ANO 7 - N.o
115 Tiragem 25 Mil | www.fb.com.br/JornalGuaianas | raleste@gmail.com | Tel.: (11) 2031-2364 1ª QUINZENA DE MA...
Uma publicação do Grupo
Acontece de Jornais e Revista
As matérias publicadas são de exclusiva responsabilidade dos colabor...
Comprometimento Social 1ª QUINZENA DE
MARÇO DE 2015
Encontro garante partici-
pação social na elaboração do
instrumento de...
Política 1ª QUINZENA DE
MARÇO DE 2015
Ainda que timidamente, muito
por conta de problemas de ges-
tão no âmbito das subpre...
Cotidiano1ª QUINZENA DE
MARÇO DE 2015
Optar por um cardápio va-
riado e nutritivo pode manter
a imunidade durante o outono...
Variedades1ª QUINZENA DE
MARÇO DE 2015
Fique por dentro do mundo das celebridades
desiste do ‘BBB15’. Relembre a participa...
1ª QUINZENA DE
MARÇO DE 2015
Cultura & Lazer
Ação no Shopping Metrô
Tatuapé e no Shopping Metrô
Boulevard Tatuapé, empreen...
1ª QUINZENA DE
MARÇO DE 2015
Feminissima
Rompimentos nunca são
fáceis, mas podem se tornar
menos dolorosos com algu-
mas d...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Guaianas 115

1.210 visualizações

Publicada em

Guaianas

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.210
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
254
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guaianas 115

  1. 1. ANO 7 - N.o 115 Tiragem 25 Mil | www.fb.com.br/JornalGuaianas | raleste@gmail.com | Tel.: (11) 2031-2364 1ª QUINZENA DE MARÇO DE 2015 Plano de Mobilidade Urbana é apresentado pela Subprefeitura de Guaianases Atualidade Politica Breve comentá- rio sobre a vio- lência extrema no Brasil Ainda que timidamente, muito por conta de proble- mas de gestão no âmbito das subprefeituras, a Lei Comida de Rua, de mi- nha autoria, vai mostrando que, se implementada de maneira correta, tem tudo para se transformar em importante instrumento de geração de emprego e renda. Ao todo, 888 pontos fo- ram liberados para a venda de comida de rua – um número pequeno diante do potencial... leia pág 04 A lei que a pre- feitura ignora Os nossos leitores de- vem estar acompanhando pela mídia diversas notí- cias preocupantes sobre o futuro da nossa nação e não podemos esquecer que a questão da segu- rança pública é intrínseca a esse problema. Desde os anos 50,...leia pág 04 Encontro garante par- ticipação social na elabo- ração do instrumento de gestão A Secretaria Municipal de Transportes, por meio da Companhia de Enge- nharia de Tráfego (CET) e São Paulo Transporte (SPTrans), apresentou, na terça-feira (10/03), o Plano de Mobilidade... leiapág03 AndreaMatarazzoEmanueldeAquino Novo Sindicato propõe representar trabalhadores no setor público Constituído juridica- mente para melhor atender a situação dos trabalha- dores comissionados, no ano passado foi fundado o SINDFUNCESP – Sin- dicato dos Trabalhadores Comissionados de Função Gratificada e de Função de Confiança...leia pág 04 Caros amigos e leitores, quem me conhece sabe que sou um jornalista sério e responsável e que não tenho filiação a qualquer partido político. O meu partido é a Verdade e a defesa da Zona Leste de São Paulo e o meu papel social é contribuir para democratizar as informações na maior região da cidade. Antes de ser jornalista, mili- tei em movimentos sociais e fui um atuante líder estudantil ainda no período da Ditadura Militar, portanto participei dos Movimentos das DIRETAS JÁ , ANISTIA Ampla, Geral e Irrestrita , Reconstrução da UNE e muitos outros. Posso assegurar a todos, principalmente a você que tem menos de 40 anos, que quem viveu os horrores e as perseguições do período mais negro da nossa história recente, não deseja que o país mergulhe em uma nova Intervenção Militar. Felizmente a imensa maioria do povo brasileiro é amante da paz, da democracia e da liberdade, valores que deixam de ser importantes em um Regime de Ditadura Militar. Apoiar uma nova Ditadura seria a última opção e só justifica se algum aventureiro tentasse implantar no Brasil um regime totalitário de esquerda, como está acontecendo na Venezuela, mas isto ainda está longe de acontecer…. Um dos setores que mais sofreu perseguição durante a Ditadura Militar foi a imprensa falada e escrita e televisiva. Seguramente se houver outro Governo Militar, todos os meios de comunicação serão atingidos, TV, Radio e Jornais, incluindo um total controle da internet, whatsapp, facebook e outras redes sociais. Vamosficaratentosatodamensagemestranhasqueestãoinfestan- do as redes sociais nos últimos dias. Neste momento eu vejo QUATRO grupos diferentes se articulando: O primeiro grupo é formado pelos Movimento VEMPRARUA , “Revoltados On Line” e blogueiros inde- pendentes. Essas iniciativas populares na internet serão unificados no dia 15 DE MARÇO. O segundo movimento tem origem entre setores militares mais conservadores e da reserva que defendem um golpe militar mais duro do que o de 1964, que recentemente publicou um manifesto assinado por mais de 70 Generais do Exército; o terceiro movimento está sendo articulando por militares, que se auto-intitulam “de esquerda” e teria o apoio da Força Nacional de Segurança e de forças militares de países vizinhos. Através de gravações “vazadas” nas redes sociais, esse grupo deixa claro que o pais poderá mergulhar numa chamada “guerra fraterna” sem precedentes que vai manchar a nossa história. O último movimento, representado pelo General Paulo Chagas apóia a Mobilização do dia 15/03 e é formado por um grande grupo de militares da ativa, que defendem a Via Constitucional para a derrubada do Governo Dilma, Apuração da roubalheira, cadeia para os culpados e Novas Eleições para Presidente . Quando existem vários comandos a falta de lideranças poderá favorecer o Governo e seus aliados como MST, CUT PT e partidos da base do governo. Se o Movimento falhar o Governo poderia tirar proveito da situação e endurecer ainda mais o jogo, com bloqueio da internet, para dificultar a comunicação via whatsapp e Face, tal como fazem em Cuba e na Venezuela, além de um maior controle sobre o Congresso Nacional. Vamos ficar atentos e pressionar o Congresso Nacional e o Supre- mo Tribunal Federal. Se formos em massa para as ruas, o legislativo não terá como não aceitar discutir um pedido de IMPEACHMENT da presidente DILMA e o STF como sempre vai “lavar as suas mãos”. No dia 15 precisamos de uma pauta única de reivindicação, pois todos queremos: IMPEACHIMENT DA DILMA, julgamento e cadeia para os Corruptos e Corruptores, Repatriação do dinheiro público roubado e leis mais severas contra iniciativas que ferem os fundamentos da Republica e da Democracia, Leis que preservem a moral e os bons costumes da Família Brasileira, melhorias dos serviços públicos de saúde, educação, mobilidade Urbana e Novas eleições democráticas sem Urnas Eletrônicas viciadas. O próximo domingo, será o dia da família brasileira dar um BASTA em tudo que está errado no Governo Dilma. VEM PRARUA, PROTESTEM E NÃO ACEITEM PROVOCAÇÕES. A POLÍCIA MILITAR ESTARÁ GARAN- TINDO A NOSSA SEGURANÇA. O povo não quer Ditadura Militar, o povo quer a Limpeza da Nação Que Deus nos abençoe. O povo não quer ditadura, o povo quer a limpeza da nação, Divaldo Rosa - Diretor Executivo Grupo Acontece de jornais e Revista Visita à redação do Jornal Recebemos no último dia 12 a visita do empre- sário Fábio Santana da SJS Consultoria e Servi- ços, uma empresa sólida que atua no ramo de ter- ceirização de serviços e conservação patrimonial a mais de 10 anos. A SJS tem sede em Guarulhos e está expandindo as suas atividades para atender a demanda de empresas e setor público da Zona Leste de São Paulo. Segundo Fábio Santa- na, a mercado de terceiri- zação de mão de obra está em constante crescimento e a,... leia na pag 02
