Manuel Carvalho Gomes
Presidente da Associação Geo-CIDAADS
Investigador no CEG/IGOT-UL
Década EDS 2014+
Uma visão de futuro
A Educação para o
Desenvolvimento Sustentável
visa um mundo em que todos
tenham a possibilidade de
beneficiar de uma educa...
Haiti (2010) iguala o
tsunami de 2004 (Ásia)
estimativa de vítimas
fatais 300 mil
A vulnerabilidade
parte integrante da sociedade de risco
“A humanidade encontra-se num momento de
definição histórica. Defrontamo-nos com a
perpetuação das disparidades existentes...
Comunicar sem fios (Fotografia livre da instalação Out of Order de David Mach).
Gomes M, Kingston, Reino Unido, 2008.
“A e...
Iluminação. Gomes M, Califórnia, EUA, 2011.
EDS
movimento de consciencialização da aceleração dos problemas
associados à d...
EDS
Baseia-se nos princípios do DS nos domínios ambiental, social , económico e cultural
Estuda o conteúdo, tendo em conta...
Década EDS
2005-2014
 Perceber as interligações: conhecer as causas, para perceber as
consequências e encontrar soluções
 Difundir informação...
Década da EDS (2005-14)
10 anos 10 temas
O consumo sustentável (2005)
A diversidade cultural (2006)
A saúde e a qualidade ...
 Os documentos internacionais de referência em EDS
(PAID, EEDS-CEE/ONU; EPT; ODM; Carta da Terra)
 Os documentos naciona...
Evidências
Caminhos sustentáveis. Gomes M, Parque Natural Arenal, Costa Rica, 2008.
Década - quadro legal internacional
...
Recordando Orlando Ribeiro. Gomes M, Ilha do Fogo, Cabo Verde, 2010.
A harmonia entre homens perfeitos e uma natureza rica...
Sustentabilidade do conhecimento produzido
?
www.cidaads.org
Projetos, investigação, legislação, conferências, seminários,...
www.plataforma2014mais.cidaads.org
O QUE É?
Uma plataforma online, de
acesso livre, onde constam
documentos, projetos e
exemplos relevantes
produzidos no âmb...
O QUE É?
Pretende-se que esta Plataforma agregue, sistematize e organize
o conhecimento produzido na área da educação para...
Quais os objetivos?
• Promover o envolvimento das
comunidades escolares e seus parceiros
no desenvolvimento de ações práti...
Quais os objetivos?
• Participar no balanço da Década em
Portugal e contribuir para a aferição dos
impactos e mudanças pro...
Quais os objetivos?
• Reunir o espólio de materiais / recursos / boas
práticas produzidas no âmbito da Década numa
“infote...
O que se pretende?
Promover uma reflexão e debate
sobre a implementação dos
objetivos da Década EDS e dar
continuidade aos...
Como é composta a
Plataforma?
Coordenação
CN.UNESCO – Associação CIDAADS
Comité
Executivo
Equipas de
Investigação
Conselho...
…“o nosso maior desafio neste novo
século é pegar num conceito que parece
abstrato - Desenvolvimento Sustentável -
e torná...
Década EDS, Sim! E depois?
Declaração da
Educação para o Desenvolvimento Sustentável
de Aichi-Nagoya
Nós, os participantes da Conferência Mundial da ...
Declaração da
Educação para o Desenvolvimento Sustentável
de Aichi-Nagoya
Lembrando o compromisso internacional para
conti...
Destacamos que a EDS é uma oportunidade e uma responsabilidade que deve envolver tanto os
países desenvolvidos como os paí...
Apelamos a todos os intervenientes interessados, inclusive aos governos e suas instituições e
redes afiliadas, organizaçõe...
www.plataforma2014mais.cidaads.org
Informe-se, registe-se, partilhe,
participe, colabore!
O Futuro é hoje!
