SlideShare uma empresa Scribd logo
E.E. “CASIMIRO SILVA”
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE HISTÓRIA DATA__/__/__
ALUNO (A):______________________________________ Nº___ Série:1 ano
É quando pessoas de
um determinado país ou
região vão para outra
região (desabitada ou
com nativos) para
habitar ou explorar.
Ocorre a influência ou
transferência cultural
dos dominadores para
os dominados e vice-
versa.
1. O conceito e as imagens acima referem-se principalmente a que fase da História do Brasil?
a) Colonização b) descobrimento c) mineração d) I Reinado
2. (PITÁGORAS) Observe a figura.
(Fonte: NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São
Paulo, Ática, 1998. P. 56.)
O sistema de Capitanias Hereditárias foi criado em 1534 pelo
rei de Portugal para promover a colonização do Brasil. Com
relação ao sistema de capitanias é INCORRETO afirmar
a) as capitanias eram lotes de terras que iam do litoral até
Tordesilhas, linha imaginária criada pelas coroas portuguesa
e espanhola.
b) o sistema de capitanias era um modelo de colonização
que já tinha sido adotado por Portugal na Ilha da Madeira.
c) o Brasil foi dividido em quinze lotes de terras que foram
doados às pessoas importantes da nobreza portuguesa.
d) o sistema de capitanias foi uma experiência positiva para
a colonização do Brasil, pois elas contribuíram para o
desenvolvimento do comércio e para a segurança da colônia.
3. Entre as justificativas mais comuns para que esse
primeiro sistema de colonização “As Capitanias
Hereditárias” viesse a entrar em colapso, podemos destacar
a) o isolamento entre as capitanias, a falta de interesse ou
experiência administrativa e a resistência contra a ocupação
territorial oferecida pelos índios.
b) o erro dos donatários em mudar a capital do Brasil de
Salvador para o Rio de Janeiro e a falta de conhecimento
do território
c) o pouco conhecimento que tinham do território e a
resistência dos negros em serem escravizados
d) o grande número de capitanias e a pequena quantidade
de terra para o plantio.
NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São Paulo,
Ática, 2003. P. 42.
4. Em função do desempenho insatisfatório do sistema de Capitanias
Hereditárias, D. João III, rei de Portugal resolveu criar o Governo-
Geral no Brasil no ano de 1549. Sobre esse sistema de colonização é
INCORRETO afirmar
a) Era uma forma de centralizar e ter mais controle da colônia.
b) Tinha como missão combater os indígenas rebeldes, aumentar a
produção agrícola no Brasil, defender o território dos invasores e
procurar jazidas de ouro e prata.
c) Incentivaram a vinda de mão-de-obra escrava africana para as
fazendas brasileiras.
d) Acabaram com a desorganização administrativa do Brasil,
desenvolveram a agricultura, e indústria e acabaram com o pacto
colonial.
(Fonte: NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil
5. As charges ao lado retratam de
maneira irônica a forma como foram
resolvidas as disputas pelos direitos
de posse e exploração das novas
terras entre Portugal e Espanha.
Uma das consequências da
expansão marítima que foi a divisão
das terras do novo mundo entre
Portugal e Espanha. Que acordo
esses países assinaram para essa
divisão?
a) Acordo da União Ibérica
b) Tratado de Tordesilhas.
c) tratado de Madri
d) Acordo Papal.
6. Não era só Portugal que realizava o comércio com a África e a América, também a Inglaterra ia à África buscar
escravos que levava para a América, onde trabalhavam em plantações de açúcar, café, tabaco ou algodão. Esse tipo
de comercio foi chamado de
a) triangular b) internacional c) escravagista d) colonial
Escravos recém-chegados da África (desenho de Charles Landsen, 1825)
7. As imagem ao lado mostram os escravos durante o trafico
negreiro e ainda no porto de desembarque na colônia. Com base
nelas, assinale a alternativa correta.
a) Os escravos retratados na imagem são os chamados crioulos e
que, por terem nascidos no Brasil, podiam ter filhos e criá-los na
senzala.
b) A dura vida de escravo de ganho o faz sentir saudades dos
trabalhos forçados nos engenhos.
c) os escravos chegam devastados física e moralmente, a
condição de cativo, o sofrimento da viagem e a barreira da língua
contribuíram para que muitos deles morressem em meio à
depressão profunda.
d) Os negros escravizados são chamados de boçais, são eles
que, tão logo chegam ao Brasil, articulam as mais violentas
revoltas, colocando em risco toda a ordem social, bem como a
autoridade e o poder dos aristocratas.
8. Os negros africanos foram usados
como mão de obra em diversas
atividades.
O lucro dado pela escravidão
enriqueceu muitos fazendeiros no
Brasil. Os lugares retratados nas
imagens são
a) engenhos e casas de fundição do
euro
b) casa da rapadura e engenho
c) lavoura de cana e casas de
fundição
d) engenho e serviços domésticos
O Brasil depois
de descoberto
será assim!!
Comerciantes europeus levar
açúcar, algodão, café, tabaco e
rum para a Europa.
Comerciantes europeus levar
panelas, potes, álcool cavalo
e armas para a África.
Comerciantes europeus levar
escravos para as Américas
9. Denominam-se bandeirantes os sertanistas do Brasil Colonial,
que, a partir do início do século XVI, penetraram nos sertões
brasileiros em busca de riquezas minerais, sobretudo a prata,
abundante na América espanhola, indígenas para escravização ou
extermínio de quilombos. O mapa ao lado retrata outra atividade
desempenhada pelos bandeirantes. Identifique a nas alternativas
abaixo.
a) fizeram um acordo que dividia as terras do Brasil entre
Portugueses e espanhóis
b) descobriram a cidade de São Paulo e firmaram-na como capital.
c) destruíram o império português e proclamaram a independência
do Brasil.
d) conquistaram o interior e extensão dos limites de fronteira do
Brasil para além do limite do Tratado de Tordesilhas.
10. O caminho acima, por onde era transportado o ouro e que
levava onde estavam as minas de ouro foi chamado de
a) Estrada Real b) Minas Gerais
c) Região das Minas d) Rota comercial
(Fonte: NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes.
