Edital concurso upe

374 visualizações

Publicada em

concurso

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
374
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Edital concurso upe

  1. 1. 4-AnOXCII-NEIII Governo do Estado Governador' Paulo Henrique Saraiva Câmara LEI N” 15.525, DE 15 DE JUNHO DE 2015. Dispõe sobra ponalidado pocuniaria as instituições quo não precederam com a baixa do gravam¡ sobre vniculos airzomotoraa, nos prazos legalmente fixados. o GOVERNADOR DD EsrADo DE PERNAMBUCO: Paco saber que a Assembleia Lagislativa decretou o cu sanciono a seguinte Lei: Art 1° Apos o cumprimento das obrigacoes por pane do devedor, a instituição credora providenciara, automatica e eletronicamente, a informação da baixa do gravame junto ao orgão ou entidade executivo de transito, no qual o veiculo estiver registrado e licenciado no Estado de Pernambuco no prazo maximo de 10 (dez) dias, sob pena de aplicacao de multa pecuniaria correspondente a 5% (cinco por cento) dc valor financiado do veiculo, om favor do proprietario Art 2° Esta Lai entra em vigor na data da sua publicação Palácio do Campo das Princesas, ReclIe, 15 dejurlho do ano de 2015, 199" da Revolução Republicana Constitucionallsta e 196" da Independência do Brasil PAULO HENRIQUE SARAIVA CAMARA Governador do Estado ANTÔNIO CARLOS DOS SANTOS FIGUEIRA ANTONIO CESAR CAULA REIS o projeto que originou esta Lei e de autoria do Deputado Ricardo costa PMDB ATO DO DIA 15 DE JUNHO DE 2015. O GOVERNADOR DO ESTADO, rio uso de suas atrlbuicões RESOLVE: N” 5527 - Exonerar, a pedido, MARCELO BRuTa DA COSTA CORREIA do cargo, em comissão, de Secretária Executivo Especial de MoblIldade. simbolo DAS-I, da Secretaria das Cidades, a partir de 17 de junho de 2015 Secretarias de Estado ADMINISTRAÇÃO Secretario: Milton Coelho dci Silva Neto PORTARIAS SAD DO DIA 15.08.2015 PORTARIA CONJUNTA SAD/ UPE N° 54i DE 15 DE JUNHO DE 2015. O SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO e o REITOR DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO - UPE, tendo em vista o disposto na Lei ri" 14 538, de 14 de dezembro de 2011, alterada peIa Lei ri” 14 678, de 24 de maio de 2012 e na Lei ri” 12 980, de 19 de dezembro de 2005, e na Lei n°13 056, de D5 de julho de 2006, alem da autorização contida na deliberação Ad Re/ ere/ idum n' 025, de 1B de marco de 2015, da Camara de PoIItlca de Pessoal- CPP. RESOLVEM: I - Abrir concurso Publico de Provas e Titulos para Docente (CPD) para professores na categoria de Professor Auxiliar, Professor Assistente e Professor Adjunto, do Quadro afetivo de Pessoal da universidade da Pernambuco e uPE, para atuar nos cursos de Educação Superior, em niveis de graduação e pàsagraduação observadas as regras contidas nos Anexos que integram a presente Portaria conjunta ll - Determinar que o concurso seia regido por esta Portaria conjunta que sera valido por 02 (dois) anos, sendo estes prorrcgaveis por igual periodo, a partir da data de nomoiogação do seu resultado final III - Instituir a comissão responsavel pela Coordenação do concurso, ficando, desde ja, designados os seguintes membros, sob a presidencia do primeiro Diário Oficial do Estado de Pernambuco - Poder Executivo NOME | CARGO ORGÃO ALESSANDRA DE MELO RODRIGUES I Chefe do Núcleo de Concursos e Selecóes Publicas SAD LEONARDO HENRIQUE FERNANDES BEZERRA Luiz ALBERTO RIBEIRO RODRIGUES Gestor Governamental eAssessor da GGJUG Pro›Reitor de Graduação SAD KARL SCHURSTER VERISSIMO DE SOUSA LEÃO coordenador Geral da Graduacão uPE “MOM Gmwmlçlo d_ Dmwlçh exdum_ ERNANI MARTINS Dos SANTOS | Cmnimarioriiacorlilssao Pcrniaicnicnc contuisos/ itailemiros uPE pmesso, Auxma, R3 2 095m HDSANA APOLINARIA RODRIGUES LlMA | coordenadora do Recursos Humanos uPE remessa, nesse", pç 2 57090 DILANEGIMINO MARTINS | Advogada uPE ProfesscrAdiurrto RS a 400,00 Recife, ló de junho de 2015 IV . Autorizar que o certame seja executado pela Universidade de Pernambuco e uPE, atraves de sua Comissão Permanente de Concursos Academicos (cPcA), que sera' responsável pela criação dos instrumentos tecnicos necessarios 'a inscrição, seleção e divulgação dos resultados, alem de todos os procedimentos que se fizerem necessarios ve Esta Portaria Conjunta entra em vigor na data de sua publicação MILTON COELHO DA SILVA NÉO Secretária de Administração PEDRO HENRIQUE DE BARROS FALCÃO Reitor da Fundacao Universidade de Pernambuco (PORTARIA CDNJUNTA SAD/ UPE N' 54v DE 15 DE JUNHO DE 2015 ANEXO ÚNICO - EDITAL l. DAs DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1. . o concurso Publico selecionara candidatos para provimento de 52 (cinquenta e duas) vagas para cargos de Professor universitario, sendo 21 (vinte e uma) vagas para Auxiliar-lia, 0a (oito) vagas para Assistentel/ a, e, 23 (vinte e tres) vagas para Adjunto- l/ a, especificadas no Anexo I, diplomados em curso de nivel superior, com formação de pàsegraduação com nivel de especialização/ residencia, Mestrado e Doutorado, respectivamente, de acordo com o quantitativo de vagas distribuidas nas areas constantes no Anexo l deste Edital que a ele se integra para todos os fins 1.2. ApIIcamese aos cargos de provimento efetivo de Professor universitario e aos seus ocupantes as disposições do Estatuto dos servidores Publicos crvis do Estado de Pernambuco, Lei n” o 12a, de 20 de julrio de 1950, a Lei Complementar Estadual #10112007 e a Lel complementar Estadual n" 195/2011, que reajusta o vencimento base dos cargos publicos do Estado de Pernambuco 1.3. o Concurso sera executado pela comissão Permanente de concursos Academicos (cPcA) da universidade de Pernambuco, auxiliada pelas comissões Locais a serem por eia instltuidas em cada Unidade de Educacão onde exista vaga posta neste concurso 1.4. Aos atosadvindos da execução do concurso Publico, para os quais e exigida ampla divulgação, sera utilizado o endereco eletronico nttg/ /vvvvvvuge br/ gortal/ concursos/ academicoa, como forma de garantir a transparencia do processo, devendo o resultado final do certame ser homologado através de Portaria conjunta da lavra do Secretário da Administração a do Rorior da Fundação universidade do Pernambuco - UPE, publicada no Diario oficial do Estado de Pernambuco 1 41 sem prejuizo do disposto no subitem acima, podera sor dada a publicidade dos atos om jornais de ampla circulação ou outro veiculo de comunicação l. s. o Edital do concurso Publico de Provas eTItuIos para Docente (CPD) podera ser consultado no endereço eletronico uno/ Lumi uge br/ gonal/ concursos/ academioos/ l. s. A taxa de irlscricão sera: no valor de Rs 130,00 (como o oitanta reais), a titulo de ressarcimento de despesas com materiais e servicos, cujo pagamento/ deposito devera ser efetuado na caixa Economica Federal, Agéncia 1504, conta corrente 32144 - operacão 003 1 01 o valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não sera devolvido em riipotcse algurm, salvo em caso de cancelamento do concurso, por conveniência da Administração 1 e 2 os candidatos poderão solicitar isenção do pagamento da taxa de inscrição, Anexo VII, observadas as condicoes dispostas no Decreto n" s 135/2007 e na Lei Estadual n" 14 016/2010 e suas alterações, anexando ao pedido documento(s) comprobatoriofs), na forma da legislação vigente 1 e 3 Estara isento do pagamento de taxa de inscrição o candidato que a) Estiver regularmente inscrito no cadastro unico para Programas sociais dc Governo Federal (cadúnico) de que trata o Decreto Federal n= 0135, de 25105/2007, e b) For membro de familia de baixa renda, nos termos do Decreto Federal n" e 135, de 26/06/2007 1 s 4 A isenção devera ser solicitada mediante requerimento do candidato, Anexo vll, no periodo constante no cronograma deste edital (Anexo IV) e encaminhada a comissão Local do concurso da unidade de Educacão para a qual o candidato concorrer: : a vaga 1 s 5 D requerimento para isenção da taxa de inscrição devera indicar, necessariamente a) numero de ldentilicacão social (Nls), atribuído pelo cadunico, b) declaração de que atende ãs condicoes estabelecidas no item( e 2 deste Edrtai 1 os A universidade de Pernambuco - uPE consuftara: o órgão gestor do cadünico, para verificar a veracidade das informações prestadas pelo candidato 1 e 7 As informaçoes prestadas no requerimento da isenção serão de inteira responsabilidade do candidato, podendo responder este, a qualquer momento, por crime contra a fe publica, o que acarreta/ a sua eliminação do concurso, aplicando-se, ainda, o dispositivo no Parágrafo unico do Art 10 do Decreto Federal n° ea 93o, de 06/09/1979 1 a a Não será concedida isenção de taxa de inscrição ao candidato que a) omitir lrlforrriaçães ou I0rrla'›las invorldicas, b) fraudar ou IaIslIicar documentação 1 s 9 Não sera acena solicitação de isenção de taxa de inscrição via postal, via fax ou via correio eletrônico 1 s 10 Cada pedido de isenção de taxa de inscrição sera analisado ejulgado pela uPE 1 s 11 A relação dos pedidos de isenção de taxa de inscrição atendidos sera divulgada ate a data prevista no cronograma (Anexo lv), atraves do site ring / NNM uge br/ gortal/ concursos/ academicos/ 1 0 12 cabe ao candidato interessado, no prazo de 2 (dois) dias corridos e sem interrupção, contado da data de divulgação das isenções deferidas, interpor o recurso contra o indeferimento do seu pedido de isenção da taxa de inscrição, atraves de requerimento escrito entregue a comissão Local do concurso, sob pena de preclusão L7. O Candidato aprovado e CIHSSIIICadO sera' nomeado para o Quadro Permanente da UPE, com a carga horária da 40 horas Sermnais, pelo regime juridico estaiuiano, conforme a Lei Estadual ri” e 123/03 e alterações posteriores, com ovencimentobase conforme o quadro a seguir vecimunto-aaaa Rs 2 791,20 R$ 3 554,29 Rs 4 638,02 | categoria ProfessorAuxiiiar Professor Assistente Professor Adjunto cmtincação por Tilulnçñu Acao¡ ico sobrv o vacimemo-aaao 15% (quinze por cento) 25% (vinte e cinco por cento) 50% (cinquenta por cento) 1.a. o candidato nomeado podera solicitar gramicação de Dedicação Exclusiva (DE), nos termos do Art 11 da Lei complementar Estadual n- 101/2007, e da Lei complementar Estadual n= 195/2011, que reajusta o vencimento base dos cargos publicos do Estado de Pernambuco, e das normas internas da UPE para concessão de DE, correspondentea ESTADO DE PERNAMBUCO DIARIO OFICIAL - PODER EXECUTIVO SECRETARIO DE CULTURA Marcelino Grama de Menezes GOVERNADOR Paulo Henrique Saraiva Cámara SECRETARIO DE DEFESA SOCIAL Aleuarldro Carvalho llborato do Matta¡ vice-cave RNADOR Raul Jean Louis Henry Júnior SECRETÃRIOS DE ESTADO SECRETARIO DE DESEWOLVIMENIO ECONOMICO Thiago Anual da Alencar Nerds¡ SECRETARIO DE ADMINISTRACAO “I'm” °°°"'° 41° 5"” “°'° SECRETARIO DE DESEWOLVIMENIO SOCIAL CRIANCA E JUVENTUDE SECRETARIO DE AGRICULTURA E REFORMA AGRARIA ¡mmna Joá do Naldmemc “me Nlltorl da Mata Silveira Fllho SECRETARIO DE EDUCACAO Frederico da com¡ Amancio SECRETARIO DA CASA CNIL António Carlo¡ do¡ santo¡ Figueira SECRETARIO DA FAZENDA