PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
Ergonomia de um Posto de
Trabal...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
Belo Horizonte, 02 de Junho de ...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
Dedicamos este trabalho a todos...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
SUMÁRIO:
PONTIFÍCIA UNIVERSIDAD...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
ÍNDICE DE FIGURAS:
Ilustração 1...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
4
1. INTRODUÇÃO:
Ergonomia é o ...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
5
2. DESENVOLVIMENTO:
2.1. POST...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
6
2.2. ANÁLISE ERGONÔMICA
2.2.1...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
7
ou nenhum ajuste, mas a cadei...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
8
2.3. Implicações do mau uso d...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
9
2.3.1. Regiões do corpo human...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
10
irritação, vermelhidão e can...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
11
2.4. Plano de correções:
A p...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
12
Ilustração 4 - Especificação...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
13
Mesa: Deve ter regulagem ind...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
14
Ilustração 8 - Altura e incl...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
15
Suporte para documento: Deve...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
16
• Ter uma correta postura e ...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
17
Ilustração 14 - No plano ver...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
18
Ilustração 16 - Posto de tra...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
19
2.5. Leis de proteção
Atualm...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
20
3. CONCLUSÃO:
Podemos perceb...
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
Segurança do Trabalho
Engenharia Elétrica
21
4. BIBLIOGRAFIA:
• http://ww...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho de Ergonomia voltado a Engenharia - Posto de trabalho

1.096 visualizações

Publicada em

Trabalho de Ergonomia voltado a Engenharia - Posto de trabalho

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.096
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de Ergonomia voltado a Engenharia - Posto de trabalho

  1. 1. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica Ergonomia de um Posto de Trabalho Thais Cândida Vieira Fabio Ciro Sarah Rodolfo
  2. 2. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica Belo Horizonte, 02 de Junho de 2009 Ergonomia de um Posto de Trabalho Professor: Pedro Sergio Zuchi Local: Sala 327 do Prédio 47 no Campus Coração Eucarístico da PUC Minas. Data da Entrega: 02/06/2009.
  3. 3. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica Dedicamos este trabalho a todos que nos compreendem que nos dão incentivo, e nos acolhem durante todo o curso. Aos que compartilharam conosco os momentos de tristezas e também de alegrias, nesta etapa, em que, com a graça de Deus, está sendo vencida. "A honra é a poesia do dever." Alfred Victor de Vigny
  4. 4. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica SUMÁRIO: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS.....................3 Segurança do Trabalho..............................................................................................3 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS.....................4 Segurança do Trabalho..............................................................................................4 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS.....................3 Segurança do Trabalho..............................................................................................3 1.Introdução:......................................................................................................................4 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS.....................6 Segurança do Trabalho..............................................................................................6 2.DESENVOLVIMENTO:................................................................................................5 2.1.POSTO DE TRABALHO ESCOLHIDO................................................................5 2.2.ANÁLISE ERGONÔMICA....................................................................................6 2.2.1.Avaliação biomecânica do posto de trabalho...................................................6 2.3.Implicações do mau uso do computador.................................................................8 2.3.1.Regiões do corpo humano mais afetadas..........................................................9 2.4.Plano de correções:................................................................................................11 2.5.Leis de proteção.....................................................................................................19 3.Conclusão:....................................................................................................................20 4.BIBLIOGRAFIA:.........................................................................................................21
  5. 5. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica ÍNDICE DE FIGURAS: Ilustração 1 - Digitadora em posição totalmente inadequada............................................5 Ilustração 2 - Suporte para os pés....................................................................................10 Ilustração 3 - Posto de trabalho informatizado................................................................11 Ilustração 4 - Especificação de cadeiras..........................................................................12 Ilustração 5 - Exemplo de cadeira para trabalhos em informática...................................12 Ilustração 6 - Suporte avulso acoplado a mesa................................................................13 Ilustração 7 – Dispositivo simples para adequar a altura e inclinação do monitor de video................................................................................................................................13 Ilustração 8 - Altura e inclinações do monitor devem permitir os ângulos indicados com o tronco ereto...................................................................................................................14 Ilustração 9 – Dispositivo e mousepad acolchoado para o uso do mouse.......................14 Ilustração 10 - Suporte móvel para textos.......................................................................15 Ilustração 11 - Tala ajustável para os ponhos..................................................................15 Ilustração 12 - O suporte mantem o teclado na altura correta.........................................16 Ilustração 13 - Os braços devem se manter numa posição confortável no plano horizontal.........................................................................................................................16 Ilustração 14 - No plano vertical o braço e ente braço devem fazer um ângulo maior que 90°....................................................................................................................................17 Ilustração 15 - Vista de um posto adequado ao trabalho informatizado..........................17 Ilustração 16 - Posto de trabalho informatizado (ideal)..................................................18
  6. 6. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 4 1. INTRODUÇÃO: Ergonomia é o estudo anatômico, fisiológico e psicológico do homem no seu ambiente. É uma ciência que busca estabelecer uma melhor relação entre o homem e as condições de trabalho. Ela vai além do estudo físico que o trabalho causa ao homem. Também considera o lado psicológico, ou seja, aspectos como cansaço mental ou perturbações mentais. A análise feita neste trabalho demonstra que o uso indevido de computadores causa vários problemas à saúde do trabalhador ou até mesmo de um simples usuário doméstico. Há também simples formas de se adequar os uso e assim evitar problemas futuros.