São Paulo, Ática, 1998. P. 73.)
12. Analisando a charge acima pode-se concluir que
a) A imposição da religião católica tinha por objetivo tornar os negros
menos resistentes à escravidão.
b) A religião servia para abrandar os sofrimentos dos negros frente
aos horrores da escravidão.
c) Ao se tornarem cristãos os negros passavam a receber um
tratamento melhor de seus senhores.
d) A ideologia católica imposta aos escravos negros tinha como
objetivo prepará-los para a liberdade.
NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São Paulo, Ática, 2003. P. 49.
13. Por que o personagem do navio afirma: “e vocês vão se
arrepender de nos terem expulsado!”?
a) Porque os holandeses passaram a fazer concorrência com o
açúcar brasileiro o que fez com que essa economia entrasse em
decadência
b) Porque os holandeses se revoltaram e invadiram o litoral brasileiro
dominando o local
c) Porque os colonizadores portugueses não puderam mais plantar
batatas que era uma cultura holandesa
d) Porque os colonizadores portugueses foram impedidos de plantar
açúcar no nordeste porque os holandeses reclamaram com o Rei.
http://ateliedehistoria.blogspot.com/2009/01/avaliacao-1-ano.html#ixzz2ZyfwVFvA
11. Sobre a imagem pode-se concluir que
a) Portugal mantinha o Brasil sob seu domínio porque ele lhe dava
lucro
b) Portugal não realizava uma boa administração no Brasil
c) Portugal não se incomodava com as novas terras porque não
encontraram ouro
d) Portugal dominava o Brasil porque ele não oferecia nenhuma
resistência.
14. (PITÁGORAS) O texto e a charge abaixo fazem referências a um
movimento de insatisfação ocorrido no Brasil na segunda metade do
século XVIII. Após analisá-los responda à questão.
Fonte: NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São Paulo, Ática,. 122
"Na mineração, como qualquer atividade
econômica da colônia, a força de trabalho era
basicamente escrava, havendo, entretanto grupos
de trabalhadores livres. Dificilmente o homem
livre e pobre poderia se manter como proprietário,
sobretudo em Minas, região que, apesar de rica e
democrática, apresentava possibilidades
favoráveis apenas a um pequeno número de
pessoas, mesmo assim a Metrópole mantinha um
rígido aparato fiscal e repressor na
região."(DESCLASSIFICADOS DO OURO, Laura de Mello e Souza)
A imagem e o fragmento do texto referem-se a
motivações de que movimento emancipacionista
ocorrido na região mineradora.
a) Revolta dos Alfaiates
b) Inconfidência Mineira
c) Independência do Brasil
d) Revolta da Armada.
15. (UFSC 2010) - Os africanos foram trazidos do chamado continente negro para o Brasil em um fluxo de intensidade variável. Os cálculos
sobre o número de pessoas transportadas como escravos variam muito. Estima-se que, entre 1550 e 1855, entraram pelos portos brasileiros 4
milhões de escravos, na sua grande maioria jovens do sexo masculino. (FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo,1995. p. 51.)
Sobre a escravidão no Brasil, é correto afirmar que:
a) eram chamados quilombos os espaços determinados para alojar os escravos destinados ao comércio e foram fundamentais na estrutura
produtiva dos engenhos de açúcar.
b) o dia da consciência negra celebra a assinatura da Lei Áurea no século XIX, que proclamou a liberdade dos escravos.
c) o Quilombo dos Palmares, organizado no interior do atual Estado de Alagoas, é considerado o mais importante do período colonial e foi
liderado por Zumbi.
d) a Constituição de 1988 afirma que “cabe aos remanescentes dos quilombos que estejam ocupando suas terras o reconhecimento da
propriedade, devendo o Estado emitir-lhes os títulos definitivos”. Este artigo da Constituição solucionou a “questão quilombola” no Brasil.
16. (FUVEST 2009) Trabalho escravo ou escravidão por dívida é uma forma de escravidão que consiste na privação da liberdade de uma
pessoa (ou grupo), que fica obrigada a trabalhar para pagar uma dívida que o empregador alega ter sido contraída no momento da
contratação. Essa forma de escravidão já existia no Brasil, quando era preponderante a escravidão de negros africanos que os transformava
legalmente em propriedade dos seus senhores. As leis abolicionistas não se referiram à escravidão por dívida. Na atualidade, pelo artigo 149
do Código Penal Brasileiro, o conceito de redução de pessoas à condição de escravos foi ampliado de modo a incluir também os casos de
situação degradante e de jornadas de trabalho excessivas. (Adaptado de Neide Estergi. A luta contra o trabalho escravo, 2007.)
Com base no texto, considere as afirmações abaixo:
I. O escravo africano era propriedade de seus senhores no período anterior à Abolição.
II. O trabalho escravo foi extinto, em todas as suas formas, com a Lei Áurea.
III. A escravidão de negros africanos não é a única modalidade de trabalho escravo na história do Brasil.
IV. A privação da liberdade sob a alegação de dívida, as jornadas excessivas e a situação degradante de trabalho são
consideradas formas de escravidão pela legislação brasileira atual.
São corretas apenas as afirmações:
a) I, II e IV b) I, III e IV c) I, IV e V d) III, IV e V
17. (FUVEST 2009) O Brasil ainda não conseguiu extinguir o trabalho em condições de escravidão, pois ainda existem muitos trabalhadores
nessa situação.
Com relação a tal modalidade de exploração do ser humano, analise as afirmações abaixo.
I. As relações entre os trabalhadores e seus empregadores marcam-se pela informalidade e pelas crescentes dívidas feitas pelos
trabalhadores nos armazéns dos empregadores, aumentando a dependência financeira para com eles.
II. Geralmente, os trabalhadores são atraídos de regiões distantes do local de trabalho, com a promessa de bons salários, mas as
situações de trabalho envolvem condições insalubres e extenuantes.
III. A persistência do trabalho escravo ou semi-escravo no Brasil, não obstante a legislação que o proíbe, explica-se pela total
ignorância dos patrões, que não sabem que a escravidão terminou no Brasil.
Está correto o que se afirma em:
