Ermelino181 (1) cópia

476 visualizações

Publicada em

Publicada em: Indústria automotiva
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
476
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
38
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ermelino181 (1) cópia

  1. 1. PÁG. 3 Conselho da Comunidade Negra comemora 30 anos e presidente Marco Antonio Zito participa do “Roda Vida” do Grupo Acontece PÁG. 7 PÁG. 5 PÁG. 5 de glicemia, aferimen- to de pressão arterial, exame oftalmológico, massagem, confecção de currículos, cadastro para estágio, dentista, fisioterapia, orientação jurídica, corte de cabelo, limpeza de pele, serviço de manicure... raleste@gmail.com - Tel. 2031-2364 2a quinzena de MAIO DE 2014Ano X - Número 181 Neste último sábado (24), a Escola estadual Leonor Rendesi foi palco de um grande evento culturalentreprofessores, alunosetodosdacomuni- dade. A ação social acon- teceu durante o dia todo, embora o clima estivesse nublado, a temperatura Escola Leonor Rendesi realiza dia da “Ação Social” climática não atrapalhou o público de comparecer ao evento. Cerca de 600 pessoas passaram pelo local. O evento contou com as apresentações da Banda da Polícia Mi- litar; apresentação de dança (professora Mi- chele – Studio Dança e Vida); Alex da Sanfona e Ana Beatriz, Willian da Flauta; Ballet (Igreja Re- nascer); DJ Erryg (sorteio de 1 curso); Dança Afro e Capoeira (San Martin); e Patrulha Mirim. Além de oficinas tais como: pintura facial, rappel, ta- tuagem de renna, exame “Vamo Q Vamo” é o campeão invicto da III Copa Interclubes Leste 2014 Centro Integrado de Comando vigiará 24 horas entorno da Arena Corinthians Comandante do 29º BPM/M  reúne-se com lideranças e comerciantes da região
  2. 2. 2a quinzENA de maio DE 2014Pág 2 JAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOJAPAUTO www.japauto.com.br ITAIM PAULISTA - F.: 2025-7777 - AV. MARECHAL TITO, 7003 ALPHAVILLE / BARUERI / CAMBUCI / CARAPICUÍBA / CENTRO / FRANCISCO MORATO / FRANCO DA ROCHA / ITAQUERA / JABAQUARA / LIBERDADE / MAIRIPORÃ / MAUÁ / GUARULHOS / PIRITUBA / SANTO AMARO / SANTO ANDRÉ / VILA MARIA Respeite os limites de velocidade. CG Fan ESDI 150 14/14 a/v 8.020, ou entr. 2.700,+48x199, (t.prazo 12.252,).Bros 150 ESD 14/14 a/v 10.099, ou entr. 3.300,+48x273, (t.prazo 16.404,).CB 300R 14/14 (Standard) a/v 13.600, ou entr.5.250,+48x300, (t. prazo 19.650,).PCX 14/14 a/v 9.590,.Tabela sujeita a alteração sem prévio aviso, conforme política de comercialização da fábrica. Consulte todas as informações em nosso showroom.Bauleto e capacete grátis somente para Bros.Juros 2.75% a.m. (38,48% a.m.).Banco Honda (TC R$ 496,).CET máximo 52,85% a.a. TC e IOF inclusos. Promoções válidas somente para os modelos anunciados até o término do estoque (2 unidades de cada).Ofertas não cumulativas com outras.Imagens ilustrativas. Reservamos o direito de corrigir possíveis erros gráficos e de digitação. www.japauto.com.br www.japauto.com.br ITAIM PAULISTA - F.: 2025-7777 - AV. MARECHAL TITO, 7003 VEM QUE É SUA!! VEM QUE É SUA!! VEM QUE É SUA!! VEM QUE BAULETO E CAPACETE NXR 150 BROS ESD 2014 MENSAIS 273,00 + ENTRADA Oferta para toda linha BROS. Fotos ilustrativas GRÁTIS FAN 150 ESDI MENSAIS 199,00 + ENTRADA BROS. Fotos ilustrativasBROS. Fotos ilustrativas FAN MENSAIS 199 CB 300R MENSAIS 300,00 + ENTRADA 99,00 + ENTRADA 199+ ENTRADA 300,00 + ENTRADA PCX 150 Pronta Entrega JAPAUTOJAPAUTOJAPAUTO PCX 150 Pronta Entrega Tiragem desta Edição 25.000 exemplares Circulação: Ermelino Matarazzo, Ponte Rasa, Vila Cisper, Vila União, A.E Carvalho, Jardim Pedro Nunes, GUARUlHOS, PENHA e Cangaiba Diretor Geral: Geraldo Malta Diretor de Redação: Divaldo Rosa - MTb: 42448 As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam, necessariamente, a opinião do Jornal. Os nomes dos diretores, colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. REDAÇÃO/publicidade: 2031-2364 / 2513-0928 Revisora: Suseli Corumba dos Santos Diretor de Arte: Sergio Avante Avenida dos Guachos, 166 - Cep: 08030-360 - São Paulo – SP - raleste@gmail.com O jornal de Ermelino & Ponte Rasa é Filiado à AJORLESTE Associação dos Jornais da Zona Leste Acontece Agora Empresa Jornalística Ltda. CNPJ: 03.115.443/0001-16 Jornalista: Silmara Galvão Depto. Jurídico: Agilson M. Oliveira SUB PREF. DE ERMELINO Av. São Miguel, 5550 Ermelino Matarazzo-SP BANCA RDS Av Aguia de Haia, 4085 Jd Cotinha-SP Quer ver sua marca em destaque no maior veículo de Comunicação da Região. Aproveite nossas promoções de anuncios! 2031-2364 2513-0928 Ligue e anuncie Os 229 Centros de Es- tudo de Línguas (CELs) do Estado de São Paulo abrem inscrições em cursos de idioma para o segundo semestre por alunos da rede estadual de ensino. As aulas começam em julho e são voltadas para alunos da rede estadual de ensino. Há cursos de espanhol, francês, italiano, alemão, japonês e mandarim. Os estudantes interessados devem procurar o Centro mais próximo de casa ou cidade. Os cursos são volta- dos para estudantes do En- sino Fundamental e Ensino Médio. Para o cadastro, o estudante (ou responsáveis no caso de menores de 18 O Bilhete Único diário entrou em operação no dia 19 com valores que variam de R$ 10 a R$ 16, dependendo do tipo de transporte. Esta modalida- de temporal permite o uso ilimitado do sistema de transporte por 24 horas, contadas a partir do pri- meiro uso. O lançamento da nova versão aconteceu durante as comemorações dos 10 anos de criação do Bilhete Único, na 65ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos. “O bilhete vale por 24 Candidatos devem se inscrever até 9 de junho pela internet A agência Investe São Paulo abriu oito vagas de emprego com o salário de R$5.341.Osinteressadosde- vem se cadastrar até dia 9 de junho, pelo site da consul- toria EGaion (http://www. egaion.com.br/) responsável pelo processo seletivo. Asvagassãoparaocargo deAnalistadeInvestimentos e Competitividade e, além do salário, os selecionados receberão seguro de vida, plano de saúde e odontoló- gico,valealimentaçãoevale transporte opcional. Para todas as vagas, os Bilhete Único diário já entrou em operação Modalidade temporal permite o uso ilimitado do sistema de transporte por 24horas. Usuários cadastrados pagam a tarifa de R$ 16 para utilizar ônibus, metrô e trens por um dia. horas. A partir do momen- to do uso, você conta 24 horas e pode fazer quan- tas viagens você quiser. Garante mais uma opção de direito à cidade”, afir- mou Haddad, após par- ticipar com o secretário Jilmar Tatto (Transportes) de mesa de discussão sobre o bilhete paulistano. Na nova modalidade, usuários cadastrados na Sptrans pagam a tarifa de R$ 10, para uso somente de ônibus ou somente de metrô ou trens, ou de R$ 16, para uso nos dois sis- temas. Para estudantes, os valores são respectivamen- te de R$ 5 e R$ 10. A aquisi- ção pode ser realizada em qualquer ponto de recarga do bilhete. Novos usuários poderão se cadastrar no site http://bilheteunico. sptrans.com.br para ter acesso ao benefício. Caso o usuário opte por não realizar o cadastro, é necessário adquirir um novo bilhete por R$ 3 e pagar as tarifas de R$ 15, para um único meio de transporte, e de R$ 24 para a integração. A modalida- de diária somente estará disponível para esse públi- co a partir de 24 de maio. Dos 10 milhões de em- barques diários realizados nos ônibus municipais, 94% dos passageiros op- tam por utilizar o Bilhete Único. A