Acadêmicos: Cleidiane Martins, Francielly Campos,
Larissa Rodrigues, Thaís Armini e Wemerson Amorim
UNIVERSIDADE DO ESTADO...
INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO
A teoria geral da administração passou por uma
gradativa e crescente ampliação do enfoque desde a
abo...
PENSAMENTOS DOMINANTESPENSAMENTOS DOMINANTES
PENSAMENTO CLÁSSICO PENSAMENTO SISTÊMICO
 REDUCIONISMO: É o princípio que se...
.
Conforme CHIAVENATO (2003), a Tecnologia da Informação e
Administração tem como origem a Cibernética (ciência da
comunic...
Componentes e característica de um sistema
Ambiente
Ambiente
Sistema
Transformação
Atividade operacionais
Atividades geren...
ALGUNS CONCEITOSALGUNS CONCEITOS
ENTRADAS (IMPUTS): Este conceito refere-se a tudo que o sistema importa do seu
mundo exte...
ENTROPIA: Processo pelo qual um sistema tende a exaustão.
SINERGIA: Trabalho conjunto ou ainda quando a soma das partes é ...
Consequências da Informática naConsequências da Informática na
AdministraçãoAdministração
 Automação: é uma síntese da ul...
TIPOS DE SISTEMASTIPOS DE SISTEMAS
QUANTO A CONSTITUIÇÃO QUANTO A NATUREZA
FÍSICOS OU CONCRETOS:
Coisas reais, equipament...
CARACTERÍSTICAS DO SISTEMA ABERTOCARACTERÍSTICAS DO SISTEMA ABERTO
• Os sistemas abertos estão em constante interação
com ...
ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS ABERTOSORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS ABERTOS
COMPORTAMENTO PROBABILÍSTICO: O seu comportamento
nu...
TEORIA MATEMÁTICA DA ADMINISTRAÇÃOTEORIA MATEMÁTICA DA ADMINISTRAÇÃO
• É uma abordagem recente na administração.
• Sua pri...
1. Aplicação da probabilidade em condições de risco e
incerteza.
2. Estatística na sistematização e análise de dados.
3. M...
MODELOS DE ORGANIZAÇÃOMODELOS DE ORGANIZAÇÃO
Schein Katz e Kahn
A organização é um sistema
aberto
A organização é um con...
MODELO SOCIOTÉCNICO DE TAVISTOCKMODELO SOCIOTÉCNICO DE TAVISTOCK
SUBSISTEMA TÉCNICO: Que compreende as
tarefas a serem des...
Katz e KahnKatz e Kahn
Informação como insumo: Os sistemas abertos
recebem insumos.
Estado firme e homeostase dinâmica: ...
Características básicas da análise sistêmicaCaracterísticas básicas da análise sistêmica
• Ponto de vista sistêmico: entra...
O HOMEM FUNCIONALO HOMEM FUNCIONAL
Os papéis são mais enfatizados do que as pessoas em
si. Nas organizações, as pessoas s...
CONCLUSÃOCONCLUSÃO
Conclui-se que toda organização possui um
sistema, desde a mais simples a mais complexa das
organizaçõe...
FONTESFONTES
www.professorcezar.adm.br/Textos/AbordagemSistemicaAdm.pdf
http://pt.slideshare.net/admetz01/abordagem-sistmi...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teoria Geral de Sistemas - Abordagem Sistêmica da Administração

7.612 visualizações

Publicada em

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.612
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
312
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teoria Geral de Sistemas - Abordagem Sistêmica da Administração

  1. 1. Acadêmicos: Cleidiane Martins, Francielly Campos, Larissa Rodrigues, Thaís Armini e Wemerson Amorim UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO
  2. 2. INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO A teoria geral da administração passou por uma gradativa e crescente ampliação do enfoque desde a abordagem clássica até a abordagem sistêmica. A abordagem clássica havia sido profundamente influenciada por três princípios intelectuais dominantes em quase todas as ciências.
