Barragem do Alqueva
Localização
Concelho Moura, Beja
Bacia hidrográfica Guadiana
Curso de água Rio Guadiana
Dados gerais
U...
Possui uma altura de 96 m acima da fundação e um comprimento de coroamento de 458
m. A capacidade instalada de produção de...
Templo romano (templo do sec. 1 a 3 DC, é também conhecido por Templo de Diana;
contém colunas Corintias e é um monumento ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Barragem do alqueva e évora

2.766 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.766
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Barragem do alqueva e évora

  1. 1. Barragem do Alqueva Localização Concelho Moura, Beja Bacia hidrográfica Guadiana Curso de água Rio Guadiana Dados gerais Utilização Reserva, Rega, Abastecimento, Energia Inauguração 2002 Características da barragem Tipo Betão, Abóboda de dupla curvatura Altura 96 m Cota do coroamento 154 m Fundação Rocha Características da albufeira Capacidade total 4.150.000.000 m³ Capacidade útil 3.150.000.000 m³ Pleno armazenamento 152 m A Barragem de Alqueva é a maior barragem portuguesa, situada no rio Guadiana, no Alentejo interior, perto da aldeia de Alqueva.
  2. 2. Possui uma altura de 96 m acima da fundação e um comprimento de coroamento de 458 m. A capacidade instalada de produção de energia eléctrica é de 240 MW. A albufeira atinge, à cota máxima, os 250 km², sendo o maior lago artificial da Europa. Foi construída com o objectivo de regadio para toda a zona do Alentejo e produção de energia eléctrica, para além de outras actividades complementares. Diversas infra- estruturas do sistema global encontram-se já construídas (barragem de Pedrógão, infraestrutura 12, Aldeia da Luz) e muitas outras em fase avançada de projecto. Évora ''Evora is the finest example of a city of the golden age of Portugal after the destruction of Lisbon by the earthquake of 1755'' Inscription criteria on the List of the UNESCO World Heritage (1985) Évora está situada no Alentejo (sul de Portugal), a uma distância de cerca de 130 km de Lisboa. A parte entre muralhas conserva bastantes traços dos seus tempos mais antigos, incluindo monumentos de várias épocas. O centro histórico de Évora faz parte da lista da UNESCO das cidades património mundial. Catedral 9-11.30am e 2-4.30pm (construção gótica, completada no século 13, com claustro ogival do século 14; a entrada principal está decorada com esculturas representado os apóstolos; o interior data do século 17 e 18; inclui o Museu de Arte Sacra) · Capela de S. Brás aberta só para culto (foi construída em 1483 e é um exemplo interessante de gótico mourisco Alentejo) Paço de Vasco da Gama (residencia de Vasco da Gama a quando da sua nomeação de Conde da Vidigueira e de Vice-Rei da Índia, respectivamente em 1519 e 1524; da época é o claustrim manuelino e parte das pinturas murais que o decoram) · Igreja de S. Francisco 9-12am e 2.30-5.30pm (iniciada com base no modelo gótico foi concluída no período manuelino; contém no seu interior a Capela dos Ossos, totalmente revestida de ossadas humanas)
  3. 3. Templo romano (templo do sec. 1 a 3 DC, é também conhecido por Templo de Diana; contém colunas Corintias e é um monumento único do genero em Portugal) Templo romano de Évora: também chamado Templo de Diana, é um dos monumentos romanos mais importantes de Portugal. Situa-se no ponto mais alto da cidade e é um dos lugares mais visitados da cidade. Pensa-se que foi criado por volta do século III a.C. para homenagear o Imperador Romano César Augusto, mas mais tarde passou a ser conhecido por Templo de Diana (deusa da caça), nome atribuído por um jesuíta no século XVI pelo facto da cidade ser conhecida pela boa caça. · Universidade de Évora Segunda a Sexta-feira das 8am-7pm (antigo colégio dos Jesuítas construído pelo cardeal-rei Henrique em 1559; possui uma bonita Sala dos Actos, um monumental claustro e inclui também uma igreja do século 16 de planta maneirista) · Fonte renascença do Largo das Portas de Moura (construída em 1556 em estilo renascentista) · Praça de Giraldo (centro urbano da cidade; possiu uma fonte Henriquina e uma igreja conhecida por Igreja de S. Antão, sendo ambas as construções do sec. 16; o rei D. Duarte instituiu no local o Paço dos Estaus, do qual ainda existem vestigios) · Cromeleque dos Almendres situado a 5 km de Évora (monumento da época do neolítico) · Anta do Zambujeiro situada a 15 km de Évora (É a maior anta da região e situa-se junto à Herdade da Mitra, Valverde)

×