Acontece348net

287 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
287
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
74
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Acontece348net

  1. 1. Di st Gr ribu at içã ui ta o raleste@gmail.com -  2031-2364 e 2513-0928 www.aconteceagora.com.br ® ANO XX - No 348 - 2ªQUINZENA DE FEVEREIRO DE 2014 Em defesa da verdade e do desenvolvimento de São Miguel e Região Prepare o seu bolso: o prefeito Haddad instala 868 radares na capital a partir de março A cidade de São Paulo vai ganhar novos radares de trânsito a partir do mês de março e passará a ter 868 aparelhos, 45% do que os atuais 598. A informação foi dada na terça-feira (25) pelo secretário de Transportes, Jilmar Tatto. A licitação para contratar os novos aparelhos foi concluída nos últimos dias, e a homologação do resultado foi publicada no Diário Oficial de sextaPÁG. 2 -feira (21). Ciclovias: Acontece Agora sugeriu ao prefeito uma maior atenção aos projetos de ciclovias, durante entrevista coletiva no gabinete do prefeito Em entrevista coletiva com os jornais de bairro em 2013, no gabinete do prefeito, Divaldo Rosa, diretor do jornal Acontece Agora, foi aplaudido por cerca de 90 jornalistas, ao sugerir publicamente ao prefeito Haddad uma atenção maior para as ciclovias, dando como exemplo a cidade de Amsterdam, capital da Holanda, que possui o maior número de bicicletas do mundo e que graças às ciclovias, a cidade não tem congestionamentos no trânsito e nem filas nos PÁG. 3 hospitais. Haddad corta perua escolar gratuita para estudantes AJORLESTE faz a 1ª Reunião Itinerante no Grupo Acontece PÁG. 3
  2. 2. 2ª QUINZENA fevereiRO de 2014 P á g . 2 Prepare o seu bolso: o prefeito Haddad instala 868 radares na capital a partir de março A cidade de São Paulo vai ganhar novos radares de trânsito a partir do mês de março e passará a ter 868 aparelhos, 45% do que os atuais 598. A informação foi dada na terça-feira (25) pelo secretário de Transportes, Jilmar Tatto. A licitação para contratar os novos aparelhos foi concluída nos últimos dias, e a homologação do resultado foi publicada no Diário Oficial de sexta-feira (21). O secretário defende o aumento da fiscalização como uma medida para melhorar a segurança do tráfego em São Paulo. “Os agentes da CET que estão em determinados locais vão ficar em outros locais para fazer a fiscalização”, disse Tatto. Os novos equipamentos vão substituir os atuais radares. Os 868 radares multarão variados tipos de infração, como excesso de velocidade, invasão à faixa exclusiva e corredores, violação de semáforo vermelho e do rodízio. Desse total, 20 radares serão móveis. A Prefeitura vai gastar R$ 530 milhões na contratação dos aparelhos. A instalação deve acontecer ao longo do ano, segundo Tatto, e não há uma previsão de quanto os radares poderão já estar multando, porque é preciso primeiro fazer uma aferição para ver se os aparelhos seguem os padrões do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro). A licitação foi concluída após os radares já passarem por um primeiro teste, feito pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), órgão ligado à Secretaria de Ciência e Tecnolo- gia do estado. A licitação aberta pela Prefeitura para modernizar o sistema de radares previu também que alguns radares ficarão instalados na frente dos ônibus e vão flagrar veículos que invadirem as faixas exclusivas. Não há data para que isso aconteça, no entanto. Divisão: no novo contrato, a cidade ficará dividida em quatro lotes. O lote 1 será formado basicamente pela Zona Nor- te, o 2 pela Zona Leste e região central, o 3 principalmente por trechos da Zona Oeste e Sul, e o 4, marcado pelos extremos da Zona Sul e Oeste. O sistema será diferente do atual, em que a contrata- ção é pelo tipo de radar e de fiscalização feita. A licitação para ampliação e modernização do serviço de radares foi lançada no início do ano passado. A Prefeitura de São Paulo, porém, suspendeu a licitação após uma empresa questionar na Justiça critérios que haviam sido adotados. O Tribunal de Contas do Município também apresentou questionamentos. A previsão inicial do governo municipal era já assinar o contrato em agosto do ano passado. O processo de contratação, no entanto, só pode ser retomado no final do ano e concluído em 2014. Mais de 10,1 milhões de multas foram aplicadas na cidade de São Paulo em 2013, segundo balanço da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Cantareira cai a 16,9% e atinge Os Segredos do Marketing Político nova marca negativa histórica Atenção candidatos às eleições de 2014, chegou Livro que faltava. O livro contém informações suficientes e necessárias para que aquele que tenha intenções políticas possa, sem muita dificuldade, traçar uma estratégia de campanha e ter bons resultados, seja como candidato, assessor ou colaborador. O livro está atualizado com dados das últimas eleições municipais de 2012 (fonte: site do Tribunal Superior Eleitoral), contém exemplos reais que foram extraídos das campanhas O volume de água do Sistema Cantareira continua caindo. Na terça-feira (25), o nível dos reservatórios chegou a 16,9% de sua capacidade total, o mais baixo da história A chuva registrada na região dos reservatórios foi de 6,2 mm, e de 60,7 mm no acumulado em fevereiro. A média histórica para o mês é de 202,6 mm. Diante da atual crise hídrica, a Sabesp trabalha num planejamento emergencial para exploração do volume morto (abaixo dos níveis mínimos operacionais) do Sistema Cantareira. O uso da reserva adicional de cerca de 400 milhões de metros cúbicos exigirá da companhia a compra de novas bombas e a construção de uma infraestrutura capaz de alcançar a água do fundo dos reservatórios. Na avaliação de especialistas do setor, os custos da operação devem extrapolar o plano inicial de investimentos da concessionária para o ano, mas compensam os gastos com um eventual racionamento de água na Grande São Paulo. Por meio de sua assessoria de imprensa, a Sabesp informou que ainda estuda quais as melhores alternativas para a captação da reserva adicional. No último final de semana, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, adiantou que duas análises iniciais estão sendo consideradas. Segundo ele, a primeira alternativa permitiria a exploração de cerca de 150 milhões de metros, com a construção de ensecadeiras (espécie de barragens provisórias) e de novos canais. Outros 150 milhões de metros, segundo Alckmin, poderiam ser captados com o uso de bombeamento. “Estamos avaliando, em termos de engenharia, o tipo de bomba. Isso