5 dicas para redigir textos com mais BOSSA

393 visualizações

Publicada em

Um guia rápido para auxiliar na redação de textos mais atraentes.

Publicada em: Marketing
2 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
393
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
2
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

5 dicas para redigir textos com mais BOSSA

  1. 1. 5 DICAS PARA REDIGIR TEXTOS COM MAIS BOSSA Cícero Nogueira Fevereiro de 2014
  2. 2. Você já percebeu que estamos vivendo a era da ATENÇÃO? Em tempos em que não se faz nada sem consultar a internet, despertar a curiosidade da audiência é o prêmio de todo e qualquer comunicador– profissional ou amador. A humanidade nunca esteve tão conectada com a leitura e a comunicação. Assim, só quem realmente cativa o público consegue mantê-lo fiel diante do leque infinito de opções. A BOSSA é o ziriguidum; é o que vai além da retina e desperta interesse e atenção. É a habilidade de comunicar com leveza e espiritualidade. Veja, a seguir, algumas dicas para acrescentar mais BOSSA em seus escritos:
  3. 3. EVITE PROLIXIDADE Seja inimigo da redundância, vá direto ao ponto. Desde que surgiu o e-mail, não se começa mais uma carta com “saudações, prezado senhor”. Você pode ir direto ao assunto sendo gentil e educado. Pesar a mão na introdução não o tornará mais simpático. Esboce tudo e depois elenque as informações mais importantes para colocá-las em evidência.
  4. 4. ABUSE DO BOM HUMOR Seja bem humorado, provoque um sorriso no canto da boca do seu leitor. Tem coisa melhor do que ler um texto - longo ou curto – que te levanta o astral? Cuidado para não parecer irônico ou sarcástico (ou seja, se julgar necessário). Até as situações mais pitorescas ou esdrúxulas podem ser tratadas com bom humor. Veja este exemplo: „Vibrador ecologicamente correto...‟
  5. 5. USE METÁFORAS Não economize nas figuras de linguagem, especialmente as metáforas. Será um divisor de águas em seu ofício de escriba. Elas acrescentam uma pitada de poesia; um verniz de musicalidade e sofisticação (percebeu a quantidade delas neste parágrafo?). Inspire-se na obra de Machado de Assis; perceba as imagens mentais que o grande mestre da literatura brasileira nos proporciona. “Guiomar, que estava de pé defronte dele, com as mãos presas nas suas, deixou-se cair lentamente sobre os joelhos do marido, e as duas ambições trocaram o ósculo fraternal. Ajustavam-se ambas, COMO SE AQUELA LUVA TIVESSE SIDO FEITA PARA AQUELA MÃO” (A Mão e a Luva, 1874).
  6. 6. LIVRE-SE DO PRECONCEITO LINGUÍSTICO Aceite que a língua está em plena evolução e a fala não se prende, necessariamente, às regras gramaticais. Acrescente em seus textos o modo de falar das pessoas sobre as quais está escrevendo. Se for algo muito diferente do que seu leitor está acostumado, coloque entre aspas. Lembre-se: a rigidez da gramática matou o “Latim original”. Né não?
  7. 7. RESPIRE E DEIXE RESPIRAR Se seu texto passar de duas laudas, ponha-lhe intertítulos. Faça conexões e dê ao seu leitor a chance de parar a leitura, tomar um café, para voltar com as ideias mais arejadas. O uso de metáforas e outros recursos subjetivos é sempre bem-vindo. Está discursando sobre a obra musical de Cazuza? Que tal um intertítulo assim: “O tempo não para”?
  8. 8. https://medium.com/@nogueiracicero ciceronetwork@hotmail.com

×