Marcio sieianni Monteiro Morais SECRETARIO DAS CIDADES André Carlo¡ Alvo¡ da Paula filho SECRETARIO DE HABITACAO Marco¡ Bmrlnta Andrada SECRETARIA DE CIENCIA, TECNOLOGIA E INOVACAO LÚCIO Carvalho FInIO da Melo SECRETARIO DE IMPRENSA Ennio unr laenning SECRETARIO DA CONTROLADORIA-GERAL DO ESTADO Rodrigo col/ gar Amaro SECRETARIO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS Pedra Eurico da Barro! O Silva SECRETARIO DE ME IO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Sôryo Lul¡ do Carvdho Xavier SECRETARIA DA MULHER sllvlo ivlorlo cordeiro SECRETARIO DE PLANEJAMENTO E GESTAO Danllo Jorge d¡ Barral Cabral SECRETARIO DE SAÚDE Jexô Iran com: Júnior SECRETARIO DE TRANSPORTES Scbultião Ignácio da OIIVOIIG Júnlar SECRETARIO DE TURISMO, ESPORTES LAZER Felipe Augusta Lyra Carrera¡ PROCURADORGERAI DO ESTADO Anfónlo César Cuúla Rel¡ DIRETOR PRESIDENTE LuIz Ricardo Leite ao Castro Loltao DIRETOR ADMINIsrRArNO E FINANCEIRO HIWFANIIIA HIIIOItA m Bráulio Mendonça Meneses PERNAM BUCO Consulta O nossa site rrvrrirrmcepecnmbr DIRETOR DE PRODUCAO E EDIÇAO Edson Ricardo TGIxolIa do Melo SECRETARIO DE MICRO E PEQUENA EMPRESA, QUALIFICACAO E TRABALHO Evandro Jolô Marelra da Avelar GERENTE DE PRODUCAO DE CONTEUDOS Isa Dias PUBLICAÇÕES: Coluna de 5,2 cm . . . . . . . . . . . R$ l 10,00 Quaisquer reclamações sobre matérias DubIIcadas develao ser efetuados no piora maximo de I0 das, TEXTO secretario do Imprima EDIÇAO "a ma¡ l “mando ¡umque COMPANHIA EDITORA DE PERNAMBUCO CNPJ i0 92I 252/UO0I-07- IFISC E51, 'IBIUOI 0022408-7 Rua coeinc Lene, 530 sontoArnoro RecIIe-PE CEP 50 100-140 Telefone: (ai) 3103-2700 [EuscoAutomàhca] Fax. |BIi3I83›2747- Cepecomóilcepacofri br ouvidoria - Fone, :isa-mo ouvldotlafwcebeicomibi DIAGRAMAÇAO silvio Marra EDIÇAO DE IMAGEM Higor vldol
  2. 2. Recife, 16 de ¡unho de 2015 1 B1 o candidato aprovado, classiltcado e nomeado para o quadro permanente da uPE que possuir a titulação acadêmica superior a categoria do concurso no qual foi aprovado, podera solicitar, apos a posse, a giatiticaçao de incentivo a titulatao com percentual compativel a sua titulação 25% (vinte e cinco por cento) ou 50% (cinquenta por cento) sobre o vencimento- base pelo titulo de Mestre ou Doutor, respectivamente 1. o candidato aprovado, classiticado e nomeado para o quadro parmanente da uPE que possuir a tnulação academica superior a categoria do concurso no qual foi aprovado, somente podera solicitara progressão or Elevação de Nivel prolrssional, referida no art 1a e art 19 da Lei comptementar Estadual n° 101/2007, ao termino do periodo probatorio 2. DAS lNscRlçõEs 2.1. As inscrições estarão abertas durante todos os dias uteis, compreendido no periodo de 1a de iunho a 15 de iulhc de 2015, contados a partir da publicação deste edital no Diario oticial do Estado de Pernambuco, para as categorias de prolessor Auxiliar, Assistente ou Adiunto, conlorme dispõe o anexo I deste Edita¡ 2. Decorrido o prazo de inscrição (presencial e recebimento via postal) sem que haia candidatos inscritos, este prazo sera automaticamente prorrogado por mais 3o dias, para a mesma area de conhecimento, contorme novo cronograma a ser divulgado_ no Diario olicial e no ste , alterando a categoria de cargo docente da vaga que não houver raindidato inscrito da seguinte lorma onde consta vaga para ProlessorAdiunto passa admitir Professor Assistente, onde consta Professor Assistente passa a admitir Prolessor Auxiliar Para a vaga cuio perlil de atuação esteia vinculado a Programa de Possraduaçao stricto Sensu não ha alteração de perlil 2.3. o quadro de vagas, os locais de inscrição e realização das provas, bem como os pontos para as provas estão detinidos no Anexo I deste Edital 2. Devera o candidato fazer opcao de inscricao_ apenas, por uma area de conhecimento e uma unidade de Educacao_ vedada a mudanca de opcao sob qualquer motivo Em caso de realização de mais de uma inscrição, sera considerada como valida a ultima inscrição realizada 2. Antes de eletuar a inscrição, o candidato devera certificar-se de que preenche os requisitos exigidos para a investidura no cargo para 0 qual pretende concorrer, o que inclui o perfil de graduação e posgraduacão descritos noAnexo I A inscrição do candidato implicara conhecimento e total aoenação das normas e condicces estabelecidas no Edital_ bem como em seus anexos, estando o candidato de acordo com todos os termos destes, e com quaisquer Avisos e Normas complementares que vierem a ser publicados com vistas ao concurso Publico obieto deste Edital 2 51 o candidato devera preenctier, assinar e entregar a declaração, no ato da inscrição, dando o aceite de todas as normas que regulamentam o presente concurso (Anexo lll) 2.a. o candidato, no ato da inscrição, deverã apresentar-se em local, horãrio e data constantes nos Anexos¡ e IV deste Edita¡ com os seguintes documentos 2 s 1 Ficha de inscrição preenctiida e assinada em lormularie proprio . Anexo II deste Edna¡ 2 a 2 originais e copias dos documentos abaixo relacionados_ para tins de autenticação por funcionario da uPE credenciado para tal ou autenticação cartorial, que ticarão sob a guarda da uPE a) cedula de Identidade (expedida pelas secretarias de Seguranca Publica ou de Defesa social, Forcas Armadas, pelo Ministerio das Relações Exteriores, pela Pollcia Militar, carteira de identidade para Estrangeiros (RNE), por orgãos de conselhos de classe, carteira de Trabalho e Previdencia social e carteira Nacional de Habilitação, com lotogratia, na forma da Lel n” 9 503/97), b) comprovante do pagamento da taxa de inscrição (deposito bancario), ç) Diploma de graduacao atendendo ao pertil descrno no anexo l d) Plano de trabaltio em quatro vias, oonlorme descrito neste Ednal 2.1. A inscrição podera ser realizada pelo candidato ou por procurador legalmente constnuldo 2.a. No caso de inscrição por procuração, alem dos documentos do candidato, deverão ser apresentados o instrumento particular de procuracão com lirma reconhecida e a ¡otocdpia autenticada da cedula de ldentilicação (expedida pelas secretarias de seguranca Publica ou Delesa social, Forcas Armadas, pelo Ministerio das Relações Exteriores, pela Policia Militar_ pela carteira de identidade para estrangeiros (RNE), por orgãos de conselhos de classe, carteira de Trabalho e Previdencia social e carteira Nacional de Habilitação, com lotogratia, na forma da Le¡ n- 9 503/97) do procurador devendo toda documentação estar anexada ao processo de inscrição 2. Admitir-seã inscrição, por via postal, registrada e com aviso de recebimento postado, por remessa de servico de entrega domiciliar expresso, sEDEx, ate o ultirrio dia de inscrição e recebida ate cinco dias uteis apos a data de encerramento das inscrições, sendo vedadas inscrições via fax, via correio eletrcnico ou por qualquer outra via que nao a especificada neste Edna¡ No caso da inscrição postal, as copias dos documentos do candidato deverão estar autenticadas, conforme disposição no nem 26 e seus subitens, não se responsabilizando a comissac Permanente de concursos Academicos por atrasos ocorridos na entrega postal 2.10. sob nennuma hipotese, acelfavesaeá inscrição condicional ou iuntada de documentos posteriormente a inscrição, exceto o diploma ou a certidão de conclusão de curso de Doutorado ou Mestrado, de acordo com a classe pretendida, obtido depois do periodo lixado para inscrição que devera ser entregue no ato da posse A documentação não entregue no prazo não sera considerada na avaliação de titulos 2.11. sera indelerida a inscrição de candidatos que não atendam 0 perlil e/ ou não apresentem os documentos relacionados rios itens 2 5 e 2 e_ incluindo seus subnens 2.12. sera cancelada a inscrição do candidato, quando se verilicar, a qualquer momerno, que a dccumenlaçãa recebida não atende as condicoes ora estabelecidas 2.13. o candidato sera responsavel, sob as penas da lei, por todas as informações e declarações prestadas no ato da inscrição 2.14. o comprovante de entrega da docurrientação para inscrição sera lornecido ao candidato ou procurador legalmente constituido no ato da realizará: : da inscricao No caso da inscrição via postal_ o comprovante de entrega desta dar-sea atraves de posse do comprovante de remessa postal, com observancia dos prazos previstos no item 29 A eletivacão da inscrição ocorrera mediante a homologação, apos analise ccnlornie descrne no item 2 i1 2.15. o valor reterente ataxa de inscrição não sera devolvido_ salvo em caso de cancelamento do certame pela Administracao 3. DA APROVAÇÃO DA lNscRlçAo 3.1. o delerimerito da inscrição sera dado pela comissão Executora - cPcA, auxiliada pelas comissoes locais, e dependera da apresentacao a comissao Local_ pelo candidato, de todos os documentos exigidos neste Edital 3.2. os indelerimentos serão divulgados no site , oonlorme cronograma (Anexo lv deste Edital) 3. A partir da divulgação do resultado do indeterirriento da inscrição, ao candidato cabera recurso interposto no prazo detinido no cronograma, encaminhado a comissão coordenadora, conforme modelo Anexo vlll 3.4. Não serao acertos recursos interpostos por fac-slrrllle (tax), internet, telegrama ou outro meio que nao seia o especilicado neste Edital 4. DA REALIZAÇÃO DAS PROVAS 4. Nas dias a hafárlas estabelecidos no cfaflagrafrla (Anac 1V), as candidatos inscritos só talão acessa ao lacal destinado à realização das provas mediante apresentacao da cedula de identidade (expedida pelas secretarias de seguranca Publica ou Defesa social, Forças Armadas, pelo Ministerio das Relações Exteriores, pela Policia Militar, carteira de identidade para estrangeiros (RNE), por orgãos de conselhos de classe_ carteira de Trabalho e Previdencia social e carteira Nacional de Habilitação, com fotogralia, ria forma da Lei no 9 503/97) 4.2. Selá excluída a candidato que a) nao cumprir o subnem A 1, lriadmmndorse qualquer toierãncia, b) não comparecer as provas, seia qual tor o rriotivo alegado, no horario estabelecido, c) não apresentar docurriento de identlicação contendo totogralia, conlornie subitem 2 e, d) ausentar-se da sala de provas sem o acompanhamento de um dos membros da Eanca Examinadora ou de funcionario da comissão local do concurso. o) ausentabse do local de provas, antes de deçorrida uma trora do inicio das provas, l) estiver portando armas_ mesmo que possua o respectivo porte, g) lançar mao de meios ilicitos para a execucao das provas, h) lor surpreendido em comunicação com outras pessoas ou ullllzando-se de livro, anotação, impresso nao permitido, acesso a internet, maquina calculadora ou similar, i) estiver tazendo uso de qualquer tipo de aparelho eletronico ou de comunicacao (blp, toletono cnlulnr, relogios digitais_ vlalkman_ agenda eletrcnica, notaboak_ palmtop, receptor, gravador ou outros equlpamenms similares) bem como protetores auriculares, l) Defturbaf, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido que provoque perturbação no ambiente, k) atentar contra a integridade tsica e rricral dos agentes da administração 4. Não havera, a qualquer pretexto, segunda chamada de provas 4. o candidato devera comparecer ao local designado para a realização das provas, com antecedencra minima de t (uma) hora, munido de cedula de identidade exigida no subitem 2 e, do presente Edital 4.5. Em hipotese alguma_ sera permitido o rngresso de candidato no recinto das provas, apos os horarios estabelecidos para o seu inicio 4.a, As provas escrna, didatica e do plano detraballro serao realizadas no rdroma olicial do Pais, ressalvadas aquelas relerentes aos concursos para preenchimento de vagas nas areas de linguas estrangeiras, curas provas nos termos do edital, deverão ser realizadas, total ou parcialmente, na respectrva lingua. 