Obrigado
Década EDS 2014+. Uma visão de futuro - Manuel Carvalho Gomes
Década EDS 2014+. Uma visão de futuro - Manuel Carvalho Gomes
Década EDS 2014+. Uma visão de futuro - Manuel Carvalho Gomes
Década EDS 2014+. Uma visão de futuro - Manuel Carvalho Gomes
Década EDS 2014+. Uma visão de futuro - Manuel Carvalho Gomes
Década EDS 2014+. Uma visão de futuro - Manuel Carvalho Gomes
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Década EDS 2014+. Uma visão de futuro - Manuel Carvalho Gomes

329 visualizações

Publicada em

VI Jornadas do Ambiente, Energias e Alterações Climáticas & III Encontro Regional de Educação para o Desenvolvimento Sustentável

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
329
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Década EDS 2014+. Uma visão de futuro - Manuel Carvalho Gomes

  1. 1. Manuel Carvalho Gomes Presidente da Associação Geo-CIDAADS Investigador no CEG/IGOT-UL Década EDS 2014+ Uma visão de futuro
  2. 2. A Educação para o Desenvolvimento Sustentável visa um mundo em que todos tenham a possibilidade de beneficiar de uma educação de qualidade e de aprender os valores, os comportamentos e as competências necessárias para um futuro sustentável e para a transformação positiva da sociedade.
  3. 3. Haiti (2010) iguala o tsunami de 2004 (Ásia) estimativa de vítimas fatais 300 mil
  4. 4. A vulnerabilidade parte integrante da sociedade de risco
  5. 5. “A humanidade encontra-se num momento de definição histórica. Defrontamo-nos com a perpetuação das disparidades existentes entre as nações e no interior delas, o agravamento da pobreza, da fome, das doenças e do analfabetismo, e com a deterioração contínua dos ecossistemas de que depende nosso bem- estar. (...)” In Agenda 21, preâmbulo.
  6. 6. Comunicar sem fios (Fotografia livre da instalação Out of Order de David Mach). Gomes M, Kingston, Reino Unido, 2008. “A educação é não somente um direito do ser humano, mas igualmente uma condição sine qua non do desenvolvimento sustentável e um instrumento indispensável a uma boa governação, a decisões claras e à promoção da democracia.” In Príncipes, Documento CEP/AC.13/2005/3/Rev.1 – EEDS/CEE
  7. 7. Iluminação. Gomes M, Califórnia, EUA, 2011. EDS movimento de consciencialização da aceleração dos problemas associados à degradação ambiental e a fatores económico-sociais
  8. 8. EDS Baseia-se nos princípios do DS nos domínios ambiental, social , económico e cultural Estuda o conteúdo, tendo em conta o contexto, os problemas mundiais e as prioridades nacionais Desenvolve as competências dos cidadãos com vista à adoção de decisões no plano comunitário, a tolerância social, a responsabilidade ambiental, a adaptação da força laboral e a qualidade de vida É interdisciplinar. Nenhuma disciplina pode reivindicar a EDS como sua, mas todas podem contribuir para ela Recorre a técnicas pedagógicas que promovem a aprendizagem participativa e competências de reflexão Promove a aprendizagem ao longo da vida e envolve a educação formal, não formal e informal
  9. 9. Década EDS 2005-2014
  10. 10.  Perceber as interligações: conhecer as causas, para perceber as consequências e encontrar soluções  Difundir informação em contexto, desmontando o conhecimento científico de forma acessível, com base na partilha e saber comunicar  Trabalhar em equipa / rede / parcerias/ plataformas  Avaliar e monitorizar Uma educação para o desenvolvimento sustentável exige…
  11. 11. Década da EDS (2005-14) 10 anos 10 temas O consumo sustentável (2005) A diversidade cultural (2006) A saúde e a qualidade de vida (2007) A água e a energia (2008) As reservas da biosfera como lugares de aprendizagem (2009) Os sítios do património mundial como lugares de aprendizagem (2010) A EDS na sociedade do conhecimento (2011) A participação na cidadania e a boa governança (2012) A redução da pobreza e os projectos de desenvolvimento sustentável (2013) A ética e a justiça entre gerações (2014)
