O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Ruptura e inovação nas artes e na literatura inês modesto

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 20 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Semelhante a Ruptura e inovação nas artes e na literatura inês modesto (20)

Anúncio

Mais de ceufaias (20)

Ruptura e inovação nas artes e na literatura inês modesto

  1. 1. Ruptura e inovação nas Artes e na Literatura
  2. 2. Multiplicidade de experiências artísticas As transformações e as vivências do séc. XIX e XX originaram: Novas formas de Revoluções no expressão artística mundo das artes Estilos e tendências Pintura, dança, cada vez mais ousados. escultura e música
  3. 3. Desenvolvimento da fotografia Pintura Artistas Perdeu o monopólio da Abandonaram a arte figurativa reprodução da tradicional ( reprodução natureza e teve da realidade observável) abrindo obrigatoriamente caminho à que encontrar pintura contemporânea. novas soluções.
  4. 4. A primeira fotografia foi tirada em 1827. Os pintores passaram a ensaiar estilos mais ousados e diferentes.
  5. 5. Arte Nova A Arte Nova – Surgida nos finais do séc. XIX Produziu obras de grande França e Bélgica. beleza e requinte. Abrangeu os mais variados estilos artísticos A pintura, a arquitectura, o mobiliário, a decoração de interiores e a ourivesaria.
  6. 6. Entre os principais cultores da Arte Nova destacam-se William Morris, Antoni Gaudí, Charles Rennie Mackintosh, Henry Clemens van de Velde, Gustav Klimt e René Lalique.
  7. 7. Expressionismo O Expressionismo foi desenvolvido na Alemanha entre 1905 e 1930 Pretendia mostrar sentimentos Um dos pintores que íntimos através da violenta mais influenciou este maneira de pintar e das cores movimento artístico que nos quadros se usavam. foi Van Gogh. Kirchner, Schiele e Otto Dix foram alguns dos principais expressionistas.
  8. 8. Quadro de Edvard Murch ‘’A Maddona’’ Edvard Murch percursor do Expressionismo Auto-retrato de Van Gogh.
  9. 9. Fauvismo Movimento fauve Utilização de cores vivas Algumas pinturas foram e contrastes, expostas em Paris. Essas independentemente da pinturas eram de um grupo de cor natural do retrato. artistas que incluía Henri As cores utilizadas eram Matisse. As cores estridentes muito fortes. e ousadas das suas telas levaram o crítico Louis Vauxcelles, da revista Gil Blas, a radicularizalos chamando-lhes fauves (feras) ou seja animais selvagens.
  10. 10. Cubismo O Cubismo foi desenvolvido em França entre 1907 e 1914 A arte cubista apesar Estes objectos reais são de parecer unicamente ‘’achatados na tela’’ de forma a geométrica, representa que se possam ver em simultâneo objectos reais. diversas perpectivas de um memo objecto. Para isso as formas são Picasso, Braque e reduzias a sólidos geométricos, Gris foram os três assim o objecto é pintado no principais quadro de modo a apresentar as representantes suas múltiplas facetas de uma só deste movimento. vez.
  11. 11. As raparigas de Avinhão – Pablo Picasso A Música do Músico - Braque Natureza Morta - Gris
  12. 12. Futurismo O Futurismo foi desenvolvido em Itália, em 1909, com o manifesto do poeta Marinetti. Carra, Boccioni e A pintura e escultura Delaunay foram três futuristas pretendiam dos mais destacados captar o movimento e a representantes. velocidade através da representação de diversas imagens simultâneas do mesmo objecto em posições que variam progressivamente.
  13. 13. Abstraccionismo Formado nos primeiros anos do século XX As formas geométricas, as Um dos linhas e as cores representantes deste adquiriram, um valor movimento foi Wassily independente da realidade, Kandinsky e alguns dos não representando nada de artistas deste concreto, apenas impulsos movimento foram belos, sentimentos ou Mondrian e Paul Klee. emoções do artista.
  14. 14. Senécio – Paul Klee Mondrian Cossacos – Wassily Kandinsky
  15. 15. Surrealismo Movimento iniciado em 1924 em Paris Entre este Este movimento procurou movimento descrever o ‘’surreal’’, ou destacam-se os seja, o inconsciente, e seguintes pintores: entender o mundo dos sonhos. Estes nem Changall, Picasso, sempre eram fáceis de Miró, Stravinsky, interpretar. Nos Ravel e quadros surrealistas, as Schõnberg. imagens vão da serenidade do sonho à inquietação dos pesadelos.
  16. 16. Multiplicidade das experiências literárias A Literatura deste período foi caracterizada por uma visão mais pessimista do mundo Na perspectiva de luta contra a injustiça e a opressão, destacou- se o alemão Bertolt Brecht, O irlandês James Joyce autor de algumas das maiores e os franceses Marcel obras do teatro moderno, o Proust e Albert Carmus espanhol Frederico García Lorca que eram escritores e e o francês André Guide. denunciaram as injustiças A poesia contou, entre outros, sociais e defenderam os com inglês T.S. Elliot, o alemão Rilke e os franceses Apollinaire e mais desfavorecidos. Breton
  17. 17. O nascimento da nova arquitectura O início do século foi marcado por duas correntes arquitectónicas A Arte Nova, na Europa e a Escola de As duas apresentaram Chicago nos E.U.A propostas muito diferentes mas continuaram um processo de renovação da arquitectura.
  18. 18. O modernismo arquitectónico A escola de Chicago procurou, desde 1880, um novo tipo de arquitectura que tirasse o melhor partido dos novos materiais de construção (ferro, vidro, aço e betão) centrando-se na funcionalidade dos edifícios. Esta tendência diz-se Modernismo. A arquitectura modernista resultou da junção: De novas técnicas e materiais de construção; Das novas necessidades que os espaços urbanos exigiam; da aspiração de uma sociedade/cidade nova; Da influência de estilos artísticos como o cubismo e o abstractismo. Outras tendências foi a arquitectura orgânica, que tentou criar uma harmonia não só entre as diversas partes do edifício mas também entre este e o ambiente em que está inserido

×