Identidade legal na internet cláudio machado

202 visualizações

Publicada em

Arquivo de apresentação realizada no VI Seminário de Proteção à Privacidade e aos Dados Pessoais, organizado pelo Comitê Gestor da Internet Brasileira (CGI.br).

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
202
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Identidade legal na internet cláudio machado

  1. 1. Identidade legal na Internet Cláudio Machado
  2. 2. Agenda • Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (Identidade Legal) • Desconstruindo lugares comuns • Situação atual do tema no Brasil
  3. 3. Escândalo da Invisibilidade “Government is responsible for maintaining many of society’s central institutions. One of the most basic institutional responsibilities is providing legal identity. Every year, about 50 million births are not registered anywhere, so these children do not have a legal identity. That condemns them to anonymity, and often to being marginalised, because simple activities – from opening a bank account to attending a good school – often require a legal identity.”
  4. 4. Objetivos do Desenvolvimento Sustentável Objetivo 16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis 16.9 até 2030, fornecer identidade legal para todos, incluindo o registro de nascimento
  5. 5. Registro Civil Informações Biográficas Identidade Civil Informações Biométricas Identidade Legal CPF CadSus NIS Outros Cadastros Administrativos Atributos
  6. 6. Internet  A Internet terá um papel crucial para que os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) sejam atingidos;  Em relação à Identidade Legal, os sistemas de identificação não podem ficar restrita aos serviços face à face, precisam utilizar os canais digitais;
  7. 7. Mudança de Paradigma Instrumento de controle Plataforma de acesso à direitos
  8. 8. Lugares comuns ① Os serviços de identificação estão à serviço de um novo regime de vigilância, portanto, são antagônicos à proteção da privacidade ② A identidade digital é autônoma em relação aos serviços de identificação tradicionais
  9. 9. Identificação = Controle  No Brasil, o sistema de identificação civil (Registro Geral de Identificação) teve sua origem na identificação criminal e até hoje é controlado pela polícia, mas outros países tem outros arranjos institucionais (Portugal e Chile).  Um sistema de identificação civil pode (e deve) ser organizado a partir do princípio do Direito à Identidade Pessoal.
  10. 10. Identidade Digital, começando do zero  Muitos acreditam que “tudo isso que existe aí”, os nossos sistemas de registro civil e identificação civil, será superado por uma solução nativa digital. BlockchainID
  11. 11. No Brasil  Projetos importantes em andamento (Registro Civil, Identificação Civil e Cadastros Administrativos) em relação à Identidade Legal;  Amadurecimento do ambiente digital (ampliação do acesso da população, Marco Civil da Internet, Estratégia de Governança Digital do Governo Federal);
  12. 12. Copo na metade  Falta uma visão holística sobre o problema;  Crescimento substantivo da ICP-BR, mas delimitado à Pessoa Jurídica;  Projetos pioneiros na adoção de tecnologias inovadoras (Ex: Login Cidadão e UOL Senha Única), mas as práticas de schemas de identificação federadas ainda não estão disseminadas.
  13. 13. Enfim…  A conjuntura política, econômica e social cobra por inovações na prestação de seriços ao cidadão;  A prestação de serviços por meios eletrônicos só será uma realidade no país quando tivermos meios seguros e inclusivos de identificar o cidadão/usuário;  O debate sobre proteção à privacidade e aos dados pessoais, sem a discussão das práticas de identificação tem alcance prático restrito.  A implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável é uma janela de oportunidade para que as práticas de identificação sejam colocadas em pauta sob uma nova ótica, alicerçada no Direito à Identidade Pessoal e incorporando princípios da proteção à privacidade.
  14. 14. Obrigado! Cláudio Machado claudiommachado@gmail.com

×