Guaianas 087

238 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
238
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guaianas 087

  1. 1. Jornal Ano 7 Número 087 Tiragem 25 Mil 1ª QUINZENA DE ABRIL/2014 Tel. 2031-2364 raleste@gmail.com Nesta última semana, o Grêmio Botafogo de Guaia- nases completou 59 anos de tradição e respeito ao futebol amador. Para quem não sabe, o clube foi funda- do em 5 de abril de 1955 por Admardo Armond, que Grêmio Botafogo de Guaianases comemora seus 59 anos com foco no futebol amador veio para a capital paulista com sua família diretamen- te do Rio de Janeiro. Apai- xonado pelo futebol e pelo Botafogo dos craques Didi, Nilton Santos e Garrincha, ele resolveu montar a sua própria equipe, usando o nome do clube do coração e o peculiar escudo com a estrela solitária no peito. Assim, em pouco tempo o Botafogo de Guaianases mostrou tamanha paixão e organização que acabou conquis-... Leia na pág 03 Até o momento, foram notificados 1166 casos de dengue em 2014, o que resulta em uma taxa de incidência de 10,4 (casos para cada 100 mil habitan- tes) considerada baixa, de acordo com o Ministério da Saúde. Em 2013, foram registrados... Leianapág03 Combate a dengue torna-se prioridade para o governo Deputado Paulo Teixeira participa do Programa Roda Viva do Grupo Acontece O deputado federal Pau- lo Teixeira (PT) participou do PROGRAMA RODA VIVA do Grupo Aconte- ce de Jornais e Revistas, no último sábado (12), convidado pelo diretor Di- valdo Rosa, por se tratar de um político “ficha lim- pa”, filho de São Miguel e defensor do desenvol- vimento da Zona Leste. Foi um encontro de altís- simo nível, pois acompa- nharam o deputado, Simão Pedro, atual secretário de serviços da PMSP; o eng. Aldo Antunes,  atual subprefeito de São Mi- guel; Célia Aparecida As- sumpção, chefe de ga- binete da Subprefeitura SM; Prof. Adalberto Tim Maia, ex-subprefeito de São Miguel e Cátia Este- ves, agência Planeta; entre outros. Do lado empresarial estavam o Fernando José Velucci, Superintendente da Distrital São Miguel da ACSP; Arlindo Miragaia, representando a Universi- dade Cruzeiro do Sul; Mar- celo Doria, Presidente do CDL Leia na pág 04
  2. 2. Uma publicação do Grupo Acontece de Jornais e Revista As matérias publicadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam necessariamente a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. Diretor e Chefe de Redação: Divaldo Rosa MTb: 42.488 • Jornalista (fl): Silmara Galvão Nunes • Representantes Comerciais: Divaldo Rosa • Diretor de Arte: Sérgio Avante • Designer: Ademir Rodrigues • Revisora: Prof. Suseli Corumba • Administração Financeira: Ademir Rodrigues • Distribuição: Mart Press Distrib.de Jornais • Redação e Publicidade • Fone/Fax: 2031-2364 / 2513- 0928 • Av. Guachos, 166 • Cep: 08030-360 • Vila Curuçá - SP - E-mail: raleste@gmail.com (fl = Freelancer) Jornal 2 As 41 unidades terão em sua programação se- manal pratos típicos dos países participantes do Mundial As 41 unidades do Bom Prato, na capital e interior de São Paulo, servirão até o final de maio pratos que homenageiam os países participantes da Copa do Mundo 2014.Ainiciativa da Secretaria de Desenvolvi- mento Social tem o objetivo de oferecer à população de baixa renda a oportunidade de ter contato com novas culturas, além de uma re- feição saudável. Será substituído um item tradicional do cardápio por uma iguaria típica de um dos países participan- tes do mundial, durante quatro dias da semana. A troca pode ser feita no prato principal, guarnição ou salada. As semanas foram di- vididas de acordo com os grupos e chaves, seguin- do a ordem do sorteio da Quinze profissionais serão selecionados com salário ini- cial de até R$ 5.331,20 Termina em 30 de abril o prazo para se inscrever n concurso da CPTM (Compa- nhia Paulista de Trens Metro- politanos) que vai selecionar 15 profissionais. Os salários variam entre R$ 1.855,64 e R$ 5.331,20. As taxas de inscri- ção são de R$ 25,00 (Ensino Fundamental), R$ 40 (Ensino Médio) e R$ 60 (Ensino Supe- rior). Os candidatos devem se inscrever pela internet. Há vagas para Analista de Planejamento e Desen- volvimento Operacional Jr., Procedimento é obriga- tório para todos os proprie- tários e pode ser feito pela internet ou pessoalmente nas unidades do Detran.SP Termina em 30 de abril o prazo para carros com placa final 1 serem licen- ciados. O procedimento é obrigatório para todos os proprietários, que podem optar pelo sistema de li- cenciamento eletrônico ou fazer o procedimento pes- soalmente, nas unidades do Detran.SP ou Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito). Caso realize o proce- dimento pela internet, o No caminho da plena democracia, dois fatores devem sempre ser lembra- dos: a participação popular e o jornalismo aguerrido, investigativo. O povo nas ruas pontuou a luta pelas eleições diretas à Presidên- cia da República, enterrando a ditadura militar, a tortura e os anos de chumbo. Nes- se processo, a censura à imprensa marcou uma das estratégias dos generais de