ANO 7 - N.o 109 Tiragem 25 Mil | www.fb.com.br/JornalGuaianas | raleste@gmail.com | Tel.: (11) 2031-2364 2ª QUINZENA DE NO...
SUB PREF. DE GUAIANASES 
Estr. Guaianases, 2565 
Jd Helena / Guaianases-SP 
BANCA COQUINHO 
Rua Hipolito de Camargo, 460 
...
Comprometimento Social 2ª QUINZENA DE 
NOVEMBRO DE 2014 
O Centro de Formação 
Cultural Cidade Tiradentes 
realiza no mês ...
Política 2ª QUINZENA DE 
NOVEMBRO DE 2014 
O prefeito Fernando Ha-ddad 
afirmou que apoiará ins-titucionalmente 
a aprovaç...
2ª QUINZENA DE Cotidiano 
NOVEMBRO DE 2014 
Em vez de tratar as crian-ças 
com absoluta igualdade, é 
preciso reforçar as ...
2ª QUINZENA DE Variedade 
NOVEMBRO DE 2014 
Consumidor pode atrapa-lhar 
o andamento operacional 
de empresas e aeroportuá...
2ª QUINZENA DE 
NOVEMBRO DE 2014 
Cultura & Lazer 
Curta o verão no parque 
Chácara das Flores 
Em época de verão e mui-to...
2ª QUINZENA DE 
NOVEMBRO DE 2014 
Feminissima 
Situação é cada vez mais 
comum nos dias de hoje e 
exige compreensão. 
Ele...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Guaianas 109

232 visualizações

Publicada em

Guaianás

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
232
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guaianas 109

  1. 1. ANO 7 - N.o 109 Tiragem 25 Mil | www.fb.com.br/JornalGuaianas | raleste@gmail.com | Tel.: (11) 2031-2364 2ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2014 Cortejo em homenagem a Consciência e Cultura Negra atrai 200 pessoas na Praça de Eventos, em Guaianases Curta o verão no Pq Chácara das Flores Dá pra confiar na Black Friday no Brasil? SP libera R$ 112 milhões para turismo e defesa civil Ao todo, 49 cidades re-ceberão os recursos, que serão usados para desen-volver e melhorar a infraes-trutura dos municípios Quarenta e nove cida-des do Estado serão bene-ficiadas com investimentos em infraestrutura que tota-lizam R$ 112,1 milhões. Os recursos foram repassa-dos por meio de convênio entre as prefeituras e o Governo do Estado, as-sinados nesta terça-feira, 25,... Leia na pág 04 Haddad diz que apoiará aprovação de vacina contra dengue O prefeito Fernando Haddad afirmou que apoia-rá institucionalmente a aprovação formal de nova vacina para dengue, em desenvolvimento pelo Ins-tituto Butatan. Em visita ao instituto de pesquisa, o pre- Incipiente mas já com a ima-gem arranhada por falsos des-contos, dia de promoções do varejo busca res-gatar credibilida-de com selo de qualidade e in-vestimentos em infraestrutura. O administra-dor de empre-sas Wilden Nu-nes Junior, de 32 anos, mudou de casa há duas se-manas, mas ain-da não tem um eletrodoméstico sequer. Preferiu esperar a Leia na pág 03 Latrocínios sobem 20% e roubos crescem 14% em outubro em SP Os latrocínios, ou rou-bos seguidos de mor-te, cresceram 20,7% no estado de São Paulo na comparação entre outubro deste ano com o mesmo mês do ano pas-sado, informou o SPTV nesta terça-feira (25). Também cresceram os roubos (14%) Leia na pág 02 feito Haddad acompanhou uma apresentação sobre o desenvolvimento da va-cina, cujos testes deverão ser finalizados em 2016. “Nós estamos muito pre-ocupados com a questão da dengue... Leia na pág 04 Em época de verão e muito calor, nada como curtir um dia de lazer no parque próximo de sua casa. Pensando nisto, o Jornal de Guaianás & Ci-dade Tiradentes, trás como sugestão o Parque Cháca-ra das Flores, localizado na Avenida Dom João Nery. O parque possui galpão coberto para jogos, quadra poliesportiva, playground, deck para contemplação e pátio de descanso, trilhas, pista de Cooper e caminha-da,... Leia na pág 07 Foi realizado no sábado, 22, um cortejo em home-nagem a Consciência e Cultura Negra, na Praça de Eventos, em Guaiana-ses. Cerca de 200 pessoas participaram do evento denominado “NEGRUME”, e puderam dançar samba de bumbo e roda de jongo, manifestações culturais que influenciaram o samba paulista e carioca. Os participantes pu-deram homenagear os antigos reinados negros, os quilombolas e a diversi-dade da cultura brasileira, evidenciando a importân-cia do conhecimento e res-peito a essas culturas, seja em suas configurações tradicionais ou nas ressig-nificações, homenagens e releituras perpetuadas pela metrópole paulistana. Além disso, o cortejo contou com um bloco em homenagem ao Maracadu-ros, .... Leia na pág 03
  2. 2. SUB PREF. DE GUAIANASES Estr. Guaianases, 2565 Jd Helena / Guaianases-SP BANCA COQUINHO Rua Hipolito de Camargo, 460 Uma publicação do Grupo Acontece de Jornais e Revista Incipiente mas já com a imagem arranhada por falsos descontos, dia de promoções do varejo busca resgatar credibilidade com selo de qualidade e investimentos em infraestrutura. O administrador de em-presas Wilden Nunes Junior, de 32 anos, mudou de casa há duas semanas, mas ainda não tem um eletrodoméstico sequer. Preferiu esperar a chamada Black Friday, o dia de promoções especiais importado pelo comércio bra-sileiro dos Estados Unidos há quatro anos. Mas Nunes não está certo de que equipará a cozinha e a sala pagando menos, como pretende. “Estou desconfiado, porque não tive nenhuma ex-periência com outras edições. Como dizem que é uma farsa, preciso ver pra crer”, diz. “Vou acabar comprando de qualquer jeito. Se os pro-dutos não estiverem mais baratos, o único prejuízo será ter atrasado minhas compras em 15 dias. A não ser que fiquem mais caros, o que seria absurdo. Mas achei que valia a pena correr o risco.” Muitos consumidores es-tão na mesma situação. A Black Friday, o dia seguinte ao Dia de Ação de Graças, é tradicionalmente um dia de descontos no varejo ameri-cano. O nome Black Friday, que em inglês significa literalmen-te “Sexta-Feira Negra”, faz mais sentido traduzido para o português como “Sexta- -Feira Azul”, pois o feriado (nos EUA), pois passou a denotar o momento em que as lojas aproveitam para sair do vermelho e passar a registrar lucro. No Brasil, as promoções Diretor e Chefe de Redação: Divaldo Rosa MTb: 42.488 • Jornalista (fl): Silmara Galvão Nunes • Representantes Comerciais: Pastor Odair • Designer: Ademir Rodrigues • Revisora: Prof. Suseli Corumba • Administração Financeira: Ademir Rodrigues • Distribuição: Mart Press Distrib.de Jornais • Redação e Publicidade • Fone/Fax: 2031-2364 / 2513-0928 • Av. Guachos, 166 • Cep: 08030-360 • Vila Curuçá - SP - E-mail: raleste@gmail.com (fl = Freelancer) As matérias publicadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam necessariamente a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. Jornal Guaianases-SP BANCA DE JORNAIS A MUSICAL Rua Salvador Gianetti, 1156 Guaianases-SP BANCA NOVA COQUEIRO Estr. Itaquera Guaianases, 2423 Jd Helena / Guaianases-SP BANCA TEMAS E LETRAS Av. Salvador Gianetti, 564 Guaianases-SP BANCA DE JORNAL A MUSICAL Rua Salvador Gianetti, 1156 Guaianases-SP Atualidade 2ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2014 C R Ô N I C A Escritores em alerta! Por ALLAN REGIS Caros amigos leitores, nem bem me desfiz do baque das perdas de João Ubaldo e Ariano Suassu-na, e já veio outra notícia que me fez recair: morreu aurora estavam tristes, pois o poeta não iria mais galanteá-los com seus puros poemas. Havia uma atmosfera de poluição, as flores estavam murchan-do de tanto chorar. Uma rouquidão na garganta dos pássaros cessaram os cantos e a tv falava anun-ciando e o vento não mais farfalhava, a terra parara de luto e a chuva chorou franca em época de seca braba. Andei descalços, a voz tremeluzia, queria a simplicidade do seu campo agora, forte como um gi-gantesco coração de formi-gas, e poder ter as sutilizas circundadas pelas cercas da fazenda de suas pala-vras enquanto as vacas, bois e cavalos pastam na vida singela e honestanor-teando e solfejando como música clássica. E a notícia diz que lá se foi Manoel, o que deixa os escritores que ficaram aqui, bem intriga-dos. Parece que a morte anda mesmo rondando a grande literatura brasileira este ano, pois, talvez no céu, estejam precisando de gênios diferentes dos que já estão por lá, e nós aqui de luto que criemos novos gênios, não para substituí-los, pois são in-substituíveis, mas apenas para tentar amenizar a dor de tal perda. Manoel de Barros! Minha alma sentiu-se distante da vida urbana. Minhas preocupações sumiram. Larguei o sistema e voei de memória infantil. Preferi cafezinho com bom dia leve e a imensidão não era tão grande como o de-dinho do pé que tropica na quina da porta da cozinha. A notícia me chegou pela manhã antes tão apressa-da e iludida, na cegueira da responsabilidade que não sabe ler braile, e eu olhei para as plantas no meu quintal e contemplei os bem-te-vis da rua e vi que todos os seres vivos – incluindo as minhocas e os tatuzinhos - naquela Os latrocínios, ou roubos seguidos de morte, cresce-ram 20,7% no estado de São Paulo na comparação entre outubro deste ano com o mesmo mês do ano passa-do, informou o SPTV nesta terça-feira (25). Também cresceram os roubos (14%) e os roubos a banco (40%), de acordo com dados da violên-cia divulgados pela Secretaria da Segurança Pública. Na cidade de São Paulo, o latrocínio aumentou 41%, de 12 casos em outubro de 2013 para 17 casos neste ano. Os homicídios registraram cres-cimento de 3,7% na mesma Meio Oficial Soldador (01 vaga) Salário: 6.82 p/h Benefícios: Somente Vale Transporte Horário: de seg. a quinta-feira das 07:00 ás 17:25, as sextas feiras saída ás 16:00 horas Requisitos: Ensino fundamental completo – curso na área de Solda. Experiência: Soldagem de itens de pro-dução Solda Tig, Mig e de Projeção, pre-ferencialmente em autopeças. Aux. de Produção (2 vagas) Salário: 5.08 p/h Benefícios: Somente Vale Transporte Horário: de seg. a sáb. das 14:00 ás 22:20 Requisitos: Ensino fundamental completo Experiência: Não é necessário Interessados encaminhar o curriculo para: selma@axmol.com.br Dá pra confiar na Black Friday no Brasil? foram realizadas pela primeira vez em 2010, ainda de forma tímida, movimentando R$ 3 milhões em vendas, segundo levantamento da consultoria ClearSale, e cresceram ex-ponencialmente desde então. No ano passado, o volume movimentado pelos produtos vendidos saltou para R$ 424 milhões - quase o dobro do registrado em 2012, quando o montante já havia sido 117% superior ao de 2011. Junto com o aumento das vendas, também se multipli-caram os problemas. O site Reclame Aqui recebeu no ano passado 8,5 mil reclamações por causa da Black Friday, 6,2% a mais do que em 2012. Do total, 27% eram rela-tivas à maquiagem de pre-ços, nome dado à prática de elevar o valor de um produto poucos dias antes da data da promoção para oferecer então um “desconto” em que o preço cobrado é igual ou até mesmo superior ao valor não-promocional. Em 2013, uma pesquisa do Programa de Administra-ção de Varejo, um centro de estudos em consumo, e da Íconna, empresa de monitora-mento de comércio eletrônico, mostrou que o número de pro-dutos que ficaram mais caros na Black Friday foi maior do que o dobro daqueles que receberam descontos. Após o fim do evento, 22,6% das mercadorias ofe-recidas com “ofertas” tiveram seus preços reduzidos. ‘Black Fraude’ Não por acaso a data acabou sendo apelidada nas redes sociais de “Black Frau-de”: a data em que, segundo a piada, os produtos “custam a metade do dobro”. “Muita gente também se queixou de produtos que se esgotaram nos primeiros mi-nutos da sexta-feira, mostran-do que o produto em oferta era apenas um chamariz para os sites”, diz Diego Campos, diretor de operações do Re-clame Aqui. Outro problema recorrente foram as falhas técnicas nos sites, responsáveis por 21% das mensagens enviadas ao Reclame Aqui no ano passa-do. Consumidores protesta-ram, porque os sites ficavam lentos, ou eles eram coloca-dos em filas de espera sem que nunca chegasse sua vez. Quando tinham acesso à página, o produto escolhido sumia do carrinho de compras virtual antes de finalizar a