está sendo estudado pela Sabesp”, comentou. Quanto precisa chover: segundo levantamento feito por especialistas na semana passada, o Sistema da Cantareira precisa de 66% da chuva que ele recebe em um ano para que o reservatório se recupere. A quantidade foi calculada em um estudo técnico do Consórcio Intermunicipal PCJ, das bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí. O engenheiro civil José Cézar Saad, um dos responsáveis pelo estudo, afirma que para enfrentar o período de estiagem, que começa entre abril e maio e vai até setembro, é necessário atingir 50% do volume dos reservatórios da Cantareira. Para completar a quantidade que falta, o Sistema precisaria receber, em um dois meses, 1.060 mm de chuva. A média de chuva da região é de 1.600 mm por ano. Por dia, precisaria chover 17,5 mm. Isso, segundo Saad, seria um volume de água problemático, capaz de provocar alagamentos, se concentrado em cinco ou dez minutos, mas não causaria danos se fosse acumulado em três ou quatro horas. Jornal Acontece Agora, Folha do Itaim & Curuça, Jornal de Ermelino & Ponte Rasa, Jornal Guaianás & Cidade Tiradentes e Revista Acontece Leste REDAÇÃO E PUBLICIDADE Tiragem: 40.000 exemplares cnpj: 03.115.443/0001-16 Circulação: São Miguel, ITAQUERA, vILA Jacuí, jd. helena, v. curuça E GUARULHOS Avenida dos Guachos, 166 - Vila Curuça Cep: 08030-360 Itaim Paulista – SP E-mail: raleste@gmail.com site: www.grupoacontece.com.br O jornal Acontece Agora é Filiado à 2031-2364 | 2513-0928 AJORLESTE Patente: PROC. 830024034 Classe 16 RPI RM 2087 Associação dos Jornais da Zona Leste FL = Free Lancer Diretor: Divaldo Rosa Adm. e Financeiro: Ademyr Rodrigues Representante comercial: Adriana Sena, Eduardo Rocha e Ariane Andrade Jornalista FL: Silmara G. Nunes Revisão: Suseli Corumba Rosa Fotos: Bruno Barreto Rosa Diretor de Arte: Sergio Avante Depto. Jurídico: Agilson M. Oliveira Distribuição: Mart Press Distribuidora As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam, necessariamente, a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comercias não mantém vínculo empregatício com a empresa. eleitorais de 2010 e 2012. Na segunda parte do livro elaboradas projeções de quociente eleitoral para 2014 em todos os estados e para o Distrito Federal, bem como foram feitas pesquisas sobre os prováveis candidatos aos governos dos estados e do Distrito Federal para as eleições de 2014. As informações contidas neste livro – que na realidade é um manual de marketing político eleitoral – tem por finalidade orientar candidatos e assessores e esperamos aprimorá-las a cada nova edição, para tanto, desde já contamos com as sugestões dos leitores. www.marketingpoliticoeleitoral.com
  3. 3. 2ª QUINZENA fevereiRO de 2014 P á g . 3 AJORLESTE faz a 1ª Reunião Itinerante no Grupo Acontece Tendo em vista a estratégia da nova diretoria da AJORLESTE - Associação de Jornais e Revistas da Zona Leste, que decidiu adotar o sistema de reuniões itinerantes, uma em cada jornal associado, sendo que a primeira reunião foi nesta terça, (26), na sede própria do Grupo Acontece de Jornais e Revistas, onde Divaldo Rosa, vice presidente da entidade e presidente do grupo de jornais e revistas mais respeitado da região de São Miguel (Jornal Acontece Agora), Itaim (Jornal Folha do Itaim & Curuça), Ermelino (Jornal de Ermelino & Ponte Rasa), e Guaianases(Jornal Guaianás & Cidade Tiradentes), além da Revista Acontece Leste que circula em boa parte da região, ofereceu um suculento churrasco aos dirigentes de jornais e revistas que participam da associação. Nem mesmo a chuva torrencial que caiu naquela hora, conseguiu quebrar o entusiasmo com que os participantes estão encarando essa nova fase da Ajorles- A reunião transcorreu num clima de total harmonia, o que revela o amadurecimento da classe e a preocupação em fortalecer não apenas a Ajorleste, mas também a Ajorb e o Sindjorb. te, presidida pelo jornalista Mauro Borges, em que os jornais estão com um posicionamento mais crítico, diante da administração pública. A pauta foi extensa tendo assuntos políticos como o Desordem Urbana: teoria das Janelas Quebradas Muito discutida entre os estudiosos da área de segurança pública, e também por quem não atua diretamente nela, muito bem explicada no portal eletrônico do Doutor Drauzio Varella – sim, o médico - a Teoria das Janelas Quebradas (broken windows theory), segundo ele, sugere que “a deterioração da paisagem urbana é lida como ausência dos poderes públicos, portanto enfraquece os controles impostos pela comunidade, aumenta a insegurança coletiva e convida à prática de crimes”. Essa tese, defendida pela primeira vez em 1982 pelos americanos James Wilson e George Kelling nos ensina que a evidência de desordem urbana na cidade induz ao vandalismo e aos pequenos crimes. Os focos de desordem urbana criam um ambiente sugestivo – e em alguns casos propícios - para a pratica de delitos. Segundo esses teóricos, se em um edifico uma janela quebra, ela deve ser consertada imediatamente, porque, se mantida da forma como está, aos poucos incorpora à paisagem e acaba incentivando que a cada nova deterioração tudo permaneça inerte. Depois de um tempo, o imóvel cria um aspecto de abandono, o que fomenta a pratica de depredação sobre ele, criando-se um atrativo à ação de vândalos e até de criminosos. Através de experiências e observações sobre essa teoria verificou-se que o delito é maior nas zonas onde o descuido, a sujeira, a desordem e o maltrato são maiores. Se por alguma razão racha o vidro de uma janela de um edifício e ninguém o repara, muito rapidamente estarão quebrados todos os demais. Se uma comunidade exibe sinais de deterioração, e esse fato parece não importar a ninguém, isso fatalmente será fator de geração de delitos. Com a cidade não é diferente. Compete ao poder público municipal cuidar da cidade, ora promovendo a manutenção dos seus equipamentos, ora impondo posturas sobre os munícipes. Entre as ações onde o poder público deve promover com maior atenção o combate à desordem urbana, merecem destaque: o comércio irregular; as pes- soas em situação de risco e rua; a iluminação deficiente; o lixo e o entulho irregular jogados em pontos que não ocorrem recolha periódica; depredação, vandalismo e falta de manutenção do espaço público; imóveis abandonados ou em estado de abandono, ou usos ilegais; descumprimento das leis de trânsito e veículos abandonados; perturbação do sossego (bailes, carros ou lugares com som alto, em especial nos horários de descanso); depredação ambiental e ocupações e construções