O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Avaliação de usabilidade de um monitor multiparamétrico utilizado em um estabelecimento de saúde público

Pôster da dissertação de mestrado apresentado na I Jornada de Gestão de Tecnologias em Saúde e Interfaces com Segurança do Paciente

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Avaliação de usabilidade de um monitor multiparamétrico utilizado em um estabelecimento de saúde público

  1. 1. Avaliação de usabilidade de um monitor multiparamétrico utilizado em um estabelecimento de saúde público Fatores que influenciam a Usabilidade Os fatores abrangentes à Usabilidade (Familiaridade, Expertise e Atitude) afetam positivamente a mesma, consolidando assim, uma relação, com exceção da associação entre a Utilidade e a Usabilidade, a qual não se pode prever alguma relação. Tabela 1: Correlação entre as variáveis. *Correlação significativa ao α = 0,01, p-valor > 0,05. Fonte: Dados extraídos do software IBM SPSS. Teste de Kruskal-Wallis O teste Kruskal-Wallis foi aplicado nas médias da Usabilidade de cada setor, para verificação da hipótese nula. H0: A Usabilidade do equipamento entre os setores é igual. HA: A Usabilidade do equipamento entre os setores é diferente. Com p-valor = 0,13 > 0,05 aceita-se a hipótese nula. Ou seja, a Usabilidade do equipamento entre os setores é a mesma. Categorização dos Problemas de Usabilidade Os problemas de Usabilidade percebidos foram os mesmos nos 5 setores em estudo ainda que a Usabilidade seja dependente do contexto, o fator “ambiente diferente” não influenciou nos problemas encontrados. Sendo assim, os problemas percebidos foram (Configuração, Identidade e Manuseio). O Gráfico 1 ilustra um dos problemas identificados nos setores em estudo. Gráfico 1: Dificuldade para selecionar as derivações de ECG. Fonte: Dados da pesquisa Medidas de Usabilidade Com os resultados das medidas de Usabilidade, eficácia, eficiência e satisfação pode-se dizer que o equipamento, monitor multiparamétrico, não é bem aceito pelos usuários. Ainda que as dificuldades dos usuários estejam relacionadas à falta de treinamento (Gráfico 2) e à atitude dos usuários em aprender e se orientar sobre o equipamento, a aceitação do equipamento pelos usuários foi baixa. Gráfico 2: Relação Usuário- treinamento. Fonte: Dados da pesquisa 3 33 3 5 1 4 2 4 2 0 1 2 3 4 5 6 Não Sim Nºdeusuários Receberam treinamento Usuário - Treinamento Setor A Setor B Setor C Setor D Setor E 2 4 5 1 4 22 4 2 4 0 1 2 3 4 5 6 Não Sim Nºdeusuários Resposta do Usuário Problema de configuração Setor A Setor B Setor C Setor D Setor E Resultados C. G. Lima Barreto*, S. T. Milagre*,** * Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brasil ** Núcleo de Inovação e Avaliação Tecnológica em Saúde (NIATS), Faculdade de Engenharia Elétrica, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brasil Coeficiente de Pearson (r)* p-valor Intensidade Familiaridade – Usabilidade 0,58 0,00 Moderada Atitude – Usabilidade 0,69 0,00 Forte Coeficiente de Spearman (ρ)* p-valor Intensidade Expertise – Usabilidade 0,63 0,00 Forte Utilidade – Usabilidade -0,27 0,12 Fraca Comparar a Usabilidade de um monitor multiparamétrico entre os setores de um EAS (Estabelecimento Assistencial de Saúde) público: • Verificar a relação entre os fatores que interferem na Usabilidade do equipamento; • Identificar os problemas de Usabilidade do monitor; • Verificar a eficiência, eficácia e satisfação gerada pelo equipamento. Objetivos No atual cenário de saúde em que se tem EMAs cada vez mais sofisticados para fins de diagnóstico e terapia, a avaliação de Usabilidade de um EMA faz-se necessária nas considerações de aquisição da tecnologia. A opinião do usuário deve ser considerada na tomada de decisão, pois ele é quem vai estar em contato diário com a tecnologia. Assim, os erros humanos podem ser minimizados e a segurança do paciente é garantida. Conclusão O método coleta de dados adotado foi um protocolo de tarefas, um questionário para mensurar quantitativamente as variáveis relacionadas à Usabilidade e, uma ficha de controle de avaliação de acompanhamento do usuário. “É possível mensurar a usabilidade de um EMA (Equipamento Médico-Assistencial) por meio de fatores que influenciam a usabilidade?” Figura 1: Fatores relativos à Usabilidade [4] Fonte: Da autora Metodologia de Análise de Dados Usabilidade Familiaridade Atitude Utilidade Expertise Fonte: Amostra preconizada por [1][2][3], total de 30 usuários participaram do Teste de Usabilidade, sendo 6 usuários por setor. Amostra Setor D Setor A Setor B Setor E Setor C [1] LILJEGREN, E. Usability in a medical technology context assessment of methods for usability evaluation of medical equipment. International Journal of Industrial Ergonomics, v. 36, p. 345–352, 2006. [2] NIELSEN, J. Usability Engineering. San Diego: Academic Press, 1993. [3] VIRZI, R. Refining the test phase of usability evaluation – how many subjects is enough? Human Factors, v. 34, n. 4, p. 457–468, 1992. [4] BRASIL. Diretrizes Metodológicas: elaboração de estudos para avaliação de equipamentos médico-assistenciais. 1a ed. Brasilia: Ministério da Saúde, 2016. Referências Bibliográficas lima.cglima@gmail.com http://bit.ly/AvaliacaoUsabilidadeMonitor Quer baixa a dissertação? Tire uma foto!

×