4.1. o não comparecimento do candidato a uma das etapas do concurso, inclusive no momento de instalação dos trabalhos e no momento do sorteio do ponto da prova escrita e/ ou Didatica, acarretará em eliminacão dc certame 4.a, Na sessao de abertura dos trabalhos, que antecede a prova escrna, o candidato tomara ciencia das normas complementares, datas, cronogramas e andamento das atividades do concurso, especilicarriente para a vaga a qual concorre 4. o cronograma estara su¡eito a rrrodrlrcaçoes, se necessario, sendo as comunicaçoes relerentes a este publicadas na pagina destinada ao certame, em ate 24 horas de amecedéncla, no endereço eletrcniço s. DAS coMlssóEs 5.1. A COMISSÃO PERMANENTE DE coNcuRscs ACADÊMICOS (CPCA), situada na ProReitoria de Graduacao da uPE_ consmulrse instancia incumbida da execucao do concurso 5.2. A coullssAo LocAL 0o coNcuRso, situada em cada unidade de Educacao, designada pela cPcA, sera constituida de dois (02) docentes do quadro da carreira do Magisterio superior e de um (01) servidor tecnico ou administrativo, ouvida a direção da respectiva unidade de Educacao 5 21 A comissão Lacal auxiliara a cPcA na execucao do concurso em suas varias etapas, devendo garantir as condicoes operacionais necessarias ao bom andamento de todas as suas etapas de realização 5. A sANcA EXAMINADORA 5 : t l A Formação e avaliação das Bancas Examrnadoras lica a cargo da comissão Permanente de concursos Academicos (cPcA), a partir das sugestões apresentadas pelas comlssões locais e oolegrados dos cursos ao qual a vaga se destina, que enviarã a composição Diário Oficial do Estado de Pernambuco - Poder Executivo AnOXCII-NEIH -5 Final das Bancas a comissão Local, sendo assegurada, ao candidato, a impugnação de membros das bancas nas seguintes hipoteses. l . Membro de Banca que interveio como mandatario, oticiou como perno, ou prestou depoimento como testemunna em processos em que ano¡ parte um candidato, ll - Membro de Banca quando tiver sido advogado do candrdato_ do seu ccniuge ou qualquer parente seu, consanguineo ou alrm, em linha reta_ ou na lintia colateral ate o segundo grau_ lll e Membro de Banca quando o candidato lor coniuge, parente, consangulneo ou atim, em linha reta ou, na colateral, ate o terceiro grau, lv - Membro de Banca que pertença ã mesma pessoa )urldica, publica ou privada, na qual o candidato exerca atividade de direcao ou administração_ havendo, portanto_ alguma relação de subordinação entre ambos, v - Membro de Banca quando o candidato lor amigo intimo ou inimigo raipital, VI e Membro de Banca quando o candidato for credor ou devedor de um ou outro, de seu coniuge ou de parentes destes_ em lintia reta ou na colateral ate o terceiro grau, VII . Membro da Banca tenha sido ou esteia na condição de empregador ou exerça laços de subordinação de algum candidato, vlll e Membro da Banca tenha publicações cientllicas com algum candidato_ lx - Membro da Danca tenha sido orientador cu ooorientador de iniciação cientifica, especialização, mestrado ou doutorado de algum dos candidatos, inclusive participado das bancas de mestrado ou doutorado enquanto examinador 5 31 1 Para impugnação de membros da banca examinadora, e candidato devera apresentar, após a divulgação da composição, em tempo nabil, a comissão local documento escrito com a iustnioatrva para impugnação_ devendo assinar e datar o mesmo 5 31 2 As bancas examinadoras serão publicadas com antecedencra de ata 4o (quarenta e oito) horas antes da abertura dos trabalhos_ no endereco eletronico http / lvwr/ w upe br/ portallconcursos/ academicos¡ e poderão ser republicadas a qualquer momento, diante da possibilidade substituição de qualquer um dos membros 5 3 2 A Eamz Examinadora sera acompanhada e onentada pela comissão Local 5 3 3 A Banca Examinadora de cada area sera constnuida de cinco (05) professores, sendo tres (03) titulares da Banca e dois (02) suplentes da classe em avaliacao, ou de classe superior, da mesma area/ subãrea de conhecimento, com titulação compativel ou superior exigida a vaga sua composição devera ser constituida de, pelo menos, um (01) docente externo, pertencente a outra rnstnuicão de ensino superior publica ou privada e os demais docentes da universidade de Pernambuco 534 Na hipotese de inexistencra de Docentes com a titulaçao de mestre ou doutor nos quadros da universidade de Pernambuco dentro da arealsubarea de conhecimento do concurso, a cPcA designarã_ pelo menos, um (01) Docente da uPE, buscando-o em areas correlatas Os demais poderão ser convidados de outras lnstrtuicces de Ensino superior, publicas ou privadas, desde que atendam aos criterios de titulação e enquadramento de areaisubarea de conhecimento 5 3 5 A presidencia da Danca aamnadora sera exercida por docente da uPE, recaindo sobre o de maior titulação Na hipotese de identica titulação, cabera ao de maior tempo de servico no Maglsterio superior Quando da inexistencia de docentes do quadro da UPE, na Banca Examinadora, a presidencia recaira sobre o de maior titulação ou_ em seguida, sobre o de maior tempo de Magisterio superior, publico ou privado 53s cabera ao membro de menor tnulação secretariar a Banca Examinadora Na hipotese de identica titulação, a secretaria sera exercida pelo de menor tempo de serviço no Magisterio, em instituição de Ensino superior publica ou privada 5 3.7. As Bancas Examrnadoras avaliarãotodas as diferentes modalidades de provasdos candidatos participantes do concurso, previstas no item 7 deste Edital. 5 3 a Apos a conclusao de cada etapa do concurso, sera lavrada ata pela Eanca Examinadora na qual serao registradas todas as ocorrencias 5 3 9 Apos cada etapa de provas do concurso_ os examinadores tarao iulgamento destas, atribuindo-lhes notas, coniorme os crnerios contidos neste Edital, inserindo as iolhas com os resultados nos envelopes individuais dos candidatos 5 3 1o os envelopes, contendo os formularios para registros das notas e identiticadcs com o codigo do candidato, serão lacrados, assinados pelos tres (03) membros da Banca Examinadora e entregues ao presidente da comissão Local do concurso que sera responsavel por sua guarda 5 3 11 os membros da Banca Examinadora avaliarac de forma independente tarda prova, cura nota linal sera obtida pela media arrtmetica das notas atribuidas por cada membro, exceto a prova de titulos que sera pontuada de acordo com o barema de avaliação (Anexo v e A) 5 312 A Eanca Examinadora e autonorria no seu tulgamenm s. no ATENDIMENTO EsPEclAL s. l. o candidato com necessidades especiais_ resguaidadas as condições previstas no Decreto Federal N" 3 295/99_ particularmente em seu Art 40, paragrafos 1° e 2°_ participara: do concurso em igualdade de condicoes com os demais candidatos, no que se relere ao conteudo das provas_ a avaliacao, aos criterios de apiovaçac e a pontuação minima exigida para todos os demais candidatos 5.2. No periodo estabelecido no cronograma do concurso (Anexo IV), ocandidato, com deticiencia ou não, que necessitar de qualquer tipo de condição especial durante a realização das provas, devera requeréelo nos locais de realização da inscrição, de acordo corn modelo especifico lornecido pela cPcA (Anexo vl), indicando, obrigatoriamente, os recursos especiais necessarios (materiais, equipamentos etc) e de atendimento dnerenciado de protrssional, anexando parecer medico especializado que iustilique sua solicitação e 2 1 o requerimento de que trata o subitem e 2 devera ser entregue a secretaria da comissão Luca¡ do concurso, impreterivelmente ate o dia estabelecido no cronograma do concurso (Anexo lv), sob pena de não ser atendida a soliçnação nele contida 5.3. Asolicitação de atendimento especial pelo candidato tora dos prazos estabelecidos neste Edna¡ impossibilita a universidade de, em tempo hãbil_ viabilizar a concessão do benellcio, implicando a perda do direito ao regime especial pelo candidato, resguardando o previsto no subnem a 2 7. nAs ErAPAs DD coNcuRso 7.| . o concurso sera composto pelas seguintes etapas a) Pmva Escrita - da carákel ellmlflatàflo, b) Prova Didatica que sera realizada atraves de aula expositiva - de carater eliminatório, c) Prova do Plano de Trabalho - de carater classilicatorio, d) Prova de Titulos, constantes no curriculo (Plataforma Leites) - de carater classnicatorio B. DA PROVA ESCRITA 9.1. A prova escrita tera duração maxima de quatro lroras e versara sobre urn ponto, para todos os candidatos, sorteado imediatamente antes do inlcic da prova, dentre aqueles relacionados no program constante do Anexo l, do presente Edital, sendo este ponto eliminado para o sorteio da prova didatica 5.2. A prova escrita sera constnuida de questão discursiva sobre ponto sorteado 5.3. A prova escrita, discursiva_ sera realizada em recinto techado, sob liscalizacão da comissão Local o candidato devera utilizar, exclusivamente_ caneta esferegratica azul ou preta B. . A nim/ a escrita sefá realizada em formulário entregue pela Presidente da Comissão Lacal Ao candidato lesafva-se-à a direito da solicitar tormularios extras, caso ache necessario 3.a. os formulãrios utilizados para a prova escrita, porcada candidato, serão identilicados apenas pelo numero de inscrição atribuido pela comissão local no dia de realização da prova escrita. 