a) I, somente. b) II, somente. c) I e II, somente. d) II e III, somente.
18. A ilustração ao lado, indica uma série de
acontecimentos que culminou na proclamação da
Independência política do Brasil. Assim sendo e tendo
como base a ilustração marque a alternativa CORRETA:
a)Conjuração Baiana, Conjuração Mineira, Confederação
do Equador e proclamação da Independência.
b) Inconfidência Mineira, Conjuração Baiana, Guerra da
Cisplatina e proclamação da Independência.
c) Revolução Pernambucana, Conjuração Baiana,
Confederação do Equador e abdicação do Imperador.
d) Inconfidência Mineira, Conjuração Baiana Alfaiates,
Revolução Pernambucana e proclamação da
Independência.
19. (PUC-RIO 2007) Cartazes, como o ao lado, registram
algumas das características da escravidão na sociedade
brasileira, durante o século XIX.
Com base nas informações contidas no documento e no seu
conhecimento acerca da escravidão, assinale a única opção
que NÃO apresenta uma característica correta.
a) Os escravos especializados em algum ofício usufruíam de
boas condições de trabalho; viviam, nas cidades, como
homens livres, e evitavam fugas ou revoltas.
b) O costume de andar calçado era um símbolo de status
social que permitia estabelecer critérios de distinção entre
trabalhadores libertos (forros) e escravos.
c) A identificação do escravo como “crioulo” apontava para
sua condição de nascido no Brasil, distinguindo-o, do
“africano”.
d) As fugas de escravos eram uma grande perda para seus
senhores isso justificava o pagamento de recompensa pela
captura.
20. Observando o mapa ao lado pode-se concluir que
a)os negros africanos, quando foram libertos foram levados de
volta para a África
b) bantos e sudaneses foram as principais etnias negras
trazidas para o Brasil.
c) os negros trazidos para o Brasil eram todos da mesma etnia
d) os africanos foram trazidos todos para o Nordeste brasileiro.
21. Outro grande equivoco, dos europeus, quanto ás terras
descobertas foi
a) chamar os nativos de índios porque pensaram ter chegado
às Índias
b) pensar que os nativos eram cristãos
c) achar que algumas tribos nativas praticavam a antropofagia.
d) achar que os nativos eram índios porque andavam nus.
Pereira Passos, o prefeito demolidor.
O engenheiro Francisco Pereira Passos se tornou prefeito do R J em 1903, nomeado pelo Presidente Rodrigues Alves. A cidade era chama
de pocilga e pútrida, por conta do crescimento desordenado da população, das constantes epidemias de febre amarela e a falta de higiene
que cercava tanto os numerosos cortiços como as tortuosas ruas centrais da cidade. O governo classificou como prioridades o melhoramento
do porto, a implantação de campanhas higienistas lideradas por Osvaldo Cruz e a reurbanização do centro do Rio. Pereira Passos ,então
ordenou uma campanha de demolição sem precedentes, que, em nove meses, botou abaixo 614 prédios, de cortiços habitados pelas
camadas mais pobres da sociedade a igrejas de valor arquitetônico inestimável. (...) Apesar de muitas dessas medidas serem necessárias ao
saneamento da cidade, o autoritarismo do prefeito provocou um grande descontentamento popular.
22-As ações autoritárias do governo republicano para resolver os problemas de saúde pública e de consolidação do processo
civilizatório já empreendidos desde os tempos do Império e as campanhas higienistas lideradas por Osvaldo Cruz deram início
também no Rio de Janeiro a:
(a)Revolta da Vacina (b)Revolução do Porto (c )Revolta da Marinha (d)Revolta dos farrapos.
(...) Quando a influência do movimento de Antônio Conselheiro atingia seu auge, o Brasil havia proclamado a República.
Conselheiro, tradicionalista como era, recusou-se a aceitar o novo regime, alegando ser a República um instrumento do anti-
Cristo, uma ordem estabelecida por Satanás, que teve a audácia de separar a Igreja do Estado, além de instituir o casamento
civil, usurpando da Igreja o poder oficial e exclusivo de celebrar matrimônios. No dia 05 de outubro de 1897, após um ano de
incensáveis lutas e uma feroz, o arraial chamado Belmonte, fundado por Antônio Conselheiro, na Bahia, foi arrasado.
23- Em oposição ao caráter laico e cientificista da República, vários movimentos ocorreram nesse período, de norte a sul do
país. Citamos como exemplo a guerra dos Canudos e o Contestado. Esses movimentos foram chamados de:
(a) Movimentos messiânicos (b) Movimentos dos trabalhadores
(c ) Movimentos satânicos (d) Movimentos do libertadores.
Marinheiros e a Revolta da Chibata João Bonturi - Especial para a Folha de S.Paulo
Em 22/11/1910, o R.J amanheceu sob a ameaça dos encouraçados São Paulo e Minas Gerais, pertencentes à Marinha brasileira. Os
marinheiros revoltaram-se, assassinaram o comandante e prenderam os oficiais. Para surpresa geral, eles não pretendiam derrubar o
governo. "Não queremos a volta da chibata. Isso pedimos ao presidente da República e ao ministro da Marinha. Queremos a resposta já e já.
Caso não a tenhamos, bombardearemos as cidades e os navios que não se revoltarem."A situação chegou a esse ponto porque os
marinheiros eram quase todos negros ou mulatos, comandados por uma oficialidade branca; o uso de castigos físicos era semelhante aos
maus-tratos da escravidão, abolida em 1888. A Marinha atacou os revoltosos com dois navios menores. Além de revidar, os marinheiros
bombardearam a ilha das Cobras, exigiram o aumento dos ordenados e a diminuição das horas de trabalho. O governo cedeu, mas, para não
evidenciar a derrota, exigiu uma declaração de arrependimento dos revoltosos.
24-A principal exigência dessa revolta era:
(a) O fim dos maus tratos (b) O fim do governo autoritário ( c) O fim de ordenados baixos. (d) O fim da ilha das Cobras.
24-A principal exigência dessa revolta era:
(a) O fim dos maus tratos (b) O fim do governo autoritário ( c) O fim de ordenados baixos. (d) O fim da ilha das Cobras.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cruzadinha - Revolução Francesa
Cruzadinha - Revolução FrancesaCruzadinha - Revolução Francesa
Cruzadinha - Revolução FrancesaPIBIDSolondeLucena
 
