SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO
SERTÃO PERNAMBUCANO
P...
1.Introdução
Em um mundo cada vez mais globalizado, onde estaria neste momento, a
verdadeira noticia de um determinado fat...
na mídia é de fato verídico? Um exemplo seria o caso do MST em que o que se
passa para o publico e que eles são um grupo d...
Revisão Literária
3.Desenvolvimento
A população brasileira e facilmente manipulada pela mídia, especialmente
quando se fal...
Em alguns programas de auditório, as pessoas participam somente em
situações grotescas como: meu pai é gay, fui traída, mu...
verem em filmes ou em lutas, acabando por fim se machucando. Segundo Oliveira E
Costa (2007) a mídia seria capaz de transf...
Referencias Bibliográficas
MORAES, Dênis de. O Planeta Mídia: tendências da comunicação na era
global. Campo Grande: Letra...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?

2.054 visualizações

Publicada em

Mini-Projeto feito na diciplina de MTP da professora Marilia, não colocamos conclusão nem a metodologia, porque o trabalho não seria executado, no entanto se na disciplina de metodologia cientifica formos colocar em pratica, aí sim colocaremos a metodologia e conclusão.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.054
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?

  1. 1. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE? EQUIPE: CIRO RAFAEL, CLÉCIO DOROTEU E MARCOS MENEZES ORIENTADORA: ALBERTINA MARILIA GUEDES FLORESTA-PE JUNHO-2013
  2. 2. 1.Introdução Em um mundo cada vez mais globalizado, onde estaria neste momento, a verdadeira noticia de um determinado fato? Os meios de comunicação estão cada vez mais evoluindo. Muitos até questionam que é grande a possibilidade do jornal impresso ser extinto, devido ao crescente uso da internet e ao grande numero de jornais online, como o G1,UOL, TERRA etc. A televisão também está inclusa nestas evoluções, e a sua grade programação está a cada dia mais se adaptando a realidade, necessidade e ao publico alvo. Dentro dessas mudanças televisivas, está, como já citado anteriormente, a sua grade de programação, que é oferecida de acordo com os seus telespectadores com o intuito de lucrar, como por exemplo: desenhos, futebol, novelas e etc. Munis Sodré ( 1990 ), afirma que “a tv é uma maquina de identidade coletiva”, segundo o autor, a televisão oferece ao telespectador um espaço e um tempo simulador, criando o que ele chama de tele-realidade, ao qual um simples fato de está ligado ao aparelho televisivo, é capaz de ligar o telespectador, amenizando a solidão que possa sentir enquanto está solitário, um bom exemplo disso, seria aquelas pessoas que se sentem mais seguras quando estão com o aparelho ligado, principalmente no tempo noturno, ou quando estão entediadas. As crianças talvez sejam as maiores vitimas da manipulação, pois o seu conhecimento de mundo ainda é pequeno e os pais não falam para seus filhos que aqueles filmes que eles choram, aquelas novelas ou modas que eles seguem, são na realidade tudo uma ilusão. Ultimamente muitos pais estão preocupados com o que seus filho veem na internet e principalmente na televisão, mas poucos ainda tem coragem de dialogarem com os seus filhos, talvez até seja por medo, pois tudo o que os pais proíbem os filhos de verem, para as crianças essa proibição tornam-se uma motivação a mais para verificar o proibido. Desde gosto musicais, estilos, carreiras e até o modo de pensar será que a mídia manipula? Será que os nossos modos de pensar e agir são por influências da mídia? Será que a roupa que vestimos é por conta da mídia? Será que vivemos em uma Matrix, em que tudo é uma ilusão, um faz de conta? Será que tudo que vemos
  3. 3. na mídia é de fato verídico? Um exemplo seria o caso do MST em que o que se passa para o publico e que eles são um grupo de radicais, invasores de terras e um bando armados contra as ordens publicas. Ficando mais uma pergunta no ar por que a mídia não vincular a citação abaixo? O que tem maior credibilidade, uma manchete de jornal ou revista, como o MST pressiona e ameaça o governo com ações ( Estado de São Paulo, 10/06/99) e MST ensina táticas de guerrilha aos sem-terras (O Globo, 13/06/99), ou o depoimento dos sem-terras sobre sua reivindicações ou condições de vida? (OLIVEIRA, COSTA, 2007,Pag 164). Essas perguntas iniciais nos levam a pensar como a humanidade teria alterado a sua autoconsciência e também a consciência do mundo, através dos meios de comunicação, ou a nossa adorável mídia. Nossa pesquisa não tem por objetivo julgar ninguém, apenas tentar identificar até que ponto a mídia manipula, se muda os seus comportamentos ou modo de pensar, gerando ou não novas ideias e além de identificar o que as pessoas absorvem da programação assistida. 2.Objetivo Geral Analisar e identificar como a mídia influência a sociedade, desde a sua geração de ideias, opiniões até as suas decisões e mudanças de comportamentos, gosto musicais e tirando a atenção dos fatores políticos e econômicos nacional. 2.1 Objetivos Específicos 1.Conhecer as preferencias de programação da população. 2.Entender qual e o porque dessa preferencia. 3.Analisar se em determinado momento a programação assistida muda ou não o seu comportamento. 4.Identificar se algo e absorvido do programa assistido.
