ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.I – IDENTIFICAÇÃO1.1- Nome do Projeto:“Preparando o Futuro”1.2 - Localização ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.1.7 - Nome do Coordenador do Projeto:Jairo Arlindo Mattos –1.8 - Cargo / Funç...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.1.11 – Público Alvo do Projeto:O público alvo é o adolescente de idade entre ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.1.13 – Vigência do Projeto:De janeiro a dezembro de 2013.1.14 – Valor do Proj...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.No seu contexto social, o proj eto “Preparando o Futuro” iniciado em 2005,em ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.São os seguintes alunos e respectivos cursos: João Francisco Gonçalves deSouz...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.complementação de estudos e condicionamento físico (parceria com aESEF).Todas...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.cultura e a qualificação profissional, desenvolvendo a autoestima, oespírito ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Os Parâmetros sócio-educativos (2007) afirmam que: “a cultura, o esporte, aar...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Para os jovens de 16 a 18 anos, a prioridade é a educação e as ações sócio-ed...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Para a Organização Mundial de Saúde a adolescência é uma fase em que sedá:   ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.analfabetismo não diminuiu, que as crianças continuam, aos milhares emilhares...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.      m e i os, t o da s as op or t u ni da de s e f a ci l i da de s, a f i ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.e admiração. Há uma geração perdida pela falta de conhecimento, dequalificaçã...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.As entidades não governamentais devem conhecer da importância deinclusão e ex...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Compreende-se por família o núcleo de convivência íntima na qual estáinserido...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Confiar na própria capacidade de aprender, propor e atuar. Conviverpautado em...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.projeto   atuarão     de        forma            a     orientá-los           ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.VI – METASA meta tem finalidades mais imediatas que os objetivos que podem se...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Com o intento de buscar o jovem não unicamente pela sua condição social,bem  ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Cerimônia da Abertura:Dia 26 de janeiro de 2013 - sábado - das 9h00 as 12h00:...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Francis Martins – (Eu e o consumo);Manfredo Archimor Paes (Planejar e gerir s...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.5   –    Conhecer      as       áreas          de        formação            ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.O regime avaliatório prende-se não apenas aos conteúdos ministrados.Avança na...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.VIII - RECURSOS X CUS TOS X FONTESPretende-se viabilizar a realização desta p...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Durante o desenvolvimento do projeto na Escola SENAI, iremos divulgar asprinc...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.algures,    possa     direcionar                evolutivamente               ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.alcance final dos objetivos previstos e a efetividade, concretização daação)....
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Parâmetros socioeducativos: proteção social para crianças, adolescentes ejove...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.                                         XIII – ANEXOS                       ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.           ANEXO II - Quadro de Recursos Humanos (Existentes           e Nece...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.ANEXO III –Previsão Orçamentária – Financiamento CMDCA – JUNDIAÍ/CONTRAPARTID...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.                         ANEXO     IV        -    CRONOGRAMA                 ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.                                              CRONOGRAMA DE DESEMBOLSO       ...
ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.ANEXO VIPARCERIAS E ALIANÇAS     ORGANIZAÇÃO                                P...
Projeto Preparando o Futuro 2013
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto Preparando o Futuro 2013

986 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
986
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Preparando o Futuro 2013

  1. 1. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.I – IDENTIFICAÇÃO1.1- Nome do Projeto:“Preparando o Futuro”1.2 - Localização do Projeto:Escola SENAI, Rua Roberto Mange, 95, Anhangabaú, Jundiaí.1.3 - Especificação / Eixo Temático:Implantação de ações voltadas para adolescentes e seus familiares, visandoà preparação para o mercado de trabalho.1.4 - Proponente:Associação Beneficente e Cultural de Jundiaí - ABCJ1.5 – Entidade Executora:Associação Beneficente e Cultural de Jundiaí – ABCJ.1.6 - Registro no CMDCA da Entidade Proponente:nº: 1.2.0.0.8.0.9.4. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  2. 2. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.1.7 - Nome do Coordenador do Projeto:Jairo Arlindo Mattos –1.8 - Cargo / Função:Presidente da ABCJ.1.9 - Formação Profissional:Engenheiro1.10 – Público Alvo da Entidade Executora:A entidade executora tem suas finalidades dirigidas à prática do altruísmode forma cultural, a emancipação social e econômica de seus assistidos.Abraça os ideais de auto-suficiência do cidadão, por meio da instrução,cultura e ajuda mútua de todas as pessoas. Nessa plana prima pelaassistência do necessitado, seja recém-nascido ou incluso na terceira idade,com ou sem necessidades especiais promovendo campanhas queincrementem as soluções aplicáveis aos necessitados na medida de suasnecessidades, mas sempre com o objetivo de emancipação sociocultural,econômica e espiritual. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  3. 3. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.1.11 – Público Alvo do Projeto:O público alvo é o adolescente de idade entre 16 e 18 anos apto afrequentar curso de grau técnico, portador ou não de necessidadesespeciais, em especial que demonstre interesse, entusiasmo e necessidadede ingresso no mercado de trabalho.1.12 - Abrangência / Ação:Município de Jundiaí – SP.II – Qualificação da Instituição Executora:Entidade civil legalmente constituída sem finalidade lucrativa, de caráterfilantrópico, beneficente e cultural. Possui administração, sede e foro naRua Barão de Jundiaí, 161, centro de Jundiaí e está formada por grupo deprofissionais capacitados e motivados para desenvolverem atividadessócias educativas junto às populações de baixa renda. Outras beneficentes eculturais consistem em proporcionar preparação de jovens de baixa renda,para a inserção no mercado de trabalho propiciando uma oportunidade decrescimento pessoal e profissional, atrav és de seu estabelecimento comopessoa economicamente ativa, proporcionando um suporte às suas famílias,para um melhor convívio familiar e comunitário. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  4. 4. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.1.13 – Vigência do Projeto:De janeiro a dezembro de 2013.1.14 – Valor do Projeto: R$ 31.600,00II – Qualificação da Instituição Executora.Organização não governamental.2.1 – Sínteses das atividades anterioresAssociação Beneficente e Cultural de Jundiaí – ABCJ.Entidade civil legalmente constituída sem finalidade lucrativa, de caráterfilantrópico, beneficente e cultural. Possui administração, sede e foro naRua Barão de Jundiaí, 161, centro de Jundiaí e esta formada por grupo deprofissionais capacitados e motivados para desenvolverem atividadessócias educativas junto às populações de baixa renda. Outras beneficentes eculturais consistem em proporcionar preparação de jovens de baixa renda eem situação de risco social, para a inserção no mercado de trabalhopropiciando uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional,atrav és de seu estabelecimento como pessoa economicamente ativa,proporcionando um suporte às suas famílias, para um melhor convív iofamiliar e comunitário. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  5. 5. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.No seu contexto social, o proj eto “Preparando o Futuro” iniciado em 2005,em parceria com a Escola SENAI e a Associação de Educação do Homem deAmanhã, conhecida como Guardinha, que atende adolescentes de baixarenda, de ambos os sexos e na faixa etária de 16 a 18 anos. São instituiçõesde notória e indiscutida seriedade.O objetivo principal deste projeto social é o de aumentar a possibilidade deinserção destes jovens no mercado de trabalho, foram beneficiados 87alunos.Houve um grande envolvimento dos familiares dos jovens e oferecidaspalestras motivacionais referentes aos aspectos sociais, morais, éticos eafetivos ministradas por membros da ABCJ e profissionais convidadoscapacitados em suas atividades. Na Escola SENAI o foco foi para odesenvolvimento da qualificação profissional que proporcionou cursos de“Montagem e Configuração de Microcomputadores” em sua primeiraedição de 2005 e a partir de 2006 cursos de “Administração e Organizaçãode Almoxarifado e de Logística”.Além destas ações, nos permite também a manutenção de uma parceria coma Faculdade Anhanguera de Jundiaí / Faculdade Luiz Rosa comuniversitários em cursos de nível superior, sendo um formado em 2011.Estes alunos foram selecionados por notório destaque durante aparticipação nos cursos realizados no SENAI. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  6. 6. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.São os seguintes alunos e respectivos cursos: João Francisco Gonçalves deSouza – Gestão de Produção Industrial formado em 2011; Guilherme SilvaSouza e Fernanda Firmino da Silva – Bacharelado em Administração deEmpresas que concluirão em 2012.A ABCJ e o Lar Anália Franco se uniram em 2010 em um projeto pilotopara desenvolver este proj eto social “Preparando o Futuro”. Oferecendoaos adolescentes uma ocupação organizada e a sua inserção na sociedadecom vivências significativas de cidadania, assumindo o desafio deconstruir, em parceria com a sociedade civil, uma ação que viabilize aconstrução de políticas públicas para essa faixa da população domunicípio. Além disso, estimulando atitudes e ações de protagonismojuvenil, promovendo a interação entre os adolescentes, deles junto aoseducadores e familiares, sua integração social e sua inserção no mercado detrabalho. Promovendo encontros com as famílias sobre a importância doapoio ao jovem no processo de aprendizagem e em sua qualificaçãoprofissional. No ano de 2010, tivemos 17 alunos, com dez empregados(60%), cinco desistiram (30%), um empregado por iniciativa própria (5%) eum aluno continou em 2011 (5%). No ano de 2011 tivemos 24 alunos, sendo4 empregados (15%), nove desistiram (40%) e 11 continuaram em 2012.O conteúdo programático constou de habilidades básicas, especificas, degestão, condicionamento físico, expressão corporal (teatro); visitas de Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  7. 7. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.complementação de estudos e condicionamento físico (parceria com aESEF).Todas estas ativ idades desenvolv idas no período matutino da segunda-feiraaté quinta-feira no prédio do Lar Anália Franco, por uma coordenadorapedagógica, uma psicóloga, três professores educacionais, um professor deinformática e um professor de teatro. Nas instalações da ESEF com umaprofessora supervisora de dois estagiários no condicionamento físico.A Associação de Educação do Homem de Amanhã – AEDHA de Jundiaí éuma entidade filantrópica com personalidade jurídica de utilidade públicamunicipal, estadual, federal e não governamental que desde 1979 prestaserviços de assistência social à comunidade de Jundiaí e Região. Emsetembro de 1978 o Promotor Público e Curador de Menores da Comarca deJundiaí, Dr. José Carlos Vieira, com o compromisso voltado para oadolescente iniciou um trabalho preparatório para posterior fundação daAEDHA, carinhosamente chamada, “Guardinha”, em fevereiro de 1979.Durante este período, da idéia originária até a sua concretização observou-se o apoio irrestrito de empresas da região, clubes de serviço e a presençaativa de autoridades dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. AEntidade é dirigida por uma diretoria composta por membros do RotaryClub Jundiaí, e seu atual presidente é o Sr. Júlio César Lamarca. Jápassaram pela entidade desde sua fundação cerca de 9000. Tem comomissão promover a formação integral de adolescentes através da educação, Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  8. 8. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.cultura e a qualificação profissional, desenvolvendo a autoestima, oespírito solidário e a consciência de cidadania. Desenvolvem o Programa deAprendizagem em Assistente Administrativo com o propósito de continuarcolaborando para o crescimento e desenvolvimento do jovem adolescente,visando à orientação para sua realização como pessoa, trabalhador ecidadão, embasados em valores humanistas e democráticos.III – DIAGNÓSTICOSegundo o Estatuto da Criança e do Adolescente: “A criança tem direito àigualdade, sem distinção de raça, religião ou nacionalidade. A criança temdireito à educação, para desenvolver suas aptidões, suas opiniões e o seusentimento de responsabilidade moral e social”.De acordo com a Secretaria Nacional da Juventude (2007) entre os jovensadolescentes de 15 a 18 anos, apenas 46,4% encontram-se no Ensino Médio.Dos 3,2 milhões de estudantes que terminaram o Ensino Médio em 2000,apenas 1,2 milhão chegou à universidade. Na outra ponta, cerca de 1,2milhão (3,6%) de jovens são analfabetos, 70% deles concentram-se na regiãoNordeste.A adolescência é um período de conflito, tensão, discordância equestionamento dos modelos estabelecidos, de manifestações intensas quevão da apatia à contestação, da capacidade de entrega à indiferença. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  9. 9. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Os Parâmetros sócio-educativos (2007) afirmam que: “a cultura, o esporte, aarte, a sexualidade, o prazer assim como a conviv ência entre pares têmespecial valor para os jovens porque conseguem dialogar mais direta esubjetivamente com suas vidas, com suas expressões e modos estar nomundo”.Os jovens vivem intensamente o momento presente e quase não apresentamperspectivas sobre o futuro, o que provoca uma tensão e insegurança emrelação às escolhas pessoais e profissionais. O movimento frenético em quevivem os jovens brasileiros alimenta comportamentos de risco que podemresultar em situações-problema: gravidez indesejada, contaminação porDSTs, uso indevido de drogas, lícitas e ilícitas, reforçando o prazerimediato em detrimento das conseqü ências futuras.Diante da necessidade de melhorar o atendimento oferecido aos jovenscarentes e/ou em situação de vulnerabilidade social, o Projeto Preparando oFuturo tem como objetivo promover atividades e ações educativas quevisem à inclusão social e a preparação para o mercado de trabalho,garantindo a ampliação do recurso destinado à melhoria do processoeducativo, da qualificação profissional e da geração de emprego.É preciso reconhecer a necessidade de investimento na formaçãoeducacional e profissionalizante do jovem, o que lhe permitirá, se bemformado, ter melhores condições de iniciar e permanecer trabalhando. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  10. 10. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Para os jovens de 16 a 18 anos, a prioridade é a educação e as ações sócio-educativas, visando o desenvolvimento de competências e habilidadeconceituais, atitudinais e procedimentais. É importante ressaltar que osestudos e a qualificação profissional são incentivos para que os jovensconstruam suas metas e expectativas em relação ao futuro.Pensando nisso, a ABCJ tem a concepção de que os jovens precisamdesenvolver seus talentos, interesses e necessidades, por meio de opções eescolhas que favoreçam a aprendizagem.Daí a importância do Projeto Preparando o Futuro para estimular e facilitarque oportunidades sócio-educativas sejam acessíveis aos jovens,acompanhando o seu processo de aprendizagem, bem como a construção denovos v ínculos e experiências sociais. É uma iniciativa com carátermultidisciplinar voltada ao atendimento do jovem, respeitando apluralidade e diversidade cultural presente no contexto social em quevivemos.IV – JUSTIFICATIVAA adolescência é um período de muitas transformações que acarretamconseqüências para a v ida adulta. Dentre os desafios encontrados pelosadolescentes está a construção de sua identidade e a elaboração de seuprojeto de vida. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  11. 11. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Para a Organização Mundial de Saúde a adolescência é uma fase em que sedá: O de se nv ol vi m e nt o b i ol ó gi c o da i nf â nc i a a t é o a m a du r e c i m e nt o se x ua l r e pr o du ti v o, o de se nv ol vi m e nt o do s p a dr õe s c o g ni ti v os e e m oc i o na i s da i nf â nc i a à i da de a du l ta , r e s pe i ta da a s p a r ti cu l a ri da de s c ul t u r ai s , e o de se nv ol vi m e nto s óc i o- e c o nôm i c o da p e ss o a e m di r e ç ã o à s u a r e l a ti va i n de p e n dê nc i a m ate r i a l , no i nte r i o r da or g a ni za ç ã o ec onôm i c a de se u g r up o. ( O MS a pu d L EVIS K Y , 2 00 1 ) .Nesse contexto de transição, o desenvolv imento sócio-econômico é marcadopela transição da escola para o mercado de trabalho. Percebe-se que o paíscarece de uma política nacional que universalize, equalize asoportunidades de emprego aos jovens, evitando a sua exploração.Segundo Bonnis (1998), a inserção do adolescente no mundo do trabalhotem fomentado discussões complexas. As constantes transformações daeconomia global requerem profissionais qualificados e atualizados,conhecedores das novidades tecnológicas, com competências técnicas econhecimento de suas aptidões - o que exige investimento financeiro emsua formação.Lya Luft em seu artigo “A gente decide” para a revista Veja, comenta: “Leioque 40% de nossos jovens e crianças v ivem abaixo da linha de pobreza, queo desemprego é uma calamidade, a violência cresce a cada dia e o Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  12. 12. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.analfabetismo não diminuiu, que as crianças continuam, aos milhares emilhares, brincando no barro feito de terra e esgoto”.Cláudio de Moura Castro comenta em seu artigo a revista Veja em “A artede governar ” que as pessoas querem medicina em alta tecnologia eatendimento hospitalar e no Brasil, pobre e rico estão igualmentesatisfeitos com os serviços de saúde. Mas sabemos serem os piores para ospobres. No Brasil 65% do resultado sobre uma pesquisa mostra a satisfaçãocom a educação.Para José Bernardo Toro saber organizar-se e associar-se é a ciência mestrade uma sociedade porque assim se reproduz auto-regulação e assegura-seproteção aos Direitos. O primeiro passo para superar a pobreza em umacidade, região ou sociedade é criar e fortalecer as organizações. Um dosindicadores de pobreza mais grave é não estar organizado. Uma sociedadeé tanto mais sólida quanto maior for o número de organizações ouassociações produtivas, ou seja, organizações que gerem transaçõespolíticas, econômicas, sociais e culturais úteis.A partir de 1990, O Estatuto da Criança e do Adolescente identifica osdireitos fundamentais da criança e do adolescente e a quem se atribui é aresponsabilidade de zelar pela efetivação desses direitos, a saber: A R T. 3 º : A cr i a nç a e o a d ol e sc e nte g oz a m de t o do s os di r ei tos f u ndam e nta i s i ne r e n t e s à p es s oa hu m a na, se m pr e j u í z o da p r ot e ç ã o i nte gr a l d e q ue se t r a t a es ta L ei , a ss e g u r a n do- se - l he s, p or ou p or ou tr os Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  13. 13. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ. m e i os, t o da s as op or t u ni da de s e f a ci l i da de s, a f i m de l hes f a c u l ta r o de se nv ol vi m e nto f í si c o, m e nta l , m or al , e sp i r i tua l e s oc i al , e m c o nd i ç õe s de l i be r da d e e d e di g ni da de . A R T. 4 º É de v er da f a m í l i a , da c om u ni da d e, da soc i e da de e m g er a l e do P oder P ú bl i c o a ss eg u r a r, c om a b s ol uta pr i or i da de , a e f e ti v a çã o d os di r ei t os r ef e r e nte s à vi da , à a l i m en ta çã o, à e d uc a ç ã o, ao e sp or t e , a o l a z er, à pr of i s si onal i z a ç ão, à c ul t ur a , à di g ni da de , a o re spe i to , à l i be r da de e à c onvi v ê nc i a f a m i l i a r e com u ni t á ri a.Para José Bernardo Toro, um cidadão é uma pessoa capaz de, emcooperação com outras, criar e transformar a ordem social na qual elamesma quer viver e com a qual se compromete cumprir e proteger, para adignidade de todos. O que torna um sujeito cidadão? Não é ter carteira deidentidade ou título de eleitor, mas sua capacidade de gerar ou modificar aordem social, ou seja, sua capacidade de criar liberdade. A liberdade não épossível a não ser na ordem. Mas a única ordem que produz liberdade éaquela que é construída em cooperação com outros, para tornar possível adignidade humana de todos. Essa construção coletiva ocorre mediante aatuação direta ou de representantes confiáveis. Atuar em parceria comoutros requer poder criar organização ou pertencer com sentido a uma. Épor meio das organizações que as pessoas se transformam em atores sociaispor isso, são importantes.O filósofo Henrique Schultzer Del Nero em uma entrevista ao jornal Folhade São Paulo diz que o professor é mais ídolo do que jogador de futebol sóque sem direito a aplausos. Para ele só se aprende de verdade por imitação Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  14. 14. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.e admiração. Há uma geração perdida pela falta de conhecimento, dequalificação e de oportunidade.Para Toro quando o setor público satisfaz de igual maneira a todos, asociedade ganha em igualdade, e assim, em governabilidade do contráriocontribui para a desigualdade e, em sentido rigoroso, não se poderiachamar de serviço público. Isso é o que ocorre na educação e na saúde emnosso país. Fazer do setor público um bem de igual qualidade para todos éa forma de institucionalizar o Estado, é uma das funções mais relevantes doterceiro setor. È função de o terceiro setor contribuir para a construção deum estado social de direito, orientando seus esforços e propósitos a fim deviabilizar os direitos humanos, cuidar e proteger a v ida.A publicação do material “Parâmetros das ações socioeducativas, igualdadecomo direito, diferença como riqueza elaborado pela Prefeitura da cidadede São Paulo” comenta na pagina 21: “é claro que a condição devulnerabilidade pessoal e social é um dos fatores que pode levar o jovem ase envolver em situações de perigo, violência, e até inflações com o tráfico.Temos que atentar para essas possibilidades e oferecer alternativas. Osjovens pedem trabalho, querem assumir o gasto com seus desejos, uma vezque as famílias quando conseguem ocupam-se das necessidades básicas. Noentanto além do dinheiro propriamente, esses jovens encontram, nessasatividades delituosas, figuras de identificação muito fortes, que relativizamseus valores e banalizam os caminhos inadmissíveis para o sucesso.” Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  15. 15. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.As entidades não governamentais devem conhecer da importância deinclusão e exercício da cidadania pela instrução e cultura, não apenasàqueles jovens que demonstrem aptidão intelectual, mas ainda, aos muitosque, conquanto não demonstrem desenvoltura esforçam-se por alcançarseus objetivos.Há de se prestigiar não apenas o mais apto, que se constitui, de fato, emminoria e sim investir em contingente, tanto quanto possível, maior depessoas.A ABCJ, esmera-se por promover inclusão com número alargado de opçõesa fim de que as maleabilidades de cada grupo se manifestem, com apoio aoesforço, dedicação e disciplina.O conceito de inclusão pressupõe que seja ela franqueada a todos, nãoapenas aos desfavorecidos pela fortuna, aos residentes nas periferias dascidades, aos portadores de necessidades especiais, mas, a todos eles.Como se viu antes se justifica plenamente este projeto em decorrência desua inserção aos primados da Cidadania e inclusão ao status de cidadão,que somente a instrução e o acompanhamento psicológico e educacional aojovem e à sua família podem propiciar de maneira justa e técnica.A família, com todas as alterações estruturais pelas quais vem passandonas últimas décadas mostra-se elemento imprescindível para o sucesso dosobj etivos esculpidos neste projeto. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  16. 16. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Compreende-se por família o núcleo de convivência íntima na qual estáinserido o adolescente, com o qual mantém estreitos laços de conviv ência einterdependência econômica, cultural e afetiva.A participação familiar dos jovens que v irão a compor o projeto mostrou-se, em edições anteriores de especial importância no acompanhamentopessoal que os colaboradores do Preparando o Futuro puderam constatarno dia-dia de seu desenvolvimento.A inclusão ampla, a metodologia de desenvolvimento das atividades que oprojeto oferece aliada a participação intensa e coadjuvante do meiofamiliar, além de caracterizar positivamente o projeto e servirem comoelemento diferencial de sua execução, justificam plenamente sua existênciae a proficuidade demonstrada em oportunidades anteriores.V - OBJETIVOS DO PROJETO5.1 – Objetivo GeralPromover atividades e ações educativas que visem à qualificação para omercado de trabalho, garantindo a ampliação do recurso destinado àmelhoria do processo educativo, da qualificação profissional e da geraçãode emprego. Conquistar habilidades necessárias para a vida cotidiana embusca da autonomia e uma vida saudável. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  17. 17. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Confiar na própria capacidade de aprender, propor e atuar. Conviverpautado em valores éticos, trabalhar em grupo respeitando pontos de vistadistintos e utilizando o diálogo nas resoluções de conflitos. Respeitar ossaberes e as experiências dos outros e recorrer a eles como fonte deaprendizagem e informação.O Projeto sócio educativo “Preparando o Futuro” visa oferecer aosadolescentes uma ocupação organizada e a sua inserção na sociedade comvivências significativas de cidadania, assumindo o desafio de construir, emparceria com a sociedade civil, uma ação que viabilize a construção depolíticas públicas para essa faixa da população do município. Além disso,pretende estimular atitudes e ações de protagonismo juvenil, promovendoa interação entre os adolescentes, deles junto aos educadores e familiares,sua integração social e sua qualificação no mercado de trabalho.O atendimento de adolescentes de ambos os sexos com o fito de torná-losaptos ao meio profissionalizante, por intermédio de ministração deconhecimentos específicos desenvolvimento de atividades pedagógico-científicas, valendo-se o projeto para obtenção de seu intento deministração de palestras, aulas presenciais, avaliações pessoais e derendimento, sem prejuízo do acompanhamento familiar estimulado,orientado e coordenado pelos profissionais ligados a tais atividades, não selimitando apenas aos alunos, indo além e buscando contar com acolaboração e adesão dos familiares, para os quais os participantes do Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  18. 18. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.projeto atuarão de forma a orientá-los a fim de que participempositivamente em prol dos adolescentes.5.2 – Objetivo EspecíficoO atendimento ao adolescente na faixa etária e condições discriminadasanteriormente de modo a propiciar-lhe capacitação profissional, comdesenvolvimento de atividades no período de doze meses contados deJaneiro a Dezembro de 2013, persegue a capacitação profissional dosassistidos, levando-se em conta a necessidade do mercado, interesse,necessidade e aptidão do público alvo a continuidade da formação que háde culminar com o aperfeiçoamento acadêmico-profissional, por meio docusteio de curso superior integralmente para os que maior rendimentoobtiverem, este considerado sob o aspecto do maior empenho, disciplina,força de vontade sempre manifestados pela conduta de cada aluno,coadjuvado com o desempenho técnico ao longo do curso.A aproximação do adolescente e seu meio familiar é meta inserta nocontexto do programa que servirá de amálgama ao relacionamento familiare por decorrência social e profissional.Tudo isso decorre da concepção de que o ser humano deve sercompreendido em todas as dimensões de sua existência, social,profissional, familiar cidadã. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  19. 19. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.VI – METASA meta tem finalidades mais imediatas que os objetivos que podem seralcançáveis em prazo maior. Desta forma, a meta ou intento imediatoconsiste em se obter resultados no espaço de tempo designado para aconsecução do projeto enquanto sua realização temporal (doze meses) eatendimento de 16 (dezesseis) alunos no período de janeiro a dezembro de2013 para desenvolver atividades que contemplem os objetivos específicosem sua expansão e sedimentação.Ao final do projeto espera-se que os adolescentes tenham adquiridoconcepções éticas, sociais e profissionais, além das familiares afetivas quepermitam o aprimoramento, respeito dentro e fora do âmbito familiarvalorizando o conceito superior de autoridade, permitindo o ampliar deseu conhecimento de mundo; que sejam capazes de relacionar-se bem nasociedade e que continuem inseridos no mercado de trabalho e preparadospara evolução pessoal sustentável.VII – METODOLOGIAO método, entendido elementarmente como o trâmite mediante o qualdevam ser atingidos os objetivos antes expostos, impõe se defina o perfildo adolescente a ser assistido pelo projeto bem assim o plano de seleção aser empreendido. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  20. 20. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Com o intento de buscar o jovem não unicamente pela sua condição social,bem como por sua aptidão e vontade demonstrados em testespsicopedagógicos que revelem tais elementos imprescindíveis a seleçãoobedecerá critérios que permitam possam aderir ao projeto, jovens deambos os sexos, com ou sem necessidades especiais, voltada para aparticipação de adolescentes que demonstrem as condições necessáriaspara o ingresso, sem que sejam preteridos aqueles que não comunguem demaior desempenho intelectual, a fim de que se preserve a força de inclusãoem seu mais intenso grau.Leva-se em conta que a seleção prév ia realizada pela Guardinha apontaria,em tese, jovens cujos predicados pudessem preencher as expectativaspropostas no projeto. Todavia, a fim de um universo de aproximadamente120 jovens selecionados por aquela instituição a seleção feita pelo projetobuscará tanto quanto vem fazendo ao longo dos últimos anos não elitizar aseleção perseguindo o preenchimento das vagas mediante pesquisadetalhada as condições que melhor moldem o jovem candidato aos intentosdo Preparando o Futuro.Sob o aspecto didático-pedagógico haverá a ministração dos conteúdos aseguir elencados:Módulos I, II, III e IV - L ocal: Escola SENAI de JundiaíModulo I: Cerimônia de Abertura.Abordagem junto à família sobre a importância do apoio ao jovem. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  21. 21. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Cerimônia da Abertura:Dia 26 de janeiro de 2013 - sábado - das 9h00 as 12h00:Presenças dos alunos e seus familiares, das Diretorias da ABCJ, do SENAI,da Guardinha e convidados. E haverá uma visita nas instalações na EscolaSENAI.Módulo II – Palestras da ABCJ.Palestras direcionadas para preparação do jovem ao ingresso no mercadode trabalho. Será de 16h00 e distribuída mensalmente, dentro do MóduloIII.Módulo III – SENAI – Curso de Auxiliar de Logística.Desenvolvimento da qualificação profissional – SENAI – Inicio em 02 defevereiro a 29 de junho e 27 de julho até 30 de novembro de 2013.Módulo IV – Cerimônia de Formatura.Dia 07 de dezembro de 2013 - 09h00 às 11h00 - Presenças dos alunos e seusfamiliares, das Diretorias da ABCJ, do SENAI, da GUARDINHA econvidados. Avaliação do Projeto junto à Família.Módulo II – Palestras da ABCJPalestras direcionadas ao jovem para mercado de trabalho. Será de 16h00 edistribuída mensalmente, dentro do Módulo III.1 - Lições de economia: administrar o dinheiro. Baseados em quatropontos principais: ganhar, gastar, poupar e doar. Palestrantes:Alvaro Tadeu Duran – (Administre seu dinheiro); Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  22. 22. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Francis Martins – (Eu e o consumo);Manfredo Archimor Paes (Planejar e gerir sua rotina).2 - Consciência Social: Interagir com o mundo. Pessoal e intransferível, aprática da cidadania deixa marcas na vida dos jovens. Incentivar a suaparticipação transforma o adolescente para sempre. Aprender que oscidadãos têm o direito de participar é uma lição de cidadania.Palestrantes:Wilson Gianullo – (Ética e cidadania)Juliano Grandi Paggiaro - (O jovem e o seu emprego)Valdemir José Garbim - (Crescer e escolher)3 - Qualidade de vida – Compreender a saúde dentro das dimensõesculturais, sociais e ambientais. Palestrantes:Alex de Oliveira. (Qualidade de vida)Durval Simões Junior. (Autoestima)Paulo Cesar Sant’ Anna. ( Jovem saudável na sociedade)4 - Vivendo em um clima de responsabilidade social – Reflexão sobreposições e possibilidades quanto ao futuro, sobre novas formas deconvivência e interação social. O seu papel na sociedade e o que se esperadele. Palestrantes:Pedro José Marcondes. (Avaliação de desempenho)Marcos Ricardo Germano. (Responsabilidade pelo bem estar de todos)Waldinei Correia dos Santos. (Ações que tem impacto significativo na vida- etiqueta social) Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  23. 23. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.5 – Conhecer as áreas de formação profissional e as carreirascorrespondentes – Palestrantes:Dalmo Caresato. (Empregos do futuro)Evaldo José Burcoski. (Mercado de trabalho e o perfil do jovem)Reginaldo José Palmerin. (Estabelecimento de metas)6 - Planejar e gerir um projeto profissional – Palestrantes:Carlos Gilberto Pacheco Vieira. (M otivação)Ricardo Z. M. Soares. (A responsabilidade por suas escolhas)Miguel Arcanjo Mazzola. (Comprometimento)Claudio Roberto C. e Sá Benevides Neves. (P rojeto de vida)7 – Conhecer as possibilidades de formação e aperfeiçoamentoprofissional disponíveis na sociedade –Palestrantes:Mauro Tracci. (O valor do emprego)Paulo Danilo Tromboni. (Quem faz a sua escolha é você)Carlos Roberto de Alencar. (Competências pessoais)8 – Saber analisar as ofertas do mercado de trabalho relacionando-as comseus interesses – Palestrantes:Hélio Lourençon. (Liderança)Charles Augusto Mozelli. (Trabalho em equipe)Kleber Marins de Paula (Assumir o controle de seu futuro)José Eduardo Wood. (Segredos de um jovem vencedor). Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  24. 24. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.O regime avaliatório prende-se não apenas aos conteúdos ministrados.Avança na verificação do aprendizado, da participação, esforço pessoal edesempenho dos alunos, perscruta o envolvimento e sua intensidade notocante aos professores e educadores.Avalia a participação familiar e os mecanismos que venham a possibilitarmaior aproveitamento em sua inserção no projeto.Todo o conjunto de avaliações que se identificarão com questionários,formulação e discussões de questões formuladas por todos os componentesde desenvolvimento do projeto gerarão banco de dados a ser analisado edele extraído tábua de conclusões avaliatórias de modo a conduzir aoaperfeiçoamento das técnicas e mecanismos de ministração do curso edemais técnicas de aprendizagem utilizadas em sua condução.As finalidades avaliatórias como visto neste item indicam oaperfeiçoamento da forma pela qual se desenvolvem as ideias e as formasde sua execução, bem assim impelem o proj eto a ampliar seu contingentede assistidos, uma vez que se mostre mais eficaz e aperfeiçoado no intentode atingir os objetivos que encerra.O processo avaliatório aproveita as experiências anteriores e as aplica noprojeto em exame em procedimento de aperfeiçoamento, por tais razões éque as avaliações obedecem a preceitos técnico-pedagógicos,psicopedagógicos, ético-familiares, sócio-educativos e profissionais deresultados. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  25. 25. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.VIII - RECURSOS X CUS TOS X FONTESPretende-se viabilizar a realização desta proposta, atrav és do FundoMunicipal dos Direitos da Criança e do Adolescente procurando recursosna sociedade, com pessoas jurídicas e físicas, empresas, comércios econtribuições financeiras necessárias para viabilizá-lo comsustentabilidade.IX – PARCERIAS E ALIANÇASA Associação Beneficente e Cultural de Jundiaí – ABCJ ficará responsávelde buscar recursos financeiros e gerenciar todo o projeto social. AAssociação de Educação do Homem de Amanhã – AEDHA ficaráresponsável pela seleção dos j ovens alunos e todo o proj eto serádesenvolvido na Escola SENAI de Jundiaí.X – AÇÕES DE COMUNICAÇÕESO projeto social será divulgado internamente na Guardinha para os alunose aos seus responsáveis familiares, informando todas as etapas do seudesenvolvimento, com o objetivo de compor o grupo necessário de 16alunos. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  26. 26. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Durante o desenvolvimento do projeto na Escola SENAI, iremos divulgar asprincipais etapas, respeitando a logomarca do CMDCA.Envio de e-mail marketing orientando sobre a destinação do imposto derenda como um reforço à Campanha do CMDCA bem como incentivo àprática. Divulgação nas redes sociais (blog, facebook e twitter).XI– MONITORAMENTO, AVALIAÇÃO E INDICADORESAvaliar é investigar as ações que estão sendo realizadas e sobre elas refletirpara poder replanejá-las e reorganizá-las, sempre que necessário, de acordocom os objetivos propostos. Dessa forma, a avaliação constitui um processode reflexão – ação – reflexão diretamente relacionado com umcomportamento desejado, planejado e consciente.Fundamentada nessas certezas científicas, pretende a ABCJ ir além nosignificado da avaliação neste proj eto a ser desenvolvida.Promoverá tal conjunto avaliatório, por meio de consultas e demaismecanismos (entrevistas, questionários) que visam ouvir tanto aosprincipais interessados (alunos, professores, gestores e familiares), quantoaos membros interagentes colaboradores com o projeto (palestrantes,agentes administrativos direta ou indiretamente atuantes, fontesprofissionais e de colocação dos profissionais formados pelo curso), paraque em conformidade com os resultados diversos, advindos de diferentesâmbitos, mas todos convergentes para o desiderato comum, exposto Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  27. 27. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.algures, possa direcionar evolutivamente seus elementos a fim deaperfeiçoar o Preparando o Futuro.É importante considerar que toda e qualquer prática de avaliação expressaum modelo teórico de compreensão do mundo e reflete uma concepção deeducação.A avaliação deve consistir num processo contínuo, considerando a maneiracomo cada pessoa reage, indiv idualmente, diante das situações deaprendizagem, tendo um caráter diagnóstico e formativo.A partir dos obj etivos propostos, na promoção de atividades e açõeseducativas, pretende-se monitorar os trabalhos desenvolvidos atrav és derelatórios mensais, acompanhamentos periódicos, por meio de avaliações,registros e dossiê dos alunos, além de acompanhar a gestão técnica,administrativa e financeira para viabilidade das ações.O monitoramento e avaliação do projeto serão realizados de modo coletivo,contando com a participação dos profissionais da ABCJ.Deverá abranger não apenas o controle da execução do projeto, mastambém, a eficiência da sua gestão, considerando o desempenho técnico,administrativo, operacional, financeiro e objetivo final a ser alcançado.A avaliação deve ser entendida como instrumento essencial para estimar emedir a viabilidade do projeto, o próprio processo de monitoramento, aeficiência da ação (durante a execução do projeto) e a eficácia (grau de Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  28. 28. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.alcance final dos objetivos previstos e a efetividade, concretização daação).XII – BIBLIOGRAFIABONIS, D. de. Trabalho do adolescente: oportunidade X exploração. In:LEVISKY, D. (Org.). Adolescência e violência: ações comunitárias naprevenção: conhecendo, articulando, integrando e multiplicando. SãoPaulo: Casa do Psicólogo/Hebraica, 2001.BRASIL. Estatuto da criança e do adolescente. Belo Horizonte: ISBJ-CEASAP, 1999.LEVISKY, D. (Org.). Adolescência e violência: ações comunitárias naprevenção: conhecendo, articulando, integrando e multiplicando. SãoPaulo: Casa do Psicólogo/Hebraica, 2001.Toro, José Bernardo: A Construção do Público: cidadania, democracia eparticipação. Editora SENAC- Rio 2005 pag. 20 a 31, 56 a 59;Passaporte da Leitura e da Escrita- pag. 12 , 13, 14;Sayão, Rosely- Artes moldam formação da criança- Jornal Folha de SãoPaulo- 2008;Del Nero, Henrique Schultzer em entrevista Jornal Folha de São Paulo 2008;Luft, Lia : A gente decide – Revista Veja 21 de outubro de 2009;Castro,Cláudio de Moura, A Arte de Governar - Revista Veja, 30 de setembro de2009; Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  29. 29. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.Parâmetros socioeducativos: proteção social para crianças, adolescentes ejovens: igualdade com direito, diferença como riqueza. Caderno 3: otrabalho socioeducativo com crianças e adolescentes – 6 a 15 anos.CENPEC, São Paulo: SMADS; CENPEC; Fundação Itaú Social, 2007. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  30. 30. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ. XIII – ANEXOS ANEXO I - Quadro Demonstrativo de Atividades. (De acordo com demonstrativo de natureza de despesas). Nome da Descrição da atividade População Alvo Grupo etário Resultados Previstos Tempo/ Execução AtividadeP r oj et o Açõ es Adolescentes de 16 a 1 2 me s e sSocial ed u c a t i va s q u e 1 8 a n o s d e f a mí l i asP r ep a r visam à de baixa renda, emando p r ep a r a ç ã o d o s situação deO j o v en s ao vulnerabilidade,futuro me r c a d o d e risco pessoal e trabalho social, da c o mu n i d a d e P al e s t r a s p r o mo v em o p r o c es s o d e t r a n s f o r m a çã o , g e r a n d o c o n d i ç õ e s Local e região. me l h o r e s p a r a s e p r ep a r a r e m p a r a o me r c a d o d e t r a b a l h o . C er c a d e 1 6 f a mí l i a s , f a ci l i t a m p o s s i b i l i d a d e s p a r a m e l h o r a r a c o n d i ç ã o d e v i d a d e s eu s f i l h o s . E s p er a - s e q u e a o f i n a l d o p r o j et o o s j o v e n s e s t ej a m u t i l i z a n d o a q u a l i f i c a ç ã o d a E s c o l a S E N A I e s ej a m m e l h o r e s p r e p a r a d o s e m s u a s atividades profissionais. A s at i v i d a d e s c o mp l e m e n t a r e s vi s a m a b r i r n o v os h o r i z o n t e s a c a d ê mi c os e p r of i s s i o n ai s . C o n q u i s t a r h a b i l i d a d e s n e c e s s á r i a s p ar a a v i d a c o t i d i a n a e m b u s c a d a a u t o n o mi a e u ma v i d a s a u d á v e l . C o n f i a r n a p r ó p r i a c a p a c i d a d e d e ap r e n d e r , p r o p o r e a t u a r . C o n v i v e r p a u t a d o e m v a l o r es é t i c o s , t r ab a l h a r e m g r u p o r e s p e i t a n d o p on t o s d e v i s t a d i s t i n t o s e u t i l i z a n d o o d i á l o go n a s r e s o l u ç õ e s d e conflitos. R e s p ei t a r o s s a b e r e s e a s e x p e r i ên c i a s d o s o u t r o s e r ec o r r e r a e l e s c o mo f o n t e d e a p r e n d i z a g e m e i n f or m a çã o . Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  31. 31. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ. ANEXO II - Quadro de Recursos Humanos (Existentes e Necessários) De acordo com demonstrativo de natureza de despesas. Nº Formação Função Carga Fonte Regime Humanos Existentes Profissional Horária Pagadora Trabalhista Necessários 1 Engenheiro Coordenador 20 ABCJ Voluntário 00 01 2 Psicóloga Coordenadora 10 ABCJ Voluntária 00 01Os profissionais que desempenham funções de gestão, palestras , ecoordenação são eminentemente voluntários, sem vínculo empregatício.As despesas com contratação de terceiros, serviços de fornecimento dealimentação aos alunos, despesas ligadas ao vale transporte e locação devans para as visitas técnicas, serão custeados pelo P rojeto Preparando oFuturo. Essa a razão pela qual, o quadro acima deixou de ser preenchido. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  32. 32. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.ANEXO III –Previsão Orçamentária – Financiamento CMDCA – JUNDIAÍ/CONTRAPARTIDAEntidades Executoras NATUREZA DA DESPESA CUSTOS CMDCA CONTRAPARTIDA1– MATERIAIS32 un. camisetas R$ 640,00SUB-TOTAL 1 R$ 640,002 – ALIMENTAÇÃO2.1 - Alimentação na cantina Escola SENAI R$ 7 280,002.2 - Alimentação externa – visitas R$ 320,00SUB-TOTAL 2 R$ 7 600,003 – Serviços de Terceiros3-1 Escola SENAI R$ 14 400,003-2 Transporte coletivo R$ 3 360,003-3 Transporte visitas técnicas R$ 800,003-4 Assessoria administrativa R$ 5 000,00SUB-TOTAL 3 R$ 18 560,00TOTAL GERAL R$ 26 160,00 R$ 5 640,00 Previsão Orçamentária – Financiamento CMDCA – JUNDIAÍ / Contrapartida Entidades Executora Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  33. 33. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ. ANEXO IV - CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO E DE DESEMBOLSO C R O N OGR A MA D E E X EC U ÇÃ OCr o n ol o Et a pa / Fas e Me t a Es pe c i f i c aç ã ogi a Jan/2013 Módulo I Integrar pais, alunos, gestores, Visa a integração e informação sobre as instituições participantes do projeto entidades. bem assim dos adolescentes, seus familiares e demais profissionais e voluntários. Avaliação de Expectativa pessoal do aluno e Cerimônia de Abertura Fevereiro e Módulo II e Início do Curso no Senai e Início formal do curso técnico, secundado pelas Palestras de Voluntários Março/2013 III palestras ABCJ. sobre temas profissionais. Abril a Módulo II Continuação do Curso no Senai. Desenvolvimento do Curso de Qualificação Auxiliar de Logística Novembro/2013 Junho/2013 Módulos II e Avaliações e Reunião com os Desempenho dos alunos, coleta de dados sobre a avaliação pelos alunos das III familiares palestras e do desenvolvimento do curso no Senai. Maio e Módulos II e Visitas Técnicas Atividades voltadas à complementação do conhecimento técnico do curso Setembro/201 III em prol dos alunos, tendo por finalidade visitas às empresas no campo da 3 Logística. Out./ Módulo II Continuação do Curso no Senai. Desenvolvimento do Curso de Qualificação Auxiliar de Logística Novembro2013 Dezembro201 Módulo IV Avaliações Finais, Cerimônia de Avaliações que têm por finalidade determinar o aproveitamento dos alunos, 3 Encerramento e Divulgação do professores, palestrantes, do Curso e do Projeto, com a Cerimônia de Aluno agraciado com Bolsa Encerramento e Divulgação do aluno (a) contemplado(a) com a bolsa Universitária de Estudos. Universitária de Estudos. Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  34. 34. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ. CRONOGRAMA DE DESEMBOLSO MêsC O NC ED E N T E J ane i r o Fe v er e i r o M a rç o Abril Ma i o J u nh o 26 .1 6 0,0 0 J ul h o A g os t o S et em b r o O u t ub r o Nov em b r o D e z em b r o To tal de r e c u r sos d o C onc e d e nte ( R$ ) 26 .1 6 0,0 0 Mê sP RO P O N EN T E J ane i r o Fe v er e i r o M a rç o Abril Ma i o J u nho 40 0 ,0 0 1 04 0 ,00 4 00 ,0 0 4 0 0, 00 40 0 ,0 0 4 00 ,0 0 J ul h o A g os t o S et em b r o O u t ub r o Nov em b r o D e ze m br o 40 0 ,0 0 4 00 ,0 0 4 00 ,0 0 4 0 0, 00 40 0 ,0 0 4 00 ,0 0 To tal de r e c u r sos d o P r op one nte ( R$ ) 5. 64 0 ,00 Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com
  35. 35. ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE E CULTURAL DE JUNDIAÍ.ANEXO VIPARCERIAS E ALIANÇAS ORGANIZAÇÃO PRINCIPAIS FUNÇÕES NO PROJETO ABCJ Gestora do projeto em todas as suas etapas. AEDHA-Guardinha Selecionar os alunos SENAI Ministrar o curso contratado em suas instalações e demais atividades dos módulos programados. C onse l h o M u ni c i pa l do s D i re i t os da C r i an ç a e do A d ol e sc e ntede J u ndi a í . Rua Barão de Jundiaí, 161 Centro – Jundiaí – SP. CEP 13201- 010 - CNPJ Nº 07.965.617/0001-90 Utilidade Pública Municipal – Lei no. 7264 de 08/04/2009 www.abcj.com.br – Email – abcjundiai@gmail.com

×