implantação das modalidades temporais de tarifa para transporte público é uma iniciativa inédita no Brasil. Com a entrada em operação da versão diária, a Prefeitu- ra cumpre a meta 94 do Programa de Metas 2013- 2016. Alunos do estado podem se matricular em cursos de idiomas grátis Serão oferecidas, no segundo semestre, vagas para espanhol, francês, italiano, alemão, japonês e mandarim anos) deve comparecer a uma das unidades com a cópia do RG. Veja mais informações no site: http://www.educa- cao.sp.gov.br/portal/proje- tos/centros-de-estudos-de- -linguas Investe SP abre oito vagas com salário de R$ 5.341 candidatos devem pos- suir ensino superior com- pleto. Para conferir todas as informações sobre o processo seletivo, acesse o Edital (http://www.in- veste.sp.gov.br/uploads/ midias/documentos/edi- tal_isp_2014_05_16.pdf). Os selecionados serão contratados em regime CLT (Consolidação das Leis Tra- balhistas), sendo assim, não se trata de um concurso pú- blico, uma vez que a Investe São Paulo é uma entidade dedireitoprivado,porémde interesseeutilidadepública. A conquista da seleção brasileira na Copa das Confederações completa 11 meses nesta semana. Desde a partida contra a Espanha, em 30 de ju- nho de 2013, foram oito amistosos, o último em março, contra a África do Sul. Foram poucas as observações nesse perí- odo e todos os titulares Tempo de treinamento curto não assusta comissão técnica daquela vitória por 3 a 0 estão convocados e man- tém status de titulares antes da estreia na Copa do Mundo. Parreira alerta con- tra oba-oba, mas diz que Brasil já está com uma mão na taça “O trabalho principal foi feito desde o come- ço. Logo antes da Copa das Confederações, a es- tratégia foi montar um time e uma maneira de jogar. Deu um resulta- do positivo, ganhamos de maneira inequívoca. Nosso trabalho não foi só um momento, mas é uma continuidade”, disse Carlos Alberto Parreira, coordenador técnico da seleção brasileira.
  3. 3. 2a quinzENA de maio DE 2014Pág 3 A comunidade de Erme- lino Matarazzo está sendo contemplada com mais uma demanda solicitada pela população do bairro, trata-se do recapeamento total da Rua Miguel Ra- chid; importante via que dá acesso as principais ruas e avenidas do bairro. Essa é uma antiga so- licitação dos moradores dessa via, que reclamavam das constantes trepida- ções e tremores que po- deriam colocar em risco a estrutura e segurança Neste último sábado (24), a Escola estadual Le- onor Rendesi foi palco de um grande evento cultural entre professores, alunos e todos da comunidade. A ação social aconte- ceu durante o dia todo, embora o clima estivesse nublado, a temperatura climática não atrapalhou o público de comparecer ao evento. Cerca de 600 pes- soas passaram pelo local. O evento contou com as apresentações da Ban- da da Polícia Militar; apre- sentação de dança (pro- fessora Michele – Studio Dança e Vida); Alex da Sanfona e Ana Beatriz, Willian da Flauta; Ballet (Igreja Renascer); DJ Er- ryg (sorteio de 1 curso); Dança Afro e Capoeira (San Martin); e Patrulha Mirim. Além de oficinas tais como: pintura facial, rappel, tatuagem de ren- na, exame de glicemia, aferimento de pressão arterial, exame oftalmo- lógico, massagem, confec- ção de currículos, cadastro para estágio, dentista, fisioterapia, orientação jurídica, corte de cabelo, limpeza de pele, serviço de manicure, entre ou- tros. Na ocasião, também foram apresentadas pa- lestras com os seguintes temas: Bullying, direito pe- nal, violência doméstica, DST/AIDS, Asma e Rinite. Segundo o professor e educador profissional An- tonio Bueno, a ação social promovida pelo programa A coordenadoria de obras da subprefeitura, está realizando diversas obras nas ruas, pontes e avenidas principais das regiões de Ermelino Matarazzo e Ponte Rasa. Essas intervenções têm como principal finali- dade: A maior e mais rápi- da escoação de águas Escola Leonor Rendesi realiza dia da “Ação Social” com eventos culturais e esportivos Evento foi recheado de atrações como: lazer, cultura e entretenimento para toda a garotada. Escola tráz grandes bene- fícios para a garotada e contribui principalmente com o desenvolvimento educacional dos jovens. “Este programa abre es- paço para a juventude conhecer e cuidar melhor da própria escola, aqui eles trocam idéias, fazem novas amizades e ajuda a tirar os jovens da ociosida- de e, o principal, mantém os jovens longe da crimi- nalidade”, explica ele. Para a operadora de caixa Luciene Ferreira, mãe da adolescente Lu- ana Ferreira, 12 anos, o programa realizado na escola tem tido uma boa repercussão para a filha: “não temos muito lazer em nossa região e para ser franca meu marido e eu não permitimos que ela (filha) fique na rua com os colegas. Acredito que com este programa ela tem se envolvido muito mais com os projetos escolares. Isto tem nos deixado mui- to felizes, pois desejamos o melhor na educação de nossa filha, sempre que posso faço questão de dar uma passada e conferir de perto as recreações que tem na escola”, diz a mãe. A ação social acontece durante o ano inteiro. Esta foi a primeira vez deste ano que a escola Leonor realizou o evento e contou com a participação de mais três tradicionais escolas da região, são elas: EE Filo- mena Matarazzo, EE José de San Martin, EE Maria Jovita. A Principal rua de Ermelino será totalmente recapeada Recape total na Rua Miguel Rachid está em curso, essa obra visa facilitar o tráfego e acesso entre ruas e avenidas do bairro, além de atender a uma antiga reivindicação dos moradores da região. das casas, já que diver- sos ônibus e caminhões trafegam por lá e a con- dição do piso estava fi- cando comprometida. Após algumas reuniões entre moradores, lide- ranças e governo local chegou-se a conclusão de que seria necessário um recape total da rua, e não somente uma ação de tapa buraco. Com isso, a subprefei- tura solicitou uma ime- diata ação de SPUA (Usina de asfalto), para a devida demanda realizada por parte dos munícipes lo- cais, e após conversas e acertos a solicitação foi atendida. Assim, desde o início dessa semana (19 a 23 de maio), as máquinas e operários trabalham no horário noturno para a fi- nalização dessa obra, que depois de concluída faci- litará e muito o trânsito de veículos, gerando uma maior fluidez no trânsito e garantia de atendimen- to a comunidade local. Subprefeitura de Ermelino realiza melhorias nos distritos Diversas obras estão em andamento para proporcionar melhores condições aos moradores dos distritos de Ermelino e Ponte Rasa, confira a seguir o que mudou no seu bairro de chuvas nos córregos locais, revitalizações de praças públicas, mudan- ças realizadas nas aveni- das, ruas e praças visando possibilitar uma melhor acessibilidade (rebaixa- mento de calçadas e tra- vessias) para cadeiran- tes e deficientes visuais, construção de sarjetões, operação “tapa-buraco”, limpeza de ruas, praças, podas de grama em can- teiros, praças e terrenos municipais. Além disso, estão sen- do realizadas limpezas manuais e mecanizadas de bueiros e bocas de lobo, limpeza de córre- gos, poda do mato de suas margens e demais ações de manutenção. Em sua segunda edi- ção, o evento traz 23 espetáculos com oito companhias internacio- nais e 15 nacionais. São mais de 160 artistas de países como Austrália, Brasil, Bélgica, Espanha, França, Inglaterra e Peru. O festival revela os bas- tidores do circo, o dia a dia dos treinos e ensaios, desvenda o que há por trás da lona e o cotidiano fora do picadeiro. A programação reúne shows, intervenções, en- contros entre profissio- nais, exibição de vídeo e a exposição ‘Circo da Festival Internacional Sesc de Circo nheiros, Pompeia, Santa- na, Vila Mariana e Santo André.Você pode ver a programação completa com os detalhes de cada atração no site sescsp. org.br/circos Gente’, que acontecem em espaços públicos da cidade e nos Sescs Be- lenzinho, Bom Retiro, Campo Limpo, Carmo, Consolação, Ipiranga, Interlagos, Itaquera, Pi-