compra ou não conseguiam pagar por ele. “Nas últimas duas edições, boa parte das pessoas que tentaram se frustraram, e isso se reflete no alto índice de desconfiança das pessoas em relação à Black Friday hoje em dia.” Selo de credibilidade Para combater a maquia-gem de preços e o clima de desconfiança gerado por ela, a Câmara Brasileira de Co-mércio Eletrônico lançou no ano passado um selo para dar credibilidade às promoções realizadas na Black Friday. Ao longo do último mês, lo-jas virtuais puderam se cadas-trar no site Black Friday Legal, onde aderiram a um código de ética, comprometendo-se a não maquiar preços. Se descumprirem a regra, não receberão o selo no ano se-guinte. Neste ano, 500 lojas exibirão o selo, mais de trêz vezes acima das 123 varejis-tas credenciadas em 2013. A alta procura surpreendeu, já que a entidade esperava um aumento de 20% a 25% nas inscrições. Latrocínios sobem 20% e roubos crescem 14% em outubro em SP comparação, de 108 no ano passado para 112 casos em outubro de 2014. Os roubos no município ti-veram aumento de 19,6%, de 11.368 para 13.596 casos. É o 17º mês de alta consecutiva deste crime. O roubo de veículos teve redução de 12,5% em relação a 2013 e os furtos caíram 14%. Em todo o estado, o roubo de veículos caiu 11,1% e o furto, 1,2%. A secretaria acredita que esse número reflete a cha-mada “lei do desmanche”, que regulamenta a atividade de desmonte e reciclagem de veículos em todo o estado. “Há uma tendência de queda e acreditamos que se deve à lei”, afirma o secretário Fer-nando Grella Vieira. Sancionada no início deste ano, ela prevê, entre outros pontos, que todas as peças de veículo devem receber uma identificação para permitir o rastreamento. A lei entrou em vigor em julho. No estado, 709 estabelecimentos foram fiscalizados e praticamente a metade acabou lacrada. Na capital, 108 foram lacrados. As informações são do site o globo.
  3. 3. Comprometimento Social 2ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2014 O Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes realiza no mês de novembro atividades culturais em Cida-de Tiradentes. A programação conta com sarau, contação de histórias entre outros. As atividades acontecem na Biblioteca Temática do Centro de Formação e pos-suem classificação livre para todas as idades. Confira a programação: ENCONTRO COM O AUTOR RICARDO AZEVEDO Em diálogo aberto e descon-traído convidamos a todos para participar do “Encontro com o escritor Ricardo Aze-vedo”. Ricardo Azevedo, escritor e ilustrador paulista, autor de muitos livros para crianças e jovens. Ganhou quatro vezes o prêmio Jabuti com os livros Alguma coisa (FTD), Maria Gomes (Scipione), Dezeno-ve poemas desengonçados (Ática) e A outra enciclopédia canina (Companhia das Letri-nhas), o APCA e outros. Tem livros publicados na Alemanha, Portugal, México, França e Holanda e textos em coletâneas publicados na Costa Rica e no Kuwait. A CASA SONOLENTA Cia Canta e Conta Livre interpretação do livro de Audrey Wood (Ed. Ática), que conta a história de uma casa sonolenta, onde todos viviam dormindo. Um dia, graças a uma simples pulguinha, tudo muda de repente! MANDU Cia Cantadores de Contos Foi realizado no sábado, 22, um cortejo em home-nagem a Consciência e Cultura Negra, na Praça de Eventos, em Guaiana-ses. Cerca de 200 pessoas participaram do evento denominado “NEGRUME”, e puderam dançar samba de bumbo e roda de jongo, manifestações culturais que influenciaram o samba paulista e carioca. Os participantes pu-deram homenagear os antigos reinados negros, os quilombolas e a diversi-dade da cultura brasileira, evidenciando a importân-cia do conhecimento e res-peito a essas culturas, seja em suas configurações tradicionais ou nas ressig-nificações, homenagens e releituras perpetuadas pela metrópole paulistana. Além disso, o cortejo contou com um bloco em homenagem ao Maraca-duros, um bloco aberto no qual qualquer um pode levar o seu instrumento e tocar, desde que esteja tra-vestido (homem de mulher e vice versa). Estiveram no encontro os grupos: Baque Bolado, Cia Caracaxá, Cia Porto de Luanda, Cia Lelê de Oyá, Cordão Folclórico de Itaquera - Sucatas Ambu-lantes e Jongo Guaianás para abrilhantarem a ani-mada festa. Oficina de propostas da Revisão da Lei de Zoneamento acontece no CEU Jambeiro no início de 2015. A ideia é que as propostas sejam di-vulgadas posteriormente, em plataforma digital. Na região de Guaianases, Nomeação do re-torno do Dr. Jorge do Carmo foi publi-cada hoje no Diário Oficial A Subprefeitura de Guaianases tem a partir de hoje, um novo chefe de Ga-binete, trata-se do Dr. Jorge do Car-mo, que retorna as atividades após um período de afasta-mento. Na esteira do processo participativo de revisão do Plano Diretor Estratégico (PDE), que orienta o planeja-mento urbano da Cidade nos próximos 16 anos, mais uma etapa de audiências públicas convida a população ao de-bate. Desta vez, o foco está na Lei 13.885/2004, de Par-celamento, Uso e Ocupação de Solo, conhecida como Lei de Zoneamento. Oficinas espalhadas pelas 32 subprefeituras da Cidade vêm sendo realizadas, para sistematizar sugestões a se-rem inseridas no projeto de Revisão Participativa da Lei de Zoneamento, que será enviado à Câmara Municipal Biblioteca Temática em Direitos Humanos realiza eventos gratuitos em Cidade Tiradentes Mandu é um Tamanduá. Um Tamanduá Bandeira, mais precisamente. Típico da Flo-resta Brasileira, como todos tamanduás, ele gosta de co-mer formigas. Só que ele tem um jeitinho muito especial de comer estas formigas. Até que um dia, descobre que elas podem ser muito mais do que apenas alimento. Elas podem ser letras e juntos eles podem escrever muitas histórias, como esta, por exemplo. AFROHISTÓRIAS “HADITHI NJOO” com Rogério Amorin “Hadithi Njoo” significa “his-tória vem” ou “que venha a história”. É uma expressão em suaíle (swahili / kiswahili) utilizada no leste africano - Quênia, Uganda,Tanzânia, Congo – por contadores tra-dicionais quando iniciam suas intervenções: hadithi,hadithi, hadmithi njoo! (história, história,eles dizem, que ve-nha a história,responde o público). Rogério Amorin leva o público de forma lúdica e divertida ao fantástico mundo das lendas e contos africanos. SARAU AFROBIBLIOBRASILEIRO Com Rogério Amorim Encontro dedicado à produ-ção e difusão da arte e da cultura negra. A entrada é gratuita e os interessados em participar com seus trabalhos devem chegar com 15 mi-nutos de antecedência para fazer a inscrição. Serviço: Rua Inácio Monteiro, 6900 – Cidade Tiradentes Telefone: 2555-2442 Cortejo em homenagem a Consciência e Cultura Negra atrai 200 pessoas na Praça de Eventos, em Guaianases Durante o cortejo, as pessoas puderam dançar, batucar com diversos artistas a oficina acontece neste sá-bado (29), a partir das 8h30, no CEU Jambeiro (Avenida José Pinheiro Borges, 60). Durante o encontro, os pre-sentes poderão avaliar as propostas apresentadas pela Prefeitura, por meio de expla-nação realizada por técnicos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, e contribuir com propostas de readequação às regras de parcelamento, uso e ocu-pação do solo no contexto local, de forma a facilitar a compreensão da legislação, trazendo mais segurança aos proprietários, investidores, moradores e ao próprio poder público em sua aplicação. Serviço: Oficina de Propostas da Revisão da Lei de Zoneamento Av. José Pinheiro Borges, 60 CEU Jambeiro Horário: 8h30 Guaianases tem novo Chefe de Gabinete
  4. 4. Política 2ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2014 O prefeito Fernando Ha-ddad afirmou que apoiará ins-titucionalmente a aprovação formal de nova vacina para dengue, em desenvolvimento pelo Instituto Butatan. Em visi-ta ao instituto de pesquisa, o prefeito Haddad acompanhou uma apresentação sobre o desenvolvimento da vacina, cujos testes deverão ser fina-lizados em 2016. “Nós estamos muito pre-ocupados com a questão da dengue em virtude do que aconteceu no estado de São Paulo do ano passado para este ano. Determinamos que a Secretaria [de Saúde] faça campanhas antecipadas junto à população. Mas ao mes-mo tempo temos que apoiar o Butantan para junto às autoridades federais ter os seus processos agilizados. É uma questão burocrática que precisa ser vencida para poder concluir os trabalhos. O peso político é importante para transformar isso em uma questão de Estado”, afirmou Haddad. A vacina em desenvolvi-mento utiliza vírus atenuados e oferece em dose única 85% de proteção contra os quatro tipos da doença e 95% contra três dos tipos. Atualmente, a vacina está em fase de ensaios clínicos envolvendo 300 voluntários. A primeira etapa dos testes, que envolve Ao todo, 49 cidades re-ceberão os recursos, que serão usados para desen-volver e melhorar a infraes-trutura dos municípios Quarenta e nove cida-des do Estado serão bene- Cada vez mais adultos adoram os games, que podem até ajudar no seu relaciona-mento. O fenômeno está presente em todas as classes sociais: com o crescimento da gera-ção nascida nos anos 80 e 90, é cada vez mais comum adultos continuarem jogan-do videogame. Apesar de normalmente isso acontecer com homens, há muitas mu-lheres que adoram se divertir com os jogos eletrônicos, cujo mercado tem ficado mais atento a este público. O problema é que, se os casais não tomarem cuidado, isso pode ser uma enorme fonte de desentendimentos. Como evitar então que o videogame atrapalhe seu relacionamen-to? A primeira dica é se aten-tar para ver se o excesso de jogos não está prejudicando a vida a dois e o relacionamento do casal com outras pessoas. Querer ficar em casa tentando fechar uma fase é aceitável de vez em quando, mas não dá para deixar de ir à festa de um amigo, se alimentar mal ou acumular coisas do trabalho por conta disto. Cabe a vocês observarem quando o limite for rompido. Jamais proíba seu par-ceiro de se dedicar ao vi-deogame. É um direito seu não gostar de jogar ou achar Haddad diz que apoiará aprovação de vacina contra dengue a avaliação da segurança da vacina, deve ser concluída em um mês. A segunda eta-pa, que avalia a eficácia da imunização, estará concluída em fevereiro de 2015. Em seguida será feito um teste em maior escala com 15 mil pessoas, em parceria com 15 instituições de todo o Brasil. “A descoberta da vacina foi feita, mas ela precisa se transformar em realidade. Para isso tem de ser feita uma série de estudos. Hoje em dia no mundo existem uma série de etapas que precisam ser vencidas até que a gente utilize a vacina. Nós temos muita tranquilidade que esta vacina deverá ser muito boa, mas nós temos que provar, para que a gente tenha o registro perante a Anvisa e aos organismos regulatórios internacionais. Então ela es-tará pronta para a comercia-lização e para a distribuição para a população”, explicou o diretor do Instituto Butantan, Jorge Kalil. Após a finalização dos testes, o instituto solicitará o registro junto às autoridades sanitárias nacionais e inter-nacionais. Com a aprovação formal, o Butantan poderá produzir a vacina em grande escala para a imunização da população. Segundo a Secretaria Municipal de Saú-de, a taxa de incidência de dengue na cidade, conside-rando o ano todo, é de 246,3 casos para cada 100 mil ha-bitantes, considerada média pelo Ministério da Saúde. O desenvolvimento da vacina é realizado pelo Butantan em parceria com Institutos Nacionais de Saúde dos Es-tados Unidos (NIH, do inglês National Institutes of Health). Videogame não é inimigo! Não deixe os jogos acabarem com a harmonia do casal infantil, mas você tem que respeitar os gostos de quem está contigo. Coloque-se no lugar dele: você gostaria de ser impedida de fazer algo que adora? Não, né? Caso perceba exageros, a solução é conversar, mostrando com argumentos que não está certo dar tanta atenção a uma diversão a ponto de ela se tornar um vício. Negocie. Para