Medidores de Potência Ativa• Wattímetros• Instrumento eletrodinâmico.
Wattímetro• Bobina fixa, constituída de duasmeias bobinas idênticas (bobinade corrente);• Bobina móvel, à qual está presoo...
Wattímetro
MÉTODO DOS DOIS WATTÍMETROS• Medir potência trifásica
Frequencímetros• Freqüencímetros EletrodinâmicosOs instrumentos eletrodinâmicos podem ser empregados paramedir freqüência ...
FrequencímetrosFreqüencímetrosEletrodinâmicosInstrumento que funciona baseado nofato de que a corrente que circulaatravés ...
Frequencímetros• Este instrumento é constituído por dois eletroímãs com núcleo de ferro laminado.• As expansões polares de...
Frequencímetros• Freqüencímetros de lingüeta vibratória• Para as medições em baixa freqüência, égeralmente usado o freqüen...
Frequencímetros• O instrumento baseia o seu funcionamento nos efeitos de ressonância.• Uma determinada quantidade de lâmin...
OBJETIVOS DO ATERRAMENTO• Obter uma resistência de aterramento a mais baixa possível, paracorrentes de falta à terra;• Man...
RESISTIVIDADE DO SOLO• A resistividade do solo varia com otipo de solo, mistura de diversos tiposde solo, teor de umidade,...
Medição de Resistividade da Terra• Método de Wenner.
MEDIÇÃO DA RESISTIVIDADE DO SOLO• MÉTODO DOS QUATRO PONTOS (WENNER)• (ANTES DE DIMENSIONAR MALHA)MEDE-SE A RESISTÊNCIA PAR...
PROCEDIMENTOS PARA MEDIÇÃO DOTERRA• Este processo consiste, basicamente, em aplicarmos uma tensãoentre terra a ser medido ...
MEDIÇÃO DE RESISTÊNCIA DEATERRAMENTO
Terrômetros
FLUKE-1623: Medidor de resistênciade aterramento (Terrômetro)
Procedimento• Alinhar o sistema de aterramento principal com as hastes depotencial e auxiliar;• A distância entre o sistem...
• As hastes usadas devem ser do tipo cooperweld, com 1,2m decomprimento e diâmetro de 16mm;• Cravar as hastes no mínimo a ...
Cuidados• ATENÇÃO: USAR LUVAS!!• SURTOS DE MANOBRA• CURTO-CIRCUITO• TEMPO RUIM• INTERFERÊNCIA DE (LTs, LDs)
Valores• Conforme orientação da ABNT aresistência deve atingir no máximo 10Ohms, quando equalizado com o sistemade pára-ra...
TERRÔMETROALICATE TERRÔMETRO• Mede a resistência de sistemas deaterramento formados por estacas ou malhaspequenas por medi...
ALICATE TERRÔMETRO• Mede a resistência de eletrodos de aterramento (Rg) em sistemasmultiaterrados.O valor de resistência m...
ALICATE TERRÔMETRO•Também mede a corrente de fuga em equipamentos aterrados.
CARACTERÍSTICAS DO TRATAMENTOQUÍMICO DO SOLOO tratamento químico do solo visa a diminuição de sua resistividade,conseqüent...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Terrometro

1.276 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.276
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
136
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Terrometro

  1. 1. Medidores de Potência Ativa• Wattímetros• Instrumento eletrodinâmico.
  2. 2. Wattímetro• Bobina fixa, constituída de duasmeias bobinas idênticas (bobinade corrente);• Bobina móvel, à qual está presoo ponteiro (analógico) em ummecanismo de relojoaria,colocado entre as duas meiasbobinas (bobina de potencial);• Mola restauradora.
