rever o controle de ar- mas são medidas urgentes. Num cenário de dimensões preocupantes teremos mais violência nas zonas interio- ranas do país, a diminuição da confiança da população na polícia e um crescimen- to dos mercados explora- dos por facções criminosas, Crise Econômica x Segurança Pública lícitos ou ilícitos. A polícia mais repressiva, só encar- cerando, aumentará a ex- clusão social sem reduzir índices de criminalidade. A retração dos gastos pú- blicos na área de segurança pública proporcionará pio- res condições para a Polícia, condições de prisão e inter- nação deterioradas e menos recursos para investigação policial. O financiamento da segurança pública será decorrente e imperativo. Emanuel de Aquino Lopes é Coronel da Reserva da Po- licia Militar, Mestre em Ciên- cias Policiais de Segurança e Ordem Pública, especiali- zado em Direitos Humanos pela Fundação Getúlio Var- gas, Professor de Pós Gra- duação na Faculdade Zumbi dos Palmares, membro do Núcleo de Projetos Estraté- gicos – ISAE Amazônia e do Luxembourg Brasil Business Council. (email: majaquino@ yahoo.com.br)
  11. 11. 12 JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015 Saúde Casos na cidade se concen- tram entre jovens e populações vulneráveis. Prefeitura ampliará prevenção e aumentará distri- buição de preservativos . A Secretaria Municipal de Saúde divulgou os dados sobre a epidemiologia de Aids na ci- dade de São Paulo. Houve redu- ção de 22,1% dos casos nos úl- timos dez anos, mas há grande concentração da epidemia entre jovens, profissionais do sexo, usuários de drogas, população LGBT e população carcerária. “O comportamento da epi- demia de Aids na cidade de São Paulo é similar ao de países desenvolvidos. Há redução de notificação de novos casos, re- dução na taxa de mortalidade, redução da transmissão da ges- tante para o bebê, mas uma for- te concentração em populações que estão em situação mais alta de vulnerabilidade. Por isso, São Paulo enfrenta hoje uma epidemia concentrada. E nossas ações devem ter um direciona- mento muito claro e dialogar com essas populações”, afirmou o secretário de Saúde, Alexan- dre Padilha. A maior preocupação é com jovens do sexo masculino, pois a taxa de detecção na faixa etá- ria de 15 e 19 anos aumentou de 2,6 casos a cada 100 mil habi- tantes, em 2005, para 8,5 casos a cada 100 mil habitantes em 2014. Entre os jovens de 20 a 24 anos, essa taxa saltou de 22,2 para 43,3 casos a cada 100 mil habitantes no mesmo período. Esse resultado não se deve ape- nas ao aumento do diagnóstico precoce, mas também a uma sensibilização menor dos jovens com relação à epidemia. Embo- ra eles estejam mais informa- dos, não têm atitude de preven- ção adequada. “Para combater conceitos antigos de grupo de risco, que reforçam estigmas que é a pior coisa nesse cenário, queremos dar protagonismo para as po- pulações mais vulneráveis à epi- demia sem reforçar estigmas. Só vamos enfrentar isso se essas populações forem protagonistas Saúde apresenta ações contra Aids da prevenção”, disse Padilha. Iniciativas: uma das ações da Secretaria Muni- cipal da Saúde é o projeto Caminhos da Prevenção, realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Trabalho para capacitação dos beneficiários do pro- grama De Braços Abertos. Eles distribuem preservati- vos em pontos estratégicos das populações mais vul- neráveis à epidemia. Atu- almente, quatro benefici- ários já atuam nas ruas do centro da cidade. Há ainda um novo aplicativo para celular, chamado Tá na Mão, que traz informações sobre prevenção e no qual é possível avaliar o próprio risco.  