  4. 4. 2a quinzENA de maio DE 2014Pág 4 Vereadores aprovam fim do rodízio de veículos em São Paulo Roupas e cobertores em bom estado podem ser depositados nas caixas coletoras das unidades de atendimento O inverno está che- gando e com ele mais uma edição da Campanha do Agasalho. Para quem deseja fazer doações de agasalhos, calçados e co- bertores em bom estado, as unidades do Poupatem- po da capital, Grande São Paulo, Interior e Litoral também são postos de arrecadação. Todas as doações ar- recadadas serão distribu- ídas até o dia 31 de julho por todo o Estado de São Paulo, para entidades so- ciais cadastradas no Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (Fussesp), albergues e hos- pitais. No último ano, 32 uni- dades do Poupatempo arrecadaram quase 150 mil peças. Os cidadãos podem depositar as doações nas caixas coletoras, distribuí- das pelas áreas de atendi- mento das unidades. Os vereadores aprova- ram, em votação simbó- lica, na tarde de quarta- -feira (28), projeto que revoga o rodízio municipal de veículos em São Paulo. O texto, de autoria do vereador Adílson Amadeu (PTB), seguirá agora para sanção ou veto do prefei- to Fernando Haddad (PT). A assessoria de imprensa da Prefeitura informou, por meio de nota, que aguarda o envio da pro- posta para análise. O líder do governo na Câmara, vereador Arselino Tatto (PT), porém, garantiu que o projeto será vetado. A votação simbólica no plenário da Câmara, que ocorre quando não há registro nominal de votos, foi rápida e o resultado foi anunciado pelo presi- dente José Américo (PT) em menos de um minuto. O projeto de lei, de 2006, estava fora da pauta desde 2007, quando foi votado pela primeira vez. Carros híbridos A votação ocorre na mesma semana que o prefeito aprovou lei de incentivo ao uso de car- ros elétricos e híbridos. A regulamentação pode excluir esse tipo de veícu- lo do rodízio municipal. A Secretaria Municipal de Transportes informou que, até o momento, não há previsão de quando o benefício começa a valer nem como será feita a fis- calização. A lei também prevê a devolução integral do Im- posto sobre a Propriedade de Veículos Automoto- res (IPVA), referente aos cinco primeiros anos de tributação do veículo em questão. Os benefícios, no entanto, estão restritos a automóveis de valor igual ou inferior a R$ 150 mil. O reembolso será definido na regulamentação. Postos do Poupatempo participam da Campanha do Agasalho 2014 Confira os endereços e horários de funcionamento de todos os postos no site (http://www.poupatempo. Para reforçar a segu- rança na capital durante a realização da Copa do Mundo, está em funciona- mento desde sexta-feira, 23, o Centro Integrado de Comando e Controle Re- gional. O CICCR vai operar a partir da Luz, no centro da cidade, 24 horas por dia, sete dias por semana, entre 10 de junho e 18 de julho, e funciona como um centro de coordenação da Operação de Segurança da Copa do Mundo, inte- grando e monitorando in- formações de pelo menos 41 órgãos. Instalado em imóvel da Secretaria Estadual de Planejamento e Desenvol- vimento Regional, o CICCR conta com um videowall que recebe imagens de 30 câmeras instaladas no entorno da Arena Corin- thians, em Itaquera, e em outros pontos estratégicos, além de cinco Centros de Controle Móveis (três car- retas e duas plataformas de observação elevada), para que a Polícia Militar moni- tore jogos e outros eventos relacionados à Copa. “Exemplo prático: qual- Centro Integrado de Comando vigiará 24 horas entorno da Arena Corinthians CICCR conta com videowall e mais de 30 pontos de observação quer alteração no acesso ao estádio, na entrada das pessoas, na saída do estádio, é filmada. E tudo é acompanhado simulta- neamente, para orientar a ação de segurança, de defesa, de trânsito, a partir deste Centro Integrado de Comando e Controle Re- gional”, explicou o gover- nador Geraldo Alckmin em visita ao CICCR no dia 26. Já estão em funcionamen- to as salas de operações (NOC - Network Opera- tions Center), de atendi- mento, de armazenamen- to de dados (Datacenter), de crise, planejamento, escolta e administração, além dos equipamentos do Centro. Segundo o governador, serão quatro áreas im- portantes de atuação: de segurança e defesa, Defesa Civil e Bombeiros, agências e uma área de mobilidade e trânsito. “Estas áreas, com inúmeros atores, se- jam do Governo Federal, sejam do Estado, sejam do município, [trabalham em conjunto]”, comunicou Alckmin. Legado da Copa para o Estado Após a Copa do Mun- do, o Centro Integrado de Comando e Controle Regional ficará para o Estado de São Paulo, que terá sua administração compartilhada entre as Secretarias de Segurança Pública e de Planejamen- to e Desenvolvimento Regional, tendo como um coordenador um de- legado da Polícia Federal. A respeito da parceria com o Governo Federal em ações para a Copa do Mundo, o governa- dor Geraldo Alckmin dis- se que “este é um bom exemplo de um legado, porque foram investidos R$ 66 milhões pelo Go- verno Federal na área de tecnologia e R$ 2,5 milhões pelo Estado para reformar e adaptar todo o prédio. E tudo isto vai ficar para o Estado, por- que a hora em que acabar a Copa do Mundo, o CIC- CR ficará como um cen- tro de inteligência para o Estado. Aqui está um bom exemplo de legado na área da segurança pública e da Defesa Civil”. Quando sua empresa diz não ao trabalho infantil, muita gente pode dizer sim para sua marca. Invista nas crianças e adolescentes do Brasil e tenha o selo de reconhecimento da Fundação Abrinq. Seja uma Empresa Amiga da Criança. Saiba mais pelo site www.fundabrinq.org.br/peac ou pelo telefone 11 3848 4870 Uma iniciativa: C M Y CM MY CY CMY K Anuncio_PEAC_14-08-2013.pdf 1 02/09/2013 17:23:19 Os resultados da Pesqui- sa Internacional de Taba- gismo (ITC) mostram que quase 90% dos fumantes brasileiros lamentam ter aderido ao hábito, com mais da metade (54%) rela- tando um alto grau de de- pendência da nicotina. Os dados foram apresentados no dia 30, em um evento que marcou a celebração do Dia Mundial sem Taba- co, na sede da Organização Pan-americana da Saúde (Opas). Entre os destaques da pesquisa, está o fato de que 69% dos fumantes acreditam que a sociedade brasileira desaprova o taba- gismo e têm uma opinião negativa sobre o hábito. O estudo também mostra que o consumo diário de ci- garros é relativamente alto nas três cidades brasileiras pesquisadas (Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre), com um número médio de 17 cigarros por dia. A vontade de parar de fumar é algo comum à maioria dos tabagistas, com 80% dos entrevistados en- tre 2012 e 2013 admitindo que tentaram abandonar o Quase 90% dos brasileiros lamenta ter começado a fumar vício. Entre os motivos mais citados estão a preocupa- ção com a saúde e com o efeito da fumaça aos não fumantes, a vontade de dar exemplo para os filhos e as advertências