OT Sala de Leitura 15abril

512 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
512
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

OT Sala de Leitura 15abril

  1. 1. Diretoria de Ensino Leste 4 Dirigente Regional de Ensino José Carlos Francisco ORIENTAÇÃOTÉCNICA DE LÍNGUA PORTUGUESA: SALA DE LEITURA – PROPOSTA DETRABALHO 2014
  2. 2. OrientaçãoTécnica de Língua Portuguesa
  3. 3. LER = do latim legere, colher, recolher, apanhar, enrolar, tirar, escolher, captar com os olhos. A origem remota é o grego léghein, reunir. http://patrialais.blogspot.com.br/2009/12/etimologia-das-palavras-ler.html
  4. 4. https://www.youtube.com/watch?v=vCoXyLLYTVw
  5. 5. “A leitura é uma fonte inesgotável de prazer, mas por incrível que pareça, a quase totalidade, não sente esta sede.” Carlos Drummond de Andrade
  6. 6. ASPÉCTOS DA LEITURA Contexto de Produção Uma prática individual Uma prática social
  7. 7. “Ler é uma atividade multifacetada, o que significa dizer que as estratégias usadas na leitura não são as mesmas para todo tipo de texto” (Terra:2014)
  8. 8. A leitura do texto literário na escola Preparo para aprender a gostar Busca o prazer estético Deve ser fruitiva Não pragmática
  9. 9. Estratégias de Leitura Antecipação do tema ou ideia principal a partir de elementos paratextuais, como título, subtítulo, exame de imagens, saliências gráficas, outros. Levantamento dos conhecimentos prévios sobre o assunto; Expectativas em função do suporte; Expectativas em função da formatação do gênero; Expectativas em função do autor ou instituição responsável pela publicação.
  10. 10. Leitura e Compreensão de um texto literário
  11. 11. “Às mui queridas súbditas nossas, Senhoras Amazonas. Trinta de maio de Mil Novecentos eVinte e Seis, São Paulo. Senhoras: Não pouco vos surpreenderá, por certo, o endereço e a literatura desta missiva. Cumpre-nos, entretanto, iniciar estas linha de saudades e muito amor, com desagradável nova. É bem verdade que na boa cidade de São Paulo - a maior do universo, no dizer de seus prolixos habitantes - não sois conhecidas como "icamiabas" ,voz espúria, sinão pelo apelativo de Amazonas; e de vós se afirma, cavalgardes ginetes belígeros e virdes da Hélade clássica; e assim sois chamadas. .................................................................................................................... Nem cinco sóis eram passados que de vós nos partíramos, quando a mais temerosa desdita pesou sobre Nós. .................................................................................................................... Andam vestidas de rutilantes jóias e panos finíssimos, que lhes acentuam o donaire do porte, e mal encobrem as graças, que, a de nenhuma outra cedem pelo formoso do torneado do tom. São sempre alvíssimas as donas de cá...“ (Andrade, Mario. Macunaíma)
  12. 12. A compreensão do texto literário a) conhecimentos linguísticos; b) conhecimentos textuais; c) conhecimentos enciclopédicos; d) conhecimentos interacionais.
  13. 13. A compreensão dos textos vai além da mera decodificação, pois para compreender é preciso inferir. O sentido do texto é construído pelo leitor, o que não significa que os textos não têm sentido em si. Há sentidos que são autorizados pelo texto e outros que não são.
  14. 14. Bibliografia Terra, Ernani. Leitura do texto literário. São Paulo, Contexto:2014 Disponível em: http://patrialais.blogspot.com.br/2009/12/etimologia-das- palavras-ler.html

×