irregulares; instalações, equipamentos e monumentos vulneráveis. Imaginemos uma praça pública deteriorada, sem iluminação, com pontos que facilitam o esconderijo de pessoas, e que está no trajeto de alunos que saem de uma escola no período noturno. Esse local é um grande atrativo ao delito. Esses alunos estariam vulneráveis a serem vítimas de pratica de atos de violência, roubo, assalto, atentado ao pudor e tantas outras ações criminosas. Já uma praça bem cuidada, devidamente iluminada, sem pontos de vulnerabilidade, com quadra e outros equipamentos de esporte em pleno funcionamento, com estímulo para que seja freqüentada pelos moradores da região, inclusive em período noturno, certamente não é local de interesse para o delinqüente permanecer ou agir. Assim, conforme se verifica até mesmo no nosso dia a dia, se essa teoria estiver correta, e acredito que está, o poder público municipal exerce grande parcela de responsabilidade sobre as ações de prevenção em relação à segurança pública. A polícia sozinha não é suficiente para coibir a pratica de delitos, pois ela atua em uma modalidade de repressão qualificada e para isso precisa contar com espaços públicos saudáveis. Promover a constante manutenção de equipamentos e revitalizar espaços deteriorados é fundamental para o bem estar da cidade, e situação assim se conquista facilmente com a parceria entre os órgãos de segurança pública e as ações eficientes do poder público municipal. Marcos Bazzana Delgado - Especialista em Segurança Pública. tratamento dado aos jornais de bairro pela gestão do Prefeito Haddad, até assuntos organizacionais. A nova diretoria decidiu ampliar a participação de novos jornais (que satisfaçam as exigências do Estatuto da Ajorleste) e também decidiu aceitar a associação de pessoas que não são dirigentes de jornais. No campo político eleitoral, ficou decidido que a entidade deverá receber "todos" candidatos aos cargos majoritários que desejarem se apresentar aos jornais da Zona Leste. Quanto aos candidatos ao legislativo, fica a critério de cada jornal. A reunião transcorreu num clima de total harmonia, o que revela o amadurecimento da classe e a preocupação em fortalecer não apenas a Ajorleste, mas também a Ajorb e o Sindjorb - Sindicato dos Jornais e Revistas de Bairros de São Paulo. Ciclovias: Acontece Agora sugeriu ao prefeito uma maior atenção aos projetos de ciclovias, durante entrevista coletiva no gabinete do prefeito. Em entrevista coletiva com os jornais de bairro em 2013, no gabinete do prefeito, Divaldo Rosa, diretor do jornal Acontece Agora, foi aplaudido por cerca de 90 jornalistas, ao sugerir publicamente ao prefeito Haddad uma atenção maior para as ciclovias, dando como exemplo a cidade de Amsterdam, capital da Holanda, que possui o maior número de bicicletas do mundo e que graças às ciclovias, a cidade não tem congestionamentos no trânsito e nem filas nos hospitais. Vendo o projeto tomar forma na região, nesta última tarde de quinta- feira (27), a equipe de reportagem do jornal Acontece & Agora visitou as obras das ciclovias da Tomaki Aoki, Cembira e da José Arthur da Nova, até um dos pontos onde está sendo construída a ciclovia que ligará as estações da CPTM de São Miguel Paulista, Jardim Helena, Itaim Paulista e a Estação Corinthians-Itaquera do Metrô, na Zona Leste. Chamado de Trecho 01 do Plano de Calçadas e Cicloviários no eixo Jardim Helena, Itaquera e Guaianases, o circuito passará pelas avenidas Doutor José Artur da Nova e Marechal Tito, além da estrada Dom João Néri e o Mercado Municipal de Guaianases. Na Avenida José Artur da Nova alguns motoristas encontram muitas dificuldades com a lentidão do trânsito, com isto, acreditam que a construção da ciclovia vai acentuar ainda mais a lentidão do trânsito na região. O aposentado Cláudio Tadeu Seco, morador da região há 08 anos, não é a favor da obra. “Acho péssimo o projeto da ciclovia porque a Avenida aqui já tem muito trânsito e agora estreitaram ainda mais as calçadas e criaram um congestionamento diário aqui. Piorou o trânsito, à tarde aqui não anda. A rua que dá acesso ao Jardim Helena está bloqueada com cones e uma placa de desvio, isso é um absurdo é uma coisa completamente desnecessária”, afirma o aposentado. “Eu como motorista acredito que as ciclovias são uma boa ideia, mas vou ser sincero, a bicicleta ainda não é meu meio de transporte, só posso lamentar por um investimento tão alto que ao meu ver, não terá tanta utilidade assim, já que nos hospitais está faltando médicos e, lá sim, deveria existir maiores investimentos”, esbraveja o dentista Lutero Antunes. As obras da ciclovia, que têm investimentos de R$ 20,7 milhões, sendo R$ 17,1 milhões liberados em setembro do ano passado pelo Fundo de Desenvolvimento Urbano (FUNDURB) foram iniciadas neste mesmo mês, e os outros dois trechos das obras, 02 e 03, que incluem serviços de melhoria da malha viária e complementares nos distritos de São Miguel Paulista e Jardim Helena também já foram contratados. Mesmo causando alguns transtornos no trânsito da região. a ciclovia do extremo leste já vem sendo esperada há muitos anos, agora com a obra em andamento, moradores, pedestres e principalmente ciclistas aguardam com entusiasmo a liberação da pista. Para o estudante Lucas Oliveira, a ciclovia ajudará a manter o orçamento e a saúde em dia, “merecemos sim uma ciclovia aqui na região de São Miguel, estudo e trabalho na região, mas sou morador do Itaim Paulista. Além de economizar no valor da condução, andar de bike todos os dias é o que me mantém fora da lis- tas dos sedentários, mesmo porque não tenho tempo de frequentar uma academia”. A professora Luciana Moreira, também moradora da região, lembra que na principal avenida sempre há muitos acidentes envolvendo ciclistas. “Não costumo usar a bicicleta como meio de transporte, mas admito que com a ciclovia irei pensar no assunto porque assim posso manter a forma (risos), mas achei bacana a obra, pois já teve acidentes horríveis por aqui. Muitos moradores têm o hábito de andar de bicicleta e, na maioria das vezes, os motoristas não respeitam os ciclistas”. Segundo a Pesquisa Origem Destino do Metrô, o Jardim Helena possui o maior número de usuários de bicicleta do município e conta com uma das maiores integrações com o sistema metroferroviário, já que o deslocamento para o trabalho aparece como um dos principais motivos das viagens realizadas. O distrito ocupa também o topo do ranking dos acidentes fatais envolvendo ciclistas. Por conta disso, o projeto criado em 2007 pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) foi retomado.