plantão que comandaram o país. Jornalistas que procu- raram exercer sua profissão com dignidade, denunciando abusos contra a democracia, Brado aos jornalistas que lutam contra o arbítrio José Américo foram presos, torturados. Alguns perderam a vida na luta pela liberdade. Essa situação ocorreu em diversas cidades brasi- leiras, como São Paulo. Não à toa, na capital paulista, a Câmara Municipal criou a Comissão da Verdade Vladi- mir Herzog. O nome presta uma homenagem à memória do jornalista que, mesmo atendendo de forma espon- tânea pedido dos militares para prestar depoimento em 1975, acabou preso, torturado e assassinado. Os militares simularam, em foto histórica, o suicídio de Vlado, como era carinhosa- mente chamado pelos ami- gos. Em vão: testemunhos e apurado trabalho da perícia revelaram a farsa, detalhada em relatório pela Comissão. Amigo de Vladimir Her- zog, o jornalista Audálio Dantas – à época dos acon- tecimentos presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo – esteve na Câmara Munici- pal dando seu testemunho sobre o episódio no Ciclo de Debates em Comunicação. Autor do livro “As duas guer- ras de Vlado”, ele confirmou as denúncias contra os tor- turadores.Além disso, pediu a revisão formal do processo e a prisão dos assassinos. Fica claro nesses dois exemplos que o trabalho ar- riscado do bom profissional de imprensa deve sempre ser ressaltado. Ainda mais nesta semana em que se comemora o Dia Nacional do Jornalista, em homena- gem a João Batista Líbero Badaró. Médico, jornalista e de origem italiana, ele foi assassinado por inimigos políticos, em São Paulo, no dia 7 de abril de 1830, durante uma passeata de estudantes em comemora- ção aos ideais libertários da Revolução Francesa (Igualdade, Fraternidade e Liberdade). Não por acaso, a Câmara Municipal receberá este ano os finalistas de uma das principais premiações jorna- lísticas da imprensa brasilei- ra: o Prêmio Líbero Badaró. O apoio revela nossa visão de que o reconhecimento do trabalho de jornalistas que lutam contra o arbítrio, a corrupção e revelam as ameaças contra os direitos humanos é ponto-chave na consolidação da demo- cracia. José Américo é presiden- te da Câmara Municipal de São Paulo. Contato: jose- americo@camara.sp.gov.br Concurso da CPTM recebe inscrições até dia 30 Analista de Planejamento e Gestão, Jr. Analista de Pla- nejamento Jr., Engenheiro de Manutenção Jr., Assistente Social, Médico do Trabalho, Agente de Relacionamento, Agente de Segurança Ope- racional, Caldeireiro, Maqui- nista, Operador de Máquinas e Equipamentos I, Pintor e Serralheiro. Site de inscrição: http:// w w w. c a i p i m e s . c o m . b r / cptm012014/editais.asp Licenciamento de carros com placa final 1 termina dia 30 cidadão deve efetuar o pagamento da “taxa de emissão”, no valor de R$ 68,48, mais R$ 11 para envio do documento pelo Correio, via sistema ban- cário (agências bancárias, caixa eletrônico ou bancos online) e aguardar o rece- bimento do documento no endereço cadastrado junto ao Detran.SP. Para fazer o licencia- mento, é preciso ter em mãos o número do Rena- vam (Registro Nacional de Veículos Automotores) ou apresentar o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) do exercício 2013. O veícu- lo não poderá apresentar restrições judiciais ou ad- ministrativas, assim como débitos de multas, IPVA ou DPVAT. Para mais informações, acesse o site do Detran.SP (http://detran.sp.gov.br/) Confira a programação: Cardápio de Abril 1ª semana (07/04 a 11/04) Grupo H Bélgica, Argélia, Rússia e Coreia do Sul 2ª semana (14/04 a 17/04) Grupo G Alemanha, Portugal, Gana e Estad. Unidos 3ª semana (22/04 a 25/04) Grupo F Argentina, Bósnia, Irã e Nigéria 4ª semana (28/04 a 02/05) Grupo E Suíça, Equador, França e Honduras Cardápio de Maio 1ª semana (05/05 a 09/05) Grupo D Uruguai, Costa Rica, Inglaterra e Itália 2ª semana (12/05 a 16/05) Grupo C Colômbia, Grécia, Cost. do Marfim e Japão 3ª semana (19/05 a 23/05) Grupo B Espanha, Holanda, Chile e Austrália 4ª semana (26/05 a 30/05) Grupo A Brasil, Croácia, México e Camarões De acordo com a programação, cada unidade pode escolher qual dia dasemana o prato típico será servido. Bom Prato preparou cardápio especial para Copa do Mundo Copa do Mundo.Aprimeira semana serão servidos pratos da Bélgica, Argélia, Rússia e Coreia do Sul (Grupo H do sorteio). Na próxima semana, será Alemanha, Portugal, Gana e Estados Unidos (Grupo G). O público vai poder ex- perimentar pratos como o Kotleti - bifes de carne de vaca e porco picadas com cebola - um dos pratos russos mais típicos. E tam- bém o Kimchee, da Coreia do Sul, uma guarnição tradicional que mistura ve- getais e condimentos ou o Tchepo Djen, de Gana, que leva pedaços de frango, repolho, cenoura, inhame, berinjela, cebola e alho. Todas as refeições se- guem o padrão de quali- dade e valor nutricional de 1.200 calorias compostas de salada, prato principal, guarnição, sobremesa e suco. E não terão alteração de preço. O valor a ser pago desde o início do progra- ma, em 2000, é o mesmo, R$ 1,00.
