Transtorno afetivo bipolar

2.444 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.444
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
92
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transtorno afetivo bipolar

  1. 1. Transtorno Afetivo Bipolar Dra. Claudia Paola Carrasco Aguilar CRM 15022 Psiquiatria
  2. 2. Transtorno Afetivo Bipolar • Eu te odeio – eu te amo; • Perda de relacionamentos; • Problemas no trabalho;
  3. 3. Transtorno Afetivo Bipolar • Doença psiquiátrica crônica que evolui em episódios ou continuamente; • Alternância no humor: – Da depressão à euforia. – Da normalidade à exaltação ou à raiva e à tristeza.
  4. 4. TAB É uma doença biológica que se manifesta no comportamento da pessoa.
  5. 5. Transtorno Afetivo Bipolar “A doença maníaco-depressiva distorce humores e pensamentos, provoca comportamentos terríveis, destrói a base do pensamento racional e com grande freqüência mina o desejo e a vontade de viver. Esta é uma doença que é biológica em sua origem, porém tem uma característica psicológica em sua vivência; uma doença que é singular por conferir vantagens e prazer, trazendo porém em seu rastro um sofrimento quase que insuportável e, não raro, suicídio.”
  6. 6. Formas do TAB • Tipo I – Fases de depressão e mania • Tipo II – Fases de depressão e de hipomania
  7. 7. Depressão • Baixa energia ou ânimo; • Diminuição do interesse, motivação; • Diminuição da capacidade de sentir prazer ou alegria; • Lentidão do raciocínio, concentração e memorização;
  8. 8. Depressão • Dificuldades de organização e planejamento; • Independe da história de vida; • Piora a realidade; • Aumenta ou cria problemas; • Suicídio – 19% dos casos não tratados (30x maior que na pop); • Alteração no apetite e no peso;
  9. 9. Mania • Humor expansivo, elevado, eufórico • Busca de necessidade prazerosa; • Insônia; • Começa muitas atividades, faz as coisas ao mesmo tempo – não termina; • Impulsividade: – Bebidas, – Compras, – Sexo.
  10. 10. Mania • Riscos à integridade física, social ou econômica: – Perda de relacionamentos; – Gastos excessivos; – Comportamentos de risco – álcool, drogas, sexo; • Fuga de ideias; • Aumento de energia mental ou física;
  11. 11. Mania • Sentimento de invencibilidade; • Sintomas psicóticos:
  12. 12. • Cicladores – Rápidos – Ultrarrápidos • Estados mistos
  13. 13. Diagnóstico • Tardio – apesar de iniciar cedo a evolução é lenta; • Difere quanto ao seu curso; • Histórico do paciente; • Histórico familiar; • Clínico: não há exames!
  14. 14. Tratamento • Família; – Mania ou hipomania: o paciente não acha que está doente; • Medicamentos; – Fase aguda; – Prevenir recaídas;
  15. 15. Tratamento • Manter qualidade de vida: – Hábitos saudáveis de vida: Alimentar-se e dormir bem, fazer exercício físico regularmente, evitar o uso de drogas; • Estabilidade; • Medicamentoso; • Psicoeducação; • Psicoterapia – TCC;

×