Marcapassos cardiacos - acompanhamento

4.423 visualizações

Publicada em

Principais estudos sobre seguimento e programação de marcapassos cardiacos

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.423
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Marcapassos cardiacos - acompanhamento

  1. 1. Cidio Halperin halperin@arritmias.com.br
  2. 2. Indicações de Marcapassos  Doença do nó sinusal  Bloqueios AV  II Grau  III Grau  Síndromes Neuro-mediadas  Fibrilação atrial c/ baixa resposta  Miocardiopatia Hipertrófica/Dilatada
  3. 3. Tipos de marcapassos I II III IV V Câmara Câmara Resposta a Parâmetros Funções estimulada sentida um evento Programáveis Anti- sentido Taqui O= nenhum O=nenhum O=nenhum O=nenhum O=nenhum A= átrio A=átrio T=deflagrado P=programável P=pulsos V= ventrículo V=ventrículo I=Inibido M=multi- S=choque programável D= A e V D=A e V D=I e T C=Telemetria D=P e S Bidirecional S= A ou V S=A ou V R=biosensor Código NGB do modo de estimulação em marcapassos implantáveis
  4. 4. Marcapasso dupla-câmara: Posicionamento dos Eletrodos Posicionamento de eletrodo atrial Posicionamento de eletrodo ventricular
  5. 5. Avaliação de Marcapassos: Objetivos:  Informações sobre o funcionamento do marcapasso  Informações do aparelho / data do implante  Parâmetros de programação  Longevidade estimada  Monitorização eletrodo
  6. 6. Avaliação de Marcapassos: Informações do aparelho / data do implante  Importante em pacientes sem acompanhamento regular no mesmo centro
  7. 7. Avaliação de Marcapassos: Parâmetros de programação  Como o MP foi programado na última avaliação
  8. 8. Avaliação de Marcapassos: Longevidade estimada  Baseada na voltagem da bateria, impedância do sistema e % de estimulação
  9. 9. Avaliação de Marcapassos: Avaliação eletrodo
  10. 10. Avaliação de Marcapassos: Interface paciente-marcapasso  % do tempo em estimulação ou “sensing” A e V  Limiares de sensibilidade  Limiares de comando  Episódios de alta frequência cardíaca
  11. 11. Avaliação de Marcapassos: % do tempo em estimulação ou “sensing” A e V
  12. 12. Eletrocardiografia de marcapassos onda p QRS  sentida  sentido  estimula  estimulada do
  13. 13. Eletrocardiografia de marcapassos MP ESV E E
  14. 14. Eletrocardiografia de marcapassos P P ondaS P E MP p
  15. 15. Eletrocardiografia de marcapassos MP MP SQRS E E
  16. 16. Eletrocardiografia de marcapassos S S onda QRS p
  17. 17. Avaliação de Marcapassos: Limiares de comando Aumento da longevidade com programação adequada do comando ventricular 10 1.5V, 1.5V 9 2.0V, 1.0V 2.5V, 1.5V 2.5V, 2.5V 8 Longevidade (anos) 3.5V, 3.5V 7 6 5.0V, 5.0V 5 4 3 2 1 100% pacing, 0.4 ms, 600 ohms
  18. 18. Causas de Má Função de Marcapassos Definitivos  Desconhecimento do funcionamento do sistema  Deslocamento de eletrodo  Perfuração miocárdica  Fratura de eletrodo  Aumento do limiar de comando  fibrose, alteração eletrolítica, IAM  Programação inapropriada  Falha de componentes do gerador  Programação “fantasma”
  19. 19. Cidio Halperin halperin@arritmias.com.br

×