5.7. A prova escrita não podera ser assinada, rubricada eiou conter qualquer palavra ou marca que rdentilique o candrdato sob pena de anulação da prova e_ consequentemente_ exclusao do candidato dc certame 3.a. Ao termino da prova escrita, o candidato entregara a equipe de lrscalrzaçao da comissão Local a sua prova que a guardara em envelope individual, lacrado e rubricado as. A prova escrita sera avaliada individualmente pelos tres membros da banca examinadora, que atrtburrão nota entre 0,0 (zero) e 10,0 (dez), considerando-se a media arrtmetica das tres avaliacces como a nota linal do candidato e considerando-se ate a segunda casa decimal, nesta etapa de certame 5.10. As provas escritas serao avaliadas pelos membros da banca examinadora sem que esteslenham conhecimento de qual candrdato toi autor da referida prova_ posto que nela nao constarã qualquer identnicacão, salvo o numero de inscrição aleatorio, composto de ata tres numeros, atribuido pela comissao Local no dia de realizaçao da prova 9.11. Apos a avaliação da prova escrna pelos tres membros da banca examinadora, a nota linal atribuida, ccnsisterne da media arrtmetica das tres avaliações, sera registrada em formulario proprio e lacrada em envelope, que sera assinado pelos tres membros da banca examinadora e entregue ao presidente da Comissão Local, responsavel por sua guarda 5.12. No iulgarriento da prova escrita sera considerado o dominio do tema_ o poder de sistematização e elaboração pessoal, a qualidade e rigor da exposição 9.13. Alem dos topicos descritos no subitem e 12, são criterios para avaliacao da prova escrita ai clareza e propriedade no uso da linguagem, b) coerencia e coesão textual, corn uso correto da lingua portuguesa (ou lingua inglesa ou lingua espanhola para os candidatos que concorrem às vagas especilicas dessas areas), c) Dominic dos conteudos, evidenciando a compreensão dos temas obiato da prova, d) Dominio e precisao no uso de conçenos, ei coerencra no desenvolvimento das ideias e capacidade argumentativa 9.14. A prova escrita e eliminatória so realizarã as outras etapas os candidatos que obtiverem media arrtmetica igual ou superior a 7,0 (sete) nesta etapa, a partir do coriiuntc de notas atribuldas pelos tres membros da banca examinadora 5.1:. A lista dos candidatos aprovados na prova escrita sera publicada em dia e horario estabelecidos pela comissão Local, no momento de instalacao dos trabalhos, na propria unidade de Educacao onde ocorrera o concurso 8.16. cabera recurso da prova escrita, no prazo de ate 02 (dois) dias uteis apos a divulgação do resultado, por escrrto e devidamente fundamentado, dirigido ao Presidente da comissão Local e entregue a comissão responsavel pela execução do concurso na respectrva unidade de Educacão 9.11. o resultado do iulgamento dos recursos sera alixado em quadro de avisos eiou secretaria da respectrva unidade de Educacão ao qual concorre a vaga, em ate 4a (quarenta e oito) horas uteis apos o seu recebimento. 9. DA PROVA DIDÁTICA 9.1. A prova didatica tera duracao minima de 5a (cinquenta) e maxima de ao (sessenta) minutos e sera realoada atraves de aula exposniva, 9.2. os candidatos deverão distribuir o plano de aula a cada membro da Banca Examinadora antes do inicio da aula Ao presidente da Danca Examinadora compete comunicar aos candidatos os iiorarios de inicio e de termino da prova didatica 9. . As provas didaticas serão publicas, sendo vedada a presenca dos concorrentes, e versarão sobre um dos pontos do Programa constantes no Anexo l do presente Edital (exceto o ponto sorteado para realizacao da prova escrna), sorteado 24 (vinte e quatro) horas antes do horario marcado para o inicio da mencionada prova, para grupos de candidatos organizados por ordem de inscrição, de acordo com o numero de inscrição atribuido na realização da prova escrita 9.5. Havendo numero superior a tres (03) candidatos, a Banca Examinadora organizara a realização dessas provas, distribuindo os candidatos pela ordem de inscrição, em grupos de, no maximo, quatro (04) candidatos, por turno, em datas previamente marcadas
  3. 3. ó-AnoXClI - N91l1 Diário Oficial do Estado de Pernambuco - Poder Executivo Recife, 16 de junho de 2015 9.a. O ponto de cada grupo de candidatos sera sorteado_ com a presença dos candidatos do grupo, 'as sli ou ás 14h do dia anterior à prova didatica, devendo o horario do soneio equivaler ao turno em que os candidatos do grupo irão ministrar a aula 9.1. D ¡ulgamento da prova didática será logo em seguida ao termino da aula_ atribuindo cada examinador nota de o (zero) a 10 (dez), considerando-se ate a segunda casa decimal 9. são critenos para avaliação da prova didatica a) Amplitude, atualização e prctundidade de conteudo, b) utilização adequada dos recursos materiais you tecnológicos, c) D tempo de execuação; d) comunicação, clareza_ perlinencia e cbretividade_ e) o plano de aula e seu cumprinianto 9.a. A nota da prova didatica serã obtida pela nedia arrtmetica das notas atribuidas pOr cada examinador, apmxlmandoase ate a segunda casa decimal_ registrada em folmulárlo proprio e posto em envelope lacrado e assinado pelos tres (D3) membros da Banca Examinadora, sendo entregue, em seguida, ao presidente da comissão Local, responsavel pela guarda 9.10. A prova didatica sera registrada em video e/ cu audio e podera ser utiioada para atenção posterior dos resultados da Banca Examinadora pela comissão responsável pela execução do Concurso 9.11. os recursos didaticos que serão dispcnibiloadcs para a prova didatica, pela uPE_ serão quadro branco e pincel para quadro branco o candidato pode trazer seu proprio recurso didatico porem, a UPE não se responsabilizará por problemas tecnicos ou instalaçoes do mesmo 9.12. Para cada minuto a menos ou cada minuto a mais, do tempo estipulado para realização da prova didática, serã subtraido 01 (um) decimo da nota do candidato nesta etapa do certame. 9.13. A prova didatica e eliminatcna so realizara as outras etapas os candidatos que obtiverem media arrtmetica igual cu superior a 7,0 (sata) neste etapa, a partir do ccnrunto de notas atnbuldos pelos tres membros da banca examinadora 9,14. A lista dos candidatos aprovados na prova didatica serã publicada em dia e horario estabelecidos pela comissão Local, no momento de instalação dos trabalhos, na propria Unldade de Educação onde ocorrera o concurso. 9.15. cabera recurso da prova didática, no prazo de ate 02 (dois) dias uteis apos a divulgação do resultado, por escrto e deridamente lundarnentado, dirigido ao Presidente da comissão Local e entregue ã comissão responsável pela execução dc concurso na respectiva unidade de Educacão 9.15. c resultado do )ulgamento dos recursos sera afixado em quadro de avisos e/ Ou secretaria da respectrva unidade de Educatáu ao qual concorre ã vaga, em ate 4a (quarenta e oito) horas uteis apos o seu recebimento 1o. DA PROVA DO PLANO DE TRABALHO 10.1. A prova do Piano de Trabalho, de carãter publico, constrtuir-se-a da apresentação, pelo candidato, de um plano de traballio de sua autona_ relacionado a area de conhecimento do concurso_ no qual devera apresentar o planejamenlo do desenvolvimento de atividades de ensino, articuladas com as dimensões da pesquisa ou extensão a serem adotadas, de modo a assegurar as relaçoes entre ensino e aprendizagem 10.2. Para os candidatos que concorrem ãs vagas destinadas, tambem_ ac perlil da posgraduação_ o plano de trabalho versarã obrigatoriamente sobre o desenvolvimento de atividades de ensino articuladas apenas com a dirriensão da pesquisa, sendo evidenciado o lortalecrrnento de linha de pesquisa dou grupo de pesquisa em que o candidato se insere 10.3. O detalhamento das atividades descritas no Plano de 'rraballio a ser desenvolvido pelc(a) docente, na unidade da UPE em que lor lotado(a), devera conter )ustiiicativa_ obretivos, opçoes tecrico-metodologicas, cronograrria de atividades e referencias 10.4. A entrega do Plano de Tlabalria serã reita pelos candidatos, no ato da inscrição, em 04 (quatro) vias, ao presidente da comissão Local 10.5. A chamada dos candidatos para a apresentação dc Plano deTrabalrio obedecerá a mesma ordem de sorteio apticada para a prova didatica 10.6. cada candidato dispora de 15 (quinze) minutos para apresentar seu Plano de 'traballio A Banca Examinadora dispora de ate 15 (quinze) minutos para dialogar com o ndidato sobre o Plano de Trabalha 10.1, A prova do plano de traballio serã avaliada individualmente pelos tres membros da banca examinadora, que atribuirão nota entre 0,0 (zero) e 10,0 (dez), carisma/ mudasse a media arrtmetica das tres avaliaçoes como a nota linal do candidato e considerandose ate a segunda casa decimal, nata etapa de certame 10.5. A nota da prova dos Planos de Trabalho obtida pela media arrtmetica das notas atribuidas por cada examinador_ aproximando-se até a segunda casa decimal, será registrada em formulário proprio e posto em envelope lacrado e assinado pelos tres membros da Banca Examinadora_ sendo entregue, em seguida_ ao Presidente da comissão Local do concurso_ responsavel pela guarda 10.9. constituirão criterios para a avaliação da prova de plano de tebalho a) clareza e consistência na argumentação, b) Conslsléncla e viabilidade teoricometodolcgica, c) viabiildade de execucacão do piano de trabalho, considerando as potencialidades da UPE_ d) Afinidade dc plano de traballio com a lormaçãc e/ cu atividades docentes do candidato_ e) Aproximação do plano de trabalho com a area coreto do concurso, l) Atualidade dc plano de trabalho relativa ã area em quese insere 10.10. A apresentação do Plano de Trabalho sera registrada em video ou ãudio e podera ser utilizada para alavlção posterior dos resultados da Banca Examinadora pela comissão responsavel pela execucao do concurso 10.11. O plano de traballio apresentado pelo candrdato, se aprovado, será acompanhado semestralmente durante todo o perlodo de estagio prcbatorio atraves de relato/ los 10.12. os recursos didaticos que serão disponibilizados para a prova dc Plano de Trabalho, pela uPE, serão quadro branco e pincel para quadro branco D candidato pode trazer seu proprio recurso didatico porem, a UPE não se / espansahlllzavá por problemas tecnicos ou instalações do mesmo 10.13. Para cada minuto a menos ou cada minuto a mais, do tempo estipulado para realização da prova do plano de traballio, serã subtra/ do 01 (um) decimo da nota do candidato nesta etapa do certame 11. DA PROVA DE TÍTULOS 11.1. A prova de tltulcs avaliara as atividades e os titulos citados e comprovados no Currículo, os candidatos considerados aprovados n¡ prova escrita, no mesmo dia da divulgação do resultado desta etapa do certame, entregarão na Unidade de Educacão onde ocorrerá o concurso o curriculo, cadastrado na Plataforma Leites - CNPq, impresso, devrdarriente comprovado, atraves de copias dos documentos que deverão ser entregues encadernados e obedecendo a sequencia em que as atividades estão descritas no Earema Especlfico Acertiticação de conlormidade com o original, das copias_ sera dada por servidor publico da uPE ou autenticação cartoriai, devendo o candidato apresentar os originais 1i i i Acomissão local designara o recinto de recebimento do curriculo ao termino da divulgação dc resultado da prova escrita 11 . i .2. serã atribuida nota zero (0) ao candidato que não entregar essa documentação na data e local estipulado 11.2, Os titulos apresentados serão organizados, para eleito de )ulgamento, de acordo com o ordenamento do Barema Especilico. 