  7. 7. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 5 2. DESENVOLVIMENTO: 2.1. POSTO DE TRABALHO ESCOLHIDO O posto escolhido foi uma estação de trabalho informatizada, ou seja, o trabalhador faz o uso do computador para executar suas atividades. Em praticamente todas as empresas possuem ao menos um profissional neste tipo de posto de trabalho. Para o ramo de engenharia podemos encontrar diversos tipos de atividades informatizadas, tais como, uso de planilhas eletrônicas, editores de texto e desenho por computador. Ilustração 1 - Digitadora em posição totalmente inadequada. Independente função executada nas diversas profissões que fazem o uso de recursos de informática podemos considerar que todas estão sujeitas aos mesmos riscos ergonômicos, e variando apenas o grau e a intensidade dos esforços.
  8. 8. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 6 2.2. ANÁLISE ERGONÔMICA 2.2.1. Avaliação biomecânica do posto de trabalho Podemos ver que pela ilustração 1 que a trabalhadora não tem condições de executar a tarefa, digitar, com um mínimo de segurança no seu trabalho. Visualmente percebemos a falta de postura, posição da trabalhadora frente a sua ferramenta de trabalho, o computador. As condições do posto de trabalho são inadequadas, e posteriormente iremos comprovar, mas a postura é que quase exclusivamente responsabilidade do trabalhador em mantê-la. Analisando os males por todas variantes podemos concluir que ainda a melhor solução é o trabalhador se cuidar ao máximo e assim evitar possíveis problemas e infortúnios que possam ocorrer. Continuando nossa análise percebemos que as principais ocorrências vistas na foto são: Postura incorreta do tronco em relação à cadeira, inclinação longitudinal (curvatura da coluna) e inclinação lateral (repare pela posição dos ombros); Falta de apoio para os braços na cadeira, o braço direito está suspenso e o esquerdo está apoiado pelo cotovelo de forma indevida sobre a mesa; Faz a digitação com o braço direito sem apoiar o pulso; O monitor está muito abaixo do ângulo de visão da operadora, posição a qual obriga a inclinação da cabeça; A pessoa ao lado por mais que auxilie a operadora desvia a atenção o que gera ao final da jornada de trabalho certo stress mental; O excesso de documentos sobre a mesa compete com os objetos inerentes a execução do trabalho, repare que há folhas sobre o mouse. Para este caso os principais objetivos da ergonomia são a adequação do trabalho as capacidades naturais do homem, pela organização de métodos e construção de máquinas e equipamentos que se adequem as características de cada pessoa. A ferramenta principal que é o computador não requer pouco
  9. 9. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 7 ou nenhum ajuste, mas a cadeira, a mesa e o ambiente que necessitam de modificações. Estes ajustes ajudam na prevenção de acidentes e doenças profissionais, e sendo os mais relacionados à informática as doenças músculo-esqueléticas. Redução da fadiga e desconforto físico e mental do trabalhador. Sanar as deficiências do posto de trabalho visa proporcionar um aumento de produtividade sem ultrapassar os limites das capacidades do ser humano.
  10. 10. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 8 2.3. Implicações do mau uso do computador Fadiga: Queda do rendimento e diminuição da capacidade de trabalho. É causada por alteração nas propriedades dos músculos, intoxicação local ou por longas jornadas de trabalho ininterruptas. Dores nas costas: Provocada pelo uso de móveis não adaptados a pessoa. Cadeira inadequada é o maior causador de dores nas costas. O encosto da cadeira precisa estar posicionado exatamente na curvatura lombar, fazendo com que a coluna se mantenha apoiada. O encosto também deve ser flexível a ponto de não permitir que o usuário escorregue para trás. Dores nas vistas: O ato de concentrar a atenção durante muito tempo no brilho do monitor causa uma diminuição significativa no piscar de olhos. A superfície da córnea resseca, resultando em irritação, vermelhidão e cansaço dos olhos. Fazer paradas freqüentes, olhar para objetos distantes várias vezes a cada hora (relaxamento muscular), e piscar os olhos ajuda a relaxar e refrescar a vista (ressecamento) ajudam a relaxar a vista. LER (Lesão por Esforço Repetitivo): Causada pelo excessivo uso do teclado ou do mouse por um longo período, principalmente quando não se está usando o computador com um postura correta. Em alguns casos, a LER pode ficar restrita ao membro afetado, normalmente mãos e braços. No início há inflamação, que exige imobilização e remédios adequados. Dependendo da qualidade de repouso ( que deveria durar alguns meses) que o paciente tem após a imobilização, ele pode ou não estar apto para voltar ao trabalho. Alguns voltarão a sentir dor cinco minutos após voltar ao serviço que faziam antes, outros horas, outros meses. A tenossinovite é a mais conhecida delas. Caracteriza-se pela inflamação dos tendões, que em estágio avançado, pode provocar espasmos de dor que impedem que a pessoa segure até mesmo um objeto leve, como uma caneta, e é de difícil recuperação.