  4. 4. 2ª QUINZENA fevereiRO de 2014 P á g . 4 Banco do Povo Paulista reduz juros e aumenta limite de crédito O Banco do Povo Paulista, que oferece crédito a pequenos empreendedores em todo o Estado de São Paulo, reduziu nesta segunda-feira, 24, sua taxa de juros, que era de 0,5% ao mês, para 0,35% ao mês. Além da redução, o Banco também aumentou o valor limite dos empréstimos, que passou de R$ 15 mil para R$ 20 mil. Os empréstimos favorecem a geração de emprego e o aquecimento das economias locais. “A taxa de juros do Banco do Povo cai para 0,35% ao mês, sem correção monetária. Dá 4,2% ao ano, como a inflação está em torno de 5,8%. São juros negativo, menores do que a própria inflação”, disse o governador Geraldo Alckmin. Para saber como solicitar financiamento pelo Banco do Povo Paulista. Foi anunciado também um convênio entre o Banco do Povo e o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) São Paulo para a instalação de 12 agências nos escritórios do Sebrae na capital. “Os agentes do Banco do Povo passarão a ter os escritórios do Sebrae em São Paulo como ponto de referência. É uma parceria que só vem O Banco emprestou, “ao longo do tempo, R$ 1,270 bilhão, atendendo 370 mil famílias no Estado de São Paulo. É o menor juro do Brasil e não para consumo, mas para renda. É para melhorar a renda da população” ajudar e colaborar muito para desenvolver ainda mais o empreendedorismo no nosso Estado”, destacou o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano. O governador Geraldo Alckmin destacou que o “pequeno crédito é importante para o setor de comércio, para capital de giro, comprar equipamentos, montar um negócio”. E lembrou que mais da metade (52%) dos clientes do Banco do Povo são mulheres, “o que mostra quanto elas são empreendedoras e querem ter sua autonomia financeira, montar o seu próprio negócio”, completou. Alckmin ainda comentou que o Banco do Povo emprestou, “ao longo do tempo, R$ 1,270 bilhão, atendendo 370 mil famílias no Estado de São Paulo. É o menor juro do Brasil e não para consumo, mas para renda. É para melhorar a renda da população”. O programa atende empreendedores formais, informais, urbanos e rurais, microempreendedores individuais, produtores rurais, cooperativas e associações de produção, em 514 municípios paulistas. AMWAY apresenta em São Miguel a oportunidade para ter o seu próprio negócio Na noite 25 de fevereiro na Associação Comercial de São Paulo - São Miguel Paulista, pela primeira vez a empresa AMWAY DO BRASIL, a maior empresa de venda direta do mundo e líder mundial em marketing multinível, realizou um grande evento com a participação de um dos maiores empresários do Brasil, SERGIO E MARIZA VIEIRA. Esta multinacional tem o objetivo de ampliar seus negócios aqui no segundo maior comercio de São Paulo para contribuir com o desenvolvimento local, oferecendo as pessoas a oportunidade de obter um novo rendimento financeiro. As pessoas que aderem este negócio não precisam largar seus empregos, nem deixar de fazer suas atividades habituais. A empresa esta lançando um novo projeto que da a possibilidade dos novos cadastrados ter sua própria loja virtual, R$ 110,00 em produtos e um kit de informações para colocar em prática seu novo negócio. O próximo evento será dia 25 de março de 2014 na fevereiro na Associação Comercial de São Paulo - São Miguel Paulista na Av. Marechal Tito,1042 as 19 horas, convidamos todos a aproveitar deste momento. Haddad corta perua escolar gratuita para estudantes A gestão Fernando Haddad (PT) cortou o serviço de transporte gratuito de alunos da rede municipal. Pais de estudantes em diferentes bairros da cidade reclamam que houve dimi- nuição no número de vagas oferecidas nas peruas do Perueiros que prestam o serviço, oferecido a alunos que moram a mais de dois quilômetros da escola, engrossam o coro. A controladora de acesso Fabiana de Oliveira Silva, 30 anos, não sabe como substituir a van gratuita que o filho Douglas, 7 anos, tinha até 2013 para chegar à escola Arquiteto Vilano- va Artigas, em Sapopemba (zona leste). “Cotei van particular, mas cobram R$ 130. São 40 minutos de caminhada, dez só esperando um semáforo. Em Pedreira (zona sul), a degustadora de vinhos Patrícia Paula, 33 anos, afirma que mora a 1,9 km da escola Profª. Amélia Rodrigues de Oliveira, onde estuda o filho Ales, 9 anos. “As avenidas são perigosas, as calçadas não são acessíveis”, diz. No ano passado, o menino ia para a escola de van. Resposta: a Secretaria Municipal da Educação afirmou que o limite mínimo de distância para transporte dos alunos, de 2 km, está sendo seguido este ano e que casos de alunos que moram mais perto e vinham sendo beneficiados pelo serviço provavelmente se devem a concessões da escola que não existem mais. Casos pontuais devem ser levados à direção da escola. Mesmo assim, a secretaria diz ser “prematuro afirmar que o atendimento diminuiu”, como afirmam mães de alunos e perueiros. Até dezembro de 2013, 78.830 crianças eram transportadas pelo TEG (Transporte Escolar Gratuito). Para este ano, a secretaria disse não ter os números porque ainda há matrículas sendo realizadas. A prefeitura disse ainda que a lei que regula o transporte escolar determina que “serão atendidos, na ordem, os alunos de menor idade, que residirem a mais de 2km da unidade escolar”. Uma portaria do fim de 2012 também restringiu os obstáculos do percurso da criança a serem considerados ao conceder o benefício –não estão mais na lista as avenidas, por exemplo. Em relação aos pais ouvidos na reportagem, afirmou que todos moram a menos de 2km.
