Jornal

141 visualizações

Publicada em

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
141
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal

  1. 1. A Prefeitura transferiu no dia 17 de abril um edifício em São Miguel Paulista, na zona leste, para instala- ção de unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP). O prefeito Fernando Haddad assinou o termo de permissão de uso da escola, que terá capacidade para atender até 1.200 alunos com ensino médio, cursos técnicos e ensino superior. A expectativa é de que as aulas na unidade come- cem no segundo semestre de 2014, com 120 vagas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) nas áreas de línguas e informática. “Vamos também realizar no segundo semestre uma programação de audiências públicas com a popula- ção para definir os outros cursos que serão ofereci- dos na unidade”. O edifício transferido está em fase de finalização e têm 2,8 mil metros quadrados. Está localizado na área central do bairro, na Rua Tenente Miguel Delia, altura do número 130. Enem 2014 Datas e mais detalhes na pág. 2. Copa do Mundo Veja as mudanças que o- correram nos calendários escolares na pág. 3 6 aplicativos escolares Organize tudo e melhore na escola. pág.6 Instituto Federal de Educação em São Miguel Paulista Veja também nesta edição: Jornal CSF São Paulo, 5 de junho de 2014 - 1ª edição - 07:45 AM. Por Alexia Oliveira Capa Jornal CSF Da esquerda para a direita: Eduardo Modena e Fernando Hadddad. Escola tem capacidade para atender até 1.200 alunos com ensino médio, cursos técnicos e ensino superior. Primeiras turmas iniciam atividades no segundo semestre de 2014.
  2. 2. Prefeitura de São Paulo realiza mais de 300 obras Estas obras acontecem em todas as subprefeituras e envolve Mobilidade, Drenagem, Revi- talização de Praças e Parques, Requalificação de Bairros e Pavimentação, entre outras. Essas obras englobam a reconversão desses espaços urbanos, com o objetivo de melhorar suas condições de uso. Veja a tabela abaixo completa disponibilizada no site: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras/obras/index.php? Subprefeitura de São Miguel realizou mais uma Operação Cata-Bagulho na região. Essa ação visou o recolhimento de objetos considerados sem utilidade, como móveis ve- lhos, colchões, pedaços de madeira e eletrodomésticos quebrados, auxiliando no combate ao descarte irregular em vias públicas ou margens de rios e córregos. Vale lembrar que o despejo nessas áreas, além de prejudicar a conservação do espaço pú- blico, é considerado crime ambiental, sujeito à multa de R$ 14 mil em caso de flagrante. Página 1 Jornal CSF Por Alexia Oliveira
  3. 3. Página 2 Jornal CSF Enem 2014 O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2014 está previsto para ocorrer nos dias 8 e 9 de novembro, após as eleições, conforme o site UOL apurou. A asses- soria de imprensa do INEP, autarquia do MEC (Ministério da Educação) que é responsável pelo exame, não confirma, nem descarta a data. O que é o Enem? É uma prova (Exame Nacional do Ensino Médio) aplicada anualmente pelo MEC, por meio do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), composta de 180 questões mais uma redação, sendo realizada durante dois dias. Foi criado em 1998 com o objetivo de diagnosticar a qualidade do ensino médio no país. Suas funções acercam entre selecionar ingressantes nos cursos superiores de faculdades e universidades federais por meio do SISU (Sistema de Seleção Unificada), vagas em institui- ções privadas de ensino superior, por meio do PROUNI (Programa Universidade para To- dos) ou obtenção de financiamento pelo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) e candi- datos podem usar a nota para concorrer a vagas pelo SISUTEC (Sistema de Seleção Unifica- da da Educação Profissional e Tecnológica). Uma boa avaliação no Enem é também requisito para obter bolsa no Programa Ciência sem Fronteiras. O exame é usado ainda para certificação do ensino médio de estudantes maiores de 18 anos que não têm o documento. Por Alexia Oliveira
