Romanos lição 1 - Apresentando o Evangelho

288 visualizações

Publicada em

Lição 1 da Classe da Escola Bíblica Dominical da Primeira Igreja Batista em Barra de São João, baseada na Revista Palavra e Vida - 1º Trimestre de 2016 da Convenção Batista Fluminense. Autor: Pr. Jonas Vieira Lima.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
288
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Romanos lição 1 - Apresentando o Evangelho

  1. 1. Todos no alcance Divino
  2. 2. Quem foi Saulo de Tarso?
  3. 3. • Nascido em Tarso entre 1 a 5 d.C.; • Criado em Jerusalém, educado por Gamaliel, grande Mestre da Lei e membro do Sinédrio; • Tinha cidadania Grega e Romana. Atos 22.3; • Zeloso na Religião Judaica; • Profissão: Fazedor de tendas; • Perseguidor de Cristãos.
  4. 4. Quem foi Paulo de Tarso?
  5. 5. • Teve um encontro com Jesus a caminho de Damasco. Atos 1 a 6; • Ficou cego por 3 dias; • Amparado por Ananias; • Vaso escolhido. Atos 9.15; • Escreveu quase metade do Novo Testamento: 27 livros, 13 cartas são do Apóstolo Paulo; • Sofreu muito por causa do evangelho de Jesus Cristo; • Tornou-se o personagem mais importante da História do Cristianismo; • Assim como era zeloso com a Religião Judaica, foi zeloso também no Cristianismo; • Empreendeu 4 viagens missionárias a fim de expandir a mensagem de salvação.
  6. 6. A carta aos Romanos • Paulo não fundou a igreja de Roma e por isso usa linguagem mais formal por não conhecer seus membros, mas, entendeu a importância de escrever a fim de fortalecer a fé dos Cristãos de Roma; • Carta escrita em Corinto entre 55 e 59 d.C, durante a terceira viagem missionária; • Carta escrita para gentios e Judeus com o objetivo de dizer que “todos” podem ser alcançados pelo evangelho
  7. 7. Eu não me envergonho do evangelho, pois ele é o poder de Deus para salvar todos os que crêem, primeiro os judeus e também os não judeus. Pois o evangelho mostra como é que Deus nos aceita: é por meio da fé, do começo ao fim. Como dizem as Escrituras Sagradas: “Viverá aquele que, por meio da fé, é aceito por Deus.” Romanos 1. 16 e 17 Lição 1 – Apresentando o Evangelho
  8. 8. 1 - Não me envergonho do Evangelho O que seria me envergonhar do Evangelho?
  9. 9. “Alguns crentes têm medo das críticas, medo do preconceito, medo da perseguição, medo de ser zombados, medo de assumir que são de Jesus. Sim, há muitos que, por medo, preferiram ficar enquartelados dentro do templo a vida inteira, no conforto do ninho, vivendo um cristianismo de estufa, apenas tomando mamadeira e engordando, fazendo da igreja um berçário e orfanato, não um exército equipado para sair pelo mundo anunciando a salvação em Cristo”. (Hernandes Dias Lopes) Existem pessoas que tem vergonha do evangelho. São os chamados crentes secretos, os “007”.
  10. 10. 2 - É o poder de Deus para a salvação Você realmente crê na salvação através da Cruz de Cristo?
  11. 11. Por que cremos no Evangelho? • Porque vem de Deus e Deus é Onipotente, Poderoso; • Porque transforma vidas. Atravessou séculos e séculos e continua mudando a história de vida das pessoas; • Porque é a única salvação para o ser humano. É a única forma de obter a vida eterna. O evangelho livra o homem da condenação e dá-lhe salvação;
  12. 12. 3 – Justiça de Deus revelada na experiência da fé • Deus conhece o coração de cada um e sabe as verdadeiras intenções; • Deus sabe a verdadeira fé que temos em Jesus Cristo como único salvador; • Deus espera que vivamos por fé!
  13. 13. 4 - O justo viverá da fé A fé do justo ou do justificado deve ser essencialmente experimental. Precisamos ter a mes- ma humildade dos apóstolos e clamar constantemente: “Senhor, aumenta-nos a fé” (Lc 17.5). Viver na fé ou viver pela fé deve ser o modelo de vida do justificado; não pode ser momentos acidentais ou ocasionais, precisa ser a maneira correta de agir no dia-a-dia. Quando se vive pela fé é possível alguém falar sobre nós o que disse a mulher sunamita sobre o profeta Eliseu: “E ela disse a seu marido: “Eis que tenho observado que este que passa sempre por nós é um santo homem de Deus” (2Rs 4.9).
  14. 14. Como podemos demonstrar a fé no nosso dia a dia?
  15. 15. I Coríntios 9. 16 a 19 Eu não tenho o direito de ficar orgulhoso por anunciar o evangelho. Afinal de contas, fazer isso é minha obrigação. Ai de mim se não anunciar o evangelho! Por isso, se eu faço o meu trabalho por minha própria vontade, então posso esperar algum pagamento. Porém, se faço como um dever, é porque é um trabalho que Deus me deu para fazer. Nesse caso, qual é o pagamento que recebo? É a satisfação de anunciar o evangelho sem cobrar nada e sem exigir os direitos que tenho como pregador do evangelho. Sou um homem livre; não sou escravo de ninguém. Mas eu me fiz escravo de todos a fim de ganhar para Cristo o maior número possível de pessoas.

×