A PORTA DA FÉ1
Abertura do encontro 1. Dinâmica da porta. PERGUNTAS: 2. O que entendo por Ano da Fé? 3. O que entendo por Porta da Fé...
Justificativa “A Igreja, no seu conjunto, e os Pastores,nela, como Cristo devem pôr-se a caminhopara conduzir os homens p...
“Trabalhai, não peloalimento que desaparece,mas pelo alimento queperdura e dá a vida eterna”(Jo 6,27)4
Observações preliminares Mensagem aos crentes; Linguagem “coloquial”; Teologia da Graça; Cristocêntrica; Fundamentada...
1.PORTA FIDEI “A Porta da fé, que introduz na vida e na comunhãocom Deus e permite a entrada na sua Igreja e está semp...
2 Doce tarefa ! “Redescobrir o caminho da fé parabrilhar com evidência a alegria e oentusiasmo do encontro com Cristo”. ...
 Início: 11 de Outubro de 2012. Cinqüenta anos da abertura doConcílio Ecumênico Vaticano II e Vinte anos da publicação ...
Oportunidade (nº 4) “Ocasião propícia para introduzir ocomplexo eclesial inteiro numtempo de particular reflexão eredesco...
10
Memória do Vaticano II (nº5) Compreender os textos do concílioque “não perdem o seu valor nem asua beleza” (João Paulo II...
Memória do Vaticano II (nº 5) O Concílio foi: “a grande graça que beneficiou a Igrejano século XX e a bússola segura par...
13
 “Preservai na oração, vigilantes, comação de graças, orando por nóstambém ao mesmo tempo para queDeus nos abra uma porta...
 “Permanecerei em Éfeso até Pentecostes,pois aqui se abriu uma porta larga, cheiade perspectiva para mim, e os adversário...
16
 [Paulo e Barnabé], “Ao chegarem( àAntioquia), reuniram a igreja epuseram-se a referir tudo o que Deusfizera com eles, es...
A fé (nº 1) Ingresso na comunhão com Deus. Cruzar o limiar : A Palavra de Deus é anunciada e; O Coração acolhe a graça...
Fé (nº1) Ressurreição do Senhor Jesus fazparticipantes de Sua glória todos osque crêem n’Ele. Fé na Trindade: Pai Criad...
20
Confirmar a fé! (nº 3) Que o sal não perca o sabor e a luz não fiqueescondida (cf. Mt 5,13-16). Ir com a Samaritana à fo...
Um convite à conversão (nº 6) Renovação da Igreja: testemunho dos crentes chamados afazer brilhar, com sua vida, a Palav...
Conversão (nº 6) A Igreja “é robustecida pela força doressuscitado, de modo a vencer, pelapaciência e pela caridade, as s...
Convite (nº 6) A autêntica e renovada conversão aoSenhor, o único Salvador do mundo. No mistério da sua morte eressurrei...
A Originalidade! (nº6) Pela fé, a vida nova modifica toda aexistência humana segundo a novidaderadical da ressurreição de...
O Amor (nº 7) “O amor de Cristo nos impele,quando consideramos que um sómorreu por todos e que, porconseguinte todos morr...
EVANGELHO (nº 7) “Ide por todo o mundo, proclamai oEvangelho a toda criatura” (Mc 16,15). Jesus convoca a Igreja confian...
Evangelho e fé (nº7) O compromisso missionário doscrentes, que jamais pode faltar,ganha força e vigor, na descobertadiári...
A fé nos torna fecundos (nº7) Alarga o coração com esperança, Permite oferecer um testemunho, Abre o coração e a mente ...
8.1 Convite aos Irmãos Bispos Unam-se ao sucessor de Pedro paracomemorar o dom precioso da fé, Queremos celebrar este An...
8.2 Oportunidade Confessar:fé no Senhor Ressuscitado. Cada um sinta a exigência deconhecer melhor e transmitir àsgeraçõe...
9. A fé vivida Confessar a fé com convicção; Intensificar a celebração da fé naliturgia, Testemunhar a fé com credibili...
10.1 Conteúdos da fé “Quem crê de coração obtém ajustiça e quem confessa com a boca,(encontra) a salvação” (Rm 10,10). O...
10.2 A fé e a graça No encontro com Lídia em Filipos,Paulo foi anunciar o Evangelho aalgumas mulheres “O Senhor abriu-lhe...
10.3 A fé Implica testemunho e compromisso. É decidir estar com o Senhor, paraviver com Ele. É ato de liberdade e adesã...