quase tudo na vida, a melhor solução para impasses é es-tabelecer um ponto em que os dois estejam satisfeitos e este caso não é diferente. O casal pode, por exemplo, decidir a quantidade de tempo por dia ou por semana que o video-game ficará ligado. Porém, seja sensata aqui: não adianta nada querer que ele só jogue dez minutos por dia. Quem gosta, sabe que este tempo mal dá para se divertir. Outro ponto de negociação são os valores que se gastam na aquisição de novos games e para fazer parte do sistema online que muitas empresas colocam à disposição para os usuários se enfrentarem. Não é raro um jogo custar na faixa de R$ 200, então planejem o orçamento para a compra dos títulos que quiserem. Claro, desde que tenham acordado que este dinheiro deve ser gasto desta forma. São Paulo libera R$ 112 milhões para turismo e defesa civil ficiadas com investimentos em infraestrutura que tota-lizam R$ 112,1 milhões. Os recursos foram repassados por meio de convênio entre as prefeituras e o Gover-no do Estado, assinados nesta terça-feira, 25, no Palácio dos Bandeirantes, na capital. A maior parte da verba, R$ 110,8 milhões, será aplicada no turismo. A li-beração ocorre por meio do Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias) para 44 municípios. Os valores viabilizam melhoras na infraestrutura das cidades, financiando, por exemplo, revitalização de ruas, avenidas e praças, construção de centros tu-rísticos, melhorias nas or-las das praias, alargamento de pistas, ciclovias, guias, sarjetas, além da reade-quação da sinalização e da iluminação. “Isto forta-lecerá o turismo e gerará emprego. É um importante investimento, do ponto de vista social e do ponto de vista econômico”, disse o governador Geraldo Alck-min. Veja aqui a lista com todas as cidades benefi-ciadas. Foram firmados ainda cinco convênios com a Defesa Civil, que vaai repassar R$ 1.362.310,57 para Adamantina, Álvaro de Carvalho, Bernardino de campos, São Bento do Sapucaí e Sarutaiá. Dentre as obras que serão viabilizadas, estão construção de pontes e construção de galeria de águas pluviais.
  5. 5. 2ª QUINZENA DE Cotidiano NOVEMBRO DE 2014 Em vez de tratar as crian-ças com absoluta igualdade, é preciso reforçar as diferenças e saber valorizá-las Toda família tem histórias de brigas entre irmãos, das mais diferentes idades. Por isso, é comum acreditar que a disputa pela atenção dos pais é uma fase normal na vida das crianças. Mesmo ocorrendo com frequência, brigas não são nada saudáveis para o desenvolvimento infantil e devem ser levadas a sério pelos pais antes de atingir proporções preocupantes. Também é fundamental que as crianças aprendam a res-peitar as próprias diferenças. Dois filhos, duas me-didas Esse é outro ponto a que os pais devem ficar atentos. Biologicamente, os filhos podem ter uma série de se-melhanças, mas são indiví-duos únicos com qualidades e defeitos. Portanto, cada criança deve ser tratada de acordo com suas caracterís-ticas pessoais, não como se tivessem as mesmas necessi-dades. Se os pais souberem trabalhar aquilo que cada filho tem de melhor, eles começam a se sentir especiais pelo o que são. Essa postura evita a clássica competição entre as crianças. Se os pais sou-berem trabalhar aquilo que cada uma tem de melhor, elas começam a se sentir especiais pelo o que são sem precisar “alcançar” o irmão mais velho ou mais novo em suas habilidades. Um deles Por falta de hábito ou até mesmo pela correria do dia a dia muitas pessoas não utilizam o fio dental correta-mente. Essa etapa da higiene bucal é muito importante, pois previne o mau hálito e proble-mas como cáries, gengivites (estágio inicial da inflamação da gengiva) e periodontites (evolução da gengivite não tratada, inflamação mais gra-ve e possível perda óssea). Para aqueles que têm dú-vidas sobre a utilidade do fio a Dra. Camila Pereira Lopes, lista os principais questiona-mentos dos pacientes: Qual idade certa para começar a usar o fio dental? Em torno dos sete meses quando a criança já tiver o Sete doenças que podem atrapalhar suas férias O verão está próximo e, por ser a época mais quente do ano, o período também é propício a algumas doenças. Entre as mais frequentes enfermidades que podem atrapalhar suas tão espera-das férias estão: a insolação, micoses, desidratação, otite, conjuntivite, intoxicação ali-mentar e brotoejas. Insolação É uma das mais comuns doenças de verão. Ao chegar o momento de descanso, as pessoas querem logo ficar na praia, piscina ou chácara e entregar o corpo a todo calor do sol. Esta longa exposição pode causar desidratação e queimaduras, além de sin-tomas como dor de cabeça, náuseas, tontura, temperatura elevada do corpo e queima-duras que podem ser de pele vermelha a bolhas. Micoses No calor, transpiramos muito, consequentemente, te-mos um contato maior com a água. A pele úmida é um hotel cinco estrelas paramicroor-ganismos que normalmente são adquiridos em diversos Saiba que medidas tomar em cada uma das situações locaiscomo piscinas e praias. A doença inicia-se com uma irritação e coceira que cau-sam uma vermelhidão no local, geralmente nas virilhas, pés e unhas. Desidratação Uma pessoa perde em média 2,5 litros de água por dia, seja por suor, urina ou fezes. A desidratação ocorre quando a perda de líquidos e sais minerais ultrapassa esse volume. Com o alto calor do verão, essas eliminações são potencializadas e outras for-mas de evasão da água são criadas, como o vômito. Otite As tubas auditivas tam-bém sofrem nas épocas mais quentes. As pessoas costu-mam entrar frequentemente no mar ou em piscinas para se refrescarem. Algumas delas, porém, ficam com o ouvido entupido de água, o que pode provocar a inflamação e infec-ção nas orelhas. Conjuntivite Os olhos ficam averme-lhados e lacrimejantes, além de provocar uma sensação estranha que os faz coçar muito. É uma doença comum do verão, pois normalmente é adquirida em piscinas não