Projeto mary

14.363 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
14.363
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.605
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
364
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto mary

  1. 1. Projeto de Leitura Pêssego, pera, ameixa no pomarTexto e ilustrações de Janet e Allan AhlbergTradução de Ana Maria MachadoSão Paulo: Editora Moderna, 2007.Texto e ilustração dialogam perfeitamente neste livro, comoindica a sua epígrafe: “Em cada página/ trate de olhar/ há umsegredo/ pra você achar”.Trata-se de um livro em que a ilustração tem o importantepapel de ajudar a descobrir o que se está buscando.Isso dá lugar a uma atividade de denominação dos objetosilustrados e de busca por sua localização que ajuda naaprendizagem do vocabulário.
  2. 2. O convite a um olhar mais demorado não aparece à toa.Em cada página as ilustrações escondem personagens clássicosdos contos de fadas, como O Pequeno Polegar, Cinderela eJoão e Maria, entre outros.Os personagens são citados no final e no início dos versos quese sucedem ao longo do texto. Esse encadeamento é umrecurso poético explorado ao longo de toda a obra: “A velhacozinheira acendeu a vela e eu vejo a tal da Cinderela/Cinderela espana os babadinhos e eu vejo os três ursinhos”.
  3. 3. Um leitor atento pode se perguntar: se há personagenstradicionais dos contos de fadas apresentados em versosrimados, é uma história ou um poema? A resposta não excluinem um nem outro: trata-se de um conto versificado, umahistória rimada ou uma prosa poética.Num espaço visivelmente campestre (o pomar do título), ospersonagens dos contos de fadas se encontram em locaisinusitados, sem lógica aparente, exceto no caso dos trêsursinhos e do neném.
  4. 4. Há um pequeno enredo envolvendo principalmente essesquatro personagens e, para compreendê-lo, não basta ler otexto, é preciso também observar atentamente as imagens.Podemos resumi-lo da seguinte maneira: o neném cochilanum cestinho, pendurado em uma árvore. Em determinadomomento, a corda que o prende ao tronco se solta, levando-opara um riacho. Três ursinhos, caçando no local, avistam ocestinho e salvam o neném. No final, todos os personagensdos contos de fadas citados ao longo do texto erepresentados nas ilustrações se encontram para umpiquenique nesse ambiente campestre.
  5. 5. ATIVIDADEConhecer o livro e brincar com as ilustrações.O professor apresenta às crianças o livroPêssego, pera, ameixa no pomar, chamando aatenção para os personagens e a ilustração.Depois, conversa com as crianças buscando identificarsemelhanças e diferenças entre a história lida e outrasconhecidas. Por fim, convida o grupo a desvendar osegredo proposto pelo livro.
  6. 6. Roteiro de trabalhoPreparaçãoLer o livro para conhecer a história e preparar a leitura emvoz alta.Observar as ilustrações, identificando onde aparecem ospersonagens, para ajudar as crianças, caso seja necessário.Organização do espaço e das crianças.Essa é uma atividade coletiva. É importante garantir quetodas as crianças possam visualizar as páginas do livro.
  7. 7. Orientações para o professorApresentar o livro às crianças, lendo o título e propondoque, antes de ouvirem a história, observem as ilustrações.Você pode dizer: “Hoje, eu trouxe um novo livro para ler, elese chama Pêssego, pera, ameixa no pomar. Antes deler, vamos observar as ilustrações”.Mostrar as ilustrações e deixar que as crianças comentemsobre os personagens que aparecem. Caso alguma criançareconheça algum deles, você pode dizer: “Será que essaCinderela é a mesma que aparece no conto da Cinderela?Vamos ler o livro para saber?”
  8. 8. Fazer a primeira leitura sem interrupções, de modoque sejam evidenciados o ritmo da leitura, as rimas eas palavras que se repetem.Deixar que as crianças comentem a história destaquemo que lhes chamou a atenção.Conversar com elas sobre semelhanças e diferençasdessa história para outras histórias queconhecem, chamando a atenção para a quantidade detexto por página (duas linhas) e para a sonoridade daspalavras (rimas).
  9. 9. Ler para as crianças a informação da página 3: “Emcada página – trate de olhar – há um segredo paravocê achar”, e propor que encontrem o segredo decada página. Para isso, reler a história, parando acada página para que as crianças encontrem ospersonagens nas ilustrações, considerando o que otexto diz. Nesse momento, aproxime o livro dascrianças, para que elas possam observar de perto asilustrações.Perguntar às crianças, a cada página, se conhecem ospersonagens de outras histórias que jáouviram, deixando à disposição, se possível, livros quetenham as histórias em que eles apareçam.
  10. 10. O que as crianças podem aprenderAo conversar com as crianças sobre as semelhanças ediferenças da história lida com outras conhecidas, possibilita-setanto que essa história se abra a outras histórias conhecidas oupor conhecer, como também que as crianças possam perceberas características das histórias rimadas e apreciar o jogo com aspalavras.Ao propor que as crianças encontrem o personagem que estáescondido nas ilustrações, favorece-se que elas relacionem otexto às ilustrações.Ao propor que as crianças conversem sobre os personagensconhecidos que aparecem nessa história, contribui-se para queelas estabeleçam relações com outros livros e históriasconhecidos.
  11. 11. O que mais é possível fazerEm outros momentos de leitura dessa história, você poderetomar a apresentação, destacando outras informaçõespresentes no livro, como, por exemplo, conhecer algumasinformações sobre os autores (que podem ser encontradas nofinal do livro). A cada leitura é importante variar o aspecto dolivro a ser explorado.Você também pode ler para as crianças as outras histórias emque os personagens desse livro aparecem.Caso você não tenha essas histórias na sua instituição, podeprocurar na internet.

×