Aula 1 comunicacao organizacional

1.216 visualizações

Publicada em

comunicação, novas mídias, assessoria, planejamento

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.216
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 1 comunicacao organizacional

  1. 1. Um pouco de argila e cera ...BITS E BYTES TAMBÉMjanelas para uma discussão sobre novas mídias e comunicação organizacional Prof. Cláudio Manoel Duarte
  2. 2. Comunicação da fonte• Na origem da comunicação pública, foram os governos que buscaram alguma mídia para circulação da informação: eis a origem do conceito de assessoria de imprensa que está associado a dois aspectos:• necessidade de divulgar ações e realizações;• existência de um conjunto de meios de comunicação massiva
  3. 3. Os exemplos originais• Cartas Circulares - comunicação das decisõs da Dinastia Han (China, 202 AC)• Acta Diurna - veículo do Forum Romano (69 AC).
  4. 4. Mídia para comunicar• As cidades/países mais avançados tinham as mídias mais avançadas: eis os primeiros suportes• Os Sumérios/Mesopotâmia (2800 e 3000 AC) - a escrita cuneiforme impressa em argila; no Egito, papiro e tinta
  5. 5. Tábua de barro resolve?• as idéias/escrita dos sumérios precisava de uma plataforma para circular: a primeira tecnologia impressa de gravacão e circulação pública.• placas de cera eram usadas como suporte (Grécia 725-700 AC)
  6. 6. Comunicação para muitos• A prensa de Gutenberg (Alemanha/1390-1468) democratiza a leitura/ cria público leitor, com a tipografia (tipos móveis)• (1569/73) Impressão da bíblia em 8 volumes e 5 línguas.
  7. 7. Comunicação para muitos• A rotativa reforça o conceito de massa – vários públicos. (Invençao de Friedrich Koenig e Andreas Bouer/1810)
  8. 8. A mídia eletrônica• O rádio (Era do Rádio: 1919) é também para analfabetos – a massa se amplia• Na tecnologia da tv (anos 50) convergem linguagens (áudio, imagem, texto) e vai além da informação: transforma comunicação em indústria Guglielmo Marconi em 1896 (publicidade vende imagens)
  9. 9. Linguagens, suportes• As tecnologias reconfiguram a comunicação pública;• Reconfiguram as formas de fazer e consumir informação
  10. 10. Quais mídias para a fonte?• Desde as placas de argila à era do rádio, impresso e tv, as fontes são obrigadas a repensar que mídias e como usá-las• Mas eram mídias para a mesma rede de meios de comunicação
  11. 11. Produtos tradicionais em ACS• Mudança de ação: Da assessoria de imprensa à comunicação integrada – convergindo pp, jorn, rp e... marketing• Os produtos para essas mídias (rádio, jornal, tv):
  12. 12. Produtos tradicionais• ACOMPANHAMENTO DE ENTREVISTAS, ADMNISTRAÇÃO DE AI, APOIO A EVENTOS, APOIO A OUTRAS ÁREAS, ARQUIVO DE MATERIAL DE COMUNICAÇÃO, BANCO DE DADOS, ARTIGOS, ATENDIMENTO Ä IMPRENSA/PUBLICO INTERNO, AVALIAÇAO DOS RESULTADOS, BRINDES, CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL (JORN, RP E PP),CLIPPING E ANÁLISE DE NOTICIÁRIOS, CONCURSOS TEMÁTICOS (REPORTAGENS, CAMPANHAS), CONTATOS ESTRATÉGICOS: ADMINISTRATIVOS, OPERACIONAIS, PAUTA, PROSPECÇÃO, MANUTENÇÃO DE BOM, RELACIONAMENTO, DOSSIÊ, ENCONTROS FONTES E JORNALISTAS, ENTREVISTAS COLETIVAS, FOTOGRAFIA, JORNAL MURAL, LEVANTAMENTO DE PAUTAS/BANCO DE PAUTAS, MAILING/CADASTRO, MANUAIS: REDAÇAO, EDITORAÇÃO, RELAÇOES COM A MÍDIA, APOIO AO JORNALISTA, NOTA OFICIAL, PAUTA (SUGESTÕES/EXCLUSIVA), PLANEJAMENTO: PLANO DE COMUNICAÇÃO, PLANO DE DIVULGAÇÃO, PLANO PARA CRISE, PRESS-RELEASE, PRESS-KIT, PUBLIEDITORIAL, RELATÓRIOS, SITE, TEXTOS GERAIS, MEDIA TRAINING, VEÍCULOS JORNALISTICOS INSTITUCIONAIS, VISITAS DIRIGIDAS.
  13. 13. Convergência midiática• Como pensá-los no modelo atual de comunicação, envolvendo convergência e tecnologias?• Como pensar em comunicação organizacional em redes?
  14. 14. A liberação da emissão• As leis da Cibercultura (André Lemos):• Reconfiguração (de formatos midiáticos e de práticas sociais);• Liberação do pólo de emissão (o receptor, antes passivo dos MCM, é agora livre emissor)• Conectividade generalizada (a rede em todos os lugares)
  15. 15. O novo contexto• As novas mídias estão em outra rede - apontando um caminho em experimentação, diferente do das mídias tradicionais.• Que caminho é esse?
  16. 16. A net propõe• difusão de culturas emergentes (antes fora dos MCM)• trabalho coletivo à distância• formação de comunidades temáticas, identitárias• liberdade de emissão (a fonte emite para o público sem MCMs intermediando)• técnica transformada sistematicamente a partir de novas correntes culturais (o fim do napster não finaliza o conceito de distribuição p2p)
