Claudio Cleverson de Lima Orientação: Profª. Patrícia B.S. Bassani Dezembro/2010 REDES SOCIAIS NA WEB  COMO ESTÍMULO  À IN...
<ul><li>Redes sociais,  grupos de indivíduos e suas relações,  não são novidade.  Contudo, a influência atual da internet ...
<ul><li>Como os interesses são variados, a diversidade das redes também é: </li></ul>CONTEXTO
CONTEXTO NOME DA REDE ÁREA DE INTERESSE Orkut Hi5 Facebook     Relacionamento Lastfm Myspaces blipFM     Música LinkedIn...
<ul><li>No  contexto  de redes sociais com  foco educacional  é onde se situa a experiência do projeto  Jovem Profissional...
 
 
Pág.
<ul><li>Inserir, testar e validar  na prática a  utilidade pedagógica das ferramentas interativas  presentes em redes soci...
 
<ul><li>Estudo de Caso:  </li></ul><ul><ul><li>exposição das ferramentas escolhidas; </li></ul></ul><ul><ul><li>orientação...
LAYOUT DOS RECURSOS DA REDE
Pág.
Pág.
PÁGINA PESSOAL DOS INTEGRANTES
 
 
<ul><li>Análise dos dados: </li></ul><ul><ul><li>Observação direta das interações entre os participantes; </li></ul></ul><...
Resultados
Resultados <ul><li>Detectou-se um incremento nas  competências sociais : </li></ul><ul><ul><ul><li>troca de informações  e...
Resultados <ul><li>Desenvolveram-se competências técnicas como: </li></ul><ul><ul><ul><li>adaptabilidade  a novas situaçõe...
<ul><li>Após a indicação positiva da utilização de redes sociais em ambientes de ensino-aprendizagem, planeja-se: </li></u...
<ul><li>AMARAL, Adriana, RECUERO, Raquel, MONTARDO, Sandra (orgs)  Blogs.com - Estudos  sobre blogs e comunicação.  Moment...
Contato <ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>twitter.com/claudiodelima </li></ul><ul><li>claudiodelima.spaces.live.co...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação simpav 2010

581 visualizações

Publicada em

O estudo demonstra uma aplicacao pratica de redes sociais na web como ferramenta em processos de ensino-aprendizagem.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
581
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação simpav 2010

