Autopunição e Autoperdão

5.635 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.635
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
702
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
144
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Autopunição e Autoperdão

  1. 1. Causas das Doenças AutoImunes Visão Espírita Texto: FEALFundação André Luiz
  2. 2. É no subconsciente que estão inseridosos arquivos passados e futuros.
  3. 3. Através dele que somos levados a aceitar que estamos no lugar certo, com as pessoas certas e na hora certa, a fim de atender às necessidades evolutivas.
  4. 4. É nele ainda que os nossos merecimentose os nossos impedimentos levam-nos quase que automaticamente em direção das provações e expiações necessárias ao nosso crescimento. [ Lei de Atração ]
  5. 5. Nada escapa a essefiscal implacável de nossas vidas: a tudo registra,transformando em clichês etéreos tudo o que compõe o nosso campo de equilíbrio.
  6. 6. É nesse caminho maravilhoso da nossa mente que Deus está presente com o Seu Amor, com a Sua Justiça e com a Sua Misericórdia.
  7. 7. O perdão de Deus está presente em cada encarnação que Ele nos concede...
  8. 8. Nós é queainda não aprendemos a nos perdoar.
  9. 9. Quando reencarnamostrazemos as marcasdas encarnações anterioresfortemente gravadasem nosso subconsciente.
  10. 10. Muitas delas, configuram-se como um profundo sentimento de culpa,em acentuado remorso pelos erros cometidos.
  11. 11. Inconscientemente,passamos a nos punir durante toda a nossa vida, submetendo-nos aos estados de depressão, angústia, enfermidade, penitência, e toda uma gama de sofrimento.
  12. 12. Nesse estado de auto-punição,desorientamos o sistema de defesas imunológicas que, dentro de sua própria função, passa a agir, atacando e desorganizando tecidos, ossos, órgãos, sistemas saudáveis, em estado de rejeição, como se fossem inimigos.
  13. 13. Dos clichês mentais surgem os bloqueios energéticos,impedindo o livre fluxo das energias vitais, localizando-se nos pontos sensíveis e vulneráveis, que foram danificados em encarnações passadas.
  14. 14. Surge então, o câncer,a esclerose múltipla, a psoríase, o lúpus, o pênfigo, a lepra, o vitiligo, o diabetes, etc...
  15. 15. Jesus,no ato de curar os enfermos afirmava: - “Teus pecados te serão perdoados”.
  16. 16. Aqueles que realmente acreditavam que estavam sendo perdoados,libertaram-se da auto punição imposta a si mesmos e, consequentemente, se curavam.
  17. 17. Por isso, Jesus acrescentava: “A tua fé te curou”.
  18. 18. Nós é queainda não aprendemos a nos perdoar.
  19. 19. Modificar as matrizes mentais, transmutando a qualidade das nossas energias, através do autoconhecimento e do autoperdão é o passo correto a dar. Joanna de Ângelis nos convida a vencer os atavismos de culpa e pecado, enfatizando a nossa condiçãohumana ainda em aprendizado, e o imenso amor de Deusque vela pelo processo evolutivo de cada um dos seus filhos muito amados.
  20. 20. “A palavra evangélica adverte que se deve ser indulgente paracom as faltas alheias e severo em relação às próprias. Somente com uma atitude vigilante e austera no dia-a-dia ohomem consegue a auto-realização. Compreendendo que a existência carnal é uma experiênciailuminativa, é muito natural que diversas aprendizagensocorram através de insucessos que se transformam em êxitos,após repetidas, face aos processos que engendram. A tolerância, desse modo, para com as faltas alheias nãopode ser descartada no clima de convivência humana e social. Sem que te acomodes à própria fraqueza, usa também deindulgência para contigo. Não fiques remoendo o acontecimentono qual malograste, nem vitalize o erro através da suaincessante recordação”.
  21. 21. “Descobrindo-te em gravame, reconsidera a situação,examinando com serenidade o que aconteceu e regulariza aocorrência. És discípulo da vida em constante crescimento. Cada degrau conquistado se torna patamar para novo logro. Se te contentas, estacionando, perdes oportunidadesexcelentes de libertação. Se te deprimes e te amarguras porque erraste, igualmenteatrasas a marcha. Aceitando os teus limites e perdoando-te os erros, maisfacilmente treinarás o perdão em relação aos outros. Quando acertes, avança, eliminando receios. Quando erres, perdoa-te e arrebenta as algemas com aretaguarda, prosseguindo. O homem que ama, a si mesmo se ama, tolerando-se eestimulando-se a novos e constantes cometimentos, cadavez mais amplos e audaciosos no Bem”. Joanna de Ângelis
  22. 22. Por isso tudo, disse também Jesus: - “Basta ao dia o seu próprio mal” Mt, 6:34
  23. 23. Textos:“Autopunição” – FEAL“Perdoa-te” – Joanna de Ângelisdo livro “Filho de Deus”Imagens: InternetMúsica: Iluminate hereBSB, Janeiro de 2012 a Neuz

×