Atividade de História - Ditadura Militar no Brasil
Atividade de História - Ditadura Militar no BrasilAtividade de História - Ditadura Militar no Brasil
Atividade de História - Ditadura Militar no BrasilEdilene Ruth Pereira
 
Avaliação de história per historia do brasil
Avaliação de história per historia do brasilAvaliação de história per historia do brasil
Avaliação de história per historia do brasilmirianfernandes
 
Cruzadinha ciclo do ouro
Cruzadinha ciclo do ouroCruzadinha ciclo do ouro
Cruzadinha ciclo do ouroTalita Barreto
 
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...Atividades Diversas Cláudia
 
Prova 2 ano de historia 3 bimestre r russa, 1 e 2 guerra
Prova 2 ano de historia 3 bimestre  r russa, 1 e 2 guerraProva 2 ano de historia 3 bimestre  r russa, 1 e 2 guerra
Prova 2 ano de historia 3 bimestre r russa, 1 e 2 guerraAtividades Diversas Cláudia
 

Mais procurados (20)

Avaliação Era Vargas
Avaliação Era VargasAvaliação Era Vargas
Avaliação Era Vargas
 
Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga Avaliação História - Grécia Antiga
Avaliação História - Grécia Antiga
 
Cruzadinha - Revolução Francesa
Cruzadinha - Revolução FrancesaCruzadinha - Revolução Francesa
Cruzadinha - Revolução Francesa
 
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republicaProva historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
 
Avaliação sobre Expansão Marítima Europeia
Avaliação sobre Expansão Marítima EuropeiaAvaliação sobre Expansão Marítima Europeia
Avaliação sobre Expansão Marítima Europeia
 
AVALIAÇÃO 1º ANO ENSINO MÉDIO - BAIXA IDADE MÉDIA
AVALIAÇÃO 1º ANO ENSINO MÉDIO - BAIXA IDADE MÉDIAAVALIAÇÃO 1º ANO ENSINO MÉDIO - BAIXA IDADE MÉDIA
AVALIAÇÃO 1º ANO ENSINO MÉDIO - BAIXA IDADE MÉDIA
 
Avaliação história 7º ano setembro - gabarito
Avaliação história 7º ano   setembro - gabaritoAvaliação história 7º ano   setembro - gabarito
Avaliação história 7º ano setembro - gabarito
 
WORD: AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º B...
WORD: AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º B...WORD: AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º B...
WORD: AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º B...
 
Atividade de História - Ditadura Militar no Brasil
Atividade de História - Ditadura Militar no BrasilAtividade de História - Ditadura Militar no Brasil
Atividade de História - Ditadura Militar no Brasil
 
Atividades de historia revisao 2013
Atividades de historia revisao 2013Atividades de historia revisao 2013
Atividades de historia revisao 2013
 
PDF: AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BI...
PDF: AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BI...PDF: AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BI...
PDF: AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BI...
 
Avaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º anoAvaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º ano
 
Avaliação de história per historia do brasil
Avaliação de história per historia do brasilAvaliação de história per historia do brasil
Avaliação de história per historia do brasil
 
Avaliação período regencial
Avaliação período regencialAvaliação período regencial
Avaliação período regencial
 
Topicos 7,8,9,10 historia expansão maritima
Topicos 7,8,9,10 historia expansão  maritimaTopicos 7,8,9,10 historia expansão  maritima
Topicos 7,8,9,10 historia expansão maritima
 
Avaliação sobre tráfico e escravidão no Brasil
Avaliação sobre tráfico e escravidão no BrasilAvaliação sobre tráfico e escravidão no Brasil
Avaliação sobre tráfico e escravidão no Brasil
 
Cruzadinha ciclo do ouro
Cruzadinha ciclo do ouroCruzadinha ciclo do ouro
Cruzadinha ciclo do ouro
 
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
 
Prova 2 ano de historia 3 bimestre r russa, 1 e 2 guerra
Prova 2 ano de historia 3 bimestre  r russa, 1 e 2 guerraProva 2 ano de historia 3 bimestre  r russa, 1 e 2 guerra
Prova 2 ano de historia 3 bimestre r russa, 1 e 2 guerra
 
Avaliação tempo-historia-
Avaliação  tempo-historia-Avaliação  tempo-historia-
Avaliação tempo-historia-
 

Destaque (11)

Avaliação de história colon
Avaliação de história colonAvaliação de história colon
Avaliação de história colon
 
União ibérica e capitanias hereditárias
União ibérica e capitanias hereditáriasUnião ibérica e capitanias hereditárias
União ibérica e capitanias hereditárias
 
Prova bimestral 8º_ano_3 (1)
Prova bimestral 8º_ano_3 (1)Prova bimestral 8º_ano_3 (1)
Prova bimestral 8º_ano_3 (1)
 
Respostas história
Respostas históriaRespostas história
Respostas história
 
Demétrio geog ii td regionalização 2° anos
Demétrio geog ii td regionalização 2° anosDemétrio geog ii td regionalização 2° anos
Demétrio geog ii td regionalização 2° anos
 
Prova de história 1 ano
Prova de história 1 anoProva de história 1 ano
Prova de história 1 ano
 
Preconceito
PreconceitoPreconceito
Preconceito
 
Avaliação de Artes
Avaliação de ArtesAvaliação de Artes
Avaliação de Artes
 
Consciência Negra
Consciência NegraConsciência Negra
Consciência Negra
 
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
 

Semelhante a Prova diagnostica historia 1 ano

Aulão HISTÓRIA.ppt
Aulão HISTÓRIA.pptAulão HISTÓRIA.ppt
Aulão HISTÓRIA.pptDeisy Bezerra
 
Brasil síntese histórica
Brasil síntese históricaBrasil síntese histórica
Brasil síntese históricaAEDFL
 
Td 2º anos (27.01.11)
Td 2º anos (27.01.11)Td 2º anos (27.01.11)
Td 2º anos (27.01.11)Jorge Tales
 
ENEM OTO Simulado de ciências humanas
ENEM OTO Simulado de ciências humanasENEM OTO Simulado de ciências humanas
ENEM OTO Simulado de ciências humanaswagnervaneli
 
Lista de exercícios - 1º semestre
Lista de exercícios - 1º semestreLista de exercícios - 1º semestre
Lista de exercícios - 1º semestreFelipe Vaitsman
 