tratadas devidamente e praias impróprias para o banho Intoxicação Alimentar Durante as férias, prin-cipalmente as de verão, as pessoas estão acostumadas a comer em clubes, barraqui-nhas de praia e em outros lu-gares que nem sempre estão adequadamente higienizados nos momentos de preparo e conservação dos alimentos. Brotoejas Apesar do nome não ser muito conhecido, brotoejas ou miliárias são as chamadas bolinhas de água que causam vermelhidão e coceira no rosto, pescoço, ombro, bar-riga ou peito em crianças e adultos durante o verão. Elas estão relacionadas com as glândulas sudoríparas, que atuam muito no verão por causa do excessivo calor e transpiração. O que os pais podem fazer para estimular a amizade entre irmãos pode desenhar muito bem, enquanto o outro tem mais aptidão para praticar esportes – e não há nada de errado com isso, muito pelo contrá-rio. Esse é um erro comum dos pais. Muitas vezes, não se dão conta de que fazem comparações entre as crian-ças. Isso derruba a autoesti-ma delas. Os adultos devem estimular a cooperação entre os filhos, nunca a competição. Outro comportamento nega-tivo ocorre quando os pais assumem o papel de juízes durante uma discussão ou briga, inocentando um dos lados. Mesmo que essa não seja a intenção, eles colocam as crianças umas contra as outras e abrem espaço para o sentimento de injustiça. O caminho, aqui, não é se omitir e deixar que o próprio tempo resolva os conflitos. A omissão acaba sendo muito pior nesses casos. Desse jeito, as crianças aprendem a fazer avaliações e a dar vere-dictos. Em vez de encontrar o culpado, pais devem explicar que brigar é algo errado, in-dependentemente de quem tenha começado. Ninguém deve brigar e ponto final. O papel dos pais Antes de se desesperar por conta do clima de guer-ra entre os filhos e cogitar buscar ajuda profissional, os adultos precisam fazer uma autoavaliação sincera. Na maioria das vezes, não são as crianças que precisam de terapia para aprender a lidar com os conflitos. São os pais, que ainda projetam as pró-prias inseguranças nos filhos. Pessoas equilibradas não precisam se policiar, porque elas aprendem. Enquanto os pais não souberem que todas essas atitudes são erradas, não vai adiantar. Eles pre-cisam aprender de verdade como lidar com os filhos de maneira justa e não fingir que estão sendo bons pais. Para a especialista, é recomendado que eles procurem estudos, grupos de ajuda, cursos e profissionais que possam conscientizá-los melhor a respeito da criação de duas ou mais crianças. Envolver os demais familiares, como tios e avós, também é uma orientação para evitar os con-flitos. Se isso não for trabalha-do durante a infância, você pode ter filhos adultos que não se conversam. Quando as crianças têm uma relação produtiva com os irmãos, elas aprendem a se relacionar com as pessoas ao redor de um jeito mais saudável, sem a necessidade de competir o tempo todo. Por que usar fio dental? contato entre dois ou mais dentes de leite. Para que ele serve? Para remover resíduos alimentares, placa bacteriana entre os dentes, e entre os dentes e a gengiva. Usar quantas vezes ao dia? O correto é usar o fio após todas as refeições e de pre-ferência antes de escovar os dentes. Ou seja, no mínimo três vezes ao dia. O uso frequente do fio pode separar os dentes? O fio não separa os den-tes, pois é utilizado de forma passiva. Ele é passado entre os dentes e logo é retirado do local, por isso, não causa nenhum dano ao sorriso.
  6. 6. 2ª QUINZENA DE Variedade NOVEMBRO DE 2014 Consumidor pode atrapa-lhar o andamento operacional de empresas e aeroportuários – e atrasar seu próprio voo; saiba quais atitudes adotar para melhorar a dinâmica O volume de passageiros nos aeroportos do Brasil cres-ce a cada dia e isso não deve mudar. Em média o número de viajantes cresceu 13,1% ao ano, de 2004 até 2013, segundo o Anuário Estatístico do Transporte Aéreo de 2013, divulgado pela Agência Nacio-nal de Aviação Civil (Anac) em outubro. A demanda doméstica do transporte aéreo de passa-geiros no Brasil teve alta de 203% entre 2004 e 2013 e isso com acréscimo no senti-mento de desconforto causa-do pelo aumento da demanda e problemas enfrentados nos aeroportos. Tecnologia será sua gran-de companheira na realização desse objetivo Na juventude, embora trouxesse o desejo de ter em seu currículo uma formação acadêmica, você não conse-guiu. Os motivos que levam várias pessoas a desistir do sonho de se dedicar a um curso de ensino superior são bem diferentes, tais como a falta de condições financei-ras ou a chegada de um filho não-planejado, entre outras coisas. Com a vida entran-do nos eixos, você tomou a decisão de que deve, sim, investir nessa meta. Porém, uma dúvida te consome: será que está velho para retomar a rotina escolar? Tenha em mente que a máxima “nunca é tarde para aprender” faz todo o sentido. Não deixe que ideias ultrapas-sadas façam você desistir de seu objetivo. Se estiver com vontade de aprender e sente que esse é o momento certo, 10 dicas para passageiro agilizar o embarque em aeroportos Mas parte dos problemas pode ser evitada com a ajuda dos viajantes. Portanto, para que consumidores, tripulação e aeroviários convivam em harmonia, salvo os impre-vistos, o passageiro pode assumir uma postura proativa no sentido de ajudar para que a engrenagem funcione a contento. Conheça atitudes que passageiro deve adotar em aeroportos Veja as atitudes que atra-palham: No check-in - Ficar parado conversan-do ou aguardando alguém na entrada de alguma fila atrapa-lhando o fluxo de entrada - Não estar com informa-ções do voo e documento em mãos no momento do check-in - Levar documento inválido para o check-in, ou não levar documento algum - Deixar o carrinho de ba-gagem no meio do corredor de saída do check-in atrapa-lhando a chegada ou saída de outros clientes No embarque - Formar fila antes do voo ser chamado - Utilizar fila errada no mo-mento