  3. 3. Wattímetro
  4. 4. MÉTODO DOS DOIS WATTÍMETROS• Medir potência trifásica
  5. 5. Frequencímetros• Freqüencímetros EletrodinâmicosOs instrumentos eletrodinâmicos podem ser empregados paramedir freqüência se os seuscircuitos forem executados eletricamente ressonantes.Como regra geral possuem dois circuitos sintonizados: um delesem uma freqüência menor que a mínima que pode indicar oinstrumento, estando, o segundo circuito, em uma freqüêncialigeiramente superior à máxima.Estes sistemas ressonantes podem ser combinados com sistemaseletrodinâmicos simples ou com sistemas eletrodinâmicos debobinas cruzadas.
  6. 6. FrequencímetrosFreqüencímetrosEletrodinâmicosInstrumento que funciona baseado nofato de que a corrente que circulaatravés de uma reatância diminui aoaumentar a freqüência, ao passo queaumenta ao circular por uma reatânciacapacitiva.
  7. 7. Frequencímetros• Este instrumento é constituído por dois eletroímãs com núcleo de ferro laminado.• As expansões polares destes núcleos possuem espiras em curto-circuito que atuamcomo enrolamento de partida, como se fosse um motor elétrico de indução.• Os campos alternados das correntes atravessam as espiras em curto-circuito comotambém o disco, produzindo em cada eletroímã dois campos contíguos corridos emfase.• Cada campo criado tende a arrastar o disco em sentido contrário.• Dado que a intensidade que atravessa 1 é proporcional à tensão e a que circula por2 é proporcional à tensão e à freqüência, a indicação do instrumento correspondeFreqüencímetros de Indução
  8. 8. Frequencímetros• Freqüencímetros de lingüeta vibratória• Para as medições em baixa freqüência, égeralmente usado o freqüencímetro delâminas.
  9. 9. Frequencímetros• O instrumento baseia o seu funcionamento nos efeitos de ressonância.• Uma determinada quantidade de lâminas metálicas (línguas) dediferentes freqüências, próprias de ressonância, é levada a vibrar, pelaação dos impulsos magnéticos provenientes de um eletroimã alimentadocom freqüência nominal da rede.• Com isto, uma das lâminas vibrará com maior intensidade, e exatamenteaquela cuja freqüência própria é a mesma cômoda freqüência aplicada.• Lâminas adjacentes também vibrarão, porém com menor intensidade.
  10. 10. OBJETIVOS DO ATERRAMENTO• Obter uma resistência de aterramento a mais baixa possível, paracorrentes de falta à terra;• Manter os potenciais produzidos pelas correntes de falta dentro delimites de segurança de modo a não causar fibrilação do coração humano;• Fazer que os equipamentos de proteção sejam mais sensibilizados eisolem rapidamente as falhas à terra;• Proporcionar um caminho de escoamento para terra de descargasatmosféricas;• Usar a terra como retorno de corrente do sistema MRT;• Escoar as cargas estáticas geradas nas carcaças dos equipamentos.
  11. 11. RESISTIVIDADE DO SOLO• A resistividade do solo varia com otipo de solo, mistura de diversos tiposde solo, teor de umidade, temperatura,compactação e pressão, composiçãoquímica dos sais dissolvidos na águaretida e concentração dos saisdissolvidos na água retida.
  12. 12. Medição de Resistividade da Terra• Método de Wenner.
  13. 13. MEDIÇÃO DA RESISTIVIDADE DO SOLO• MÉTODO DOS QUATRO PONTOS (WENNER)• (ANTES DE DIMENSIONAR MALHA)MEDE-SE A RESISTÊNCIA PARA a = 4,8, 16, 32 m ... EM DOIS EIXOSORTOGONAIS. A RESISTIVODADE ÉDADA POR ρ = 2 π RA ANÁLISE DOS VALORES OBTIDOSPERMITE DEFINIR SE O SOLO ÉHOMOGÊNEO OU SE DEVE SERMODELADO EM CAMADAS, PARA ODIMENSIONAMENTO DA MALHA.