A Prefeitura também vai intensificar a realização dos testes rápidos para ace- lerar a inserção das pessoas diagnosticadas no trata- mento e aumentar o aten- dimento de profilaxia pós- -exposição nos hospitais e postos de saúde municipais. De acordo com  Padilha, a intenção é ampliar a medi- cação inclusive para pesso- as que fizeram sexo consen- tido sem proteção. Educação As  Fábricas de Cultura, programa da Secretaria da Cul- tura do Estado de São Paulo, já estão com matrículas abertas para os cursos de 2016. Com início previsto para Fevereiro de 2016, os cursos em áreas como dança, teatro e multimeios ofe- recem todos os materiais neces- sários e são voltados para todos os públicos. Nas unidades das zonas norte e sul (Brasilândia, Jaçanã, Vila Nova Cachoeirinha, Capão Redondo e Jardim São Luís), são três mil vagas em cursos de música, dança, teatro, circo, leitura e escrita criativa, artes visuais e multimeios. Há ativi- dades destinadas a crianças, jo- vens e adultos. Já nas unidades da zona leste (Parque Belém, Sapopemba, Cidade Tiradentes, Itaim Paulista e Vila Curuçá), as atividades diurnas são voltadas para crianças e jovens de 8 a 19 Fábricas de Cultura abrem inscrições para cursos Unidades do projeto, localizadas nas zonas norte, sul e leste de São Paulo, oferecem aulas gratuitas de dança, música, teatro, circo e muito mais... anos e as noturnas para adultos. Estão disponíveis vagas em ar- tes visuais, dança, multimeios, música, teatro, circo e xadrez. Para se matricular, basta comparecer à unidade desejada levando documento de identifi- cação com foto e comprovante de residência. Mais detalhes no site,  www.fabricasdecultu- ra.org.br  para as unidades das zonas norte e sul, gerenciadas pela Organização Social Poiesis, ewww.fabricadecultura.org.br, para as unidades da zona les- te, gerenciadas pelo Catavento Cultural e Educacional.
  12. 12. 13JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015 Urbanização   Serão 712 pontos com lu- minárias de va- por de sódio. O projeto prevê ainda a ilumi- nação de pon- te que liga São Paulo a Guaru- lhos.  A Secretaria de Serviços, por meio do Departamento de Iluminação Pública (Ilume), iniciou em 16/11 a iluminação do bairro União de Vila Nova, em São Miguel Paulista, Zona Leste de São Paulo. A obra prevê a implantação de 712 novos pontos com lumi- nárias de vapor de sódio, o que caracteriza como a maior am- pliação de iluminação pública em um único bairro. Serão in- vestidos R$ 2.478.000. O projeto prevê ainda a ilu- minação – 20 pontos - da ponte que liga a cidade de São Paulo (Rua Assis Ribeiro) a Guarulhos (Avenida Santos Dumont), aten- dendo, dessa maneira, a uma de- manda que existe há mais de dez anos. “A obra em União de Vila Nova é mais uma demonstração do compromisso assumido pela prefeitura de inclusão social por meio de ruas e praças mais ilu- minadas”, afirma Simão Pedro, secretário de Serviços. Ainda de acordo com o se- cretário, a nova iluminação contribuirá para a reocupação dos espaços públicos durante a noite, garantindo mais conforto aos moradores e ampliando a sensação de segurança. Parceria público- privada Na sexta-feira (13/11), a Pre- feitura de São Paulo, por meio da Secretaria de Serviços, repu- blicou o edital de licitação de Parceria Público-Privada (PPP) da iluminação, com as modifi- Maior ampliação de iluminação pública em um só bairro acontece na União Vila Nova cações propostas pelo Tribunal de Contas do Município. O escopo permanece o mes- mo do edital lançado em abril e suspenso pelo TCM, já que man- teve a previsão de modernização, otimização, expansão, operação, manutenção e controle remoto e em tempo real da infraestrutura da rede de iluminação pública do município de São Paulo, com- posta por 617 mil luminárias. Os interessados terão 60 dias para apresentar as propostas. O contrato deverá ser assinado no primeiro trimestre de 2016. Nos primeiros cinco anos da parceria, o vencedor da concorrência terá que investir anualmente R$ 1,7 bilhão para trocar, já no primei- ro ano, 10% das luminárias da cidade por LED, além de ampliar o atual parque em mais 70 mil pontos de iluminação. Nos qua- tro anos seguintes, terá de trocar 22% das luminárias por ano até completaroparque, alémdefazer a ampliação de mais 5% por ano para fazer frente ao crescimento da demanda, que é constante. Simão Pedro, secretário de Serviços QUER VENDER MAIS ENTÃO NÃO PERCA TEMPO ANUNCIE CONOSCO SÃO 30 MIL EXEMPLARES DISTRIBUÍDOS EM TODO O BAIRRO DE SÃO MIGUEL E REGIÃO ( 2031-2364 2513-0928