do embarque - Passar ou ficar na frente de clientes com necessidades de assistência especial - Não estar com cartão de embarque e documento em mãos no momento do embarque - Não prestar atenção nas chamadas do sistema de som, nem nos painéis de informação ou na sinalização do aeroporto Acha que está velho para voltar a estudar? Livre-se dessa ideia e invista em um curso superior vá à luta! Prepare-se para encarar o vestibular e o cotidiano de aulas. Quando se fica muito tempo afastado dos estudos, é natural sentir um pouco de dificuldade para se adaptar à nova realidade. Tenha paci-ência e conte com a ajuda da internet para rever conteúdos que farão parte da sua vida de estudante. Manter-se atualizado com a leitura de livros, jornais e revistas é algo que você deve fazer independentemente do interesse em prestar vesti-bular. Tente absorver tudo que se propuser a ler. Dessa forma, quando voltar aos ban-cos escolares não se sentirá perdido. A paciência se mostrará uma grande virtude àqueles que decidem retomar os es-tudos mais velhos. Adoles-centes e jovens tendem a ser mais eufóricos e em alguns casos indisciplinados. Abra-se para entender a cabeça deles. Tente se recordar como você era quando tinha a mesma idade que a turma que estuda com você. Respeite para ser respeitado! Converse com sua família sobre as mudanças que ocor-rerão em sua rotina. Se você for casado e tiver filhos, cer-tamente terá de sacrificar um pouco do tempo que passa com eles. Explique que eles terão que bolar uma nova ro-tina e que você ficará de fora de alguns afazeres por conta do tempo que passará entre os livros. Faça-os entender o quanto esse passo é impor-tante para você. Por fim, não vale ficar bitolado. Descanse, durma e, acima de tudo, aproveite o tempo livre não só para estudar, mas também para recarregar as baterias. Boa sorte nessa nova empreitada, quando você menos perceber já estará com seu diploma nas mãos!
  7. 7. 2ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2014 Cultura & Lazer Curta o verão no parque Chácara das Flores Em época de verão e mui-to calor, nada como curtir um dia de lazer no parque próxi-mo de sua casa. Pensando nisto, o Jornal de Guaianás & Cidade Tiradentes, trás como sugestão o Parque Chácara das Flores, localizado na Avenida Dom João Nery. O parque possui galpão coberto para jogos, quadra poliesportiva, playground, deck para contemplação e pátio de descanso, trilhas, pista de Cooper e caminha-da, aparelhos de ginástica, sanitários. O parque foi criado para preservar a mata nativa que se encontrava em estado de regeneração e em sua área há também lagos e nascentes. A área pertencia originalmente a uma antiga fazenda e suas edificações foram mantidas e restauradas. Apresenta vegetação com-posta predominantemente por remanescente de Mata Atlântica e áreas ajardinadas. Encontram-se espécies como angico-vermelho, aroeira- -mansa, bambu-gigante, cajá- -manga, cedro, jabuticabeira, jerivá, maricá e tapiá-guaçu. Foram registradas 40 espé-cies, das quais a grumixama está ameaçada. Vinte e cinco espécies de fauna foram registradas, sendo sete de borboletas, 16 de aves e duas de mamíferos. Dentre as aves, ocorrem sa-nhaçus, sabiás, canário-sapé, cambacica, piá-cobra, gavião- -peneira, joão-teneném e ferreirinho-relógio. Os ma-míferos estão representados por saguis-de-tufo-branco e gambás-de-orelha-preta. ÔNIBUS: 2004-10 Jd. Miriam – Guaianases 2058-10 Term. São Miguel – Guaianases 2202-10 Hospital Itaim – Guaianases 2202-51 Hospital Itaim – Guaianases 312N-10 Term. Cid. Tiradentes/S.Miguel Pta 331T-10 Jd. Helena – CCPD Raul Tabajara Buscar o dom é mais impor-tante que vencer o estresse Após muita batalha, de-dicação e esforço, algumas pessoas chegam onde sem-pre sonharam profissional-mente. Porém, tudo tem seu preço e algumas vezes o sonho tão almejado não pro-porciona exatamente aquilo que idealizamos. Um dos fatores que podem destruir a fantasia das pessoas que se dedicam com intensidade a sua vida profissional é o estresse em excesso. Uma pesquisa realizada pela consultoria Talenses mostra que 39% de 115 di-retores entrevistados estão assumidamente estressa-dos. Alguns dos motivos que levam os profissionais a ficarem nesse estado são: deixar a família para resolver problemas do trabalho, rea-lizar tarefas que não fazem parte das suas atribuições e cumprir horas extras no escritório. Mas será que realmente esse é um problema para todas as pessoas? O que motiva alguém que já chegou ao topo, continuar com as mesmas atividades que lhe causam mal-estar? A resposta é simples. Existem profissionais que sentem prazer no trabalho que exercem, mesmo com o estresse que pode causar. Essa é uma questão de afini-dade. Para alguns, esse sin-toma é um detalhe que pode ser contornado, em outros, é caso médico que deve ser investigado e tratado. Saber o que você quer fazer e como você quer são questões diretamente rela-cionadas à descoberta do seu dom. Você até pode estar no caminho correto, mas precisa fazer alguns “ajustes” antes de realmente chegar àquilo que te dará prazer todos os dias. Em meu livro “O QUE FALTA PARA VOCÊ SER FE-LIZ?”, proponho que alterar alguns detalhes na maneira como você exerce a sua profissão pode proporcionar a sensação de que o seu tra-balho vale sim a pena. Porém, para ter esta percepção, é preciso fazer uma avaliação sobre suas preferências e afinidades. Nesse processo, é impor-tante que você observe a sua atitude em relação a alguns fatores da vida. Quais ativi-dades lhe fornecem energia? O que lhe dá prazer? Quais práticas te fazem perder a noção do tempo? O que você faria sem nenhum custo? A opinião de pais ou pes-soas que participaram do seu desenvolvimento também é muito importante. Eles lhe fornecerão os instrumentos necessários para que você relembre aquilo que desperta os seus interesses desde a infância. Neste lugar, pode estar escondida a peça que faltava para completar