sanitárias nos maços de cigarros. Ainda de acordo com a pesquisa, a maioria dos fumantes (90%) apoia a proibição total do fumo em locais públicos fechados. A pesquisa mostrou tam- bém que a elevação dos impostos, e consequente- mente do preço final do cigarro para o consumidor, é uma política eficaz no combate ao vício. Os dados mostram que os cigarros se tornaram economicamente menos acessíveis entre 2009 e 2013, com uma redução média de consumo anual de 2%. Metade dos fumantes entrevistados pensou em parar de fumar ou diminuir a quantidade de cigarros para economizar. No próximo dia 6 de junho, às 19h, a Subprefei- tura Mooca e a Secretaria Municipal de Desenvolvi- mento Urbano realizam a primeira reunião com a sociedade civil para apre- sentação do Projeto Ope- ração Urbana Consorciada Mooca – Vila Carioca, no auditório da Biblioteca Affonso Taunay, Rua Ta- quari, 549. O Estatuto da Cidade definiu a Operação como “o conjunto de interven- ções e medidas coordena- das pelo poder público mu- nicipal, com a participação dos proprietários, morado- res, usuários permanentes e investidores privados, com o objetivo de alcançar, em uma área determinada, transformações urbanísti- cas estruturais, melhorias sociais e a valorização am- biental”. O evento é aberto a todos os interessados para que as propostas contidas nos estudos iniciais se- jam conhecidas e discuti- das. Os presentes poderão participar com sugestões, apontamento de carências e possíveis soluções. Uma Bairros do Rio Tamanduateí receberão Operação Urbana das ideias já conhecidas do trabalho é a implantação de um Parque Linear ao longo da via férrea. A Operação Urbana Mooca- Vila Carioca, como o próprio nome já mostra, não se restringe ao bairro da Mooca. Ela se inicia na Subprefeitura Sé e conti- nua pela Mooca, dirigindo- -se para áreas da Vila Pru- dente e Ipiranga. Embora ela tenha perímetro defini- do para as intervenções- ao longo do rio Tamanduateí, as melhorias instaladas vão refletir em toda ma- cro- região, uma vez que serão estruturais. Por isso haverá quatro reuniões com a comunidade, uma em cada Subprefeitura. As conclusões dos encontros subsidiarão o projeto de lei referente ao assunto.
  5. 5. 2a quinzENA de maio DE 2014Pág 5 Na manhã de quinta-feira (29), a Associação Comercial de São Paulo Distrital São Miguel promoveu um encontro com empresários, comerciantes da região, lideranças comunitárias, CONSEG’s e o Comandante do 29º.BPM/M, Ten. Cel. PM Gilberto Hernandes Junior que esteve acompanhado do te- nente Jorge, responsável pela comunicação do 29º.BPM/M  . A reunião teve como principal objetivo discutir sobre um tema bastante almejado por todos os empresários que é a segurança pública e, de forma especial, a manutenção dos postos Poli- ciais no centro de São Miguel, Itaim Paulista e no Jardim das Oliveiras. Logo no início, o superin- tendente da ACSP- Distrital São Miguel, Fernando Velucci, agradeceu a presença de todos e frisou a importância que tem o posto policial localizado no centro comercial da região. “O comandante veio conversar com os empresários e comer- ciantes locais aqui do bairro, eu também me incluo por ser um comerciante daqui. Se é para melhorar a segurança e desen- volvimento de nossa região, a Associação sempre estará de portas abertas para todos da comunidade”. Diversos assuntos relevan- tes sobre o policiamento local e temas bastante polêmicos, como é o caso da desativação do posto policial do Jardim das Oliveiras, também foram cita- dos durante a reunião. Bastante categórico em suas falas, o Ten. Cel. PM Gilberto Hernandes Junior respondeu com veemência os questio- namentos levantados pelo público presente. Indagado, fez questão de esclarecer que a desativação do posto central do Calçadão não era de seu co- nhecimento e muito menos ve- rídico. “Isto nunca foi verdade. Então se alguém acima de mim está derrubando o posto, eu não estou sabendo, então me dê o nome para eu verificar o que está acontecendo, isso é um pouco ilógico falar que eu que- ro derrubar o posto sendo que eu o reformei recentemente. A polícia militar é quem paga a conta de água e luz do posto, se foi o meu comando que de- terminou a instalação de uma linha telefônica privativa para o posto, então eu não tenho ideia nenhuma de desativar o posto”, o Coronel ainda se mostrou muito chocado com a informa- ção e ressaltou: “Infelizmente as pessoas por vezes propagam notícias que são falsas e que é um desserviço para a segurança pública do bairro. Eu trabalho muito para manter a sensação de segurança de todos os usuá- rios do calçadão de São Miguel em alto nível na medida em que a gente tem essa informação eu fico muito chateado porque não é verdade”. Disposto a tirar qualquer tipo de dúvidas dos convidados, o coronel Gilberto Hernandes não poupou palavras e foi firme em seu discurso sobre as co- branças no setor da segurança local. “Eu não compactuo com ilegalidades, eu não trabalho com improviso, mas sim com a lei, o que falta nesse país não é lei, aliás, legislações sobram nesse país, o que falta é cum- pri-las. Se nós cumpríssemos 10% das leis que existem de verdade talvez não teríamos os problemas de governos que nós temos. Eu sou legalista por consciência de cidadão em pri- meiro lugar, em segundo lugar por autoridade pública da po- lícia, eu não admito um gestor público não cumprir a lei”. A irregularidade do Posto Jd. das Oliveiras Em relação à tão polêmica desativação do posto Jardim das Oliveiras, coronel Hernan- des expressou sua indignação em relação ao assunto. “A UPP Jardim das Oliveiras foi recusada pela prefeitura de São Paulo não pela polícia mili- tar, eu tenho cópia do processo e disponibilizo para todos. A polícia militar solicitou a regu- larização daquele prédio para a prefeitura e ela, de acordo com o código de edificação do município, diz que não poderia dar a permissão de uso daquele solo, que aquela construção é irregular, que ela coloca em risco de morte os usuários do passeio público e os habitantes daquele posto simplesmente porque ele está construído na calçada e isso não é permitido. A água e a luz daquele posto são custeadas por uma asso- ciação que em nome da polícia militar bate na porta de cada comércio pegando quanto for de dinheiro necessário para pagar conta de água e luz, eu não estou questionando aqui a idoneidade de ninguém, agora eu também não vou permitir que usem o nome da polícia militar para se fazer rateios e sem qualquer transparência, ao fazer o custeio desses serviços públicos. Da mesma forma que difundiram notícias falsas do tipo que vai cair o posto de São Miguel, vão estar divulgando notícias falsas de que até auto- ridades da polícia militar está nesse contexto. E cabe a mim como comandante, prevenir essas situações e como eu faço isso? Cumprindo a lei”. Ainda tratando do posto Jardim das Oliveiras, o coronel ressaltou que, em sua opinião, a comunidade do extremo leste é mais acomodada no tempo, se comparado a diferentes áre- as mais nobres de São Paulo. “Eu nasci na periferia e estou trabalhando aqui porque eu quero, se eu quisesse trabalhar em lugares mais luxuosos eu estava. A gestão anterior da associação de moradores nem CNPJ tinha durante 20 anos e correram para providenciar isso depois que viram que tinha que se tornar peça representativa na busca da permanência do posto, então se a associação tem CNPJ, tem que ter o posto, como é que alguém