Aprendizados da América Latina - II Encontro Ações da Rede

580 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
580
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
65
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aprendizados da América Latina - II Encontro Ações da Rede

  1. 1. DEFICIT DE VIVIENDA EN EL SALVADOR POLÍTICAS PÚBLICAS E EXPERIÊNCIAS NO SETOR DADÉFICIT CUANTITATIVO: 82,203 UnidadesDÉFICIT CUALITATIVO: HABITACIONAL NA AMÉRICA LATINA: REFORMA 390,333 UnidadesDÉFICIT TOTAL: 472,536 Unidades PRINCIPAIS APRENDIZADOS, EHPM, 2008 FUENTE: VMVDU, CASOS RELEVANTES E COMPILAÇÃO EN AMSS: Un 42% del déficit cuantitativo (34,525 unidades) Consultora: Maria Virginia Casasfranco R. Un 13.2% del déficit cualitativo: 51,523 unidades FUENTE: Diagnóstico C.V. V.I.S., 2011
  2. 2. DEFICIT DE VIVIENDA EN EL SALVADORDÉFICITPOLÍTICAS PÚBLICAS E EXPERIÊNCIAS NO SETOR DA CUANTITATIVO: 82,203 UnidadesDÉFICIT CUALITATIVO: HABITACIONAL NA AMÉRICA LATINA: REFORMA 390,333 UnidadesDÉFICIT TOTAL: 472,536 Unidades PRINCIPAIS APRENDIZADOSVMVDU, EHPM, 2008 FUENTE: EN AMSS: Un 42% del déficit cuantitativo (34,525 unidades) Consultora: Maria Virginia Casasfranco R. Un 13.2% del déficit cualitativo: 51,523 unidades FUENTE: Diagnóstico C.V. V.I.S., 2011
  3. 3. DEFICIT DE VIVIENDA EN EL SALVADOR APRENDIZADOS DA AMERICA LATINA O déficit qualitativo de moradias está decrescendo (saneamentobásico e regularização fundiária), mas os problemas de qualidade devida dentro das moradias estão aumentando. DÉFICIT CUANTITATIVO: 82,203 UnidadesDÉFICIT CUALITATIVO: 390,333 Unidades O mercado da reforma está em alta: as lojas de materiais deconstrução nos bairros de baixa renda continuam com boas vendas. DÉFICIT TOTAL: 472,536 Unidades FUENTE: VMVDU, EHPM, 2008 A forma de produção social e/ou informal de moradia é a maior, EN AMSS:mas não se conhecem 42% del déficit cuantitativo Un seus impactos macroeconômicos nos países emicroeconômicos nas famílias. unidades) (34,525 Un 13.2% del déficit cualitativo: 51,523 unidades FUENTE: Diagnóstico C.V. V.I.S., 2011
  4. 4. DEFICIT DE VIVIENDA EN EL SALVADOR APRENDIZADOS DA AMERICA LATINA O adensamento de bairros de origem informal é um efeito do déficitquantitativo de moradia (imóveis com 4 ou 5 andares). DÉFICIT CUANTITATIVO: 82,203 Unidades O estoque habitacional informal e/ou da produção social é a opção de DÉFICIT CUALITATIVO: 390,333 Unidadesaluguel para as famílias de baixa renda. DÉFICIT TOTAL: 472,536 Unidades A evolução das políticas públicas no campo FUENTE:reforma de moradia de VMVDU, EHPM, 2008viraram um componente na luta contra a pobreza extrema. EN AMSS: Un 42% del déficit cuantitativo A reforma como mecanismo de Proteção do Patrimônio Familiar e (34,525 unidades)instrumento de mobilização social (ruptura de paradigmas). Un 13.2% del déficit cualitativo: 51,523 unidades FUENTE: Diagnóstico C.V. V.I.S., 2011
  5. 5. DEFICIT DE VIVIENDA EN EL SALVADOR APRENDIZADOS DA AMERICA LATINA A criação de uma cultura tributária nos bairros de origem informal éum desafio para a recuperação do investimento do Estado (saneamentobásico); CUANTITATIVO:a permanência dos moradores pela pressão do DÉFICIT assim como 82,203 Unidadesvalor do solo. DÉFICIT CUALITATIVO: 390,333 UnidadesDÉFICIT TOTAL: 472,536 Unidades Variadas metodologias e modelos de gestão pública ante os principaisriscos e vulnerabilidades das moradias, mas VMVDU, EHPM, 2008 FUENTE: os resultados nãoacompanham as grandes necessidades. EN AMSS: Un 42% del déficit cuantitativo Necessidade de um modelo unidades) (34,525 equilibrado demanda-oferta. Estudodetalhado da cadeia de valor da reforma de moradia de baixa renda,com os principais del déficit cualitativo: 51,523 unidades envolvidos, a Un 13.2% elos e gargalos, os atoresgovernabilidade e a forma de tomada de decisão das reformas. FUENTE: Diagnóstico C.V. V.I.S., 2011