  12. 12.  Os documentos internacionais de referência em EDS (PAID, EEDS-CEE/ONU; EPT; ODM; Carta da Terra)  Os documentos nacionais (Protocolo de cooperação MA/ME e o Documento DEDS 2005-2014. Contributos para a sua implementação em Portugal)  Programas de ensino  O CREB através do projeto Cidadania e sustentabilidades para o séc. XXI. Caminhos para uma comunidade sustentável nos Açores confirmou as suas potencialidades no desenvolvimento da EDS pelas oportunidades de desenvolvimento experiências de aprendizagem no âmbito da compreensão da complexidade dos ecossistemas na sua relação com os sistemas humanos. Em qualquer área disciplinar ou disciplina se pode abordar a problemática da EDS
  13. 13. Evidências Caminhos sustentáveis. Gomes M, Parque Natural Arenal, Costa Rica, 2008. Década - quadro legal internacional A política educativa nacional não parece ter respondido de forma consistente aos desafios da Década, uma vez que não se promoveu : • a inovação dos conteúdos da educação escolar • as mudanças nos métodos pedagógicos e didáticos • a reorganização do sistema escolar
  14. 14. Recordando Orlando Ribeiro. Gomes M, Ilha do Fogo, Cabo Verde, 2010. A harmonia entre homens perfeitos e uma natureza rica e fecunda, sonhada por poetas (…) nunca existiu. (Orlando Ribeiro, 2012) Paradoxo da urgência de se viver em sustentabilidade e de estarem criadas do ponto de vista teórico as condições para a implementação da EDS e de ela não se efetivar na escolarização com a profundidade prevista.
  15. 15. Sustentabilidade do conhecimento produzido ? www.cidaads.org Projetos, investigação, legislação, conferências, seminários, encontros científicos, …
  16. 16. www.plataforma2014mais.cidaads.org
  17. 17. O QUE É? Uma plataforma online, de acesso livre, onde constam documentos, projetos e exemplos relevantes produzidos no âmbito da Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável e do novo Plano Global de Ação 2015.
  18. 18. O QUE É? Pretende-se que esta Plataforma agregue, sistematize e organize o conhecimento produzido na área da educação para o desenvolvimento sustentável (EDS) livros, teses académicas, comunicações em conferências, recursos didáticos ou projetos desenvolvidos por instituições governamentais, ONG, municípios, empresas, universidades ou escolas, entre outras entidades
  19. 19. Quais os objetivos? • Promover o envolvimento das comunidades escolares e seus parceiros no desenvolvimento de ações práticas que visem uma EDS • Apoio a iniciativas e atividades inseridas numa EDS, tais como encontros científicos, conferências, ações de formação, projetos, etc. • Envolvimento ativo de todas as entidades ligadas à promoção de uma EDS: decisores, investigadores, ONG, empresas, docentes, alunos e cidadãos
  20. 20. Quais os objetivos? • Participar no balanço da Década em Portugal e contribuir para a aferição dos impactos e mudanças produzidos na sociedade • Acompanhar e contribuir para o Relatório de Avaliação da Década que Portugal terá de apresentar enquanto Estado membro da UNESCO / ONU • Disponibilizar informação, boas práticas e recursos educativos promotores de práticas de EDS
  21. 21. Quais os objetivos? • Reunir o espólio de materiais / recursos / boas práticas produzidas no âmbito da Década numa “infoteca” digital que possa ser consultada por todos os cidadãos • Dar visibilidade ao conhecimento produzido e às atividades desenvolvidas no contexto da EDS
  22. 22. O que se pretende? Promover uma reflexão e debate sobre a implementação dos objetivos da Década EDS e dar continuidade aos mesmos Contribuir para a integração da EDS nos diferentes níveis da sociedade e, em particular, em todas as modalidades de educação formal e não formal
  23. 23. Como é composta a Plataforma? Coordenação CN.UNESCO – Associação CIDAADS Comité Executivo Equipas de Investigação Conselho Consultivo Comissão de Entidades Representadas (…)
  24. 24. …“o nosso maior desafio neste novo século é pegar num conceito que parece abstrato - Desenvolvimento Sustentável - e torná-lo numa realidade para todos os povos do mundo”. Kofi Annan Ex- Secretário-Geral das Nações Unidas O Futuro é agora…
  25. 25. Década EDS, Sim! E depois?