  5. 5. 2ª QUINZENA fevereiRO de 2014 P á g . 5 O que fazer para ser uma mulher de sucesso?  Com o dia da mulher chegando, as homenageamos com respostas para essa pergunta que as persegue há anos Por ter chego aqui, nos dias de hoje, com os mesmos direitos dos homens, todas as mulheres já poderiam ser consideradas como “mulheres de sucesso”. Mas ainda é pouco. Elas querem mais. Querem o sucesso financeiro, familiar, pessoal, e em toda e qualquer outra área que seja possível pensar – e o sucesso está disponível para todas. Madalena Feliciano, diretora de projetos da empresa Outliers Careers, uma mulher de sucesso, comenta que existem alguns passos que podem ser seguidos a fim da conquista de um melhor espaço no trabalho, um salário melhor e o respeito de todos – sem que seja necessário um grande esforço para isso. “Não é difícil perceber que a maioria das mulheres de sucesso são apaixonadas pelo que fazem – e isso não é coincidência. Quando você não ama o que faz, é difícil manter-se motivado para progredir, inovar e se destacar no mercado de trabalho” comenta a especialista. Outra atitude importante é não se iludir com a gratidão. Segundo pesquisa recente, realizada pela economista Linda Babcock, 57% dos homens negociam seus salários iniciais, enquanto apenas 7% das mulheres fazem isso. “O que isso significa? Que os homens iniciam com salários 7,6% mais alto do que as mulheres. Aplicando o princípio ao longo da carreira, os homens se aposentam meio milhão de dólares mais ricos”, diz Madalena. Por isso, ao re- ceber uma boa proposta de emprego, não se iluda. Pesquise a média salarial para aquele emprego, pense em outros trabalhos que você possa querer e assuma a sua ‘cara de negociante’. Saber lidar com o nervosismo também é uma arma poderosa. “Sinais que demonstram que a mulher está nervosa, como uma vermelhidão na face ou risadas forçadas, podem trai-la durante reuniões. O ideal é aprender a disfarçar esses pontos fracos ou a lidar com eles”, recomenda a especialista. Para mulheres que almejam – ou assumem – um cargo de chefia, já é comprovado que o modelo de líder atual que faz mais sucesso com a equipe não é o antigo modelo “general” e sim uma espécie de “técnico de futebol”, ou seja, uma pessoa que inspira o time, ajuda, e conhece cada um de seus integrantes – assim como seus pontos fortes. Existem muitas mulheres hoje que não se casam, porém, para aquelas que possuem um parceiro, - ou parceira, - é importante que exista uma boa parceria entre eles, que ela se sinta apoiada e confiante também na carreira profissional. Assumir riscos, acreditar no ‘seu taco’ e ser grata as pessoas ao seu redor também fazem parte de uma personalidade de sucesso. “As mulheres bem sucedidas, que obtêm o que desejam, antes de tudo, acreditam em si mesmas e nas suas metas. Manter o foco no objetivo e não desistir depois de ouvir um (ou vários) ‘não’(s) são capacidades necessárias para quem deseja subir na vida”, conclui Madalena. Vai passar o carnaval na praia, fique atento com o “look” perfeito Temporada de sol, calor e praia! Eis que muitas pessoas ficam em dúvida do que vestir e do que levar na mala. Praia é lugar para relaxar, para curtir e se divertir, mas nem por isso é sinal de que precisamos nos vestir mal. hoje separamos dicas legais de como se vestir nessas ocasiões, montando looks charmosos e fugindo um pouco do básico. Os acessórios são ótimos aliados para deixar o look com outra cara. Invista em lenços, chapéus, brincos de penas, pulseiras, anéis e colares sem muito brilho: Invistam em peças brancas, batinhas e peças fluídas, peças em seda, camisas de seda fazem toda a diferença, renda, saias longas, vestidos, cintos e shortinhos. Leve aquela sua rasteira de pedrarias que você pode usar a noite e invista nos acessórios! Não tenha medo de ousar! Um bom chapéu panamá, uma linda bolsa de praia, se jogue e bom feriado!!
  6. 6. 2ª QUINZENA fevereiRO de 2014 P á g . 6 Dificuldade de diagnóstico precoce de HIV prejudica controle da doença Segundo o Boletim Epidemiológico HIV - AIDS de 2013, divulgado pelo Ministério da Saúde, nos últimos 10 anos, a taxa de detecção de AIDS no Brasil sofreu uma elevação de cerca de 2%. No entanto, observam-se diferenças significativas entre as cinco regiões. No período de 2003 a 2012, dentre as cinco regiões do país, observa-se uma diminuição de 18,6% na taxa de detecção na Região Sudeste e 0,3% na Sul, enquanto nas demais regiões observa-se um aumento, sendo de 92,7% na Região Norte, 62,6% na Nordeste e 6,0% na Centro-Oeste.  Dentre as Unidades da Federação, destacam-se as maiores taxas de detecção de casos de aids no Rio Grande do sul (41,4), Santa Catarina (33,5), Amazonas (29,2) e Rio de Janeiro (28,7).  A infecção primária pelo HIV é sintomática na maioria dos casos, mas os sintomas são fáceis de pas- sarem despercebidos. Em um estudo de corte somente um quarto dos pacientes que se apresentaram com estes sintomas foram diagnosticados corretamente em centros de atenção primária nos EUA e no Reino Unido, segundo o módulo “Testing for HIV in general Practice”, da ferramenta educacional BMJ Learning. A infecção pode passar despercebida porque os sintomas são transientes, muitas vezes durando apenas uma ou duas semanas e tendem a apresentar características similares a infecções mais comuns e corriqueiras.  A falha em não se estabelecer uma história sobre riscos de exposição ao HIV, a relutância em não pedir os devidos exames e a falta de conhecimento sobre as limitações destes exames na fase aguda também contribuem para o diagnostico tardio. Diagnósticos tardios são associados à alta mortalidade e morbidade e também contribuem para o aumento dos custos do tratamento. “Ampliar a detecção precoce do HIV e de outras Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s) é de extrema importância para o controle da doença, pois neste estágio o paciente geralmente apresenta uma elevada titulação viral e está em uma categoria de risco para a transmissão do vírus elevado através do contato sexual”, diz dr. Ricardo Cypreste, médico especialista em medicina da família e representante no Brasil do BMJ, editora do British Me- dical Journal.  