  11. 11. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 9 2.3.1. Regiões do corpo humano mais afetadas PESCOÇO Em média, a cabeça de um adulto pesa cerca de 5,5 quilogramas. Quando movimentada diretamente sobre os ombros durante uma sessão de trabalho, músculos do pescoço ajustam-se com facilidade e suportam seu peso. Entretanto, quando inclinada muito à frente ou para trás, os músculos esticam- se ou se contraem, causando dores incômodas como cãibras e fadigas. Por isso, a posição correta do monitor é essencial para reduzir a tensão nos músculos do pescoço. As recomendações são para que o topo da tela esteja no mesmo nível dos olhos, o que a mantém na posição correta, ou seja, na vertical. O monitor colocado muito para baixo, o que é comumente observado, força a cabeça para a frente. Esta posição provoca uma tensão desnecessária no pescoço. Recomenda-se elevar o monitor, colocando-o sobre o gabinete (em desktops horizontais) ou então através de um suporte regulável. Em último caso, listas telefônicas antigas podem ajudar. No caso de o usuário utilizar lentes bifocais, o monitor numa posição mais baixa ajudará a visualização através da parte inferior da lente, sem que para isso seja necessário inclinar a cabeça para trás. OLHOS Sem dúvida, uma das maiores reclamações dos usuários é a fadiga crônica dos olhos. Pressão na vista, olhos ressecados, lacrimação e visão são sintomas comuns. Embora nem sempre seja possível eliminar completamente todos estes desconfortos, simples mudanças na estação de trabalho podem significar redução dos inconvenientes. O principal fator na contribuição para o ressecamento dos olhos resulta da redução do piscar de olhos durante a visualização do monitor. O olho humano limpa-se e refresca-se por si mesmo, automaticamente, várias vezes por dia. No entanto, o ato de concentrar a atenção durante muito tempo no brilho do monitor causa uma diminuição significativa no piscar de olhos. A superfície da córnea resseca, resulotando em
  12. 12. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 10 irritação, vermelhidão e cansaço dos olhos. Fazer paradas freqüentes enquanto se utiliza o computador e piscar os olhos ajudam a relaxar e refrescar a vista. Outro fator que contribui para a fadiga dos olhos resulta da exaustão muscular. Pequenos músculos são responsáveis por mudanças no formato de suas lentes, para permitir a aproximação e o distanciamento da visão. A menos que estejam relaxados, esses músculos produzem ácido láctico, que provoca fadiga. Olhar através da janela ou da sala faz com que os músculos se afrouxem e os olhos recebam sangue oxigenado, removendo assim o ácido láctico. Muitas tarefas apresentam nível de reflexão muito variável, ora muito claro, ora o muito escuro, o que provoca o cansaço da vista. Aconselha-se a utilização de tela de nylon fina REGIÃO LOMBAR Cadeira inadequada é o maior causador de dores nas costas. O encosto da cadeira precisa estar posicionado exatamente na curvatura lombar, fazendo com que a coluna se mantenha apoiada. O encosto também deve ser flexível a ponto de não permitir que o usuário escorregue para trás. Para os pés, é importante que estejam firmes ao chão. Caso contrário, o usuário deve providenciar um suporte para eles. Ilustração 2 - Suporte para os pés.
  13. 13. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 11 2.4. Plano de correções: A partir deste ponto podemos estabelecer gerar planos de ações direcionados a cada um dos componentes constituintes do posto de trabalho. Basicamente devemos observar que o posto de trabalho deve seguir o descrito na figura. Ilustração 3 - Posto de trabalho informatizado. Cadeira: deve ter um encosto alto, com apoio para os braços, da mesma altura do teclado. Precisa estar posicionado exatamente na curvatura lombar, fazendo com que a coluna se mantenha apoiada. Quando sentar, os joelhos deverão ficar em ângulo de 90º, em relação aos tornozelos e quadris. Através da ilustração a seguir podemos avaliar de forma mais detalhada.
