O slideshow foi denunciado.

Segurança no processo de soldagem e corte

6.182 visualizações

Publicada em

Segurança no processo de soldagem e corte

Publicada em: Engenharia
  • Seja o primeiro a comentar

Segurança no processo de soldagem e corte

  1. 1. TRABALHANDO COM SEGURANÇA EM ATIVIDADES DE SOLDAGEM E CORTE
  2. 2. Definição de Soldagem • Um método de ligação das estruturas é a execução de emendas estruturais por soldagem. O método consiste em transformar a energia elétrica em calor, por meio de um arco de grande resistência no local a ser trabalhado. • O calor gerado funde simultaneamente o eletrodo e a peça a ser soldada. O metal utilizado no eletrodo deve ser compatível com as características do metal-base da peça. Existem vários processos de soldagens: eletrodos revestidos, MIG/MAG, Arame Tubular, Arco Submerso.
  3. 3. Eletrodos revestidos • É o processo mais utilizado para a execução das ligações durante a montagem. Também chamada de solda manual, depende principalmente da habilidade do operador, pois a abertura do arco elétrico, o movimento do eletrodo, o controle da fusão e a remoção de escórias são totalmente manuais. O eletrodo é formado por duas partes: - O arame interno que será fundido e transferido para a peça; - O revestimento que entrará em combustão criando uma proteção gasosa ao redor da poça de soldagem, protegendo a solda contra o oxigênio e o nitrogênio da atmosfera, que são prejudiciais.
  4. 4. Eletrodos revestidos • Os eletrodos fornecem metal de deposição para preencher os espaços existentes nos entalhes entre as peças ou nas soldas de filete. Eles são fornecidos em composições de acordo com o aço a ser soldado, e são divididos em geral em grupos, que possuem diferentes características. • As composições do metal do arame (alma) e do revestimento fornecem o tipo de eletrodo, de acordo com as especificações AWS A5.1 e A5.5. • Quando se indica o diâmetro de um eletrodo, sempre se está referindo ao diâmetro do arame interno. Os diâmetros comerciais mais comuns são: 2,5mm; 3,25mm; 4mm; 5mm e 6mm. São vendidos em latas metálicas estanques que garantem a proteção mecânica e contra a umidade do ar.
  5. 5. Soldagem - Processo de arame com proteção gasosa MIG/MAG • É um processo que utiliza um arame sólido cobreado ou não e não deixa uma quantidade apreciável de escória. Os arames são fabricados de acordo com as especificações da AWS A5.18 e AWS A5.28. • Uma variedade de gases ou misturas de gases podem ser usados para os processos de soldagem de arame com proteção gasosa. • O gás carbônico (CO2) é o mais barato, mas ainda que seja aceitável para soldagem de aço carbono, ele não é inteiramente inerte, sendo ativo em temperaturas elevadas. Isto deu origem à denominação em inglês, cuja sigla é MAG (gás metal-ativo). Quando misturas predominantemente baseadas em argônio são utilizadas, a sigla é MIG (gás metal-inerte).
  6. 6. Máquina de soldagem para processo MIG Arame Sólido Cobreado Máquina de Soldagem MIG com cilindro de gás
  7. 7. AMBIENTES PARA SOLDAGENS Cortinas em tiras de PVC flexível Cortinas inteiriças de PVC flexível Montagem de estrutura metálica
  8. 8. Cortes de peças metálicas • A maneira mais comum de promover o corte de aço é através da erosão térmica. Porém existem outros processos de corte. • Um corte regular e preciso é possível com a aplicação da chama oxi-acetilênica, mesmo ao ar livre. • O aparelho utilizado para esse tipo de corte é chamado de maçarico. • A chama para soldar ou cortar é ajustada ou regulada através do maçarico.
  9. 9. Soldagem e corte
  10. 10. • O aparelho de maçarico é formado por dois tubos unidos a um misturador onde ocorre a união do gás oxigênio com o combustível. • Um tubo é destinado ao oxigênio e outro ao gás combustível. Na entrada de cada tubo existe uma válvula que possibilita a abertura ou fechamento do fluxo . • A chama é formada num bico na extremidade da caneta, dotado de um ou mais orifícios. O maçarico é ainda formado por um gatilho que aumenta o fluxo de oxigênio diretamente no bico durante a operação de corte. Aparelho de Maçarico
  11. 11. • O maçarico é uma ferramenta essencial tanto na fabricação quanto na montagem das estruturas. Na montagem é utilizado para alterações, correção de erros e de empenos, para o pré-aquecimento de chapas grossas. • Para o funcionamento desse aparelho, existe um cilindro de oxigênio e um outro cilindro de gás combustível, que pode ser o acetileno, o gás liquefeito de petróleo (GLP) ou ainda uma mistura de gases. Aparelho de Maçarico
  12. 12. Aparelhos de Maçarico • Na parte superior de cada cilindro existirá um regulador de pressão, dotado de manômetros que indicam a pressão interna do fluido e a pressão de saída para a mangueira. Esta pressão de saída deverá ser regulada dependendo da intensidade do corte. A pressão interna é importante para determinar a quantidade de gás ainda existente no interior do cilindro.