11.3. O rulgarnentc da prova de tltulos sera realizado pela Banca Examinadora, de acordo com os criterios constantes deste Edtal (Anexo V), atribuindo a Banca a cada candidato nota unica, de zero (o) a dez (10), considerando-se ate a segunda casa decimal A nota atribuida será registrada em lormularlo proprio e lacrada em envelope para cada candidato, que será assinado pelos tres (03) membros da Banca Examinadora e entregue ao presidente da Comissão Local_ responsável por sua guarda 11.4. Para llns de enquadramento da producao cientilica do candidato na área e/ ou subárea do concurso, quando aplicável, sera: utilizada a claasilicação estabelecida pelo sistema Qualis da cAPEs 12. DO REsuLnDO FINAL 12.1. Realizadas todas as provas do concurso Publico para o cargo de Protessor, a comissão Local divulgarã o resultado linal, contendo cs rulgamentos da prova escrta, da prova didatica, do plano de traballio e da prova de tltulos, no quadro de aviso da secretaria da unidade de Educação responsavel pela realização do concurso, apos sessão publica (conicrme subitem 12 a) em sala da unidade de Educação a ser determinada nc momento de instalação dos trabalhos. 12.2. As notas da prova escrta, da prova didatica e da prova do plano de traballio serão obtidas pela media arrtmetica dos valores atnbuldos aos candidatos por examinador, conslderando-se, na media de cada prova_ ate 02 (duas) casas decimais 12.3. A nota linal sera o resultado da media ponderada das notas, obtida da seguinte forma a) Prova escrita, peso 4,0 (quatro), b) Prova didática, peso 3,0 (tres), s) Prova detitulos, peso 2,0 (dois), d) Prova do piano de traballio, peso 1,0 (um) 12.4. Em caso de empate, sera obedecida a seguinte ardem de criterios de desempate de candidatos l, maior idade, ll. maior nota na prova escrita, lll. maior nota ria prova didática_ iv. maior nota na prova de tltulos, v ter exercido luncão de )uradc_ em atendimento ao disposto no art A40 do codigo de processo penal e Decreto Lei n= 3.599, de 03 de outubro de 1941 12.5. será considerado APROVADO o candidato que, cumulativamente_ obtiver, na media global ponderada das provas. didática, escrita, plano de traballio e de titulos, a nota minima 7,0 (sete) 12.9. será considerado ELIMINADO do concurso o candrdato que obtiver nota inlerior a 7,0 (sete), relerente á media artmetica dos membros da Banca Examinadora nas etapas eliminatorias 12.7. Os candidatos aprovados serão listados em ordem decrescente, considerandose duas casas decimais na media linal, utilizando se da regra universal de arredondamento 12.5. conclulda a apuração_ a Eanes Examinadora divulgaia o resultado em sessão publica, em dia e ricraric previsto no cronograma_ divulgado no momento de instalação dos trabalhos, e aubmetera seu relatorio a apreciação da comissão Executora, especilicando as notas atribuldaa, oonlorme o presente Edital e a claasilicação linal dos candidatos 1a. Do REcuRso CONTRA o RESULTADO 13.1. c candidato_ a partir da divulgação do resultado do concurso, poderã interpor recurso no perlodo constante no cronograma (Anexo lv) deste Edital 13.2. O recurso sera impresso, em duas vias, e encaminhado á comissão coordenadora coniorme modelo Anexo vlll 13.3. os recursos, porventura interpostos, deverão ser digitadose ¡ulgadcs pela comissão coordenadora, ouvida a comissão Executora, comissão Local e Banca Examinadora quando tor c raso, e drvulgados seus resultados nc endereço littg / Ivvvvvvupebr/ gonai/ concursos/ academias( la.4. os recursos interpostos em desacordo com as especificações contidas neste Edital não serão avaliados 14. DA HOMOLOGAÇÃO 14.1. Expirado o prazo de recurso ou Julgados todos os recursos interpostos e cfwulgados seus resultados, ã comissão executora, encaminhará a lista de classificados ã comissão responsável pela coordenação do concurso publico para Docente da uPE_ que enviará ao Reitor da universidade de Pernambuco para a devida apreciação pelo conselho de Ensino_ Pesquisa e Extensão e CEPE e conselho universitario - CONSUN, a lim de, posteriormente, ser homologada atraves de Ponaria ccnrurita SAD/ UPE e publicada nc Diario Dliciai do Estado 15. DA CLASSIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DO RESULTADO 15.1. os candidatos aprovados terão suas nomeacoes publicadas nc Diario Oñclal dc Estado de Pernambuco_ cbedecendose ã ordem de classriicação linal e ao quantitativo das vegas constantes no Anexo i_ deste Edital 15.2. Não sera tornecido ao candidato qualquer documento ccmprooatcno de classúlcaiáa no concurso publico para protessor_ valendo, para esse nm, a homologação e a nomeação publicada no Diario olicial do Estado de Pernantcuco 15.3. A nomeação seguirã a rigorosa ordem ciassnicatoria, Dhservaridcase as disposiçoes legais pertinentes is. DO PRAZO DE VALIDADE DO CONCURSO 15.1. o concurso tera validade de 02 (dois) anos_ a contar da data da publicação no Diario onciai do Estado de Pernambuco dc Edital de homologação dc seu resultado, podendo ser prorrogado por igual periodo, a criterio do conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - cEPE e do conselho universitario -CONSUN da universidade de Pernambuco- UPE, na lorma preceituada no Art a7, inciso ill, da constituição da Republica Federativa do Brasil 11. DA INVESTIDURA NO cAReio i1.1. Requisitos para posse a) ser brasileiro ou estrangeiro_ na lorma da lei, b) Estar quite com as ocngaçoes milriares, excetuandose a condição exigida aos estrangeiros, c) Estar quite com as Obrigações eleitorais, excetua/ idosse a condição exigida aos estrangeiros, d) Ter idade minima de 1a anos; e) Alem dos requisitos já estabelecidos, o candidato contratado deverá apresentar l Pls ou PASEP (se ra lor cadastrado), ll 02 (duas) lotos 3x4 iguais e recentes, lll cadastro de identnicacão de contribuinte (clc) / cadastro Pessoa Plsica (cPP), lv Declaração de não possuir vinculo prolissional com dedicação exclusiva em lrlslilulcões governamentais i) No caso de candidato de nacionalidade portuguesa, deverá estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e ponugueses_ com reconhecimento do gozo dos direitos politicos_ nos termos do Decreto n° 7o A36, de ia de aonl de 1972_ g) Este)a apto llsica e mentalmente para o exercicio da lunção, oonlorme rulgamento procedido pela Junta Médica olicial do lnstrtuto de Recursos l-iumanos dc Estado de Pernambuco (lRl-l); h) Eser inscrito e atualizado com as obrigaçoes legais do orgão liscaloadcr da proiissão, apresentar a identidade proiissional para o exercicio de sua Prolissão, quando tor o caso, i) Apresentar comprovante do maior titulo academico e de graduação, bem como c historico escolar de graduação e pos-graduação, exigidos para investidura no cargo, certilicados por instituição de Ensino supencr reconheclda pelo Ministerio de Educacão. )) Apresentar declaração que comprove a não acumulação ilegal de cargos, empregos_ tuncoes publicas e de proventos, mesmo na inatividade, exceto aqueles permitidos pela constituição da República Federativa do laiasil lr) Atender a convocação para a posse, que devera ocorrer nc prazo de 30 (trinta) dias, contados a partir da publicação da nomeação no Diário olicial do Estado de Pernambuco l) Apresentar comprovação de ter exercldo iunção de iuradc_ na hipotese de desempate_ em atendimento ao disposto no art. 440 do codigo de processo penal e Decreto Lei n° 3 ea9, de 0a de outubro de i9A1 11.2. D candldam classrlicado tomara posse no cargo para o nivei inicial da classe da vaga concorrida, mediante atc a ser realizado na secretaria de Administração do Estado 11.3. D candidato convocado que não entrar em exercicio no prazo legal tera o seu ato de nomeação tornado sem eleito, sem a exceção dc disposto, sendo chamado o candidato de claasilicação imediatamente interior 13. DAs vAeAs REsERvADAs As PEssOAs com DEFICIÊNCIA 113.1. Do total de vagas ofertadas por cargonuncão neste Edital, 3% (tres por cento) ou o minimo de oi (uma) vaga sera reservado para pessoas com deliciencia, em cumprimento ao que assegura o artigo 97, inciso vl, alinea da constituição do Estado de Pernambuco, Dbservarldcsse a compatibilidade da condição especial do candidato com as atlvldades inerentes as atribuições do cargo/ iuncão para a qual concorre, 1d.2. A deliciencia da qual c candidato se)a portador deverá ser compativel com as atribuições dc cargc/ iunção a que concorre 113.9. serão consideradas pessoas com deticiencia os candidatos enquadrados no contido na Lei n° 7 asa de 24/10/1959 e Decreto n° 3 298 de 20121999 e suas alterações 15.4. O candidato que desejar concorrer 'as vagas reservadas para pessoas com deliciencia devera, no ato de inscrição, declarar a sua condição, a especie e ograu de deliciencia, com expressa reterãncia ao codigo da claasilicação internacional de Doença (CID), sob pena de não concorrer a essas vagas 15.5. os candidatos que se declararem pessoas com deliciencia, de que trata o subitem anterior, participarão do certame em igualdade de condlcoes com os demais candidatos, quanto ao conteudo, local e horario das provas_ avaliação e criterios de aprovação e ã nota rnlnima exigida para todos os demais candidatos_ como determinam os artigcs 37 e 41_ dc Decreto n= 3 299/99, e alterações posteriores. 19.11. A claasilicação e aprovação do candidato não garante a ocupação da vaga reservada às pessoas com deliciencia, devendo ainda, quando convocado, submeterse ã Pericia Medica que serã promovida pelo Nucleo de supervisão de Periçias / viedicas e segurança do Trabalho - NsPs, do lnsttuto de Recursos Humanos do Estado de Pernambuco- lRH, ou entidade por ela credenciada 1d.1. No dia e hora marcados para a realização do exame pericial_ o ca/ idldatio deve apresentar o laudo medico, (modelo constante do anexo vl), conforme prove o art a9, inc lv do Decreto n° a 29a de 20 de dezembro de 1999_ atestando a especie e c grau ou nivel da deliciencia, com expressa reterencia ao codigo correspondente da ciassnicação internacional de Doença - CID, bem como a provavel causa da deliciencia 15.5. A Felicia Médica decidirá, mmlvadamerlte, soh/ e a qusllilcsçãc da candidato enquanm pessoa cam dehcléncla, observando obrigatoriamente os crterros estabelecidos pelo Decreto n° e 299 de 20 de dezembro de 1999 1m. o candidato que, apos perlcia medica, não tenha sido qualricado como pessoa com deliciencia, terá seu nome excluido da lista de pessoas com deliciencia, permanecendo seu nome na lista da classilicaçao geral do concurso 113.10. o candidato com deliciencia que, no ato da inscrição, não informar essa condição, recebera, em todas as iases do concurso, tratamento igual ao previsto para os demais candidatos 15.11. As vagas destinadas às pessoas com deticiencia que não tcrem preenchidas por lalta de candidatos, por reprovação no certame ou na perlcia medica, serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de classilicação 1d.12. Apos a nomeação, o candidato não podera arguir a deliciencia apresentada no concurso Publico, para rustnicar a concessão de licença ou aposentadoria por invalidez in. DAs DlsPOslçeEs cERAls 19.1. o candidato aprovado no concurso Publico para Docente da universidade de Pernambuco, alem da docéncla (graduação e pcsgraduação), exercerá, tambem, tunçces de pesquisa, extensão e gestão, inclusive assistenciais, quando lor o caso, bem como as rncumbencras previstas no Art 1a, da Lei n- 9 394/99 e nas demais rlO/ rms e legislação em vigor 19.2. o candidato aprovado