pode se intitular associação sem perso- nalidade jurídica? Ai o presidente da gestão anterior não se entende com a gestão de hoje, eles querem mostrar a competência de que comigo o posto permanecia e ‘semmigo’ o posto não perma- nece. Eu não estou aqui para participar de briga de comadre, essa que é a verdade, eu quero saber o seguinte: eu posso pe- gar o dinheiro dos senhores e das senhoras, do cofre público e reformar o posto dos Jd. Das Oliveiras? Não, por quê? Porque o posto não existe, ele é ilegal e eu não posso investir dinheiro em irregularidade. E esse é o motivo.”, esbraveja ele. Com irregulares ao redor e construído sob um bueiro, quem passa pelo posto da polí- cia militar, no bairro do Jardim das Oliveiras, nota a falta de estrutura no local, segundo alguns moradores da região realmente é incabível um posto naquele espaço. “Realmente o posto está totalmente fora do contexto, os ônibus passam beirando o prédio do posto, porém não podemos ficar sem segurança também”, relata a estudante Adriana. Decidido em seu posicio- namento, coronel Hernandes diz: “O posto foi construído em cima de um bueiro e quando chove o bueiro alaga e alaga o posto também, ele exala odor de lixo por aquele bueiro 24h por dia, lá tem uma escada caracol que não passa uma pessoa com mais de 80kg de tão estreita que é. Não posso instalar uma linha telefônica lá porque ele não tem endereço. Agora é muito fácil alguém da comunidade chegar em mim e reclamar. Então coloca o seu filho para trabalhar lá, sua esposa, eu tenho responsabi- lidade com os meus soldados, eu não vou colocar uma mulher para trabalhar lá, naquelas condições, eu não vou colocar porque eu não estou aqui para matar pessoas. Então todo mundo fala um monte de besteira, mas eu sei o que eu estou fazendo. Eu pedi para a subprefeita se manifestar mas até agora nada. O deputado Arnaldo Faria de Sá falou comi- go e pediu um prazo de 30 dias para o comando da PM para fa- zer tentativas junto ao prefeito para regularizar aquele imóvel, o prazo dele já venceu e nada. Então muita gente gosta de tirar proveito de uma situação triste, mas ninguém quer resol- vê-la e quem é o responsável se o ônibus entrar no posto e duas pessoas morrerem? É o Coronel Hernandes e ele não é candidato a nada”. E disse mais: “Naquelas condições eu vou desativar o posto, goste a comunidade ou não”. Quan- to à segurança no local, ele garante que continuará tudo sobre controle: “Vou deixar uma base comunitária modelo Splinter móvel próximo. Eu não posso reformar prédios ilegais, pois a lei não permite, esse é o fato.” Hoje o coronel tem que se preocupar com 104 carros, 682 policiais, 38 km2, sendo o segundo maior pólo comercial de São Paulo. São: 104 carros, com 104 computadores de bordo embarcados. Segundo o ranking dos últimos 3 me- ses de análise, o 29º Batalhão está em primeiro lugar em redução de crime na capital, com 37.4% a menos em cri- mes de homicídio, roubos de qualquer espécie ou furto de veículos. Após explanar sobre o posto do Calçadão e o Jardim das Oli- veiras, foram levantados pelos empresários alguns questiona- mentos em relação à quanti- dade de assaltos ocorridos no comércio. Segundo o Coronel Gilberto Hernandes, a polícia trabalha com mais eficácia quando existe a participação da sociedade. Segundo ele, “objetivamente a segurança está melhor, o que fizerem de divulgações contra a sensação de segurança dos moradores é complicado, é claro que nunca vamos zerar os indicadores, mas vamos mantê- -la sob controle”. Para finalizar, o coronel Gilberto Hernandes agradeceu a todos e frisou: “Eu gosto de um bom debate e nem digo que eu estou 100 % correto, aliás, ninguém está, e eu preciso das observações de todas as pesso- as, porque minha obrigação é procurar atender as expectati- vas de todos. Pode ter certeza de uma coisa, eu posso até contrariar algumas opiniões, mas ninguém vai ter um coman- dante aqui que não sabe o que está acontecendo, ou não sabe o que está fazendo”. Comandante do 29º BPM/M  reúne-se com lideranças e comerciantes da região No início deste ano, foi realizada a 3ª edição da Copa Interclubes Leste 2014 de fute- bol de base categorias Sub-16, Sub-14 e Sub 12. O evento contou com a participação de 11 equipes da região leste, sendo elas: Negri- tude FC/Cohab I; Primeiro Pau- lista/Pq. Savoi; Vamo Q Vamo/ São Miguel Pta; Alfa La Vai Bola; Grêmio Brasília; Grêmio Anchieta; Vida Plena A Cristã/ Vl. Curuçá; Estrela de Fogo; e Renomax. As finais foram rea- lizadas em 24 de maio de 2014, no campo do CDC Grêmio An- chieta (Sub-16: Vamo q Vamo x Alfa La Vai Bola, Sub-14: Grêmio Anchieta x Vamo Q Vamo e Sub: 12 Primeiro Paulista x Vl. Curuçá Futsal. Categoria Sub-16 (Juvenil) A Equipe Vamo Q Vamo/São Miguel contou com o celeiro de futuros craques, tais como: o goleiro Vagner que foi o goleiro menos vazado da competição, o meia Murilo, o atacante Ma- theus melhor jogador da final e o atacante Felipe (Chaves) que foi o artilheiro da competição entre outros. No início da par- tida, estava um jogo acirrado com muita disposição de ambas as equipes que mantiveram um jogo equilibrado no qual a pri- meira oportunidade surgiu dos pés do atacante da equipe Alfa La Vai Bola, que desperdiçou o gol chutando por cima do travessão sozinho após uma rebatida do goleiro Vagner do Vamo Q Vamo. Ai veio o irreverente ataque com Jacson e Chaves com seus dribles des- concertantes que aproveitou a oportunidade e fez o primeiro gol da partida aos 20 minutos do 1º tempo, já o segundo saiu dos pés do Chaves aos 25 mi- “Vamo Q Vamo” é o campeão invicto da III Copa Interclubes Leste 2014 nutos, o terceiro com Jackson no final do 1º tempo. No 2º tempo surgiram mais três gols com destaque para o golaço de falta do meia Murilo que balançou a rede duas vezes e a partida teve seu final com o placar de seis tentos a zero e o Vamo Q Vamo/São Miguel se consagrou campeão invicto com a campanha de seis jogos, 23 gols marcados e três sofridos. Categoria Sub-14 (Infantil) A Equipe do Vamo q Vamo mostrou a superioridade desde o início do jogo sobre a equipe anfitriã o Grêmio Anchieta, que estava em casa com o apoio da sua torcida, mas os garotos do Vamo Q Vamo não tomaram conhecimento, tendo como seu ponto forte a mar- cação dos zagueiros Gabriel e Paulo que foram destaque da copa, os volantes Godói, os meias Klayve e Pablo que atu- am hoje no ADC São Caetano, dominaram a partida, o Klayve abriu o placar no 1º tempo com um golaço de fora da área após driblar o volante adversário e mandando pro fundo da rede. O segundo gol foi marcado pelo rápido atacante Matheus que mostrou oportunismo dentro da área depois de um bate rebate balançando a rede no final do 1º tempo. No 2º tempo, o atleta Vitor (Em- presário) que saiu do banco de reserva e fez um golaço de fora da área. Encerrando a partida em três tempos a zero e se consagrando Bi-campeão Invicto com a campanha de seis jogos, dezoito gols marcados e dois sofridos. Categoria Sub-12 (Mirim) Mas o destaque na final fi- cou por conta da categoria sub 12, onde o Primeiro Paulista do Pq. Savoy venceu nos Pênaltis a equipe Vl. Curuçá Futsal, após um jogo emocionante que teve vários lances e um toque de bola refinado de ambas as equipes. A organização foi feita por Flavio Aparecido, que promove eventos esportivos na região. Em 2015, os clubes da comuni- dade da zona leste continuarão tendo uma nova opção de cam- peonato.