o seu quebra-cabeça. Tenho diversos amigos que decidiram mudar de vida ao encontrarem o caminho para o seu dom. Um diretor de publicidade bem sucedido, por exemplo, deixou a agên-cia em que trabalhava para abrir com a esposa designer, que também atuava em uma grande empresa, uma loja de brownies e cookies. Após um ano do início da empreitada, eles já estão na terceira loja. O casal é um dos casos de pessoas que chegaram ao ápice de suas profissões, mas perceberam lá de cima que ainda faltava um detalhe, ou seja, não tinham sanado a necessidade de satisfazer o dom e encontrar a felicidade. Eles não abandonaram completamente suas res-pectivas profissões, apenas aplicaram as suas experiên-cias em algo que poderia ser bem maior, não do ponto de vista financeiro, mas pessoal: trabalhar com a sensação de que trabalhar com o que nos faz feliz vale muito a pena. *Dominique Magalhães é autora do livro “O que falta para você ser feliz”, lança-mento da Editora Gente, é empresária com atuação em desenvolvimento social e mentora do “Projeto Social Dom – Qual o seu Dom?”. Dominique Magalhães
  8. 8. 2ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2014 Feminissima Situação é cada vez mais comum nos dias de hoje e exige compreensão. Ele parece perfeito: bonito, educado e gente boa. A quí-mica entre vocês funcionou bem... Porém, há um detalhe: seu novo namorado já tem um filho de um relacionamento anterior. Trata-se de uma si-tuação cada vez mais comum em um país no qual somente em 2012 houve mais de 340 mil divórcios. Nada, porém, como o bom senso para lidar com isso sem problemas, mantendo o relacionamento fortalecido. Entrar em um relaciona-mento em que uma criança está envolvida implica a ne-cessidade de ter muita pa-ciência. Afinal, muitas vezes ele terá que ficar à disposição dos filhos, incluindo finais de semana e feriados. Além dis-to, sempre haverá um vínculo entre seu amor e a mãe, de Quando o bebê mexerá em minha barriga? Entenda esse momento de emoção para futuras mamães Gestantes tendem a sentir mais a movimentação quando estão relaxadas ou descan-sando Quando engravida, pode- -se dizer que emocionalmente é como se a mulher tivesse dentro de si um tsunami de emoções. Parte delas são res-ponsabilidade dos hormônios, mas a outra parcela tem a ver com a ansiedade natural da gestante. Curiosidades que dizem respeito ao rostinho do bebê ou então sobre que dia vai ser o parto são bem comuns. Porém, uma coisa é quase unanimidade, as futuras mamães ficam ansio-sas para sentir o bebê mexer dentro delas. O feto começa a se movi-mentar dentro da barriga da mãe por volta da 10ª semana de gestação. Porém, a mu-lher não o sentirá ainda. A grande maioria das mamães vai perceber os primeiros movimentos por volta da 18ª semana de gestação. Os primeiros movimentos são descritos como cócegas inter-nas, uma bolinha mexendo ou algo leve andando na barriga. Isso porque no começo a mãe não sente exatamente o bebê, mas sim as “ondas” que o líquido amniótico fazem quando o pequeno se mexe. As mamães de primeira viagem talvez sintam difi-culdade para perceber que o seu filhote está mexendo. São tantas sensações novas que é natural se confundir. Mulheres que estejam muito acima do peso ao engravidar também podem demorar um pouco mais para perceber os movimentos do bebê, porque a camada de gordura existen-te na região do abdome pode atrapalhá-las. Por volta da 25ª semana, o bebê começa a fazer movi-mentos que lembram o ato de espreguiçar. Nesse estágio, é natural que a mãe veja a barriga se agitar. É possível também notar que o bebê reage a sons e à voz das pessoas próximas, pois já é capaz de ouvir. Com o pas-sar das semanas, o pequeno passará a fazer movimentos mais contidos devido à falta de espaço no útero, que dimi-nui conforme o bebê cresce. É nesse momento também que o pequeno começa a se posicionar para o parto e a frequência de movimentos tende a ficar mais discreta, já que seu filhote está quase nascendo. Caso após os primeiros movimentos, que, como foi dito, ocorrem por volta da 18ª semana, a mãe não sentir o bebê, ela pode estimular a barriga dando leves apertões. Ele provavelmente reagirá. Porém, se o feto ficar mais de seis horas sem se movimen-tar, procure um médico ime-diatamente. Ele a examinará e poderá indicar o que deve ser feito. Mantenha a calma e confie nele! Ele já tem filhos, saiba como lidar com esta situação sem perder o romance maneira que não adianta nada ter ciúme daquela ligação à noite porque o filho dos dois adoeceu do nada. É besteira querer competir! Isto significa estar cons-ciente de que atitudes como fi-car brava ou fazer chantagem não vai te levar a nada. Filhos ocupam um tempo enorme na vida de qualquer pessoa e com ele não será diferente. Se não estiver disposta a lidar com isso, é melhor partir para outra. Para que não restem dú-vidas que acabarão por gerar problemas futuros, é reco-mendável conversar bastante com seu amor sobre esse assunto. Você precisa ter claro em sua mente qual será seu papel na relação com o filho dele, que jamais pode se tornar uma “pedra no sapato” na vida do casal. Um tópico importante é ser abordado nesta conversa é a possibilidade de ele ter mais filhos, caso este seja um desejo seu. Por já ter um herdeiro, existe a possibilida-de de ele não querer outros e isso pode se tornar um enor-me problema se você planejar crianças na sua vida. Exceção feita a alguns poucos casos, você não as-sumirá o papel de mãe da criança. Claro que uma bron-ca aqui ou uma correção ali podem ser necessárias, mas a educação deve partir dos pais, com interferências suas somente a pedido do seu na-morado. Digamos que você deve assumir o papel de “tia”, com responsabilidades limita-das. Em casos de desenten-dimentos, especialmente os que envolvam a ex-mulher dele, tenha sempre em mente que a criança não tem nada a ver com o assunto. Não des-conte sua raiva ou frustração nela, ok?

×