Aula 5 Estrutura lógica da dissertação
<ul><li>Defender a língua é, de modo geral, uma tarefa ambígua e até certo ponto inútil. Mas também é quase inútil e ambíg...
Identifique  a tese  de Vergílio Ferreira, isto é, a afirmação básica que o autor aceita como verdadeira e defende nesse t...
<ul><li>Defender a língua é, de modo geral, uma tarefa ambígua e até certo ponto inútil.  Mas também é quase inútil e ambí...
Identifique  o argumento  no qual o autor se baseia para defender sua tese.
<ul><li>Defender a língua é, de modo geral, uma tarefa ambígua e até certo ponto inútil. Mas também é quase inútil e ambíg...
As idéias propostas a seguir estão alinhadas sem nenhuma ordem lógica. Procure organizá -las, de modo que se possa estrutu...
Introdução:  Apresenta o assunto; Idéia geral
Argumentação:  Aprofunda o assunto da introdução.
Conclusão:  Sintetiza o que foi dito; retoma a idéia inicial.
<ul><li>( ) Seja qual for a utilização da ciência e/ou tecnologia, o  homem é sempre o responsável por sua aplicação. </li...
Solução geral: (3) (4) (1) (5) (2)
Proposta de trabalho <ul><li>Parafrasear o texto. </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 5

3.716 visualizações

Publicada em

Aula 5
Estrutura Lógica da Dissertação

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.716
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
42
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 5

  1. 1. Aula 5 Estrutura lógica da dissertação
  2. 2. <ul><li>Defender a língua é, de modo geral, uma tarefa ambígua e até certo ponto inútil. Mas também é quase inútil e ambíguo dar conselhos aos jovens de uma perspectiva adulta e, no entanto todo adulto cumpre o que julga seu dever. (...) Ora, no que se refere à língua, o choque ou oposição situam-se normalmente na linha do novo e do antigo. Mas fixar no antigo a norma para o atual, obrigaria este antigo a recorrer a um mais antigo, até o limite das origens da língua. A própria língua, como ser vivo que é, decidirá o que lhe importa assimilar ou recusar. A língua mastiga e joga fora inúmeros arranjos de frase e vocábulos. </li></ul><ul><li>Outros, ela absorve e integra a seu modo de ser. </li></ul>
  3. 3. Identifique a tese de Vergílio Ferreira, isto é, a afirmação básica que o autor aceita como verdadeira e defende nesse trecho.
  4. 4. <ul><li>Defender a língua é, de modo geral, uma tarefa ambígua e até certo ponto inútil. Mas também é quase inútil e ambíguo dar conselhos aos jovens de uma perspectiva adulta e, no entanto todo adulto cumpre o que julga seu dever. (...) Ora, no que se refere à língua, o choque ou oposição situam-se normalmente na linha do novo e do antigo. Mas fixar no antigo a norma para o atual, obrigaria este antigo a recorrer a um mais antigo, até o limite das origens da língua. A própria língua, como ser vivo que é, decidirá o que lhe importa assimilar ou recusar. A língua mastiga e joga fora inúmeros arranjos de frase e vocábulos. </li></ul><ul><li>Outros, ela absorve e integra a seu modo de ser. </li></ul>
  5. 5. Identifique o argumento no qual o autor se baseia para defender sua tese.
  6. 6. <ul><li>Defender a língua é, de modo geral, uma tarefa ambígua e até certo ponto inútil. Mas também é quase inútil e ambíguo dar conselhos aos jovens de uma perspectiva adulta e, no entanto todo adulto cumpre o que julga seu dever. (...) Ora, no que se refere à língua, o choque ou oposição situam-se normalmente na linha do novo e do antigo. Mas fixar no antigo a norma para o atual, obrigaria este antigo a recorrer a um mais antigo, até o limite das origens da língua. A própria língua, como ser vivo que é, decidirá o que lhe importa assimilar ou recusar. A língua mastiga e joga fora inúmeros arranjos de frase e vocábulos. </li></ul><ul><li>Outros, ela absorve e integra a seu modo de ser. </li></ul>
  7. 7. As idéias propostas a seguir estão alinhadas sem nenhuma ordem lógica. Procure organizá -las, de modo que se possa estruturar uma seqüência coerente de introdução, argumentação e conclusão. Utilize sua folha de atividade.
  8. 8. Introdução: Apresenta o assunto; Idéia geral
  9. 9. Argumentação: Aprofunda o assunto da introdução.
  10. 10. Conclusão: Sintetiza o que foi dito; retoma a idéia inicial.
  11. 11. <ul><li>( ) Seja qual for a utilização da ciência e/ou tecnologia, o homem é sempre o responsável por sua aplicação. </li></ul><ul><li>( ) Há provas, tanto lógicas quanto de evidência, que a boa ou má aplicação da ciência e da técnica condiciona-se à maior ou menor competência do homem. </li></ul><ul><li>( ) Sendo diversas as possibilidades de aplicação do conhecimento científico e das invenções tecnológicas, a utilização atual e futura, da ciência e da técnica, depende de uma decisão do homem. </li></ul><ul><li>( ) Na atual sociedade, a posse do conhecimento científico e da tecnologia, representa um instrumento de poder: a partir daí, pode-se desenvolver, por parte das elites, um controle social e cultural dos cidadãos. </li></ul><ul><li>( ) Em síntese: o futuro da ciência e da tecnologia se decidirá fora da própria ciência e tecnologia, ou seja, no âmbito da vontade humana. </li></ul>
  12. 12. Solução geral: (3) (4) (1) (5) (2)
  13. 13. Proposta de trabalho <ul><li>Parafrasear o texto. </li></ul>

×