  26. 26. Declaração da Educação para o Desenvolvimento Sustentável de Aichi-Nagoya Nós, os participantes da Conferência Mundial da UNESCO para a Educação para o Desenvolvimento Sustentável (EDS), de 10 a 12 de Novembro de 2014, em Aichi-Nagoya, Japão, adotamos esta declaração e apelamos à açao urgente para fortalecermos ainda mais e expandirmos a EDS, de forma a capacitarmos as presentes gerações e encontrarmos as suas necessidades garantindo, ao mesmo tempo, que as gerações futuras encontrarão também as suas, com uma abordagem equilibrada e integrada, tendo em conta as dimensões económicas, sociais e ambientais do desenvolvimento sustentável. Esta declaração reconhece que as pessoas são o centro do desenvolvimento sustentável e baseia-se nas conquistas da Década da EDS das Nações Unidas (2005-2014); nas deliberações da Conferência Mundial da UNESCO para a EDS, em Aichi-Nagoya;
  27. 27. Declaração da Educação para o Desenvolvimento Sustentável de Aichi-Nagoya Lembrando o compromisso internacional para continuar a promover a EDS, incluído no documento resultado da Conferência das NU para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) de 2012, O Futuro que Nós Queremos, Reafirmando a EDS enquanto meio vital para a implementação do desenvolvimento sustentável, tal como reconhecido em acordos intergovernamentais Enfatizamos o poder da EDS de capacitar alunos para se transformarem a eles próprios e a sociedade em que vivem através do desenvolvimento de conhecimentos, competências, atitudes e valores necessários para enfrentarem a cidadania mundial e os desafios de contexto local do presente e do futuro, tais como o pensamento organizado e crítico, a resolução analítica de problemas, a criatividade, trabalhar em grupo e tomar decisões enfrentando a incerteza, e compreender a dimensão da interligação dos desafios e das responsabilidades globais que advêm dessa consciência,
  28. 28. Destacamos que a EDS é uma oportunidade e uma responsabilidade que deve envolver tanto os países desenvolvidos como os países em desenvolvimento na intensificação dos esforços para a erradicação da pobreza, redução de desigualdades, proteção do ambiente e crescimento económico, com vista a promover igualdade, mais sustentabilidade nas economias e nas sociedades beneficiando todo os países, especialmente aqueles mais vulneráveis Sublinhamos que a implementação da EDS deve ter em total consideração os contextos locais, nacionais, regionais e mundiais, bem como da contribuição da cultura para o desenvolvimento sustentável e a necessidade de respeitar a paz, a não-violência, a diversidade cultural, o conhecimento local e tradicional e os costumes e saberes nativos, e os princípios universais dos direitos humanos, da igualdade de géneros, a democracia e a justiça social,
  29. 29. Apelamos a todos os intervenientes interessados, inclusive aos governos e suas instituições e redes afiliadas, organizações e grupos de comunidades civis, ao setor privado, aos media, à comunidade académica e de investigação, a instituições de ensino e centros de formação bem como a entidades das NU, a agências de desenvolvimento bilateral e multilateral e a outros tipos de organizações intergovernamentais a vários níveis, para que: a) definam objectivos específicos, b) desenvolvam, apoiem e implementem actividades, c) criem plataformas para a partilha de experiências (incluindo plataformas TIC), e d) fortaleçam de forma sinergética os métodos de monitorização e avaliação nas cinco Áreas de Ação Prioritária Convidamos os governos dos Estados Membros da UNESCO a prosseguirem com os esforços para: a) Analisar os objetivos e valores que se baseia a educação, determinar até que ponto a política de educação e seu currículo estão a atingir as metas da EDS; reforçar a integração da EDS no ensino, na formação, e em estratégias para o desenvolvimento sustentável, dando especial atenção a abordagens holísticas de um sistema alargado e à cooperação e parceria entre atores do setor educativo, do setor privado, da sociedade civil e daqueles que trabalham nas várias áreas do desenvolvimento sustentável; e assegurar a educação, formação e desenvolvimento profissional de professores e doutros educadores para integrar a EDS no ensino e na aprendizagem de forma bem-sucedida
  30. 30. www.plataforma2014mais.cidaads.org Informe-se, registe-se, partilhe, participe, colabore! O Futuro é hoje!
  31. 31. Obrigado

×