  13. 13. CILINDROS E MAÇARICO
  14. 14. Aparelhos de Maçarico • Na saída do dispositivo de segurança serão instaladas as mangueiras de oxigênio e do cilindro de gás combustível, formando um par geminado, na cor verde para o oxigênio e na cor vermelha para o gás. • Estas mangueiras encaminham os gases até o maçarico. Tanto na entrada do oxigênio quanto na entrada de gás são instaladas válvulas de retenção para evitar o refluxo das chamas para o interior das mangueiras. As mangueiras são afixadas por braçadeiras ao dispositivo de segurança do cilindro.
  15. 15. Cuidados de segurança no maçarico • A claridade emitida pelo corte na extremidade do bico pode lesar os olhos do operador que devem ser protegidos por óculos escuros apropriados. • Normalmente na saída do regulador de pressão é instalada uma válvula de segurança para evitar o refluxo das chamas para dentro do cilindro, com riscos de explosão. A válvula é um equipamento importante para segurança do operador no posto de trabalho. • Este conjunto formado por dois cilindros, mangueiras e maçarico é instalado em um carrinho, que promove a proteção dos cilindros, o acondicionamento das mangueiras e facilita o deslocamento para próximo do local de trabalho.
  16. 16. Cuidados com cilindros de gás • Observar as características físicas e químicas dos gases usados e seguir rigorosamente as regras de segurança específicas indicadas pelo fornecedor. • Somente usar gases reconhecidamente adequados ao processo de soldagem ou corte. • Nunca usar adaptadores de rosca entre um cilindro e o regulador de pressão, somente usar um regulador de pressão específico para o gás usado e de capacidade apropriada à aplicação.
  17. 17. Cuidados com cilindro de gás • As mangueiras e conexão de gás utilizadas no cilindro, deve estar isento de vazamentos. • Os cilindros de gás devem sempre ser mantidos em posição vertical, isolando a mangueira em um suporte, armazenando o cilindro no carrinho de transporte ou encostos por meio correia ou corrente isolada eletricamente.
  18. 18. Cuidados com cilindro de gás • Nunca conservar cilindros ou equipamento relativo a gases de proteção em áreas confinadas. • Quando não estiverem em uso, cilindros de gás devem permanecer com sua válvula fechada, mesmo que estejam vazios. • Sempre manter cilindros de gás distantes de chamas e de fontes de faíscas ou de calor. • Ao abrir a válvula do cilindro,manter o rosto afastado do regulador de pressão/vazão.
  19. 19. Segurança no local de soldagem e corte • Toda área de soldagem ou corte deve ser equipada com sistema adequado de combate a incêndio, pois o calor produzido por arcos elétricos e as suas irradiações, por escórias quentes e por faíscas podem ser causas de incêndios ou explosões. • Eliminar possíveis causas de incêndios, não realizar esse tipo de atividade em locais que contêm líquidos inflamáveis, sólidos combustíveis, gases inflamáveis. • Instalar barreiras contra fogo e respingos, se no local tiver materiais inflamáveis, combustíveis, deve existir uma proteção, como por exemplo, instalação de biombos metálicos, antes da realização da atividade.
  20. 20. Segurança no local de soldagem e corte • Antes da execução de soldagem, corte ou qualquer operação a quente, a área deve estar limpa. Caso contrário, essa substâncias depositadas na superfície das peças podem decompor-se sob ação do calor e produzir vapores inflamáveis ou tóxicos. • Depois da execução da atividade deve ser feita uma inspeção na área de trabalho, não deixando fagulhas ou pedaços de metal quente que possam provocar algum incêndio. • Em caso de execução de soldagem em ambiente fechado, verificar a ventilação do ambiente. Ambiente possui ventilação forçada? Coifa de Exaustores?
  21. 21. Segurança dos trabalhadores em soldagem e corte • Nunca tocar em partes eletricamente "vivas" . Partes vivas são: rede de alimentação elétrica, o cabo de entrada e os cabos de soldagem, o porta-eletrodo, a pistola ou a tocha de soldar, os terminais de saída da máquina e a própria peça a ser soldada, esta se não for adequadamente aterrada. • Instalar o equipamento de acordo com as instruções do manual específico fornecido. • Operar os equipamentos estritamente dentro das características anunciadas pelo fabricante. • Aterrar os equipamentos e seus acessórios a um ponto seguro de aterramento.
  22. 22. Segurança dos trabalhadores em soldagem e corte • Usar equipamentos de proteção individual (EPI) adequados, em bom estado, limpos e secos. Os EPIs são: capacete, avental e perneira de raspa, mangote e luva de raspa com manga longa, Protetor Auditivo Tipo Plug ou Tipo Concha, máscara para soldador, óculos e bota de segurança, máscara de filtros para fumos metálicos, touca de soldador (boné árabe). • O soldador ou operador de uma máquina de soldar ou cortar deve trabalhar em cima de um estrado ou plataforma isolante

×