  1. 1. Claudio Cleverson de Lima Orientação: Profª. Patrícia B.S. Bassani Dezembro/2010 REDES SOCIAIS NA WEB COMO ESTÍMULO À INTERAÇÃO E AO APRENDIZADO
  2. 2. <ul><li>Redes sociais, grupos de indivíduos e suas relações, não são novidade. Contudo, a influência atual da internet ultrapassa o tecnológico, englobando também relacionamentos sociais(RECUERO). </li></ul><ul><li>Redes sociais na web , utilizando as novas TICs, são fenômenos recentes e estendem o alcance das redes de relacionamento para redes de negócios, pesquisa, lazer, educação, etc.. </li></ul><ul><li>Na web 2.0 , os indivíduos podem manter relação interativa mútua (PRIMO), com o conteúdo de muitos desses espaços sendo construídos totalmente pela audiência (Youtube, Facebook, Myspace). Os indivíduos decidem participar de seus interesses. </li></ul>CONTEXTO
  3. 3. <ul><li>Como os interesses são variados, a diversidade das redes também é: </li></ul>CONTEXTO
  4. 4. CONTEXTO NOME DA REDE ÁREA DE INTERESSE Orkut Hi5 Facebook  Relacionamento Lastfm Myspaces blipFM  Música LinkedIn Ikwa ViaRede  Empregos Flickr Corbis Picasa  Fotos SocialNews diHITT Busk  Notícias Youtube Hulu WeShow  Videos Multiply Moodle Ning  Educação
  5. 5. <ul><li>No contexto de redes sociais com foco educacional é onde se situa a experiência do projeto Jovem Profissional Feevale , aqui apresentada. </li></ul><ul><li>O projeto, com duração de 320 hs, visa capacitar jovens em situação de vulnerabilidade social para a inserção profissional qualificada em áreas administrativas/técnicas que envolvam uso de informática. </li></ul><ul><li>Público-alvo: 20 jovens entre 15 e 18 anos, estudantes de Ensino Médio de escolas públicas de Campo Bom/RS. Aulas diárias, no contra-turno escolar. </li></ul>REDES SOCIAIS NA EDUCAÇÃO
  6. 8. Pág.
  7. 9. <ul><li>Inserir, testar e validar na prática a utilidade pedagógica das ferramentas interativas presentes em redes sociais na web para: </li></ul><ul><ul><li>auxiliar os jovens na troca de conhecimento e nos trabalhos em equipe; </li></ul></ul><ul><ul><li>facilitar a interação , levando em consideração o contexto sócio-histórico dos mesmos; </li></ul></ul><ul><ul><li>desenvolver autonomia e competência no uso de ferramentas presentes em ambientes virtuais de aprendizagem. </li></ul></ul>Objetivos
  8. 11. <ul><li>Estudo de Caso: </li></ul><ul><ul><li>exposição das ferramentas escolhidas; </li></ul></ul><ul><ul><li>orientação sobre utilização das ferramentas da rede social; </li></ul></ul><ul><ul><li>cadastramento nos respectivos serviços; </li></ul></ul><ul><ul><li>acompanhamento da utilização inicial, com intervenções através de postagens no ambiente; </li></ul></ul><ul><ul><li>Análise dos dados. </li></ul></ul>METODOLOGIA
  9. 12. LAYOUT DOS RECURSOS DA REDE
  10. 13. Pág.
  11. 14. Pág.
  12. 15. PÁGINA PESSOAL DOS INTEGRANTES
  13. 18. <ul><li>Análise dos dados: </li></ul><ul><ul><li>Observação direta das interações entre os participantes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliação dos trabalhos individuais e em equipe; </li></ul></ul><ul><ul><li>Análise das postagens no ambiente (fórum de discussão e blog) </li></ul></ul><ul><ul><li>Questionário on-line respondido pelos participantes na rede social. </li></ul></ul>METODOLOGIA
  14. 19. Resultados
  15. 20. Resultados <ul><li>Detectou-se um incremento nas competências sociais : </li></ul><ul><ul><ul><li>troca de informações em equipe (chat e e-mail); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>melhora na articulação escrita (blog); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>exposição e defesa de ideias (fórum); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>“ Eu estou gostando muito da rede pois poderemos nos comunicar-mos (sic) melhor e interagirmos sobre diversos assuntos principalmente para visarmos o que estamos aprendendo no projeto. Sugiro que façamos mais interação com os alunos do turno da tarde sobre o que estamos aprendendo de novo no projeto” (B R S, 16 anos). </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>  </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Bom, o Ning está sendo ótimo, a turma da manhã pode se comunicar com a da tarde, enteragirem (sic) e dividir seus conhecimentos; assim é possível ter amigos não só na sua turma, mas na outra também! Além do mais as turmas podem tornar-se amigas entre si, coisa que talvez não aconteceria se não fosse criado o Ning! (N.P., 18 anos). </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  16. 21. Resultados <ul><li>Desenvolveram-se competências técnicas como: </li></ul><ul><ul><ul><li>adaptabilidade a novas situações/regras/paradigmas; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>uso mais eficiente das ferramentas de comunicação digital; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>“ Eu já possuía Twitter, mas não utilizava, porque não sabia como. Gostei pois com ele podemos estar por dentro das novidades do mundo, compartilhá-las e deixar nossa opinião sobre o assunto com a mesma rapidez com que os fatos acontecem (M.V.N. 17 anos). </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>  </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>“ Penso q o principal do Twitter é filtrar as informações que me interessam, pois informa à pessoa tudo que acontece nas áreas q ele busca conhecimentos mais aprofundados, assim faz com q vc esteja sempre por dentro daquilo que o interessa” (J.A.N, 16 anos). </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  17. 22. <ul><li>Após a indicação positiva da utilização de redes sociais em ambientes de ensino-aprendizagem, planeja-se: </li></ul><ul><ul><li>Migrar a rede social para ambiente desenvolvido em software livre; </li></ul></ul><ul><ul><li>chamar à utilização também alunos que já passaram pelo projeto, oferecendo um espaço de integração e formação continuada/EAD ; </li></ul></ul><ul><ul><li>estender essa interação à contatos com projetos sociais de outros estados do Brasil e países como Portugal, Angola, Moçambique, etc. </li></ul></ul>Trabalhos futuros
  18. 23. <ul><li>AMARAL, Adriana, RECUERO, Raquel, MONTARDO, Sandra (orgs) Blogs.com - Estudos sobre blogs e comunicação. Momento Editorial: 2009. </li></ul><ul><li>COLL, César. Psicologia e Currículo. Ática, São Paulo: 2003 </li></ul><ul><li>PAIVA, Moriael Tudo o que você precisa saber sobre o Twitter (você já aprendeu em uma mesa de bar) Talk Interactive: 2009 </li></ul><ul><li>PRIMO, A F T (2001) Ferramentas de interação em ambientes educacionais mediados por computador . Educação, v. XXIV, n. 44, p. 127-149, 2001. </li></ul><ul><li>RECUERO, Raquel. Redes Sociais na Internet . Porto Alegre, Meridional: 2009. </li></ul><ul><li>SILVA, Marco. Sala de aula interativa . 3a ed. Rio de Janeiro: Quartet, 2002 </li></ul><ul><li>YIN, Robert K. Case Study Research: design and methods . 5th ed. Thousand Oaks: Sage Publications, 2003. </li></ul>Referências
  19. 24. Contato <ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>twitter.com/claudiodelima </li></ul><ul><li>claudiodelima.spaces.live.com </li></ul>Apresentação disponível em www.slideshare.net/claudiodelima

×