Transparencia 1 moderna

422 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
422
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transparencia 1 moderna

  1. 1. POF ª DR ª MARIA APARECIDA MONTEIRO DA SILVA [email_address]
  2. 2. <ul><li>Do grego paradeigma=“ modelo ”,”padrão” </li></ul><ul><li>KUHN ( 1962) </li></ul><ul><ul><li>Conjunto de crenças e valores compartilhados; </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Subjacente à prática científica. </li></ul></ul></ul><ul><li>CAPRA (1982) </li></ul><ul><ul><li>Totalidade de pensamentos, percepções,e valores que formam uma determinada comunidade científica; </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Base da maneira como uma sociedade se organiza. </li></ul></ul></ul>
  3. 3. <ul><li>BASE PARADIGMÁTICA </li></ul><ul><ul><li>A existência de dois mundos </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>O real e o sobrebnatural - </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Mito. (Asciológica - Valores) </li></ul></ul><ul><ul><li>Mithos </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Forma de conhecimento inspirada pelos deuses. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>3 Inteligencias (QI, QE, Qes) </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Grupos Operativos – Reviere Pichon </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Grupos internos – (Familia, Igreja, Escola). </li></ul></ul></ul></ul><ul><li>Pedagogia Simbolica a Construçao Amorosa do Conhecimento de Ser - Carlos Amadeu B Byington . </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Séc.V a IV a.C- </li></ul><ul><ul><li>A busca da verdade se dá pela razão( logos) </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Razão- alma racional- usada como instrumento do conhecimento do mundo </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Conhecimento Científico </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Abordagem racional, discursiva e demonstrativa </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>O objeto é focalizado a partir da visão de racionalidade </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>A comprovação. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Sacrifício do sujeito;exclusão do subjetivo;submissão a razão;negação do mundo sensível e das percepções;compreensão da natureza de forma descontextualizada. </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  5. 5. <ul><li>Sec.XI ao XIII: </li></ul><ul><li>SantoThomas de Aquino e Santo Agostinho </li></ul><ul><li>BASE PARADIGMÁTICA </li></ul><ul><ul><li>A fé acima da racionalidade </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>O conhecimento é visto como graça e iluminação divina (Em nome da rosa e em nome de deus) </li></ul></ul></ul><ul><li>Sec.XIII ao XV- Renascimento </li></ul><ul><ul><li>O homem é visto como o criador, ante a natureza,e celebra sua liberdade com uma visão de individualidade </li></ul></ul>
  6. 6. <ul><li>NICOLAU COPÉRNICO ( 1473-1543) </li></ul><ul><ul><li>Projeto de uma ciência universal da ordem e da medida </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Padrão de racionalidade em todos os domínios </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>No mundo social, político e moral. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><li>O homem e a terra não eram o centro do universo; </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>A terra é que girava em torno do sol; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Retira o homem da posição privilegiada , de centro absoluto, da criação divina. </li></ul></ul></ul>
  7. 7. <ul><li>GALILEU GALILEI ( 1564-1642) </li></ul><ul><ul><li>Confirma a Teoria de Copérnico e apresenta dois aspectos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>A abordagem empírica da ciência( medida e quantificação) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Uso de uma descrição matemática da natureza. </li></ul></ul></ul>
  8. 8. <ul><li>SEC.XVI-XVIII </li></ul><ul><li>REVOLUÇÃO NA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CIENTÍFICO </li></ul><ul><ul><li>O fundamento último do conhecimento é garantido pela certeza e pela objetividade; </li></ul></ul><ul><ul><li>Novo padrão de racionalidade centrado na matemática; </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>A natureza é reduzida a partes mensuráveis e observáveis; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>As leis que governam são a linguagem dos números e de medição. </li></ul></ul></ul>