Avaliac3a7c3a3o diagnc3b3stica-de-histc3b3ria-8c2ba-ano-com-descritores
Avaliac3a7c3a3o diagnc3b3stica-de-histc3b3ria-8c2ba-ano-com-descritoresAvaliac3a7c3a3o diagnc3b3stica-de-histc3b3ria-8c2ba-ano-com-descritores
Avaliac3a7c3a3o diagnc3b3stica-de-histc3b3ria-8c2ba-ano-com-descritoresAtividades Diversas Cláudia
 
43639_32c5dc04bd7eb861d0f72590e66ac8d6.pdf
43639_32c5dc04bd7eb861d0f72590e66ac8d6.pdf43639_32c5dc04bd7eb861d0f72590e66ac8d6.pdf
43639_32c5dc04bd7eb861d0f72590e66ac8d6.pdfDirleySantos2
 
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
2 prova das turmas de 2 ano  gabarito2 prova das turmas de 2 ano  gabarito
2 prova das turmas de 2 ano gabaritoKellyCarvalho2011
 
História do Ceará.ppt
História do Ceará.pptHistória do Ceará.ppt
História do Ceará.pptCarloseff
 
História do Ceará.ppt
História do Ceará.pptHistória do Ceará.ppt
História do Ceará.pptCarloseff
 
20161006174723_thumb_BE_8_ano_Historia (1).pdf
20161006174723_thumb_BE_8_ano_Historia (1).pdf20161006174723_thumb_BE_8_ano_Historia (1).pdf
20161006174723_thumb_BE_8_ano_Historia (1).pdfeugeni0
 

Semelhante a Prova diagnostica historia 1 ano (20)

Aulão HISTÓRIA.ppt
Aulão HISTÓRIA.pptAulão HISTÓRIA.ppt
Aulão HISTÓRIA.ppt
 
Prova de historia 1 ano 3bimestree
Prova de historia 1 ano 3bimestreeProva de historia 1 ano 3bimestree
Prova de historia 1 ano 3bimestree
 
Prova comentada 3 Ano
Prova comentada  3 AnoProva comentada  3 Ano
Prova comentada 3 Ano
 
Brasil síntese histórica
Brasil síntese históricaBrasil síntese histórica
Brasil síntese histórica
 
Prova historia 2 ano 2 bimestre11
Prova historia 2 ano 2 bimestre11Prova historia 2 ano 2 bimestre11
Prova historia 2 ano 2 bimestre11
 
Td 2º anos (27.01.11)
Td 2º anos (27.01.11)Td 2º anos (27.01.11)
Td 2º anos (27.01.11)
 
ENEM OTO Simulado de ciências humanas
ENEM OTO Simulado de ciências humanasENEM OTO Simulado de ciências humanas
ENEM OTO Simulado de ciências humanas
 
Período_Colonial.pptx
Período_Colonial.pptxPeríodo_Colonial.pptx
Período_Colonial.pptx
 
História arrumar ii
História arrumar iiHistória arrumar ii
História arrumar ii
 
o brasil flamenguista
o brasil flamenguistao brasil flamenguista
o brasil flamenguista
 
Lista de exercícios - 1º semestre
Lista de exercícios - 1º semestreLista de exercícios - 1º semestre
Lista de exercícios - 1º semestre
 
Avaliac3a7c3a3o diagnc3b3stica-de-histc3b3ria-8c2ba-ano-com-descritores
Avaliac3a7c3a3o diagnc3b3stica-de-histc3b3ria-8c2ba-ano-com-descritoresAvaliac3a7c3a3o diagnc3b3stica-de-histc3b3ria-8c2ba-ano-com-descritores
Avaliac3a7c3a3o diagnc3b3stica-de-histc3b3ria-8c2ba-ano-com-descritores
 
Ava hist8 pip
Ava hist8 pipAva hist8 pip
Ava hist8 pip
 
43639_32c5dc04bd7eb861d0f72590e66ac8d6.pdf
43639_32c5dc04bd7eb861d0f72590e66ac8d6.pdf43639_32c5dc04bd7eb861d0f72590e66ac8d6.pdf
43639_32c5dc04bd7eb861d0f72590e66ac8d6.pdf
 
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
2 prova das turmas de 2 ano  gabarito2 prova das turmas de 2 ano  gabarito
2 prova das turmas de 2 ano gabarito
 
História e geografia encceja - ef - ii
História e geografia   encceja - ef - iiHistória e geografia   encceja - ef - ii
História e geografia encceja - ef - ii
 
Diagnostica historia 7ano1
Diagnostica historia 7ano1Diagnostica historia 7ano1
Diagnostica historia 7ano1
 
História do Ceará.ppt
História do Ceará.pptHistória do Ceará.ppt
História do Ceará.ppt
 
História do Ceará.ppt
História do Ceará.pptHistória do Ceará.ppt
História do Ceará.ppt
 
20161006174723_thumb_BE_8_ano_Historia (1).pdf
20161006174723_thumb_BE_8_ano_Historia (1).pdf20161006174723_thumb_BE_8_ano_Historia (1).pdf
20161006174723_thumb_BE_8_ano_Historia (1).pdf
 

Mais de Atividades Diversas Cláudia

Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.docAtividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.docAtividades Diversas Cláudia
 
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...Atividades Diversas Cláudia
 

Mais de Atividades Diversas Cláudia (20)

Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.docAtividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
 
FILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.docFILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.doc
 
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
 
Atividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades campanha da fraternidade 2022 eAtividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades campanha da fraternidade 2022 e
 
Atividades sobre fake news
Atividades sobre fake newsAtividades sobre fake news
Atividades sobre fake news
 
1 primeiro dia de aula novo melhor
1 primeiro dia de aula novo melhor1 primeiro dia de aula novo melhor
1 primeiro dia de aula novo melhor
 
2 primeiro dia de aula novo amanha
2 primeiro dia de aula novo amanha2 primeiro dia de aula novo amanha
2 primeiro dia de aula novo amanha
 
3 primeiro dia de aula novo
3 primeiro dia de aula novo3 primeiro dia de aula novo
3 primeiro dia de aula novo
 
4 primeiro dia de aula novo hoje
4 primeiro dia de aula novo hoje4 primeiro dia de aula novo hoje
4 primeiro dia de aula novo hoje
 