  2. 2. Uma publicação do Grupo Acontece de Jornais e Revista As matérias publicadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam necessariamente a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. Diretor e Chefe de Redação: Divaldo Rosa MTb: 42.488 • Jornalista (fl): Silmara Galvão Nunes • Representantes Comerciais: Pastor Odair • Designer: Ademir Rodrigues • Revisora: Prof. Suseli Corumba • Administração Financeira: Ademir Rodrigues • Distribuição: Mart Press Distrib.de Jornais • Redação e Publicidade • Fone/Fax: 2031-2364 / 2513-0928 • Av. Guachos, 166 • Cep: 08030-360 • Vila Curuçá - SP - E-mail: raleste@gmail.com (fl = Freelancer) Jornal SUB PREF. DE GUAIANASES Estr. Guaianases, 2565 Jd Helena / Guaianases-SP BANCA COQUINHO Rua Hipolito de Camargo, 460 Guaianases-SP BANCA DE JORNAIS A MUSICAL Rua Salvador Gianetti, 1156 Guaianases-SP BANCA NOVA COQUEIRO Estr. Itaquera Guaianases, 2423 Jd Helena / Guaianases-SP BANCA TEMAS E LETRAS Av. Salvador Gianetti, 564 Guaianases-SP BANCA COQUINHO R. Hipolito de Camargo, 460 Guaianases-SP Atualidade 1ª QUINZENA DE MARÇO DE 2015 Uma crônica marcanteC R Ô N I C A Por ALLAN REGIS Chega por enquanto! É hora da minha pausa como músico de barzinho.Já execu- tei metade do meu repertório, garantindo uma parte do pão sagrado. Então eu encosto meu violão no suporte, sento, enxugo minha testa, bebo uma água, o garçom me traz um brotinho e um refrigerante e eu pego meu caderninho de escritor e minha caneta pre- senteada por Cristina, minha garota, e fico ali, tentando captar alguma cena que gere uma boa crônica para ser publicada no jornal. Quando estou desistindo, prestes a voltar ao ofício ou bico de mú- sico da noite, achando que as páginas do meu caderninho vão acabar ficando em bran- co, uma cena raia. Eu, de ca- marote, começo a assistir. A garota desfila indo do balcão até uma mesa próxima das janelinhas, chupa seu sorvete com suaves lambidas e sente a brisa da noite enquanto curti a música Saigon, na voz de ma descarada. O musculoso percebe o oponente, mas não sente ameaça, pelo contrário, dá risada do indivíduo imperti- nente e que não se enxerga, pois, acredito que o muscu- loso julgue pela a aparência, via apenasum almofadinha esquisito, de óculos fundo de garrafa, metido a intelectual e que não teria chance de vencê-lo naquela competição. Claro que ela prefere os mús- culos, ele deve julgar. Prova- velmente sua mente fértil está imaginando-a na garupa de sua moto, segurando firme em sua cintura, empinando a bunda e o vento a brincar com aqueles cabelos longos pela noite a caminho de um motel qualquer.Acorda de seu devaneio com uma batidinha do garçom em suas costas perguntando se quer beber mais alguma coisa, pede mais um vinho e o garçom sai para buscar o pedido no mesmo instante que o magricela re- solve levantar e ir até a mesa da garota. O musculoso não aceita a ousadia e levanta ágil para interpelar o caminho do rival: - Ela está acompanhada... – diz o musculoso se pondo na frente. Eu estou a um metro deles, portanto escuto a conversa. - Eu não a vi com ninguém até agora, você é o seguran- ça? – responde o magricela com um sorrisinho irônico. O musculoso fecha a cara e os punhos como símbolos de ameaça e, ousa por o dedo no peito do magricela antes de dizer separando sílabas: - Se man-da. O magricela tira a mão dele e se afasta com um pas- so, se pondo em posição de briga na fase em que um anão bem vestido de terno e grava- ta invade o recinto procurando alguém que o aguardava à uma hora e que acaba de se levantar numa euforia alegre por vê-lo e acena dizendo: -Aquiiii! Gilber, estou aqui! Aqui, amor! E o musculoso larga o braço do magricela e os dois ficam de bocas abertas diante daquela cena inusitada em que um pigmeu beija o motivo pelo qual estavam brigando. O anão se afasta de for- ma elegante, pedindo para ela esperar um minuto, corre até mim e, eufórico, puxa- -meaté ele e, ao pé de meu ouvido,pede uma música dizendo que é para um mo- mento muito especial e eu resolvo atender. Ele volta para sua garota, eu pego o violão, ele pega uma caixinha ave- ludada, eu começo a canção que ele pediu: “When a man loves wo- man...” Ele abre a caixinha e retira as alianças símbolo do amor e a pede em noivado ali diante de todos que aplaudem o ato tão bonito para a vergonha do musculoso e o magricela que saem de fininho para nunca mais serem vistos. Emílio Santiago, que está sendo reproduzida pelomeu substituto momentâneo: uma velha máquina de karaokê. O musculoso exibido a re- para de um canto e, dá pra perceber, conclui que ela é uma presa fácil, já que não viu nenhum anel em seus dedos, o que para ele indica que está descomprometida e pronta para ser azarada. Ele fica flertando à distância e resolve esperar meia hora antes de avançar o sinal, não quer pagar o mico de se deparar com um possível namorado ciumento e atra- sado para o encontro, vindo do banheiro ou do balcão de pedidos. Quinze minutos já se passaram e um magricela acaba de entrar no estabele- cimento, olha para um lado, para o outro, tentando locali- zar um melhor assento e bate os olhos na mesma guria e também fica interessado nela. Olha disfarçadamente, mexe o corpo numa dança esquisi- ta, fora do ritmo da música, na tentativa de chamar a atenção da fêmea que percebe, mas disfarça, torcendo o pescoço e retirando o olhar do lado de dentro para fora da lancho- nete aonde, o vai e vem dos pedestres e carros, parece mais agradável. Ele então vai até o freezer e pega uma bebida, faz um gesto para o garçom dizendo que não quer pedir nada para comer por enquanto e em seguida se assenta, acende seu cigarro, e se coloca numa posição em que pode paquerá-la de for- CADASTRO ou ATUALIZAÇÃO de banca financeiro.grupoacontece@hotmail.com Organizações oferecem bolsas de estudo de gradua- ção e pós Fazer um curso de gradu- ação ou pós-graduação no exterior é uma experiência enriquecedora, mas pouco acessível financeiramente – a mensalidade de um curso de graduação em uma univer- sidade média dos Estados Unidos pode chegar a US$ 30 mil por ano.Aboa notícia é que há instituições, nacionais e internacionais, que ofere- cem bolsas para brasileiros. Confira caminhos indicados pela Fundação Estudar: Fundação Estudar - A fun- dação oferece, bolsas de gra- duação e pós nas melhores universidades do Brasil e do mundo. Ao final de um pro- Iniciativa envolverá vários órgãos municipais e fará parte da programação de aniver- sário do distrito paulistano, que completa 40 anos em 21 de abril A Prefeitura de São Paulo vai realizar, nos meses de março e abril, uma ação in- tegrada na região da Cidade Tiradentes, na zona leste. Sob o comando do secretário- -adjunto de Coordenação de Subprefeituras, Miguel Reis Afonso, a iniciativa envolverá