  6. 6. 2a quinzENA de maio DE 2014Pág 6 Os 9 sinais de que você está ficando endividada Segredos de beleza com bicarbonato No entra e sai das esta- ções, a moda p r o p õ e n o - vidades e re- cupera jeitos antigos. Mes- mo quando o assunto são os cabelos, não faltam pro- postas novas. Quais são os cortes que vão b o m b a r n o inverno? Que coloração é bacana? Que penteados vão estar nas ruas e nas cabeças das celebrida- des? Especia- listas deram muitas pistas do que vai ser tendência na próxima es- tação. Veja e descubra os cortes, cores, penteados e acessórios que vão fazer bonito no inverno e navegue pela galeria para se inspirar e aprender os truques de como fazer. Long bob, o curto mé- dio, é o queridinho da moda. Não será nesse in- verno que você vai aban- donar as tesouras! O cabe- lo curto médio, o famoso long bob, continuará com tudo nessa temporada, assim como o pixie e suas variações. Cabelos longos também estarão super em alta, mas cuidado para não deixá-los sem corte, as pontas Strawberry blonde, afi- nal, que cor é essa? Que tal deixar a gama dos carame- los e dourados um pouco de lado? Os cabeleireiros gringos garantem que os tons de chocolates farão sucesso para as morenas e que, para as loiras, a opção mais quente é o loiro aver- melhado, que lá fora está sendo chamado de stra- wberry blonde, ou “loiro morango”, em português. Aposte nas riscas bem marcadas e no estilo ‘ar- rumadinho’: Sabe aquele “Acordei linda com meu cabelo naturalmente on- dulado.” Pois é ele con- tinuará bombando, mas não se preocupe se você não tiver ondas naturais, o segredo desse estilo é o corte em camadas e pro- dutos como modeladores babyliss e spray fixador. Grande parte das mu- lheres adora ir ao shop- ping e fazer boas compras. Roupas, sapatos, perfumes, acessórios, maquiagens etc. Diante de tantos produtos à venda, é realmente difícil se controlar. Mas, claro, os gastos de uma pessoa não se restrin- gem à compra de produtos para uso pessoal. A maioria das pessoas (sejam homem, sejam mulheres; casadas ou solteiras) tem contas a pagar: alimentos, aluguel da casa, água, luz, telefone, combus- tível, escola ou faculdade etc. E, exatamente por isso, é preciso haver equilíbrio, para que os gastos, de forma geral, não sejam maiores do que a renda que se tem. Sintomas de que você está ficando endividada Você passa a fazer todas as comprar no cartão de crédito ou dá cheques pré- -datados; Quando pode, você com- pra fiado; O limite do seu cartão de crédito passa a ser insufi- ciente, pois está com muitas compras parceladas; Você precisa ir atrás de mais um cartão de crédito; Você passa a utilizar li- nhas de créditos comple- mentares, como cheque especial; Você precisa ir atrás de processos de renegociação Cabelos para o inverno Cortes, penteados e colorações que estarão em alta na próxima estação No entanto, se quiser dar uma variada, sem muito trabalho, aposte no lisão. Sim! Ele voltou para ficar, ainda mais se você fizer uma repartição bem mar- cada e der um acabamento com um spray de brilho. Outro penteado que continuará em alta é a trança: ela pode ser lateral, embutida, fini- nha, bagunça- da ou arruma- dinha. Os co- ques e o rabo de cavalo nem merecem mui- tas explicações, eles são clássi- cos e nunca sai- rão de moda, perfeitos para qualquer oca- sião! Acessórios: Aproveite para abusar deles! Laços, lenços, h e a d b a n d s , chapéus e gor- ros esquenta- rão seu inver- no e darão um up no seu look. Só tome cui- dado para es- colher estam- pas que não tenham ‘cara de verão’, prefira tons mais fechados ou puxados para as cores da terra. As cores do inverno serão bordô, vermelho-queima- do, fúcsia, aquele roxo puxado para o rosa, liás, verde militar, azul royal, cinza, marrom-conhaque e amarelo puxando para o mostarda. de dívidas; Você percebe que tem que privilegiar pagamentos de contas mais importantes, tais como aluguel, contas de consumo etc., já que não será possível pagar tudo de uma vez; Você começa a cogitar a possibilidade de vender seus bens ou até simples objetos para ajudar a saldar dívidas; Você precisa pedir di- nheiro emprestado (a fami- liares ou amigos). Estou mesmo endividada, o que fazer? Após aceitar o fato de que você já está com dívidas demais, é comum que surja a dúvida: o que fazer para reestruturar minha situação financeira? Pare de andar com talões de cheques e cartões de crédito; Saia sempre com o di- nheiro contado para não ultrapassar esse limite; Quando for fazer com- pras para uso pessoal (como roupas, calçados, acessórios etc.) faça isso à vista, para ter controle sobre seus gastos; Se tem o costume de fa- zer compras pela internet, evite ficar entrando nos sites de compra que você costu- mava comprar; Pare e pense antes de comprar: eu realmente preciso disso? Eu posso com- prar? Eu posso esperar um pouco mais para comprar? Avalie se não precisa de ajuda: pouca gente sabe, mas compulsão por compras é considerada um transtorno e necessita de tratamento junto a um(a) psicólogo(a). E, por fim, a regra fun- damental: nunca gaste mais do que ganha! Fica a dica, já que, de fato, para as mulhe- res as tentações de consumo são maiores! Uma das vantagens da utilização do bicarbonato de sódio para cuidar da beleza é que apesar de o produto ser milagroso, ele é barato – um pacote com 100g custa em média R$3. Agora vamos para a parte prática – confira as receiti- nhas e experimente aquelas que mais gostarem. Limpeza profunda dos cabelos: adicione um pouco de bicarbonato ao seu xampu para fazer uma limpeza pro- funda e remover totalmente osresíduosqueficamnosfios. Dentes mais limpos: misture na escova de dentes um pouco de creme dental e bicarbonato e faça a esco- vação, assim os dentes ficam mais limpos e brancos. Boca cheirosa e fresqui- nha: faça um bochecho com a solução de uma colher de chá de bicarbonato em meio copo d’água para evitar maus odores. Esfoliação facial e cor- poral com bicarbonato: faça uma mistura com 3 me- didas de bicarbonato e 1 me- dida de água e use essa pasta para esfoliar o rosto e o corpo com movimentos circulares.
