Metalurgia do Pó
Definição 
Metalurgia do pó é o 
processo de manufatura 
de peças metálicas 
utilizando pós metálicos, 
não-metálicos e ce...
Etapas do processo
Etapas do 
Processo
Processos de 
Fabricação 
do Pó 
• Métodos Mecânicos (quebra e moagem): para 
materiais frágeis ou fragilizados; fragmenta...
Características 
dos Pós 
• Forma geométrica das partículas 
• Tamanho: partículas maiores permitem maior 
compactação, en...
a. Telúrio, moído. 
b. b. Liga Fe, atomização a gás 
Argônio 
c. c. Tunsgtênio, reduzido por gás, 
agregado poligonal 
d. ...
Atomização 
Atomização 
vertical 
Atomização 
horizontal
Compactação 
1. O pó é colocado na cavidade 
de uma matriz montada em 
uma prensa de compressão. 
2. Nos primeiros movimen...
Linha neutra 
localizada na 
parte inferior 
Zona neutra 
Linha neutra centralizada
Projeto
Sinterização 
• O compactado verde é aquecido a temperaturas altas, 
mas abaixo da temperatura de fusão do metal base. 
• ...
Etapas 
2. Sinterização 
Ligação metalúrgica das 
partículas de pó 
1. Pré Aquecimento: 
500 - 800°C 
O lubrificante é ret...
Sinterização 
Influência da temperatura
Etapas Complementares
Operações 
Complementares 
• Calibragem: aplicação de pressão em moldes 
específicos. 
• Recompressão: aumenta a densidade...
Vantagens 
-Bom desempenho em aplicações críticas de longa duração. 
-Perda mínima de matéria-prima 
-Permite as mais vari...
Desvantagens 
-Propriedades mecânicas inferiores (comparada com a fundida ou 
forjada) 
-Segurança/Ambiente de trabalho (p...
Comparações
Aplicações 
Peças complexas, pequenas e alto 
volume de produção.
Bibliografia 
• http://norbertocefetsc.pro.br/downloads/metalurgiadopo.pdf 
• http://aulas.e-agps.info/sinterizacao/SINTER...
Metalurgia do pó (Powder Metallurgy) - Conformação Mecânica
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Metalurgia do pó (Powder Metallurgy) - Conformação Mecânica

1.288 visualizações

Publicada em

Instituto Federal do Paraná - campus Paranaguá
Conformação Mecânica

Publicada em: Engenharia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.288
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
75
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metalurgia do pó (Powder Metallurgy) - Conformação Mecânica

  1. 1. Metalurgia do Pó
  2. 2. Definição Metalurgia do pó é o processo de manufatura de peças metálicas utilizando pós metálicos, não-metálicos e cerâmicos, sem recorrer-se à fusão, mas apenas pelo emprego de pressão e calor.
  3. 3. Etapas do processo
  4. 4. Etapas do Processo
  5. 5. Processos de Fabricação do Pó • Métodos Mecânicos (quebra e moagem): para materiais frágeis ou fragilizados; fragmenta o material em partículas com o uso de martelos ou moinhos. • Cold-stream: incidir um jato de partículas em um alvo feito com o mesmo material do pó, quebrando-o em tamanhos uniformes. • Atomização: pressurização do metal líquido, através de um orifício, formando um filete do metal líquido sobre o qual incide um jato de ar, provocando a atomização. • Redução Química • Eletrólise: os pós produzidos apresentam elevada pureza e baixa densidade aparente. Matéria-prima: 1. Pós metálicos 2. Pós de ligas metálicas 3. Não-metálicos
  6. 6. Características dos Pós • Forma geométrica das partículas • Tamanho: partículas maiores permitem maior compactação, enquanto uma menor permite superfície com menor rugosidade
  7. 7. a. Telúrio, moído. b. b. Liga Fe, atomização a gás Argônio c. c. Tunsgtênio, reduzido por gás, agregado poligonal d. d. Estanho, atomizado com ar, arrendondado com ligamentos e. e. Liga Fe, atomizado por centrifugação, esférico f. f. Estanho, resfriamento rápido sobre flocos
  8. 8. Atomização Atomização vertical Atomização horizontal
  9. 9. Compactação 1. O pó é colocado na cavidade de uma matriz montada em uma prensa de compressão. 2. Nos primeiros movimentos do punção, ocorre o adensamento do pó. 3. Com o aumento da pressão, ocorre a deformação plástica, formando uma espécie de solda fria. 4. A compactação gera uma peça final chamada de compactada verde. Prensas - características •Acabamento polido em todas as superfícies que terão contato com o pó. • Alta resistência ao desgaste e alta tenacidade. • Prensas com grande precisão dimensional.
  10. 10. Linha neutra localizada na parte inferior Zona neutra Linha neutra centralizada
  11. 11. Projeto
  12. 12. Sinterização • O compactado verde é aquecido a temperaturas altas, mas abaixo da temperatura de fusão do metal base. • Geralmente é feito em fornos contínuos • Durante a sinterização, ocorrem reações químicas e físicas entre as partículas, reduzindo ou até eliminando a porosidade do compactado verde. Condições controladas: -Tempo -Temperatura -Atmosfera do forno
  13. 13. Etapas 2. Sinterização Ligação metalúrgica das partículas de pó 1. Pré Aquecimento: 500 - 800°C O lubrificante é retirado da peça 3. Resfriamento A micro-estrutura do material é formada
  14. 14. Sinterização Influência da temperatura
  15. 15. Etapas Complementares
  16. 16. Operações Complementares • Calibragem: aplicação de pressão em moldes específicos. • Recompressão: aumenta a densidade e melhora as propriedades mecânicas. • Tratamentos térmicos: cementação e nitretação, porém obterá-se endurecimento total da peça • Infiltração: fechamento dos poros com um metal ou liga com ponto de fusão mais baixo. • Impregnação: preenchimento dos poros da peça com óleo. Com a aplicação de oléos/graxas também evita-se a corrosão. Objetivos: melhor acabamento, maior precisão dimensional, melhor densidade, dureza, e resistência mecânica etc.
  17. 17. Vantagens -Bom desempenho em aplicações críticas de longa duração. -Perda mínima de matéria-prima -Permite as mais variadas combinações de elementos químicos. -Controle da porosidade. -Formas intrincadas, com tolerâncias dimensionais fechadas. -Produz peças com características físicas e estruturais impossíveis de ser obtidas por outros processos - Homogeneidade estrutural e de propriedades
  18. 18. Desvantagens -Propriedades mecânicas inferiores (comparada com a fundida ou forjada) -Segurança/Ambiente de trabalho (pós finos) -Alto custo do ferramental -Restrições no projeto da peça -Variação de densidade x variação de propriedades -Tamanho da peça limitada devido a potência de compactação -Produz porosidade residual
  19. 19. Comparações
  20. 20. Aplicações Peças complexas, pequenas e alto volume de produção.
  21. 21. Bibliografia • http://norbertocefetsc.pro.br/downloads/metalurgiadopo.pdf • http://aulas.e-agps.info/sinterizacao/SINTERIZACAO.pdf • http://www.ebah.com.br/content/ABAAAAQsIAD/metalurgia-po • http://www.iem.unifei.edu.br/professores/edmilson/Aulas.html

×