<ul><ul><ul><ul><li>Não é D E C O D I F I C A R. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>É ultrapassar a atividade vi...
<ul><ul><ul><ul><li>É uma atitude interativa, altamente complexa, de producão de sentido,que se realiza, com base nos elem...
<ul><ul><ul><ul><li>É atribuir significado ao texto, conseguir relacioná-lo a todos os outros textos significativos, recon...
<ul><ul><ul><li>É um processo de interlocução entre leitor-autor, intermediado pelo texto. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul...
<ul><li>Texto 1 </li></ul><ul><li>Ler é o melhor remédio </li></ul><ul><li>Mesmo que não haja doença </li></ul><ul><li>Ler...
<ul><li>A leitura deve atender a objetivos claros e verdadeiros para os sujeitos. </li></ul><ul><li>O professor deve conhe...
<ul><li>O direito de não ler. </li></ul><ul><li>O direito de pular páginas. </li></ul><ul><li>O direito de não terminar um...
<ul><li>Buscar informações (palavra no dicionário, telefone em uma lista etc.). </li></ul><ul><li>Para obter conhecimento ...
<ul><li>Leitura objetiva </li></ul><ul><li>Leitura inferencial  </li></ul><ul><li>Leitura avaliativa  </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Conceitos De Leitura - Gestar

6.000 visualizações

Publicada em

Slide do Programa Gestar II que objetiva oferecer formação continuada a professora da rede pública de ensino.

Publicada em: Educação, Esportes
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.000
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
83
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conceitos De Leitura - Gestar

  1. 2. <ul><ul><ul><ul><li>Não é D E C O D I F I C A R. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>É ultrapassar a atividade visual. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>É dar sentido ao texto. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>É compreender, </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>questionar, inferir. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>(Dell’Isola, 2001) </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  2. 3. <ul><ul><ul><ul><li>É uma atitude interativa, altamente complexa, de producão de sentido,que se realiza, com base nos elementos linguísticos presentes na superfície textual e na sua forma de organização, mas requer a mobilização de saberes prévios. (Koch, 2006) </li></ul></ul></ul></ul>
  3. 4. <ul><ul><ul><ul><li>É atribuir significado ao texto, conseguir relacioná-lo a todos os outros textos significativos, reconhecer nele o tipo de leitura que seu autor pretendia e entregar-se à leitura ou rebelar-se contra ela, propondo outra não prevista. (Marisa Lajolo, 1982) </li></ul></ul></ul></ul>
  4. 5. <ul><ul><ul><li>É um processo de interlocução entre leitor-autor, intermediado pelo texto. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>(Geraldi, 2006) </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Processo através do qual o leitor decifra os sinais e dá sentido a eles. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>(Kleiman,2007) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>É um processo de seleção que se dá como um jogo, com avanços para as predições, recuos para correções. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>(Marisa Lajolo, 1982) </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  5. 6. <ul><li>Texto 1 </li></ul><ul><li>Ler é o melhor remédio </li></ul><ul><li>Mesmo que não haja doença </li></ul><ul><li>Ler é se prevenir </li></ul><ul><li>Dos males modernos </li></ul><ul><li>Dos males eternos </li></ul><ul><li>Das sombras </li></ul><ul><li>É mergulhar nos sonhos </li></ul><ul><li>É curar feridas do corpo </li></ul><ul><li>É plantar na alma </li></ul><ul><li>O desvario dos loucos </li></ul><ul><li>A pureza das crianças </li></ul><ul><li>É ter sempre lembranças </li></ul><ul><li>Do passado, do presente, do </li></ul><ul><li>futuro </li></ul><ul><li>Não ler é se lamentar de dor </li></ul><ul><li>Que pode ser de amor </li></ul><ul><li>Ou não </li></ul><ul><li>Não ler é fechar as portas </li></ul><ul><li>Que se abrem no dia-a-dia </li></ul><ul><li>Para que entre furtivamente </li></ul><ul><li>Cada raio de luz </li></ul><ul><li>Que invade nossas manhãs. </li></ul><ul><li>Airton José de Sousa </li></ul>
  6. 7. <ul><li>A leitura deve atender a objetivos claros e verdadeiros para os sujeitos. </li></ul><ul><li>O professor deve conhecer os interesses dos alunos para oferecer-lhes experiências e materiais capazes de mobilizá-los. </li></ul><ul><li>O professor deve ajudar os alunos a ter necessidades de leitura. </li></ul><ul><li>Devem ser respeitados os direitos do leitor. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>O direito de não ler. </li></ul><ul><li>O direito de pular páginas. </li></ul><ul><li>O direito de não terminar um livro. </li></ul><ul><li>O direito de reler. </li></ul><ul><li>O direito de ler qualquer coisa. </li></ul><ul><li>O direito de ao bovarismo. </li></ul><ul><li>O direito de ler em qualquer lugar. </li></ul><ul><li>O direito de ler uma frase aqui e outra ali. </li></ul><ul><li>O direito de ler em voz alta. </li></ul><ul><li>O direito de calar (...) </li></ul><ul><li>Daniel Penac </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Buscar informações (palavra no dicionário, telefone em uma lista etc.). </li></ul><ul><li>Para obter conhecimento global de um texto (leitura comumente rápida). </li></ul><ul><li>Para fruição estética (neste caso, buscam-se os detalhes da construção textual). </li></ul><ul><li>Para aprender . </li></ul>
  9. 10. <ul><li>Leitura objetiva </li></ul><ul><li>Leitura inferencial </li></ul><ul><li>Leitura avaliativa </li></ul>

×