5 primeiro dia de aula novo desafios
5 primeiro dia de aula novo desafios5 primeiro dia de aula novo desafios
5 primeiro dia de aula novo desafios
 
6 primeiro dia de aula novo motivacao
6 primeiro dia de aula novo motivacao6 primeiro dia de aula novo motivacao
6 primeiro dia de aula novo motivacao
 
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
 
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
 
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
 
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
 
Prova historia 1ano pet4
Prova historia 1ano pet4Prova historia 1ano pet4
Prova historia 1ano pet4
 
Prova de historia 2ano 4bimestre
Prova de historia 2ano 4bimestreProva de historia 2ano 4bimestre
Prova de historia 2ano 4bimestre
 
Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1
 
Prova de arte 4b 8 ano
Prova de arte 4b 8 anoProva de arte 4b 8 ano
Prova de arte 4b 8 ano
 
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
 

Prova diagnostica historia 1 ano

  • 1. E.E. “CASIMIRO SILVA” AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE HISTÓRIA DATA__/__/__ ALUNO (A):______________________________________ Nº___ Série:1 ano É quando pessoas de um determinado país ou região vão para outra região (desabitada ou com nativos) para habitar ou explorar. Ocorre a influência ou transferência cultural dos dominadores para os dominados e vice- versa. 1. O conceito e as imagens acima referem-se principalmente a que fase da História do Brasil? a) Colonização b) descobrimento c) mineração d) I Reinado 2. (PITÁGORAS) Observe a figura. (Fonte: NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São Paulo, Ática, 1998. P. 56.) O sistema de Capitanias Hereditárias foi criado em 1534 pelo rei de Portugal para promover a colonização do Brasil. Com relação ao sistema de capitanias é INCORRETO afirmar a) as capitanias eram lotes de terras que iam do litoral até Tordesilhas, linha imaginária criada pelas coroas portuguesa e espanhola. b) o sistema de capitanias era um modelo de colonização que já tinha sido adotado por Portugal na Ilha da Madeira. c) o Brasil foi dividido em quinze lotes de terras que foram doados às pessoas importantes da nobreza portuguesa. d) o sistema de capitanias foi uma experiência positiva para a colonização do Brasil, pois elas contribuíram para o desenvolvimento do comércio e para a segurança da colônia. 3. Entre as justificativas mais comuns para que esse primeiro sistema de colonização “As Capitanias Hereditárias” viesse a entrar em colapso, podemos destacar a) o isolamento entre as capitanias, a falta de interesse ou experiência administrativa e a resistência contra a ocupação territorial oferecida pelos índios. b) o erro dos donatários em mudar a capital do Brasil de Salvador para o Rio de Janeiro e a falta de conhecimento do território c) o pouco conhecimento que tinham do território e a resistência dos negros em serem escravizados d) o grande número de capitanias e a pequena quantidade de terra para o plantio. NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São Paulo, Ática, 2003. P. 42. 4. Em função do desempenho insatisfatório do sistema de Capitanias Hereditárias, D. João III, rei de Portugal resolveu criar o Governo- Geral no Brasil no ano de 1549. Sobre esse sistema de colonização é INCORRETO afirmar a) Era uma forma de centralizar e ter mais controle da colônia. b) Tinha como missão combater os indígenas rebeldes, aumentar a produção agrícola no Brasil, defender o território dos invasores e procurar jazidas de ouro e prata. c) Incentivaram a vinda de mão-de-obra escrava africana para as fazendas brasileiras. d) Acabaram com a desorganização administrativa do Brasil, desenvolveram a agricultura, e indústria e acabaram com o pacto colonial.
  • 2. (Fonte: NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil 5. As charges ao lado retratam de maneira irônica a forma como foram resolvidas as disputas pelos direitos de posse e exploração das novas terras entre Portugal e Espanha. Uma das consequências da expansão marítima que foi a divisão das terras do novo mundo entre Portugal e Espanha. Que acordo esses países assinaram para essa divisão? a) Acordo da União Ibérica b) Tratado de Tordesilhas. c) tratado de Madri d) Acordo Papal. 6. Não era só Portugal que realizava o comércio com a África e a América, também a Inglaterra ia à África buscar escravos que levava para a América, onde trabalhavam em plantações de açúcar, café, tabaco ou algodão. Esse tipo de comercio foi chamado de a) triangular b) internacional c) escravagista d) colonial Escravos recém-chegados da África (desenho de Charles Landsen, 1825) 7. As imagem ao lado mostram os escravos durante o trafico negreiro e ainda no porto de desembarque na colônia. Com base nelas, assinale a alternativa correta. a) Os escravos retratados na imagem são os chamados crioulos e que, por terem nascidos no Brasil, podiam ter filhos e criá-los na senzala. b) A dura vida de escravo de ganho o faz sentir saudades dos trabalhos forçados nos engenhos. c) os escravos chegam devastados física e moralmente, a condição de cativo, o sofrimento da viagem e a barreira da língua contribuíram para que muitos deles morressem em meio à depressão profunda. d) Os negros escravizados são chamados de boçais, são eles que, tão logo chegam ao Brasil, articulam as mais violentas revoltas, colocando em risco toda a ordem social, bem como a autoridade e o poder dos aristocratas. 8. Os negros africanos foram usados como mão de obra em diversas atividades. O lucro dado pela escravidão enriqueceu muitos fazendeiros no Brasil. Os lugares retratados nas imagens são a) engenhos e casas de fundição do euro b) casa da rapadura e engenho c) lavoura de cana e casas de fundição d) engenho e serviços domésticos O Brasil depois de descoberto será assim!! Comerciantes europeus levar açúcar, algodão, café, tabaco e rum para a Europa. Comerciantes europeus levar panelas, potes, álcool cavalo e armas para a África. Comerciantes europeus levar escravos para as Américas