vários órgãos municipais e fará parte da programação de aniversário do distrito paulista- no, que completa 40 anos em 21 de abril. Conheça nove bolsas de estudo para brasileiros no exterior cesso seletivo de 8 etapas, 28 jovens foram escolhidos para integrar o time líderes trans- formadores da organização. As inscrições para as bolsas de 2015 estão abertas até o dia 31 de março. Capes e CNPq - A Capes (Coordenação de Aperfeiço- amento de Pessoal de Nível Superior) e o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) ofe- recem bolsas de estudo para programas de graduação, mestrado, doutorado e pós- -doutorado no exterior, além de bolsas para pesquisado- res. Há também o programa federal Ciência sem Fron- teiras. As áreas prioritárias para a concessão de bolsas estão relacionadas a ciências ainda há alguns em aberto. Fundação Carolina - a Fundação Carolina visa pro- mover trocas educacionais entre a Espanha e países Ibero-americanos e outros que tenham laços históricos, culturais ou geográficos com o país. Neste ano, a Funda- ção abriu vagas para 540 bolsas de estudo na Espa- nha, incluindo cursos de um, especialização, mestrado e doutorado em diversas áreas. Orange Tulip Scholarship Brazil (Holanda) - Promovido pelo governo holandês, o programa está com inscrições abertas até abril deste ano. São oferecidas 76 bolsas ex- clusivamente para brasileiros em 22 instituições de ensino. Os cursos podem ser em diversas áreas do conheci- mento, de artes a ciências e negócios, e as bolsas valem para quem está na gradu- ação e na pós graduação (MBA ou mestrado). Chevening (Reino Unido) - As bolsas de estudo Che- vening são concedidas pelo governo britânico para alunos de mais de 160 países (in- cluindo o Brasil) que tenham sido aprovados em universi- dades do Reino Unido. Em 2014/2015 foram oferecidas mais de 600 bolsas. Em ge- ral, as bolsas são oferecidas a alunos que optam por pro- gramas de um ou dois anos (mestrado ou MBA), e não há área específica. O processo de seleção para 2016/2017 começa em agosto. exatas e biológicas. Santander - O Santander Universidades oferece uma série de bolsas de estudo, principalmente para intercâm- bio durante a faculdade. Há quatro programas diferentes que oferecem bolsas para países, em geral, de língua portuguesa ou espanhola. Mas há também bolsas para intercâmbio na China. Os pra- zos de inscrições variam de acordo com o programa, mas Prefeitura promoverá ação integrada em Cidade Tiradentes Além da Subprefeitura Cidade Tiradentes, partici- pam da ação as secretarias municipais de Comunicação, de Coordenação das Sub- prefeituras, do Verde e Meio Ambiente, de Serviços e de Transportes, a CET (Com- panhia de Engenharia de Tráfego), o Departamento de Iluminação Pública (Ilume), entre outros órgãos. A come- moração do aniversário de Cidade Tiradentes incluirá, ainda, atividades culturais e esportivas ao longo do mês de abril. Uma reunião no auditório da subprefeitura, na tarde desta quinta-feira (12), defi- niu as primeiras medidas da ação, que, segundo a vice- -prefeita Nádia Campeão, terá duas frentes. Em uma delas, serão intensificados os ser- viços tradicionais da subpre- feitura, como operações de cata-bagulho e tapa-buraco, mutirões de manutenção e limpeza de áreas verdes, conservação e zeladoria. Em outra frente, as secre- tarias de Transportes e de Serviços vão concentrar uma série de iniciativas na Cidade Tiradentes. É o caso do pro- grama “CET no Seu Bairro”, que promoverá a revitalização da sinalização horizontal, vertical e semafórica. Já o Ilume renovará a iluminação pública do Parque da Cons- ciência Negra e do Parque da Ciência, que passam por um processo de requalificação, além de quatro praças. “O grande trunfo dessa ação será o trabalho integra- do e articulado entre órgãos da Prefeitura. Esse modelo deu certo na Copa do Mundo e já dá resultados também em subprefeituras que procuram planejar mais estrategicamen- te suas ações”, afirmou Nádia Campeão, que coordena o Comitê Integrado de Subpre- feituras (CIS). De acordo com Miguel Reis Afonso, a ação abrirá oportunidades para a Prefei- tura disseminar campanhas de utilidade pública. Uma das prioridades é reforçar o Plano Municipal de Combate ao Aedes-Aegypti, mosquito transmissor da dengue e da febre chikungunya. O distrito de Cidade Tiradentes é uma das regiões mais atingidas. Para o secretário-adjunto, é preciso “aproveitar essa força- -tarefa para reforçar nosso esforço de eliminar criadouros do mosquito da dengue”. Texto: Secretaria Executiva de Comunicação Crédito Fotos: Heloisa Ballarini
  3. 3. Comprometimento Social 1ª QUINZENA DE MARÇO DE 2015 Encontro garante partici- pação social na elaboração do instrumento de gestão A Secretaria Municipal de Transportes, por meio da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e São Paulo Transporte (SPTrans), apre- sentou, na terça-feira (10/03), o Plano de Mobilidade Urbana da Cidade (PlanMob) aos moradores de Guaianases. O encontro contou com a presença do chefe de Gabi- nete, Dr. Jorge do Carmo e de representantes dos CADES, da Saúde e do Conselho Par- ticipativo, além de autoridades locais. Areunião é parte do crono- grama de participação social na elaboração do PlanMob que acontece em todas as subprefeituras. Instrumento de gestão pública que visa orientar as ações, projetos e investimentos em mobilidade urbana na cidade de São Paulo o Plano vem sendo discutido desde 2013 por representantes do Conselho Municipal de Trânsito e Trans- porte (CMTT). Dentro do princípio funda- mental da integração sistê- mica de todos os modais de deslocamentos o PlanMob dá clara prioridade ao transporte coletivo e incentivo a opções não motorizadas. Plano de Mobilidade Urbana é apresen- tado pela Subprefeitura de Guaianases Em Guaianases, as linhas do noturno são: N305-11 – Terminal São Mi- guel - CPTM Guaianases N334-11 – Terminal A. E. Carvalho - CPTM Guaianases (Via Jd. Robru) N338-11 – CPTM Guaianases - Lajeado (Circular) N437-11 – CPTM Guaianases - Terminal Cidade Tiradentes Além da participação na ex- tensa rodada de debates os interessados em sugerir propostas ao Plano podem enviar as informações pela internet por meio do sitehttp:// www.prefeitura.sp.gov.br/ci- dade/secretarias/transportes/ planmob/ Veja o texto base do PlanMob e saiba mais sobre a rede de ônibus da madrugada HOJEESEMPRE: ÉASSIMQUE SÃOPAULO ECONOMIZAÁGUA. SÃO PAULO, UM ESTADO UNIDO PELO USO CONSCIENTE DA ÁGUA. A situação hídrica do Estado de São Paulo vem melhorando nas últimas semanas. Um progresso que só foi possível com a redução do consumo de mais de 80% da população, a incidência de chuvas sobre os sistemas de abastecimento e as medidas tomadas pelo Governo do Estado de São Paulo. Mas as atitudes não podem parar. É preciso manter a economia da água no centro das atenções e seguir o exemplo de quem se preocupa sempre com o uso consciente. Cada detalhe faz a diferença. O Governo do Estado de São Paulo continua adotando as providências necessárias e conta com você. Afinal, cada gota conta. Saiba mais em www.saopaulo.sp.gov.br Recebemos no último dia 12 a visita do empre- sário Fábio Santana da SJS Consultoria e Servi- ços, uma empresa sólida que atua no ramo de ter- ceirização