B2 C Logistica Reversa

15.717 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia

B2 C Logistica Reversa

  1. 1. Logística Reversa
  2. 2. LOGÍSTICA EMPRESARIAL Administrar de maneira rentável, os serviços de distribuição aos clientes e consumidores, através do planejamento, organização e controles efetivos para as atividades de manuseio, movimentação interna, armazenagem e transportes que visam facilitar o fluxo de insumos e produtos acompanhados do fluxo de informações. <ul><li>CONCEITO : </li></ul>
  3. 3. LOGÍSTICA EMPRESARIAL ALMOXARIFADO RECEPÇÃO DA INFORMAÇÃO ON LINE DO PEDIDO DO CLIENTE FABRICAÇÃO EXPEDIÇÃO FLUXO DE MATERIAIS E PRODUTOS NA QUANTIDADE , QUALIDADE E NO MOMENTO CERTO FORNECEDOR FLUXO DA INFORMAÇÃO E LOGÍSTICA REVERSA ( EM ALGUNS CASOS ) ARMAZEM OU CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO
  4. 4. LOGÍSTICA E O MEIO AMBIENTE CONSUMO DE RECURSO NATURAL DESCARTE RUÍDO – EMISSÃO ATMOSFÉRICA – EFLUENTE LÍQUIDO – RESÍDUOS SÓLIDOS
  5. 5. Logística Reversa <ul><li>Conceito </li></ul><ul><ul><li>é uma nova área da </li></ul></ul><ul><ul><li>logística empresarial </li></ul></ul><ul><ul><li>que atua de forma a </li></ul></ul><ul><ul><li>gerenciar e operacionalizar </li></ul></ul><ul><ul><li>o retorno de bens e materiais, </li></ul></ul><ul><ul><li>após sua venda e consumo, </li></ul></ul><ul><ul><li>às suas origens, </li></ul></ul><ul><ul><li>agregando valor aos mesmos. </li></ul></ul>
  6. 6. PRINCIPAIS MACROPROCESSOS LOGÍSTICOS FORNECEDOR TRANSPORTADOR FÁBRICA DISTRIBUIDOR VAREJO CONSUMIDOR LOGÍSTICA REVERSA DISTRIBUIÇÃO FÍSICA OPERAÇÕES SUPRIMENTOS
  7. 7. CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO <ul><li>CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO DIRETOS </li></ul><ul><li>Responsáveis pela comercialização e entrega de produtos ao consumidor ou cliente final. </li></ul>
  8. 8. CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO REVERSOS Constituem todas as etapas ou meios nece ssários para o retorno de uma parcela dos produtos comercializados. <ul><li>possíveis motivos de retorno : </li></ul><ul><li>defeitos de fabricação </li></ul><ul><li>prazo de validade vencido </li></ul><ul><li>ciclo de vida útil encerrado </li></ul><ul><li>reaproveitamento de embalagens </li></ul><ul><li>outros motivos. </li></ul>
  9. 9. CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO REVERSOS Classificação : <ul><li>pós - consumo </li></ul><ul><li>pós - venda </li></ul>
  10. 10. CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO REVERSOS PÓS-CONSUMO <ul><li>produtos adquiridos e descartados </li></ul><ul><li>pelo consumidor. </li></ul><ul><li>constituem-se pelo fluxo reverso </li></ul><ul><li>de produtos ou materiais que </li></ul><ul><li>surgem no descarte dos produtos </li></ul><ul><li>e que retornam ao ciclo produtivo </li></ul>
  11. 11. CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO REVERSO PÓS-CONSUMO
  12. 12. CANAIS de DISTRIBUIÇÃO REVERSOS no PÓS-CONSUMO Canais reversos Reciclagem Reuso Desmanche
  13. 13. CANAIS REVERSOS DE RECICLAGEM <ul><li>Processo de reciclagem envolve várias etapas: </li></ul><ul><ul><li>Coleta de material ou produto </li></ul></ul><ul><ul><li>Seleção do item que será reaproveitado </li></ul></ul><ul><ul><li>Preparação para reaproveitamento </li></ul></ul><ul><ul><li>Processo industrial </li></ul></ul><ul><ul><li>Retorno ao processo produtivo (matéria-prima). </li></ul></ul>
