Competições de TI despertam o pensamento críticoe afiam habilidades profissionais
Tae Yoo, vice-presidente sênior de Assun...
que permite aos alunos da Networking Academy criar redes virtuais: ele é usado todos
os dias a WorldSkills Competition no ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Competições de ti despertam o pensamento crítico e afiam habilidades profissionais

894 visualizações

Publicada em

Realizada a cada dois anos, a WorldSkills Competition inspira e prepara os jovens de hoje para serem os profissionais qualificados do amanhã. Os participantes também têm acesso a experiências práticas que os ajudam a chamar a atenção de seus futuros empregadores.

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Competições de ti despertam o pensamento crítico e afiam habilidades profissionais

  1. 1. Competições de TI despertam o pensamento críticoe afiam habilidades profissionais Tae Yoo, vice-presidente sênior de Assuntos Corporativos Daqui a um ano, mais de 10.500 atletas de 205 Comitês Olímpicos Nacionais colocarão suas habilidades e persistência à prova nos Jogos Olímpicos 2016 no Rio de Janeiro, Brasil. Os medalhistas do ano que vem podem continuar a carreira profissional no esporte, virar exemplos de vida ou se transformar em garotos-propaganda – a carreira de muitos deles começa com a visibilidade e o sucesso conquistados perante o público internacional. A maioria de nós conhece o maior evento poliesportivo do mundo. Mas também pode ser uma surpresa para muita gente saber que o Rio será palco de um outro tipo de competição internacional na próxima semana. No lugar do tênis, da natação ou da ginástica artística, os competidores da semana que vem exibirão suas habilidades em 50 ocupações, que vão da carpintaria e culinária à robótica e ao webdesign. Realizada a cada dois anos, a WorldSkills Competition inspira e prepara os jovens de hoje para serem os profissionais qualificados do amanhã. Os participantes também têm acesso a experiências práticas que os ajudam a chamar a atenção de seus futuros empregadores. A economia da Internet de Todas as Coisas criará muitas oportunidades para os criativos e craques em tecnologias, em todas as partes do mundo. Como uma Parceira Global da WorldSkills, a Cisco providencia a infraestrutura de rede e patrocina integralmente um segmento da competição: Gestão de Sistemas de Redes TI, ou #Skill39. Em eventos como a WorldSkills, os competidores colocam em prática suas habilidades de pensamento crítico. "Coloca-se à prova a capacidade de aplicar conceitos aprendidos ao longo do tempo, e isso faz com que o competidor avalie e descubra suas próprias habilidades", explica Bob Schoenherr, designer, criador de conteúdo e líder técnico do evento semelhante Cisco Networking Academy NetRiders Competition. “Ao competir, você se permite crescer e expandir seu processo de aprendizagem antes de entrar para o mercado de trabalho.” Para o CEO da WorldSkills, a #Skill39 é uma parte importante da competição porque “é impossível encontrar uma organização, comunidade ou país, de qualquer tipo ou tamanho, em qualquer lugar do mundo, que não dependa da tecnologia da informação ou da Internet”. Eventos como a WorldSkills oferecerem aos alunos da Cisco Networking Academy e a outros jovens a chance de pôr em prática conhecimentos de redes de computadores e ganhar reconhecimento entre profissionais de TI. Os competidores se preparam para a #Skill39 com o currículo da Cisco Networking Academy, atividades práticas e ferramentas interativas de aprendizagem. Um exemplo é o Packet Tracer, um simulador
  2. 2. que permite aos alunos da Networking Academy criar redes virtuais: ele é usado todos os dias a WorldSkills Competition no processo de avaliação. Investir na Networking Academy, na NetRiders e na WorldSkills faz parte do compromisso da Cisco de consolidar a força de trabalho global da TI do amanhã. Vagas que exigem especialização emciências, tecnologia, engenharia e matemática (STEM, na sigla eminglês) ficamociosas, pois há uma escassez global de profissionais dessas áreas. De acordo com um estudo conduzido pela ManpowerGroup, 35% dos empregadores mundiais têm dificuldade em preencher postos de trabalho; dos empregadores dos EUA que participaram da pesquisa, 48% acreditam que essa dificuldade ocorra devido à falta de competência técnica entre os candidatos. Apesar de todos esses postos de trabalho vagos, muitos jovens estão lutando para conseguir um emprego. Hoje, cerca de 75 milhões de pessoas entre 15 e 24 anos estão desempregadas. Quem se dedica aos campos de redes e outras tecnologias tem um trunfo na mão, já que muitas das profissões mais promissoras exigemessas habilidades. Prevê-se, por exemplo, que a demanda de analistas de segurança da informação nos Estados Unidos cresça 37% até 2022. A #Skill39 proporciona aos competidores a experiência prática que os empregadores estão buscando. Jean-Philippe Desbiens, aluno da Cisco Networking Academy de Montreal, no Canadá, competiu na WorldSkills 2013, realizada em Leipzig, na Alemanha. Segundo ele, isso o ajudou a conquistar seu emprego atual de administrador de laboratório, na Cisco. É fácil saber o motivo, considerando o que os competidores precisam fazer ao longo da competição de quatro dias. “Eu tinha que dominar soluções da Cisco (voz, segurança, roteamento e switching), Microsoft, VMware e Linux, porque a competição cobria tudo isso em quatro dias muito intensos”, conta Jean-Philippe. “Era preciso sacar muito de tecnologia, pois cada dia abordava um caso específico que normalmente levaria de 16 a 24 horas para implementar. E eu tinha de cuidar de todos eles em 3 horas e 45 minutos, sem acesso à Internet ou a anotações.” “A WorldSkills foi útil para minha carreira pois me fez fortalecer minhas habilidades técnicas e me expôs a situações inéditas de solução de problemas”, relata Matt Vicari, aluno da Networking Academy e competidor dos EUA na WorldSkills 2011. Hoje, Matt é engenheiro de rede na Dycom Industries. Quanto mais pessoas, dados e coisas estiveremconectadas na Internet de Todas as Coisas, maior será a demanda para os melhores profissionais de TI. A Cisco continuará fortalecendo a força de trabalho do amanhã com programas inovadores como a Networking Academy e com o apoio a competições como a WorldSkills.

×