neste concurso lará parte do quadro permanente da universidade de Pernambuco, devendo desenvolver suas atribuiçoes prolissionais, contcrme consta a distribuição de vagas no Anexo l Em caso de necessidade e interesse da uPE, podera ministrar aulas em quaisquer unidades da uPE, atendendo os cursos eãress do conhecimento pam o quai prestou concurso, para fazer cumprir o disposto no anigo i2, 5 2°, e 1a, da Lei complementar Estadual n' 101/2007, e no que couber, o disposto previsto no anigc 155, le ll, do Regimento lriterno da uPE i9 21 Nos casos em que o docente em seu campus não atingir os parametros da Resolução do CONSUN/ UPE n- 017/2011_ que trata da carga licraria docente na uPE, devera completa-la em outro campus com curso no sistema de credito, no sistema modular ou com a ierraments de Educaçao a Distancia (EAD), conrorme disposto no titulo vll, cap l_ art 211 do Regimento Geral da uPE i9 2 2 o docente em estágio probatório deverá cursar modulo obrigatorio dc Prodccencia (Programa de Formação Permanente de Docentes da uPE), que trabalhará subsidios para a atuação prolrssional, inclusive para exercicio da dccencia em EAD ml. A inexatidão das alrrrriatrvaa e/ ou irregularidades em documentos, mesmo que verilicada a qualquer tempo, acarretará o cancelamento da inscrição no concurso Publico para Docente e de todos os atos dela decorrentes, sem prejuizo das medidas de ordem administrativa, civil e criminal pertinentes 19.4. o titulo de pos-graduação devera ser oriundo de curso realizado por instituição de Ensino superior e/ ou reconhecido pelo Ministerio da Educação ou conselhos Estaduais de Educação 19.5. O portador de titulo de graduação e posgraduação obtido no exterior devera apresentar comprovante de revalidação correspondente, expedido por instituição de Ensino superior olicial brasileira, ria lorma da legislação, açorripanhado de tradução )uramentada 19.5. A Unive/ sldade de Pernambuco . UPE não se respcnsabilizarã por prerulzo de qualquer ordem causado ao candrdato, decorrente de a) endereco não atualizado. b) endereco de dificil acessar c) correspondencia devolvida pela Empresa de correios e TeIegrafOs-ECT, por razões drversas e/ ou de icmecimento do endereço errado do candidato, d) correspondencia recebida por terceiros 19.1. os documentos prctccoladcs no atc da inscrição, assim como aqueles gerados durante a realização do concurso licarão sob a guarde ds unidade promotora do concurso Publico pan. Docente que enviara copias ãs PróRelta/ la Administrativa e de Graduação, por um interregno de dez anos, em observãncia aos drsposrtrvcs da Legislação em vigor 19.5. E de responsabilidade exclusiva do candidato o acompanhamento diário das pubiicaçoes reterentes ao certame, inclusive toda e qualquer retilicação relativa ao Edital em pauta, na pagina 19.9. os casos omissos serão resolvldcs pela comissão coordenadora deste concurso Publico de Provas e Titulos para Docente
  4. 4. Recife, ló de ¡unho de 2015 ANEXO | -VAGAS E REQUISITOS Diário Oficial do Esicldo de Pernambuco - Poder Executivo 'm1 vaga destrnada a pessoa com delrcrencra Áro Lrngue Portuguesa Pomo para a prova: romsrmoreoaro. . o ensrno da gramatrca e a pratrca da retrexão rrngurstrca, o planeramento drdatrco em rrngua ponuguesa ensrno e avarracão, A lextualrdade como lundamento de compreensao dos aspectos lrngurstrcos As ooncepcoas acerca do ensrno da lrngua materna e seus rmpactos na formacao de seus usuanos, o componente currrcurar rrngua portuguesa e sua funcao na construcao do surerto socro, trrstorrco e crrtrco Ensrno dos géneros texluars na escola a questao das escorrras teortco-fnetodológrcas A producao taxtuar na perspectrva do ensrno da gramatroe o ensrno de lingua numa perepeotrra eocrernterecrenrsta As novas tecnotogras e seus rmpactos no ensrno da lingua portuguesa COMPLEMENTO Dos PERFIS PARA o concunso _ ma_ Regime Parñl do candidato lonnaoao/ Area deconrlocimmlo curso categoria v¡ as d¡ titulaçao o gida 5 Trabalho GRADUAÇA! o Posclununtç¡ o CAMPUS PEYRDLINA Doutorado em Estudos Llngua Portuguese Letras Adrunto da Lrnguagem ou Lrngua Portuguesa Lmeraoura Brasrterra. Doutorado em Letras. Lrterabrra Espantrola E Letras Adrunto Lrtefamfas Ponuguesa_ Lrtereture Portuguese Brasrlelfa e Espannole Lrngue Portuguese E “nas Adjum Doutorado em Letras ou Lrnguae Lrngua Latrna Classrcas Eoolcgra_ Evorucao, Ensrno crencrae M um Lrcenoreture ern Doutorado na arae de crencres de crencras Neturars Brolàgrcas J crencras Brclóglcas Brolàgrcas ou Educacao r-lrstona rvtedrevar r-lrstona Adrunto “°°Í'°*a“"“ °'" Doutorado em l-trstorra HIS1DIIE r-lrstona Ant›ga Htslóna Adrunto weÍwÍatura em Doutorado em l-trstorra r-trstorra Ensrno da ceograrra e Lrcencratura em Estás” supemsíonado aeograrra Adrunto Geogmha Doutorado em Geogralra Pedorogra e Edarorogra, Lrcencratura ou D°“'°'“°'° e. ” G°°9'a"a' . seogrerra Prsrca_ rvlero ceorogre e Estatrstrca seografra Adjunto sacnarelado Ambweme Geomênclas eplrceda a seogrerra emeeograrra Geolcgla m_ Clênm do Solo Mestrado em Educacão Pratrca de Ensrno de , Lrcencrature em Matematrca ou em Ensrno de . Matematrca Assrstefrte . . . rvlatematrca rvlatemetrca crencras e Matemabca ou em Educacão Mestrado em Educacao Malemm Mammma Assmeme Lreencratura em Matematrca ou em Ensrno de Metemetrce crenores e metemetrce ou em educacao ou em matematrca Bacrrarerado ou Lrcencrature na Paraswogla Mmmhlologm area de Ctérrcras Doutorado na area de crencras . r Nutrrcao Adjunto srologrcas, de saude elou crencras e arolrsrce . sacrraretado na Brolagrcas area de crencras da Saúde aacrrarerado ou Prsrorograsasrca_ Ersrorogra Lreencratura na namorado _a área de Clênmas da Nutrrcao, aroourmrca _ area de crencras . _ . . Nutrrcao Adjunto . de saude elou crencras Baslca e Eroourrnrca da Blologrcas, Bmw mas Nutrrcao sacrrarerado na area 9 de crencras de saude sacnereredo ou . , Antmpolagra, socrologra, _Cenmado na ma Doutorado na area de crencras Flrosoíra, crencras socrars e Nutrrcao Adrunto _ Humanas ou crencras socrars . de crencree Humanas . Economrcas . ou Educacao ou crencras Scclars Ntttfrcão em saude Pubrrca. rntroducão a saude coretrva, Bachwadc em Doutorado na area de crencras Eprdemrologra, Educacao Nutrrcão Adrunto . da saude, Cléncras Brolàgrcas, . Nutrrçao . . nutrrcronar, laroetrca e crencras socrare ou Educacao Estagro curncurar coordenacao Pedagógrca, _Germânia em Educacao e Tecnorogras, Educacao Adrunto or 4orr Doutorado na area de Educacao . Pedagogra Estaglo supervrsronado Alrebetrzacao e Letramento, _cencmtum em Arte-educacãc, Drdatrca. Educacão Adrunto or 40h Doutorado na area de Educação . Pedegogra Estagro supervrsronado 10 As oofrtfrburcões de Mrkhall Eakhhn no ensrno da Irngua materna Áro Ponto para a provn: rteratura arasrrerra, Lrteratu ra Espanrrora e Lrteratura Portuguesa 1 A abordagem do ensrno da lrteratura espannora no ensrno supencr, Teatro em rrngua espannora no seculo xx rupturas com a tradrcao Problemas de nrstorra e crrtrca rrterarra no Brasrr o texto lrterarro e outras trnguagens (HQ erou rnternet erou crnema, dentre outros) Fernando Pessoa ortonlmra e rreterontmra Tefldêflcras contemporâneas da lrteratura brasrrella Tendencras contemporaneas da rrteratura portuguesa A poasta aapannole e as vanguardaa do securo xx 2 s 4 5 s A construcão da narratrva em lingua portuguesa 7 a 9 1 0 Novas midras, géneros mrdratrcoe e ensrno da rrteratura brasrlalra Árn rngus Portuguesa e Lrngua Latrna Ponto para a pmvl: mmummsmu_ 10 Áu tntertaoes da morforogra com outros nrvers de anatrse trngurstrca A rmponencra do ensrno do latrm no curso de Letras rmpactos da lingua ratrna para o ensrno de Lingua Portuguesa A abordagem da rrteratura tatrna e sua rntertaoe com o drarogrsmo e a porrtonra A poesta latrna tradrcao e modernrdade - olhares centrados na lteratura comparada Generos e trpos textuars pratrcas de retura e de escnta, Lrngua/ rrnguagem, textcrdrscurso/ granratrce e suas rnter-reraooes, srntaxe e drscurso processos srntatrcos e categorras drscursrvas na rrngua portuguesa, A abordagem do sentrdorsrgnnrcacao nos estudos sernantrcos e pragmatrcos, Neves mrdres, ganeros mrdratrcos e ensrno da rrteratura ratrna Ponto para e prova: 1 2 3 4 5 6 7 5 9 1 0 Educacao em saude e educacao embrenter na formacao da proresaores de crancraa brolcgrcee Drdatrca e metodorogra do ensrno de crancras na formacao de professores de créncras brorogrcas Metodorogra da pesqursa experrrnentar na formacao de professores de crénctas brorogrcas Metodorogra da pesoursa educacronar na lormacao de professores de crancras lerologrcas ourmrca elementos ourmrcos, rrgacoes ourmrcas e rnteracoes morecurares, funcoes organrces e reacoes ouimrcas Evorucac orrgem e drversrrrcacao dos domrnros procarronte eeucarronte Ecorogra de comunrdades, Ecossrsterna grobel e crcro de matena e energra nos eoossrsternas Ecorogra drstrrburcao dos crrmas e dos oromas na terra, ecorogre componamentar e eoorogra de popuracoes Evolucão hrslórra da (ella, frlstrórta da Vida na terra e mecanrsmos de evolução Evolução especracao, evorucao morecurare lrtogenra rencras Blológrcas, Ensrno de crencras arotcgrcas, Metodorogra da pesdursa, Pratrca protrssronar, Estagro cumcurar Área: r-lrstorra Medtevar Ponto para a prova: r. A crrse do rmperio Romano e fatores economrcos, socrars, rdeorogrcos e mrlrtares, 2 sentrorro e teudarrdade no ocrdente Medrevar. a A rdade Medra orrentat. socredade e curtura brzantrna, 4 Expansão Mucurmena no ocrdente Eoonomre e socredade no Islã rvledreval, 5 vrvencra relrgrose e partrr do eacuro xrr ordens mandrcantes e naresres, e o crrstranrsmo na socredede Dcrdental Antrgurdade Tardre, Aka rdede Medra e Balxa ldade Medra, 7 A5 oruzedes conrlrtos e releoaes ofranleeOcldsnte, a o paper das unrversrdades na drnamrce urbana rnedreval socredade, cultura e poder, 9 o Drabo no rmegrnarro da sooredede medreval, ru A nrstonograrre conternporanee e as novas abordagens da Hls1ólra Medrevel Área: r-lrstorra Antrga Ponto para a prova: r r-lrstona Antrga sue derrrnrtacao, lontes e novas abordagens em sara de aura 2 o Medmerraneo na Antrgurdade. drnamrcas e rnteracões sociars 3 o Egrto Antrgo socredade, economra, polrtrca e curtura 4 A Mesopotamra seus povos, economra ecurtura 5 os nebreus e o rronotersmo o os textos classroos da ourtura grecoromane fontes de pesoursa e ensrno 7 Drscussões retzntes sobre genero_ famrrra e ootrdrano no mundo antrgo a AcrdadeEstedo antrga debates nrsterrografcos 9 Fern-ração e crrse do lmperro romano rn os estudos seore trebarno e escfavrdãc na Antrgurdade crassroa Áma: Ensrno da ceograrra e Estagro supervrsronado Ponto para a prova: r Ensrno, pesqursa e extensao ern eeogrerra, 2 Pratrcas rnterdrscrprrnares e o ensrno de ceograrra, 3 o Estagro supervrsronado e a lormacao de professores de eeogralra, 4 Pesqursas e pratrcas docentes o estagro supervrsronado em ceograrra, 5 Programa rnterdrscrplrnar de aorsa de rnrcracao a Dooencra tPrarD) e o Ensrno da seografra, s A rrnguagem cartograrrca no Ensrno Fundamental e Medro, 7 A Hrstàfra das Drscrprlflas Escolarese o Currículo de Geografia na Educação Básllz_ a o Ensrno e a avarraçao escolar ume enalree a pertrr dos cursos de rrcenoretura emceogrelre, 9 catcgorras, concertos e conteudos geograrrcos no ootrdrano da Escola, r n os perantetros currrourares necronare pere o Ensrno de ceogrelre e e formacao dos professores pera a Educacao_ Area: Padorogre e Edererogra, saorogre e Esmtrstlca eprrcade a seogrerra Ponto para a prova: r Tectonrca e Deformacao de Rocnas. 