10.4 Alteridade “Não podemos esquecer que hámuitas pessoas, que embora nãoreconhecendo em si mesmas o domda fé, vivem uma...
10.5 Conhecimento dos conteúdosda Fé. É essencial para a ADESÃO com inteligênciae vontade; Introduz no mistério da salva...
10.6 Fé: Convite permanente... “...inscrito no coração humano para irao encontro d’Aquele que nãoteríamos procurado se El...
11 Reafirmação da fé Esforço pela redescoberta e estudodos conteúdos da fé: catecismo daIgreja Católica/Sagrada Escritura...
12 Catecismo Instrumento de apoio à fé. Indicações para viver a serviço docrer e do evangelizar. A fé sujeita-se a uma ...
13.1 A dualidade na fé. A História da fé faz ver o mistério dasantidade entrelaçada com o pecado: Santidade – cresciment...
13.2 Jesus Cristo N’Ele encontramos realização frenteàs aspirações do nosso coração. Na Encarnação de Jesus (humanocomo ...
13.3 Pela Fé Maria acolheu e acreditou na Palavra,deu à luz o Filho Unigênito, seguiu-O,permaneceu a seu lado no Gólgota ...
13.4 Pela fé Discípulos formaram a primeiracomunidade (ensino dos Apóstolos,oração, Eucaristia, solidariedade); Mártires...
14 Ocasião propícia Intensificar testemunho da caridade. “Fé sem obras é morta” (Tg2,14-26). “Agora permanecem três coi...
15.1 Paulo ao discípulo... “Segue a justiça, a fé, a caridade, apaz com aqueles que, de coraçãopuro, invocam o Senhor”(2T...
15.2 Fé Sintamos este convite dirigido a nós! Companheira de vida que permiteperceber as maravilhas que Deusrealiza por ...
15.3 Necessidade do mundo atual“Testemunho credível dequantos, iluminados pelaPalavra do Senhor, são capazesde abrir cora...
15.4 Fé na Palavra que transforma “Orai para que a Palavra do Senhorcontinue o seu caminho e sejaglorificada” (2Ts 3,1)....
15.5 Aspiração e certeza Que o Ano da Fé possa tornar maisfirme a relação com Cristo, pois són’Ele temos a certeza para o...
 PERGUNTAS: 2. O que entendo por Ano da Fé? 3. O que entendo por Porta da Fé? 4.51
Só depende de nósabrir a porta.“ feliz porqueacreditou” Lc 1,4552
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Porta da Fé

372 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
372
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Porta da Fé

  1. 1. A PORTA DA FÉ1
  2. 2. Abertura do encontro 1. Dinâmica da porta. PERGUNTAS: 2. O que entendo por Ano da Fé? 3. O que entendo por Porta da Fé? 4.2
  3. 3. Justificativa “A Igreja, no seu conjunto, e os Pastores,nela, como Cristo devem pôr-se a caminhopara conduzir os homens para fora dodeserto, para lugares da vida, da amizadecom o Filho de Deus, para Aquele que dá avida, a vida em plenitude.” Homilia no início doministério petrino do Bispo de Roma (24-04-2005) Devemos readquirir o gosto de nosalimentarmos da Palavra de Deus,transmitida fielmente pela Igreja, e do Pãoda vida, oferecidos como sustento dequantos são seus discípulos.3
  4. 4. “Trabalhai, não peloalimento que desaparece,mas pelo alimento queperdura e dá a vida eterna”(Jo 6,27)4
  5. 5. Observações preliminares Mensagem aos crentes; Linguagem “coloquial”; Teologia da Graça; Cristocêntrica; Fundamentada na Palavra (14x); 56 citações bíblicas do NT compredomínio Joanino (13x).5
  6. 6. 1.PORTA FIDEI “A Porta da fé, que introduz na vida e na comunhãocom Deus e permite a entrada na sua Igreja e está sempre aberta para nós”6
  7. 7. 2 Doce tarefa ! “Redescobrir o caminho da fé parabrilhar com evidência a alegria e oentusiasmo do encontro com Cristo”. “Igreja e Pastores, como Cristo, pôr-se a caminho para: conduzir para fora do deserto, paralugares de vida, da amizade com oFilho de Deus, para Aquele que dá avida em plenitude”.7