  7. 7. 2a quinzENA de maio DE 2014Pág 7 O presidente do Conse- lho da Comunidade Negra SP, Dr. Zito, participou do Programa “Roda Viva” do Grupo Acontece para falar dos 30 anos do CPDCN (Conselho da Participação e desenvolvimento da Comunidade Negra), o primeiro órgão oficial do Brasil a dedicar-se às ques- tões de combate à discri- minação racial. A reunião contou com a participa- ção do locutor Oliveira Junior  da Rádio Jovem Pan e outras lideranças da região de São Miguel. Dr. Zito abordou assun- tos bastante relevantes sobre a questão racial no Brasil, falou sobre o papel da mulher negra, a importância das Cotas nas universidades, o racismo na Europa e muito mais. O entrevistado fez questão de destacar a importância dos jornais de bairro como instrumento de democra- tização das informações e parabenizou os jornais e revista do Grupo Acontece pela qualidade, credibi- lidade e importância no cenário da Zona Leste de São Paulo. Divaldo Rosa: Que balanço você faz hoje da intervenção do conselho para reduzir a desigual- dade social em relação aos negros de São Paulo e do Brasil? Marco Antônio Zito: O balanço é positivo, há de se lembrar que antes do Conselho nada existia, na verdade o racismo só era discutido dentro do movimento social negro, a partir do momento em que o estado reconheceu a necessidade de um ór- gão interno para cuidar do combate à discrimi- nação racial, foi criado o CPDCN (Conselho da Participação e desenvol- vimento da Comunidade Negra), por força das rei- vindicações do movimen- to negro para combater o racismo e promover a inclusão do negro. Mas é claro que a nossa gestão não pretende ser melhor do que as anteriores, ela é uma gestão do século 21, quando já estão postas as propostas e, por isso, hoje estamos, na verdade, em fase de seu aperfeiçoa- mento. Oliveira Junior: O se- nhor acha que a lei é o ca- minho da conscientização e respeito ao negro? Marco Antônio Zito: O caminho é a educação. A educação é à base de qual- quer país, enquanto nós não mudarmos o modelo político e educacional, eu acho que o racismo ficará intenso na formação da sociedade. Adriana Sena: Em re- lação à mulher, como o senhor acha que pode ser a nossa participação no combate ao racismo? Marco Antônio Zito: A mulher, em especial a negra, primeira coisa: ela está na base da base da pirâmide. Ela tem uma difi- culdade pela própria cons- trução social de valores da nossa sociedade como um todo, que é machista e que, na verdade, atinge a todos. A mulher negra precisa de um trabalho de reconheci- mento e de uma inclusão significativa, porque hoje as mulheres, independen- temente do recorte, es- tão presentes em todos os segmentos profissionais, inclusive na magistratura, no ministério público, na advocacia, mas qual é o Conselho da Comunidade Negra comemora 30 anos e presidente Marco Antonio Zito participa do “Roda Vida” do Grupo Acontece número de mulheres nesses segmentos? Silvio: Existe uma lei que foi colocada para as escolas que teria uma radio escolar contando a história do negro. Porém, as informações que nós temos é que o número de escolas que tem isso na grade é muito pouco e percebemos que não tem isso incorporado no dia a dia da escola. Queria que o senhor comentasse sobre isso. Marco Antônio Zito: Sua pergunta é muito oportuna. Estou discutin- do com a Secretaria da Educação um aperfeiçoa- mento da implantação da lei 10639, e por que disto? Por causa da questão do reflexo, nós precisamos começar a contar a nossa história, a história do nos- so povo negro, que não é uma história somente das correntes e das chibatas. É uma história muito maior com cultura, educação e heróis como Luiz Gama, Zumbi, Rebolsas, e tantos outros. Isso é importante porque a história da po- pulação negra contada dentro da escola, não é contada só pra garoti- nhos negros, mas é con- tada para todos os jovens, independentemente de raça, e eles verão que o negrinho que está senta- do ao lado dele tem uma história tão bonita como a história que eles têm. Embora já tenhamos su- perado essa questão, ela não pode ser esquecida. Daí a importância da es- cola democrática, capaz de diversificar quem con- ta a história, porque se na verdade a história for só contada por brancos e europeus, ela será só “contada”. Nesse sentido, precisamos diversificar os pólos de discussões, e isso é o que o Conselho está fazendo, propusemos no nosso início de trabalho, ao fazer a implantação da lei, não houve condições econômicas na forma pro- posta e agora vamos fazer através de videoconferên- cia porque não se admite mais tirar os professores da sala de aula. Silvio (Conselho Parti- cipativo de São Miguel): Vemos por dados e pes- quisas, ano a ano, que em confronto com a polícia sempre morrem jovens negros e pobres. Por que isso se dá? Marco Antônio: Pre- cisamos mudar o modelo, há um modelo atual que envolve a polícia civil, mas que ainda não envolve a polícia militar, no sentido da sensibilização e capaci- tação das demandas refe- rentes à relação da polícia com a população negra. Você faz muitas palestras, mas você não acompanha o programa de capacita- ção dos novos policiais que adentram a polícia militar ou mesmo a polícia civil. Há uma questão que di- zem que na polícia militar há um curso de direitos humanos que transpassa a questão racial, mas eu tenho a certeza que um aperfeiçoamento disso passa de forma diferente e que a sociedade tem que pressionar seus governan- tes para fazer valer os seus direitos. O Brasil mudou e hoje você tem poder de compra. A imagem do ne- gro hoje não é mais a de criminoso pelo fato de ser pobre. O estado tem que saber lidar com a diversi- dade, por exemplo, se eu sou admitido na policia e eu sou racista, eu não posso levar para dentro da instituição meu pre- conceito e meu racismo, mas eu não posso violar o direito de alguns só por ser negro, mas infelizmen- te isso vem acontecendo. Aproveitando a questão, sou totalmente contrário à diminuição da idade de responsabilidade penal e falo por conhecimento de causa, pois fui advoga- do do estado dentro de presídio, sei que cadeia não recupera ninguém. Precisamos mudar o mo- delo, aonde primeiro vem a Educação e precisamos preparar um sistema de reeducação e de recupera- ção que sejam produtivos. Na verdade, a polícia preci- sa ter um projeto diferente de discussão ampla. Bruno Barreto Rosa: Em relação às escolas, como os jovens que são vítimas de racismo podem lutar contra esse preconceito? Marco Antônio: Pri- meira coisa precisa im- plantar a lei 10.639, como falei anteriormente, para que seu amigo que não é negro te respeite como você é, com sua ancestrali- dade, e não porque é bem nascido e estruturado. O povo que foi escravizado e que lá naquelas terras eram reis tinha um regra- mento social e deixaram de serem considerados seres humanos para serem meras peças dentro do processo de colonização do país. Quero lembrar que mesmo após a Lei Áurea não houve nenhum processo de inclusão social dos negros, e mesmo assim nós sobrevivemos. O meu sucesso e o sucesso dos meus filhos infelizmente não é o sucesso da garo- tada da periferia, tanto é que, alguns órgãos da imprensa, quando um negro passa em primeiro lugar numa determinada faculdade, é como se fosse uma “mosca branca”, en- tão quer dizer que todos que não fazem isso são burros, são incapacita- dos? Eu não creio nisso. Divaldo Rosa: Sobre a questão das cotas, qual o seu balanço? Marco Antonio: No meu modesto entender, eu acho que nós já con- seguimos caminhar e va- mos ver que as cotas nas