  13. 13. 14 JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015 Segundo pesquisas re- centes realizadas pela facul- dade de Medicina da Uni- versidade de São Paulo de todas as artes terapêuticas, físicas e mentais, o Tai Chi Chuan é o mais suave e fácil de ser aprendido. Seu poder de rejuvenes- cimento, tanto físico como mental, tem sido comprova- do, pois a atividade abaixa a pressão sanguínea, irriga as juntas, estimula a circula- ção, fortalece os músculos e o sistema imunológico, pro- movendo a calma mental. E tudo isso sem estresse ou tensão! Na opinião do professor Julimar Rodrigo Nascimen- to, que há10 anos leciona aulas da modalidade de Tai Chi Chuan no CEU Curuça, são inúmeros os benefícios que a arte marcial trás para a saúde do corpo e da mente. “Aqueles que praticam o Tai Chi Chuan consistente- mente costumam ter uma vida diferente mais saudável e disciplinada. A modalidade conscien- te em grande capacidade de concentração. Ajuda no metabolismo, no condi- cionamento físico e prin- cipalmente no bem estar da saúde mensal” explica o professor. Segundo o coordenador de divulgação das aulas de Tai Chi Chuan dos CEUs, (Centro Educacional Uni- ficado) Danilo Rantin, a modalidade dentro do CEU é totalmente gratuito, o aluno precisa apenas da Tai Chi Chuan rejuvenesce e melhora a saúde Artes Marciais Fácil de ser aprendida, atividade faz bem para corpo e mente inscrição na atividade para começar a praticar. “Todos os professores são credenciados pela Fe- deração Paulista de Kung Fu e altamente prepara- dos para ministrar aulas da melhor qualidade. Vale muito a pena conferir, é um esporte adequado para qualquer faixa etária”, frisa o coordenador. Além das aulas, no de- correr do ano a Confedera- ção Brasileira de Artes Mar- ciais Chinesas promovem eventos grandiosos como: Campeonato Brasileiro e Inter estados de Kung Fu e Tai Chi Chuan, onde as ins- crições ultrapassam mais de 3500 atletas participantes, os alunos do projeto temá- tico de Tai Chi Chuan par- ticipam ativamente destes eventos onde algumas uni- dades conseguiram mais de 40 medalhas. Para mais informações segue endereço do CEU Curuçá: Avenida Marechal Tito, 3400 - Itaim Paulista
  14. 14. 15JORNAL ACONTECE AGORA - 01 à 15 DE DEZEMBRO DE 2015 Feminíssima O verão está chegando e com ele muitas tendências in- críveis de penteados para fazer bonito sob o sol. Nada melhor do que sair da mesmice na esta- ção mais sensual do ano de um jeito fashion e fácil com dicas fundamentais de quem enten- de muito de cabelos. Antes de qualquer penteado, é preciso ter alguns cuidados para deixar os fios macios e bem longe do te- mido aspecto palha. Vale apos- tar em protetores solares para os cabelos e usar cremes espe- cíficos que não precisem de en- xágue antes do sol. Além disso, o creme para pentear protege e define texturas. O gel é essencial para penteados mais elabora- dos, com ou sem efeito molha- do  e  o beach spray valoriza a textura de praia nos fios, o que é supertendência nas passarelas daqui e internacionais. Destaques da estação: um dos grandes destaques, sem dúvida, é o coque com efeito molhado. O coque com risca marcada ao meio da campanha do Dolce Gabanna.  