  • 3. 9. Denominam-se bandeirantes os sertanistas do Brasil Colonial, que, a partir do início do século XVI, penetraram nos sertões brasileiros em busca de riquezas minerais, sobretudo a prata, abundante na América espanhola, indígenas para escravização ou extermínio de quilombos. O mapa ao lado retrata outra atividade desempenhada pelos bandeirantes. Identifique a nas alternativas abaixo. a) fizeram um acordo que dividia as terras do Brasil entre Portugueses e espanhóis b) descobriram a cidade de São Paulo e firmaram-na como capital. c) destruíram o império português e proclamaram a independência do Brasil. d) conquistaram o interior e extensão dos limites de fronteira do Brasil para além do limite do Tratado de Tordesilhas. 10. O caminho acima, por onde era transportado o ouro e que levava onde estavam as minas de ouro foi chamado de a) Estrada Real b) Minas Gerais c) Região das Minas d) Rota comercial (Fonte: NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São Paulo, Ática, 1998. P. 73.) 12. Analisando a charge acima pode-se concluir que a) A imposição da religião católica tinha por objetivo tornar os negros menos resistentes à escravidão. b) A religião servia para abrandar os sofrimentos dos negros frente aos horrores da escravidão. c) Ao se tornarem cristãos os negros passavam a receber um tratamento melhor de seus senhores. d) A ideologia católica imposta aos escravos negros tinha como objetivo prepará-los para a liberdade. NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São Paulo, Ática, 2003. P. 49. 13. Por que o personagem do navio afirma: “e vocês vão se arrepender de nos terem expulsado!”? a) Porque os holandeses passaram a fazer concorrência com o açúcar brasileiro o que fez com que essa economia entrasse em decadência b) Porque os holandeses se revoltaram e invadiram o litoral brasileiro dominando o local c) Porque os colonizadores portugueses não puderam mais plantar batatas que era uma cultura holandesa d) Porque os colonizadores portugueses foram impedidos de plantar açúcar no nordeste porque os holandeses reclamaram com o Rei. http://ateliedehistoria.blogspot.com/2009/01/avaliacao-1-ano.html#ixzz2ZyfwVFvA 11. Sobre a imagem pode-se concluir que a) Portugal mantinha o Brasil sob seu domínio porque ele lhe dava lucro b) Portugal não realizava uma boa administração no Brasil c) Portugal não se incomodava com as novas terras porque não encontraram ouro d) Portugal dominava o Brasil porque ele não oferecia nenhuma resistência.
  • 4. 14. (PITÁGORAS) O texto e a charge abaixo fazem referências a um movimento de insatisfação ocorrido no Brasil na segunda metade do século XVIII. Após analisá-los responda à questão. Fonte: NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São Paulo, Ática,. 122 "Na mineração, como qualquer atividade econômica da colônia, a força de trabalho era basicamente escrava, havendo, entretanto grupos de trabalhadores livres. Dificilmente o homem livre e pobre poderia se manter como proprietário, sobretudo em Minas, região que, apesar de rica e democrática, apresentava possibilidades favoráveis apenas a um pequeno número de pessoas, mesmo assim a Metrópole mantinha um rígido aparato fiscal e repressor na região."(DESCLASSIFICADOS DO OURO, Laura de Mello e Souza) A imagem e o fragmento do texto referem-se a motivações de que movimento emancipacionista ocorrido na região mineradora. a) Revolta dos Alfaiates b) Inconfidência Mineira c) Independência do Brasil d) Revolta da Armada. 15. (UFSC 2010) - Os africanos foram trazidos do chamado continente negro para o Brasil em um fluxo de intensidade variável. Os cálculos sobre o número de pessoas transportadas como escravos variam muito. Estima-se que, entre 1550 e 1855, entraram pelos portos brasileiros 4 milhões de escravos, na sua grande maioria jovens do sexo masculino. (FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo,1995. p. 51.) Sobre a escravidão no Brasil, é correto afirmar que: a) eram chamados quilombos os espaços determinados para alojar os escravos destinados ao comércio e foram fundamentais na estrutura produtiva dos engenhos de açúcar. b) o dia da consciência negra celebra a assinatura da Lei Áurea no século XIX, que proclamou a liberdade dos escravos. c) o Quilombo dos Palmares, organizado no interior do atual Estado de Alagoas, é considerado o mais importante do período colonial e foi liderado por Zumbi. d) a Constituição de 1988 afirma que “cabe aos remanescentes dos quilombos que estejam ocupando suas terras o reconhecimento da propriedade, devendo o Estado emitir-lhes os títulos definitivos”. Este artigo da Constituição solucionou a “questão quilombola” no Brasil. 16. (FUVEST 2009) Trabalho escravo ou escravidão por dívida é uma forma de escravidão que consiste na privação da liberdade de uma pessoa (ou grupo), que fica obrigada a trabalhar para pagar uma dívida que o empregador alega ter sido contraída no momento da contratação. Essa forma de escravidão já existia no Brasil, quando era preponderante a escravidão de negros africanos que os transformava legalmente em propriedade dos seus senhores. As leis abolicionistas não se referiram à escravidão por dívida. Na atualidade, pelo artigo 149 do Código Penal Brasileiro, o conceito de redução de pessoas à condição de escravos foi ampliado de modo a incluir também os casos de situação degradante e de jornadas de trabalho excessivas. (Adaptado de Neide Estergi. A luta contra o trabalho escravo, 2007.) Com base no texto, considere as afirmações abaixo: I. O escravo africano era propriedade de seus senhores no período anterior à Abolição. II. O trabalho escravo foi extinto, em todas as suas formas, com a Lei Áurea. III. A escravidão de negros africanos não é a única modalidade de trabalho escravo na história do Brasil. IV. A privação da liberdade sob a alegação de dívida, as jornadas excessivas e a situação degradante de trabalho são consideradas formas de escravidão pela legislação brasileira atual. São corretas apenas as afirmações: a) I, II e IV b) I, III e IV c) I, IV e V d) III, IV e V 17. (FUVEST 2009) O Brasil ainda não conseguiu extinguir o trabalho em condições de escravidão, pois ainda existem muitos trabalhadores nessa situação. Com relação a tal modalidade de exploração do ser humano, analise as afirmações abaixo. I. As relações entre os trabalhadores e seus empregadores marcam-se pela informalidade e pelas crescentes dívidas feitas pelos trabalhadores nos armazéns dos empregadores, aumentando a dependência financeira para com eles. II. Geralmente, os trabalhadores são atraídos de regiões distantes do local de trabalho, com a promessa de bons salários, mas as situações de trabalho envolvem condições insalubres e extenuantes. III. A persistência do trabalho escravo ou semi-escravo no Brasil, não obstante a legislação que o proíbe, explica-se pela total ignorância dos patrões, que não sabem que a escravidão terminou no Brasil. Está correto o que se afirma em: a) I, somente. b) II, somente. c) I e II, somente. d) II e III, somente. 