  4. 4. Copa do Mundo no Brasil Campeonato no CSF: Confira os campeões O assunto mais comentado no Brasil e no mundo atualmente, é a Copa. O primeiro jogo ocorrerá dia 12 de junho na Arena Corinthians, entre Brasil e Croácia, às 17:00 do horário de Brasília. Os jogos variam entre às 13:00 e 22:00 dos dias 12 de junho a 13 de julho. Nos dias dos jogos do Brasil, foi decretado feri- ado nacional (12, 17 e 23 de junho). As es- colas da prefeitura de São Paulo adianta- ram o recesso escolar para os dias da Co- pa. Um dos maiores interesses dos jovens do Brasil e do mundo, o esporte vem sendo explorado no Colégio São Francisco como exemplo coletividade entre os alunos. Anualmente, acontece um campeonato com mo- dalidades escolhidas para os estudantes, variando entre futsal, vôlei, handebol e basquete. As escolhidas deste ano foram futsal e vôlei (apenas o Ensino Médio e o 9º ano do Ensino Fun- damental participaram). Para não atrapalhar a grade escolar, os campeonatos são realizados nos sábado e esse ano não foi diferente, no dia 10 de maio ocorreram os jogos. Os campeões desse ano foram o 1º e o 3º ano do Ensino Médio. Os jogadores receberam medalhas como recompensas. Página 3 Jornal CSF Por Sthefany Katlyn Por Sthefany Katlyn
  5. 5. Artigo de opinião Ultimamente boa parte dos alu- nos vem reclamando da organiza- ção da escola. Essas queixas que não são tão atuais se intensifica- ram no ano letivo de 2014 (influência dos protestos na cida- de?). Observou-se que pouca ou nenhu- ma ação foi tomada pela coorde- nação, que deve ter ciência do problema, mas não tem tomado providências. Os alunos reclamam principal- mente da desorganização e do descaso do colégio em certos as- suntos. Isso veio se tornando re- petitivo e em algumas salas, há a entrada de água (literalmente), como também nas infiltrações presentes nos tetos (ano passado, o 9º ano foi mudado de sala já que o gesso do teto cedeu) e pa- redes, causando problemas respi- ratórios em longo prazo. A melhor saída para todos esses problemas seria a união entre to- dos que dispõe do ambiente diari- amente, tendo uma melhor comu- nicação entre ambas as partes a- bordadas e que os problemas fos- sem ouvidos, apurados e resolvi- dos com o máximo de antecedên- cia possível, já que a segurança e o bem estar dos alunos deve sem- pre ser o primeiro ponto da coor- denação. O assunto do momento Durante os dias 20 e 30 de maio foram ouvidas diversas quei- xas dos alunos (cujos nomes não serão expostos) do Colégio São Francisco em relação à infraestrutura do prédio, a coorde- nação e a organização das atividades da instituição. As principais reivindicações ditas são de perda de documentos, desorganização de datas, esquecimento e acúmulo de provas e infiltração nas salas de aula. Foi praticamente impossível pas- sar um dia sem ouvir uma nova reclamação. Os alunos entrevistados sugeriram mudanças visíveis como ca- lendários e diminuição do acúmulo de provas, organização dos documentos dos alunos por pastas individuais ou coletivas (série), manutenção, organização e limpeza periódica das de- pendências do prédio. Com isso, os alunos buscam um ambiente melhor para seu a- prendizado e uma melhor colaboração entre coordenação, cor- po docente, funcionários e estudantes. Você sabia?  Antiga Chácara Escola São Francisco, o atual Colégio São Francisco, foi fundado em 1993, aonde era situado a antiga chácara de uma família tradicional.  “No Colégio São Francisco acontece constantes melho- rias para manter a melhor formação educacional de seus alunos, a satisfação de seus pais e o bom trabalho dos professores e funcionários ’’. Página 4 Jornal CSF Por Alexia Oliveira Por Mariana Santana Por Alexia Oliveira