  14. 14. PROCEDIMENTOS PARA MEDIÇÃO DOTERRA• Este processo consiste, basicamente, em aplicarmos uma tensãoentre terra a ser medido e o terra auxiliar (eletrodos fixos oueletrodos de corrente) e medirmos a resistência do terreno até oponto desejado (eletrodo móvel ou eletrodo de tensão). O esquemade ligações é mostrado na figura abaixo:
  15. 15. MEDIÇÃO DE RESISTÊNCIA DEATERRAMENTO
  16. 16. Terrômetros
  17. 17. FLUKE-1623: Medidor de resistênciade aterramento (Terrômetro)
  18. 18. Procedimento• Alinhar o sistema de aterramento principal com as hastes depotencial e auxiliar;• A distância entre o sistema de aterramento principal e a hasteauxiliar deve ser suficientemente grande ( por volta de 35m), paraque a haste de potencial atinja a região plana do patamar. Devemser feitas diversas medidas para levantamento do gráfico• O aparelho deve ficar o mais próximo possível do sistema deaterramento principal;• As hastes de potencial e auxiliar devem estar bem limpas, parapossibilitar bom contato com o solo;• Calibrar o aparelho, isto é, ajustar o potenciômetro e omultiplicador MEGGER, até que seja indicado o valor zero;
  19. 19. • As hastes usadas devem ser do tipo cooperweld, com 1,2m decomprimento e diâmetro de 16mm;• Cravar as hastes no mínimo a 70cm do solo;• O cabo de ligação deve ser de cobre com bitola mínima de 2,5mm_;• As medições devem ser feitas em dias em que o solo esteja seco,para se obter o maior valor da resistência de terra desteaterramento;• Se não for o caso acima, anotar as condições do solo;• Se houver oscilação de leitura, deslocar a posição da medição, cargada bateria ou o estado do aparelho;• O terra a ser medido deve estar desconectado do sistema elétrico.Levantar o gráfico dos diversos pontos medidos no deslocamento dahaste móvel.Procedimento
  20. 20. Cuidados• ATENÇÃO: USAR LUVAS!!• SURTOS DE MANOBRA• CURTO-CIRCUITO• TEMPO RUIM• INTERFERÊNCIA DE (LTs, LDs)
  21. 21. Valores• Conforme orientação da ABNT aresistência deve atingir no máximo 10Ohms, quando equalizado com o sistemade pára-raios ou no máximo 25 Ohmsquando o sistema de pára-raios não existirna instalação.
  22. 22. TERRÔMETROALICATE TERRÔMETRO• Mede a resistência de sistemas deaterramento formados por estacas ou malhaspequenas por medição da resistência de umlaço de terra aproveitando a presença deaterramentos vizinhos, sem a necessidade deutilizar estacas auxiliares próprias e semdesconectar o aterramento sob teste.
  23. 23. ALICATE TERRÔMETRO• Mede a resistência de eletrodos de aterramento (Rg) em sistemasmultiaterrados.O valor de resistência medido peloinstrumento representa a soma daresistência Rg com a resistênciaequivalente do circuito formado pelasdemais resistências de aterramentointerligadas (em paralelo).
  24. 24. ALICATE TERRÔMETRO•Também mede a corrente de fuga em equipamentos aterrados.
  25. 25. CARACTERÍSTICAS DO TRATAMENTOQUÍMICO DO SOLOO tratamento químico do solo visa a diminuição de sua resistividade,conseqüentemente a diminuição da resistência de aterramento.Os materiais a serem utilizados para um bom tratamento químico do solodevem ter as seguintes características:-Não ser corrosivo;-Baixa resistividade elétrica;-Quimicamente estável no solo;-Não ser tóxico;-Não causar danos a natureza.O tipo mais recomendado de tratamento químico, é o uso do Gel químico,que é constituído de uma mistura de diversos sais que, em presença daágua, formam o agente ativo do tratamento.

×