  6. 6. FORTALECIMENTO DA CADEIA DE VALOR DA REFORMA DE MORADIA (El Salvador) MELHORAR A EFICIÊNCIA DA CADEIA: materiais, processos, tecnologias, produtos (atender segmento de mercado e criar oportunidades de emprego). MELHORAR A ORGANIZAÇÃO DA CADEIA: vínculos entre elos, redes, desenvolvimento de provedores, práticas de provedoria (eficiência coletiva). FORTALECER AS INSTITUÇÕES DE APOIO (públicas e privadas): provedoras de serviços de assistência técnica, financeira e de formação de recursos humanos. FORTALECER A GOVERNABILIDADE DA CADEIA: assegurar a coordenação de ações estratégicas e de apoio, institucionalização e sustentabilidade no longo prazo.
  7. 7. DEFICIT DE VIVIENDA EN EL SALVADOR APRENDIZADOS DA AMERICA LATINAApenas três elos movimentam a cadeia atual da reforma:  Insumos da construção: sem controle de qualidade e assistência DÉFICIT CUANTITATIVO: 82,203 Unidades técnica para sua utilização.390,333 Unidades DÉFICIT CUALITATIVO:  Construção: problemas de mobilidade de mão de obra e os DÉFICIT TOTAL: no setor da construção (impacto macroeconômico). profissionais 472,536 Unidades  Financiamento: recursos próprios das FUENTE: VMVDU, EHPM, 2008 famílias. Orçamento publico não sustentável EN AMSS: (subsídios). Limitadas opções de microfinanciamento (fundo de garantia). Un 42% del déficit cuantitativo (34,525 unidades)O desafio na superação dos problemas de trâmites: custos etempos. A Moradia Saudável é uma opção limitada. Un 13.2% del déficit cualitativo: 51,523 unidades FUENTE: Diagnóstico C.V. V.I.S., 2011
  8. 8. DEFICIT DE VIVIENDA EN EL SALVADOR POLÍTICAS PÚBLICAS E EXPERIÊNCIAS NO SETOR DADÉFICIT CUANTITATIVO: 82,203 UnidadesDÉFICIT CUALITATIVO: HABITACIONAL NA AMÉRICA LATINA: REFORMA 390,333 UnidadesDÉFICIT TOTAL: 472,536 Unidades CASOS RELEVANTES VMVDU, EHPM, 2008 FUENTE: EN AMSS: Un 42% del déficit cuantitativo (34,525 unidades) Consultora: Maria Virginia Casasfranco R. Un 13.2% del déficit cualitativo: 51,523 unidades FUENTE: Diagnóstico C.V. V.I.S., 2011
  9. 9. MODELO MEXICO - PROGRAMA DE REFORMA Convocatória EMPRESA Individual EXECUTORA Poupança 5% FAMILIAS SOCIAL INTERVENÇÃO DISPERSA MUNICÍPIOMINISTÉRIO Saneamento básico e regularização AssistênciaSubsídios técnica integral 40% EMPRESA FINANCEIRA Crédito 55% EMPRESAS Convênio de Adesão EXECUTORAS Formação da mão de obra não é clara no modelo
  10. 10. POLÍTICAS E EXPERIÊNCIAS DA REFORMA DE MORADIA - CASO MÉXICO ATORES ENVOLVIDOS E SEUS PAPEISPOLÍTICA - Subsidio Federal: Conavi- 1983: Direito à moradia - Constituição. - Crédito/Financiamento: Entidade Executora- Lei de Moradia (2006) no México. (Convênio de Adesão)- Área prioritária de desenvolvimento nacional - Poupança Prévia: Beneficiáriocom a participação dos municípios, o setor social - Executora Sociale privado.- Inclui a produção social como uma modalidadeprópria. CUSTOS E FORMA FINANCIAMENTO - Subsídio: 40% ($1.940)METODOLOGIA - Poupança prévia: 5% - Crédito: 55%Financiamento Valor máximo: 100% ($4.850 , 20 SM)poupança + crédito + subsídio (famílias até 5 SM). Ciclo de reforma: até $5.820 (24 SM)Assistência técnica e crédito - Regularização como parte da reforma.INVI – Cidade de México-Crédito: 25.000 reformas por ano. IMPACTOS-Subsídio: Assessoria integral qualificada, social, (R$103,3 milhões / 2010, Conavi). Média 2008-jurídico, financeiro, técnico e de desenvolvimento 2010, R$83 milhões (42.783 reformas / cadasustentável. R$1.930) Déficit qualitativo: 11 milhões (2007).

×