  3. 3. PENSAMENTOS DOMINANTESPENSAMENTOS DOMINANTES PENSAMENTO CLÁSSICO PENSAMENTO SISTÊMICO  REDUCIONISMO: É o princípio que se baseia na crença de que todas as coisas podem ser decompostas e reduzidas em seus elementos fundamentais. (jaulas mentais).  PENSAMENTO ANALÍTICO: É utilizado pelo reducionismo para explicar as coisas. A análise consiste em decompor o todo o máximo possível que são mais facilmente solucionáveis. (divisão do trabalho, especialização do operário).  MECANICISMO: É o princípio que se baseia na relação de causa e efeito (o efeito é suficiente para explicar a causa do fenômeno)  EXPANSIONISMO: É o fenômeno que sustenta que todo fenômeno é parte de um fenômeno maior. O desempenho de um sistema depende de como ele se relaciona com o todo maior.  PENSAMENTO SINTÉTICO:  É o fenômeno que se pretende explicar. É visto como parte de um sistema maior e é explicado em termos do papel que desempenha no sistema.  TELEOLOGIA: É o estudo do comportamento com a finalidade de alcançar objetivos. O comportamento é explicado por aquilo que ele produz.
  4. 4. . Conforme CHIAVENATO (2003), a Tecnologia da Informação e Administração tem como origem a Cibernética (ciência da comunicação e do controle), criada por Norbert WIENER, em meados da década de 1940, ao mesmo tempo em que Von NEWMAN e MORGENSTERN criavam a Teoria dos Jogos e Von BERTALANFFY definia a Teoria Geral dos Sistemas. A Cibernética teve como foco principal a sinergia (ver definição, adiante) e surgiu como uma ciência interdisciplinar para relacionar as ciências, preencher os espaços vazios não-pesquisados por nenhuma delas e permitir que cada ciência utilizasse os conhecimentos das outras. O campo de estudo da Cibernética são os sistemas, que são conjuntos de elementos dinamicamente relacionados, para atingir um objetivo.
  5. 5. Componentes e característica de um sistema Ambiente Ambiente Sistema Transformação Atividade operacionais Atividades gerenciais Tecnologia Métodos operacionais Subsistema Subsistema Subsistema Subsistema Feedback homeostase Entropia Entradas Saídas Matéria – prima Talentos humanos Capital Equipamentos informação Produtos Serviços Resultados financeiros Informação Satisfação do colaborador
  6. 6. ALGUNS CONCEITOSALGUNS CONCEITOS ENTRADAS (IMPUTS): Este conceito refere-se a tudo que o sistema importa do seu mundo exterior (informação, energia, materiais). SAÍDAS (OUTPUT): É a liberação pelo sistema do resultado de suas operações para o meio ambiente. CAIXA NEGRA (BLACK BOX): Sistema cujo elementos internos são desconhecidos. RETROAÇÃO (FEEDBACK): Retorno. A retroação serve para comparar o funcionamento do sistema com um padrão estabelecido. A retroação pode ser positiva ou negativa. HOMEOSTASE: É o equilíbrio dinâmico que ocorre através da auto regulação. É a capacidade que tem o sistema de manter certas variáveis dentro de limites. Tendência a se adaptar a fim de alcançar um equilíbrio interno face as mudanças externas do meio ambiente. INFORMAÇÃO: Informação é o conhecimento disponível para uso imediato e que permite orientar a ação e diminuir a carga de incerteza que cerca as decisões cotidianas. COMUNICAÇÃO: Tornar comum a uma ou mais pessoas uma determinada informação. REDUNDÂNCIA: É a repetição da mensagem para que sua recepção correta seja mais garantida.
