SABEDORIA

209 visualizações

Publicada em

GINCANA VIRTUAL

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
209
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

SABEDORIA

  1. 1. E.M.E.F Professora Maria Moraes De Oliveira Natal-SalvadorNatal-Salvador RNRN Cidade sede da copa:Cidade sede da copa: Por: Amanda N. Gomes, Anndressa V. Da Silva, Erick C.Luciano Jhohannes R. Mello, Josy E.B Soares, Julia S. Laurindo
  2. 2. Aspectos geográficos das políticasAspectos geográficos das políticas habitacionais em Natal/RNhabitacionais em Natal/RN Políticas habitacionais são alguns dos temas recorrentes quando se põem em discussão certos problemas urbanos de ordem social, como o desabrigo, o desemprego, entre outros. Contudo, há de se lembrar que tais projetos, no Brasil, nunca consistiram, de fato, em políticas de Estado, e frequentemente estavam acompanhados de caráter deliberadamente segregacionista. No caso particular de Natal, esse caráter foi reproduzido desde que a questão habitacional passou a se tornar uma preocupação pública, em meados do Século XIX. O histórico habitacional da capital do Rio Grande do Norte, portanto, está intimamente ligado à visão nacional do tema. O presente artigo busca, por meio de um levantamento bibliográfico, compreender as minúcias por trás dos principais projetos empreendidos na cidade, contextualizá-los dentro de um grande quadro nacional, analisar as tendências e, a partir desse conjunto, construir um quadro histórico da sociedade natalense, da Proclamação da República aos nossos dias. O material aqui exposto é de essencial conteúdo para se refletir acerca da questão urbana e imobiliária atual, quando Natal já expõe as contradições de uma metrópole, e para se compreender as inclinações da corrida especulativa, não só em nossa cidade, mas também em âmbito nacional e, em alguns casos, até mesmo global.
  3. 3. População estimadaPopulação estimada (2013)(2013) 853.928853.928 PopulaçãoPopulação (2010)(2010) 803.739803.739 Área da unidadeÁrea da unidade territorial (km²)territorial (km²) 167,263167,263 DensidadeDensidade demográficademográfica (hab/km²)(hab/km²) 4.805,244.805,24 Código doCódigo do MunicípioMunicípio 24081022408102 NaturalidadeNaturalidade NatalenseNatalense PrefeitoPrefeito CARLOS EDUARDOCARLOS EDUARDO NUNES ALVESNUNES ALVES Variável Natal Rio Grande do Norte Brasil Agropecuária 15.935 883.475 105.163.000 Indústria 1.593.716 4.101.192 539.315.998 Serviços 8.959.710 10.763.580 1.197.774.001
  4. 4. ● Área da unidade territorial 167,263km² ● Estabelecimentos de Saúde SUS 149 estabelecimentos ● Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010) 0,763 ● Matrícula - Ensino fundamental - 2012 111.472 ● População residente, religião católica apostólica romana 541.472pessoas ● População residente, religião espírita 14.396 pessoa ● População residente, religião evangélicas 167.688pessoas ● Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares
  5. 5. Cultura e TurismoCultura e Turismo

×