Algumas DSTs não apresentam sintomas, tanto no homem quanto na mulher. A importância do conhecimento sobre DSTs do profissional da saúde é extremamente relevante para que o manejo de seus pacientes seja eficaz, rápido e que melhore a qualidade de vida de seus pacientes e interrompa a cadeia de transmissão dessas doenças. As DSTs mais comuns são a gonorreia e a sífilis, sua prevenção na população é através do uso do preservativo, e o profissional da saúde deve saber como abordar este assunto com seus pacientes para que possamos interromper a transmissão das mesmas. O Ministério da Saúde disponibiliza para os pacientes atendimento e tratamento gratuitos e para o profissional da saúde a BMJ, através de suas ferramentas BMJ Learning e Best Practice disponibiliza educação continuada sobre es- tas doenças, também uma cortesia do Ministério da Saúde”. Especialmente neste momento pré-carnaval, período quando o consumo de álcool e outras drogas podem comprometer o julgamento ampliando comportamentos de risco e consequentemente a vulnerabilidade às DST’s, é de extrema importância que médicos, outros profissionais da saúde e sociedade tenham mais informações sobre o tema, evitando novas infecções e tratando corretamente os casos identificados. As DSTs estão entre os problemas de saúde pública mais comuns em todo o mundo. Entre suas consequências estão a infertilidade feminina e masculina, a evolução para doenças inflamatórias com maior risco de complicações com alto prejuízo a saúde, a transmissão de mãe para o filho e aumento do risco para a infecção pelo HIV. Coração Saudável no Carnaval A maior festa popular do país está chegando e, além de muita alegria, descontração e música, infelizmente, alguns abusos por parte dos foliões marcam o Carnaval. E podem resultar em doenças sérias, Cuidado com a mistura de álcool e energético, calor intenso e a privação do sono como alguns tipos de arritmias cardíacas. Especialistas membros da Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC) alertam para os exageros cometidos nesse período, que podem estragar a festa. “O grande problema é quando as pessoas exageram e desrespeitam os limites do próprio corpo”, diz o Presidente da SOBRAC, o cardiologista baiano Luiz Pereira de Magalhães. Entre os principais fatores de risco está a associação entre álcool e bebidas energéticas. “Esta mistura, ou seu consumo excessivo, pode funcionar como catalizador para a geração de algumas arritmias cardíacas, como as extra-sístoles - arritmia supraventricular e ventriculares -, e a fibrilação atrial”, alerta Magalhães, que também é coordenador do Serviço de Eletrofisiologia do Hospital Universitário Prof. Edgard Santos, do Hospital Ana Nery (UFB) e do Serviço de Arritmia do Hospital Português. O Carnaval acontece em pleno verão brasileiro e, em boa parte do território nacional, os termômetros marcam elevadas temperaturas. Segundo Zimerman, o calor excessivo aumenta o risco de eventos cardíacos, incluindo o infarto e a morte súbita cardíaca, muito provavelmente em virtude da desidratação e perda de eletrólitos (sódio, potássio). Portadores de doenças cardiovasculares: o presidente da SOBRAC, Luiz Magalhães, alerta também os portadores de alguma doença cardiovascular. O mais correto é que estes se submetam a avaliação médica cardiológica para esclarecimento diagnóstico e orientação mais adequada para atividade física e ingestão de bebidas. Desta forma, estarão mais seguros e poderão aproveitar a folia de maneira saudável, porém com moderação.
  7. 7. 2ª QUINZENA fevereiRO de 2014 P á g . 7 70% de ex-alunos de cursos técnicos têm emprego em um ano pós curso Pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ao Ibope mostra que mais de 70% dos ex-alunos de cursos técnicos de nível médio conseguem emprego no primeiro ano depois do curso. A pesquisa ouviu 2.002 pessoas com mais de 16 anos em 143 municípios sobre a educação profissional. Os resultados darão subsídios para definir a oferta de vagas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). De acordo com o levantamento, 90% dos entrevistados concordam que quem faz ensino técnico tem mais oportunidades no mercado de trabalho e 82% afirmam que os profissionais com certificado de qualificação profissional têm salários maiores. Quando questionados sobre as razões para optar nalizantes estudaram em uma dessas entidades. A rede privada vem em segundo lugar com 37% das respostas, seguida da rede pública com 20%. Baixa procura pelo ensino técnico pela educação profissional, 53% dizem que ela permite ingresso mais rápido no mercado de trabalho; 47%, que têm o desejo de se qualificar em uma profis- são específica; e 28%, que ela amplia as oportunidades de acesso ao mercado de trabalho. São as instituições do sistema S (Senai, Senac, Senar e Sebrae) as principais ofertantes da formação profissional técnica no Brasil. De acordo com o estudo, 43% das pessoas que fazem ou já fizeram cursos profissio- Apesar de na avaliação da população, os cursos técnicos e profissionalizantes serem um caminho rápido para conseguir emprego, a procura pela educação profissional ainda é baixa no Brasil. Segundo a pesquisa, apenas um em cada quatro brasileiros já frequentou ou frequenta algum curso de educação profissional. As principais razões para que 75% da população nunca tenham feito cursos de formação profissional são falta de tempo para estudar (40%), falta de recursos para pagar (26%), falta de interesse (22%). A pesquisa realizada pelo Ibope apontou que 44% dos brasileiros entre 16 e 24 anos estudam atualmente. A maioria está no ensino superior (18%), seguido do ensino médio (15%) e do ensino fundamental (5%). O ensino profissional é opção de apenas 3% deles, mesmo percentual dos que fazem ensino médio vinculado ao técnico. Nas 34 