  7. 7. ENTROPIA: Processo pelo qual um sistema tende a exaustão. SINERGIA: Trabalho conjunto ou ainda quando a soma das partes é maior que o todo. AUTOMAÇÃO: É operação automática de um sistema, processo ou máquina. Significa a transferência das operações de controle, regulagem e correção do processo para equipamentos que substituem o trabalho intelectual do homem, possível com a invenção dos computadores, servomecanismos e reguladores com o desenvolvimento da cibernética. INFORMÁTICA: É a disciplina que trata a informação de forma racional. TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: Principal produto da cibernética. Representa a junção do televisor, computador e telefone. Está afetando todos os negócios convencionais do mundo moderno. INTERNET: Rede mundial de computadores. INTRANET: Redes internas que permitem a comunicação direta entre empresas ou dentro da mesma empresa. ALGUNS CONCEITOSALGUNS CONCEITOS
  8. 8. Consequências da Informática naConsequências da Informática na AdministraçãoAdministração  Automação: é uma síntese da ultramecanização, superracionalização (a melhor combinação de meios possíveis), processamento contínuo e controle automático pela retroação que alimenta a máquina com o seu próprio produto. Permitiu uma explosão de utilizações em todos os campos da administração: indústrias, ferrovias, bancos etc.;  Tecnologia da informação (TI): principal produto da Cibernética representa a convergência do computador com a televisão e as telecomunicações;  Sistemas de informação gerencial (SIG): sistemas computacionais capazes de proporcionar informação como alimentação para decisões a serem tomadas pelos gestores nas organizações;  Integração do negócio: busca da integração, conectividade e mobilidade que agilizem os processos das organizações. Sua base é a Internet;  E-business: negócios virtuais com base na mídia eletrônica.
  9. 9. TIPOS DE SISTEMASTIPOS DE SISTEMAS QUANTO A CONSTITUIÇÃO QUANTO A NATUREZA FÍSICOS OU CONCRETOS: Coisas reais, equipamentos, máquinas. ABSTRATOS OU CONCEITUAIS: Quando composto de conceitos, planos, filosofias, hipótese, ideias. FECHADOS: São os sistemas que não apresentam intercâmbio com o meio ambiente ABERTOS: São os sistemas que apresentam relações de intercâmbio com o meio ambiente.
  10. 10. CARACTERÍSTICAS DO SISTEMA ABERTOCARACTERÍSTICAS DO SISTEMA ABERTO • Os sistemas abertos estão em constante interação com o ambiente. • Influencia o ambiente e é por ele influenciado. • Depende do ambiente. • Possui capacidade de mudança, crescimento e adaptação.
  11. 11. ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS ABERTOSORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS ABERTOS COMPORTAMENTO PROBABILÍSTICO: O seu comportamento nunca é totalmente previsível. SÃO PARTES DE UMA SOCIEDADE MAIOR CONSTITUÍDA DE PARTES MENORES: Sistemas dentro de sistemas. INTERDEPENDÊNCIA DAS PARTES: dependem um do outro. HOMEOSTASE OU ESTADO FIRME: O estado firme é conseguido com a unidirecionalidade (orientação para o mesmo fim) e o progresso. FRONTEIRAS OU LIMITES: É a linha que separa o que está dentro e que está fora do sistema. MORFOGÊNESE: Capacidade de modificar a si próprio.(D O) RESILIÊNCIA: Capacidade que o sistema possui de resistir a distúrbios provocados por fenômenos externos.
  12. 12. TEORIA MATEMÁTICA DA ADMINISTRAÇÃOTEORIA MATEMÁTICA DA ADMINISTRAÇÃO • É uma abordagem recente na administração. • Sua principal área de aplicação na administração é o processo decisorial, quando as decisões são programáveis ou quantitativas. • A Pesquisa Operacional (PO) é uma das alternativas de métodos quantitativos de enorme aplicação dentro da administração. Através de várias técnicas. • Sua aplicação dentro da administração é voltada para os níveis organizacionais próximos à esfera da execução e relacionada com as operações e tarefas.