  3. 3. 3 Orçada em R$ 15 mi- lhões, reforma realizada no Hospital Geral de São Mateus inclui ampliação do número de leitos de UTI pediátrica e moder- nização da infraestrutura de diferentes setores da unidade O governador Geraldo Alckmin entregou nesta terça-feira, 8 de abril, 19 leitos especializados para tratamento de queima- dos no HospitalGeral de São Mateus, unidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo lo- Alckmin entrega 19 leitos para queimados no Hospital Geral São Mateus calizada no extremo leste da capital paulista. Além dos leitos especializados, a ala de queimados do São Mateus, que abran- ge uma área de 770 m², ganhou quatro leitos de UTI especializada, salas de emergência, curativos e recuperação pós-anes- tésica e uma nova sala cirúrgica. “Com essa inaugura- ção, o Hospital de São Mateus está se tornando um dos principais centros de referência para o tra- tamento de queimados. Além dos novos leitos, estamos melhorando e modernizando as insta- lações para oferecer um tratamento mais confortá- vel à população”, afirmou Alckmin. Orçada em R$ 15 mi- lhões, a reforma ainda in- clui a ampliação de cinco para 10 leitos de UTI pe- diátrica, adequação e mo- dernização dos serviços de nutrição e dietética, almoxarifado e farmácia e a recuperação parcial da fachada do hospital. No total, 3,8 mil m² de área da unidade estão sendo reformados. Perfil Referência para casos de média e alta comple- xidades, o Hospital Geral de São Mateus é uma uni- dade sob administração direta da Secretaria da Saúde que oferece aten- dimento de urgência e emergência, internações nas áreas de clínica médi- ca, cirúrgica, ginecológica e obstetrícia, pediátrica e queimados e atendimento ambulatorial em 22 espe- cialidades médicas. Além disso, o Hospi- tal conta ainda com um centro de parto natural, centro cirúrgico, agência transfusional, radiologia, laboratório de análises clínicas e aparelhos de ultrassonografia e endos- copia. Em média, o hospital realiza 7 mil pronto-aten- dimentos e 5 mil atendi- mentos ambulatoriais por mês. Estão abertas as inscri- ções para os interessados em participar das eleições de novos membros do Grande Conselho Munici- pal do Idoso (GCMI), biênio 2014/2015, até o dia 31 de março. Lembrando que as votações acontecem no mês de abril. Podem se candidatar pessoas com 60 anos ou mais, residen- tes do Município de São Paulo. Os interessados ainda devem assinar Termo de Compromisso em que atestam ter disponibilidade de tempo e disposição para a execução dos trabalhos referentes ao GCMI. E mais, cada uma das cinco macrorregiões da Cidade elegerá nove con- selheiros, totalizando 45 representantes, e o mais votado de cada macror- região passa a compor a Secretaria-Executiva, sendo um presidente, um vice-presidente, um primei- ro-secretário, um segundo- -secretário e um vogal. Nesta última semana, o Grêmio Botafogo de Guaia- nases completou 59 anos de tradição e respeito ao futebol amador. Para quem não sabe, o clube foi fundado em 5 de abril de 1955 por Admardo Armond, que veio para a ca- pital paulista com sua família diretamente do Rio de Janei- ro. Apaixonado pelo futebol e pelo Botafogo dos craques Didi, Nilton Santos e Garrin- cha, ele resolveu montar a sua própria equipe, usando o nome do clube do coração e o peculiar escudo com a estrela solitária no peito. Assim, em pouco tempo o Botafogo de Guaianases mostrou tamanha paixão e organização que acabou conquistando seu espaço no futebol amador de São Pau- lo, se transformando em um time estimado por todos que amam a várzea e tendo até torcida organizada, conhecida como Torcida Jovem e Raça Alvinegra. Desde 2007, tem uma parceria com o São Paulo. Nesse acordo, garotos de 8 a 13 anos que se destacarem vão para o CT de Cotia fazer Até o momento, foram notifi- cados 1166 casos de dengue em 2014, o que resulta em uma taxa de incidência de 10,4 (casos para cada 100 mil habitantes) consi- derada baixa, de acordo com o Ministério da Saúde. Em 2013, foram registrados 2.617 casos e índice 23,3. A Supervisão de Vigilância em Saúde (SUVIS) da região da Lapa e do Jaguaré vem realizan- do ações de prevenção e comba- te ao mosquito. Ao todo, já foram realizados 230 bloqueios de cria- douros (cada bloqueio equivale em média a nove quarteirões e 500 imóveis) e 224 bloqueios de nebulização (aparelho costal). Além disso, três operações Cata- -Bagulho foram realizadas em parceria com as subprefeituras para a retirada de lixos que pos- sam acumular água. Na segunda (7), a COVISA, Eleição para o grande conselho municipal do idoso será realizada no mês de abril No total, serão eleitos 45 representantes e para se inscrever basta a pessoa ter 60 anos ou mais e residir no município de São Paulo Para quem não sabe, o Grande Conselho Munici- pal do Idoso foi instituído em 1992, pela Lei Muni- cipal de nº 11.242, aten- dendo à necessidade de criação de um órgão que representasse a população idosa na administração municipal. O Conselho está atual- mente vinculado à Coor- denação de Políticas para Idosos da Secretaria Muni- cipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) e tem como atribuições prin- cipais receber denúncias e reivindicações do movi- mento organizado e infor- mar e orientar a população idosa sobre os seus direi- tos, além de recomendar normas de funcionamento de instituições de longa permanência, acompa- nhando e avaliando o seu desempenho. Veja a lista de candi- datos por macrorregião e seus respectivos números Participe você também do Conselho e