2 rvlrnerarogra e Petrograrra, a crclo das Rochas e crasses de Rocnas, 4. rntemperrsmo e Formação de solos, 5 cenese e Morforogta de solos, e Levantamento e cartogralra de sotos_ 7 srstema larasrlerro de crassrtrcacao dos solos, e rntroducão a geoestatrstrca, 9 Metodos estatrstrcos aplrcedos a Geogralra (nredrdas de varrabrrrdade, drspersao reratrva e coerrcrente de varracaoprobabrlrdade, entre outros), ru Testes estatisilcas de tendencra aprrcados aos estudos geogralrcos Áran: Educacao Metematrca Ponto para a prova: r Fundamentos Prlosorrcos da Educacão Matematrce 2 Tendencras em Educacao Matematrca, a o uso das frwaslecnorogras na Educacão Matematrca, 4 Ensrno de ceometna na Educacão Basrca; 5 Ensrno de Numerose cperecões na Educacão aastcar s Ensrno de Algebra e Puncaes na Educacão Básrca, 7 Ensrno de crandezase Medrdas na Educacão Easrcar a Ensrno de Tratamento da Informacao na Educação Básrcar 9 Ensrno de Matematrca para Educacao de Jovens e Adultos e para a Educacão Especral_ rn Ensrno de Trrgonometrra pare e Educacão Eáslca Árln: Maternetrca Ponto para a prova: r seduencras e serree Numerrcas, 2 Dragonatrzacao de operadores, a Transformação Lrnear e Teorema do Nucleoe da rmagem, 4 Teorema de Lagrange para Grupos e aplrcacoes, 5 Homomorlrsrno e rsorrtorlrsmo de Anérs, e o Teorema Fundamental do calcuro e aplicações, 7 rntegral de Lrnrra e oTeorema de Greefr-Stokes, a Teorema do valor Medro para denvadase apncacaes, 9 Equações drferencrars de prrmerra ordem, ro Lrmrte e contrnurdade de Puncbes Rears Árla: Paresrtorogre, Mrcrobrologre e srolisroa Ponto para u prova: Brofslca da agua delrnrcao e edurrrbrro acrdo basroo, Radlobrorag ra descrrcao, detrnrcões e etertos brologrcos, rvlrcrobrota reerdente do corpo numeno, vrrologra estrutura, fephcacão e patogenese vrral, Mecanrsrnos de petogenrcrdede e controre do crescrmento bacterrano, Estreptococose Estalrtococos morlologra, rsolarnento, rdentrlrcacao, patogenra e rnanrfestacao ctinrcas, «IOIUTbÇ-JNA e controre da parasrtose causada pelo parasrto Trypanosoma cfuzr, a Estudo de srstematrca, moffologra, brorogra, acao do parasrto sobre o rrospederro, dragnostrco raboratonar, patorogra, epxiemtologia e controre da parasrtose causada pelo parasrto Lersnmanra, 9 Estudo de srstematrca, moffologra, brorogra, acao do parasrto sobre o rrospederro, dragnostrco raboratorrar, patorogra, epxiemtologla e controre da parasrtose causada por Efrtamoebahrstolytrca, ro Estudo de srstenertrca, morforogra, orologra, acao do parasrto sobre o rrospederro, dragnostroo raooraterrar, patologra_ e controre das parasrtoses causadas pelos parasrtos crardraduodenarrs e Trrcnomonasvagrnarrs Árln: Frslologra saerca, Flslarogls da Nutrrcao, Broqurmlca Eáslca e Ercqurmlca de Nulflçãc Ponto para u prova: r Flslcrogla do srsteme crrcuratono, 2 Prsrorogra do srstema Endocrrno, 3 Peper dos nutrrentes no desenvoturmento do srsteme nervoso, 4 Paper dos nutrrentes no controre do oomponamento arrmentar e drsturbros do componamento arrmentar, 5 Reguracao neuro-endrccnna das funcoes gastrorntestrnars, s Processos broquimlccs e lrsrorogrcos envorvrdos na drgestao e absorcao de nutrrentes, 7 controre da rngestao atrrnentar e o papel dos macronutrrentes na nomeostase organrca, a Qurmrca e Metabolrsno dos Carbotdratos, 9 outmrca e Metabolrsrro das Proternas, ourmrca e Metabotrsmo dos Lrprdeos to Qurmrca e Metabolrsrm dos Lrprdeos Áru: Antropolog ra e socrorogra, Prrosorra, crencras socrars e Economrcas Ponto par. a prova: r saude e Doenca como processo sobre-cultural, 2 Antroporogra rrlosotrca e natureza trumana, 3 curture e rdeorogre, 4 A desrguardade, a drlerenca e a pruralrdade socrars e curturars tdrvrsoes soclars), 5 rvlorrmantos eocrars e mudanca socral, a A saude concerto vulgar e questão lrrosolrca, 7 Caraderisltcas de modernrdade Pormecao da crancre moderna, a Prrosolra contemporanea rderrtrdade e Dnererrca, 9 Estudo dos processos socrars soctalrzação e rndrvrduarrzacao, ro Estruturas socrars rnstrturcoes, poder, normas e controle socral, AnOXCII-NEIH -7 Estudo de srstematrca, mofíologra, brorogra, acao do parasrto sobre o rrospederro, dragnostrco raboratonar, patorogra, epxiemtologla
  5. 5. 8-AnoXClI - N91l1 Diório Oficial do Eslado de Pernambuco - Poder Executivo Recife, 16 de junho de 2015 Area: Nutrição em saude Pública_ introdução a saude coletiva_ Epidemiologia_ Educação nutricional_ aioetica e Estagio curricular Pomo para a prova: 1 o sistema Unico de Saúde (sus) principios e diretrizes, mecanismos de iuncionamento_ instrumentos de planejamento_ leis e atos normativos que estruturam o sus_ 2 Marcos legais das poiititss de alimentação e nutrição no Brasil e a atuação do nutricionista, e o papel do nutricionista na saude publica, transição dernograiica_ epidemiológica. nutricional e alimentar_ 4 Epidemiologia dos problemas nutricionais da população brasileira desnutrição_ sobrepeso e obesidade; 5 Carénclas nutricionais_ com énÍSse na anemia nutricional e dsñciêncla de Vitamina Â_ e Tipos de desennos de estudo descrnivos e analiticos com eniase na epidemiologia nutricional. 7 Diagnostico de saiide da comunidade oom base nos condicionantes e determinantes do processo saiideenierrnidade_ a Estudos Epidemiológicos caso-controle_ coorte_ s Politicas publicas de educação alimentar e nutricional_ ta Dioetica e seus desaiios contemporãneos Area: Coordenação Pedagógica, Educacão e Tecnologias, Estagio supervisionado Porno para a prova: 1 A sociedade da iniormacão e suas caracteristicas na redeiinição de papeis dos agentes da educacão 2 As implicações pedagogicas do uso das novas tecnologias na educação a Os impactos provocados pelas novastecnoiogias na vida cotidiana 4 construcao da identidade do(a) coordenadoria) pedagogiooia) e as especiticidades que envoivem a sua atuação 5 o coordenador pedagógico e a organização do trapalno escolar o o coordenador pedagógico rrente aos desaiios que se impõem a escola no seculo xxi 7 o coordenador pedagógico e a iormação continuada desaiios e perspectivas a Estagio supervisionado em instituições escolares e não escolares- urna articulação entre o ensino_ a pesquisa e a extensão 9 o estágio e a construção da identidade prolissional docente 1o Estagio supervisionado concepções e praticas em ambientes escolares e não escolares Áma: Airapetização e Letrarnento_ Arteeducação_ Didatica_ Estagio Supervisionado Pomo para a prova: 1 A Teoria da Psiçogenese da Escrita e a Aprendizagem do sistema de Escrita Alrapetica 2 oralidade e Escma no contexto Escolar. Processos de Ensino e de Aprendizagem a Aiialoetização e Letrarnento Concepções e Metodos 4 Politicas de Airaoetização no Brasil 5 Concepções Dialogicas entre as Diferentes Linguagens Artisticas e Historia da Arte-Educação no Brasil Principais Abordagens e Relações contextuars 7 Abordagem ilistonoa da Didatica da Arte de Ensinar aos Desalios Atuais B Planeiamento e Organização do Traoaliio Pedagógico na Sala de Aula s o Estagio corno Eixo Norteadordo curriculo na Formação Docente. 1a Estagio Supervisionado em instituições Escolares e não Escolares' uma Articulação entre o Ensino_ a Pesquisa e a Extensão COMPLEMENTO Dos PERFIS PARA o CONCURSO Área de cmo cm _m_ N“d| Rogiirio de Farm do crindidutotonriução/ titulação exigida connaciirrariito l¡ Vlgln Tratialiio ' raduação CAMPUS GARANHUNS Ein ciencias Biológicas ou area da saudeiMedicina_ Enierrnagem_ odontologia, Psicologia_ Farmacia_ aiorriedicina, Embriologia_ citologia_ ilistoiogia_ Biologia Geral_ Tutonais. Daumrado em ciencias Biológicas ou integração Ensino- Medicina/ Adlunm m m_ Fisioterapia_ Nulmáo_ da saiide_ oom tese seiviçocornunidade_ Biologia ciencias Dialogicas detendida na área supervisão de Estagios (Bacharelado), de erroriologia ou curriculares; Trabalho Fonoaudiologia_ citoogia ou nistologia de conclusao de curso Terapia ocupacional, Educacao Fisica (Bacharelado), Medicina Veterinaria e saude coletiva) Residencia Medica Pediatria Medicina Auxiliar 02' 40h °'" “M” °“ Especialização em pediatria Residencia Medica ou Especialização ein qualquer area da medicina Cllnlca Médica Medicina Auxiliar 05' 40h Eni Medicina Residencia Medica em Ginecologia e obstetricia ou Especiãllzacão ein Ginecologia ernopstetrlcia Ginecologia e obslemm¡ Auxiliar 02' 40h Medicina Ern Medicina Residencia medica em anestesioiogia ou especlallzacãh em anesteslologia Anestesiologia Medicina Auxiliar D1 4un Residencia medica em psiquiatria ou especialização em psiquiatria Psiquiatria Medicina Auxiliar U1 40h Residencia medica em medicina de iamllia e comunidade ou especialização em medicina de iamllia e comunidade Medicina de farrillla e comunidade Auxiliar 01 20h Medicina Em Medicina CAMPUS ARCBVERDE Protese_ Dentística. oTM e Dor Oiofaclalr Cllnlca Odontológica e odontopediatriça_ ciencias Biológicas e de saiide, ciencias Humanas e sociais. ciencias odontologicas_ integração Ensino- Serviço-Comunidade_ supervisão de Estagios curriculares_ Trabalho de conclusao de curso. Mestrado em Prótese, ou Dentlstica_ clinicas odontologicas ou ciencias odontoiogicas ou odontologia (Area de Concentração Dentlstlca ou Prótese ou clinica integrada) Graduacao en¡ Assistente Odonwwa Orlorilnlogia Direito Uroanlsticc e Ambiental_ Direito internacional Publico. Respcnsapilidade crvil_ Direitos l-iurronos, Direito da Propriedade intelectual_ Legislação Protetiva_ Direito Agrario_ Direito do Petroleo e Gas. Metodologia cientiiica_ orientação Proiissional_ Estagio supervisionado_ camara de Mediação e Conciliação_ Trapaltio de conclusão de curso Direito Assistente 40h Graduacao em Direito Mestrado em Direito. ouDireitos Humanos_ ou ciencias . luridicas. ou Desenvolvimento Urbano, ou ciencia Politica, ou Relacões internacionais Neurologia e Psiquiatria, ¡Prãtica Medica e Discussão clinica¡ Atenção em saude_ Gestão e Educação¡ lntegracão Docente, assistencial_ supervisão de Estãgios curriculares e Pesquisa em saiide Medicina Auxiliar oi TALHADA Aun Bacharelado ern Medicina Especlalizacãc ou Residencia Médica em qualquer ãrea da saúde cardiologia e Medicina intensiva/ Pratica Medica e Discussão clinica¡ Atenção em saude_ Gestão e Educação¡ integração Docente, assistencial_ supervisão de Estãgios curriculares e Pesquisa em saiide Medicina Auxiliar oi Aun Bacharelado em Medicina Especialização ou Residencia Medica em qualquer área da saude Otorrinolaringologia e Técnica Cirúrgica/ Prática Medica e Discussão clinica¡Atenção em saude_ Gestão e