Belém PA 21 jun 2012

625 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
625
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
413
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Belém PA 21 jun 2012

  1. 1. Negociação Aplicada à Gestão da Cadeia de Suprimento MBA Logística 21 junho 2012 Belém - Pará Prof.: Cláudio da Rocha Miranda claudio@claudiorochamiranda.com.br
  2. 2. Grupo 1
  3. 3. Grupo 2
  4. 4. Grupo 3
  5. 5. Grupo 4
  6. 6. Comunicação Não Verbal Os sinais
  7. 7. Fala com as mãos em movimento demonstram segurança, firmeza Numa negociação, quando um membro de seu grupo fala, deve-se ou olhar para ele ou para os membros do outro grupo de forma a melhor “perceber” a reação deles ao que está sendo dito
  8. 8. Mãos apoiando o queixo. Hábito muito freqüente, enquanto ouvimos ou, pior ainda, quando falamos: Sugerem pouca convicção, meias verdades, mentira, insegurança (enquanto falamos) ou desconfiança (quando escutamos). Deve ser evitado, ao máximo! Observem a postura da colega e comparem: quem está passando mais respeito com o que está sendo dito?
  9. 9. Braço meio cruzado, e mãos erguidas próximo da boca: Os dois colegas estão estabelecendo uma barreira, um muro em relação à contraparte. Observem a postura do colega da direita: mais aberto, mais solícito, mais seguro... (“seja firme com o negócio e amistoso com as pessoas”)
  10. 10. Novamente, observem a postura correta do colega da direita: Rosto descoberto, mais aberto, mais solícito, mais seguro... Olhar de soslaio, mão apoiando a cabeça e a boca quase a encobrindo: “Desconfio e/ou não acredito em nada do que vocês estão me dizendo.”
  11. 11. Inclinação positiva (para frente) demonstrando atenção e convicção. Ambos falando com as mãos. Ele com a palma da mão para cima, sugerindo uma proposta ou um argumento, “justo e razoável”
  12. 12. Braços meio cruzados e papel e caneta à frente: “barreira entre nós existe e quero mantê-la...” Inclinação negativa (para trás) deve ser sempre evitada. Sugere, distanciamento, desconfiança.
  13. 13. Boa postura de mãos a dos colegas da esquerda da foto: espalmadas, para baixo Mão apoiando encobrindo a boca: desconfiança ou mentira
  14. 14. Escuta ativa, focando o interlocutor e inclinação positiva (para frente) demonstrando interesse e disposição para negociar... Olhar de lado e mão na mexendo no rosto sugerindo desconfiança naquilo que está escutando...
  15. 15. Tá feia a coisa...! observando da esquerda para a direita: Braços cruzados (estou fechado e não estou gostando), mão apoiando o queixo (“tá difícil...”), cabeça recostada na mão (“o que vocês estão me dizendo está me dando sono...”)
  16. 16. Mão encobrindo o rosto, sugerindo meias verdades: “não estou muito convicto do que estou dizendo para vocês...” Observem o gestual da colega do outro grupo enquanto fala: Inclinação positiva e mão movimentando enquanto fala sugerindo bastante convicção e comprometimento
  17. 17. Mãos cruzadas, braços erguidos formando uma barreira:“estou ouvindo, mas ainda não estou convencido”
  18. 18. Todos meus colegas estão “escutando” de forma ativa” o que o outro lado está ponderando ou propondo: “eu não quero nem olhar...” Inclinação positiva e olhar com foco de ambos: escuta ativa – sinal de respeito e atenção com a contraparte. Barreira com as mãos: qual dos dois aparenta mais empatia com a outra parte?
  19. 19. Mão apoiando o queixo e Não foco no interlocutor
  20. 20. Mãos entrelaçadas com polegares para cima: sinal de boa pré- disposição com a negociação
  21. 21. Não acredito muito no que você está dizendo mas está indo bem, acho que está “colando”...
  22. 22. Inclinação positiva de ambos. Posição das mãos: palma da mão para cima: “O que estou propondo, é justo, é razoável...”
  23. 23. Mãos demarcando território...
  24. 24. Mãos com palma para cima... “acreditem no que estou dizendo, isto será bom para vocês...
  25. 25. Inclinação positiva (para frente) apesar de braços cruzados: “estou atenta ao que vocês estão me propondo...”
  26. 26. Mão apoiando a cabeça: “Eu,, já nem tanto...” “Já Eu,, continuo desconfiado de tudo...”
  27. 27. Mão apoiando o queixo encobrindo a boca: “Não estou acreditando no que vocês estão me propondo...”
  28. 28. “Será que vocês não entendem nada do que eu estou falando...?” “É..., deixa eu pensar em outra fórmula de propor isto...”
  29. 29. “Agora você não escapa... Estou me contendo para não dar-lhe um sôco...!!!”
  30. 30. Mãos na posição de águia, marcando terreno e posição... Os colegas estão prestigiando: inclinação positiva e olhar de aprovação para quem fala, apesar da mão encobrindo a boca e o queixo do colega da direita...
  31. 31. Falar com as mãos: “Veja como isto é justo e razoável e também, bom para vocês?”
  32. 32. Apoiar o queixo e encobrir a boca: “Lá vem vocês novamente com estes absurdos...!” “Estou coçando a cabeça porque não sei mais o que fazer...” “Já eu, tirei até a mão da cabeça e do queixo: vou escrever o que vocês estão me pedindo para depois não dizerem que não falaram isto...”
  33. 33. “Desisto, vou voltar ao meu normal e apoiar novamente a minha cabeça...”
  34. 34. Inclinação para trás (negativa) “Eu também, já estou cansando...”
  35. 35. Inclinação para frente (positiva) contrabalançando a mão apoiando o queixo “Ok, vamos tentar novamente...”
  36. 36. Inclinação positiva (para frente) demonstrando atenção ao que está sendo dito. Inclinação negativa (para trás) contrabalançada com aparente atitude calma (palmas das mãos para baixo).
  37. 37. Inclinação positiva (para frente) não contrabalançam as Mãos Fechadas em posição quase de ataque...
  38. 38. Inclinação negativa (para trás) e braços cruzados. “Não estou gostando de nada disso...!”
  39. 39. “Para não atacar, prefiro me reclinar e argumentar desta forma...”
  40. 40. “Para não atacar, prefiro me reclinar e argumentar desta forma...”
  41. 41. Mão tapando a boca: “Já que não foi possível dizendo a verdade, deixa eu dar uma inventadinha...” Mão apoiando o rosto no olho: “o colega ao lado está até disfarçando...” “já eu, não consigo nem disfarçar. Somente rindo mesmo...”

×