de serviços e conservação patrimonial a mais de 10 anos. A SJS tem sede em Guarulhos e está expandindo as suas atividades para atender a demanda de empresas e setor público da Zona Leste de São Paulo. Segundo Fábio Santa- na, a mercado de tercei- rização de mão de obra está em constante cresci- mento e a sua empresa se especializou em qualificar profissionais que são co- locados à disposição das empresas para as mais diversas funções, tais como: limpeza, monitora- mento, copa, jardinagem, limpeza pós obra, porta- Visita à redação do Jornal ria, recepção, secretaria, recepção, diaristas e ser- viços gerais. “Anossa em- presa se destaca no seg- mento de terceirização de serviços de conservação patrimonial e o nosso alvo é expandir nossas atividades também para a Zona Leste onde vem crescendo a demanda para serviços terceiriza- dos, principalmente em redes de supermercados, industrias e setor público”, disse Fábio Santana. Fabio e e sua equipe elogiaram a organização do Grupo Acontece bem como a credibilidade dos nossos jornais e revistas, sinalizando que pode- remos ter outras parce- rias no futuro, além desta coluna que passa a ser publicada em todos os nossos jornais. Para anunciar nesse jornal TEL.: 2031-2364
  4. 4. Política 1ª QUINZENA DE MARÇO DE 2015 Ainda que timidamente, muito por conta de problemas de ges- tão no âmbito das subprefeituras, a Lei Comida de Rua, de minha autoria, vai mostrando que, se implementada de maneira corre- ta, tem tudo para se transformar em importante instrumento de geração de emprego e renda. Ao todo, 888 pontos foram liberados para a venda de comida de rua – um número pequeno diante do potencial desse se- tor. O processo de análise dos pedidos protocolados nas 32 subprefeituras gerou a emissão de 170 alvarás. Isso significa que quase duas centenas de pessoas formalizaram suas ati- vidades enquadrando-se como empreendedores individuais ou micro empresas. Dessa forma se beneficiam dos efeitos da legalidade, entre eles, a entrada no sistema previdenciário (direito a pensão e aposentadoria). Elaborei a proposta da lei 15.947/2011com o objetivo de dar autonomia ao vendedor de comida de rua deixando que ele pudesse indicar o ponto que melhor lhe conviesse. A viabilidade dos pedidos seria A lei que a prefeitura ignora analisada por cada subprefeitura em comissões compostas por representante da Secretaria de Saúde; servidor da subprefeitura; servidor da Companhia de En- genharia de Tráfego (CET); um representante do Conselho de Segurança do bairro (Conseg); representante de associação de moradores da região. A livre escolha do ponto es- timularia pedidos também dos pequenos vendedores e não apenas dos trucks, lembrando que a lei aplica-se também aos pequenos vendedores, que sus- tentam suas famílias com seu trabalho digno em carrinhos e barracas. Quem mora e atua no bairro tem melhores condições de saber se os pontos são viáveis, daí a importância das Comissões com participação de empreende- dores e associações, que seriam os melhores fiscais dessa lei. No entanto, o decreto do prefeito que regulamentou a Lei Comida de Rua, em maio de 2014, vetou essas comissões de comida de rua e estabeleceu que cabe a cada subprefeitura indicar os pontos aptos para a atuação de quem trabalha com comida de rua. Inverteu-se o espírito original da lei, centralizando a decisão no gabinete do subprefeito. O resultado disso é que existem pontos que não despertaram o interesse de ninguém. Quem sabe onde o produto vende é o empreendedor. A Lei de Comida de Rua veio para ficar. Os resultados práticos de sua aplicação, no entanto, dependem da política de fazê-la valer como fonte de geração de emprego e renda e de capacidade de gestão. Mas. com todos podem ver, onde o prefeito Fernando Haddad põe a mão, tudo piora ou acaba dando errado. Andrea Matarazzo é vereador e líder do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo Andrea Matarazzo Os nossos leitores devem estar acompanhando pela mídia diversas notícias preocupantes sobre o futuro da nossa nação e não podemos esquecer que a questão da segurança pública é intrínseca a esse problema. Desde os anos 50 e 60, com as ideias de Herbert Marcuse e a “Escola de Frankfurt” tem sido pregado por alguns movimentos de esquerda a teoria de que a criminalidade é um forte ele- mento revolucionário e que essa conduta deve ser incentivada. A política deliberada de criar uma situação revolucionária passa pela distorção da afirmação feita por Karl Marx sobre a função do proletariado. Hoje a desorganiza- ção da sociedade apresentando prostituição, drogados, bandidos e toda uma produção de desajus- tados sociais substitui essa visão marxista. Estamos assistindo a política de criminalização da Polícia e da legalização da con- duta criminosa, bem como toda e qualquer conduta antissocial. E isso já vem contaminando até as crianças da nossa sociedade. A carreira no crime já deu muitos dividendos positivos inclusive no campo político. Há uma timidez, algo pusilânime, no comporta- mento em respeitar autoridades que estão nitidamente cometen- do crimes. Há também uma eliti- zação do direito à vida, pois um cidadão comum não tem direito de ter uma arma em casa para Viver em segurança: Breve comentário sobre a violência extrema no Brasil defender sua família, mas um sujeito rico pode ter um exército contratado a sua disposição. O direito à legítima defesa foi elitizado e só rico hoje pode ter. São anormalidades criadas e sobrepostas a outras anor- malidades. Os “industriais da anarquia” vivem desse caos social (desemprego, inflação, alta tributação, ausência de serviços públicos essenciais, etc) e temos então vetores da violência nos seus mais diversos matizes. As respostas que a sociedade exige não são apresentadas por quem de direito e há uma fuga sobre os assuntos mais urgentes. As atitudes democráticas devem ser adotadas para estabilidade da nação e um indicador importante é a estatística criminal. Ela pode revelar como está se comportan- do o povo frente às dificuldades inerentes ao cenário em que vive e como são assimilados os maus exemplos como Petrolão, Men- salão, Lava-Jato e outros casos escabrosos que estão sendo veiculados inclusive na imprensa internacional. Portanto, atitudes políticas erradas podem induzir atos violentos e esse foco recai sobre a segurança pública pela repercussão negativa e tensões que acabam ocorrendo junto às comunidades. O aparelhamento de algumas estruturas governa- mentais para dilapidar o patrimô- nio público não passa de uma guerra assimétrica, onde não se pode apenas tratar do tema sob o enfoque jurídico, financeiro ou legal, porémter entendimento da base ideológica que sustenta esse antagonismo. A violência hoje, não é apenas um fato so- cial, e não é somente física, con- sistindonum instrumentovisando vários interesses. A diferença, país a país, está em como se tra- ta dessa problemática, já que não é uma exclusividade brasileira. *Emanuel de Aquino Lopes é Coronel da Reserva da Policia Militar, Mestre em Ciências Poli- ciais de Segurança e Ordem Pú- blica, especializado em Direitos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas e membro do Núcleo de Projetos Estratégicos – Funda- ção ISAE Amazônia (www.fisae. org.br) e OSCIP Instituto Brasil – IBRA (www.ibra.org.br) Emanuel de Aquino Vacina começou a ser apli- cada hoje, dia 9, em meninas entre 9 e 11 anos, crianças indígenas com idade entre 9 e 13 anos, além de garotas e mulheres com Aids com faixa etária entre 9 e 26 anos O governador Geraldo Alckmin participou nesta se- gunda-feira, 9 de março, da abertura da primeira etapa da campanha de vacinação para proteger meninas entre 9 e 11 anos de idade contra o papilo- mavírus humano (HPV). A vacina também será oferecida para a população indígena feminina com idades entre 9 e 13 anos, além de ga- rotas e mulheres portadoras do vírus HIV, com faixa etária entre 9 e 26 anos. “A vacina é extremamente eficaz. Evitando o papilomaví- rus humano, evita-se o câncer de colo de útero”, explicou o governador Geraldo Alckmin. A meta estadual é imu- nizar, até o dia 31 deste mês, 762,1 mil crianças com idades entre 9 e 13 anos (incluindo público indígena), que respondem por 80% das meninas nesta faixa etária no Estado e 6,6 mil garotas e mulheres portadoras do vírus HIV com idade entre 9 e 26 anos (veja dados regionais abaixo). Postos de saúde em todo o Estado, com horário de funcionamento das 8h às 17h, estarão abastecidos com a vacina contra HPV para apli- cação da primeira dose. A imunização também será feita nos Serviços de Atenção Especializada em HIV/Aids (SAE) que possuem sala de vacinação e nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIEs), mediante apresen- tação de algum documento, a exemplo do exame confir- SP quer vacinar 762 mil meninas contra vírus do ‘câncer de útero’ Metas regionais de vacinação da população feminina entre 9 e 11 anos (80% do total) * CAPITAL: 200,3 mil GRANDE ABC: 45,4 mil ALTO TIETÊ E GUARULHOS: 58,3 mil FRANCO DA ROCHA: 11,4 mil OSASCO: 57 mil ARAÇATUBA: 11,8 mil ARARAQUARA: 15,6 mil ASSIS: 8,1 mil BARRETOS: 7 mil BAURU: 18,7 mil BOTUCATU: 10,7 mil CAMPINAS: 71,1 mil FRANCA: 12,2 mil MARÍLIA: 10,3 mil PIRACICABA: 25,3 mil P. PRUDENTE: 7,6 mil VALE DO RIBEIRA: 5 mil RIBEIRÃO PRETO: 6,4 mil BAIXADASANTISTA: 23,4 mil S. J. DA BOA VISTA: 31,6 mil VALE DO PARAÍBA E LITO- RAL NORTE: 43,4 mil S. J. DO RIO PRETO: 23,1 mil SOROCABA: 44,8 mil *Não contabiliza as crianças indígenas matório ou encaminhamento médico. Para as meninas entre 9 e 11 anos e para o públi- co feminino indígena com idades entre 9 e 13 anos, o esquema vacinal compreende mais duas doses aplicadas num intervalo de seis meses (segunda) e de 60 meses (ter- ceira) com relação à primeira tomada. Já as garotas e mulheres portadoras do vírus HIV, com idade entre 9 e 26 anos, de- vem tomar mais duas doses num intervalo de 2 meses e de 6 meses com relação à primeira aplicação. A vacina contra a HPV disponibilizada na campanha é fruto de uma parceria para o desenvolvimento produtivo (PDP) entre o Instituto Butan- tan e o laboratório farmacêu- tico MSD. A instituição iniciou em 2014 a primeira etapa de um processo de transfe- rência de tecnologia que irá permitir, nos próximos anos, a autossuficiência brasileira na produção da vacina, com grande economia para os cofres públicos. Sobre o HPV O papilomavírus humano (HPV) é um vírus contagioso que pode ser transmitido com uma única exposição, por meio de contato direto com a pele ou mucosa infec- tada. Sua principal forma de transmissão pode ocorrer via relação sexual, mas também há contagio entre mãe e bebê durante a gravidez ou o parto, é a chamada transmissão vertical. Inicialmente assintomá- tica, a infecção por HPV pode evoluir para lesões de pele e mucosas, em alguns casos também ocasiona o surgimento de verrugas ge- nitais. Quando não tratada corretamente, essas lesões podem evoluir para um qua- dro de câncer genital, como o câncer de colo de útero, cuja doença tem como principais sintomas dores, corrimento ou sangramento vaginal. Constituído juridicamente para melhor atender a situa- ção dos trabalhadores comis- sionados, no ano passado foi fundado o SINDFUNCESP – Sindicato dos Trabalhado- res Comissionados de Fun- ção Gratificada e de Função de Confiança dos Poderes Executivos e Legislativo no Estado de São Paulo. A semente dessa grande união foi plantada em 05 de julho de 2014, cujo compromisso é a solidariedade e o inte- resse comum para lutar por melhores condições para os homens e mulheres que exer- cem cargos comissionados em todos os postos. “Através de lutas e ações, passamos por bons e maus momentos, e só assim estabelecemos nossas raízes e lutamos por melhores salários, segurança no trabalho, horas razoáveis e condições de trabalho mais seguras”, frisa Marco Antonio Alves, fundador e Presidente do sindicato. Em entrevista ao Grupo Acontece de Jornais e Re- vista, o Presidente Marco Antonio Alves explica qual foi o motivo principal de lutar pela fundação do sindicato, é que “existem trabalhado- res em cargos de comissão com mais de 15, 30 anos no governo, ao longo de suas vi- das profissionais, muito deles ao se aposentarem acabam saindo sem nenhum direito, como seu fundo de garantia, aviso prévio e outros bene- fícios que não são inclusos, ou seja, este sindicato surgiu para isto, para fazer valer os direitos destes trabalhadores, porque existe uma carência muito grande e falta de um trabalho verdadeiramente reconhecido”, alerta ele. Novo Sindicato propõe representar trabalhadores no setor público O atual presidente sempre participou e lutou em prol dos direitos dos trabalhadores de São Paulo e por três manda- tos foi diretor do Sindicato dos Trabalhadores dos Motoristas de Ônibus da Cidade de São Paulo. Além do presidente, a diretoria do SINDFUN- CESP se completa com o vice-presidente Sydney Luiz Caximiro Viana, Secre- tário Geral Luiz Henrique Gutierres,Tesoureira Caroline Leles de Almeida, Diretor de Assuntos Jurídico,Vicente Ferreira, Diretor de Comuni- cação e Marketing José Car- los Pereira da Silva, Diretor de Relações Sindicais Ricardo Ferreira e os Conselheiros fiscais Andrea da Silva Nas- cimento, Maria das Graças Borges Moura Quieregato e Regina Helena Osvaldo. No mês de dezembro os comissionados puderam co- memorar a aprovação da PEC 53, que garante direitos trabalhistas para os servi- dores ocupantes de cargos em comissão. (Luta esta que continua com a posse dos novos deputados eleitos no congresso; precisamos levar a plenário para votação defi- nitiva, por meio da qual irá ga- rantir ao servidor de cargo em comissão de livre nomeação e exoneração, direito a aviso prévio, seguro desemprego, FGTS, entre outros). Publi- cado em avulso e no DCD de 12/12/2014, p. 615 COL 01, Letra B. Após aprovado na comissão especial compa- recer aprovado, seguiu para coordenação de comissões permanentes, mas aguarda ir a plenário para votação. Graças à força e ativismo dos membros, o Sindicato estendeu a mão para levar os movimentos para todos, fornecendo ajuda aos traba- lhadores lesionados, a luta para os aposentados, sempre em defesa dos direitos civis e humanos desta categoria. Para mais informações o site do sindicato é www.sin- dfuncesp.org.br