garanta já seus direitos! Grêmio Botafogo de Guaianases comemora seus 59 anos com foco no futebol amador Clube foi fundado pelo carioca Admardo Armond em 05 de abril de 1955 testes, com chance de fazer parte do quadro de atletas de um time profissional. Com essa oportunidade, cerca de 10 garotos já foram treinar no clube do Morumbi. E mais, o Bota já foi cam- peão da Copa Kaiser (em 1997), foi bicampeão paulis- ta amador pela Federação Paulista (nos anos de 1989 e 1990) e já revelou craques para o futebol profissional. A administração do time também é diferente. Desde 1986, o Botafogo aboliu os cargos eletivos de sua dire- toria. Atualmente, o clube é gerido por uma comissão em que cada um conhece bem a sua função. Atual presidente, Itamar de Jesus já está no segundo mandato, e há 10 anos está a frente do clube. Ele conta que vive o clube desde criança: “Comecei como gandula e hoje me tornei presidente”, finaliza. Para Itamar, o lado social é a principal característica do clube: “Temos boas parcerias na região, e a ótima estrutura do CEU JAMBEIRO, com o piso sintético nos ajudam muito”. Um pouco mais sobre o Trabalho Social exercido pelo clube Com 59 anos de tradição, o Grêmio Botafogo FC faz um trabalho social na Escola Co- munitária de Futebol, atraindo centenas de jovens entre 6 e 16 anos do bairro de Guaiana- ses e redondezas, região que conta com cerca de 1 milhão de habitantes. Além disso, o clube conta também com categorias para os veteranos que disputam competições e buscam representar a região em diversos campeonatos. Município intensifica ações de combate à dengue em distritos considerados críticos em parceria com a Subprefeitura Lapa/Pinheiros e Prefeitura de Osasco farão ação conjunta na mesma região. As ações reali- zadas de casa a casa e a nebuli- zação serão ampliadas nos dois municípios. Durante as ações as equipes distribuem toucas para caixa d’água, uma tela fina que não permite a passagem dos mosquitos, como uma espécie de tampa provisória, até que o munícipe providencie a tampa definitiva do recipiente. Em toda cidade, foram realizadas as seguintes ações: - Orientação em 272 mil imóveis (panfleto) - Visitas e bloqueios de criadouro em 107 mil imóveis; - Nebulização em 11 mil imóveis (aparelho costal); - 120 mil visitas de casa em casa - 6 mil ações em pontos estraté- gicos (desmanches, ferro velhos, floriculturas, borracharias, etc) Detalhamento de notificações Dos 98 distritos da capital paulista, cinco apresentam alto índice de incidência. No Jaguaré, foram registrados 208 casos e o índice é de 417,1, considerado alto. Na Lapa, foram 112 casos e índice de 170,4, considerando médio. Em Rio Pequeno foram notificados 114 casos e o índice é 96,2, limítrofe para médio. Outros dois distritos, Tre- membé, na zona norte, com 38,5 casos por 100 mil habitantes; e Vila Jacuí, na zona leste, com 30,2 casos, também apresen- tam índices acima da média da cidade. Ambos fazem limite com o município de Guarulhos. Os dados detalhados (por ano e subprefeitura) são variá- veis.As unidades de Saúde públi- cas e privadas são responsáveis pelo envio das notificações para as Supervisões de Vigilância em Saúde que analisam os casos e lançam no sistema federal (SI- NAN). Na semana passada, a cidade ainda tinha notificações inferiores ao mesmo período do ano passado, mas com o indica- tivo de alta nos distritos mencio- nados, na Zona Oeste. Clique aqui e veja os dados por distrito e por semana epide- miológica Como prevenir - Pratos de vasos de plantas de- vem ser preenchidos com areia; - Tampinhas, latinhas e em- balagens plásticas devem ser jogadas no lixo e as recicláveis guardadas fora da chuva; - Latas, baldes, potes e outros frascos devem ser guardados com a boca para baixo; - Caixas d’água devem ser man- tidas fechadas com tampas ínte- gras sem rachaduras ou cobertas com tela tipo mosquiteiro; - Piscinas devem ser tratadas com cloro ou cobertas; - Pneus devem ser furados ou guardados em locais cobertos; - Lonas, aquários, bacias, brin- quedos devem ficar longe da chuva; - Entulhos ou sobras de obras de- vem ser cobertos, destinados ao lixo ou “Operação Cata-Bagulho”; - Cuidados especiais para as plantas que acumulam água como bromélias e espadas de São Jorge, ponha água só na terra. Alckimin tomando um cafézinho com os jornalistas Divaldo Rosa e Wilson Borges, Ajorleste
  4. 4. 4 Convidado O deputado federal Paulo Teixeira (PT) participou do PROGRAMA RODA VIVA do Grupo Acontece de Jornais e Revistas, no último sábado (12), convidado pelo diretor Di- valdo Rosa, por se tratar de um político “ficha limpa”, filho de São Miguel e defensor do de- senvolvimento da Zona Leste. Foi um encontro de altíssimo nível, pois acompanharam o deputado, Simão Pedro, atual secretário de serviços da PMSP; o eng. Aldo Antu- nes,  atual subprefeito de São Miguel; Célia Aparecida As- sumpção, chefe de gabinete da Subprefeitura SM; Prof. Adal- berto Tim Maia, ex-subprefeito de São Miguel e Cátia Esteves, agência Planeta; entre outros. Do lado empresarial esta- vam o Fernando José Velucci, Superintendente da Distrital São Miguel da ACSP; Arlin- do Miragaia, representando a Universidade Cruzeiro do Sul; Marcelo Doria, Presidente do CDL São Mateus; Dr. José Eduardo, representando o Colégio Emilia Marinho; João Francisco Ferreira Nascimen- to, ex-subprefeito do Itaim Paulista; Dr. Luiz Carlos Silva Silva, diretor da OAB-São Mi- guel; Marcos Bazzana Delga- do, presidente da Associação dos Inspetores da GCM; Nonô, presidente do Conseg-SM; Tu- any