  4. 4. Revisão Literária 3.Desenvolvimento A população brasileira e facilmente manipulada pela mídia, especialmente quando se fala de novelas, as quais heróis e vilões são criados com o intuito de capturar o publico. Assistir televisão, navegar na Web e conversar ao celular fazem parte do nosso cotidiano, somos bombardeados diariamente por informações que chegam até nós. A maioria dessa informações, mas preciso 99% e de caráter mídico, muitas dessas informações veem carregadas de publicidades que é a parte que mais importa para as emissoras. A publicidade sabe muito bem que, quanto mais culta uma pessoa, menos consumista ela tende a ser. Como por exemplo quem gosta de musica clássica certamente não contribui para enriquecer a indústria fonográfica. O que garante as fortunas que rolam nesta indústria, é o consumidor experimentar uma nova banda, um metaleiro diferente, porque, caso contrario ele só gostará de meia dúzia de compositores clássicos e o consumo será menor (BETTO, 2004). A Publicidade ou propagando no popular, representa uma das maiores politicas fiscais que a mídia utiliza para arrecadar dinheiro de patrocinadores, e os responsáveis por esse lucro todo somos todos nós. 3.1 A Mídia Clama Pela Nossa Audiência Umas das maiores preocupações televisivas e com a audiência. Se um determinado programa está em alta, os apresentadores serão promovidos, mas caso contrario serão cortados gasto e os apresentadores correm o risco de serem demitidos. A mídia utiliza vários meios de arrancar a nossa atenção dos meios sociopolíticos e econômicos, através de grotescos que é definido por Oliveira e Costa (2007) como o belo de cabeça para baixo, aquilo que tem algo ridículo, bizarro mas que provoca risos. Vejamos alguns exemplos: 1-Pegadinhas de humilhação de pessoas 2-Sorteios e prêmios 3-Indivíduos abandonados pelo serviço público
  5. 5. Em alguns programas de auditório, as pessoas participam somente em situações grotescas como: meu pai é gay, fui traída, muitos outros meios são utilizados em busca da audiência. Um exemplo que chama muito atenção e aquelas quadros de volta para minha terra em que as pessoas veem de outros estados para a sua cidade natal, isso seria um gesto de humanidade se a busca pela audiência não estivesse por traz. Todos nos sabemos que ninguém ali faz por bom coração e sim por audiência, mas infelizmente nem todos tem essa característica critica e acabam achando que tudo ali e de boa vontade, ou seja acabam sendo manipulados. Outros exemplos são os reality-show como citados abaixo: (…) costuma sonhar com o caso que levará o aquinhoado pela sorte a ser chamado pela produção de um reality-show para transformar em espetáculo o seu sofrimento pessoal e sair com um eletrodoméstico qualquer como premio , senão a promessa de um emprego (SODRÉ,2003). O Big Brother Brasil da rede Globo, seria um bom exemplo disso, em que se ver 14 pessoas confinados em uma casa em busca de premio fazendo tudo pela audiência do programa, além da grosseria e do alto palavreado. 3.2 A mídia manipula o comportamento, o pensar e até o nosso falar. A mídia nos influência no modo de pensar, agir e falar, nós vemos na televisão muitos narradores falarem que a seleção brasileira é a seleção que o povo gosta, que o povo tanto queria, mesmo sem está jogando praticamente nada, que a copa do mundo foi a melhor coisa já feita no Brasil, mas o que está realmente por traz da copa a mídia prefere esconder como os gastos, desvios de dinheiro, tudo isso influencia o nosso modo de pensar. Muitos programas de televisão também influência nos nosso gostos musicais, exemplo o domingão do Faustão com as suas paradas musicais de final de ano, em que é aberta votação para a a escolha da musica do ano, que segundo eles é as que todos gostam. No ano de 2006 uma novela mexicana chegou ao Brasil, a novela Rebelde, influencio muitas crianças naquela época, desde o seu modo de vestir-se até o modo de pensar. O que se via naquele tempo, era muito garotos e garotas vestidos como os personagens da novela, e até falando como eles, a influência geral tomou conta dos pequeninos. As lutas que passam na televisão, os filmes violentos, tudo isso influencia, pois o que mais se ver e crianças praticando os chamados golpes, que
  6. 6. verem em filmes ou em lutas, acabando por fim se machucando. Segundo Oliveira E Costa (2007) a mídia seria capaz de transformar a borralheira em princesa, ao ritmo da varinha de condão do apresentador de um programa. A mídia dita as regras, as tendências, os padrões de beleza, os ídolos a serem seguidos, como exemplo Neymar que não sai da mídia, impulsionando os nosso padrões de beleza como citado anteriormente, em que cada vez mais homens e mulheres vão em busca do corpo perfeito, depois de te visto um corpinho sarado em uma telenovela, ao qual está ultima ano passado muitos estavam preocupados com quem morreria na novela Avenida Brasil, do que quem seria condenado no julgamento do mensalão, em que a mídia encobria com novelas para tirar a atenção de todos.
  7. 7. Referencias Bibliográficas MORAES, Dênis de. O Planeta Mídia: tendências da comunicação na era global. Campo Grande: Letra Livre, 1998. OITICICA, D. Um império chamado Globo. In: Gazeta Mercantil. Caderno Especial O futuro da comunicação, 07 de fevereiro de 2002, p.27. OLIVEIRA, Luiz Fernandes de, Sociologia para Jovens do Século XXI, Luiz Fernando de Oliveira, Ricardo César Rocha da Costa.. Rio de Janeiro: Imperial Novo Milênio, 2007. SODRÉ, Muniz. Império do grotesco. Rio de Janeiro: Mauad, 2003.

×