universidades já estão consolidadas. Nas uni- versidades estaduais, eu acho que por força de um entendimento equivoca- do dos nossos reitores, eles têm tido um poder muito maior do que a lei estabelecia como auto- nomia das universidades. Desta forma, eles enten- dem que só eles podem implantar as cotas nas universidades estaduais. Mas isso quando se previu a questão da autonomia das universidades, eles transformaram esta au- tonomia em soberania, e de repente eles mesmos negam políticas públicas vindas do próprio gover- nador, ou dos poderes constituídos, e bem lem- brando que a universi- dade não é um poder paralelo, ela se submete à legislação dos órgãos controladores. Divaldo Rosa: Sobre os casos de racismo na Europa, envolvendo jo- gadores de futebol como aconteceu com o Daniel Alves, como você vê esses episódios? Marco Antonio: Em minha opinião, esses fa- tos são isolados, acho que hoje o mundo vive uma onda de racismo. É difícil pensar que exista uma onda generalizada de res- surgimento do sentimen- to racista pela Europa. Os anos e as guerras nos mostraram que o melhor sistema de governo não é socialista e nem capitalis- ta. O melhor sistema é o democrático, implantado de forma perfeita, onde todos têm direito e opor- tunidades iguais. Hoje se repete muito o preconcei- to racial, principalmente porque o negro começa a incomodar, começa a pegar o seu espaço, mas com certeza, você é um estranho no ninho, foi o que aconteceu com o Daniel Alves, Neymar, Robinho e tantas outras estrelas do futebol bra- sileiro que estão lá na Europa ocupando a vaga de alguém e isso incomo- da muito. Roda VivaRoda Viva
  8. 8. 2a quinzENA de maio DE 2014Pág 8  Na quinta-feira, 5 de junho, o PET (Parque Eco- lógico do Tietê) estará em festa. Para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, o núcleo Enge- nheiro Goulart, na zona leste, receberá diversas atividades para a comu- nidade que frequenta o local e quem mais desejar usufruir da programação. A agenda começa a par- tir das 8h30, no “Casarão” - próximo às instalações da administração do parque e onde funciona o seu Cen- tro de Educação Ambien- tal. Dali, sairá uma cami- nhada aberta de 4 km em homenagem aos 30 anos dos trabalhos de educação ambiental realizados pela equipe do PET. Não há limite de idade para par- ticipar, mas  recomenda-se que os interessados usem tênis e roupas confortá- veis, a fim de aproveitarem a experiência da melhor maneira. Confira as demais atra- ções, horários e locais: 9h30- Oficina de Terrá- rio - Oportunidade de se conhecer e aprender téc- nicas para a preparação de ambiente em que podem ser desenvolvidas diversas Áries. Importante utilizar de sua racionalidade para compreensão e solução dos proble- mas mais aflitivos. Iniciativas criativas facilitam seus progressos pessoais e profissionais, mas deve man- ter cautela em seus contatos e relacionamentos. Touro. Momento de insegu- rança necessitando cultivar a harmonia em sua vida privada e com familiares. Habi- lidade para lidar com seus recursos, utilizando-os bem em seus empreendimentos. Iniciativa profissional melhora a produtividade. Gêmeos. Inicio de ciclo, ne- cessitando de pla- nos e projetos que elevem seus resul- tados de vida em todos os setores. Os progressos de- pendem de sua habilidade pessoal e em tomar iniciativa para alcançar seus objetivos importantes. Câncer. Iniciativas para sanar problemas financeiros é fun- damental para seu sucesso, podendo agir pro- fissional e pessoalmente ob- tendo melhores resultados. Harmonia e habilidade em se expressar facilitam alcançar seus objetivos. Leão. Energia e força pessoal para agir, mas deve controlar a impulsividade e possíveis enganos em suas expectativas e solução de pro- blemas nas relações. Cultive a calma, a racionalidade e o bom senso em suas decisões. Virgem. Talvez conflitos inte- riores estimulem sua imaginação e seus atos, mas contenha suas iniciativas e controle sua irritabilidade, para não agir descontroladamente criando confusão a sua volta. Seja racional e livre-se do que não é útil. Libra. Mudanças de vida tendem a ser mais visíveis e criam agi- tação interior, de- vendo buscar enten- der o melhor das obrigações impostas pela vida. Encara-las olhando para o futuro e seus benefícios, deve ser o objetivo no momento. Escorpião. Maior facilidade para entender suas relações e se apro- fundar nas ques- tões mais importantes do seu cotidiano, livrando-se assim dos pesos e preocupações gerados. Procure rever suas decisões e volte atrás se me- lhor lhe convier. Sagitário. Hora de se doar mais às suas re- lações, buscando maior entendimen- to e harmonia. Progressos podem ocorrer se agir visando o futuro e racionalizar me- lhorias no trabalho, rotina, cotidiano e saúde, para sua felicidade. Capricórnio. Mudanças profun- das de vida devem estar lhe incomo- dando, por ainda não estarem visíveis nos seus planos, muitas situações e pessoas do passado poderão lhe auxiliar a entender melhor sua vida, por isso deixe fluir, não julgue nada. Aquário. Evite excessos em suas relações criando problemas desneces- sários com parceiros. Importante não deixar que a confusão se instale, procuran- do o melhor com racionalida- de e bom senso, pois amigos ou inimigos estão fortes. Peixes. Sua profissão deve lhe exigir maior de- dicação para que corrija com criati- vidade os problemas mais aflitivos. Com a capacidade de regeneração forte, terá facilidade a interagir pro- fundamente com parceiro e superar qualquer problema. Atividades gratuitas marcarão Dia Mundial do Meio Ambiente no PET Caminhada da 3ª. Idade, oficina de terrário e teatro compõem agenda de comemoração no parque do DAEE (Departamento de águas Energia Elétrica) plantas e seres vivos ter- restres – Local: Centro de Educação Ambiental. 10h- Oficina para con- fecção de brinquedos - Com a proposta de redu- zir, reutilizar, restaurar e reciclar mostrará que a sucata pode se tornar algo muito divertido, apenas aplicando os recursos cer- tos. Local- Oficina Cultural. 10h30- Oficina de flores - Voltada à criação de flo- res com EVA, folha fina de borracha utilizada em vá- rias atividades industriais e artesanais. Local: Centro de Educação Ambiental. 14h- Teatro - Os usuá- rios do parque ficam con- vidados a acompanhar a produção teatral “A Água que Fugiu do Lago”, uma montagem do grupo Cia. Arueira. A peça conta a história de um belo lago que após receber poluição resolve ir embora. Local- Oficina Cultural. 15h15- Oficina de Ter- rário  – A atividade será repetida para uma nova turma. Local: Centro de Educação Ambiental. Ainda restam 20 vagas, divididas entre as oficinas. As demais serão ocupadas por membros de ONGs fre- quentadoras do parque. Já a apresentação teatral dispõe de 60 lugares. Essas 80 vagas serão ocupadas mediante inscrição, por ordem de chegada, no dia do evento. S e r v i ç o s : H o r á - rio de funcionamen- to do núcleo: das 8 às 17h - Entrada gratuita.  Estacionamento:  50 vagas no interior, próximo à ad- ministração do parque. Te- lefone: 2958-1477. Endere- ço: Rua Guira Acangatara, 70. Atividades e equipa- mentos que precisam ser agendados: Programa de Educação Ambiental, quiosques grandes.  Como chegar: O aces- so fica na Av. Dr. Assis Ribeiro, altura do nº 3.000. Indo de carro, entre no km 17 da rodovia Ayrton Senna, sentido SP/Rio; de Metrô, desembarque na estação Penha, pegue o ônibus Jardim Keralux e desça na entrada do par- que; pelo trem da CPTM, desembarque na estação Engenheiro Goulart, e siga caminhando até à entrada do parque. 

×