  14. 14. Etapas do processo de reciclagem
  15. 15. Canais Reversos de Reuso <ul><li>Diz respeito à reutilização de produtos ou materiais classificados como bens duráveis, cuja vida útil estende-se por vários anos. </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><ul><li>Comércio de </li></ul></ul><ul><ul><li>automóveis usados </li></ul></ul>
  16. 16. Canais Reversos de Desmanche <ul><li>O processo de desmanche é típico de bens de pós-consumo duráveis, geralmente veículos e máquinas de diversos tipos. </li></ul><ul><li>Trata-se de uma atividade rentável e muito explorada, principalmente por pequenos comerciantes . </li></ul>carro reconstruído
  17. 17. Logística Reversa MOTIVOS PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL OBJETIVOS ECONÔMICOS DIFERENCIAL COMPETITIVO
  18. 18. PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL <ul><li>Consciência Ecológica do Consumidor : </li></ul><ul><li>dar preferência a produtos de empresas que </li></ul><ul><li>demonstram preocupação com a preservação </li></ul><ul><li>ecológica </li></ul>
  19. 19. PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL <ul><li>Consciência Ecológica do Consumidor: </li></ul><ul><li>legislação adaptada aos modos de produção e </li></ul><ul><li>consumo sustentáveis, que visam minimizar </li></ul><ul><li>aos Impactos das atividades produtivas ao </li></ul><ul><li>meio ambiente. </li></ul>
  20. 20. Logística Reversa <ul><ul><li>O reaproveitamento de materiais é um dos processos que fazem parte da dinâmica da logística reversa. </li></ul></ul><ul><ul><li>possibilidades para agregar valor aos materiais retornáveis no processo inverso. </li></ul></ul><ul><li>OBJETIVOS ECONÔMICOS </li></ul>
  21. 21. <ul><li>DIFERENCIAL COMPETITIVO </li></ul><ul><ul><li>Aumento da eficiência e da competitividade das empresas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Mudança na cultura de consumo por parte dos clientes também tem incentivado a logística reversa. </li></ul></ul><ul><ul><li>Consumidores exigindo um nível de serviço mais elevado. </li></ul></ul><ul><ul><li>As empresas buscam a diferenciação e a fidelização dos clientes. </li></ul></ul>Logística Reversa
  22. 22. RECICLAGEM DE PAPEL / PAPELÃO <ul><li>O Brasil consome por ano cerca de </li></ul><ul><li>7,33 milhões de toneladas. </li></ul><ul><li>O papel reciclado por ano é de </li></ul><ul><li>3,36 milhões de toneladas. </li></ul><ul><li>A taxa de recuperação é de 45,8 % . </li></ul><ul><li>A reciclagem usa apenas 30 % da energia </li></ul><ul><li>necessária para a produção de papel virgem. </li></ul><ul><li>Diminui 75 % a emissão de poluentes. </li></ul><ul><li>Consumo de água cai de 90 a 98 %. </li></ul>
  23. 23. RECICLAGEM DE PAPEL / PAPELÃO FONTE: PULP & PAPER INCORPORATION - 2004 <ul><li>O Brasil consome por ano </li></ul><ul><li>cerca de 7,6 milhões de </li></ul><ul><li>toneladas. </li></ul><ul><li>75% dos papéis circulantes </li></ul><ul><li>no país são recicláveis. </li></ul><ul><li>Cada 50kg de papel reciclado </li></ul><ul><li>corresponde a uma árvore </li></ul><ul><li>não cortada. </li></ul><ul><li>Há pouco incentivo à reciclagem </li></ul><ul><li>porque o país é um grande </li></ul><ul><li>produtor de celulose virgem. </li></ul>