  6. 6. Como em todo começo de ano, há sempre uma novidade a mais na vida dos alunos. Um professor e/ou colega de classe novo, uma regra a mais na educação ou alguma reforma na escola. Esse ano não seria diferente, professores novos, novas regras a serem cumpridas, e mais pressão na vida dos ado- lescentes. A maioria dos alunos do ensino médio têm dificuldades em matérias como matemática, física, português, inglês etc. Mas em todas as escolas os professores dão chances aos alunos de recuperarem suas notas e tirarem dúvidas, seja dentro ou fora do horário de aula, a questão é que nem todos se interessam, seja por vergonha ou orgulho. Esse ano há uma garota nova na turma do ensino médio, seu nome é Melanie ou simplesmente Mel. Ela veio de uma escola pública de São Miguel onde o ensino estava decaindo, e para a sua melhora sua mãe decidiu mudá-la de colégio. Por ter saído de uma escola com o nível ruim, Mel tinha dificuldades em várias matérias. Na sua antiga escola não havia diálogo com os alunos. Eles poderiam ser comparados a máquinas de Xerox: apenas copiavam a tarefa da lou- sa. Na nova escola, ela sabia que teria de demonstrar mais interesse, empenho em seus estudos principalmente após a nota da prova que fez para descobrir seu nível de aprendizagem. - Licença, eu sou a aluna nova que fez a prova semana passada, você poderia me dizer qual é a minha sala? - Ah sim! Lembro-me de você! Venha, vou te mostrar seus novos colegas de classe já que ninguém ainda subiu para a sala. – respondeu a mulher que Melissa ainda desconhecia o nome. Melissa seguiu a mulher em meio ao mar de alunos de variadas idades, até pararem em um grupo. - Pessoal essa é a Melissa, a nova colega de classe. Vou deixar ela aqui, e vocês mostram a escola e a sala ok? Melis- sa, meu nome é Giovana e você pode me encontrar na secretaria está bem? - Sim. – Depois de Giovana deixar a rodinha, Mel fica quieta, morrendo de medo de falar algo errado ou ninguém se interessar em criar uma conversa. - Então melissa de qual escola você veio? - Pergunta uma das garotas que estava na roda. - De uma escola pública de São Miguel, como o ensino estava péssimo minha mãe achou melhor me colocar em outra e aqui estou eu! - Ah sim! Mais qual a diferença da sua escola para essa? - Bom, pra começar eu não sei o nome de vocês ainda?! – Comenta Melissa dando uma risada nervosa e ansiosa, já que eles estavam tendo uma conversa saudável com ela. - E ao que tudo indica aqui ninguém é robô ou máquina de Xerox. O que quis dizer é que lá nós não tínhamos um diálogo e nem matérias suficientes para um bom ensino. Faltavam muitos professores e etc. Pelo que vi, aqui é diferente! - Ah sim aqui é totalmente diferente. Não digo que é a melhor escola, mas você terá uma nova visão de ensino. Não somos máquinas de Xerox como você disse aqui os professores falam e a gente aprende mais. Meu nome é Karina e esses são David, Raquel, Larissa, Vitória, Thayna e o calado ali no canto é o Gustavo. Mas voltando ao assunto, você irá perceber muita diferença entre a escola pública com um ensino de uma escola particular ainda mais com o siste- ma sendo Anglo. Ele é mais puxado, e se não estudar ou buscar o que perdeu... - Nossa! Bom mas e os alunos? São calmos ou tem brigas, gritaria, correria? - Não, aqui não tem disso não! –disse Karina rindo - Aqui os alunos tem ‘’outro nível’’. Sempre tentamos resolver na conversa para que não tenha uma situação chata e a diretora é bem severa. - Entendi! E como funciona dentro de sala de aula? Entre alunos e professores? - Aqui os professores sempre tentam ao máximo ter certa intimidade com os alunos para que eles possam se sentir a vontade para tirar dúvidas. E não pode usar celular na sala. Melissa ouvia tudo boquiaberta, pois tudo era novidade pra ela, sua cabeça estava a maior bagunça já que tudo era novo. - Olha Mel, aqui não é diferente das escolas públicas, às vezes terá desorganização, falta de professores, alunos me- xendo no celular e namorando em corredores. Mas o ponto é que suas notas cairão se você não cuidar. O impor- tante é ter esforço e logo tudo vai ficar mais fácil, e quando menos esperar terá alcançado sua meta. - Obrigada! Bom tudo é sim novidade, mas como você mesmo disse que se eu me esforçar vou conseguir, não cus- ta nada tentar. O ano não vai ser fácil... Página 5 Jornal CSF E agora? Por Mayara Araujo