Cesar de Lima do site O Melhor do Bairro; Valfredo Gomes, empresário; e muitos outros. Estiveram registrando o encontro os 15 jornais de bairro e duas revistas, além de cerca de 30 jornais da AJORLESTE, que não puderam comparecer mas vão receber a matéria através do Divaldo Rosa, atual vice-presidente da entidade. Destaque para Lucy Men- donça (Jornal Gazeta de São Mateus); jornalista Francisco de Souza (Grupo de Jornais Gazeta Penhense e Jornal Paulistão Avenidas); Toninho Teixeira (Grupo de Jornais Folha de São Miguel); Leda Marcia Yojo Yojo, Revista Perfil; Tiago Pierre (Jornal Viva Les- te); Mário Luiz Cortes (Jornal de Cangaíba); além dos jornais e revista do Grupo Acontece. Dando início ao Programa Roda Viva pela ordem de per- guntas: Arlindo Miragaia: Deputa- do, gostaria de saber sobre a Usina de Pasadena, no Texas, USA. Gostaria de saber a po- sição do partido (PT) quanto ao fato. Paulo Teixeira: Eu acho que a pergunta que o Arlindo está fazendo é muito importan- te, ela diz respeito ao combate à corrupção. E como a gente faz o combate à corrupção? Esse é um tema caro pra nós, para o PT, porque nós sempre lutamos contra a corrupção. Eu acho que ele está sendo intensamente feito. Tem-se a polícia Federal independente que é capaz de fazer ações como a que fez ontem na Petrobrás, você tem uma CGU bem organizada, o Tribunal de contas, tem o mi- nistério público e tem a justiça. Então o Brasil tem a melhor lei de combate à corrupção do mundo: a lei de acesso a do- cumentos públicos. Agora, eu nunca achei que nós acabásse- mos com a corrupção, eu sem- pre achei que nós temos que ser duros contra a corrupção. Ainda que tiver alguém dos nossos, tem que ser combatido igualmente. Sobre Pasadena, essa semana teve lá na ban- cada federal o Gabriele que foi presidente da Petrobrás. Inclu- sive as explicações que ele deu são as explicações que estão no meu site com números. Ele mostra que a Petrobrás pagou 463 milhões de dólares e a Astra Oil pagou 360 milhões de dólares. Então o preço se equivale e não dá mais pra dizer que o preço de Pasadena foi 43 e a Petrobrás pagou 1 bilhão. Ele mostrou que o preço que a Astra Oil pagou é quase igual ao preço que a Petrobrás pagou. Grabriele afirma não ter problema na compra de Pasadena, inclusive quando a Dilma alegou que na reunião do conselho de administração duas cláusulas não tinham sido mostradas, ele falou que real- mente não foram, mas isso não causou nenhum impacto para o negócio. Por último, ele está dizendo que teve um negócio feito em 2006/2007/2008 e teve uma crise americana que afetou o valor do petróleo. Se teve uma perda, essa perda foi recuperada pelo fato dessa usi- na passar a refinar xisto leve, então não precisou fazer o tal investimento que era a cláusula de investimento e a cláusula Marlin. Em síntese, fizemos um negócio  que no meio do caminho teve algum problema e agora virou um bom negócio.  Ou seja, Pasadena foi um bom  tante para aumentar a oferta de médicos aqui na região leste. Marcelo Doria: Como a sua legislatura é no plano federal, gostaria que nos informasse por que o governo Dilma tendo a maioria no Congresso Nacio- nal, não consegue programar as reformas estruturais de que precisamos. E qual o risco das manifestações prejudicarem o favoritismo da presidente Dilma? O PMDB tem risco de romper com o governo? Por- que vocês vão precisar dessa base principalmente com os municípios... Paulo Teixeira: São três questões importantes, o Brasil tem um sistema político que elege o presidente da república e não lhe dá a maioria congres- sual, isso é uma coisa extre- mamente difícil, mas é assim que acontece. Por isso temos que ter uma reforma política capaz de aperfeiçoar o sistema político brasileiro. Em segundo lugar, o PMDB tem a vice- -presidência, ou seja, eles têm o Michel Temer, que faz parte Jornalista Lucy Men- donça questiona o secretário Simão Pedro (presente no encontro): Qual a possibili- dade de instalar câmeras de monitoramento dentro das UBS e AMAS? Simão Pedro: Esse tema da segurança pública é um tema que é de responsabi- lidade do estado, mas nós fazemos a parte auxiliar como a iluminação pública. No ano passado, trocamos 120 mil lâmpadas e um pouco mais de 18 mil postes. Por exemplo, lá na sua região, na Vila Bela, não tinha qualquer nível de ilumina- ção e esses guardas quiseram ampliar a “operação delegada”. Mas é uma dificuldade porque os policiais querem trabalhar só durante o dia. Nós queríamos ampliar o trabalho noturno e fazer o reforço de segurança dos equipamentos e das esco- las, mas às vezes os policiais não querem ficar na rua, eles querem ficar dentro, e isso dificulta a ação. Euflavio (Artista Plástico): Deputado Paulo Teixeira participa do Programa Roda Viva do Grupo Acontece Gostaria de saber sobre a contaminação do solo da USP Leste e também sobre os proje- tos culturais para nossa região. Paulo Teixeira: Há duas semanas, o SESC se com- prometeu de construir uma unidade basicamente em São Miguel. Como todos sabem, ele tem uma programação cultural excelente, com show, oficinas e atividades muito ricas para todos. Eles estão construindo também uma unidade do SE- NAC aqui na Marechal Tito, ou seja, isso vai enriquecer muito o cenário cultural de formação do nosso povo de São Miguel. Vamos batalhar para que o centro cultural entre ou com verba da cidade ou com verba do governo federal. Sobre a USP LESTE, eu não consegui me aprofundar sobre o laudo técnico referente à contamina- ção, se ela provoca algum risco às pessoas que ali