  8. 8.  Início: 11 de Outubro de 2012. Cinqüenta anos da abertura doConcílio Ecumênico Vaticano II e Vinte anos da publicação doCatecismo da Igreja Católica. Assembléia Geral do Sínodo dosBispos (de 07 a 28/10/12). A novaevangelização para a transmissão dafé cristã.Ano da Fé (Nº 4)8
  9. 9. Oportunidade (nº 4) “Ocasião propícia para introduzir ocomplexo eclesial inteiro numtempo de particular reflexão eredescoberta da fé”. “Profissão de Fé (1967 – Paulo VI):os conteúdos essenciais quenecessitam ser compreendidos eaprofundados para dar testemunhocoerente em nossos dias”.9
  10. 10. 10
  11. 11. Memória do Vaticano II (nº5) Compreender os textos do concílioque “não perdem o seu valor nem asua beleza” (João Paulo II). Textos qualificados e normativos doMagistério e da Tradição eclesial queprecisam ser relidos, conhecidos eassimilados.11
  12. 12. Memória do Vaticano II (nº 5) O Concílio foi: “a grande graça que beneficiou a Igrejano século XX e a bússola segura paranos orientar no caminho do século quecomeça” (NMI de João Paulo II). “Se lermos e recebermos, guiadospor justa hermenêutica, poderá setornar uma grande força para arenovação sempre necessária daIgreja”12
  13. 13. 13
  14. 14.  “Preservai na oração, vigilantes, comação de graças, orando por nóstambém ao mesmo tempo para queDeus nos abra uma porta àPalavra, para falarmos do mistériode Cristo, pelo qual estou prisioneiro,a fim de que d’Ele eu fale comodevo” (Col 4,2-3).Fundamentação Bíblica14
  15. 15.  “Permanecerei em Éfeso até Pentecostes,pois aqui se abriu uma porta larga, cheiade perspectiva para mim, e os adversáriossão numerosos” (1 Cor 16,9). “Cheguei então a Trôade para lá pregar oevangelho de Cristo, e embora o Senhorme tivesse aberto uma porta grande, nãotive repouso de espírito, pois não encontreiTito,meu irmão” (2 Cor 2,12-13).Fundamentação Bíblica15
  16. 16. 16
  17. 17.  [Paulo e Barnabé], “Ao chegarem( àAntioquia), reuniram a igreja epuseram-se a referir tudo o que Deusfizera com eles, especialmenteabrindo aos gentios a porta da fé”(At 14,27).Fundamentação Bíblica17
  18. 18. A fé (nº 1) Ingresso na comunhão com Deus. Cruzar o limiar : A Palavra de Deus é anunciada e; O Coração acolhe a graçatransformadora. Início do caminho – Batismo quandopodemos chamar Deus de Pai. Conclusão – Páscoa (passagemp/eternidade).18
  19. 19. Fé (nº1) Ressurreição do Senhor Jesus fazparticipantes de Sua glória todos osque crêem n’Ele. Fé na Trindade: Pai Criador envia o Filho para n/salvação, Filho nos redime pela morte eressurreição e Espírito Santo que guia a Igreja.19
  20. 20. 20
  21. 21. Confirmar a fé! (nº 3) Que o sal não perca o sabor e a luz não fiqueescondida (cf. Mt 5,13-16). Ir com a Samaritana à fonte de água vivaouvindo a Palavra de Jesus (Jo 4,14). Readquirir o gosto – alimentar-se da Palavrade Deus e do Pão da vida (Jo 6,51). Trabalhar pelo alimento que perdura e dávida eterna (Jo 6,27). O que fazer para realizar as obras de Deus? Crer n’Aquele que Ele enviou (Jo 6,28-29).21
  22. 22. Um convite à conversão (nº 6) Renovação da Igreja: testemunho dos crentes chamados afazer brilhar, com sua vida, a Palavrada Verdade que o Senhor Jesus nosdeixou. “pecadores, no seio da Igreja (santa enecessitada de purificação), exercitempenitência e renovação” (LG).22
  23. 23. Conversão (nº 6) A Igreja “é robustecida pela força doressuscitado, de modo a vencer, pelapaciência e pela caridade, as suasaflições e dificuldades tanto internascomo externas e a revelar, veladamas fielmente, o seu mistério atéque, por fim se manifeste em plenaluz” (LG).23
  24. 24. Convite (nº 6) A autêntica e renovada conversão aoSenhor, o único Salvador do mundo. No mistério da sua morte eressurreição, Deus revelouplenamente o Amor que salva echama os homens à conversão devida por meio da remissão dospecados. Rm 6,4 Ef 4,20-29.24