nações mais desenvolvidas, a média dos jovens fazendo educação profissional é 35%, segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). No Brasil, a pesquisa do Ibope revelou que fica em 6%, somando os que cursam o ensino médio integrado ao técnico e apenas o ensino profissional. Educação recebe 2,1 mil acervos ecológicos e leva ação ambiental para escolas da capital e Região Metropolitana de SP As Secretarias da Educação e do Meio Ambiente do Estado de São Paulo celebram nesta terça-feira, dia 25, uma parceria para reforçar o pacto de tornar todas as 5 mil escolas estaduais polos de formação sustentável dos 4 milhões de alunos. As unidades escolares, sendo 2,1 mil delas na capital e Região Metropolitana de SP, vão receber um kit de educação ambiental, formados por 24 livros cada um, que orientam crianças e adolescentes de todas as idades a reciclar lixo, amenizar o aquecimento global, economizar água e luz entre outros tópicos. O objetivo é que o acervo sustentável formado por 120 mil títulos no total - en- tre almanaques, cartilhas e dicionários - seja utilizado em ações ecológicas elaboradas para estudantes de todas as idades.  A entrega do primeiro kit foi feita na sede da Educação, na capital paulista, e contou com a participação dos secretários da Educação, professor Herman Voorwald, e do Meio Ambiente, Bruno Covas.  O material ficará disponível nas salas de leitura ou nos espaços destinados aos livros nas 5 mil escolas do Estado e será distribuído ainda aos professores-coordenadores de educação ambiental das 91 diretorias de ensino e aos monitores do projeto APE (Ações Preventivas na Escola), que atuam no Pro- grama Escola da Família. O kit foi elaborado pela Coordenadoria de Educação Ambiental (CEA) da Se- Fique atento: chegaram a coleção “Os animais da Fazenda” A coleção reúne livros didáticos e figuras em PVC para aprender brincando Voltada para o público infantil, primeira edição será lançada dia 11 de fevereiro e trará um livro acompanhado da 1º família de animais para começar a montar a fazenda. A Editora Planeta DeAgostini lança, com exclusividade, em São Paulo e no Rio de Janeiro, mais uma fantástica coleção: Os Animais da Fazenda. Composta por 50 edições, cada livro da coleção aborda um tema específico relacionado com a fazenda e vem acompanho por figuras relacionadas ao tema da edição. A primeira edição vem com o livro “A VACA” e três figuras em PVC: uma vaquinha, um touro e um bezerro para iniciar a coleção. A coleção tem como objetivo apresentar à criança o universo rural, dando a ela a oportunidade única de construir sua própria fazenda. Os livros utilizam uma linguagem simples e divertida em que a criança poderá aprender tudo sobre os animais e esse fantástico ambiente. Os livros de capa dura com 32 páginas, num formato ideal para a criança levar onde quiser, trazem ilustrações originais e textos claros, simples e divertidos, em que cada personagem serve de anfitrião. Nas seções do livro a criança poderá aprender desde quem é o animal até mesmo quais são as raças, como são seus filhotes e muito mais! Todos os livros vêm acompanhados de figuras confeccionadas em PVC com formato que se adaptam às mãos das crianças. Todas as figuras são expressivas e reproduzem os desenhos dos livros. Além disso, elas não se quebram e podem ser lavadas. Ao longo da coleção, a Fazenda será habitada por diversos animais - como porquinhos, galinhas, cavalos, coelhos, cabras , pelos fazendeiros, além de todos os itens para compor o ambiente de uma fazenda. As primeiras 11 edições serão quinzenais, sendo que o primeiro exemplar terá um preço especial de R$ 9,99. A partir da 12ª edição será semanal, acesse:  www.planetadeagostini.com.br Mais de 200 mil jovens estudam em tempo integral no Estado de SP No Estado de São Paulo mais de 200 mil jovens recebem ensino em tempo integral. “Isso aqui é uma casa pra mim”, afirma o estudante Matheus Jessé, que passa a maior parte do seu tempo na escola. Em 2014, o Governo do Estado vai quase dobrar esse número: serão 360 mil. Matheus e a estudante Stefani Alves fazem parte do programa Escola de Tempo Integral. São oito horas diárias na escola. Entre as atividades estão informática, línguas e três refeições por dia. Outra opção é o programa Vence, onde o aluno faz o ensino técnico de manhã e o técnico à tarde. São 60 cursos. Bruno Mueller escolheu estudar Meio Ambiente. “Tenho certeza que assim que eu sair daqui vou entrar no mercado de trabalho muito mais preparado”, afirma. Os alunos saem com cer- tificado técnico, garantindo uma profissão. “Eu consegui chegar a uma colocação profissional bem melhor com o programa Vence”, disse o estudante de Mecatrônica Rafael de Campos. cretaria do Meio Ambiente, em linguagem lúdica e ilustrações, e contempla desde histórias infantis até guias de gestão de desastres ambientais. “Nossas escolas são espaços de formação integral dos jovens e o compromisso ambiental também faz parte da nossa atuação. A distribuição dos livros integra as ações já desenvolvidas pela rede de ensino que buscam fazer com que os alunos sejam multiplicadores das mudanças comportamentais em toda a comunidade escolar”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald. O secretário do Meio Ambiente, Bruno Covas, avalia que a parceria com a Secretaria da Educação é importante para levar informações e ações de educação ambiental para as crianças e jovens. “Precisamos conscientizar as gerações futuras para preservar a biodiversidade, fundamental para a nossa sobrevivência no mundo”, reitera. Uma equipe da Secretaria da Educação avaliou os títulos e vai disponibilizar um passo a passo para orientar os diretores e dirigentes de ensino sobre a utilização do kit e quais publicações são indicadas para cada série. Além disso, o acervo poderá servir de base para mobilizações e atividades educativas em prol do meio ambiente organizadas pelas 2,3 mil escolas da família que todo final de semana abrem as portas para a comunidade.
