Pca 2010 maqterra ltda

522 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
522
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pca 2010 maqterra ltda

  1. 1. MAQTERRA LTDA PCA [Programa de Conservação Auditiva] [10/02/2010]
  2. 2. Programa de Conservação Auditiva - PCA Maqterra Ltda Índice 1. Introdução 2. Importância 3. Objetivo 4. Coordenação 5. Atribuições e Responsabilidades 6. Avaliação 7. Anexos 2
  3. 3. PCA – Programa de Conservação Auditiva Maqterra Ltda [Uberlândia, 10 de fevereiro de 2010] Área de Abrangência do PCA Maqterra Ltda – Obra: Uberlândia Shopping 1. Introdução A exposição rotineira e prolongada a níveis elevados de ruído pode provocar alterações da capacidade auditiva de pessoas que apresentam predisposição para este tipo de agravo à saúde. A Norma Regulamentadora N.º 15 - NR-15, no item I, define que o nível de pressão acústica de 85 dB (A), é o máximo a que um trabalhador pode estar exposto durante uma jornada de trabalho de 8 (oito) horas, sem o uso de proteção auditiva. Portanto, em todo ambiente de trabalho onde o nível de ruído supera este limite, medidas de proteção devem ser tomadas com a finalidade de evitar a chamada Perda Auditiva Induzida pelo Ruído Ocupacional - PAIRO. Devido à presença extremamente freqüente do ruído e à dificuldade de sua eliminação dos ambientes de trabalho, a implementação pela Empresa de um conjunto oficial e permanente de normas e procedimentos, voltado para a identificação do ruído, e controle de exposição dos empregados é medida fundamental na proteção da saúde ocupacional, e o Programa de Conservação Auditiva PCA é o instrumento através do qual a prevenção da PAIRO se torna possível. 2. Importância A promoção de um alto nível de Saúde Ocupacional, por meio da melhor adequação possível do ambiente de trabalho às características biológicas, psicológicas e sociais do ser humano, representa a promoção da saúde da própria Empresa. O PCA tem a sua importância centrada na proteção da saúde do trabalhador, oferecendo uma melhor qualidade de vida, pela melhoria das condições de trabalho em ambientes onde o ruído ultrapassa os limites de tolerância. 3. Objetivo Além da proteção da saúde do trabalhador, o PCA atende aos aspectos legais das Normas Regulamentadoras N.º 7 (Anexo I – Quadro II), e, NR-15, através da padronização dos processos de controle da exposição ocupacional ao ruído, racionalizando os procedimentos do Grupo de Conservação Auditiva – GCA. 3
  4. 4. PCA – Programa de Conservação Auditiva Maqterra Ltda [Uberlândia, 10 de fevereiro de 2010] 4. Abrangência deste PCA • Maqterra Ltda – OBRA: Uberlândia Shopping 5. Coordenação O PCA será coordenado pelo Grupo de Conservação Auditiva – GCA – equipe multidisciplinar, abaixo designada, estando o sucesso do mesmo condicionado ao comprometimento de cada elemento com a busca constante das soluções possíveis para o problema ruído no trabalho. Composição do GCA • Gerente da Empresa • Médico do Trabalho • Engº Segurança O GCA deverá manter atualizado um banco de dados com o registro e análise das informações importantes para o gerenciamento do programa. 5. Atribuições de Responsabilidades a) Cabe à Gerência • Viabilizar o atendimento das recomendações de engenharia quanto às medidas de proteção coletiva, fornecendo cronograma de implantação. • Atender às recomendações de padronização de EPI´s. • Viabilizar as medidas administrativas para menor exposição de empregados, em acordo com o médico do trabalho, fornecendo documento quando as medidas não puderem ser adotadas. • Comunicar aos demais integrantes do GCA quaisquer alterações no ambiente de trabalho que interfiram no Nível de Pressão Sonora - NPS. • Manter um histórico de exposição a ruído de cada empregado. • Fiscalizar, motivar e exigir o uso de EPI durante a exposição a NPS. 4