18. A ilustração ao lado, indica uma série de acontecimentos que culminou na proclamação da Independência política do Brasil. Assim sendo e tendo como base a ilustração marque a alternativa CORRETA: a)Conjuração Baiana, Conjuração Mineira, Confederação do Equador e proclamação da Independência. b) Inconfidência Mineira, Conjuração Baiana, Guerra da Cisplatina e proclamação da Independência. c) Revolução Pernambucana, Conjuração Baiana, Confederação do Equador e abdicação do Imperador. d) Inconfidência Mineira, Conjuração Baiana Alfaiates, Revolução Pernambucana e proclamação da Independência.
  • 5. 19. (PUC-RIO 2007) Cartazes, como o ao lado, registram algumas das características da escravidão na sociedade brasileira, durante o século XIX. Com base nas informações contidas no documento e no seu conhecimento acerca da escravidão, assinale a única opção que NÃO apresenta uma característica correta. a) Os escravos especializados em algum ofício usufruíam de boas condições de trabalho; viviam, nas cidades, como homens livres, e evitavam fugas ou revoltas. b) O costume de andar calçado era um símbolo de status social que permitia estabelecer critérios de distinção entre trabalhadores libertos (forros) e escravos. c) A identificação do escravo como “crioulo” apontava para sua condição de nascido no Brasil, distinguindo-o, do “africano”. d) As fugas de escravos eram uma grande perda para seus senhores isso justificava o pagamento de recompensa pela captura. 20. Observando o mapa ao lado pode-se concluir que a)os negros africanos, quando foram libertos foram levados de volta para a África b) bantos e sudaneses foram as principais etnias negras trazidas para o Brasil. c) os negros trazidos para o Brasil eram todos da mesma etnia d) os africanos foram trazidos todos para o Nordeste brasileiro. 21. Outro grande equivoco, dos europeus, quanto ás terras descobertas foi a) chamar os nativos de índios porque pensaram ter chegado às Índias b) pensar que os nativos eram cristãos c) achar que algumas tribos nativas praticavam a antropofagia. d) achar que os nativos eram índios porque andavam nus. Pereira Passos, o prefeito demolidor. O engenheiro Francisco Pereira Passos se tornou prefeito do R J em 1903, nomeado pelo Presidente Rodrigues Alves. A cidade era chama de pocilga e pútrida, por conta do crescimento desordenado da população, das constantes epidemias de febre amarela e a falta de higiene que cercava tanto os numerosos cortiços como as tortuosas ruas centrais da cidade. O governo classificou como prioridades o melhoramento do porto, a implantação de campanhas higienistas lideradas por Osvaldo Cruz e a reurbanização do centro do Rio. Pereira Passos ,então ordenou uma campanha de demolição sem precedentes, que, em nove meses, botou abaixo 614 prédios, de cortiços habitados pelas camadas mais pobres da sociedade a igrejas de valor arquitetônico inestimável. (...) Apesar de muitas dessas medidas serem necessárias ao saneamento da cidade, o autoritarismo do prefeito provocou um grande descontentamento popular. 22-As ações autoritárias do governo republicano para resolver os problemas de saúde pública e de consolidação do processo civilizatório já empreendidos desde os tempos do Império e as campanhas higienistas lideradas por Osvaldo Cruz deram início também no Rio de Janeiro a: (a)Revolta da Vacina (b)Revolução do Porto (c )Revolta da Marinha (d)Revolta dos farrapos. (...) Quando a influência do movimento de Antônio Conselheiro atingia seu auge, o Brasil havia proclamado a República. Conselheiro, tradicionalista como era, recusou-se a aceitar o novo regime, alegando ser a República um instrumento do anti- Cristo, uma ordem estabelecida por Satanás, que teve a audácia de separar a Igreja do Estado, além de instituir o casamento civil, usurpando da Igreja o poder oficial e exclusivo de celebrar matrimônios. No dia 05 de outubro de 1897, após um ano de incensáveis lutas e uma feroz, o arraial chamado Belmonte, fundado por Antônio Conselheiro, na Bahia, foi arrasado. 23- Em oposição ao caráter laico e cientificista da República, vários movimentos ocorreram nesse período, de norte a sul do país. Citamos como exemplo a guerra dos Canudos e o Contestado. Esses movimentos foram chamados de: (a) Movimentos messiânicos (b) Movimentos dos trabalhadores (c ) Movimentos satânicos (d) Movimentos do libertadores. Marinheiros e a Revolta da Chibata João Bonturi - Especial para a Folha de S.Paulo Em 22/11/1910, o R.J amanheceu sob a ameaça dos encouraçados São Paulo e Minas Gerais, pertencentes à Marinha brasileira. Os marinheiros revoltaram-se, assassinaram o comandante e prenderam os oficiais. Para surpresa geral, eles não pretendiam derrubar o governo. "Não queremos a volta da chibata. Isso pedimos ao presidente da República e ao ministro da Marinha. Queremos a resposta já e já. Caso não a tenhamos, bombardearemos as cidades e os navios que não se revoltarem."A situação chegou a esse ponto porque os marinheiros eram quase todos negros ou mulatos, comandados por uma oficialidade branca; o uso de castigos físicos era semelhante aos maus-tratos da escravidão, abolida em 1888. A Marinha atacou os revoltosos com dois navios menores. Além de revidar, os marinheiros bombardearam a ilha das Cobras, exigiram o aumento dos ordenados e a diminuição das horas de trabalho. O governo cedeu, mas, para não evidenciar a derrota, exigiu uma declaração de arrependimento dos revoltosos.
  • 6. 24-A principal exigência dessa revolta era: (a) O fim dos maus tratos (b) O fim do governo autoritário ( c) O fim de ordenados baixos. (d) O fim da ilha das Cobras.
  • 7. 24-A principal exigência dessa revolta era: (a) O fim dos maus tratos (b) O fim do governo autoritário ( c) O fim de ordenados baixos. (d) O fim da ilha das Cobras.