  5. 5. Cotidiano1ª QUINZENA DE MARÇO DE 2015 Optar por um cardápio va- riado e nutritivo pode manter a imunidade durante o outono e, assim, prevenir uma gripe ou resfriado Uma alimentação balance- ada é essencial para manter o corpo saudável. Com a che- gada do outono e de tempera- turas mais frias, é importante manter o sistema imunológico forte para prevenir gripes e resfriados. Se o vírus da gripe for transmitido, veja como a alimentação é fator importan- te para contribuir com o alívio dos principais sintomas como febre, coriza e dores no corpo. Como medida preventiva, o primeiro passo é manter o Técnica ajuda a melhorar a forma física das mamães e relaxar os bebês Com a correria do dia-a- -dia muitas mães não têm tempo de voltar a fazer uma atividade física logo após o nascimento do bebê. Porém, o que elas não sabem é que isso é possível, pois existem vários métodos e exercícios para mamães e bebês. Um deles é o Baby Pilates, em que fortalece a musculatura das mães e ajuda no laço com o bebê. “A proposta do Baby Pi- lates é ajudar as mães a recuperarem a boa forma física, auto estima, estimu- la vinculo amoroso com o bebê, e o mais importante, o bebê ter contato com a prática de exercícios físicos já na primeira infância”, afir- ma Patrícia Bueno, diretora do Studio Pilates Patrícia Bueno. Os benefícios dessa mo- dalidade são a estimulação do vínculo entre a mãe e o bebê, melhora da postura, recuperação dos múscu- los do assoalho pélvico e abdominais, aumento da flexibilidade, tônus e força muscular, retorno mais rápi- do a forma física, interação com o bebê e trazer o bem- Como a alimentação pode ajudar a aliviar os sintomas da gripe corpo hidratado a base de be- bidas como água e chás1. O leite é também um aliado, pois contém vitaminas essenciais para o bom funcionamento do sistema imunológico2. Além da hidratação, focar em uma alimentação balance- ada e variada ajuda a manter a imunidade alta. Porém, uma vez gripado, há alguns alimentos específicos que podem ajudar no alívio dos principais sintomas da gripe: - Canja de galinha: ajuda na diluição do muco, além de evitar a desidratação. A sopa também tem propriedades anti-inflamatórias1. - Frutas cítricas: ricas em vitamina C, associado à me- lhora do sistema imunológico. Alguns estudos afirmam que a vitamina pode reduzir a dura- ção da gripe2. - Verduras: as folhas ver- de-escuras, como espinafre e brócolis, contêm vários nutrientes que ajudam no combate à gripe2. - Carnes magras: contêm zinco, que protege o corpo de infecções2. Mesmo com uma boa ali- mentação e hidratação, o contágio pode ocorrer e, nes- tes casos, medicamentos indicados para ajudar a aliviar os sintomas das gripes e res- friados. Mamãe e Bebê juntos no Pilates -estar e relaxamento, esti- mula a flexibilidade natural, além do desenvolvimento psicomotor. A maioria dos exercícios são realizados em dupla, em que a mãe utiliza o bebê como sobrecarga para forta- lecer todos os grupamentos musculares, e a criança participa com estímulos próprios para sua idade e a aula se torna divertida, uma grande brincadeira. Segundo Patrícia, o di- ferencial da aula é que se a mãe precisar parar para amamentar ou por outro motivo, ela poderá fazer isso sem problema algum e depois retornar adaptando aos poucos seu bebê nes- se novo ambiente. A aula de Baby Pilates dura uma hora e 15 minutos, termina com massagem baseada na Shantala e os exercícios clássicos são feitos em du- pla e o melhor: as aulas são uma delicia de serem feitas, o bebê e a mamãe ficam relaxados e juntos podem desfrutar de um momento de lazer. Da meia-noite às 4h, 151 linhas em rede atenderão toda a cidade. Serviço terá intervalo de 15 minutos em linhas estruturais e de 30 minutos para linhas locais Começou a funcionar no começo deste mês, a nova rede de ônibus da madruga- da da capital. Chamado de Noturno, o serviço funcio- nará da meia-noite às 4h, com 151 linhas que atendem População de Guaianases também será beneficiada com a Rede de ôni- bus da madrugada os usuários do Metrô e da CPTM, passando junto ou próximo das estações. Com ele é possível, por exemplo, sair da zona sul e chegar aos bairros mais dis- tantes de outras regiões da cidade, fazendo integrações preferencialmente em ter- minais e locais de conexão. Em Guaianases, os usuários do transporte público terão diversas opções para os bair- ros de São Miguel,A.E. Car- valho e Cidade Tiradentes. O serviço noturno funcio- nará com 50 linhas estrutu- rais, nos grandes corredo- res, e 101 linhas locais, nos bairros, que passarão por 32 terminais e 160 conexões. Nas linhas estruturais, o intervalo entre os ônibus será de 15 minutos, en- quanto nas linhas locais será de 30 minutos. Todas as informações sobre as linhas estão disponíveis na página da SPTrans. Tam- bém serão disponibilizados nas estações de metrô e pontos atendidos painéis informativos. A implantação do No- turno atende à meta 95 do Programa de Metas 2013-2016.
  6. 6. Variedades1ª QUINZENA DE MARÇO DE 2015 Fique por dentro do mundo das celebridades desiste do ‘BBB15’. Relembre a participação da dentista no reality show! Tamires Tamires não aguentou a pressão e desistiu de parti- cipar do “Big Brother Brasil 15” no dia 8. Após chorar ‘Fico muito feliz em sa- ber que muitas mamães e muitas mulheres resolve- ram mudar também’, disse a cantora em rede social. Simony posou de top e de barriga de fora para selfie. “Obrigada por todo carinho de vocês sempre. Fico muito feliz em saber que muitas mamães e mui- tas mulheres resolveram mudar também”, disse a cantora em seu perfil na rede social Instagram. Neymar reu para a gente”, disse um dos diretores, ao pedir que os brothers a esquecessem também. A desistência da cirurgiã-dentista refletiu no jogo. Tamires ficou deses- tabilizada após um quase beijo que deu em Rafael na festa Magia. “Pra mim acabou! Eu quero ir embo- ra. Eu não estou de cabeça quente. Eu não sou essa pessoa que eu estou me tornando aqui. Eu mereço ir embora porque eu não aguento mais”, desabafou com Amanda após ouvir de Rafael que ele jamais trairia Talita dentro da casa. muito, ela não voltou atrás na decisão e deixou o con- finamento, para irritação da produção do ‘BBB’. “Mor- homenagem a mãe no Dia Internacional da Mulher “Neste dia tão espe- cial... Olha a surpresa que ganhei... Minha família unida!”, escreveu Nadine Gonçalves no instagram De folga dos campos neste domingo (8), Neymar aproveitou o Dia Interna- ne postou a foto em sua conta no instagram com a legenda: “Neste dia tão especial... Olha a surpresa que ganhei... Minha família unida!!! #amovcs #tudopor- vcs #minhafamilia”. cional da Mulher para ho- menagear a mãe. O joga- dor do Barcelona reuniu a família em casa e entregou um buquê de flores Nadine Gonçalves. O momento foi regis- trado pela família e Nadi- tem alta da UTI e já se alimenta sozinho Kem Humano Celso Santebañes, o Ken Humano, deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Clínicas de Uberlândia, em Minas Gerais, no dia 8. Segundo o boletim médico, o modelo está consciente e respirando sem ajuda de aparelhos. “O paciente recebeu alta da UTI ontem, 8/3, às 17h. Mantém o quadro de Leucemia Linfoi- de Aguda Philadelphia positivo em remissão, recuperado da aplasia medular. Encontra-se no 52º dia do tratamento, sem quimioterapia atual, consciente, comunicativo e respirando espontaneamente. O quadro clínico continua estável, em melhora progressiva”, dizia nota.