Ele é bem Veja receitas para o rosto e corpo com aveia, para es- foliar, e com abóbora, para hidratar e dar resistência. Tratar a pele antes da longa exposição  ao sol minimiza os efeitos nocivos dos raios. E dá para preparar-se para o verão sem gastar muito. Faça máscaras caseiras com  pro- dutos encontrados na feira ou no supermercado. As más- caras podem ser usadas no verão  porque  ajudam a pele a recompor a naturalidade. Se a pessoa tem a pele oleosa e não tratar antes do verão, terá mais acne, problemas de comedões e cravos. A dica é uma esfoliação natural com aveia, recomendada inclusive para pele oleosa. Esfoliante de aveia:  Ingredientes: - 1 colher de sopa de aveia - 1/2 colher de sopa de fubá - 3/4 de água mineral ou de água de coco (a água de coco é antioxidante natural e protege a pele da irradiação, enquanto a água mineral é rica em amino- ácidos) - 1 xícara de chá de hortelã frio  Modo de preparo: Misture a aveia, o fubá e a água (ou água de coco) até vi- rar uma papa e aplique em todo rosto, pescoço, colo e até no corpo. Você pode usar como esfoliante, fazendo massagens circulares no rosto para remo- ver as células mortas, e como máscara facial, basta deixar agir por alguns minutos. Lave e pulverize chá de hor- telã fresco. Atenção: Se sua  pele é sensível, não coloque o fubá, pois os grânulos podem agredi- -la ao limpar mais profunda- mente. Máscara de abóbora: Máscara à base de abóbora melhora o caroteno para o ve- rão. Segundo Roseli, essa más- cara ajuda a hidratar, aumenta a vitalidade e cria resistência; ou seja a pele chega tratada para o sol. É indicada para qualquer tipo de pele. Ingredientes: - 4 pedaços de abóbora  - 1 colher de sopa de mel - 1/2 copo de água de coco  - 1 xícara de chá verde frio  Modo de preparo: Separe quatro pedaços de abóbora e ferva. Quan- do amolecer, retire da água e  macere com um garfo. Junte um pouco de mel e faça uma papa. Aplique no rosto. Para o  cor- po, a papa não precisa ser tão grossa. Bata no liquidificador 1/2 copo de água de coco e duas colheres da mistura da abóbora. Aplique e deixe por 15 minutos. Retire com ducha e aplique uma loção para a pele.  Você pode ainda borrifar o chá verde pelo corpo: ele age como antioxidan- te natural e ajuda a defender a irradiação solar. Máscara de beleza caseira para o verão Cabelos saudáveis é fundamental úmido, brilhante e com gel. Mantendo a linha dos cabe- los “quanto mais naturais, me- lhor”, o bad hair day até passa a ter um lado interessante. Os cabelos sucesso têm em comum a base ligeiramente bagunçada. Como a trança de um dia para o outro, que fica meio aberta e os fios em torno do rosto sem- pre soltos e desalinhados. Mais trendy, impossível! E é ‘podrinha’, o messy hair. Você também pode apostar em uma risca lateral ou no meio, todo para trás, com ou sem vo- lume na raiz, com trança.  O messy, por exemplo, é super- fácil de fazer e combina muito com praia e sol. Para este pente- ado, o ideal é ter um spray para dar a textura ao cabelo e um xampu seco ou para dar volume na raiz. O cabelo bagunçado é democrático e pode ser usado tanto na praia quanto em uma festa, inclusive. Muitas famosas usam no tapete vermelho. Tome cuidado com o look da confraternização para não passar vergonha no dia seguin- te: Festa de final de ano da em- presa é um evento profissional, não é uma balada. A roupa es- colhida para a festa da firma costuma depender da expectati- va na comemoração: se divertir com os amigos, se aproximar da chefia ou até mesmo seduzir o colega do outro departamento. Mas atenção: Festa de final de ano da empresa é um evento profissional, não é uma balada. Não é preciso vestir aquela roupa estruturada, como o ter- ninho que se usa no escritório. Pode optar por um vestido de caimento mais fluido, na altura do joelho. Mas nada curto, com transparência. Outra peça veta- da na confraternização é a calça branca e justa, estilo popozuda. Dicas para escolher a roupa certa para a festa da firma: “Não é uma balada” Para as festas realizadas em bares e restaurantes, dá três dicas para turbinar o visual: abuse do salto alto; Brinque com acessórios grandes e colo- ridos; Ouse um pouco mais na maquiagem. Mas se a celebração está marcada em um sítio, cuidado com o despojamento das peças. Esqueça o short curto. Opte por uma pantalona ou uma bermu- da mais larguinha na altura do joelho.  
  15. 15. “Que, em 2016, possamos continuar a evoluirjuntoscomSãoMiguel,buscandoem cadanovodesafioaenergianecessáriapara seguiremfrenteembuscadosobjetivos. Boas festas!“

×