Educação¡ integração Docentesassisterlclal_ supervisão de Estágios curriculares e Pesquisa em saiide Medicina Gastroenterologia e Endocrinologia/ Pratica Medica e Discussão clinica¡ Atenção em saude_ Gestão e Educação¡ integração Docente. assistencial_ supervisão de Estágios curriculares e Pesquisa em saiide Medicina Auxiliar Auxiliar oi Aun 40h Bacharelado errl Medicina Bacharelado erri Medicina Especialização ou Residencia Medica em qualquer área da saúde Especialização ou Residencia Medica em qualquer area da saude clinica medica e principios de Tecnica cirurgica ! Prática Medica e Discussão clinica¡ Atenção em saude_ Gespão e Educacão¡ integração Docente, assistencial_ supervisão de Estãgios curriculares e Pesquisa em saude Medicina Pneumologia e lniectolcgia ! Pratica Médica e Discussão cIinicã/ Alencão em saude_ Gestão e Educacão¡ integração Docente-assistencial, Supervisão de Estãgios curriculares e Pesquisa em saude Medicina Auxiliar Auxiliar oi Ann 40h Eacnareiado ern Medicina Bacharelado erri Medicina Especialização ou Residencia Medica em qualquer área da saude Especialização ou Residencia Medica em qualquer area da saude Farmacologia e Anestesia/ Pratica Medica e Discussão clinica¡ Atenção em saude_ Gestão e Educação¡ integração Docente. assistencial_ su pervisão de Estãgios curriculares e Pesquisa em saiide Medicina Auxiliar 40h Bacharelado em Medicina Especialização ou Residencia Medica em qualquer area da saude merg ncia, rauma. Medicina Legal e anatornoiisiologia¡ Pratica Medica e Discussão cllriitzl Atenção em saude_ Gestão e Educação¡ integração Docente- assistencial_ supervisão de Estagios curriculares e Pesquisa em saude Medicina Atenção Primária à Saúde e Saúde Coletlva/ Atencão ein Saúde_ Gestão e Educacão¡ integração Docente-assistencial, supervisão de Estãgios curriculares e Pesquisa em saúde Medicina Auxiliar Auxiliar 40h 40h Bacharelado erri Medicina Bacharelado em Enrerrnagem Especlallzacãc ou Residencia Medica em qualquer area da saiide Especialização ou Residencia em saude Publica ou áreas aiins 'Oi vaga destinada a pessoa com deiiçiencia
  6. 6. Recife, 16 de ¡unho de 2015 CAMPUS GARANHUNS Área: Embriologia_ cimlogia_ Histologia_ Biologia Geral_ Tutoriais_ integração EnslnoeServlçoeCcmurildado_ supervisão de Estãgios curriculares_ Trabalho de conclusao de curso Pomo para a prova: 1 citologia_ Histologia e Embriologia do sistema Respiratório, citologia_ Histologia e Embriologia do sistema Nervoso, crtologia_ Histologia e Embriologia do Sistema LocDmctDr_ citologia_ Histologia e Embriologia do sistema Clrctllatório_ citologia_ Histologia e Embriologia do sistema Digestivo_ Citologia_ Histologia e Embriologia do sistema Genitoeurlnarlo_ Divisão celular_ Garrietogênese e Gastrulação, crtologia_ Histologia e Embriologia da Pele e do Tecido Coniuntivc_ Citologia_ Histologia e Embriologia do sistema Endocrino_ 1a Anexos Ernbrionarios e Aiteracões Congénltas Área: Pediatria Ponto para a pmva: 1 Febre 2 Tosse a Dispneia 4 solucos 5 Diarreia e Imunizações em crianças e adolescentes 7 a s 1 mmummsmm obesidade lniantil Doenças exanternaticãs Linronodorriegalia o convulsao Febril Áro clinica Médica Ponto para a prova: 1 Edema 2 Dispneia 3 Tosse 4 DorToracica 5 oliguria S Febre 7 l-iernaturia s sincope 9 Diarreia 10 Emagrecimento Área: Ginecologia e obstetricia Ponto para a prova: 1 climaterro Anticoncepção Diabetes gestacional Trabalno de parto Fréeeciampsla Terapia de reposição normonal sindrome de ovãnos policistioos Doenças sexualmente transrnisslveis Asma na gestação 1o Pre›Natal mmNmUIbwN Áron: Anestesiologia Ponto para a prova: Antiinilamatorios Não Horrrionais Benzodlazepinioos Analgesicos opioides Avaliacao pre-anestesica sedação Dispneia lnsuiiclencia Respiratória Aguda Reammação cardiopulmonar Antioiotiooproiilaiiia cirurgica 1o Alterações do nivel de consciencia wmummawm_ Are Psiquiatria Punto para a proirn: 1 Tabagismo e cessação do Tabagismo 2 Álcool Tratamento do Abuso, Dependencia e sindrome de Abstinencia s Transtornos decorrentes do uso de drogas psicoativas 4 Transtornos alimentares 5 Depressao a Transtornos de Ansiedade 7 lnsonia e Fadiga 9 Psicose 1a Transtorno Bipolar Área: Medicina de iarriilia e comunidade Ponto para a prova: 1 Imunizações ern adolescentes e adultos 2 soluço 3 ceialeias 4 Lornbalgia 5 Fadiga e Avaliacao clinica preventiva 7 Relação Médico-paciente a Linronodorriegalia 9 obesidade 1a Parasitoses intestinais CAMPUS ARCBVERDE Are rotese_ Dentistica, DTM e Dor ororacral_ clinica odontologica e odontopediatrica, ciencias Eiologicas e da saude_ ciencias Humanas e sociais_ ciencias odontologicas_ integração Erislno-Servlço-Comurildade_ supervisão de Estagics curriculares_ Tiaoaino de Conclusão de Curso Pontos para a prove: 1 Aprendizagem emcdontologia Diretrizescurriçularesda odontologia_ linetodologlasAtivas deApreridizagem na saude_ Aprendizagem mediada por Tecnologias da lnrormaçao e comunicação_ Aprendizagem Baseada em Problemas e odontologia Baseada em Evidencias 2 Dor orataciai mecanismos_ diagnóstico e controla a A Dentística na clinica ampliada na atenção basica ã saiide bucal, 4 Tomada de decisao baseada em evidencias na Dentlstica selamentc de lesoes de cárie versus tratamento restaurador, 5 Propedeutica odontologica e terapeutica medicamentosa na atenção basica, e uigsnçias odontologicas na atençao basica diagnóstlco, controle e tratamento e o sistema de referência e contrarrererencia 7 a s 1 Reabiimacão oral na aiericão básica lnterrelicão DeritistlcaPeriodontia-Prótese Procedimentos restauradores complexos na atenção secundária Materiais dentarios restauradores utilizados na atenção basica e Secundária em saúde bucal, ci Procedimentos Periodontais básicos e especializados na rede de Atenção à Saúde aucai Áro Direito Urhanistico e Amtnental_ Direita Internacional Fúbiico_ Responsabilidade CNII_ Direitos Humanos, Direita da Prapriadade intelectual_ Legislação Protetiva_ Dileno Agiario_ Diierto do Petroleo e Gás_ Metodologia cientliica, orientação Proiissional_ Estagio supervisionado_ camara de Medlacão e conciliação_ Trabalno de Conclusão de curso Ponto¡ para e prova: 1 Da ordenação_ do uso e da ocupação do solo urbano 2 Direita Ambiental Brasileiro a o programa das Nações unidas para o Meio Ambiente 4 otratado internacional conceito_ iormalidades_ atores_ claasilicação_ vigencia_ ereitos sobre as partes_ emendas_ violação_ costume internacional 5 Aquestao do conilito na nova cena internacional a diminuição da percepção do inimigo e As novas regras de relações economicas internacionais no rnundo globalizado. 7 Dano Fatrimoniai e Extrapatrlmcriial Diário Oficial do Estado de Pernambuco - Poder Executivo AnOXCII-NEHI -9 B. indenizacâo a ilxacão do montante indenizatória e seus critérios, 9 Unrversaiidade x Reiatrvidade dos Direitos Humanos in Direito Internacional dos Direitos Humanos Direitos Humanos_ Dllertcs Humanitários e Direito dos Refugiados CAMPUS SERRA TALHADA Área Neurologia e Psiquiatria/ Pratica Medica e Disçussao clinica/ Atenção em saude_ Gestao e Educaçao¡ integração Docente- assistencial_ supervisão de Esrãgios Curriculares e Pesquisa em saude Pontos para a prova: i. Semiologia Neuroiogica e Psiquiatrica 2 Acidente Vascular Erioeraiico a ceraleias 4 Coma 5 Distúrbios do Movimento o. Epllepsias 7 Depressão B Demênclas s. Trauma craniencetalico e Raquimedular 1D Anatomia e Fisiologia do SistemaNerVoso Área: Cardiologia e Medicinalntenstva/ PràticaMédica e Discussaoclinica/ Atençaoemsailde_ Gestao e Educaçao¡ lntegraçaoDocente- assistencial_ Supervisão de Estagioscurnculares e Pesquisaemsaude Pontos para a prova: i. Semiologia Cardiovascular 2 Hipertensão arterial sistemioa_ 3 slndromes coronarlanas agudas, 4 lnsuiiciencra cardlaca, 5 Arrltmias cardiacas, o Miocardlopatias; 7 Valvcpatlas_ s Choque_ 9 sepse, in lnsuiiciencra Respiratória Aguda Área Dtcrrinolaringologia e Tecnica cirúrgica/ Pratica Médica e Discussão clinica/ Atenção em saude, Gestao e Educaçao¡ integração Docente assistencial_ supervisão de Estagios curriculares e Pesquisa em saude Pontos para n prova: i. Assepsia e Antissepsia 2 Fios e suturas a crcatrizaçao de Feridas 4 lnreçcbes em cirrugia 5 Choque em Cirurgia o. otites 7 Rlnites e sinusites 9 AbdDnie Aguda in Trauma (ATLS) Aros: Gastroenterulogla e EndocrinolograipraticaMedica e Discussãoclinicamtençãoemsaude_ Gestão e Educação¡ lntegraçãoDooente. assistencial_ supervisão de Estagioscurnculares e Pesguisaemsaude Pontos para n prova: i Semiologia Endocrina e Gastroenterologia 2 Doença uicerosa peptica; a Doença do reiluxo gastroesofáglco, 4 Pancreatnes, 5 cirrose, o Diabetes Mellitus, 7 Hlpo e Hipertireoidismo_ a sindrome de custiing_ 9 obesidade, iu Hipogonadisrno_ Áraa: ortopedia_ Tecnica cirúrgica e Trauma/ Pratica Medica e Discussão clinica/ Atenção em saude_ Gestão e Educação¡ integração Docerim assistencial_ Supervisão de Estagios curriculares e Pesquisa em saude Pontos para n pro i Semiologia ortopedica_ 2 Fraturas Expostas_ a Trauma de coluna, 4 Trauma de Bacia, 5 Fraturas do Femur, o Fraturas na crianca, 7 a 9 i Doenças osteomusculares relacionadas ao trabalha_ Lombalgla_ osteoporose_ u Tumores em ortopedia Âraa: Pneumologia elniectologia ¡PrãticaMedioa e Dlscussãoclinlca/ AtençãoemSaúde, Gestão e Educação¡ lntegraçãoDooente- assistencial_ supervisão de Esagioscurnculares e Pesquisa em saude Pontos para a pro . i semiologia Respiratoria 2 Pneumonias, a Doença Pulmonar obstrutiva cronica. 4 Tromooemoolia Pulmonar, 5 Apneia do sono, o Doenças Pulmonares lntersticiais 7 a 9 i Endooaidite lntecciosa, Meningite bacteriana_ Tuberculose. D Ventilação Mecanica Árla: Farmacologia e Anestesia/ Pratica Medica e Discussão clinica ¡Atenção em saude_ Gestão e Educação¡ integração Docente assistencial_ supervisão de Estagios curriculares e Pesquisa em saude Pontos para a pro i Avaliação Anasteslca Pre-oparetoria 2 Anestésicos Gerais a Anestésicos Locais 4 Bloqueadores Neuromusculares 5 sedatiiros e Hipnoticos 6 ViasAéreas 7 a 9 i Raouianestesia e Peiiduial Bloqueio de Nervos Perirericos Anestesia no Trauma o Principais cornolicaoaes em Anestesia Área: cirurgia e Medicina Legal/ Pratica Medica e Discussão cllnlca/ Atenção em saude, Gestao e Educaçao¡ integração Docente. assistencial_ supervisão de Estãgios curriculares e Pesquisa em saude Pontos para a prova: i Abdcme Agudo 2 cirurgia do Trauma (ATLs) a Doenças cirurgicas do Esoiago 4 Doenças cirurgicas do EstArrlago/ Duodenc 5 Doenças Cirúrgicas dos Intestinos s Doenças cirurgicas do Pancreas 7 Doenças cirurgicas do Esüfago a Traumatologia Médico-Legal 9 Tanatologia io Peiicia Médlco-Peilclai Áro Atenção Pnmaria a saude e serviços / Atencão em saude_ Gestao e Educaçao¡ lntegraçao Docente-assistencial, supervisão de Estãgios curriculares e Pesquisa em saude Pontos para e prova: 'i Principios e diretrizes da SUS e da Atenção Básica_ 2 Pianeiamerlto e Avaliação do processo de traballio na Atenção Basica, a Vigilancia em saude_

×