trabalham ou estudam. Mas vou verificar o caso. Francisco de Souza, (Ga- zeta Penhense): Qual o legado que a Copa deixará para nossa região? Paulo Teixeira: Eu sou um defensor dessa Copa do mundo, em primeiro lugar é o evento mais visto no mundo. Segundo, o estádio que foi construído será um estádio multiuso, que terá jogos, sho- ws, hotel, restaurante, além disso, aquela área de Itaquera será toda reestruturada. Tere- mos mais turistas aqui no Brasil que gastarão muito dinheiro e a gente vai recuperar tudo o que foi investido nos estádios. Os estádios são mais seguros pra quem vai assistir aos jogos, eles são filmados, as cadeiras são numeradas, então além de ter mais conforto, vamos ter maior controle de violên- cia nesses estádios para os torcedores. O Brasil precisa superar o que o Nelson Rodri- gues chamava de complexo de vira-lata. Aquela ideia de que não podemos ter um estádio melhor, tudo tem que ser de 2ª. categoria e que nada pode ser bom. E por último, concluo dizendo que nós decidimos que 75% dos royalties do petróleo vão para a educação e os ou- tros 25% vão para a saúde e isso é uma fortuna. Toninho (Folha de São Miguel): O que o Paulo Tei- xeira pensa do deputado Paulo Teixeira? Paulo Teixeira: Antes de responder ao Toninho quero me prontificar aqui de fazer lá em Brasília e aqui em São Pau- lo uma reunião daAJORLESTE com o pessoal da comunicação e já quero pedir pra Cátia mar- car essa reunião. O que eu penso do Paulo Teixeira? A gente é aonde o pé da gente pisa, eu sou fruto desta região, do povo sofrido que construiu sua casa aqui com muita dificuldade. Eu sou parte dessa energia do povo da zona leste que é digno e batalhador. O povo pobre sabe que para construir uma casa não é do dia para a noite, en- tão eu aprendi também aqui a ser honesto, pra mim esse é o valor mais importante. O povo mineiro diz o seguinte para o filho quando ele sai de casa: “Filho, o importante não é sair de casa, é voltar para casa”. Por isso, é tão importante pra mim voltar aqui pra São Miguel com a mesma dignidade e po- der ser recebido por vocês, de braço abertos. Figueiredo citou fatos rele- vantes sobre a falta de sinali- zação naAvenida Pires do Rio, em São Miguel. Paulo Teixeira: Minha su- gestão é que como ele falou na presença do subprefeito, o próprio subprefeito poderá encaminhar isso para o de- partamento de trânsito para fazer um estudo e resolver o problema. Jornalista Tiago Pierre: O que você acha das subpre- feituras serem administradas por pessoas que não são da região?Qual conselho o Sr. da- ria para um subprefeito nesse sentido? Paulo Teixeira: Primeira coisa, eu acho que o Haddad vai dar conta desse recado, acho que ele vai chegar no 3° e 4° anos de governo muito melhor. Nós só administramos São Paulo quando a casa cai. Por exemplo, quando caiu o Pita, chegou a Marta; teve o ex-prefeito e chegou o Haddad. Ele vai equacionar a dívida com o governo federal, se ele equacionar essa divida, vai sobrar uma margem de inves- timento alto, se ele equacionar o problema do IPTU, vai sobrar uma margem, melhorando a capacidade de investimento, eu acho que ele será um bom prefeito. Subprefeitura tem que ser um lugar que você dialoga e a partir daí você alavanca o seu bairro. Eu acho que esse é o jeito das coisas acontecerem. Paulo Teixeira permaneceu na sede do jornal por mais de duas horas, respondendo a to- das as perguntas como a crise na Petrobrás (Refinaria de Pa- sadena), segurança na Copa, violência nas escolas, Governo Dilma, Governo Haddad, cri- se com os jornais de bairro, subprefeitura de São Miguel, cultura, novo hospital em São Miguel, reformas estruturais e muitos outros. Terminou o encontro com um grande saldo positivo, pois debateu com uma plenária seleta, comprometida com o desenvolvimento da Zona Leste e pôde mostrar porque é considerado um dos melhores deputados do PT. negócio para a Petrobrás.  Toninho: O que nós po- demos fazer para termos uma São Miguel mais sustentável? Paulo Teixeira: Sobre a questão da sustentabilidade, eu e o deputado Arnaldo Jar- dins trabalhamos na câmara federal com o marco regulatório dos resíduos sólidos. O Simão poderá dizer das próximas porque ele está prestes a con- tratar um novo ciclo de logística reversa que vai impactar todo o Brasil. E também a ideia de que a reciclagem passa pelos catadores. Simão e o Haddad pegaram a cidade com menos de 1,5% de reciclagem e vão conseguir aumentar para 10% de reciclagem. Claudionor - CONSEG SM: Gostaria de saber sobre os projetos que se tem para o hospital Tide Setubal. Paulo Teixeira: Sobre o Tite Setúbal eu já apoiei a com- pra de um equipamento e nós estamos liberando um milhão para os seguintes hospitais da zona leste: o Waldomiro de Ermelino Matarazzo, o Hospital da Cidade Tiradentes e o Hos- pital de Guaianases. O tema da saúde é fundamental, eu tenho a honra de ter participado com o Haddad do debate do curso de medicina e de ter partici- pado da 1° audiência que as irmãs Marcelina fizeram para a criação da Faculdade de Medi- cina. Esta faculdade foi criada no Santa Marcelina e já deve estar na segunda turma. Com certeza isso será muito impor- do governo. Mas o PMDB tem a seguinte situação: uma par- te do partido está conosco, e outra parte do partido não está conosco. Portanto, você tem que enxergar essa realidade e trabalhar com essa realidade. Terminada a eleição, em minha opinião, nós temos que fazer um esforço de conversar com o PMBD no sentido de apurar quem está conosco e fazer um alinhamento e qualificar essa relação.
