Sinais de pontuao

2.830 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.830
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.014
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
84
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sinais de pontuao

  1. 1. A história da família Pontuação Vírgula Ponto e Vírgula Ponto de Travessão Interrogação Reticências Ponto de Ponto Final DoisExclamação Pontos
  2. 2. Era uma vez uma menina ajuizada. Chamava-se Menina Vírgula.Gostava de passear, devagarinho e parar de vez em quando para veras montras. Ora um dia nos seus passeios, apareceu um cavalheiro, muitosimpático e elegante no seu chapéu de coco: sempre que a MeninaVírgula parava, ele parava também, tirava o chapéu e ficava a olhá-lademoradamente. Foi numa dessas pausas que acabou por entabular conversa e pedirali mesmo a mão da Menina Vírgula!
  3. 3. Claro que esta disse logo: “Não resolvo nada sem primeiro falar com meu pai, o Senhor Travessão”.E o Senhor Ponto e Vírgula (era este o nome do cavalheiro) lá foi.O pai da Menina Vírgula era um senhor muito respeitável e, como guarda que era do “Jardim das Palavras”, fez uma cara de poucos amigos. Mas quando ouviu o nome do cavalheiro disse:- Ponto e Vírgula? É como se chama? Hum… Bem… Parece que foi feito para a minha filha! Realmente deve ser o marido ideal para ela.E de facto, o Senhor Ponto e Vírgula acabou mesmo por casar com a,Agora, Sr.ª D. Vírgula.
  4. 4. Tiveram então o seu primeiro filho, um menino rabino e muito curioso.Imaginem que tinha o hábito de se pôr de pernas para o ar, para espreitar para debaixo dos móveis!E puseram-lhe o nome de Ponto de Interrogação.
  5. 5. O segundo filho, como o primeiro, tinha um nome bastantearistocrático: chamava-se Ponto de Exclamação!Era muito mais sossegado que o seu irmão mais velho e ficava tãoadmirado com as coisas que este descobria e as perguntas que fazia,que levava o dia a soltar “ohs” e “ahs” de espanto.
  6. 6. E foi então que a Dona Vírgula deu à luz um lindo par de gémeos. Andavam sempre a lutar um com o outro (ambos queriam ficar em cima) mas eram tão cómicos que toda a gente era unânime em afirmar: “Aquilo são mesmo Dois Pontos!...”
  7. 7. Mas a Dona Vírgula estava farta de ficar cansada com a turbulênciados seus rapazes.-“Se ao menos tivesse uma rapariga, sempre poderia ajudar-me na lidada casa…”E se bem o pensou, melhor o conseguiu: teve logo três gémeas dumavez. Eram iguais como gotinhas de água, e muito sossegadinhas!
  8. 8. Como não se distinguiam umas das outras, receberam o nome de“Manas Reticências”. Como eram tímidas, e um pouco indecisas, sósabiam andar juntas.Mas toda a gente gostava delas e , quando partiam, não eram facilmenteesquecidas: deixavam sempre um rasto na memória de todos…
  9. 9. Foi então que o Senhor Ponto e Vírgula disse para a mulher:- A vida está difícil. Com esta crise e tudo tão caro, não se pode termuitos filhos. Agora, ponto final!
  10. 10. E foi assim que nasceu o menino mais novo, o último da famíliaPontuação, o Ponto Final..Ora este menino recebeu tanto mimo dos pais e dos irmãos mais velhosque se tornou um pouco antipático: guloso (sempre a comerguloseimas), tornou-se redondo que nem uma bola, e um poucoegoísta.
  11. 11. Assim, no meio dos amigos, acabava sempre por ficar sozinho: osoutros afastavam-se.Pena que uma família tão simpática tenha educado tão mal o seuúltimo filho!Mas enfim. Nós também não temos nada com isso. E também nãoqueremos ser más-línguas… Portanto, Ponto Final no assunto.

×