Prof: Laurinda Braga de OliveiraCuidados de Saúde Primários e Ciclos de Vida IIAlunas:Cláudia Sofia nº 48308Mariana Torres...
Anorexia nervosa é uma perturbação alimentar identificada por uma obsessão pela magreza,geralmente caracterizada pela dec...
Perda de peso em curto espaço de tempoPreocupação obsessiva com as quantidades de calorias ingeridasAmenorreia (perda o...
Busca pela perfeição ou focoexagerado em regras alimentares; Ser muito preocupado ou darmuita atenção ao peso e à forma ...
Desnutrição e desidratação;Osteoporose(fraqueza óssea);Infertilidade (em situaçõescrónicas);Hipotensão (diminuição dap...
É um tratamento difícil e demorado;O objectivo primordial é recuperar opeso corporal normal;A pessoa passa por uma tera...
Jovens;Magros;Aspecto doente;Em geral, são pessoas que gostamde agradar;A opinião dos outros, é de extremaimportância...
«Comecei, basicamente, por falta de atenção, e, também, porcausa daquelas paixões de escolinha, típicas da minha idade. Os...
É um transtorno alimentar caracterizado por episódios recorrentes de "orgiasalimentares", nas quais o paciente come, num c...
Esconder a comida reservada para episódios de voracidade,nomeadamente, pão, massa, doces, batatas fritas eguloseimas.Men...
Ao vomitar, não se perde apenas o quese ingeriu, mas, também, os sucosdigestivos. Isso provoca um acentuadodesequilíbrio n...
Na anorexia nervosa, a perda de peso é acentuada e, geralmentedeixa a pessoa desnutrida, a ponto de correr risco de morte...
Anorexia e Bulimia
Anorexia e Bulimia
Anorexia e Bulimia
Anorexia e Bulimia
Anorexia e Bulimia
Anorexia e Bulimia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Anorexia e Bulimia

762 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
762
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Anorexia e Bulimia