  25. 25. A Originalidade! (nº6) Pela fé, a vida nova modifica toda aexistência humana segundo a novidaderadical da ressurreição de Jesus. Disponibilidade muda afeto,mentalidadee comportamento que são purificados etransformados num itinerário ... “Em Jesus o que vale é a fé agindo peloamor” (Gl 5,6) e que muda toda a vidados homens e das mulheres.25
  26. 26. O Amor (nº 7) “O amor de Cristo nos impele,quando consideramos que um sómorreu por todos e que, porconseguinte todos morreram. Ora, Elemorreu por todos a fim de queaqueles que vivem não vivam maispara si, mas para Aquele que morreue ressuscitou por eles” (2Cor 5,14-15).26
  27. 27. EVANGELHO (nº 7) “Ide por todo o mundo, proclamai oEvangelho a toda criatura” (Mc 16,15). Jesus convoca a Igreja confiando-lheo anúncio do EVANGELHO, com ummandato que é sempre novo. Necessário: empenho eclesial convictopara nova evangelização descobrindo aalegria de crer e reencontrar oentusiasmo de comunicar a fé.27
  28. 28. Evangelho e fé (nº7) O compromisso missionário doscrentes, que jamais pode faltar,ganha força e vigor, na descobertadiária do amor pelo Evangelho. A fé cresce quando: é vivida por experiência do amorrecebido, e é comunicada como experiência degraça e alegria.28
  29. 29. A fé nos torna fecundos (nº7) Alarga o coração com esperança, Permite oferecer um testemunho, Abre o coração e a mente paraacolher o convite do Senhor a aderirà Sua Palavra a fim de nos tornarmosseus discípulos. “Os crentes fortificam-se acreditando”(S. Agostinho).29
  30. 30. 8.1 Convite aos Irmãos Bispos Unam-se ao sucessor de Pedro paracomemorar o dom precioso da fé, Queremos celebrar este Ano de formadigna e fecunda, Intensificar a reflexão sobre a fé,ajudar a todos os crentes a aderiremao Evangelho neste momento demudanças que vive a humanidade.30
  31. 31. 8.2 Oportunidade Confessar:fé no Senhor Ressuscitado. Cada um sinta a exigência deconhecer melhor e transmitir àsgerações futuras a fé de sempre. Todas as comunidades encontrarãoforma de fazer publicamente aprofissão do Creio em Deus Pai ...31
  32. 32. 9. A fé vivida Confessar a fé com convicção; Intensificar a celebração da fé naliturgia, Testemunhar a fé com credibilidade. Fé professada, celebrada, vivida erezada – compromisso assumidopelos crentes.32
  33. 33. 10.1 Conteúdos da fé “Quem crê de coração obtém ajustiça e quem confessa com a boca,(encontra) a salvação” (Rm 10,10). O coração indica que o primeiro atopelo qual se chega à fé é dom deDeus, a graça que age e transforma.33
  34. 34. 10.2 A fé e a graça No encontro com Lídia em Filipos,Paulo foi anunciar o Evangelho aalgumas mulheres “O Senhor abriu-lhe o coração para aderir ao quePaulo dizia” (At 16,11-15). Conhecer os conteúdos que se devecrer, com coração aberto pela graça,para compreender a Palavra de Deus.34
  35. 35. 10.3 A fé Implica testemunho e compromisso. É decidir estar com o Senhor, paraviver com Ele. É ato de liberdade e adesão comresponsabilidade do que se acredita. Dom do Espírito Santo (Pentecostes). Profissão de fé: pessoal/comunitária.35
  36. 36. 10.4 Alteridade “Não podemos esquecer que hámuitas pessoas, que embora nãoreconhecendo em si mesmas o domda fé, vivem uma busca sincera dosentido último e da verdade definitivaacerca da existência e do mundo.Estabusca é um verdadeiro ‘preâmbulo’da fé que move as pessoas aosmistérios de Deus”.36
  37. 37. 10.5 Conhecimento dos conteúdosda Fé. É essencial para a ADESÃO com inteligênciae vontade; Introduz no mistério da salvação reveladopor Deus; “Estai sempre prontos a dar razão da vossafé e da vossa esperança...” (1Pd 3,15). Quando se crê, se aceita livremente omistério da fé pois quem garante é Deusque se revela permitindo conhecer o seuAmor.37
