Moldagem de fósseis

3.559 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.559
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Moldagem de fósseis

  1. 1. Moldagem de fósseis1231 Ensino básico, 7ºano de escolaridade, Escola Secundária Augusto Gomes, ESAG Matosinhos2 Disciplina de Ciências Naturais3 claudiapinto7a@gmail.comIntroduçãoUm fóssil é um vestígio de organismos que viveu há milhares de anos atrás, podeser as partes mais resistentes de um animal como os esqueletos ou os dentes ouvestígios da sua atividade, como é o caso das pegadas, este está preservado numarocha.O termo “fósseis vivos” é utilizado para qualificar organismos que ao longo da suaevolução não sofreram alterações, ou seja que são morfologicamente muitosimilares aos organismos dos quais há conhecimento a partir de fósseis.Existem dois tipos de fósseis o somatofóssil e os icnofóssil. Os somatofósseis sãofósseis dos restos do corpo, ou seja, restos somáticos, de organismos anteriores,ou seja, este fóssil inclui restos ou partes dos organismos que fossilizaram. Osicnofósseis são vestígios da atividade biológica dos organismos realizadaanteriormente, ou seja estes fósseis são vestígios da atividade dos seres vivos.Vestígios são marcas ou pequenas “porções” de alguma coisa.Para a moldagem de fósseis a utilização da rocha sedimentar é a melhor opção, poisa rocha sedimentar é moldável.Os objetivos deste trabalho são elaborar um relatório onde se aprenda a moldarum fóssil e adquirir novos conhecimentos.Palavras-chave: fósseis, tipos de fósseis, vestígios, rocha sedimentar e objetivos.Material e procedimento- Plasticina;- Concha de molusco ou de bivalve;- Gesso;- Óleo ou vaselina;- Copo;- Colher;- Vareta;- Espátula;- Água.
  2. 2. 1) Moldar a plasticina.2) Untar com óleo a parte exterior da concha.3) Pressionar a concha sobre a plasticina até a enterrar completamente.4) Retirar a concha e untar com óleo o molde deixado por ela.5) Num copo com água, juntar o gesso com cuidado e misturar com a ajuda da vareta até se obter uma pasta.6) Deitar essa pasta no molde deixado pela concha na plasticina.
  3. 3. 7) Deixar secar o gesso e retirá-lo do molde. 8) Repetir este procedimento com outros moldes.Resultados Fóssil de uma pena, não solidificou bem portanto partiu, no entanto a forma da pena está bem saliente. Fig.1 – Fóssil de uma pena. Fóssil de uma concha que solidificou bem, sendo que a forma da concha está bem saliente. Fig.2 – Fóssil de uma concha.ConclusãoPara se formarem bons fósseis é necessário fazer um bom gesso, também épreciso que o gesso solidifique bem antes de se retirar, pois caso contrário o fóssilpode partir, ao colocar o gesso na plasticina é necessário pressionar bem pois assimas características do objeto ficaram mais salientes, o que permite um aspeto maisrealista, também é necessário não colocar demasiado óleo no fóssil pois issopermite que o objeto não adira tão bem à plasticina.
  4. 4. Recursos bibliográficosDocumentos enviados pela professora.Cláudia Pinto nº8 7ºA 12/5/2012

×