  1. 1. Prof: Laurinda Braga de OliveiraCuidados de Saúde Primários e Ciclos de Vida IIAlunas:Cláudia Sofia nº 48308Mariana Torres nº 48374Joana Nunes nº 49140ESS Jean Piaget @ Vila Nova de Gaia
  2. 2. Anorexia nervosa é uma perturbação alimentar identificada por uma obsessão pela magreza,geralmente caracterizada pela decisão em não comer, por escolha própria.As características essenciais incluem uma perda drástica de peso resultante de dieta e/ouexercício intenso, imagem corporal pobre, procura pela magreza, a par de um medo emganhar peso.É uma doença mais do foro psíquico que afecta actualmente cada vez maior número dejovens, quase na totalidade raparigas.Manifesta-se por uma rejeição aos alimentos.As pessoas anorécticas apresentam um medo intenso de engordar mesmo estandoextremamente magras.É uma patologia com riscos clínicos, podendo levar a morte por desnutrição
  3. 3. Perda de peso em curto espaço de tempoPreocupação obsessiva com as quantidades de calorias ingeridasAmenorreia (perda ou problemas no ciclo menstrual)DepressãoAnsiedadeIrritabilidadeDiminuição ou ausência da libidoObstipaçãoContagem obsessiva de calorias;
  4. 4. Busca pela perfeição ou focoexagerado em regras alimentares; Ser muito preocupado ou darmuita atenção ao peso e à forma docorpo;Problemas de alimentação quandobebé ou na primeira infância;Determinadas ideias sociais ouculturais sobre saúde e beleza;Auto-imagem negativa;Baixa auto-estima;Transtorno de ansiedade, quandocriança;
  5. 5. Desnutrição e desidratação;Osteoporose(fraqueza óssea);Infertilidade (em situaçõescrónicas);Hipotensão (diminuição dapressão arterial);Anemia;Pode levar á morte!
  6. 6. É um tratamento difícil e demorado;O objectivo primordial é recuperar opeso corporal normal;A pessoa passa por uma terapiaindividual, terapia em grupo e terapiafamiliar, em casos leves e moderados;Não há medicação especifica indicada, ouso de antidepressivos pode ser eficaz, sehouver persistência de sintomas dedepressão após a recuperação do peso;
  7. 7. Jovens;Magros;Aspecto doente;Em geral, são pessoas que gostamde agradar;A opinião dos outros, é de extremaimportância;Têm um desejo contínuo de obteruma silhueta “perfeita”, numatentativa de obter o “corpo desonho” padronizado pela sociedade;Fazem regimes de emagrecimento,sem conhecer (ou se importar) comas consequências.Tem uma definição distorcida dasua imagem ao espelho;Em muitos casos, acabam porperder a identidade.
  8. 8. «Comecei, basicamente, por falta de atenção, e, também, porcausa daquelas paixões de escolinha, típicas da minha idade. Osmeus pais trabalhavam até muito tarde, só os via ao jantar e nopequeno-almoço, e como nunca tinha atenção, comecei a reparardemais em mim, comecei a não gostar do meu corpo e a pensarque ninguém iria gostar de mim da maneira que eu era. Comeceia tirar comida á boca, comecei a esconder comida, punha comidafora sem ninguém ver, inclusive na cantina da escola! Mesmovendo que estava muito mais magra, a cada passo, eu pesava-me todos os dias, e consoante ia descendo os números de roupa,achava-me sempre horrível e gorda.Fui acompanhada pela psicóloga da escola na altura, porque aminha médica era muito agressiva comigo: obrigava-me a comer,e tinha de lá ir todas as semanas. Como consequência, euemagrecia cada vez mais a cada semana que passava! A minhapsicóloga disse aos meus pais para me concretizarem um sonho,que eu tivesse há muitos anos, porque podia ajudar na minharecuperação. E assim foi: levaram-me ao Canadá, para visitar aminha família. A partir daí, tive muito apoio de amigos e família ecomecei a recuperar aos poucos, a minha mãe já começou a dar-me mais atenção e nunca estava sozinha. Mesmo assim, aindahoje não como carne, psicologicamente, tenho muitas recaídas,ainda são muitos os dias em que me acho gorda e feia.»Jéssica Martins
  9. 9. É um transtorno alimentar caracterizado por episódios recorrentes de "orgiasalimentares", nas quais o paciente come, num curto espaço de tempo, umagrande quantidade de alimento, como se estivesse com muita fome. Tipo purgativo: O paciente provoca o vómito, com o intuito de eliminar oque consumiu. Tipo Não-purgativo: O paciente não provoca o vómito, mas faz exercíciofísico em excesso ou jejua por longos períodos de tempo.
  10. 10. Esconder a comida reservada para episódios de voracidade,nomeadamente, pão, massa, doces, batatas fritas eguloseimas.Mentir sobre o que comeram.Comer compulsivamente em segredo.Vomitar em segredo.Esconder artigos como laxantes e/ou diuréticos.Demonstrar uma preocupação profunda em relação ao peso,forma do corpo e aspecto em geral.Queixas frequentes em relação a dores de garganta.Queixas frequentes em relação a problemas dentários.Esconder-se atrás de roupas largas e soltas.Demonstrar pouco ou nenhum impulso sexual.Reflexo da tosse, em abundância.
  11. 11. Ao vomitar, não se perde apenas o quese ingeriu, mas, também, os sucosdigestivos. Isso provoca um acentuadodesequilíbrio no balanço electrolítico dosangue, afectando o coração e acirculação sanguínea, por exemplo.As repetidas passagens de conteúdogástrico (que é muito ácido) peloesófago acabam por provocarrompimento do tecido de revestimento,originando hemorragias. Também ointestino grosso pode sofrer danos pelouso repetido de laxantes, comoconstipação crónica, hemorróidas, mal-estar abdominal ou dores.
  12. 12. Na anorexia nervosa, a perda de peso é acentuada e, geralmentedeixa a pessoa desnutrida, a ponto de correr risco de morte. Issoacontece porque quem sofre deste distúrbio come muito pouco(ou nada) para conseguir emagrecer.Já na bulimia, o peso corporal do paciente é normal ou comsobrepeso, mas ele sofre de compulsão alimentar, com frequentesataques à comida, seguidos de arrependimentos.A anorexia é mais recorrente emraparigas com idades compreendidasentre os 12 a 18 anos, enquanto abulimia é mais comum em idadescompreendidas entre os 16 e 25 anos.

×