Hérnias

12.004 visualizações

Publicada em

1 comentário
5 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.004
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
279
Comentários
1
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hérnias

  1. 1. 3º Ano de Enfermagem: Rita, Juliana, Vanessa, Daniela, Cátia, Cláudia
  2. 2. O que são?  Hérnia é a protrusão de um órgão ou parte dele através de um orifício natural ou adquirido.  No caso das hérnias abdominais, elas geralmente aparecem quando o portador tenta levantar um peso, tossir ou fazer qualquer outra tarefa que aumente a pressão abdominal.  A cavidade abdominal é, basicamente, um grande espaço onde ficam os intestinos, o estômago, o fígado e outros órgãos. Eles são mantidos no lugar por aponeuroses, músculos e pele, com algumas áreas fechadas por ossos. Quando, por qualquer motivo, ocorre um enfraquecimento desta parede, e, também, a formação de um orifício na parte muscular e aponeurótica da parede, as estruturas que estão dentro do abdómen tendem a deslizar para o orifício, criando uma protrusão visível ao portador - só a pele separa o intestino (por exemplo) da parte exterior do abdómen.
  3. 3.  O tamanho do orifício (chamado de anel) é muito importante! Ou seja, se o anel do orifício for largo o bastante para entrar e sair o intestino, por exemplo, ele causará apenas desconforto ao paciente. Mas caso o anel do orifício seja pequeno, corre-se o risco da alça intestinal entrar e não conseguir sair, trancando a circulação desta alça intestinal (estrangulamento). Ao sofrer um estrangulamento, a alça intestinal não recebe sangue e oxigénio, sofrendo isquemia e acabando por necrosar. A parte afectada desgasta-se e ocorre a perfuração do intestino, libertando assim o seu conteúdo directamente para cavidade abdominal, que não está preparada para se defender. Como resultado o paciente pode morrer de infecção generalizada (septicemia).
  4. 4. Tipos de Hérnias Então, na cavidade abdominal temos: Hérnia Abdominal Crural Inguinal Umbilical Epigástrica
  5. 5.  Hérnia umbilical: causada por um defeito no fechamento da cicatriz umbilical.  Hérnia epigástrica: surge na linha média do abdómen, como consequência do afastamento dos músculos rectoabdominais.
  6. 6. Hérnia Crural: localizada junto á coxa, e perto do anel crural, aparece como uma saliência na virilha. Hérnia Incisional: Ocorrem em locais que já foram submetidos a uma incisão cirurgia, e resultam da má cicatrização dessa ferida. Directa Decorrentes da fraquesa da parede muscular do canal inguinal. Indirecta Ocorrem devido a uma falha congénita da região inguinal. Hérnia Inguinal
  7. 7.  Hérnia de hiato esofágico: Porção do estomago que vai para dentro do tórax, através de uma passagem do diafragma.  Hérnia de Bockladeck/Hérnia diafragmática: falha no fecho do diafragma que compromete o funcionamento do pulmão.  Hérnias cerebrais: acontece quando o tecido encefálico invade outras cavidades cranianas, como o forâmen magnum, além da caixa craniana.
  8. 8. Sinais e Sintomas  As hérnias podem apresentar sinais externos e internos.  Dependendo do tamanho da hérnia e do local, estas podem apresentar apenas um inchaço.  Desconforto  Dor local contínua ou intermitente, que se pode agravar com certos esforços (ex: evacuar, levantamento de pesos, tossir, entre outros)  Inchaço  Náuseas  Vómitos
  9. 9. Tratamento  O tratamento das hérnias abdominais é cirúrgico.  Quando não complicada, a cirurgia é electiva, isto é, sem pressa e com decisão e aprazamento definidos pelo paciente e pelo médico.  O estrangulamento herniário causa risco de vida e exige tratamento imediato, de urgência.  Em vez de uma cirurgia aberta, algumas hérnias podem ser reparadas usando um laparoscópio (câmara), inclui pequenos cortes cirúrgicos, menor tempo de internação, bem como uma recuperação mais rápida.
  10. 10. Cuidados de enfermagem pré-operatório Intervenções de enfermagem  Atender o paciente conforme suas necessidades psicológicas (esclarecimento de dúvidas);  Verificar sinais vitais;  Pesar o paciente;  Colher material para exames conforme solicitação médica;  Observar e anotar a aceitação da dieta;  Orientar higiene oral e corporal antes de encaminhar o paciente para o centro cirúrgico;  Manter o paciente em jejum, conforme rotina;  Fazer tricotomia conforme rotina;  Orientar o paciente a esvaziar a bexiga 30 minutos antes da cirurgia;  Retirar próteses dentárias, jóias, ornamentos e identificá-los;  Encaminhar o paciente ao centro cirúrgico
  11. 11. Cuidados de Enfermagem pós-operatório Intervenções de enfermagem  Receber e transferir o paciente da maca para o leito com cuidado, observando sondas e soro etc.  Posicionar o paciente no leito, conforme o tipo de anestesia; Verificar sinais vitais;  Observar o estado de consciência (sonolência);  Avaliar drenagens e soroterapia;  Fazer medicações conforme prescrição;  Realizar movimentos dos membros superiores ou inferiores livres se possível;  Controlar a diurese;  Assistir psicologicamente o paciente e os familiares;  Observar e relatar as seguintes complicações: (pulmonares “cianose, dispneia, agitação”); Urinárias (infecção e retenção urinária); Gastrointestinais (náuseas, vómitos, constipação intestinal, sede); Vasculares (Cianoses e edemas); da ferida operatória (hemorragia, infecção e deiscência) e choque.
  12. 12. Não existe cura para uma hérnia e na maioria das vezes, tendem a crescer com o tempo e com a idade. A maioria das hérnias, no entanto, pode ser reparada cirurgicamente. Porém, para alguns pacientes com problemas médicos, a cirurgia não é uma opção, há equipamentos como cintos de hérnia que podem ser usados com função de suporte, permitindo assim um alívio da dor evitando também um maior crescimento da hérnia.

×