  24. 24. FONTE: TETRA PAK - 2005 <ul><li>entre os países em desenvolvimento, o Brasil segue liderando. </li></ul><ul><li>a recente descoberta da Tecnologia Plasma- desenvolvida por </li></ul><ul><li>brasileiros – contribui para impulsionar os indíces nacionais. </li></ul>
  25. 25. Reciclagem de Latas de Aço São usadas como embalagens de óleo de cozinha, conservas, tintas, entre outros. FONTE : * CEMPRE ( PÓS-CONSUMO) ** RECYCLING INTERNATIONAL (NOV 2005) ***APEAL-ASSOCIATION OF EUROPEAN PROUCERS OF STEEL (2004)
  26. 26. Reciclagem de Pneus FONTE: ANIP-ASSOCIAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA DE PNEUMÁTICOS-2008 <ul><li>Desde 1999, Programa Nacional de Coleta </li></ul><ul><li>e Destinação de Pneus Inservíveis. </li></ul><ul><li>Criados 283 postos de coletas mantidos </li></ul><ul><li>pela ANIP em 21 Estados e do DF. </li></ul><ul><li>Em 2007, foram reciclados 150 mil </li></ul><ul><li>toneladas de produtos, equivalente </li></ul><ul><li>a 30 milhões de pneus de carro. </li></ul><ul><li>Estima-se que entre 50 % e 70 % dos </li></ul><ul><li>pneus consumidos no país chegam </li></ul><ul><li>aos postos de coleta. </li></ul><ul><li>Usados no co-processamento na indústria </li></ul><ul><li>de cimento ( 84% ), pó de borracha para </li></ul><ul><li>produção de asfalto ( 12% ), </li></ul><ul><li>matéria – prima para solados de sapatos </li></ul><ul><li>e dutos fluviais. </li></ul>
  27. 27. Reciclagem de Óleos Lubrificantes <ul><li>Consumo médio anual no Brasil é de 1 bilhão </li></ul><ul><li>de litros, de todos os tipos automotivos e </li></ul><ul><li>indústrial. </li></ul><ul><li>Os lubrificantes usados coletados no país é </li></ul><ul><li>de apenas 240 milhões de litros por ano. </li></ul><ul><li>Na Europa, o volume coletado chega a 50% </li></ul><ul><li>do que é comercializado. </li></ul><ul><li>Estudos recentes mostram que 1 litro de </li></ul><ul><li>lubrificante usado contamina a potabilidade </li></ul><ul><li>de 1 milhão de litros de água. </li></ul>FONTE: CONSELHO EM REVISTA – CREA/RS - 2008
  28. 28. Reciclagem de Latas de Aço <ul><li>O Brasil evoluiu no índice de reciclagem de latas de aço para bebidas (de 78% para 88%). </li></ul><ul><li>O uso de sucata na produção de aço novo se manteve estável – o equivalente a 26% do total. </li></ul>
  29. 29. Reciclagem do Alumínio (só latas) <ul><li>O Brasil, em 2004, foi pela quarta vez consecutiva o recordista mundial de reciclagem de latas </li></ul><ul><li>de alumínio para bebidas. </li></ul><ul><li>Nesse período, Polônia aumentou seus índices e França e Noruega mantiveram suas marcas. </li></ul>*Cempre – somente pós-consumo/**Associação Brasileira do Alumínio (Abal) – anos 2003 e 2004/Pro Europe –referência ano 2004
  30. 30. Reciclagem de Aluminio ( só latas ) <ul><li>1 latinha pesa 14,5 gramas. </li></ul><ul><li>67 latinhas corresponde a 1 Kg. </li></ul><ul><li>cada 1.000 Kg corresponde a 5.000 Kg de minério </li></ul><ul><li>bruto ( bauxita ) poupadas. </li></ul><ul><li>O Brasil possui uma das 3 maiores reservas de </li></ul><ul><li>bauxita do mundo. </li></ul>
