Integra - I Encontro Ações da Rede

846 visualizações

Publicada em

Apresentação Integra - Ações na Rede Clube da Reforma

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
846
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
123
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Integra - I Encontro Ações da Rede

  1. 1. ENCONTRO AÇÕES NA REDE SÃO PAULO, 03.FEV.2012INTEGRAArq. Adelcke Rossetto Nettowww.integracoop.com.br Parceria:
  2. 2. QUEM SOMOS- Origem da Integra- Atuação junto ao Poder Público, TerceiroSetor e Agentes Privados nas áreas de: • Projetos de Edificações • Urbanismo • Planejamento Urbano • Trabalho Técnico Social • Gerenciamento de Obras- Projetos ligados à HIS, Trabalho TécnicoSocial para moradia e Cooperativismo
  3. 3. AÇÕES EM MELHORIA HABITACIONAL- Elaboração de Planos Urbanísticos para a açãogovernamental frente a questão habitacional- Desenvolvimento de projetos de HIS- Viabilização de empreendimentos habitacionais em todo opaís.- Viabilização de Retrofit de Edifícios em áreas centrais- Trabalho de Gerenciamento e Autogestão deempreendimentos habitacionais- Trabalho Técnico Social voltado à Gestão, Geração deTrabalho e Renda, Pós-ocupação e Meio Ambiente.
  4. 4. PRINCIPAIS RESULTADOS Estudo de Caso - Retrofit1999
  5. 5. PRINCIPAIS RESULTADOSEstudo de Caso – Retrofit – Ed. Celso Garcia Em 1999 mais de 300 famílias ligadas à ULC ocuparam o prédio situado à av Celso Garcia 787. A ULC e a INTEGRA negociam com o proprietário do imóvel (Banespa), Sehab, CDHU e CEF. Projeto teve dificuldades técnico- financeiro, e de legislação. O valor de custo limitado gerando apartamentos com áreas reduzidas (26 a 34 m2). O projeto de reforma e construção viabilizou 84 UH, com recursos do PAR, por um custo final médio de R$ 21.400,00.
  6. 6. PRINCIPAIS RESULTADOS Estudo de Caso – Retrofit – Ed. Celso GarciaNITÁRIA AREA COMUNITÁRIA AREA COMUNITÁRIA O projeto ganhou prêmio da entidade inglesa BSHF em 2004, um dos dez trabalhos escolhidos no mundo.
  7. 7. PRINCIPAIS RESULTADOSEstudo de Caso – Retrofit – Ed. Brigadeiro Tobias
  8. 8. PRINCIPAIS RESULTADOSEstudo de Caso – Retrofit – Ed. Joaquim Carlos Edifício particular que teve negociação de compra da ULC e a INTEGRA com o proprietário do imóvel e CEF em 2004. Projeto de reforma foi mais simples uma vez que o edifício já era residencial, viabilizou 93 UH. O valor por unidade foi de R$ 37.000, viabilizado através do PAR-Reforma. Apartamentos a uma área entre 34,70 e 43,19 m².
  9. 9. PRINCIPAIS RESULTADOSEstudo de Caso – Retrofit – Estudos de Viabilidade 2000-2008Celso Garcia Av. São JoãoBoticário Joaquim CarlosBrigadeiro Tobias R. SeminárioHotel Vila Rica R. MauáHotel Rojas R. FormosaHotel Congonhas Largo da ConcórdiaHotel Cambridge Ipiranga 1Hospital 21 de Abril Ipiranga 2Hipódromo II Bom RetiroHipódromo Av. São JoãoGenebra Rua CambuciEd. Marajó Vila CarmosinaDuque de Caxias Rua dos FrancesesDom José de Barros Rua HumaitáWescelau Braz Rua MercúrioStª Rosa Terreno Belenzinho
  10. 10. PRINCIPAIS RESULTADOSEstudo de Caso – Retrofit – Ed. Ipiranga Prédio da SPU, doado para a ULC através da Portaria 179/09 Primeiro projeto Minha Casa Minha Vida entidades, com reforma em área central.
  11. 11. PRINCIPAIS RESULTADOSEstudo de Caso – Retrofit – Ed. Ipiranga Projeto contempla 123 unidades com tipologias de 1 dormitório e quitinetes, com áreas variando de 21,63m² a 42,85m². O valor máximo destinado para a reforma será de R$ 65.000,00 por UH. Processo de construção será por autogestão, administrando diretamente os recursos de obra, sobre responsabilidade da ULC e da Integra.
  12. 12. PRINCIPAIS DESAFIOS- Grau de exigências e limitações impostas para Entidadesviabilizar os empreendimentos;- Aplicação de Recursos antes da viabilização doempreendimento;- Politica Pública efetiva de inclusão- Compreensão do segmento dentro do mercado
  13. 13. COMPETÊNCIAS- Negociação do Movimento de Moradia frente àsexigências estabelecidas pelos agentes de fomento.- Busca por Politica e ações que sejam inclusivas quegarantam a viabilidade de HIS

×