  9. 9. <ul><li>FRANCIS BACON ( 1561-1626) </li></ul><ul><ul><li>O conhecimento está nos fatos </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Convalidam a razão e devem ser cuidadosamente mensurados e cuidadosamente descritos; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Método Indutivo- Forma de conhecer e controlar a natureza. (Parte do particular para o geral.) </li></ul></ul></ul><ul><li>RENÉ DESCARTES ( 1596- 1650) </li></ul><ul><ul><li>Crença na legitimidade dos fatos, conhecidos a partir da divisão do todo em partes ( amostragem) para o entendimento do todo; </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Método Analítico </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Indução e dedução embasados na lógica e na matemática. </li></ul></ul></ul></ul><ul><li>ISAAC NEWTON ( 1642-1727) </li></ul><ul><ul><li>O universo regido por leis matemáticas imutáveis </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Permitiam a descrição completa da evolução de qualquer corpo no espaço e no tempo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Conceitos absolutos , independentes do observador. </li></ul></ul></ul></ul>
  10. 10. <ul><li>PRESSUPOSTOS BÁSICOS </li></ul><ul><ul><li>Fragmentação e visão dualística do universo: </li></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Do mundo material e do mundo espiritual; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Do corpo e da mente; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Da filosofia e da ciência; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Do objetivo e do subjetivo; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><li>Nega o sagrado e a subjetividade. </li></ul></ul><ul><ul><li>Construtivista – tradicional - transitividade </li></ul></ul>
  11. 11. <ul><li>SEC. XVIII ao XIX </li></ul><ul><ul><li>Explicação do ser humano ao enquadro da simplificação- causa e efeito; </li></ul></ul><ul><li>AUGUSTO COMTE( 1798 -1875) </li></ul><ul><ul><li>Substituição de uma especulação racional da filosofia pelos dados positivos da ciência; </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>O conhecimento está fundamentado no objeto e não no sujeito; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Os resultados da pesquisa restringem-se aos dados fornecidos pela experiência e pelas observações confiáveis. </li></ul></ul></ul></ul>
  12. 12. <ul><li>CORRENTES EPISTEMOLÓGICAS CLÁSSICAS </li></ul><ul><ul><li>EMPIRISMO </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>O conhecimento provém da experiência sensorial. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>O RACIONALISMO </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>O conhecimento verdadeiro provém da razão e é mercado pela universalidade. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>O ILUMINISMO </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>O conhecimento é o resultado da experiência sensível organizada pelas formas do entendimento-anterior a qualquer experiência. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>O POSITIVISMO </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>O conhecimento científico é a única forma de conhecimento verdadeiro. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Uma teoria é correta se ela foi comprovada através de métodos científicos válidos. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><li>A Historia do pensamento pedagógico - </li></ul></ul>
  13. 13. <ul><li>SIMPLICIDADE </li></ul><ul><ul><li>Separação do todo em outras coisas a </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Atitude de análise e busca das relações lineares. </li></ul></ul></ul><ul><li>ESTABILIDADE </li></ul><ul><ul><li>Determina: O mundo como ele é </li></ul></ul><ul><ul><li>Crença na Determinação: previsibilidade dos fenômenos </li></ul></ul><ul><ul><li>Crença na Reversibilidade: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Controlabilidade dos fenômenos </li></ul></ul></ul><ul><li>OBJETIVIDAD E </li></ul><ul><ul><li>Crença na possibilidade de conhecer objetivamente o mundo-universo; </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Coloca entre parênteses a subjetividade , para atingir o universo, ou versão única do conhecimento. </li></ul></ul></ul>
  14. 14. <ul><li>CAPRA, Fritjof . O ponto de mutação. A ciência, a sociedade, e a cultura emergente.São Paulo: Cultrix, 1982. </li></ul><ul><li>KUHN,Thomas. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva,1962. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>CAPRA, Fritjof. A teia da vida. Uma vova compreensão científica dos sistemas vivos.São Paulo: Cultrix, 1997. </li></ul><ul><li>_______. O ponto de mutação. A ciência, a sociedade, e a cultura emergente.São Paulo: Cultrix, 1982. </li></ul><ul><li>_______ Conexões ocultas. São Paulo: Cultrix.2002 </li></ul><ul><li>KUHN,Thomas. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva,1962. </li></ul><ul><li>VASCONCELOS,Maria José Esteves de. Pensamento Sistêmico. O novo paradigma da ciência.Campinas.SP.: Papirus,2002. </li></ul>EVOLUÇÃO CIENTÍFICA

×