  14. 14. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 12 Ilustração 4 - Especificação de cadeiras. Uma cadeira que permite ajuste de altura tanto do assento quanto do encosto é suficiente para adequar o posto as mais diversas estaturas de operadores. Ilustração 5 - Exemplo de cadeira para trabalhos em informática.
  15. 15. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 13 Mesa: Deve ter regulagem independente de altura para monitor e teclado. Deve medir aproximadamente 750mm de altura e com uma profundidade igual ou maior que 800mm, mas o teclado tem de estar a 680mm, na altura do cotovelo. Quanto a regulagem da altura do monitor podemos utilizar de recursos extra (independentes da mesa) como suportes. Ilustração 6 - Suporte avulso acoplado a mesa. Vídeo: A parte superior deve estar a altura dos olhos, a uma distância mínima de um braço, de modo a manter a cabeça na posição vertical. Ilustração 7 – Dispositivo simples para adequar a altura e inclinação do monitor de video.
  16. 16. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 14 Ilustração 8 - Altura e inclinações do monitor devem permitir os ângulos indicados com o tronco ereto. Teclado e mouse: Quando usar o mouse, movimente o braço inteiro, e não somente o punho. Deve-se sempre procurar manter um apoio para o braço e para os punhos. Ilustração 9 – Dispositivo e mousepad acolchoado para o uso do mouse.
  17. 17. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 15 Suporte para documento: Deve ficar preso ou disposto ao lado do monitor. Ilustração 10 - Suporte móvel para textos. Talas para as mãos: Obrigam o correto posicionamento do punho. Ilustração 11 - Tala ajustável para os ponhos. Além de adequar o posto de trabalho salientamos que o operador deve ser con Conscientizado de suas atitudes e que elas são as principais medidas a serem tomadas para evitar que surjam problemas pelo uso excessivo ou errôneo do computador. Dentre elas Lesões de Esforço Repetitivo que são de difícil tratamento. O operador deve tomar as seguintes medidas: • Fazer pausas freqüentes durante o trabalho, procurando realizar alguma atividade física, como alongamentos, que proporcionam um relaxamento para a musculatura, além de aliviar o estresse mental, causado pela concentração excessiva sobre o monitor;
  18. 18. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 16 • Ter uma correta postura e procurar usar ao máximo equipamentos ergonômicos, principalmente em relação ao teclado e ao mouse. Ilustração 12 - O suporte mantem o teclado na altura correta Ilustração 13 - Os braços devem se manter numa posição confortável no plano horizontal.
  19. 19. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 17 Ilustração 14 - No plano vertical o braço e ente braço devem fazer um ângulo maior que 90°. Ilustração 15 - Vista de um posto adequado ao trabalho informatizado. O uso de computadores não trás apenas problemas relacionados com uma má postura ou com o uso de equipamentos inadequados. Também deve-se levar em conta, a apresentação, ou a forma como os programas de aplicação que o usuário estiver usando se comportam e se compõem. Cores muito fortes, ou programas que possuem muitos pontos chamativos, tiram a atenção do usuário, causando uma poluição visual, que com o passar do tempo, resultam em cansaço mental. É de grande importância que a pessoa sinta-se psicologicamente bem quando estiver trabalhando.
  20. 20. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 18 Ilustração 16 - Posto de trabalho informatizado (ideal)
  21. 21. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 19 2.5. Leis de proteção Atualmente existe apenas uma lei que regulamenta o uso de computadores, principalmente para as profissões onde a digitação é a tarefa mais desempenhada. Seu principal objetivo é evitar a ocorrência de Lesão por Esforço Repetitivo, que é uma das maiores causadoras de doenças. Esta lei especifica que o digitador, a cada 50 minutos de trabalho tem um período de 10 minutos para descanso, não deduzido do período normal de trabalho. Portaria 3751/90 CLT. Mesmo com esta deficiência na legislação podemos obter parâmetros na NR17 que é a Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde do Trabalhador e abrange todas as atividades.
  22. 22. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 20 3. CONCLUSÃO: Podemos perceber que a ergonomia deve estar presente em todos ambientes de trabalho e até mesmo no doméstico, uma vez que diversas situações podem estar presentes em ambos. No caso da informática a cada dia que se passa mais pessoas e trabalhadores estão em contato com o computador. E passamos por um período que o número de horas trabalhadas aumentam também. Os métodos e intervenções ergonômicos devem ser divulgados e aplicados, uma vez que as doenças e problemas advindos de hábitos impróprios trazem conseqüências que são muitas vezes difíceis de serem tratadas, isto quando não há cura.
  23. 23. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Segurança do Trabalho Engenharia Elétrica 21 4. BIBLIOGRAFIA: • http://www.healthycomputing.com Acesso em 09/11/2007 • http://www.digitador.com.br Acesso em 09/11/2007 • SANTOS, Néri; Zuchi, Pedro (adaptação); Apresentação Fundamentos da Biomecânica, condições técnicas de trabalho.

×