  31. 31. Reciclagem de Aluminio ( só latas ) <ul><li>para reciclar o aluminio são gastos apenas 5% </li></ul><ul><li>da energia utilizada na extração, ou seja, uma </li></ul><ul><li>economia suficiente para manter iluminadas </li></ul><ul><li>48 residências. </li></ul><ul><li>no Brasil são consumidas 51 latas/habitantes/ano. </li></ul><ul><li>no EUA 375 latas/habitante/ano. </li></ul><ul><li>uma lata de aluminio demora mais de 100 anos </li></ul><ul><li>para se decompor na natureza. </li></ul>
  32. 32. Reciclagem de Plásticos Fontes: *Plastivida/ **Associação Nacional de Embalagens PET/EUA (Napcor)/ ***Pro Europe - referência ano 2004
  33. 33. Reciclagem de Plasticos ( só rígidos ) <ul><li>O Brasil consome cerca de </li></ul><ul><li>2,0 milhões de toneladas de </li></ul><ul><li>embalagens por ano. </li></ul><ul><li>16,5 % dos plásticos rígidos </li></ul><ul><li>e filmes retornam à produção </li></ul><ul><li>como matéria-prima. </li></ul><ul><li>400 mil toneladas de plástico </li></ul><ul><li>são despejadas anualmente </li></ul><ul><li>nos lixões. </li></ul>
  34. 34. Reciclagem de Vidro <ul><li>Apresentou crescimento de três pontos percentuais entre 2002 e 2004. </li></ul>Fontes: *Associação Técnica Brasileira das Indústrias Automáticas de VidroAbividro/ProEurope – referência ano 2004
  35. 35. Reciclagem de Vidros <ul><li>47 % da produção nacional é reciclada. </li></ul><ul><li>desse total 10 % é gerado por sucateiros. </li></ul><ul><li>O Brasil prouz 1,5 milhão toneladas de </li></ul><ul><li>embalagens vidro por ano. </li></ul>
  36. 36. Reciclagem de PET <ul><li>48 % da resina PET produzida no Brasil é reciclada </li></ul><ul><li>50 milhões de garrafas PET por ano deixam de ser </li></ul><ul><li>enviadas para aterros sanitários, rios e esgotos. </li></ul><ul><li>redução no consumo de cerca de 2,7 mil toneladas </li></ul><ul><li>por ano de matérias-primas não renováveis. </li></ul>
  37. 37. <ul><li>DIFICULDADES PARA AS EMPRESAS : </li></ul><ul><li>dificuldades no gerenciamento completo do retorno </li></ul><ul><li>das embalagens e de produtos defeituosos. </li></ul><ul><li>reduzir o custo operacional da logística reversa. </li></ul><ul><li>a falta de instalações licenciadas no Nordeste como </li></ul><ul><li>aterros classe I e II, incineradores, recuperadoras, </li></ul><ul><li>plantas de co-processamento, descontaminadoras, </li></ul><ul><li>tratamentos físico-químicos </li></ul>
  38. 38. A Importância dos 4 Rs <ul><li>Repensar </li></ul><ul><li>Como você pode diminuir a quantidade de lixo que você produz ? </li></ul><ul><li>Reutilizar </li></ul><ul><ul><li>Usar novamente o que já foi utilizado. </li></ul></ul><ul><li>Reaproveitar </li></ul><ul><li>Aproveitar para outra coisa o que já foi reutilizado. </li></ul><ul><li>Reciclar </li></ul><ul><ul><li>Reciclar o que não dá mais para aproveitar. </li></ul></ul>
  39. 39. RECICLAGEM <ul><li>O Brasil segue crescendo no cenário internacional de reciclagem </li></ul>
  40. 40. Reciclagem <ul><li>O Brasil mantém excelente desempenho na reciclagem de: </li></ul><ul><ul><li>Latas de aço e de alumínio </li></ul></ul><ul><ul><li>Embalagens Longa Vida. </li></ul></ul><ul><ul><li>Garrafas PET. </li></ul></ul><ul><li>Destaca-se frente a várias nações européias em plástico . </li></ul><ul><li>Apresenta bons níveis na recuperação de papel / papelão . </li></ul>

×