  5. 5. 5 Mulheres com 60 anos ou mais podem se ins- crever no concurso que acontece em 8 de maio. Começaram na última quin- ta-feira, 10, as inscrições para o concurso “A mais bela idosa” da capital pau- lista. As candidatas devem ter 60 anos ou mais e morar na cidade de São Paulo. A competição também terá cinco outras categorias: Miss Timidez, Miss Sorriso, SP premia a mais bela idosa da capital Miss Simpatia, Miss Beleza e Miss Elegância. A seleção das finalistas acontece dia 29 de abril, às 13h, e a final no dia 8 de maio, das 13h às 17h. As inscrições podem ser feitas até o dia 25 de abril, pelos telefones (11) 2030- 4000/4003/4035. O IPGG está localizado na Praça Aleixo Monteiro Mafra, 34, São Miguel Paulista, zona leste da capital. Auxiliares de papiloscopis- ta e atendentes de necrotério reforçarão o quadro de fun- cionários O Estado de São Paulo ganhou no dia 11, 113 auxi- liares de papiloscopista, da Polícia Civil, e 43 atendentes de necrotério, da Polícia Téc- nico-Científica. Os 156 novos policiais foram aprovados em concursos públicos e agora iniciam um curso de formação de três meses na Acadepol (Academia de Polícia Civil Dr. Coriolano Nogueira Cobra). No curso, os auxiliares de papiloscopista e os aten- São Paulo ganha mais 156 policiais civis e científicos dentes de necrotério terão aulas de Criminalística, Cri- minologia, Direitos Humanos, Gerenciamento de Crise, Me- dicina Legal e Papiloscopia, entre outras disciplinas.Os alunos devem passar por um estágio probatório. Os novos policiais serão designados para unidades da Polícia Civil e Científica de acordo com a classificação final do curso na Academia e da necessidade de cada região. Os aten- dentes de necrotério serão responsáveis por recolher cadáveres de locais de crime, transportá-los e limpá-los, operar sistemas de comuni- cação institucional, além de adotar todas as providências necessárias para a realização desse serviço, entre outras funções. Já os auxiliares de papi- loscopista são responsáveis pela parte administrativa da identificação civil e criminal. É ele quem deve auxiliar no trabalho de papiloscopista, como no preparo de materiais e coleta de impressões de pessoas identificadas e de corpos não identificados e de digitais em locais de crime, entre outras atribuições. No primeiro dia des- se mês tivemos alguns debates sobre a ditadu- ra, alguns se posicio- nando a favor e outros contra, discussão essa que só tem importância se aprendermos com os erros do passado, primeiramente a dita- dura e o golpe foi algo muito ruim e que não tem que ser comemo- rado. Temos que aprender com ela e com o que foi feito de errado, e uma das coisas que real- mente marcou aquela época negativamente foi a falta de liberdade de expressarão e o governo controlando todos os ca- nais de comunicações. Isso era a Repressão! Isso que vem aconte- cendo com a apresenta- dora Rachel Sheheraza- de nada mais é do que a boa e velha repressão, para quem não sabe o que aconteceu irei re- sumir, a ancora do jor- nal emitiu uma opinião desfavorável ao gover- no, governo esse que pressionou a emissora a tira-la do jornal, se não iria deixar de colocar as cotas propagandas em seu veiculo, o SBT então sem ter alternativa a tirou ar, depois de uma como- ção popular ela ira voltar só que não poderá mais emitir suas opiniões. Agora pergunto a você leitor, se a maioria de nossos, senadores, Coluna Beto deputados, governado- res e ate nossa Presi- denta dizem ser contra repressão, e repudiam o que aconteceu na ditadura, porque em pleno regime democrá- tico proibir alguém de dar a sua opinião. Isso me parece no mínimo estranho não acham? Vamos parar de de- senterrar os fantasmas do passado, vamos nos ater no que esta acontecendo hoje, tirar o direito de alguém se expressar é contrario a tudo que se lutou na época da ditadura, e cabe a nós não aceitar mais esse tipo com- portamento, esse ano tem eleição e esta em nossas mãos mudar isso tudo. #DeixeRachelShehera- zadeFalar do
  6. 6. 6 Ferramentas garantem a acessibilidade para 62,5 mil estudantes matricula- dos em escolas paulistas Pioneiro no processo de inclusão escolar, o Estado de São Paulo oferece uma série de equipamentos pedagógicos para os 62,5 mil estudantes com algum tipo de deficiência matri- culados na rede estadual. São equipamentos tecno- lógicos, como scanner de voz, que transforma todo conteúdo do currículo regu- lar de texto em áudio, que garantem a acessibilidade e a autonomia na rotina desses alunos. Além disso, 1.770 salas A 8ª edição da Virada Cultural Paulista levará es- petáculos de teatro, dança e circo para as 28 cidades participantes do evento, que acontece no interior e litoral paulistas nos dias 24 e 25 de maio e 31 de maio e 1º de junho. Ao todo, serão 128 atra- ções durante todo o even- to. No dia 24, a abertura da Virada em Araraquara fica por conta da cia de dança Ballet Stagium, com a obra “Mané Gostoso”, em ho- menagem a Luiz Gonzaga. Em Piracicaba, o grupo Pró-Posição se apresenta sábado, 24, às 18h, com a coreografia Vis-à-Vis. No final de semana seguinte, uma peça baseada na obra de Franz Kafka de- sembarca em São José dos Campos. O espetáculo “Comunicação a uma aca- Scanner de voz e cursos onlines de inglês e Libras incluem alunos com deficiência na rede estadual de recurso multifuncionais são equipadas com im- pressoras para ampliação de livros e máquinas de Braille. Nas classes, os alu- nos têm à disposição com- putadores com softwares adequados e o caderno do aluno impresso em Braille e em fonte ampliada. A Es- cola Virtual de Programas Educacionais do Estado de São Paulo (EVESP) também elaborou dois cur- sos onlines especiais para atender esses alunos. As aulas de inglês para es- tudantes com deficiência visual e auditiva oferecem mais de 40 filmes para o ensino do idioma. Os con- teúdos podem ser aces- sados da própria casa do aluno e também nas salas doAcessa Escola, onde to- das as máquinas possuem um software leitor de tela que permite que usuários cegos ou com baixa visão utilizem os computadores. Já o curso de Libras Online, para surdos e ou- vintes, reproduz com ajuda de avatares em 3D situa- ções do cotidiano - como passeio em shoppings, aulas de educação física, festas - e auxiliam o apren- dizado dos participantes. Em 2013, mais de 4 mil alunos se inscreveram no programa. Virada Cultural Paulista terá espetáculos de teatro, dança e circo trações gratuitas serão levadas a 28 cidades do interior e litoral paulistas demia” acontece sábado, 31, às 18h. O teatro infantil também marca presença no evento, com atrações em Diade- ma, Caraguatatuba Mogi das Cruzes, Indaiatuba e Marília. Confira mais atrações do evento no site da Se- cretaria da Cultura. (http:// www.cultura.sp.gov.br/)
