Casa portugues - interpretação

259 visualizações

Publicada em

apostila

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
259
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Casa portugues - interpretação

  1. 1. Língua Portuguesa Compreensão de Textos Maria Tereza Faria
  2. 2. Definidos (o / a / os / as) valor semântico exemplo Finalidade de individualizar, destacar, determinar objeto ou ser. O sinal já vai bater. (conhecimento do falante e do ouvinte) Finalidade de mencionar uma espécie. (singular = pluralidade) Dizem que o brasileiro é alegre. Ênfase, realce Esta não é uma cerveja, mas a cerveja. Familiaridade Você viu a Mariana por aí? Semântica dos artigos
  3. 3. Indefinidos (um / uma / uns / umas) valor semântico exemplo Finalidade de generaliza, indicar de forma vaga. Tenho um violão desafinado. (pode ser um entre vários) Finalidade de mencionar uma espécie. Um pai tem o dever de educar seus filhos. Ênfase, realce Estou com uma fome de dar medo. Semântica dos artigos A ausência de artigos pode indicar totalidade. Ex.: Homens são de Marte; mulheres são de Vênus.
  4. 4.  a linguagem se volta sobre si mesma, transformando-se em seu próprio referente. Semântica Metalinguagem Intertextualidade = diálogo entre os textos. "- Ave Maria cheia de graças..." A tarde era tão bela, a vida era tão pura, as mãos de minha mãe eram tão doces, havia, lá no azul, um crepúsculo de ouro... lá longe... "- Cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita!" [...] “Oração”, Jorge de Lima
  5. 5. Semântica Paráfrase = reafirma alguns dos sentidos do texto citado (manutenção do sentido). Nosso céu tem mais estrelas, Nossas várzeas têm mais flores, Nossos bosques têm mais vida, Nossa vida mais amores. (Gonçalves Dias. Canção do Exílio) Do que a terra mais garrida Teus risonhos lindos campos têm mais [flores Nossos bosques têm mais vida Nossa vida, no teu seio, mais [amores. (Hino Nacional Brasileiro) Paródia = imitação, na maioria das vezes, cômica (adaptação da obra original a um novo contexto). Pintura do artista plástico de rua Banky brinca com o locus amoenus por meio de uma intervenção contemporâneo numa paisagem bucólica.
  6. 6. Semântica dos tempos verbais Modo Indicativo (certeza) tempo / desinência 1ª pes. sing. (regulares) valor semântico exemplo Presente (-o) hábito passado (pres. narrativo) futuro Acordo cedo todos os dias. Junho de 2013: os jovens tomam as ruas. Fiquei feliz e conto por quê. *instante da fala ou da ação = ESTAR (pres.) + gerúndio: Estou estudando verbos. Pret.perf. (-i) Pret. imperf. (-ia/-va) passado duradouro, simultâneo a outro fato Estava à toa na vida... polidez (coloq.) Você podia me ajudar, por favor? fato concluído Já estudei suficientemente. Pret.+ q perf. (-ra) TER/HAVER (pret.imperf.) + particípio Pret. perf. composto: VIR (pres.)+ gerúndio TER (pres.)+ particípio início no passado; continuidade no pres. Venho pensando em você. = Tenho pensado em você. passado do passado Já dormira (tinha-havia dormido) quando você chegou.
  7. 7. Semântica dos tempos verbais Modo Indicativo (certeza) tempo / desinência 1ª pes. sing. (regulares) valor semântico exemplo Fut. pres. (-rei) certeza sobre a realização probabilidadeFut. pres. + Fut. Subjuntivo Realizarei todos os meus sonhos. Ligarei quando puder. Fut. pret. (-ria) hipótese Teria uns 20 anos na época... polidez (formal) Você poderia me ajudar, por favor? condição Começaria tudo outra vez, se preciso fosse, meu amor. Fut. pret. + Imperf. Subjuntivo
  8. 8. Semântica dos tempos verbais Modo Subjuntivo (hipótese) tempo / desinência 1ª pes. sing. (regulares) valor semântico exemplo Presente (-a / -e) dúvida acerca do fato atual fato possível no futuroFuturo (-r) Talvez eu esteja certa. Quando ele chegar, vou abraçá-lo. Pret. imperfeito (-sse) Eu esperava que o time vencesse.fato passado posterior a outro já ocorrido

×