  38. 38. 10.6 Fé: Convite permanente... “...inscrito no coração humano para irao encontro d’Aquele que nãoteríamos procurado se Ele mesmonão tivesse já, vindo ao nossoencontro” (S. Agostinho). A fé se abre plenamente e nosconvida a este encontro pessoal comJesus Cristo.38
  39. 39. 11 Reafirmação da fé Esforço pela redescoberta e estudodos conteúdos da fé: catecismo daIgreja Católica/Sagrada Escritura. Desde a Sagrada Escritura aos Padresda Igreja, desde os Mestres deteologia aos santos, o catecismooferece memória aos crentes na suavida de fé.39
  40. 40. 12 Catecismo Instrumento de apoio à fé. Indicações para viver a serviço docrer e do evangelizar. A fé sujeita-se a uma série deinterrogativos; a Igreja nunca tevemedo de mostrar que não é possívelhaver conflito entre fé e ciênciaporque ambas tendem para averdade.40
  41. 41. 13.1 A dualidade na fé. A História da fé faz ver o mistério dasantidade entrelaçada com o pecado: Santidade – crescimento e progressocomunitário com testemunho de vida; Pecado – deve provocar conversãopara experimentar a Misericórdia doPai que vem ao nosso encontro.41
  42. 42. 13.2 Jesus Cristo N’Ele encontramos realização frenteàs aspirações do nosso coração. Na Encarnação de Jesus (humanocomo nós) e em sua Morte eRessurreição encontramos alegria doamor, respostas aos sofrimentos,força do perdão e vitória da vidasobre a morte.42
  43. 43. 13.3 Pela Fé Maria acolheu e acreditou na Palavra,deu à luz o Filho Unigênito, seguiu-O,permaneceu a seu lado no Gólgota esaboreou os frutos da Ressurreição. Os Apóstolos deixaram tudo, creramnas suas Palavras... foram pelomundo levar o Evangelho anunciandoa alegria da ressurreição.43
  44. 44. 13.4 Pela fé Discípulos formaram a primeiracomunidade (ensino dos Apóstolos,oração, Eucaristia, solidariedade); Mártires deram a vida no Evangelhoque transforma; Homens e mulheres dedicaram-se aviver o Evangelho do Senhor presentena nossa vida e na história.44
  45. 45. 14 Ocasião propícia Intensificar testemunho da caridade. “Fé sem obras é morta” (Tg2,14-26). “Agora permanecem três coisas: fé,esperança e caridade. A maior delas éa caridade” (1Cor 13,13). “Sempre que fizestes isto a um dosmeus irmãos mais pequeninos, a Mimmesmo o fizestes” (Mt 25,31-46).45
  46. 46. 15.1 Paulo ao discípulo... “Segue a justiça, a fé, a caridade, apaz com aqueles que, de coraçãopuro, invocam o Senhor”(2Tm 2,22). “Desde a infância conheces assagradas Letras; elas têm o poder decomunicar-te a sabedoria que conduza salvação pela fé em CristoJesus” (2Tm 3,15)46
  47. 47. 15.2 Fé Sintamos este convite dirigido a nós! Companheira de vida que permiteperceber as maravilhas que Deusrealiza por nós. Obriga-nos a tornarmo-nos sinal vivoda presença do Ressuscitado nomundo de hoje.47
  48. 48. 15.3 Necessidade do mundo atual“Testemunho credível dequantos, iluminados pelaPalavra do Senhor, são capazesde abrir coração e mente demuitos outros ao desejo deDeus e da vida verdadeira,aquela que não tem fim”.48
  49. 49. 15.4 Fé na Palavra que transforma “Orai para que a Palavra do Senhorcontinue o seu caminho e sejaglorificada” (2Ts 3,1). “Sem O terdes visto, vós o amais;sem O ver ainda, credes n’Ele e vosalegrais com uma alegria indescritívele irradiante, alcançando assim a metada vossa fé: a salvação” (1 Pd 1,8-9).49
  50. 50. 15.5 Aspiração e certeza Que o Ano da Fé possa tornar maisfirme a relação com Cristo, pois són’Ele temos a certeza para olhar ofuturo e a garantia de um amorautêntico e duradouro. Acreditamos que Cristo venceu o male a morte; com esta confiança, acomunidade permanece n’Ele comosinal de reconciliação com o Pai.50
  51. 51.  PERGUNTAS: 2. O que entendo por Ano da Fé? 3. O que entendo por Porta da Fé? 4.51
  52. 52. Só depende de nósabrir a porta.“ feliz porqueacreditou” Lc 1,4552

×