  7. 7. 1ª QUINZENA DE MARÇO DE 2015 Cultura & Lazer Ação no Shopping Metrô Tatuapé e no Shopping Metrô Boulevard Tatuapé, empreen- dimentos administrados pela AD, realizou aproximadamen- te 400 exames de mamografia Na semana em que se comemora o Dia Internacio- nal da Mulher, o Complexo Tatuapé, empreendimento ad- ministrado pelaAD Shopping, recebeu o Prêmio de Apoio à Comunidade daAmérica Lati- na, pela realização do projeto Mulheres de Peito, em prol da conscientização do público feminino sobre o câncer de mama. A homenagem é um reconhecimento concedido pela organização mundial da indústria de shopping cen- ters: o International Council of Shopping Centers (ICSC). A cerimônia de premiação foi promovida nesta semana, durante o congresso interna- cional RECon Latin America, em Cancún, no México. Realizada em novembro de 2013 pelo Complexo Tatu- apé, em parceria com o Gru- po Brasileiro de Estudos do Câncer de Mama (GBECAM) e com a Conteúdo Diversos, a Exposição traz coletânea de ilustrações dos concur- sos realizados pela Casa de Criadores, em parceria com a Secretaria da Cultura do Estado, para combater a discriminação O Museu da Diversidade Sexual, equipamento da Se- cretaria da Cultura do Estado de São Paulo, convida o público a visitar a exposição “Homofobia Fora de Moda”, em curta temporada gratuita de 10 de março a 3 de maio de 2015. A mostra teve origem em um concurso idealizado pela Casa de Criadores, com o objetivo de estabelecer uma Data será celebrada com gratuidade às mulheres em todos os domingos de março instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, localizado no estádio do Pacaembu - convida a todos para visitar seu acervo no mês de março, em espe- cial as mulheres, que terão entrada gratuita nos dias 15, 22 e 29. A partir deste mês, o Museu do Futebol também dará início a mais um pro- jeto inédito, o qual tem por objetivo divulgar a história da participação feminina no futebol, esporte que também é popular entre as mulheres, apesar de quase não haver notícias sobre. #Visibilidade para o Futebol Feminino será uma ação integrada para unir pesquisa, exposi- ção, programação cultural, e ações educativas. No dia 14 de março, ocorrerá, no auditório do Museu, o primeiro de uma série de debates mensais programados até dezem- bro. O primeiro tema será o calendário dos jogos da Copa do Mundo de Futebol Feminino e as fórmulas de disputa. Participarão Arthur Elias (técnico do Centro Olímpico) Mayara Bordin (volante do Centro Olímpi- co), Thaís Picarte (Goleira do São José) e Emily Lima (a primeira mulher a comandar uma seleção). O ciclo de debates é organizado pela jornalista Luciane Castro, pela ex-jo- Complexo Tatuapé recebe prêmio internacional pelo projeto Mulheres de Peito iniciativa trouxe depoimentos, palestras e material informati- vo durante os 19 dias do even- to. O destaque foi o caminhão de mamografia, pertencente ao Hospital de Câncer de Barretos e equipado pela GE Healthcare, estacionado do lado de fora do shopping, que possibilitou a realização de aproximadamente 400 exa- mes gratuitos, para mulheres acima de 40 anos. Como resultado, 36 pa- cientes foram encaminhadas para procedimentos comple- mentares, e 8% delas foram diagnosticadas com a doença e logo iniciaram tratamento. “Para mim, o projeto teve uma gratificação tanto profissional quanto pessoal. Descobrir um câncer de mama é muito mais que descobrir uma doença, é um enfrentamento do medo e do tempo. Ao envolver as clientes do Complexo Tatuapé em uma ação tão importante como essa, criamos a oportu- nidade de acesso a exames e cuidados de uma doença que preocupa e atinge muitas mulheres. A premiação apon- ta que estamos no caminho certo. Se todos olhassem na mesma direção, mudaríamos um cenário tão triste. Este país é feito por mulheres de peito!”, ressalta Sylvia Navarro,gerente de marke- ting do Complexo Tatuapé e apoiadora de causas relacio- nadas ao tema. No Brasil, o câncer de mama é uma das causas de morte mais comuns entre as mulheres de 35 a 55 anos. “A decisão de realizar o evento Mulheres de Peito foi movida pela importância de levar informação e conscientizar as mulheres”, explica Sérgio Lopes, produtor da Conteúdo Diversos e diretor-geral do projeto Mulheres de Peito. Por ano, o País tem cerca de 53 mil novos casos de tumor de mama diagnosticados, e 13 mil pacientes morrem em virtude desses tumores. Além da homenagem, o ICSC vai realizar uma doação de US$ 5 mil para o GBE- CAM, organização indepen- dente sem fins lucrativos, que participa de vários protocolos clínicos nacionais e interna- cionais (www.gbecam.org.br). Museu da Diversidade Sexual inicia comemoração de aniversário de três anos com exposição “Homofobia Fora de Moda”cooperação entre o poder público e a indústria da moda, com a intenção de promover a cidadania da população LGBT e enfrentar a discrimi- nação sofrida por lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. O tema inicial, “Homofobia Fora de Moda” deu nome ao projeto. Em seguida, “Laços Afetivos” e “Cartão Vermelho Para a Homofobia” serviram de inspiração para que pes- soas do Brasil inteiro criassem ilustrações que, posterior- mente, seriam estampadas em camisetas. Desta vez emolduradas, imagens selecionadas a partir dos três concursos ficarão expostas ao público em co- memoração ao aniversário de três anos do Museu da Diversidade Sexual. SERVIÇO: Museu da Diversidade Sexual Exposição: “Homofobia Fora de Moda” Quando: de 10 de março a 3 de maio de 2015 Onde: Est. República do Me- trô – Piso Mezanino, loja 518 Funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 20h Sobre o Museu da Diversi- dade Criado em 25 de maio de 2012, o Museu da Diversi- dade Sexual é o terceiro do mundo e primeiro da Amé- rica Latina relacionado à temática. Sua a missão é valorizar a diversidade sexual no Brasil por meio de ações de pesquisa, salvaguarda e comunicação do patrimônio material e imaterial, a partir da abordagem da história da população LGBT, do ativismo político e do legado sociocul- tural, entendendo seu papel importante e transformador da cultura brasileira. Até ja- neiro de 2015, o equipamento da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo já tinha recebido mais de 100 mil visitantes. Museu do Futebol comemora no mês de março o Dia da Mulher e dá o ponta pé inicial ao projeto gadora e atual comentarista esportiva Juliana Cabral e pelo técnico René Simões. O objetivo é criar um espa- ço permanente no Museu para divulgar e debater a história do futebol feminino. A rádio Central 3 irá regis- trar os eventos e colocar à disposição para consulta na internet. Durante os finais de se- mana do mês de março, os educadores do Museu oferecem jogos e atividades educativas aos visitantes, como o “Mulheres de ex- pressão”, no qual o público toma contato com fotografias de mulheres que marcaram o século XIX e XX e o “Fu- tebol é coisa de quem?” que aborda a história do futebol do ponto de vista feminino. De modo lúdico, o visitante é convidado a pensar como seria a história do futebol no Brasil se esse fosse consi- derado, desde sua origem, como “coisa de mulher”. A exposição, que terá início no mês de maio, apre- sentará diversas interven- ções no acervo permanente. Nove, das quinze salas do Museu receberão fotos, curiosidades e vídeos. Em uma das salas, por exemplo, estarão expostos itens raros sobre o tema, como fotos de Leonor Silva (rainha da torci- da brasileira no Mundial de 1938, na França) e de Léa Campos (primeira árbitra a apitar um jogo internacional, nos anos 1970, quando ain- da era proibido às mulheres participarem de campeona- tos oficiais). Além dessas mudanças, em junho serão exibidos os jogos da seleção brasileira na Copa do Mundo Femi- nina FIFA no Canadá, com distribuição de ingressos gratuitos para quem vier as- sistir aos jogos no Auditório do Museu. Para esse projeto, a equi- pe do Museu do Futebol também conta com a cura- doria e pesquisa da especia- lista Silvana Vilodre Goellner (coordenadora do Centro de Memória do Esporte da ESEF/UFRG) e da parceria do Centro de Memória do Esporte da Escola de Edu- cação Física da Universida- de Federal do Rio Grande do Sul (CEME/UFRGS) e do Coletivo Guerreiras Project também são parceiros neste projeto inédito. O Centro de Referência do Futebol Brasileiro - CRFB realizará, ao longo de todo o ano, a coleta de documentos e fotografias para digitaliza- ção, bem como a gravação de entrevistas de História Oral com mulheres. SERVIÇO “Mês da Mulher” e projeto “#Visibilidade para o futebol feminino” Onde: Museu do Futebol Endereço: Praça Charles Miller, s/n - Estádio do Pa- caembu Gratuidade para as mulhe- res nos dias 15, 22 e 29 de março