  8. 8. 2ª QUINZENA fevereiRO de 2014 P á g . 8 ARIES LIBRA TOURO Seu regente começa a caminhar mais livremente, e os contatos com estrangeiros, assim como as viagens internacionais, ganham maior equilíbrio e movimento. Um novo amor pode chegar a taurinos solitários, trazendo muita alegria. ESCORPIÃO Você ainda sente a pressão de Saturno, especialmente se for do terceiro decanato. Mantenha a calma e faça o que deve ser feito, sem pressa, mas cumprindo com todos os compromissos. Saturno exige maior responsabilidade. GÊMEOS Nesta fase seus sentimentos e emoções começam a retomar o equilíbrio perdido nas últimas semanas. Você estará mais consciente de suas necessidades emocionais e pode querer aprofundar um relacionamento que julga importante. SAGITÁRIO Vênus se afasta um pouco mais a cada dia da pressão de Plutão e Urano e melhora sensivelmente sua vida material e financeira. Um novo acordo ou contrato pode trazer aumento de seus rendimentos. Fique ligado. CÂNCER Vênus em Capricórnio afasta-se cada vez mais de Plutão e Urano melhorando seus relacionamentos, especialmente os afetivos. Marte em Libra movimenta acontecimentos relacionados à sua vida doméstica. CAPRICÓRNIO Vênus começa a se afastar das pressões de Plutão e Urano, você sente grande alívio e tudo volta a movimentar-se em sua vida. Marte em Libra traz vigor e muita energia vital para seus projetos. LEÃO AQUÁRIO Nesta fase o amor começa a fazer sentido novamente. Você está mais leve e consegue ter claro os caminhos que pretende seguir, apesar de Saturno estar ainda pressionando você. Prepare-se intimamente para novas escolhas. Vênus cada vez mais distante de Plutão e Urano traz boas novidades à sua carreira. Boas notícias podem chegar. Marte, seu regente em Libra, pede cuidado com os relacionamentos, pois o excesso de energia pode levá-lo à agressividade. Nesta fase seus projetos de trabalho fluem com maior tranquilidade, assim como o relacionamento com seus colegas e superiores. Um novo trabalho pode surgir, ou a resposta de uma entrevista pode chegar e surpreender. VIRGEM Seus romances voltam a trazer alegria à sua vida, depois de uma fase de dificuldades. O momento envolve movimento na vida social, novas amizades que surgem e um amor novo que pode chegar a virginianos solitários. Aproveite! Nesta fase sua necessidade de estar entre os seus, ou apenas em seu canto, aumenta sensivelmente. Uma mudança de casa pode fazer parte de seus novos projetos de vida. Se casado, o relacionamento começa a retomar o equilíbrio. PEIXES Sua vida social começa um novo movimento e novas amizades chegam à sua vida. O momento é ótimo para organizar trabalhos em equipe, ou para retomar de uma outra maneira uma equipe que trouxe problemas.   Venha pular o carnaval no Parque Quer festejar o carnaval, mas com tranquilidade? O PET tem diversas opções para quem vai permanecer em São Paulo no próximo feriado . Quem ainda não tem programa para o carnaval, pode aproveitar todas as atrações que o PET (Parque Ecológico do Tietê) oferece. São três núcleos na Capital - Eng Goulart, Vila Jacuí e Ilha do Tamboré - com opções para toda a família.  Neles, os visitantes encontram além de tranqüilidade muitas opções de lazer, a exemplo de quiosques para churrasco, espaço verde em abundância para piqueniques, trilhas, quadras, pedalinhos e ciclovias, entre outras.  Núcleo Eng. Goulart:  Trata-se do maior do Parque Ecológico do Tietê, no qual se pode desfrutar de uma área com 14 milhões de m² que possui desde atrações culturais, programas de educação ambiental a vários equipamentos de lazer como pista de bicicross; 9 km de trilhas; 14 km de ciclovia (na área externa do centro de lazer) e aluguel de bicicletas; 3 quadras de futsal, 2 quadras poliesportivas e 5 campos de futebol society; 16 campos de futebol (4 internos e 12 externos); 9 quiosques com churrasqueira, que devem ser previamente agendados, com certa antecedência, pelo telefone 2958-1477, além de 12 churrasqueiras descober- Parque do Carmo tem projeto Verão SP  A Supervisão de Esportes da Subprefeitura Itaquera, em parceria com a Rede Globo, levará o projeto Verão SP ao Parque do Carmo no próximo final de semana. A ideia é transformar, o parque em espaço de lazer e bem-estar com clima de praia. No local, das 9h às 16h, haverá uma área de sombra com espreguiçadeiras, guarda sóis e puffs que proporcionarão um ambiente agradável para a população aproveitar o verão. A programação inclui cultura, lazer, esporte e diversão para todas as idades. Haverá um pré-carnaval com oficinas e música, Banda “Bloquinho” para as crianças e Karaokê com temas de novelas. Participe!   tas de uso livre, por ordem de chegada; playground; academia; palco ao ar livre; teatro de arena; anfiteatro; lago com pedalinho e pedalão; passeio de trenzinho e triciclos; restaurante e lanchonetes (que funcionam todos os dias).  A estrutura do Núcleo Engenheiro Goulart conta ainda com 12 sanitários, sendo 4 para pessoas com deficiência, 7 vestiários e ambulatório.  Núcleo Vila Jacuí  Quem visitar o Jacuí, núcleo um pouco menor com 171 mil m² - bem ao lado do Núcleo Engenheiro Goulart, também na Zona Leste - encontrará 2 campos de futebol; 3 quadras poliesportivas; pista de bicicross e skate; quadra para vôlei de praia; áreas para recreação; salão de festa; vestiários; equipamento e centro de atividades para a terceira idade; pista de cooper. O parque possui 12 quiosques com churrasqueiras e é ne- cessário, igualmente, agendamento prévio, pelo telefone 2033-1940. SERVIÇOS: Parque Ecológico do Tietê - Núcleo Engenheiro Goulart - horário de funcionamento do núcleo: 8h às 17h – Entrada Gratuita  Estacionamento: 50 vagas no interior, próximo à administração do parque e 1000 vagas no estacionamento externo.  Telefone: 2958-1477. Endereço: Rua Guira Acangatara, 70. Atividades e equipamentos que precisam ser agendados: Programa de Educação Ambiental, vi- sita monitorada ao Museu, quiosques grandes, quadras, campos de futebol, palco ao ar livre, anfiteatro e teatro de arena. Como chegar: O acesso fica na Av. Dr. Assis Ribeiro, altura do nº 3.000. Indo de carro, entre no km 17 da rodovia Ayrton Senna, sentido SP/Rio; de Metrô, desembarque na estação Penha, pegue o ônibus Jardim Keralux e desça na entrada do parque; pelo trem da CPTM, desembarque na estação Engenheiro Goulart, e siga caminhando até a entrada do parque. Gilberto Xavier dos Santos EPP, torna público que requereu na CETESB, a renovação de licença de operação para a atividade de materiais plásticos descartados recuperação de; Na rua Jacinto Jose Fagundes, 15 – Vila Pedroso – São Paulo /SP

×