  5. 5. PCA – Programa de Conservação Auditiva Maqterra Ltda [Uberlândia, 10 de fevereiro de 2010] b) Cabe à Medicina do Trabalho • Realizar as audiometrias iniciais dos trabalhadores e periodicamente conforme determina a NR7 (Anexo I – Quadro III). • Fazer análise das audiometrias por grupos expostos, comunicando os resultados aos demais integrantes do GCA local. • Aprofundar o estudo dos casos alterados, visando o estabelecimento dos nexos causal e técnico. • Fornecer Segunda via dos exames audiométricos para os empregados, arquivando o original no prontuário médico. • Solicitar a abertura da CAT, quando for devido. • Arquivar os resultados das audiometrias por 20 anos. • Participar dos programas de educação e motivação. Condutas Médico Ocupacionais relativas ao PCA O SECONCI - TAP, através da Coordenação do PCMSO, na sua missão de prevenir e detectar os fatores causais de danos à saúde, neles atuando individual e coletivamente, a fim de que seja mantida a saúde dos empregados, em consonância com a legislação vigente e com os recursos financeiros da Empresa contratante, preocupada com o problema da PAIRO, que é uma lesão irreversível para a qual a prevenção é a única medida disponível, adota, como parte integrante do PCA, os procedimentos médico-ocupacionais específicos. À Medicina do Trabalho cabe basicamente, a monitorização da capacidade auditiva de todos os empregados que trabalham expostos a NPS elevados, através da execução do previsto no Anexo I do quadro II da NR-7, portaria número 19, de 9 de abril de 1998 – DIRETRIZES E PARÂMETROS MÍNIMOS PARA A AVALIAÇÃO DA AUDIÇÃO EM TRABALHADORES EXPOSTOS A NÍVEIS DE PRESSÃO SONORA ELEVADOS (Veja portaria em anexo). 5
  6. 6. PCA – Programa de Conservação Auditiva Maqterra Ltda [Uberlândia, 10 de fevereiro de 2010] c) Cabe à Engenharia de Segurança • Monitorar e mapear as áreas ruidosas. • Fazer medições periódicas e registro do NPS nas diversas áreas da Empresa e sempre que forem feitas modificações nas mesmas. • Divulgar os resultados das avaliações ambientais para o médico responsável pela área, gerente e para o GCA, • Fazer estudos e sugestões de modificações, substituição de equipamentos ruidosos e/ou outras medidas cabíveis para a diminuição do NPS. • Arquivar os registros de avaliações ambientais e medidas preventivas adotadas para proteção coletiva por 20 anos. • Reavaliar as áreas após implantação de mudanças. • Indicar EPI´s: selecionar os protetores auriculares mais adequados. • Participar dos programas de educação e motivação. 6. Avaliação do PCA O GCA deverá fazer avaliação periódica e sistemática, abordando três aspectos básicos: • Avaliação da perfeição e qualidade dos componentes do programa. • Avaliação dos dados do exame audiométrico. • Opinião dos empregados. Cicero Martins da Silva Médico Coordenador do PCMSO SECONCI - TAP 6
  7. 7. PCA – Programa de Conservação Auditiva Maqterra Ltda [Uberlândia, 10 de fevereiro de 2010] c) Cabe à Engenharia de Segurança • Monitorar e mapear as áreas ruidosas. • Fazer medições periódicas e registro do NPS nas diversas áreas da Empresa e sempre que forem feitas modificações nas mesmas. • Divulgar os resultados das avaliações ambientais para o médico responsável pela área, gerente e para o GCA, • Fazer estudos e sugestões de modificações, substituição de equipamentos ruidosos e/ou outras medidas cabíveis para a diminuição do NPS. • Arquivar os registros de avaliações ambientais e medidas preventivas adotadas para proteção coletiva por 20 anos. • Reavaliar as áreas após implantação de mudanças. • Indicar EPI´s: selecionar os protetores auriculares mais adequados. • Participar dos programas de educação e motivação. 6. Avaliação do PCA O GCA deverá fazer avaliação periódica e sistemática, abordando três aspectos básicos: • Avaliação da perfeição e qualidade dos componentes do programa. • Avaliação dos dados do exame audiométrico. • Opinião dos empregados. Cicero Martins da Silva Médico Coordenador do PCMSO SECONCI - TAP 6

×