  8. 8. 1ª QUINZENA DE MARÇO DE 2015 Feminissima Rompimentos nunca são fáceis, mas podem se tornar menos dolorosos com algu- mas dicas Não teve jeito: você bem que tentou, fez tudo o que estava ao seu alcance, mas o relacionamento acabou. De- pois de uma decepção desse tamanho, às vezes perdemos a esperança que podemos realmente encontrar alguém legal para dividirmos a vida. Será que o melhor é desis- tir? Claro que não! Seguindo algumas dicas, você vai con- seguir deixar a separação no passado e, quem sabe, viver um novo amor muito melhor. O primeiro passo para sair da “fossa” de uma separação é justamente vivê-la intensa- mente. Chore tudo o que tiver que chorar, sofra tudo o que precisa sofrer antes de reto- mar sua rotina. Se você está magoada (o), não adianta se fingir de forte na tentativa de enganar a si mesma (o). Para evitar a intromissão alheia, procure despejar seus senti- mentos em lugares onde terá privacidade. Em geral, depois de um tempo você já vai per- ceber que está em condições de voltar a tocar a vida - caso contrário, procure a ajuda de um profissional especializado, como psicólogos e psiquiatras. Passado o período de luto, evite se isolar. Aceite convites de amigos e parentes para sair, até como forma de dis- trair a cabeça e lembrar que existem muito mais coisas no mundo além do (a) ex. Com alguma sorte, você pode até conhecer alguém legal que pode, no mínimo, virar um (a) bom (a) amigo (a). Falando em novas pes- soas, dê chances para quem você acabou se conhecer. Não 10 ideias para arrumar os cabelos antes de dormir e despertar com fios alinhados e brilhantes Não tem como escapar. É muito comum levantar pela manhã e encontrar o cabelo todo bagunçado ou amassa- do. Ele fica com a marca do travesseiro, a franja cai para o lado errado e tudo acontece. Parece até que o espelho se volta contra você. Mas alguns truques rápidos podem ajudar a conquistar um look com fios lisinhos e brilhantes ao acor- dar. Os cuidados devem ser constantes, manter os cabelos hidratados é o primeiro passo para evitar o visual rebelde. Outra dica é desembaraçar por completo sempre que possível, da raiz às pontas. Além da preparação antes de dormir, é importante não exagerar na quantidade de produtos para não deixar o aspecto oleoso. A seguir, separamos 10 truques para você fazer em casa antes de dormir. Prepare-se para acordar com os fios mais lisos do que nunca. Dica 1: antifrizz: Aplique antifrizz após lavar os cabelos, o produto evita os fios quebra- diços e arrepidados. “Deve ser usado no cabelo úmido, antes da escova. Dica 2: como secar: Seque o cabelo apontando o secador de cima para baixo. Nada de fazer o vento para bagunçar os fios. “No caso dos crespos e enrolados, aconselho a fa- zer uma escova nos cabelos ainda bem molhados. Se de- morar muito para iniciar, eles começam a secar, os cachos começam a se formar e isso di¬ficulta o processo. Dica 03: faça um rabo de cavalo: Para alisar só a raiz, faça um rabo de cavalo baixo e prenda com um elástico grande e fofo, aquele revestido de tecido. Ele não marca, nem Como superar uma separação e encontrar um novo amor? é porque o relacionamento anterior te machucou que o mesmo acontecerá sempre. Evidentemente, você precisa analisar o que deu errado com o ex até para tentar não sofrer novamente, mas lembre-se que cada expe- riência é diferente. Se você não tentar, jamais encontrará a felicidade. Abrir-se para novas expe- riências amorosas é ótimo, mas é preciso ter cuidado para não exagerar na dose e sair procurando desespe- radamente um outro alguém após o término de uma re- lação. Lembre-se que uma relação saudável deve ser baseada em conceitos como respeito, admiração e compa- nheirismo, algo incompatível com o desejo de encontrar uma pessoa apenas para provar que está bem. Arru- mar um “tapa buraco” para sua carência pode trazer ainda mais problemas a longo prazo. Ao menos durante um tempo, evite contato com o seu ex e as pessoas que o rodeiam. Apesar de radical, essa medida é importante para quem ambos coloquem a cabeça no lugar, superem as mágoas, evitem constran- gimentos desnecessários e, no futuro, possam conviver bem. Isso se aplica também às redes sociais. Reflita: ver fotos dele (a) com outro vai te trazer o que de positivo? Por fim, concentre-se em continuar sua vida. Claro que a vida amorosa tem peso importante na felicidade, mas nunca deve ser desculpa para você perder chances no cam- po profissional ou se divertir entre amigos. Aliás, que tal aproveitar o tempo livre agora para retomar um hobby ou fazer aquele curso que você sempre curtiu? Como acordar com os cabelos perfeitos quebra os f¬ios. Deixe preso durante toda a noite e depois solte ao levantar. Dica 04: esqueça aquela touca plástica:Ao tomar banho, nada de touca plástica, ela pode abafar os fios e aumentar a oleosidade. Opte pela toalha de tecido, que não deixa o ca- belo ficar úmido e ainda protege do calor. Dica 05: chapinha antes de dormir:Antes de dormir, separe o cabelo de orelha a orelha. Passe a chapinha em toda a área. Não esqueça de modelar a franja com o caimento que desejar. Uma boa pedida para quem precisa de um truque rápido na frente do rosto. Dica 06: hidrate, sempre: Tratar os fios é essencial para deixá-los mais lisinhos e ali- nhados. Sem aquele aspecto de “palha”, que você balança os cabelos e ele não tem cai- mento. Para isso, use máscara de hidratação uma vez por semana. Dica 07: aprenda a fazer touca: A tradicional touca que as nossas avós faziam para dormir ainda serve como tru- que caseiro. Mas evite prender com grampos, a tração com o travesseiro tende a quebrar os fios. “Apenas enrole os cabelos já limpos e secos, contornando a cabeça. Segure tudo com as mãos e cubra com um pedaço de meia-calça. Depois de duas horas, desenrole e enrole para o outro lado. De manhã, solte e passe um pente de dentes largos ou uma escova raquete”, orienta Divino. Dica 08: durma de trança: Faça uma trança poderosa an- tes de deitar, o penteado evita excesso de volume. Para que o cabelo não fique levemente ondulado, separe apenas duas mechas, e não três como é o modo tradicional. Trance inter- calando uma na outra e prenda a ponta com elástico de tecido. Dica 09: escolha a escova certa: A escolha da escova certa também é fundamental no cuidado dos fios. Além de mantê-los uniformes e desem- baraçados, ela diminui aque- la aparência indesejada dos arrepiados. Prefira as cerdas macias e o modelo raquete, que é reta na parte de trás. Dica 10: coques apertados para um ‘estilo Gisele’ Invista no coque depois do banho, já com o cabelo bem seco, e retire ainda antes de dormir. O pen- teado também ajuda a abaixar o frizz e alinhar as madeixas rebeldes. Quanto mais aperta- do o nó ou o torcido dos fios, mais “ondulado estilo Gisele” o cabelo deve ficar. Se a ideia for deixá-lo liso, porém com movimento, esta é a dica certa.

×