  13. 13. 1. Aplicação da probabilidade em condições de risco e incerteza. 2. Estatística na sistematização e análise de dados. 3. Matemática na formulação de modelos quantitativos. Metodologia da PO: • Formulação do problema. • Construção do modelo matemático. • Dedução de uma solução do modelo. • Teste do modelo e da solução. • Controle sobre a solução. • Colocação da solução em funcionamento (implementação). Técnicas de PO: • Teoria dos Jogos (competição) • Teoria das Filas (gargalos e esperas) • Teoria dos Grafos (JIT, CPM) • Programação Linear (pesquisa mercadológica) • Programação Dinâmica (comprar , construir) • Análise Estatística e Cálculo de Probabilidade: * Controle Estatístico de Qualidade. •Qualidade Total. Pesquisa OperacionalPesquisa Operacional
  14. 14. MODELOS DE ORGANIZAÇÃOMODELOS DE ORGANIZAÇÃO Schein Katz e Kahn A organização é um sistema aberto A organização é um conjunto de subsistemas em interação Os subsistemas são mutuamente dependentes A organização existe em ambiente dinâmico que compreende outros sistemas As fronteiras organizacionais não são claramente definidas  Importação (entradas): A organização recebe insumos do ambiente  Transformação (processamento): Os sistemas abertos transformam a energia recebida (produtos, serviços)  Exportação (saídas): Os sistemas abertos exportam seus produtos ou serviços.  Os sistemas são ciclos de eventos que se repetem Importação + transformação + exportação +importação + transformação +......  Entropia negativa Processo pela qual os sistemas tendem a exaustão
  15. 15. MODELO SOCIOTÉCNICO DE TAVISTOCKMODELO SOCIOTÉCNICO DE TAVISTOCK SUBSISTEMA TÉCNICO: Que compreende as tarefas a serem desempenhadas, instalações físicas, equipamentos e instrumentos utilizados, exigências da tarefa, técnicas operacionais etc. SUBSISTEMA SOCIAL: Compreende as pessoas. A ABORDAGEM SOCIOTÉCNICA CONCEBE A ORGANIZAÇÃO COMO A COMBINAÇÃO DA TECNOLOGIA COM UM SUBSISTEMA SOCIAL.
  16. 16. Katz e KahnKatz e Kahn Informação como insumo: Os sistemas abertos recebem insumos. Estado firme e homeostase dinâmica: Todos os sistemas procuram o estado firme através do equilíbrio. Diferenciação: Multiplicação e elaboração de papéis e diferenciação interna. Eqüifinalidade: O sistema pode alcançar o mesmo resultado por uma infinidade de caminhos diferentes. Limites ou fronteiras: Os limites ou fronteiras definem a área de atuação do sistema.
  17. 17. Características básicas da análise sistêmicaCaracterísticas básicas da análise sistêmica • Ponto de vista sistêmico: entrada, processo, saída, retroação e ambiente. • Abordagem dinâmica: interação dentro da estrutura de uma organização • Multidimensional e multinivelada: micro e macro. • Multimotivacional: motivada por muitos desejos. • Probabilística: “em geral”, “pode ser” • Multidisciplinar: conceitos e técnicas de muitos campos de estudo. • Descritiva: descreve as características da organização. • Multivariável: os eventos acontecem por numerosos fatores. • Adaptativa: adaptar-se aos requisitos do ambiente. • Caráter integrativo e abstrato da Teoria de Sistemas. • O efeito sinérgico das organizações como sistemas abertos. • O “homem funcional”. • Uma nova abordagem organizacional. • Ordem e desordem.
  18. 18. O HOMEM FUNCIONALO HOMEM FUNCIONAL Os papéis são mais enfatizados do que as pessoas em si. Nas organizações, as pessoas se relacionam através de um conjunto de papéis. Há uma interferência de diferentes variáveis: como a personalidade e as relações interpessoais. “A interação de todas elas é fundamental para que a organização alcance maior produtividade.”
  19. 19. CONCLUSÃOCONCLUSÃO Conclui-se que toda organização possui um sistema, desde a mais simples a mais complexa das organizações e que estão em constantes mudanças. Pois todo sistema deve possuir quatro características básicas: elementos; relação entre elementos; objetivo comum e ambiente. A Teoria Geral dos Sistemas afirma que as propriedades dos sistemas não podem ser descritas significativamente em termos de seus elementos separados. A compreensão dos sistemas somente ocorre quando estudamos os sistemas globalmente, envolvendo todas as interdependências de suas partes.
  20. 20. FONTESFONTES www.professorcezar.adm.br/Textos/AbordagemSistemicaAdm.pdf http://pt.slideshare.net/admetz01/abordagem-sistmica-da-administrao https://docs.google.com/document/d/1CFr3RNDBrgswTI01rlmkl5pLjwyY- HZ6mlWii_X5qJM/preview?pli=1 http://www.coladaweb.com/administracao/abordagem-sistemica-da- administracao

×