  7. 7. 7 Apesar do cheirinho agra- dável, as fragrâncias podem deixar marcas nas suas roupas; Confira os cuidados principais para evitar e resol- ver o problema Muita gente não sabe, mas uma grande parte dos perfumes pode manchar rou- pas e tecidos em geral, espe- cialmente com o uso repeti- do. O álcool das fragrâncias é o grande culpado, podendo amarelar peças brancas e de algodão ou descolorir outros tipos de material. Para conti- nuar agradando o olfato sem se preocupar com os borrões visíveis em sua roupa, pre- parou dicas práticas para evitar e remover esse tipo de mancha. Não borrife perfume em suas roupas - Evitar aplicar diretamente em suas roupas o produto pode até ser uma dica básica, porém ela é fa- cilmente esquecida. Quem nunca borrifou um pouco de fragrância na manga ou sobre a camisa para que o cheiro durasse por mais tempo? Pois bem, esse é o tipo de iniciativa que deve ser evitada para evitar as in- desejadas manchas. Sempre Mascar chiclete causa dor de estômago? Faz perder a fome? Veja mitos e verdades O chiclete não pode ser considerado vilão: em algu- mas pessoas ele pode provo- car gastrite, mas é um aliado no combate ao mau hálito e até ajuda na concentração. Muitos têm costume de mascar chicletes e ficam temerosos com as conse- quências desse hábito. Mas existem coisas boas nessa mania, como melhorar a di- gestão, aliviar o estresse e até tratar problemas da arti- culação temporomandibular, desde que o hábito não seja cultivado ao exagero, claro. Dois chicletes por dia é uma boa medida. Conheça abaixo alguns mitos e verdades sobre o chiclete. 1. Chiclete causa dor de estômago ou gastrite - PAR- CIALMENTE VERDADE: Pessoas com predisposição e aquelas que já sofrem de gas- trite ou úlcera podem sofrer desse mal. Para as demais, mascar chiclete não provoca dor de estômago nem gastri- te. Pelo contrário o chiclete promove um bom funciona- mento do sistema digestivo, já que estimula a salivação e melhora o funcionamento dos órgãos envolvidos nesse processo. 2. Mascar ajuda a ema- grecer ou saciar a fome - PARCIALMENTE VERDADE: Aajuda pode ser muito peque- na e individual. Se, durante a mastigação do chiclete, o efeito sensorial nas papilas gustativas for maior do que o estímulo de secreção do suco gástrico, pode ajuda. Se acontecer o contrário, porém, pode estimular o apetite ainda mais. Na prática: funciona como inibidor de fome quando ainda tem o sabor que dá a sensação de ter comido algo gostoso. Após isso, quando a mastigação continua ininter- rupta, causa efeito contrário. Logo, não fique mascando por horas a fio aquele chiclete já sem gosto. 3. Mascar chiclete pode aumentar os gases gas- trointestinais - VERDADE: Pessoas ansiosas mascam chiclete e, ao mesmo tempo, engolem ar, essa prática aumenta os gases significa- tivamente. 4. É perigoso engolir chiclete - MITO: Não. O chi- clete é excretado pelo tubo digestivo praticamente intac- to, porque é uma goma não absorvível pelos intestinos. 5. Chiclete pode ser be- néfico para a saúde bu- cal - VERDADE: Desde que mascado com moderação - duas unidades por dia - o chiclete pode ajudar em al- gum distúrbio da articulação temporomandibular, ele atua como uma fisioterapia, aos pouquinhos vai diminuindo o estresse da articulação. Quando alguém tem uma lu- xação, por exemplo, o chiclete ajuda a soltar a articulação e diminuir o atrito. 6. Chiclete sem açúcar evita a cárie - VERDADE: Sim.Ao aumentar a salivação, ele protege os dentes da con- centração de partículas cau- sadoras da cárie. Mas deve ser, sempre, sem açúcar. 7. Mascar melhora o háli- to - VERDADE: Por aumentar a salivação e diminuir a acidez dentro da boca, barrando a multiplicação das bactérias, ele contribui para um hálito mais saudável. Mas, outra vez, ele precisa ser sem açú- car para que isso aconteça. 8. Chiclete ajuda a cla- rear os dentes - PARCIAL- MENTE VERDADE: Tem que ver o princípio ativo do chiclete, pois há alguns que apenas ajudam a remover a placa bacteriana, dando uma sensação de que os dentes estão mais claros. Perfume pode manchar a roupa use o perfume na pele, e se possível espere um pouco para o álcool evaporar antes de vestir as peças – afinal, isso evitará que elas fiquem em contato com a região ainda molhada. Tome cuidado redobrado com punhos e golas - Os punhos e as golas são os mais afetados pelas man- chas de perfume. Mesmo quando você toma o cuida- do para não borrifar nessas áreas e deixar a pele secar antes de entrar em contato com o tecido, muitas vezes o contato prolongado com essas áreas é inevitável. Por isso, é importante, antes da lavagem convencional, apli- car tira manchas diretamente sobre essas regiões. Deixe de molho com um tira manchas - Se mes- mo assim, por um desses descuidos rotineiros ou até mesmo por algum acidente, o perfume deixou alguma roupa manchada, não se desespere. A primeira me- dida é absorver o excesso de perfume com um papel toalha – dando pequenas batidinhas sobre a mancha – e aplicar na sequência um produto próprio para retirada de manchas. Isso é essencial para solucionar o problema sem a necessidade de es- fregar a peça, o que pode acabar estragando a fibra do tecido. Depois é só colocar na máquina! Não use produtos com cloro - Soluções cloradas podem reagir com o perfume e deixar as manchas ainda mais amareladas, arruinan- do por completo as roupas. Por isso, evite usar produtos que tenham cloro em sua composição. Alguns truques básicos para se ver livre das man- chas de perfume: - Evite espirrar perfume diretamente sobre roupas e tecidos - Tome cuidado redobrado com mangas e colarinho, afinal eles ficam em contato direto com pescoço e punhos onde o perfume é aplicado - Se notar que uma área acabou ficando molhada de perfume, remova excesso de líquido com um guardanapo. - Manchas mais recentes são mais fáceis de limpar, en- tão não perca tempo: aplique sobre elas, antes de molhar a peça, um alvejante sem cloro - Deixe a roupa de molho com um produto tira man- chas - Evite usar produtos que contenham cloro em sua composição, ele pode deixar as marcas mais amareladas
  8. 8. 8

×