  7. 7. Bluefire Reader (Android/ iOS) Livros clássicos exigidos na escola e no vestibular já podem ser encontrados no formato digital. Para isso, você precisará de um bom progra- ma para abri-los correto? O Bluefire Reader cumpre muito bem essa tarefa, permitindo a leitura de livros em e pub e PDF. 6 aplicativos escolares incríveis! Wikipédia Mobile (Android/ iOS) O Wikipédia é criti- cado por muitos devido ao seu ca- ráter aberto e não confiável para tra- balhos acadêmicos. Embora dê para entender o lado deles, esse portal ainda pode ser uma ótima primeira etapa para sua pesquisa, principalmente se você usa a ver- são em inglês. A partir dele, você pode descobrir boas fontes como livros respeitados, artigos online ou notícias de jornal.. Dicionário Língua Portuguesa (Android/iOS/ Windows Phone) Escrever bem o português é o dever de qualquer brasileiro, a começar pelos estudantes! Tenha sempre um dicionário digital à mão! Despertador Xtreme (Android) O seu celular prova- velmente já veio com um alarme embutido, mas você pode experimentar esse app para não perder a hora da aula. Ele traz funções interessan- tes, como subida leve do volume e até exigir que você faça uma simples conta matemática para realmente acordar e desativar o alarme! Não tem Android? Sugi- ro o Nightstand Central para iOS. Tarefa de Casa (Android) Esse aplicativo permite que você organize sua grade escolar, montando um calendário das aulas, anotando as datas de provas ou as lições que precisa fazer. O aplicativo avisa inclusive quando você ainda tem tarefa de casa para fazer! Go Launcher EX (Android) Complemente o seu android com backgrounds, temas e widgets refeitos em HD. Com ele você pode trocar e perso- nalizar tudo o que gostaria, deixando o Android do jeito que quiser sem gastar nada. Sites úteis: lelivros.us/book/ - Encontre vários livros em e pub e pdf. bbm.usp.br/ - Livros clássicos em um acervo online criado pela USP (Universidade de São Paulo). Página 6 Jornal CSF Por Alexia Oliveira
  8. 8.  Protetor Solar: Todos os dias, para proteger a pele do sol e do câncer (sim, o sol causa câncer de pele) é inquestionável o uso do protetor. Com o fator de no mí- nimo 30, aplique generosamente sobre a pele que será exposta ao sol 30 minutos antes.  Unhas: Por fazerem parte do pacote de beleza, para se proteger de doenças e fungos, use seu próprio alica- te (isso mesmo, leve-o para a manicure) quando for fa- zer as unhas e sempre o mantenha limpo. Uma boa di- ca é usar álcool e água fervente.  Maquiagem: Escolher a maquiagem no tom certo a- juda muito, porém, a limpeza da pele antes e depois do uso é fundamental. Use sabonetes neutros, faça esfoli- ações semanais e hidrate-a. A alimentação também é um quesito forte para a pele, já que gorduras, conser- vantes e açúcares em excesso aumentam a produção de radicais livres que destroem células causando man- chas, acnes, cravos e o envelhecimento precoce.  No bairro de São Miguel, todos os produtos descritos acima podem ser encontrados na Ikesaki, que conta com produtos de uso profissional e oferece cursos para pessoas a partir de 16 entre maquiagem e hairstyle. Ikesaki Av. Marechal Tito, 1.015 São Miguel Paulista - São Paulo - SP Atendimento de segunda a sábado das 8h30 às 19h00 (11) 20586944 3 dicas úteis para melhorar a saúde e a beleza! Página 7 Jornal CSF Por Sthefany Katlyn
  9. 9. Página 8 Jornal CSF http://colegiosaofranciscosp.com.br Tour pelo Colégio São Francisco
  10. 10. Página 9 Jornal CSF A Biblioteca é um ambiente de divertimento e descoberta no mundo literário. Nela, temos a possibilidade de passar o tempo se divertindo com algo que gostamos e também encontrar respostas para varias questões acadêmicas e pessoais. Na nossa região, temos a Biblioteca Raimundo de Menezes. Inaugurada em 12 de julho de 1980, foi transferida em 2005 para um prédio maior e mais confortável. Encontramos livros de varias épocas, principal- mente os clássicos como Dom Casmurro e As Memórias Póstumas de Brás Cubas, livros fre- quentemente exigidos para a realização de pro- vas e trabalho no Colégio São Francisco, vesti- bulares etc. Na Biblioteca também existem outros tipos de materiais de leitura, como Histórias em Quadri- nhos (HQ’s) e Mangás: ótimas maneiras de se divertir nos finais de semana. Biblioteca Raimundo de Menezes Av. Nordestina, 780, São Miguel Paulista São Paulo, SP Tel.: 11 2297-4053 2ª a 6ª feiras das 9h as 18h Sábado das 9h as 16h Incentivo a leituraPor Mariana Santana

×