  17. 17. Reconfiguração das ACS• As tecnologias reconfiguram a comunicação;• Reconfiguram a forma de fazer, difundir e consumir informação
  18. 18. (primeiras) Novas mídias• A internet dos anos 90: sites institucionais, e-mails corporativos, intranet, mala direta, cadastros, bancos de dados, sala de imprensa virtual
  19. 19. WEB 2.0 e as mídias• Interatividade (interação e reatividade) - construção coletiva da informação, cultura open source• Desafio para as corporações: que novas mídias são essas? De que forma usá-las?
  20. 20. Modelos: Grunig e Hunt• (4 práticas de relações públicas)• 1 -Promoção de Imprensa - Imagem positiva - modelo assimétrico (mão única)- tradicional (AI)• 2 -Informação Pública - Apenas dissemina informação, sem promoção - modelo assimétrico (mão única) - tradicional (AI)
  21. 21. Modelos: Grunig e Hunt(4 práticas de relações públicas)• 3 - Modelo Assimétrico de duas mãos - pesquisa e propõe (ACS)• 4 - Modelo Simétrico de duas mãos - público e o assessorado em interação (ACS)• O uso das novas mídias propõe - por sua natureza tecnológica de liberação do pólo de emissão e interatividade - a aplicação do Modelo Simétrico de duas mãos, pois viabiliza a circulação mais direta entre os pólos (assessorado/assessor versus públicos; e vice-versa)
  22. 22. Alguns suportes• Blogs• Microblogs (Twitter) • Ciberalbuns (Slidesound, Flickr, Picasa)• Podcast/webradios • Redes wireless (bluetooth) • RSS• Sites de Relacionamento • TAG• Jornalismo Digital/Jornalismo móvel • QRCode• Mobile markerting • Bancos de dados interativos• Streaming (UStream, JustinTV) • Midias locativas (Maps, GPS, Imagens, Informação)• Canais de Vídeo (Youtube, Googlevideos) • Webtv• Chats • Webdocumentários (memorial)• Foruns/listas • Ciberdocumentários • Ning• Wikis
  23. 23. Interconexão/convergência• Há suportes que assimilam a todas, num único (ciber) espaço: Blog (ou site com estrutura de blogagem)• (vídeo, podcast, fotos, textos, banco de dados, informações fixas, informações atualizáveis etc), em colaboração coletiva
  24. 24. ACS e desafios (os mesmos?)• Consolidar/difundir a imagem institucional positiva• Gerar mídia espontânea (ou paga, se em PP)• Informar ao público suas decisões• Formar audiências• Montar e manter redes sociais
  25. 25. Atualização, moderação eMarketing para as novas mídias• A criação dos suportes de web 2.0 não assegura a função-mídia• É necessário sua atualização contínua e anunciada com novos conteúdos• Moderação da participação pública• E Marketing-Promoção até que ela se estabeleça em sua função-mídia
  26. 26. criando uma equipe• equipe multidisciplinar para as mídias pós- massivas.
  27. 27. propostas• Criação de suportes de comunicação em redes digitais como instrumentos de complementação do trabalho de comunicação do governo já feito em mídias tradicionais;• Gerenciamento da difusão do conteúdo feita nestes suportes;• Estabelecimento de periodicidade na renovação do conteúdo;
  28. 28. públicos - consumidores de informação via web- formadores de opinião- canais de imprensa
  29. 29. Conteúdos/ações• entrevistas e reportagens para webtv e youtube;• programas em áudio em podcast e webrádio;• bancos de imagens de cobertura de eventos;
  30. 30. Conteúdos/ações• transmissões ao vivo via web;• perfis e comunidades em redes sociais;• difusão de informação via tecnologia bluetooth;• micropostagem em redes sociais(twitter) para remeter aos• conteúdos disponíveis nos demais suportes (site, agência, blog, etc...)
  31. 31. procedimentos• Selecionar conteúdos produzidos para mídias tradicionais (radio, jornal e tv) para serem digitalizados e difundidos também em suportes da web;• Produzir de conteúdos exclusivos para veiculação nas novas mídias;• Eleger as pautas dos conteúdos junto à diretoria de imprensa da Agencia de notícias e a diretoria de marketing;• Exercer reforço complementar na divulgação das noticias institucionais consideradas prioritárias;• Priorizar a instantaneidade da difusão de conteúdos, com subconseqüente atualização e aprofundamento em outros suportes;• Fazer coberturas em tempo real de ações institucionais, a partir da aquisição da infra-estrutura necessária (ver item Recursos Materiais)
  32. 32. equipe• Diretor/Gerente• Gerência de conteúdo• Técnico de TI• Estagiário
  33. 33. E a mensuração?• Sim, e a mensuração?
  34. 34. • claudiomanoel@gmail.com

×